GESTÃO DO CONHECIMENTO – 1 SEM. 2013 – BIM. 1                      PROFESSOR DRA. CRISTIANA MUYLDER                       ...
apresentado e aplicado dentro das organizações. Este modelo está muito mais ligado àTeoria do Conhecimento do que à sua ad...
nas novas aplicações, onde o autor possa detalhar com maior aprofundamento, quais ecomo práticas gerenciais foram utilizad...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Resenha - Mitja, T.; GRISCI, C. L. I: The Knowledge Management Wheel. In: Management Knowledge na Learning International Conference, 131, 2011, University of Primorska, Faculty of Management Koper, Slovênia .

3.204 visualizações

Publicada em

Resenha do artigo Knowledge Management Wheel

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.204
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Resenha - Mitja, T.; GRISCI, C. L. I: The Knowledge Management Wheel. In: Management Knowledge na Learning International Conference, 131, 2011, University of Primorska, Faculty of Management Koper, Slovênia .

  1. 1. GESTÃO DO CONHECIMENTO – 1 SEM. 2013 – BIM. 1 PROFESSOR DRA. CRISTIANA MUYLDER RESENHA Nº 001Alan SantosMitja, T.; GRISCI, C. L. I:The Knowledge Management Wheel. In: Management Knowledge naLearning International Conference, 131, 2011, University of Primorska, Faculty ofManagement Koper,Slovênia .O artigo desenvolvido por Terče Mitja trata-se da apresentação de um estudo de casosobre a aplicação de um modelo de gestão do conhecimento em uma organizaçãoeslovena. O autor introduz o artigo afirmando que a Gestão do Conhecimento é umtema relativamente novo na ciência organizacional. Afirma ainda, que há um problemaque advém do fato de que existem diferentes abordagens que consideram soluçõesteóricas para a Gestão do Conhecimento, enquanto na verdade, a mesma é algo prático,orientado à ação.Segundo o autor, o propósito do artigo é desenvolver um modelo para o processo degestão do conhecimento baseado no gerenciamento de processos e funções, através deuma pesquisa de ordem qualitativa, na qual se realizou um estudo exploratório que fazuma revisão da literatura sobre gestão, conhecimento, aprendizagem, manipulação eGestão do conhecimento que culminou com o desenvolvimento de um modelo,chamado de Roda da Gestão do conhecimento.No estudo de caso, o autor inicialmente faz uma revisão da literatura levantandodefinições para Gerenciamento, Conhecimento, Informação, Processo de Manipulaçãodo Conhecimento e Gestão do Conhecimento. O Gerenciamento é entendido comogarantir a racionalidade de processos empresariais com vista a atingir objetivos denegócio. Conhecimento é definido como o resultado da interação entre inteligência(capacidade de aprender) com situação (oportunidade de aprender), sendo o mesmomais uma construção social do que inteligência propriamente dita. Informação éconceituada como uma entrada dentro de um processo de tomada de decisão e queinterpretada visando auxiliar neste processo. O Conhecimento é conceituado comoinformação que foi processada para dar algum tipo de sentido a uma determinadocontexto/situação.O autor ainda destaca algumas características que distinguem o conhecimento de outrashabilidades: o fato de ser subjetivo, ser transferível e aplicável a outros contextos,embutido por residir em forma estática e não ser facilmente movível, auto-reforçantepor ganhar valor ao ser compartilhado, perecível por ficar desatualizado com o tempo, eespontâneo por ter seu desenvolvimento imprevisível e não poder ser 100% controlado.Lettieri, Borga e Savoldelli, desenvolveram um modelo chamado de Ciclo da Gestão doconhecimento. Este modelo de 7 passos, mostra o processo que ocorre com oconhecimento que pode ser: adquirido, codificado, armazenado, recuperado, difundido,
  2. 2. apresentado e aplicado dentro das organizações. Este modelo está muito mais ligado àTeoria do Conhecimento do que à sua adequada gestão (prática), dentro dasorganizações.Para tentar preencher a lacuna existente entre teoria e prática, o autor do artigo, baseadona literatura existente sobre o assunto, desenvolveu um novo modelo chamado de Rodada Gestão do conhecimento. Este modelo está mais próximo da função de gerência doque da teoria sobre o tema. Ele é divido em 3 grandes áreas: Planejamento, que definequais estratégias serão adotadas e quais objetivos deverão ser atingidos para a gestão doconhecimento numa organização. Atuação, que trata da operacionalização dasestratégias dentro da organização, através da liderança, comunicação, motivação, ecapacitação. Controle, que visa verificar se a implementação está alinhada com oplanejamento e com os objetivos a serem alcançados, através do uso de métricas pré-estabelecidas.Entre 2008 e 2010, o modelo Roda da Gestão do Conhecimento foi aplicado numacompanhia eslovena, chamada TUS. A TUS constitui-se de uma holding com mais de4500 empregados, que atua em diversos segmentos, entre eles, o de alimentos, petróleoe telecomunicações.Na TUS, o modelo Roda da Gestão do conhecimento foi apresentado para alta gerênciaque se sentiu entusiasmada e obteve rápido entendimento do modelo, que foi julgadocomo uma ótima alternativa para um projeto de gestão do conhecimento na empresa.Para iniciar o projeto foi medido o atual estado de Gestão do Conhecimento naorganização através da aplicação de 570 questionários que foram enviados para osempregados. Após o retorno dos questionários foram traçados os objetivos para oprojeto de Gestão do conhecimento, foram definidas as métricas de acompanhamento ea implementação foram realizadas pela gerência, que passou a se comunicar mais. Aslideranças passarão a ser mais democráticas e as pessoas foram motivadas a adquirir,compartilhar e usar o conhecimento existente na organização. No final do projeto,foram enviados questionários para a gerência e os resultados demonstraram que 11 de14 gerentes relataram que a aplicação da gestão do conhecimento trouxeram efeitospositivos para os resultados da companhia.O estudo de caso não foi detalhado no artigo. Além da aplicação do questionário antesde se iniciar o projeto e após o término do projeto, não foi especificado quais as açõesde planejamento foram realizadas, os objetivos específicos da gestão do conhecimento.O estudo de caso também não mostra como foi feita a implementação das atividades deGestão do conhecimento e muito menos detalha como foram definidas e apuradas asmétricas que são previstas na fase de controle do processo.Portanto, embora o autor afirme que o modelo Roda da Gestão do Conhecimento estámais próximo da função de gestão, o estudo de caso não conseguiu evidenciar talafirmação, pois sua aplicação não demonstrou exatamente como a Gestão doConhecimento foi aplicada de forma prática e sistemática dentro da organizaçãopesquisada.Foi citado que o modelo Roda da Gestão do conhecimento estava sendo aplicado emoutras duas empresas. Pode ser interessante que novos estudos sejam feitos com base
  3. 3. nas novas aplicações, onde o autor possa detalhar com maior aprofundamento, quais ecomo práticas gerenciais foram utilizadas na Gestão do Conhecimento nas organizaçõesem que o modelo foi aplicado e quais métricas foram definidas para medir a eficiênciadesua aplicação.

×