SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
Baixar para ler offline
TEORIA – I – MAPA – AGENTE ADMINISTRATIVO 
 
•

Noções de Administração
O que é Administração

 

FÁBIO
LÚCIO

Cresce então a necessidade de se fundamentar em conceitos, valores e
teorias que lhe permitam o balizamento adequado de seu
comportamento.

A palavra administração vem do latim ad (direção, tendência para) e minister
(subordinação ou obediência).
Vários autores definem de diversas maneiras a administração. Uma definição
bem moderna:

Existem três aspectos chaves que devem ser apontados nesta definição:
1.
Dá maior ênfase ao elemento humano na organização.
2.
Focaliza a atenção nos resultados a serem alcançados, isto é nos
objetivos em vez de nas atividades.
3.
Incluiu o conceito de que a realização dos objetivos pessoais de seus
membros deve ser integrada à realização dos objetivos
organizacionais.

A administração não é uma coisa mecânica que dependa de certos hábitos físicos
que devem ser superados ou corrigidos a fim de se obter o comportamento
correto.
Pode-se ensinar o que um administrador deve fazer, mas isto não irá capacitá-lo
efetivamente a fazê-lo em todas as organizações.

Ou ainda:

O sucesso de um administrador na vida profissional não está inteiramente
relacionado àquilo que lhe foi ensinado, ao seu brilhantismo acadêmico ou ao seu
interesse pessoal em praticar o que aprendeu nas escolas. Esses aspectos são
importantes, porém estão condicionados a características de personalidade, ao
modo pessoal de agir de cada um. O conhecimento tecnológico da Administração
é importantíssimo, básico e indispensável, mas depende, sobretudo, da
personalidade e do modo de agir do administrador, ou seja, de suas habilidades.
Há pelo menos três tipos de habilidades necessárias para que o administrador
possa executar eficazmente o processo administrativo: a habilidade técnica, a
humana e a conceitual.
Habilidade técnica: Consiste em utilizar conhecimentos, métodos, técnicas e
equipamentos necessários para a realização de suas tarefas específicas, através de
sua instrução, experiência e educação.
Habilidade humana: Consiste na capacidade e no discernimento para trabalhar
com pessoas, compreender suas atitudes e motivações e aplicar uma liderança
eficaz.
Habilidade conceitual: Consiste na habilidade para compreender as
complexidades da organização global e o ajustamento do comportamento da
pessoa dentro da organização. Esta habilidade permite que a pessoa se comporte
de acordo com os objetivos da organização total e não apenas de acordo com os
objetivos e as necessidades de seu grupo imediato.
A adequada combinação dessas habilidades varia à medida que um indivíduo
sobe na escala hierárquica, de posições de supervisão a posições de alta direção.

A partir de hoje você não pode pensar como um executor de tarefas
simplesmente.
•
•

Como administrador você deslocará dos trabalhos operacionais para o
campo da ação.
Sairá das habilidades práticas de saber fazer certas coisas
corretamente para atividades administrativas, voltadas para o campo
do diagnóstico e da decisão, onde utiliza as habilidades conceituais de
diagnosticar situações, definir e estabelecer estratégias de ação
adequadas.

 
 
 

Sugestões, questões de prova e auxilio em seus estudos: fabiolucio@fortium.com.br SUCESSO PROFISSIONAL!!!                                                                           1 
TEORIA – I – MAPA – AGENTE ADMINISTRATIVO 
 

FÁBIO
LÚCIO

O ESTADO ATUAL DA TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO.

Cinco Variáveis Básicas na TGA
1.
2.
3.
4.
5.

 

•

Tarefas
Estruturas
Pessoas
Tecnologia
Ambiente

•
•
•

Essas variáveis constituem os principais componentes do estudo da administração
nas organizações das empresas.

•

Cinco Variáveis Básicas na TGA
O comportamento das variáveis é sistêmico e complexo: cada um influi e é
influenciado pelos outros. O comportamento de seu conjunto é diferente da soma
dos comportamentos de cada componente separado.

Diversas Teorias serão estudadas no decorrer do nosso curso onde
veremos suas contribuições e diferentes enfoques.
Cada teoria surgiu em resposta a algum problema empresarial da sua
época.
As teorias atenderam de certo modo e apresentaram soluções aos
problemas encontrados.
De certo modo todas as teorias administrativas são aplicáveis às
situações de hoje.
A TGA estuda a administração de empresas e demais tipos de
organização do ponto de vista da interação e interdependência entre as
cinco variáveis:

Na realidade, a adequação e integração dessas cinco variáveis constituem o
desafio da administração.
1. Ênfase nas tarefas: é o foco das teorias que consideram a administração uma
ciência aplicada na racionalização e no planejamento das atividades operacionais.
2. Ênfase nas estruturas: é o foco das teorias que consideram a administração
uma ciência que cuida da configuração e estruturação das organizações.
3. Ênfase nas pessoas: é o foco das teorias que consideram a administração uma
ciência aplicada na sobre as pessoas e suas atividades dentro das organizações..
4. Ênfase na tecnologia: é o foco das teorias que consideram a administração
uma ciência que cuida da aplicação bem-sucedida da tecnologia na atividade
organizacional.
5. Ênfase no ambiente: é o foco das teorias que consideram a administração uma
ciência que busca a adequação das organizações às demandas e situações que
ocorrem em seu contexto externo.
Tabela histórica da Teoria Geral da Administração (TGA)

•
•
•

O comportamento desses componentes é sistêmico e complexo.
Cada qual influencia e é influenciado pelos outros componentes.
Modificações em um provoca modificações em outro.

A adequação entre essas cinco variáveis constitui o principal desafio da
administração.
PERSPECTIVAS FUTURAS DA ADMINISTRAÇÃO.
1.

2.

3.
4.

Bennis fez uma previsão que o mundo verá o fim da forma
organizacional de hoje (organização burocrática) e o surgimento de
novos sistemas adequados à demanda do pós-industrialização.
Bennis tem como base:
As mudanças rápidas e inesperadas, principalmente no campo do
conhecimento e da explosão populacional, impondo novas e
crescentes necessidades.
O crescimento em tamanho das organizações que se tornam
complexas e internacionais.
As atividades de hoje que exigem competência diversas envolvendo
problemas de coordenação e acompanhamento das mudanças.

A tarefa administrativa da próxima década será desafiadora e incerta.
Os problemas serão cada vez mais complexos.
Os principais desafios serão:
1. Crescimento das organizações, que ampliarão o leque de operações, de
aplicação de recursos etc.
2. Concorrência mais aguda: Produtos cada vez melhores, busca de novos
mercados, novas tecnologias, etc.

 
Sugestões, questões de prova e auxilio em seus estudos: fabiolucio@fortium.com.br SUCESSO PROFISSIONAL!!!                                                                           2 
 

TEORIA – I – MAPA – AGENTE ADMINISTRATIVO 
 

FÁBIO
LÚCIO

7- O planejamento é uma técnica de alocação de recursos. De uma forma
estudada e decidida é dimensionado a alocação dos recursos humanos e não
humanos.

3. Sofisticação da tecnologia: Com o avanço tecnológico as organizações estão
internacionalizando suas operações e atividades.
A tecnologia introduzira novos processos e novos instrumentos que causarão
impactos sobre a estrutura e comportamentos das empresas.
4. Visibilidade maior das organizações: Capacidade de chamar a
atenção dos outros – imagem positiva ou negativa.

8- O planejamento é uma função administrativa que interage com as demais
funções como organização, direção e controle, influenciando e sendo
influenciada por todas elas.

Processo Administrativo. A Teoria Neoclássica é também denominada Escola
Operacional ou Escola do Processo Administrativo, pela sua concepção da
Administração como um processo de aplicação de princípios e de funções para o
alcance de objetivos. As várias funções do administrador, consideradas como um
todo, formam o processo administrativo. Planejamento, organização, direção e
controle, por exemplo, consideradas separadamente, constituem as funções
administrativas, quando visualizadas na sua abordagem total para o alcance de
objetivos, elas formam o processo administrativo.
Processo é qualquer fenômeno que apresente mudança contínua no tempo ou
qualquer operação ou tratamento contínuo. O conceito de processo implica que os
acontecimentos e as relações sejam dinâmicos, em evolução, sempre em
mudança, contínuos. O processo não é uma coisa parada, estático, é dinâmico.

9- O planejamento é uma técnica de mudança e de inovação dentro da empresa.
A Estrutura do Planejamento
O planejamento em uma organização pode ser visto de três perspectivas
diferentes: Planejamento estratégico, tático e operacional.
Planejamento Estratégico. No campo do planejamento estratégico, a pergunta
básica é: em que atividade está a entidade ou a organização? (Mais comumente: o
que nós gostaríamos de fazer quando crescermos?).
Para descrever o planejamento estratégico mais detalhadamente, vamos examinar
algumas de suas características:
Período de tempo: Normalmente longo, acima de cinco anos.
Pergunta básica: Em que ramo de atividade estamos? Devemos ampliar ou
diminuir nosso mercado?
Complexidade: Muitas variáveis, já que os ambientes externo e interno precisam
ser avaliados. Pontos fortes, pontos fracos e oportunidades são revistos.
Grau de estrutura: O planejamento estratégico tende a ser visto de modo diferente
por cada organização, dependendo da cultura, da filosofia e do pessoal.
Resultados
Resultados: Declaração genérica que estabelece por escrito o que foi alcançado
durante o processo de planejamento. Às vezes é chamada de declaração de
missão. Ela afirma o propósito básico da organização e em que ramo de atividade
ela irá se concentrar.

Planejamento
Termos chaves
Planejamento – processo de determinar os objetivos e metas organizacionais e
como realiza-los.
Planejamento estratégico – planejamento do rumo de uma organização e de
todos os seus componentes. Direciona a missão da organização em termos de sua
principal atividade. Resultados do planejamento estratégico incluem diretrizes
amplas e gerais para a seleção de áreas de atividade ou mercados nos quais
devemos penetrar, ou dos quais devemos nos retirar.
Planejamento operacional – ou planejamento do dia-a-dia, direciona
cronogramas específicos e alvos mensuráveis.
Planejamento tático – analisa alternativas à realização da missão; os resultados
normalmente são alvos de oportunidade dentro da indústria ou do mercado.

 
O processo de planejamento, ou a determinação da estratégia, e o
estabelecimento de objetivos podem ser divididos em cinco etapas principais:
1- Identificação do que a organização pode fazer. Isso pode ser determinado pelo
ambiente, principalmente em termos da oportunidade de mercado;
2- Avaliação do que a organização deve fazer em termos de seus recursos e
capacidades;
3- Decidir o que a organização deveria fazer em termos de valores e das
aspirações da administração;

O planejamento envolve 1- escolher um destino. 2- avaliar os caminhos
alternativos e 3- decidir sobre o rumo específico para alcançar o destino
escolhido. O planejamento é um elemento extremamente importante da função de
cada gerente, seja do ponto de vista organizacional ou do seu conjunto de
responsabilidades pessoais do dia-a-dia. O custo de um erro resultante do velho
método de tomada de decisão “empurrando com a barriga” é alto demais na
economia complexa de hoje. O planejamento força os gerentes a sentar e refletir
sobre os problemas e alternativas até chegarem a uma solução.
Características do Planejamento:

4- Determinar o que a organização deveria fazer em termos de suas obrigações
para com os segmentos da sociedade e seus acionistas.;
5- Relacionar as oportunidades, as capacidades, os valores e as obrigações para
com a sociedade, a um nível aceitável de risco, em busca da missão da
organização.
Um modo prático para se determinar a estratégia administrativa é aplicar o
método de análise de hiato ao planejamento estratégico. Essa abordagem faz as
seguintes indagações: Onde estamos hoje em termos de nosso planejamento
estratégico? Para onde estamos indo? Para onde queremos ir? Como vamos
chegar lá?

1- O planejamento é um processo permanente e contínuo, não se esgota em um
único plano de ação, mas é realizado continuamente dentro da empresa.
2- O planejamento é sempre voltado para o futuro.

 
O planejamento estratégico está voltado para o estabelecimento de metas,
objetivos, políticas e missão da organização. Onde: Meta é o objetivo de curto
prazo. Objetivo é o alvo a ser alcançado. Políticas são as diretrizes amplas e
gerais para ações que se relacionam com a realização dos objetivos. Missão é a
razão da existência da empresa.
Em resumo, esse nível de planejamento examina as questões principais, olha o
ambiente externo para assegurar de que a abordagem é realista, e determina rumo
amplo e generalizado para a organização. Esse rumo é então escrito e pode ser
comunicado para os componentes internos e externos.

3- O planejamento visa à racionalidade da tomada de decisão, ao estabelecer
esquemas para o futuro, o planejamento funciona como um meio de orientar
o processo decisório.
4- O planejamento visa selecionar, entre várias alternativas, um curso de ação
escolhido dentre as várias alternativas de caminhos potenciais.
5- O planejamento é sistêmico, deve abranger a organização como um todo.
6- O planejamento é interativo, envolve passos ou fases que se sucedem. Deve
ser suficientemente flexível para aceitar ajustes e correções à medida que
for sendo executado.

Planejamento Tático É o planejamento feito em nível departamental. Suas
principais características são:
É projetado para o médio prazo, geralmente para o exercício anual;
 

Sugestões, questões de prova e auxilio em seus estudos: fabiolucio@fortium.com.br SUCESSO PROFISSIONAL!!!                                                                           3 
 

TEORIA – I – MAPA – AGENTE ADMINISTRATIVO 
 
Envolve cada departamento, abrangendo seus recursos específicos, e preocupa-se
em atingir os objetivos departamentais;
É definido por cada departamento da empresa.

FÁBIO
LÚCIO

Organização
A palavra organização pode assumir vários significados em administração. Os
dois principais são:

Planejamento operacional: É o planejamento feito para cada tarefa ou atividade.
Suas principais características são:

1. Organização como uma unidade ou entidade social, na qual as pessoas
interagem entre si para alcançar objetivos específicos. Neste sentido, a
palavra organização significa qualquer empreendimento humano moldado
intencionalmente para atingir determinados objetivos. Pode ser formal e
informal.

É projetado para curto prazo, para o imediato;
Envolve cada tarefa ou atividade isoladamente e preocupa-se com o alcance de
metas específicas;

2. Organização como função administrativa e parte integrante do processo
administrativo. Neste sentido, organização significa o ato de organizar,
estruturar e integrar os recursos e os órgãos incumbidos de sua
administração, e estabelecer relações entre eles e as atribuições de cada um
deles.

É definido para cada tarefa ou atividade.
O planejamento operacional é constituído geralmente por metas, programas,
procedimentos, métodos e normas.
Os planos operacionais situam-se ao redor das seguintes questões básicas:

Dentro de uma conceituação estrita, Allen, um clássico ortodoxo, define a
organização da seguinte maneira: “a organização formal é um sistema de tarefas
bem-definidas, cada uma das quais tem em si uma quantidade específica de
autoridade, responsabilidade e obrigação de prestar contas”.

1. Por que isto deve ser feito? É uma pergunta para esclarecer a necessidade real
do trabalho.
2. O que deve ser feito? Quais os tipos e quantidades de atividades requeridas,
quais os equipamentos e máquinas necessários, materiais, pessoal, enfim,
quais os recursos necessários.

 
A organização é uma atividade básica da administração: serve para agrupar e
estruturar todos os recursos – sejam humanos ou não humanos – para atingir os
objetivos predeterminados. De todos os recursos o elemento humano é o mais
importante.

3. Onde deverá ser feito? Esta pergunta considera o local e espaço, centralização
ou descentralização das atividades.

 

4. Quando deverá ser feito? Esta pergunta considera o tempo. Quando cada parte
do trabalho deverá Ter início e término.

Através da organização, as pessoas são agrupadas para melhor realizar em tarefas
inter-relacionadas e para melhor poderem trabalhar em grupo.
Uma das técnicas relacionadas com a organização é o organograma que é um
gráfico que representa a estrutura formal da empresa, onde aparecem claramente:

5. Quem deverá fazer? Esta pergunta considera o tipo e disponibilidade de
capacidade e experiência necessárias para a execução do trabalho
planejado.

- A estrutura hierárquica, definindo os diversos níveis da organização.
6. Como deverá ser feito? Esta pergunta considera os meios ou métodos
propostos para a realização do trabalho.

- Os órgãos componentes da estrutura;
- Os canais de comunicação que ligam os órgãos

Algumas técnicas relacionadas com o planejamento são utilizadas para assegurar
o alcance desejado dos objetivos:
Cronograma. É um gráfico de dupla entrada. Nas linhas, são colocados os
eventos planejados, e nas colunas, os períodos de tempo considerados como
padrão. Sua função é relacionar duas variáveis: os eventos em função do tempo.
É um gráfico de planejamento e controle.
Gráfico de Gantt. É semelhante ao cronograma, com uma variação: as colunas,
reservadas à variável tempo, são divididas em quatro partes. Originariamente
imaginado para planejamento e controle da produção semanal, o gráfico
considerava cada mês (coluna) dividido em quatro semanas (subcolunas).

- Os nomes dos ocupantes dos cargos.
Direção

 
A direção constitui a terceira função administrativa. Definido o planejamento e
estabelecida a organização, resta fazer as coisas andarem e acontecerem. Este é o
papel da direção: acionar e dinamizar a empresa.
A direção está relacionada com a ação, como colocar-se em marcha, e tem muito
a ver com as pessoas: está diretamente relacionada com a atuação sobre os
recursos humanos da empresa.
A função de direção se relaciona diretamente com a maneira pela qual o objetivo
ou os objetivos devem ser alcançados através da atividade das pessoas que
compõem a organização. Assim, a direção é a função administrativa que se refere
às relações interpessoais dos administradores em todos os níveis da organização e
de seus respectivos subordinados.
Dirigir também é interpretar os planos para os outros e dar as instruções sobre
como executá-los em direção aos objetivos a atingir:

Pert (Program Evaluation Review Technique). Traduzido para o português
como Técnica de Revisão e Avaliação de Programas, é uma técnica indicada para
planejamento e controle onde ocorram múltiplas atividades ou eventos
intimamente inter-relacionados e interdependentes, desenvolvidos em períodos de
tempo variáveis. Projetos ou programas mais complexos geralmente são
desenvolvidos através do PERT. O modelo básico do PERT é um diagrama ou
rede de setas, com uma rede de caminhos e o caminho crítico.

 
Sugestões, questões de prova e auxilio em seus estudos: fabiolucio@fortium.com.br SUCESSO PROFISSIONAL!!!                                                                           4 
TEORIA – I – MAPA – AGENTE ADMINISTRATIVO 
 
PRINCÍPIOS

GERAIS

DE

ADMINISTRAÇÃO

APLICADOS

 

FÁBIO
LÚCIO

Os critérios representam as normas que guiam as decisões. São balizamentos que
proporcionam meios para se estabelecer o que se deve fazer e qual o desempenho
ou resultado a ser aceito como normal ou desejável.

À

DIREÇÃO.

Princípios gerais de administração aplicados ao controle
Garantia do objetivo: O controle deve contribuir para identificação dos desvios
em tempo para permitir a ação corretiva.
Definição dos padrões: Facilitará a aceitação por parte de quem executará as
tarefas
Principio da exceção: O administrador deve concentrar seus esforços de controle
em desvios e em exceções.
Ação: O controle somente se justifica quando indica providencias capazes de
corrigir os desvios apontados ou verificados em relação aos planos.

1- Unidade de comando: Cada subordinado tem um superior a quem deve
prestar contas
2- Delegação: Compreende designação de tarefas, de autoridade, de
responsabilidade
3- Amplitude de controle: Há um limite quanto ao número de posições que
podem ser eficientemente supervisionadas por um único indivíduo.
4- Principio da coordenação ou das relações funcionais: É uma ação
globalizada e convergente, que harmoniza e capitaliza todos os esforços
individuais em beneficio do objetivo comum.

EFICIÊNCIA E EFICÁCIA
1)

CONTROLE
pode assumir alguns significados na administração. os três principais são:

2)

1- Controle como função coercitiva: é negativo limitativo, coercitivo,
delimitativo, manipulativo.

EFICIÊNCIA é: fazer certo; o meio para se atingir um resultado; é a
atividade, ou, aquilo que se faz.
EFICÁCIA é: a coisa certa; o resultado; o objetivo: aquilo para que
se faz, isto é, a sua Missão!

Influência dos Economistas Liberais

2- Controle como sistema automático de regulação: funcionamento automático
de um sistema.

Adam Smith (1723-1790), visualizava o principio da especialização dos
operários em uma manufatura de agulhas e já enfatizava a necessidade de

3- Controle como função administrativa: é o controle como parte do processo
administrativo.

racionalizar a produção. O principio da especialização e o princípio da divisão do

Os controles podem ser usados para:

Adam Smith reforçou bastante a importância do planejamento e da organização

trabalho aparecem em referencias em seu livro Da Riqueza das Nações.

dentro das funções da Administração.

• . padronizar o desempenho, através de inspeções, supervisão, procedimentos
escritos.

James Mill (1773-1836), outro economista liberal, sugeria em seu livro
Elementos de Economia Política, publicado em 1826, uma série de medidas

• . proteger os bens da organização de roubos, desperdícios e abusos, através da
exigência de registros escritos, auditoria e divisão de responsabilidade

relacionadas com os estudos de tempos e movimentos como meio de obter
incremento da produção nas industrias da época.

• padronizar a qualidade de produtos ou serviços oferecidos pela empresa

David Ricardo (1772-1823) publica seu livro Princípios de Economia
• limitar a quantidade de autoridade que está sendo exercida pelas várias posições
ou pelos níveis organizacionais

Política e Tributação, no qual aborda trabalho, capital, salário, renda, produção,
preços e mercados.

• medir e dirigir o desempenho dos empregados, através de sistemas de avaliação
do desempenho do pessoal, supervisão direta
ABORDAGEM CLÁSSICA DA ADMINISTRAÇÃO
• como meios preventivos para o atingimento dos objetivos da empresa, através
da articulação de objetivos em um planejamento.

A abordagem clássica desdobra-se em:

FASES DO CONTROLE
1- Um objetivo, um plano, um alinha de atuação, um padrão, uma norma, uma
regra decisorial, um critério.
A origem da Abordagem Clássica da Administração está nas conseqüências

2- Um meio de medir a atividade desenvolvida

geradas pela revolução industrial, basicamente no crescimento acelerado e
3- Um procedimento para comparar tal atividade com o critério fixado.

desorganizado das empresas, exigindo uma substituição do empirismo e da

4- Algum mecanismo que corrija a atividade em curso para que alcance os
resultados desejados.

improvisação, e a necessidade de aumentar a eficiência e competência das
organizações no sentido de obter melhor rendimento possível dos seus recursos e
fazer face à concorrência e competição que se avolumavam entre as empresas.

PADRÕES E CRITÉRIOS
Os padrões representam o desempenho desejado.

 
Sugestões, questões de prova e auxilio em seus estudos: fabiolucio@fortium.com.br SUCESSO PROFISSIONAL!!!                                                                           5 
TEORIA – I – MAPA – AGENTE ADMINISTRATIVO 
 

 

FÁBIO
LÚCIO

Taylor via a necessidade premente de aplicar métodos científicos à

ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA - TAYLOR

administração, para garantir a consecução de seus objetivos de máxima produção

Principais vultos: F.W. Taylor (1856-1915), Carl Barth (1860-1939), Henry L.

a mínimo custo. Essa tentativa de substituir métodos empíricos e rudimentares

Gantt (1861-1919), Harrington Emerson (1853-1931), Frank Gilbreth (1868-

pelos métodos científicos em todos os ofícios recebeu o nome de Organização

1924) e Lilian Gilbreth (1878-1961).

Racional do Trabalho. (ORT). Os principais aspectos da ORT são:

O engenheiro Frederick Winslow Taylor (1856-1915), é o fundador da

Seleção Cientifica do Trabalhador – O trabalhador deve desempenhar a tarefa

Administração Científica nasceu em Filadélfia, nos Estados Unidos.

mais compatível com suas aptidões. A maestria da tarefa, resultado de muito

Ênfase: Chão de Fabrica – Tarefas

treino, é importante para o funcionário (que é valorizado) e para a empresa (que

Enfoque: Produção

aumenta sua produtividade).

Seu trabalho se deu no chão de fábrica junto ao operariado, voltado para a sua

Estudos de Tempo e padrões de produção – O trabalhador deve atingir no

tarefa.

mínimo a produção estabelecida pela gerência. É muito importante contar com

Preocupou-se exclusivamente com as técnicas de racionalização do trabalho do

parâmetros de controle da produtividade, porque o ser humano é naturalmente

operário através do estudo dos tempos e movimentos (Motion-time Study).

preguiçoso. Se o seu salário estiver garantido, ele certamente produzirá o menos

Taylor começou por baixo, efetuando um paciente trabalho de análise das tarefas

possível.

de cada operário, decompondo seus movimentos e processos de trabalho,

Plano de incentivo Salarial – A remuneração dos funcionários deve ser

aperfeiçoando-os e racionalizando-os gradativamente.

proporcional ao número de unidades produzidas. Essa determinação se baseia no

Taylor verificou que um operário médio produzia menos do que era

conceito do Homoeconomicus, que considera as recompensas e sanções

potencialmente capaz com o equipamento disponível. Conclui-se que o operário

financeiras as mais significativas para o trabalhador.

não produzia mais, pois seu colega também não produzia. Daí surgiu a

Trabalho em Conjunto – Os interesses dos funcionários (altos salários) e da

necessidade de criar condições de pagar mais ao operário que produz mais.

administração (baixo custo de produção) podem ser conciliados, através da busca

Taylor escreve um livro: Shop Management, cuja essência é:

do maior grau de eficiência e produtividade. Quando o trabalhador produz muito,
• O Objetivo de uma boa administração é pagar salários altos e ter baixos custos

sua remuneração aumenta e a produtividade da empresa também.

unitários de produção.

Gerentes planejam, Operários executam – O planejamento deve ser de
responsabilidade exclusiva da gerência, enquanto a execução cabe aos operários e

• Para realizar esse objetivo, a Administração deve aplicar métodos científicos de

seus supervisores.

pesquisas e experimentação, a fim de formular princípios e estabelecer processos

Desenhos de cargos e tarefas – Com a Administração Cientifica, a preocupação

padronizados que permitam o controle de operações fabris.

básica era a racionalidade do trabalho do operário e, conseqüentemente, o
• Os empregados devem ser cientificamente colocados em serviços ou postos em

desenho dos cargos mais simples e elementares. A ênfase sobre as tarefas a serem

que os materiais e as condições de trabalho sejam cientificamente selecionados,

executadas levou os engenheiros americanos a simplificarem os cargos no sentido

para que as normas possam ser cumpridas.

de obter o máximo de especialização de cada trabalhador.

• Os empregados devem ser cientificamente adestrados para aperfeiçoar suas

Divisão do Trabalho especialização do operário – Uma tarefa deve ser dividida

aptidões e, portanto executar um serviço ou tarefa de modo que a produção

ao maior número possível de sub-tarefas. Quanto menor e mais simples a tarefa,

normal seja cumprida.

maior será a habilidade do operário em desempenhá-la. Ao realizar um
movimento simples repetidas vezes, o funcionário ganha velocidade na sua

• Uma atmosfera de cooperação deve ser cultivada entre a Administração e os

atividade, aumentando o número de unidades produzidas e elevando seu salário

trabalhadores, para garantir a continuidade desse ambiente psicológico que

de forma proporcional ao seu esforço.

possibilite a aplicação dos princípios mencionados.

Supervisão – Deve ser funcional, ou seja, especializada por áreas. A função

Numa Segunda fase do trabalho de Taylor ele concluiu que a racionalização do

básica do supervisor, como o próprio nome indica, é controlar o trabalho dos

trabalho do operário deveria ser acompanhado de uma estruturação geral da

funcionários, verificando o número de unidades produzidas e o cumprimento da

empresa. Esta empresa padecia de três tipos de problemas:

produção padrão mínima. Aqui um operário tem vários supervisores de acordo

1- Vadiagem sistemática por parte dos operários;

com a especialidade.

2- Desconhecimento, pela gerência, das rotinas de trabalho e do tempo necessário

Ênfase na Eficiência – Existe uma única maneira certa de executar uma tarefa

para sua realização.

(the best way). Para descobri-la, a administração deve empreender um estudo de

3- Falta de uniformidade das técnicas ou métodos de trabalho.

tempos e métodos, decompondo os movimentos das tarefas executadas pelos

Para sanar esses três problemas, idealizou o seu famoso sistema de

trabalhadores.

Administração que denominou Scientific Management (Gerência Científica,

Homo economicus – Toda pessoa é profundamente influenciada por recompensas

Organização Cientifica no Trabalho e Organização Racional do Trabalho). Este

salariais, econômicas e materiais. Em outros termos, o homem procura trabalho

trabalho é composto por 75% de análise e 25% de bom senso.

não porque goste dele, mas como um meio de ganhar a vida através do salário
 

Sugestões, questões de prova e auxilio em seus estudos: fabiolucio@fortium.com.br SUCESSO PROFISSIONAL!!!                                                                           6 
FÁBIO
LÚCIO

 

TEORIA – I – MAPA – AGENTE ADMINISTRATIVO 
 
que o trabalho proporciona. O homem é motivado a trabalhar pelo medo da fome

restrições não apagam o fato de que a Administração Cientifica foi o primeiro

e pela necessidade de dinheiro para viver.

passo na busca de uma teoria administrativa. É um passo pioneiro e irreversível.

Condições de Trabalho – Taylor verificou que as condições do trabalho
interferiam nos resultados do trabalho. Adequação de instrumentos e ferramentas

Lembre-se: Nesta teoria a motivação se dá na busca pelo dinheiro e pelas

de trabalho para minimizar esforço e perda de tempo na execução do trabalho.

recompensas salariais e materiais do trabalho. Toda abordagem Clássica da

Arranjo físico das máquinas e equipamentos para racionalizar o fluxo da

Administração alicerçava-se nessa teoria da motivação. É uma abordagem

produção. Melhoria do ambiente físico de trabalho, diminuição do ruído, melhor

puramente tecnicista e mecanicista.

ventilação e iluminação.
Padronização – (Aplicação de métodos científicos para obter a uniformidade e

A ADMINISTRAÇÃO DE FORD – PRINCÍPIOS BÁSICOS

reduzir custos) Taylor através dos seus estudos preocupou-se com a padronização

Henry Ford (1863-1947) – Engenheiro – Fundou a Ford Motor Co.

dos métodos e processos de trabalho, máquinas e equipamentos, ferramentas e

Revolucionou a estratégia comercial da sua época. Fabricou o primeiro carro

instrumentos de trabalho, matérias primas e componentes, para eliminar o

popular, Criou as esteiras rolantes, a cujos movimento o operário se adaptava e

desperdício e aumentar a eficiência.

tinha uma velocidade regulada de acordo com o ritmo de produção, preocupava-

Princípio da exceção – Por este principio, Taylor se preocupava somente com os

se com a economia de material e de tempo.

resultados que saiam fora dos padrões esperados, para corrigi-los. Assim, este

Também criou um plano de vendas. Criou a assistência técnica de

princípio é um sistema de informação que apresenta seus dados somente quando

grande alcance. Em 1913 a velocidade de fabricação era a produção de um carro

os resultados efetivamente verificados na prática divergem ou se distanciam dos

a cada 83 minutos.
Repartiu, em 1914, parte do controle acionário da empresa com os

resultados previstos em algum programa.

funcionários. Estabeleceu salário mínimo de US5,00 por dia de trabalho com

Um dos seguidores da idéias de Taylor foi Harrington Emerson (1853-1931) –

jornada diária de 8 horas. Em 1926 empregava 150.000 pessoas e fabricava

um dos principais auxiliares de Taylor – Engenheiro - popularizou a

2.000.000 de carros por ano. Produzia desde a matéria prima inicial ao produto

Administração Cientifica, desenvolveu os primeiros trabalhos sobre seleção e

final

treinamento de empregados. Idealizou 12 princípios para eficiência:

acabado.

Criou

a

distribuição

através

de

agências

próprias.

Idealizou a linha de montagem, com produção em série, padronizada e de custo

1- Traçar um plano objetivo e bem definido, de acordo com os ideais.

mais baixo. Ford era um empreendedor, tinha uma visão prática da

2- Estabelecer o predomínio do bom senso.

administração. Para ele uma empresa divide-se em dois níveis: Planejamento e

3- Manter orientação e supervisão competentes.

Execução

4- Manter disciplina.
5- Manter honestidade nos acordos.

Ford diferenciou-se de Taylor, em virtude de ter se preocupado com uma

6- Manter registros precisos imediatos e adequados.

empresa eficiente em termos de:

7- Fixar remuneração proporcional ao trabalho.

•

8- Fixar normas padronizadas para as condições do trabalho.

•

9- Fixar normas padronizadas para o trabalho.

Produção, movimentação e salário de um lado;
Custos e preços mínimos de outro lado
O modelo aplicado por Ford se caracteriza por: trabalho dividido, respeito

10- Fixar normas padronizadas para as operações.

contínuo, baseando-se em três princípios:

11- Estabelecer instruções precisas.

1-

12- Fixar incentivos eficientes ao maior rendimento e à eficiência.

Princípio da intensificação: Consiste em diminuir o tempo de

produção com o emprego imediato dos equipamentos e da matéria-prima e a
rápida colocação do produto no mercado.

Críticas

2- Principio da economicidade: Consiste em reduzir ao mínimo o volume do

Taylor encontrou um ambiente totalmente desorganizado, desestruturado e tentou

estoque da matéria-prima em transformação. Assim Ford conseguiu fabricar um

por uma certa ordem na casa. Foi a primeira tentativa da Teoria da

trator ou um automóvel, vende-lo e recebe-lo antes do vencimento da matéria

Administração. Foi um progresso. Entretanto, inúmeras críticas podem ser feitas

prima empregada na fabricação e do pagamento dos salários. Segundo Ford a

à Administração Cientifica: o mecanismo de sua abordagem, que lhe garante o

velocidade de fabricação deve ser rápida. O minério sai da mina sábado e

nome de teoria da máquina, a superespecialização que robotiza o operário, a

entregue sob forma de carro na terça-feira à tarde.

visão microscópica do homem tomado isoladamente e como apêndice da

3- Principio de produtividade: Consiste em aumentar a capacidade de produção

maquina industrial, a ausência de qualquer comprovação cientifica de suas

do homem no mesmo período através da especialização da linha de montagem.

afirmações e princípios, a abordagem incompleta envolvendo apenas a
organização formal, a limitação do campo de aplicação à fábrica, omitindo o
restante da vida de uma empresa, a abordagem eminentemente prescritiva e
normativa e tipicamente de sistema fechado. Contudo, estas limitações e
 

Sugestões, questões de prova e auxilio em seus estudos: fabiolucio@fortium.com.br SUCESSO PROFISSIONAL!!!                                                                           7 
TEORIA – I – MAPA – AGENTE ADMINISTRATIVO 
 
2)

TEORIA CLÁSSICA – FAYOL

 

FÁBIO
LÚCIO

Autoridade e Responsabilidade: é o direito de dar ordens e o poder de

esperar obediência, tendo a responsabilidade com conseqüência natural.

Henry Fayol nasceu em Constantinopla(1841-1925) e era engenheiro como

3)

Taylor. Acreditava que a previsão científica era a base para o sucesso de

Disciplina: depende da obediência, aplicação, energia, comportamento e

respeito aos acordos estabelecidos.

resultados.

4)

Ênfase: Estrutura da organização

Unidade de Comando: cada empregado deve receber ordens de apenas

um superior. É o princípio da autoridade única.

Enfoque: Gerencia

5)

Sua proposta era de que toda empresa pode ser dividida nos seguintes

Unidade de Direção: uma cabeça e um plano para cada grupo de

atividades que tenham um mesmo objetivo.

tipos de atividades especialistas:

6)

Comerciais – compra, venda e permutação

Subordinação dos Interesses Individuais aos Interesses Gerais: os gerais

devem sobrepor-se aos interesses particulares.

Técnicas – produção de bens ou de serviços da empresa

7)

De segurança – proteção e preservação dos bens e das pessoas

Remuneração do Pessoal: deve haver justa e garantida satisfação para os

empregados e para a organização em termos de retribuição.

Financeiras – procura e gerência de capitais

8)

Contábeis – inventários, registros, custos, balanços, estatísticas

Centralização: refere-se a concentração da autoridade no topo da

hierarquia da organização.

Administrativas – responsáveis pela coordenação das demais

9)

atividades.

Cadeia Escalar: é a linha de autoridade que vai do escalão mais alto ao

mais baixo. È o princípio do comando.

Segundo Fayol, essas funções constituem uma outra denominada de

10)

Função Administrativa, que consiste no ato de administrar:

Ordem: um lugar para cada coisa e cada coisa em seu lugar. É a ordem

material e humana.
PREVER – visualizar o futuro e traçar o programa de ação

11)

COMANDAR – dirigir e orientar o pessoal

Equidade: amabilidade e justiça para alcançar lealdade do pessoal.

12)

ORGANIZAR – preocupar-se com o social e o material da empresa

Estabilidade e Duração (num cargo) Pessoal: a rotação tem um impacto

negativo sobre a eficiência da organização. Quanto mais tempo uma pessoa

COORDENAR – os atos e esforços coletivos

permanecer num cargo tanto melhor.

CONTROLAR - verificar que tudo ocorra de acordo com as

13)

Estes são os elementos da Administração que constituem o chamado Processo

Iniciativa: capacidade de visualizar um plano e assegurar seu sucesso.

14)

regras estabelecidas e as ordens dadas.

Espírito de Equipe: harmonia e união entre as pessoas são grandes

forças para a organização.

Administrativo e, que são localizados em qualquer trabalho do administrador em
Atualmente, muitos desses princípios ainda são praticados por algumas

qualquer nível ou área de atividade da empresa.Tanto o Diretor, o Gerente, o

organizações, mas as que atuam de forma contemporânea não aplicam vários

Chefe, o Supervisor como o Encarregado – cada qual em seu nível –

deles.

desempenham atividades que envolvem estas funções.

A Administração participativa, os trabalhos em equipes, o conceito de
Fayol foi o primeiro a comentar que os operários dos níveis inferiores da

administração holística, a descentralização para agilização das decisões, a adoção

organização são possuidores da capacidade técnica e,à medida que assumem

dos processos, entre outros elementos, são formas de administrar mais

postos mais elevados no nível hierárquico, vão adquirindo cada vez mais

compatíveis com a realidade.

capacidade administrativa e perdendo a capacidade técnica.
Diferença entre Administração e Organização, segundo Fayol:
Administração: conjunto de processos entrosados e unificados, a
qual representa uma abordagem mais ampla.
Organização: abrange somente a questão da estrutura e da forma
(estática e limitada)
Com isto o mesmo abordou a organização distintivamente em:
Formal: baseada na divisão do trabalho racional, é a que está no papel e é
planejada e formalizada oficialmente.
Informal: aquela que é espontânea e natural entre as pessoas. Nasce das relações
interpessoais entre grupos que, por exemplo, praticam um esporte, reúnem-se em
horário de almoço para bater papo, etc.
Fayol enumerou 14 princípios que se tornaram famosos
1)

Divisão do Trabalho: consiste na especialização das tarefas e das pessoas

para aumentar a eficiência
 
Sugestões, questões de prova e auxilio em seus estudos: fabiolucio@fortium.com.br SUCESSO PROFISSIONAL!!!                                                                           8 
TEORIA – I – MAPA – AGENTE ADMINISTRATIVO 
 
d) As atividades exclusivas do Estado.
EXERCÍCIOS:

 

FÁBIO
LÚCIO

e) A produção de bens e serviços para o mercado.

45 - O desafio do Estado brasileiro pressupõe uma tarefa de transformação
que exige a redefinição de seus papéis, funções e mecanismos de
funcionamento interno. Este processo impõe novas exigências à sociedade
como um todo. Assinale a opção correta entre as seguintes afirmações sobre
governança.

41 - Indique a opção que expressa corretamente conceitos básicos de
administração.
a) Entende-se por organização o conjunto de processos administrativos que
propiciam o alcance de um ou mais objetivos comuns, cabendo a seus dirigentes
encontrar métodos de trabalho que produzam mais com menos recursos, de modo
a tornar a organização mais eficaz.
b) Entende-se por administração o conjunto de pessoas e recursos que se reúnem
na busca de um ou mais objetivos comuns, cabendo a seus dirigentes encontrar
métodos de trabalho que produzam mais com menos recursos, de modo a tornar a
organização mais eficiente.
c) Entende-se por administração um conjunto de funções que exercidas propiciam
o alcance de um ou mais objetivos comuns, cabendo a seus dirigentes encontrar
métodos de trabalho que produzam mais com menos recursos, de modo a tornar a
organização mais eficaz.
d) Entende-se por organização o conjunto de pessoas e recursos que se reúnem na
busca de um ou mais objetivos comuns, cabendo a seus dirigentes encontrar
métodos de trabalho que produzam mais com menos recursos, de modo a tornar a
organização mais eficiente.
e) Entende-se por organização o conjunto de papéis e funções que analisam o
contexto interno e externo da organização na busca de um ou mais objetivos
comuns, cabendo à administração encontrar métodos de trabalho que produzam
mais com menos recursos, de modo a tornar a organização mais eficaz.

a) A governança consiste na própria autoridade política ou legitimidade possuída
pelo Estado para apresentar à sociedade civil e ao mercado um amplo projeto
para determinada nação.
b) A governança é composta das condições sistêmicas nas quais se edifica um
projeto de Estado e sociedade.
c) A governança visa não apenas superar a crise do Estado e do seu aparelho, mas
também cooperar na superação do atual quadro social persistente em nosso país.
d) As principais fontes e origens da governança são os cidadãos e a cidadania
organizada.
e) A governança é a capacidade que um determinado governo tem para formular
e implementar as suas políticas, ou seja, os aspectos adjetivos/instrumentais da
governabilidade.
46 - De uma forma geral, as competências gerenciais são classificadas em
três categorias: conhecimentos, habilidades e atitudes. Essas são necessárias
para ocupar um cargo de gerente e dependem do nível hierárquico do cargo,
das tarefas a serem desenvolvidas pelo gerente e do tipo de organização
entre outros fatores.Escolha a opção que faz uma relação correta entre
habilidade e nível hierárquico.

42 - Considerando as reformas administrativas da era Vargas (década de
40), do Governo Militar (final dos anos 60) e do governo Fernando Henrique
(reforma de 1995), assinale a opção correta.

a) Quanto mais alto o nível hierárquico do cargo a ser ocupado, mais habilidades
técnicas serão requeridas.
b) Habilidades humanas são requeridas mais intensamente dos gerentes que
ocupam os cargos de gerência tática e intermediária.
c) Quanto mais operacional o cargo a ser ocupado, mais habilidades conceituais
serão requeridas.
d) Habilidades conceituais são requeridas na mesma proporção nos três níveis
hierárquicos.
e) Quanto mais operacional o cargo a ser ocupado, mais habilidades técnicas
serão requeridas.

a) Na reforma do final dos anos 60, buscava-se profissionalizar a administração
pública brasileira, estabelecendo diferentes regimes de contratação para ingresso
no serviço público. Também se criaram estruturas organizacionais autônomas
como sociedades limitadas e organizações não governamentais.
b) Na reforma dos anos 40, buscava-se profissionalizar a administração pública
brasileira, estabelecendo o estatuto do funcionalismo público e com este o
princípio do mérito para ingresso no serviço público. Também se criaram
estruturas organizacionais para cuidar de pessoal, orçamento e material.
c) Na reforma de 1995, prevalece o estatuto do funcionalismo público e com este
o princípio de promoção por antiguidade. Também se criam estruturas
organizacionais autônomas como autarquias, fundações de direito público e
empresas estatais.
d) Na reforma dos anos 40, prevalece o clientelismo, estabelecendo diferentes
regimes de contratação para ingresso no serviço público. Também se criam
estruturas organizacionais na administração pública direta como sociedades
anônimas, de economia mista e empresas públicas.
e) Na reforma de 1995, buscava-se profissionalizar a administração pública
brasileira, estabelecendo regras de ingresso no funcionalismo público e sistema
de promoção por antiguidade. Também se criaram estruturas organizacionais
autônomas para cuidar de pessoal, orçamento e material.

47 - Assinale como verdadeira (V) ou falsa (F) as definições sobre a
Governabilidade, relacionadas a seguir:
A governabilidade refere-se às próprias condições substantivas / materiais de
exercício do poder e de legitimidade do Estado e do seu governo, derivadas da
sua postura diante da sociedade civil e do mercado.
A governabilidade é a autoridade política do Estado em si, entendida como a
habilidade que este tem para agregar os múltiplos interesses dispersos pela
sociedade e apresentar-lhes um objetivo comum.

43 - Assinale a opção que indica corretamente as principais funções do
processo administrativo.

A fonte e a origem da governabilidade são as leis e o poder legislativo, pois é ele
que garante a estabilidade política do Estado, por representar todas as unidades
da Federação e os diversos segmentos da sociedade.

a) Planejamento, organização, direção e controle.
b) Planejamento, verificação, execução e ação.
c) Comunicação, ação, correção e fiscalização.
d) Execução, organização, direção e verificação.
e) Fiscalização, comunicação, correção e controle.

A fonte da governabilidade são os agentes públicos ou servidores do Estado que
possibilitam a formulação / implementação correta das políticas públicas.
A governabilidade é o apoio obtido pelo Estado às suas políticas e à sua
capacidade de articular alianças e coalizões para viabilizar o projeto de Estado e
sociedade a ser implementado.Escolha a opção correta.

44 - A proposta de reforma do aparelho estatal no Brasil parte da
constatação da existência de quatro setores dentro do Estado. Selecione a
opção abaixo que não pertence aos setores definidos na reforma da
administração pública no Brasil proposta pelo governo Fernando Henrique.

a) V, F, V, V, F
b) F, V, F, V, V
c) V, V, F, F, V
d) V, F, V, F, F
e) F, F, V, F, V

a) O núcleo estratégico do Estado.
b) Os serviços não-exclusivos ou competitivos.
c) A produção de bens e serviços para o governo.
 

Sugestões, questões de prova e auxilio em seus estudos: fabiolucio@fortium.com.br SUCESSO PROFISSIONAL!!!                                                                           9 
TEORIA – I – MAPA – AGENTE ADMINISTRATIVO 
 

III.
IV.
V.
VI.
VII.

FÁBIO
LÚCIO

considerando que a agência reguladora não representa o poder concedente.
e) a agência reguladora pode ser considerada uma instância arbitral da
administração pública, no sentido de dirimir eventuais conflitos e divergências
entre o poder concedente e as concessionárias ou na tutela dos direitos dos
serviços públicos concedidos.

48 - As fronteiras que dividem a regulação da competição são cada vez mais
permeáveis, devido às inovações tecnológicas e às mudanças estruturais do
mercado; neste sentido podemos dizer que são objetivos da regulação:
I.
II.

 

Proteger os direitos do cidadão usuário de serviços públicos.
Limitar a concorrência, garantindo a viabilidade econômicofinanceira das empresas atuantes nos mercados regulados.
Promover a competição.
Definir os valores a serem cobrados à sociedade, a partir da
definição de um lucro justo para cada serviço prestado.
Preservar o meio-ambiente.
Realizar a exploração direta de alguns serviços públicos, sempre
que o setor privado não tiver capacidade econômica de fazê-lo.
Impedir a concentração do poder econômico e o exercício
abusivo desse poder.Escolha a opção que indique quais das
sentenças acima são verdadeiras:

51 - O Brasil é um Estado organizado de forma Federativa; isto significa que
as atribuições inerentes aos poderes executivo, legislativo e judiciário são
divididas em duas esferas de atuação: a Federal (União) e a Estadual. Em
relação a essas esferas, é incorreto afirmar que:
a) os estados têm total autonomia para formulação e aplicação de suas políticas
independentemente do poder central.
b) aos estados e municípios são atribuídas as ações de caráter local.
c) a cúpula dos três poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário formam o núcleo
estratégico do Estado.
d) o critério de divisão de poderes entre a União e os estados-membros é ao
mesmo tempo funcional e territorial.
e) a Constituição da União e as leis federais determinam o escopo e alcance das
constituições dos estados federados.

a) I, III, V e VII
b) II, VI e VII
c) I, III, V e VI
d) II, III e VII
e) II, V e VI

52 - O processo de planejamento é uma aplicação do processo decisório e
constitui uma ferramenta utilizada pela organização e pelas pessoas para
administrar sua relação com o futuro. Identifique a opção que expressa
corretamente uma atitude proativa da organização.

49 - O processo de tomada de decisões é um elemento inerente à tarefa de
administrar que tem sido amplamente estudado, bem como é parte da
seleção e do treinamento de candidatos a ocupar cargos gerenciais. Indique a
opção que apresenta corretamente aspectos do processo decisório.

a) Numa organização que tem uma atitude proativa, o processo de planejamento
lhe permite elevar o grau de controle sobre o futuro dos sistemas internos e das
relações com o ambiente. Isso significa que ela necessita interferir no curso dos
acontecimentos, criar o futuro, enfrentar eventos futuros conhecidos ou
previsíveis, bem como coordenar recursos entre si.
b) Numa organização que tem uma atitude proativa, o processo de planejamento
lhe permite estabelecer e analisar séries históricas, realizar estudo de relações
causais. Isso significa que ela necessita interferir nas forças internas e externas,
criar o futuro, explicitar objetivos principais e específicos, bem como estabelecer
meios de controle de eventos e recursos.
c) Numa organização que tem uma atitude proativa, o processo de planejamento
lhe permite definir objetivos, meios de execução, políticas, procedimentos e
meios de controle. Isso significa que ela necessita interferir no curso dos
acontecimentos, criar o futuro, enfrentar eventos futuros conhecidos ou
previsíveis, bem como coordenar recursos entre si.
d) Numa organização que tem uma atitude proativa, o processo de planejamento
lhe permite elevar o grau de controle sobre o futuro dos sistemas internos e das
relações com o ambiente. Isso significa que ela necessita interferir nas forças
internas e externas, criar o futuro, explicitar objetivos principais e específicos,
bem como estabelecer meios de controle de eventos e recursos.
e) Numa organização que tem uma atitude proativa, o processo de planejamento
lhe permite estabelecer e analisar séries históricas, realizar estudo de relações
causais. Isso significa que ela necessita interferir no mercado de clientes e
fornecedores, estabelecer planos estratégicos e operacionais de longo prazo, bem
como investir em processos informatizados.

a) Decisões são escolhas que as pessoas fazem para enfrentar problemas e/ou
aproveitar oportunidades. Requerem identificação e análise do
problema/oportunidade; planejamento e implementação de alternativas; bem
como ações corretivas.
b) Para estabelecer quanta energia deve ser gasta na solução de um
problema/oportunidade, as decisões foram classificadas segundo diferentes
critérios em decisões programadas e não programadas; decisões estratégicas,
administrativas / táticas e operacionais; e em decisões individuais e coletivas.
c) Há dois modelos básicos que explicam o processo decisório: o racional e o
intuitivo. O primeiro toma como base entender a situação e pressupõe a
disponibilidade de informações. Já o processo intuitivo toma como base a
sensibilidade e percepção, pressupõe uma ordem lógica e coerente.
d) As decisões são afetadas por diferentes fatores tais como percepção, tempo e
competência. A percepção do problema depende da disponibilidade de caixa. O
tempo determina a adoção de um processo mais intuitivo. A experiência
profissional permite determinar se as decisões serão unilaterais ou participativas.
e) O princípio de Pareto e o diagrama de Ishikawa são algumas das técnicas
destinadas a auxiliar os gerentes a analisar problemas de forma sistemática, gerar
e analisar alternativas. O primeiro identifica causas e efeitos e o segundo,
prioridades.
50 - Regulação, concessão e defesa da concorrência são estratégias interrelacionadas e apresentam um enorme desafio para o legislador, o Poder
Executivo, o setor jurídico, o setor privado e a sociedade civil. O Estado não
pode estar ausente do ambiente regulatório. Além de ser poder concedente,
cabe a ele definir os rumos da política regulatória, cujo objetivo é alcançar a
legitimidade, o consenso da sociedade civil em relação às instituições e às
práticas de regulação. Em relação a esse tema, é incorreto afirmar que:

53 - Uma das funções da administração está relacionada à liderança e à
motivação. Indique se as afirmativas a seguir são verdadeiras (V) ou falsas
(F).
A teoria sobre motivação de Maslow pressupõe a existência de fatores higiênicos
que, quando presentes, evitam insatisfação, mas não são suficientes para motivar.

a) a principal diferença relativa às novas agências reguladoras não se encontra na
sua forma jurídica, mas na relação estabelecida entre as competências normativas
da agência e a exploração do serviço pelo concessionário.
b) as agências reguladoras praticam atos administrativos, regulados pela
Constituição, obedecendo aos princípios de legalidade, impessoalidade,
moralidade e publicidade.
c) a agência reguladora não é um agente fiscal da moralidade constitucional e
administrativa e é um órgão voltado muito mais para o interesse público capital
do Estado do que para os usuários e a sociedade simplesmente.
d) os marcos regulatórios que conformam a atuação das agências reguladoras,
enquanto autarquias especiais, são a Constituição, os atos do Poder Legislativo,
regulamentos primários e secundários, assim como o contrato de concessão,

A partir do estudo de diferentes dimensões do modelo organizacional, Likert
identifica quatro sistemas de organizações: autoritário coercitivo, autoritário
benevolente, consultivo e participativo.
A liderança voltada para a tarefa tem como preocupação o alcance dos objetivos
individuais, enquanto a liderança voltada para as pessoas estabelece metas.
Uma das formas de enriquecimento do trabalho é através de rodízio de cargos,
autocontrole, treinamento, participação em grupos de aprimoramento.
 

Sugestões, questões de prova e auxilio em seus estudos: fabiolucio@fortium.com.br SUCESSO PROFISSIONAL!!!                                                                           10 
TEORIA – I – MAPA – AGENTE ADMINISTRATIVO 
 

 

FÁBIO
LÚCIO

d) Patrimonialista, burocrático e gerencial
e) Burocrático

a) V, F, V, F
b) F, V, F, V
c) V, V, F, F
d) F, F, V, V
e) F, V, F, F

GABARITO
41 – D

56 - O controle visa informar sobre determinada situação dando indicações
se os objetivos estão sendo alcançados ou não, alimentando o processo
decisório; dessa forma um determinado sistema pode ser avaliado e mantido
dentro de um padrão de comportamento desejado. Escolha a opção que
identifica corretamente aspectos relacionados ao processo de controle.

42 – B
43 – A

a) O controle pode ocorrer em diferentes níveis hierárquicos: estratégico,
administrativo/gerencial e operacional.
b) Uma das formas de apresentar informações é por meio de relatórios verbais ou
escritos, gráficos e mapas, telas de computador, escalas.
c) As principais características de um sistema de controle eficaz são: foco
estratégico, aceitação, precisão, rapidez, objetividade, ênfase na exceção.
d) Os componentes ou etapas do controle são: definição de padrões de controle,
obtenção de informações, comparação e ação corretiva, e revisão do
planejamento.
e) A função de finanças pode usar como informação para o controle índices
relativos a lucro, retorno do investimento, margem operacional bruta, liquidez.

44 – D

57 - Os programas de qualidade se consolidaram no Japão visando
basicamente produzir ganhos de competitividade para as indústrias; no
entanto, as idéias e métodos da qualidade se espandiram para outras
realidades. Assinale a opção que não corrresponde ao enfoque dado por um
programa de qualidade.

49 – B

45 – E
46 – E
47 – C
48 – A

50 – C
51 – A

a) A implantação de um programa de qualidade tem como foco garantir a
qualidade do produto, promover melhorias contínuas por meio de estímulo à
inovação, atender às expectativas dos clientes, mantendo-os satisfeitos.
b) A implantação de um programa de qualidade tem como foco padronizar a
produção, promover melhorias por meio de um processo de especialização e criar
unidades de atendimento ao cliente.
c) A implantação de um programa de qualidade tem como foco produzir um
único produto padronizado, promover melhorias por meio de um processo de
especialização e crer na fidelização do mercado.
d) A implantação de um programa de qualidade tem como foco garantir a
qualidade do produto, promover melhorias contínuas por meio da diminuição de
desperdícios, atender às expectativas dos clientes, mantendo-os satisfeitos.
e) A implantação de um programa de qualidade tem como foco produzir certo na
primeira vez, promover melhorias contínuas por meio de estímulo à inovação,
criar unidades de atendimento ao cliente.

52 – A
53 – B
56 – D
57 – C
58 – D
59 – B

58 - Weber estudou as organizações que surgiram após a revolução
industrial e a formação do Estado, identificando características que eram
comuns e tipos de autoridade. Indique a opção que apresenta corretamente
características do tipo ideal de burocracia de Weber.
REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA:

a) Excesso de regulamentos e valorização da hierarquia.
b) Competência técnica e dominação tradicional.
c) Dominação legal e carismática.
d) Impessoalidade e profissionalismo.
e) Mecanismo e racionalidade legal.

CHIAVENATO, Idalberto. Teoria geral da Administração. Ed. McGraw-Hill,
Makron Books.

59 - Ao longo de sua história, a administração pública assume formatos
diferentes, sendo os mais característicos o patrimonialista, o burocrático e o
gerencial. Assinale a opção que indica corretamente a descrição das
características da administração pública feita no texto a seguir.O governo
caracteriza-se pela interpermeabilidade dos patrimônios público e privado, o
nepotismo e o clientelismo. A partir dos processos de democratização,
institui-se uma administração que usa, como instrumentos, os princípios de
um serviço público profissional e de um sistema administrativo impessoal,
formal e racional.
a) Patrimonialista e gerencial
b) Patrimonialista e burocrático
c) Burocrático e gerencial
 
Sugestões, questões de prova e auxilio em seus estudos: fabiolucio@fortium.com.br SUCESSO PROFISSIONAL!!!                                                                           11 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Administração de Recursos Humanos - Gestão de Pessoas
Administração de Recursos Humanos - Gestão de PessoasAdministração de Recursos Humanos - Gestão de Pessoas
Administração de Recursos Humanos - Gestão de PessoasMeme Maria Souza
 
GestãO Empresarial Aula 03
GestãO Empresarial   Aula 03GestãO Empresarial   Aula 03
GestãO Empresarial Aula 03Douglas Miquelof
 
Introdução à teoria geral da administração
Introdução à teoria geral da administraçãoIntrodução à teoria geral da administração
Introdução à teoria geral da administraçãoFabiano Duarte
 
Introdução Geral a Administração
Introdução Geral a AdministraçãoIntrodução Geral a Administração
Introdução Geral a AdministraçãoJeane Santos
 
LATEC - UFF.PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COMO FATOR DE DECISÃO EM RH.
LATEC - UFF.PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COMO FATOR DE DECISÃO EM RH. LATEC - UFF.PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COMO FATOR DE DECISÃO EM RH.
LATEC - UFF.PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COMO FATOR DE DECISÃO EM RH. LATEC - UFF
 
Unidade 3 Processos De GestãO De Pessoas Como Um Modelo
Unidade 3 Processos De GestãO De Pessoas Como Um ModeloUnidade 3 Processos De GestãO De Pessoas Como Um Modelo
Unidade 3 Processos De GestãO De Pessoas Como Um Modelomilkinha
 
Aula 01 O que é estratégia
Aula 01   O que é estratégiaAula 01   O que é estratégia
Aula 01 O que é estratégiaalemartins10
 
Novos paradigmas na gestão de recursos humanos
Novos paradigmas na gestão de recursos humanosNovos paradigmas na gestão de recursos humanos
Novos paradigmas na gestão de recursos humanosclaudiamendes
 
Gestao De Pessoas
Gestao De PessoasGestao De Pessoas
Gestao De Pessoasmartinssoul
 
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e... Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...A. Rui Teixeira Santos
 
Gestão de pessoas exercícios
Gestão de pessoas exercíciosGestão de pessoas exercícios
Gestão de pessoas exercíciosCisco Kunsagi
 
Introdução à gestão das organizações
Introdução à gestão das organizaçõesIntrodução à gestão das organizações
Introdução à gestão das organizaçõesNaty Karenn
 

Mais procurados (20)

Administração de Recursos Humanos - Gestão de Pessoas
Administração de Recursos Humanos - Gestão de PessoasAdministração de Recursos Humanos - Gestão de Pessoas
Administração de Recursos Humanos - Gestão de Pessoas
 
GestãO Empresarial Aula 03
GestãO Empresarial   Aula 03GestãO Empresarial   Aula 03
GestãO Empresarial Aula 03
 
Introdução à teoria geral da administração
Introdução à teoria geral da administraçãoIntrodução à teoria geral da administração
Introdução à teoria geral da administração
 
Introdução Geral a Administração
Introdução Geral a AdministraçãoIntrodução Geral a Administração
Introdução Geral a Administração
 
LATEC - UFF.PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COMO FATOR DE DECISÃO EM RH.
LATEC - UFF.PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COMO FATOR DE DECISÃO EM RH. LATEC - UFF.PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COMO FATOR DE DECISÃO EM RH.
LATEC - UFF.PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO COMO FATOR DE DECISÃO EM RH.
 
Unidade 3 Processos De GestãO De Pessoas Como Um Modelo
Unidade 3 Processos De GestãO De Pessoas Como Um ModeloUnidade 3 Processos De GestãO De Pessoas Como Um Modelo
Unidade 3 Processos De GestãO De Pessoas Como Um Modelo
 
Aula 01 O que é estratégia
Aula 01   O que é estratégiaAula 01   O que é estratégia
Aula 01 O que é estratégia
 
Novos paradigmas na gestão de recursos humanos
Novos paradigmas na gestão de recursos humanosNovos paradigmas na gestão de recursos humanos
Novos paradigmas na gestão de recursos humanos
 
Gestao De Pessoas
Gestao De PessoasGestao De Pessoas
Gestao De Pessoas
 
Ambientes Trissetoriais
Ambientes TrissetoriaisAmbientes Trissetoriais
Ambientes Trissetoriais
 
Organização do trabalho
Organização do trabalhoOrganização do trabalho
Organização do trabalho
 
Tga
TgaTga
Tga
 
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e... Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
Comportamento humano nas Organizações: atitude comportamental, organização e...
 
Portifólio 2014 (fd)
Portifólio 2014 (fd)Portifólio 2014 (fd)
Portifólio 2014 (fd)
 
Gestão de pessoas exercícios
Gestão de pessoas exercíciosGestão de pessoas exercícios
Gestão de pessoas exercícios
 
MODELOS DE GESTÃO
MODELOS DE GESTÃOMODELOS DE GESTÃO
MODELOS DE GESTÃO
 
Introdução à gestão das organizações
Introdução à gestão das organizaçõesIntrodução à gestão das organizações
Introdução à gestão das organizações
 
RH1
RH1RH1
RH1
 
Organização a gestão
Organização a gestãoOrganização a gestão
Organização a gestão
 
Apostila introdução a administração de empresas 2012.1
Apostila introdução a administração de empresas 2012.1Apostila introdução a administração de empresas 2012.1
Apostila introdução a administração de empresas 2012.1
 

Semelhante a Teoria da Administração e suas Funções

O papel do Gestor do TOP na Implementação de Estratégias
O papel do Gestor do TOP na Implementação de EstratégiasO papel do Gestor do TOP na Implementação de Estratégias
O papel do Gestor do TOP na Implementação de EstratégiasAntonio Alfazema Alfazema
 
O papel do Gestor do Top na Implementação de Estratégias 1
O papel do Gestor do Top na Implementação de Estratégias 1O papel do Gestor do Top na Implementação de Estratégias 1
O papel do Gestor do Top na Implementação de Estratégias 1Antonio Alfazema Alfazema
 
Atps tecnologias de gestão
Atps tecnologias de gestãoAtps tecnologias de gestão
Atps tecnologias de gestão55556681
 
Um engenheiro civil e o seu papel de gerente na obra de engenharia
Um engenheiro civil e o seu papel de gerente na obra de engenhariaUm engenheiro civil e o seu papel de gerente na obra de engenharia
Um engenheiro civil e o seu papel de gerente na obra de engenhariaLowrrayny Franchesca
 
Apostila assistente-administrativo-ebserh
Apostila assistente-administrativo-ebserhApostila assistente-administrativo-ebserh
Apostila assistente-administrativo-ebserhCamilaPereira210
 
Adm 01 -o que é administração -
Adm   01 -o que é administração -Adm   01 -o que é administração -
Adm 01 -o que é administração -EvelyneBorges
 
2011 09-02 - aula 05 de 20 - cap. 3 teorias gerais da administração (parte 3)...
2011 09-02 - aula 05 de 20 - cap. 3 teorias gerais da administração (parte 3)...2011 09-02 - aula 05 de 20 - cap. 3 teorias gerais da administração (parte 3)...
2011 09-02 - aula 05 de 20 - cap. 3 teorias gerais da administração (parte 3)...Fernando Monteiro D'Andrea
 
Apostila administração
Apostila administraçãoApostila administração
Apostila administraçãoJuliana Rocha
 
Novos paradigmas na gesto de recursos humanos
Novos paradigmas na gesto de recursos humanosNovos paradigmas na gesto de recursos humanos
Novos paradigmas na gesto de recursos humanosclaudiamendes
 
Resumos introdução à gestão
Resumos introdução à gestãoResumos introdução à gestão
Resumos introdução à gestãoDaniel Vieira
 
Noções de Empreendedorismo Games - SENAC (Parte 1)
Noções de Empreendedorismo Games - SENAC (Parte 1)Noções de Empreendedorismo Games - SENAC (Parte 1)
Noções de Empreendedorismo Games - SENAC (Parte 1)Thiago Costa
 
Atps teorias da administração
Atps teorias da administraçãoAtps teorias da administração
Atps teorias da administraçãoSIMONE GOUVEA
 
Práticas de gestão
Práticas de gestãoPráticas de gestão
Práticas de gestãoJamille Rocha
 
Aula 1 - Processos Gerenciais
Aula 1 - Processos GerenciaisAula 1 - Processos Gerenciais
Aula 1 - Processos GerenciaisMurilo Amorim
 
Uma AnáLise Rh Estrategico
Uma AnáLise Rh EstrategicoUma AnáLise Rh Estrategico
Uma AnáLise Rh EstrategicoLuciano Fotim
 

Semelhante a Teoria da Administração e suas Funções (20)

O que e administracao
O que e administracaoO que e administracao
O que e administracao
 
O papel do Gestor do TOP na Implementação de Estratégias
O papel do Gestor do TOP na Implementação de EstratégiasO papel do Gestor do TOP na Implementação de Estratégias
O papel do Gestor do TOP na Implementação de Estratégias
 
O papel do Gestor do Top na Implementação de Estratégias 1
O papel do Gestor do Top na Implementação de Estratégias 1O papel do Gestor do Top na Implementação de Estratégias 1
O papel do Gestor do Top na Implementação de Estratégias 1
 
Atps tecnologias de gestão
Atps tecnologias de gestãoAtps tecnologias de gestão
Atps tecnologias de gestão
 
Etapa 4
Etapa 4Etapa 4
Etapa 4
 
Um engenheiro civil e o seu papel de gerente na obra de engenharia
Um engenheiro civil e o seu papel de gerente na obra de engenhariaUm engenheiro civil e o seu papel de gerente na obra de engenharia
Um engenheiro civil e o seu papel de gerente na obra de engenharia
 
Administração
AdministraçãoAdministração
Administração
 
Apostila assistente-administrativo-ebserh
Apostila assistente-administrativo-ebserhApostila assistente-administrativo-ebserh
Apostila assistente-administrativo-ebserh
 
Adm 01 -o que é administração -
Adm   01 -o que é administração -Adm   01 -o que é administração -
Adm 01 -o que é administração -
 
Administração
AdministraçãoAdministração
Administração
 
2011 09-02 - aula 05 de 20 - cap. 3 teorias gerais da administração (parte 3)...
2011 09-02 - aula 05 de 20 - cap. 3 teorias gerais da administração (parte 3)...2011 09-02 - aula 05 de 20 - cap. 3 teorias gerais da administração (parte 3)...
2011 09-02 - aula 05 de 20 - cap. 3 teorias gerais da administração (parte 3)...
 
Apostila administração
Apostila administraçãoApostila administração
Apostila administração
 
Novos paradigmas na gesto de recursos humanos
Novos paradigmas na gesto de recursos humanosNovos paradigmas na gesto de recursos humanos
Novos paradigmas na gesto de recursos humanos
 
Resumos introdução à gestão
Resumos introdução à gestãoResumos introdução à gestão
Resumos introdução à gestão
 
Noções de Empreendedorismo Games - SENAC (Parte 1)
Noções de Empreendedorismo Games - SENAC (Parte 1)Noções de Empreendedorismo Games - SENAC (Parte 1)
Noções de Empreendedorismo Games - SENAC (Parte 1)
 
Atps teorias da administração
Atps teorias da administraçãoAtps teorias da administração
Atps teorias da administração
 
Práticas de gestão
Práticas de gestãoPráticas de gestão
Práticas de gestão
 
Aula 1 - Processos Gerenciais
Aula 1 - Processos GerenciaisAula 1 - Processos Gerenciais
Aula 1 - Processos Gerenciais
 
GESTAO DE GENTE.pdf
GESTAO DE GENTE.pdfGESTAO DE GENTE.pdf
GESTAO DE GENTE.pdf
 
Uma AnáLise Rh Estrategico
Uma AnáLise Rh EstrategicoUma AnáLise Rh Estrategico
Uma AnáLise Rh Estrategico
 

Último

A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...LizanSantos1
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 

Último (20)

A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
Intolerância religiosa. Trata-se de uma apresentação sobre o respeito a diver...
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 

Teoria da Administração e suas Funções

  • 1. TEORIA – I – MAPA – AGENTE ADMINISTRATIVO    • Noções de Administração O que é Administração   FÁBIO LÚCIO Cresce então a necessidade de se fundamentar em conceitos, valores e teorias que lhe permitam o balizamento adequado de seu comportamento. A palavra administração vem do latim ad (direção, tendência para) e minister (subordinação ou obediência). Vários autores definem de diversas maneiras a administração. Uma definição bem moderna: Existem três aspectos chaves que devem ser apontados nesta definição: 1. Dá maior ênfase ao elemento humano na organização. 2. Focaliza a atenção nos resultados a serem alcançados, isto é nos objetivos em vez de nas atividades. 3. Incluiu o conceito de que a realização dos objetivos pessoais de seus membros deve ser integrada à realização dos objetivos organizacionais. A administração não é uma coisa mecânica que dependa de certos hábitos físicos que devem ser superados ou corrigidos a fim de se obter o comportamento correto. Pode-se ensinar o que um administrador deve fazer, mas isto não irá capacitá-lo efetivamente a fazê-lo em todas as organizações. Ou ainda: O sucesso de um administrador na vida profissional não está inteiramente relacionado àquilo que lhe foi ensinado, ao seu brilhantismo acadêmico ou ao seu interesse pessoal em praticar o que aprendeu nas escolas. Esses aspectos são importantes, porém estão condicionados a características de personalidade, ao modo pessoal de agir de cada um. O conhecimento tecnológico da Administração é importantíssimo, básico e indispensável, mas depende, sobretudo, da personalidade e do modo de agir do administrador, ou seja, de suas habilidades. Há pelo menos três tipos de habilidades necessárias para que o administrador possa executar eficazmente o processo administrativo: a habilidade técnica, a humana e a conceitual. Habilidade técnica: Consiste em utilizar conhecimentos, métodos, técnicas e equipamentos necessários para a realização de suas tarefas específicas, através de sua instrução, experiência e educação. Habilidade humana: Consiste na capacidade e no discernimento para trabalhar com pessoas, compreender suas atitudes e motivações e aplicar uma liderança eficaz. Habilidade conceitual: Consiste na habilidade para compreender as complexidades da organização global e o ajustamento do comportamento da pessoa dentro da organização. Esta habilidade permite que a pessoa se comporte de acordo com os objetivos da organização total e não apenas de acordo com os objetivos e as necessidades de seu grupo imediato. A adequada combinação dessas habilidades varia à medida que um indivíduo sobe na escala hierárquica, de posições de supervisão a posições de alta direção. A partir de hoje você não pode pensar como um executor de tarefas simplesmente. • • Como administrador você deslocará dos trabalhos operacionais para o campo da ação. Sairá das habilidades práticas de saber fazer certas coisas corretamente para atividades administrativas, voltadas para o campo do diagnóstico e da decisão, onde utiliza as habilidades conceituais de diagnosticar situações, definir e estabelecer estratégias de ação adequadas.       Sugestões, questões de prova e auxilio em seus estudos: fabiolucio@fortium.com.br SUCESSO PROFISSIONAL!!!                                                                           1 
  • 2. TEORIA – I – MAPA – AGENTE ADMINISTRATIVO    FÁBIO LÚCIO O ESTADO ATUAL DA TEORIA GERAL DA ADMINISTRAÇÃO. Cinco Variáveis Básicas na TGA 1. 2. 3. 4. 5.   • Tarefas Estruturas Pessoas Tecnologia Ambiente • • • Essas variáveis constituem os principais componentes do estudo da administração nas organizações das empresas. • Cinco Variáveis Básicas na TGA O comportamento das variáveis é sistêmico e complexo: cada um influi e é influenciado pelos outros. O comportamento de seu conjunto é diferente da soma dos comportamentos de cada componente separado. Diversas Teorias serão estudadas no decorrer do nosso curso onde veremos suas contribuições e diferentes enfoques. Cada teoria surgiu em resposta a algum problema empresarial da sua época. As teorias atenderam de certo modo e apresentaram soluções aos problemas encontrados. De certo modo todas as teorias administrativas são aplicáveis às situações de hoje. A TGA estuda a administração de empresas e demais tipos de organização do ponto de vista da interação e interdependência entre as cinco variáveis: Na realidade, a adequação e integração dessas cinco variáveis constituem o desafio da administração. 1. Ênfase nas tarefas: é o foco das teorias que consideram a administração uma ciência aplicada na racionalização e no planejamento das atividades operacionais. 2. Ênfase nas estruturas: é o foco das teorias que consideram a administração uma ciência que cuida da configuração e estruturação das organizações. 3. Ênfase nas pessoas: é o foco das teorias que consideram a administração uma ciência aplicada na sobre as pessoas e suas atividades dentro das organizações.. 4. Ênfase na tecnologia: é o foco das teorias que consideram a administração uma ciência que cuida da aplicação bem-sucedida da tecnologia na atividade organizacional. 5. Ênfase no ambiente: é o foco das teorias que consideram a administração uma ciência que busca a adequação das organizações às demandas e situações que ocorrem em seu contexto externo. Tabela histórica da Teoria Geral da Administração (TGA) • • • O comportamento desses componentes é sistêmico e complexo. Cada qual influencia e é influenciado pelos outros componentes. Modificações em um provoca modificações em outro. A adequação entre essas cinco variáveis constitui o principal desafio da administração. PERSPECTIVAS FUTURAS DA ADMINISTRAÇÃO. 1. 2. 3. 4. Bennis fez uma previsão que o mundo verá o fim da forma organizacional de hoje (organização burocrática) e o surgimento de novos sistemas adequados à demanda do pós-industrialização. Bennis tem como base: As mudanças rápidas e inesperadas, principalmente no campo do conhecimento e da explosão populacional, impondo novas e crescentes necessidades. O crescimento em tamanho das organizações que se tornam complexas e internacionais. As atividades de hoje que exigem competência diversas envolvendo problemas de coordenação e acompanhamento das mudanças. A tarefa administrativa da próxima década será desafiadora e incerta. Os problemas serão cada vez mais complexos. Os principais desafios serão: 1. Crescimento das organizações, que ampliarão o leque de operações, de aplicação de recursos etc. 2. Concorrência mais aguda: Produtos cada vez melhores, busca de novos mercados, novas tecnologias, etc.   Sugestões, questões de prova e auxilio em seus estudos: fabiolucio@fortium.com.br SUCESSO PROFISSIONAL!!!                                                                           2 
  • 3.   TEORIA – I – MAPA – AGENTE ADMINISTRATIVO    FÁBIO LÚCIO 7- O planejamento é uma técnica de alocação de recursos. De uma forma estudada e decidida é dimensionado a alocação dos recursos humanos e não humanos. 3. Sofisticação da tecnologia: Com o avanço tecnológico as organizações estão internacionalizando suas operações e atividades. A tecnologia introduzira novos processos e novos instrumentos que causarão impactos sobre a estrutura e comportamentos das empresas. 4. Visibilidade maior das organizações: Capacidade de chamar a atenção dos outros – imagem positiva ou negativa. 8- O planejamento é uma função administrativa que interage com as demais funções como organização, direção e controle, influenciando e sendo influenciada por todas elas. Processo Administrativo. A Teoria Neoclássica é também denominada Escola Operacional ou Escola do Processo Administrativo, pela sua concepção da Administração como um processo de aplicação de princípios e de funções para o alcance de objetivos. As várias funções do administrador, consideradas como um todo, formam o processo administrativo. Planejamento, organização, direção e controle, por exemplo, consideradas separadamente, constituem as funções administrativas, quando visualizadas na sua abordagem total para o alcance de objetivos, elas formam o processo administrativo. Processo é qualquer fenômeno que apresente mudança contínua no tempo ou qualquer operação ou tratamento contínuo. O conceito de processo implica que os acontecimentos e as relações sejam dinâmicos, em evolução, sempre em mudança, contínuos. O processo não é uma coisa parada, estático, é dinâmico. 9- O planejamento é uma técnica de mudança e de inovação dentro da empresa. A Estrutura do Planejamento O planejamento em uma organização pode ser visto de três perspectivas diferentes: Planejamento estratégico, tático e operacional. Planejamento Estratégico. No campo do planejamento estratégico, a pergunta básica é: em que atividade está a entidade ou a organização? (Mais comumente: o que nós gostaríamos de fazer quando crescermos?). Para descrever o planejamento estratégico mais detalhadamente, vamos examinar algumas de suas características: Período de tempo: Normalmente longo, acima de cinco anos. Pergunta básica: Em que ramo de atividade estamos? Devemos ampliar ou diminuir nosso mercado? Complexidade: Muitas variáveis, já que os ambientes externo e interno precisam ser avaliados. Pontos fortes, pontos fracos e oportunidades são revistos. Grau de estrutura: O planejamento estratégico tende a ser visto de modo diferente por cada organização, dependendo da cultura, da filosofia e do pessoal. Resultados Resultados: Declaração genérica que estabelece por escrito o que foi alcançado durante o processo de planejamento. Às vezes é chamada de declaração de missão. Ela afirma o propósito básico da organização e em que ramo de atividade ela irá se concentrar. Planejamento Termos chaves Planejamento – processo de determinar os objetivos e metas organizacionais e como realiza-los. Planejamento estratégico – planejamento do rumo de uma organização e de todos os seus componentes. Direciona a missão da organização em termos de sua principal atividade. Resultados do planejamento estratégico incluem diretrizes amplas e gerais para a seleção de áreas de atividade ou mercados nos quais devemos penetrar, ou dos quais devemos nos retirar. Planejamento operacional – ou planejamento do dia-a-dia, direciona cronogramas específicos e alvos mensuráveis. Planejamento tático – analisa alternativas à realização da missão; os resultados normalmente são alvos de oportunidade dentro da indústria ou do mercado.   O processo de planejamento, ou a determinação da estratégia, e o estabelecimento de objetivos podem ser divididos em cinco etapas principais: 1- Identificação do que a organização pode fazer. Isso pode ser determinado pelo ambiente, principalmente em termos da oportunidade de mercado; 2- Avaliação do que a organização deve fazer em termos de seus recursos e capacidades; 3- Decidir o que a organização deveria fazer em termos de valores e das aspirações da administração; O planejamento envolve 1- escolher um destino. 2- avaliar os caminhos alternativos e 3- decidir sobre o rumo específico para alcançar o destino escolhido. O planejamento é um elemento extremamente importante da função de cada gerente, seja do ponto de vista organizacional ou do seu conjunto de responsabilidades pessoais do dia-a-dia. O custo de um erro resultante do velho método de tomada de decisão “empurrando com a barriga” é alto demais na economia complexa de hoje. O planejamento força os gerentes a sentar e refletir sobre os problemas e alternativas até chegarem a uma solução. Características do Planejamento: 4- Determinar o que a organização deveria fazer em termos de suas obrigações para com os segmentos da sociedade e seus acionistas.; 5- Relacionar as oportunidades, as capacidades, os valores e as obrigações para com a sociedade, a um nível aceitável de risco, em busca da missão da organização. Um modo prático para se determinar a estratégia administrativa é aplicar o método de análise de hiato ao planejamento estratégico. Essa abordagem faz as seguintes indagações: Onde estamos hoje em termos de nosso planejamento estratégico? Para onde estamos indo? Para onde queremos ir? Como vamos chegar lá? 1- O planejamento é um processo permanente e contínuo, não se esgota em um único plano de ação, mas é realizado continuamente dentro da empresa. 2- O planejamento é sempre voltado para o futuro.   O planejamento estratégico está voltado para o estabelecimento de metas, objetivos, políticas e missão da organização. Onde: Meta é o objetivo de curto prazo. Objetivo é o alvo a ser alcançado. Políticas são as diretrizes amplas e gerais para ações que se relacionam com a realização dos objetivos. Missão é a razão da existência da empresa. Em resumo, esse nível de planejamento examina as questões principais, olha o ambiente externo para assegurar de que a abordagem é realista, e determina rumo amplo e generalizado para a organização. Esse rumo é então escrito e pode ser comunicado para os componentes internos e externos. 3- O planejamento visa à racionalidade da tomada de decisão, ao estabelecer esquemas para o futuro, o planejamento funciona como um meio de orientar o processo decisório. 4- O planejamento visa selecionar, entre várias alternativas, um curso de ação escolhido dentre as várias alternativas de caminhos potenciais. 5- O planejamento é sistêmico, deve abranger a organização como um todo. 6- O planejamento é interativo, envolve passos ou fases que se sucedem. Deve ser suficientemente flexível para aceitar ajustes e correções à medida que for sendo executado. Planejamento Tático É o planejamento feito em nível departamental. Suas principais características são: É projetado para o médio prazo, geralmente para o exercício anual;   Sugestões, questões de prova e auxilio em seus estudos: fabiolucio@fortium.com.br SUCESSO PROFISSIONAL!!!                                                                           3 
  • 4.   TEORIA – I – MAPA – AGENTE ADMINISTRATIVO    Envolve cada departamento, abrangendo seus recursos específicos, e preocupa-se em atingir os objetivos departamentais; É definido por cada departamento da empresa. FÁBIO LÚCIO Organização A palavra organização pode assumir vários significados em administração. Os dois principais são: Planejamento operacional: É o planejamento feito para cada tarefa ou atividade. Suas principais características são: 1. Organização como uma unidade ou entidade social, na qual as pessoas interagem entre si para alcançar objetivos específicos. Neste sentido, a palavra organização significa qualquer empreendimento humano moldado intencionalmente para atingir determinados objetivos. Pode ser formal e informal. É projetado para curto prazo, para o imediato; Envolve cada tarefa ou atividade isoladamente e preocupa-se com o alcance de metas específicas; 2. Organização como função administrativa e parte integrante do processo administrativo. Neste sentido, organização significa o ato de organizar, estruturar e integrar os recursos e os órgãos incumbidos de sua administração, e estabelecer relações entre eles e as atribuições de cada um deles. É definido para cada tarefa ou atividade. O planejamento operacional é constituído geralmente por metas, programas, procedimentos, métodos e normas. Os planos operacionais situam-se ao redor das seguintes questões básicas: Dentro de uma conceituação estrita, Allen, um clássico ortodoxo, define a organização da seguinte maneira: “a organização formal é um sistema de tarefas bem-definidas, cada uma das quais tem em si uma quantidade específica de autoridade, responsabilidade e obrigação de prestar contas”. 1. Por que isto deve ser feito? É uma pergunta para esclarecer a necessidade real do trabalho. 2. O que deve ser feito? Quais os tipos e quantidades de atividades requeridas, quais os equipamentos e máquinas necessários, materiais, pessoal, enfim, quais os recursos necessários.   A organização é uma atividade básica da administração: serve para agrupar e estruturar todos os recursos – sejam humanos ou não humanos – para atingir os objetivos predeterminados. De todos os recursos o elemento humano é o mais importante. 3. Onde deverá ser feito? Esta pergunta considera o local e espaço, centralização ou descentralização das atividades.   4. Quando deverá ser feito? Esta pergunta considera o tempo. Quando cada parte do trabalho deverá Ter início e término. Através da organização, as pessoas são agrupadas para melhor realizar em tarefas inter-relacionadas e para melhor poderem trabalhar em grupo. Uma das técnicas relacionadas com a organização é o organograma que é um gráfico que representa a estrutura formal da empresa, onde aparecem claramente: 5. Quem deverá fazer? Esta pergunta considera o tipo e disponibilidade de capacidade e experiência necessárias para a execução do trabalho planejado. - A estrutura hierárquica, definindo os diversos níveis da organização. 6. Como deverá ser feito? Esta pergunta considera os meios ou métodos propostos para a realização do trabalho. - Os órgãos componentes da estrutura; - Os canais de comunicação que ligam os órgãos Algumas técnicas relacionadas com o planejamento são utilizadas para assegurar o alcance desejado dos objetivos: Cronograma. É um gráfico de dupla entrada. Nas linhas, são colocados os eventos planejados, e nas colunas, os períodos de tempo considerados como padrão. Sua função é relacionar duas variáveis: os eventos em função do tempo. É um gráfico de planejamento e controle. Gráfico de Gantt. É semelhante ao cronograma, com uma variação: as colunas, reservadas à variável tempo, são divididas em quatro partes. Originariamente imaginado para planejamento e controle da produção semanal, o gráfico considerava cada mês (coluna) dividido em quatro semanas (subcolunas). - Os nomes dos ocupantes dos cargos. Direção   A direção constitui a terceira função administrativa. Definido o planejamento e estabelecida a organização, resta fazer as coisas andarem e acontecerem. Este é o papel da direção: acionar e dinamizar a empresa. A direção está relacionada com a ação, como colocar-se em marcha, e tem muito a ver com as pessoas: está diretamente relacionada com a atuação sobre os recursos humanos da empresa. A função de direção se relaciona diretamente com a maneira pela qual o objetivo ou os objetivos devem ser alcançados através da atividade das pessoas que compõem a organização. Assim, a direção é a função administrativa que se refere às relações interpessoais dos administradores em todos os níveis da organização e de seus respectivos subordinados. Dirigir também é interpretar os planos para os outros e dar as instruções sobre como executá-los em direção aos objetivos a atingir: Pert (Program Evaluation Review Technique). Traduzido para o português como Técnica de Revisão e Avaliação de Programas, é uma técnica indicada para planejamento e controle onde ocorram múltiplas atividades ou eventos intimamente inter-relacionados e interdependentes, desenvolvidos em períodos de tempo variáveis. Projetos ou programas mais complexos geralmente são desenvolvidos através do PERT. O modelo básico do PERT é um diagrama ou rede de setas, com uma rede de caminhos e o caminho crítico.   Sugestões, questões de prova e auxilio em seus estudos: fabiolucio@fortium.com.br SUCESSO PROFISSIONAL!!!                                                                           4 
  • 5. TEORIA – I – MAPA – AGENTE ADMINISTRATIVO    PRINCÍPIOS GERAIS DE ADMINISTRAÇÃO APLICADOS   FÁBIO LÚCIO Os critérios representam as normas que guiam as decisões. São balizamentos que proporcionam meios para se estabelecer o que se deve fazer e qual o desempenho ou resultado a ser aceito como normal ou desejável. À DIREÇÃO. Princípios gerais de administração aplicados ao controle Garantia do objetivo: O controle deve contribuir para identificação dos desvios em tempo para permitir a ação corretiva. Definição dos padrões: Facilitará a aceitação por parte de quem executará as tarefas Principio da exceção: O administrador deve concentrar seus esforços de controle em desvios e em exceções. Ação: O controle somente se justifica quando indica providencias capazes de corrigir os desvios apontados ou verificados em relação aos planos. 1- Unidade de comando: Cada subordinado tem um superior a quem deve prestar contas 2- Delegação: Compreende designação de tarefas, de autoridade, de responsabilidade 3- Amplitude de controle: Há um limite quanto ao número de posições que podem ser eficientemente supervisionadas por um único indivíduo. 4- Principio da coordenação ou das relações funcionais: É uma ação globalizada e convergente, que harmoniza e capitaliza todos os esforços individuais em beneficio do objetivo comum. EFICIÊNCIA E EFICÁCIA 1) CONTROLE pode assumir alguns significados na administração. os três principais são: 2) 1- Controle como função coercitiva: é negativo limitativo, coercitivo, delimitativo, manipulativo. EFICIÊNCIA é: fazer certo; o meio para se atingir um resultado; é a atividade, ou, aquilo que se faz. EFICÁCIA é: a coisa certa; o resultado; o objetivo: aquilo para que se faz, isto é, a sua Missão! Influência dos Economistas Liberais 2- Controle como sistema automático de regulação: funcionamento automático de um sistema. Adam Smith (1723-1790), visualizava o principio da especialização dos operários em uma manufatura de agulhas e já enfatizava a necessidade de 3- Controle como função administrativa: é o controle como parte do processo administrativo. racionalizar a produção. O principio da especialização e o princípio da divisão do Os controles podem ser usados para: Adam Smith reforçou bastante a importância do planejamento e da organização trabalho aparecem em referencias em seu livro Da Riqueza das Nações. dentro das funções da Administração. • . padronizar o desempenho, através de inspeções, supervisão, procedimentos escritos. James Mill (1773-1836), outro economista liberal, sugeria em seu livro Elementos de Economia Política, publicado em 1826, uma série de medidas • . proteger os bens da organização de roubos, desperdícios e abusos, através da exigência de registros escritos, auditoria e divisão de responsabilidade relacionadas com os estudos de tempos e movimentos como meio de obter incremento da produção nas industrias da época. • padronizar a qualidade de produtos ou serviços oferecidos pela empresa David Ricardo (1772-1823) publica seu livro Princípios de Economia • limitar a quantidade de autoridade que está sendo exercida pelas várias posições ou pelos níveis organizacionais Política e Tributação, no qual aborda trabalho, capital, salário, renda, produção, preços e mercados. • medir e dirigir o desempenho dos empregados, através de sistemas de avaliação do desempenho do pessoal, supervisão direta ABORDAGEM CLÁSSICA DA ADMINISTRAÇÃO • como meios preventivos para o atingimento dos objetivos da empresa, através da articulação de objetivos em um planejamento. A abordagem clássica desdobra-se em: FASES DO CONTROLE 1- Um objetivo, um plano, um alinha de atuação, um padrão, uma norma, uma regra decisorial, um critério. A origem da Abordagem Clássica da Administração está nas conseqüências 2- Um meio de medir a atividade desenvolvida geradas pela revolução industrial, basicamente no crescimento acelerado e 3- Um procedimento para comparar tal atividade com o critério fixado. desorganizado das empresas, exigindo uma substituição do empirismo e da 4- Algum mecanismo que corrija a atividade em curso para que alcance os resultados desejados. improvisação, e a necessidade de aumentar a eficiência e competência das organizações no sentido de obter melhor rendimento possível dos seus recursos e fazer face à concorrência e competição que se avolumavam entre as empresas. PADRÕES E CRITÉRIOS Os padrões representam o desempenho desejado.   Sugestões, questões de prova e auxilio em seus estudos: fabiolucio@fortium.com.br SUCESSO PROFISSIONAL!!!                                                                           5 
  • 6. TEORIA – I – MAPA – AGENTE ADMINISTRATIVO      FÁBIO LÚCIO Taylor via a necessidade premente de aplicar métodos científicos à ADMINISTRAÇÃO CIENTÍFICA - TAYLOR administração, para garantir a consecução de seus objetivos de máxima produção Principais vultos: F.W. Taylor (1856-1915), Carl Barth (1860-1939), Henry L. a mínimo custo. Essa tentativa de substituir métodos empíricos e rudimentares Gantt (1861-1919), Harrington Emerson (1853-1931), Frank Gilbreth (1868- pelos métodos científicos em todos os ofícios recebeu o nome de Organização 1924) e Lilian Gilbreth (1878-1961). Racional do Trabalho. (ORT). Os principais aspectos da ORT são: O engenheiro Frederick Winslow Taylor (1856-1915), é o fundador da Seleção Cientifica do Trabalhador – O trabalhador deve desempenhar a tarefa Administração Científica nasceu em Filadélfia, nos Estados Unidos. mais compatível com suas aptidões. A maestria da tarefa, resultado de muito Ênfase: Chão de Fabrica – Tarefas treino, é importante para o funcionário (que é valorizado) e para a empresa (que Enfoque: Produção aumenta sua produtividade). Seu trabalho se deu no chão de fábrica junto ao operariado, voltado para a sua Estudos de Tempo e padrões de produção – O trabalhador deve atingir no tarefa. mínimo a produção estabelecida pela gerência. É muito importante contar com Preocupou-se exclusivamente com as técnicas de racionalização do trabalho do parâmetros de controle da produtividade, porque o ser humano é naturalmente operário através do estudo dos tempos e movimentos (Motion-time Study). preguiçoso. Se o seu salário estiver garantido, ele certamente produzirá o menos Taylor começou por baixo, efetuando um paciente trabalho de análise das tarefas possível. de cada operário, decompondo seus movimentos e processos de trabalho, Plano de incentivo Salarial – A remuneração dos funcionários deve ser aperfeiçoando-os e racionalizando-os gradativamente. proporcional ao número de unidades produzidas. Essa determinação se baseia no Taylor verificou que um operário médio produzia menos do que era conceito do Homoeconomicus, que considera as recompensas e sanções potencialmente capaz com o equipamento disponível. Conclui-se que o operário financeiras as mais significativas para o trabalhador. não produzia mais, pois seu colega também não produzia. Daí surgiu a Trabalho em Conjunto – Os interesses dos funcionários (altos salários) e da necessidade de criar condições de pagar mais ao operário que produz mais. administração (baixo custo de produção) podem ser conciliados, através da busca Taylor escreve um livro: Shop Management, cuja essência é: do maior grau de eficiência e produtividade. Quando o trabalhador produz muito, • O Objetivo de uma boa administração é pagar salários altos e ter baixos custos sua remuneração aumenta e a produtividade da empresa também. unitários de produção. Gerentes planejam, Operários executam – O planejamento deve ser de responsabilidade exclusiva da gerência, enquanto a execução cabe aos operários e • Para realizar esse objetivo, a Administração deve aplicar métodos científicos de seus supervisores. pesquisas e experimentação, a fim de formular princípios e estabelecer processos Desenhos de cargos e tarefas – Com a Administração Cientifica, a preocupação padronizados que permitam o controle de operações fabris. básica era a racionalidade do trabalho do operário e, conseqüentemente, o • Os empregados devem ser cientificamente colocados em serviços ou postos em desenho dos cargos mais simples e elementares. A ênfase sobre as tarefas a serem que os materiais e as condições de trabalho sejam cientificamente selecionados, executadas levou os engenheiros americanos a simplificarem os cargos no sentido para que as normas possam ser cumpridas. de obter o máximo de especialização de cada trabalhador. • Os empregados devem ser cientificamente adestrados para aperfeiçoar suas Divisão do Trabalho especialização do operário – Uma tarefa deve ser dividida aptidões e, portanto executar um serviço ou tarefa de modo que a produção ao maior número possível de sub-tarefas. Quanto menor e mais simples a tarefa, normal seja cumprida. maior será a habilidade do operário em desempenhá-la. Ao realizar um movimento simples repetidas vezes, o funcionário ganha velocidade na sua • Uma atmosfera de cooperação deve ser cultivada entre a Administração e os atividade, aumentando o número de unidades produzidas e elevando seu salário trabalhadores, para garantir a continuidade desse ambiente psicológico que de forma proporcional ao seu esforço. possibilite a aplicação dos princípios mencionados. Supervisão – Deve ser funcional, ou seja, especializada por áreas. A função Numa Segunda fase do trabalho de Taylor ele concluiu que a racionalização do básica do supervisor, como o próprio nome indica, é controlar o trabalho dos trabalho do operário deveria ser acompanhado de uma estruturação geral da funcionários, verificando o número de unidades produzidas e o cumprimento da empresa. Esta empresa padecia de três tipos de problemas: produção padrão mínima. Aqui um operário tem vários supervisores de acordo 1- Vadiagem sistemática por parte dos operários; com a especialidade. 2- Desconhecimento, pela gerência, das rotinas de trabalho e do tempo necessário Ênfase na Eficiência – Existe uma única maneira certa de executar uma tarefa para sua realização. (the best way). Para descobri-la, a administração deve empreender um estudo de 3- Falta de uniformidade das técnicas ou métodos de trabalho. tempos e métodos, decompondo os movimentos das tarefas executadas pelos Para sanar esses três problemas, idealizou o seu famoso sistema de trabalhadores. Administração que denominou Scientific Management (Gerência Científica, Homo economicus – Toda pessoa é profundamente influenciada por recompensas Organização Cientifica no Trabalho e Organização Racional do Trabalho). Este salariais, econômicas e materiais. Em outros termos, o homem procura trabalho trabalho é composto por 75% de análise e 25% de bom senso. não porque goste dele, mas como um meio de ganhar a vida através do salário   Sugestões, questões de prova e auxilio em seus estudos: fabiolucio@fortium.com.br SUCESSO PROFISSIONAL!!!                                                                           6 
  • 7. FÁBIO LÚCIO   TEORIA – I – MAPA – AGENTE ADMINISTRATIVO    que o trabalho proporciona. O homem é motivado a trabalhar pelo medo da fome restrições não apagam o fato de que a Administração Cientifica foi o primeiro e pela necessidade de dinheiro para viver. passo na busca de uma teoria administrativa. É um passo pioneiro e irreversível. Condições de Trabalho – Taylor verificou que as condições do trabalho interferiam nos resultados do trabalho. Adequação de instrumentos e ferramentas Lembre-se: Nesta teoria a motivação se dá na busca pelo dinheiro e pelas de trabalho para minimizar esforço e perda de tempo na execução do trabalho. recompensas salariais e materiais do trabalho. Toda abordagem Clássica da Arranjo físico das máquinas e equipamentos para racionalizar o fluxo da Administração alicerçava-se nessa teoria da motivação. É uma abordagem produção. Melhoria do ambiente físico de trabalho, diminuição do ruído, melhor puramente tecnicista e mecanicista. ventilação e iluminação. Padronização – (Aplicação de métodos científicos para obter a uniformidade e A ADMINISTRAÇÃO DE FORD – PRINCÍPIOS BÁSICOS reduzir custos) Taylor através dos seus estudos preocupou-se com a padronização Henry Ford (1863-1947) – Engenheiro – Fundou a Ford Motor Co. dos métodos e processos de trabalho, máquinas e equipamentos, ferramentas e Revolucionou a estratégia comercial da sua época. Fabricou o primeiro carro instrumentos de trabalho, matérias primas e componentes, para eliminar o popular, Criou as esteiras rolantes, a cujos movimento o operário se adaptava e desperdício e aumentar a eficiência. tinha uma velocidade regulada de acordo com o ritmo de produção, preocupava- Princípio da exceção – Por este principio, Taylor se preocupava somente com os se com a economia de material e de tempo. resultados que saiam fora dos padrões esperados, para corrigi-los. Assim, este Também criou um plano de vendas. Criou a assistência técnica de princípio é um sistema de informação que apresenta seus dados somente quando grande alcance. Em 1913 a velocidade de fabricação era a produção de um carro os resultados efetivamente verificados na prática divergem ou se distanciam dos a cada 83 minutos. Repartiu, em 1914, parte do controle acionário da empresa com os resultados previstos em algum programa. funcionários. Estabeleceu salário mínimo de US5,00 por dia de trabalho com Um dos seguidores da idéias de Taylor foi Harrington Emerson (1853-1931) – jornada diária de 8 horas. Em 1926 empregava 150.000 pessoas e fabricava um dos principais auxiliares de Taylor – Engenheiro - popularizou a 2.000.000 de carros por ano. Produzia desde a matéria prima inicial ao produto Administração Cientifica, desenvolveu os primeiros trabalhos sobre seleção e final treinamento de empregados. Idealizou 12 princípios para eficiência: acabado. Criou a distribuição através de agências próprias. Idealizou a linha de montagem, com produção em série, padronizada e de custo 1- Traçar um plano objetivo e bem definido, de acordo com os ideais. mais baixo. Ford era um empreendedor, tinha uma visão prática da 2- Estabelecer o predomínio do bom senso. administração. Para ele uma empresa divide-se em dois níveis: Planejamento e 3- Manter orientação e supervisão competentes. Execução 4- Manter disciplina. 5- Manter honestidade nos acordos. Ford diferenciou-se de Taylor, em virtude de ter se preocupado com uma 6- Manter registros precisos imediatos e adequados. empresa eficiente em termos de: 7- Fixar remuneração proporcional ao trabalho. • 8- Fixar normas padronizadas para as condições do trabalho. • 9- Fixar normas padronizadas para o trabalho. Produção, movimentação e salário de um lado; Custos e preços mínimos de outro lado O modelo aplicado por Ford se caracteriza por: trabalho dividido, respeito 10- Fixar normas padronizadas para as operações. contínuo, baseando-se em três princípios: 11- Estabelecer instruções precisas. 1- 12- Fixar incentivos eficientes ao maior rendimento e à eficiência. Princípio da intensificação: Consiste em diminuir o tempo de produção com o emprego imediato dos equipamentos e da matéria-prima e a rápida colocação do produto no mercado. Críticas 2- Principio da economicidade: Consiste em reduzir ao mínimo o volume do Taylor encontrou um ambiente totalmente desorganizado, desestruturado e tentou estoque da matéria-prima em transformação. Assim Ford conseguiu fabricar um por uma certa ordem na casa. Foi a primeira tentativa da Teoria da trator ou um automóvel, vende-lo e recebe-lo antes do vencimento da matéria Administração. Foi um progresso. Entretanto, inúmeras críticas podem ser feitas prima empregada na fabricação e do pagamento dos salários. Segundo Ford a à Administração Cientifica: o mecanismo de sua abordagem, que lhe garante o velocidade de fabricação deve ser rápida. O minério sai da mina sábado e nome de teoria da máquina, a superespecialização que robotiza o operário, a entregue sob forma de carro na terça-feira à tarde. visão microscópica do homem tomado isoladamente e como apêndice da 3- Principio de produtividade: Consiste em aumentar a capacidade de produção maquina industrial, a ausência de qualquer comprovação cientifica de suas do homem no mesmo período através da especialização da linha de montagem. afirmações e princípios, a abordagem incompleta envolvendo apenas a organização formal, a limitação do campo de aplicação à fábrica, omitindo o restante da vida de uma empresa, a abordagem eminentemente prescritiva e normativa e tipicamente de sistema fechado. Contudo, estas limitações e   Sugestões, questões de prova e auxilio em seus estudos: fabiolucio@fortium.com.br SUCESSO PROFISSIONAL!!!                                                                           7 
  • 8. TEORIA – I – MAPA – AGENTE ADMINISTRATIVO    2) TEORIA CLÁSSICA – FAYOL   FÁBIO LÚCIO Autoridade e Responsabilidade: é o direito de dar ordens e o poder de esperar obediência, tendo a responsabilidade com conseqüência natural. Henry Fayol nasceu em Constantinopla(1841-1925) e era engenheiro como 3) Taylor. Acreditava que a previsão científica era a base para o sucesso de Disciplina: depende da obediência, aplicação, energia, comportamento e respeito aos acordos estabelecidos. resultados. 4) Ênfase: Estrutura da organização Unidade de Comando: cada empregado deve receber ordens de apenas um superior. É o princípio da autoridade única. Enfoque: Gerencia 5) Sua proposta era de que toda empresa pode ser dividida nos seguintes Unidade de Direção: uma cabeça e um plano para cada grupo de atividades que tenham um mesmo objetivo. tipos de atividades especialistas: 6) Comerciais – compra, venda e permutação Subordinação dos Interesses Individuais aos Interesses Gerais: os gerais devem sobrepor-se aos interesses particulares. Técnicas – produção de bens ou de serviços da empresa 7) De segurança – proteção e preservação dos bens e das pessoas Remuneração do Pessoal: deve haver justa e garantida satisfação para os empregados e para a organização em termos de retribuição. Financeiras – procura e gerência de capitais 8) Contábeis – inventários, registros, custos, balanços, estatísticas Centralização: refere-se a concentração da autoridade no topo da hierarquia da organização. Administrativas – responsáveis pela coordenação das demais 9) atividades. Cadeia Escalar: é a linha de autoridade que vai do escalão mais alto ao mais baixo. È o princípio do comando. Segundo Fayol, essas funções constituem uma outra denominada de 10) Função Administrativa, que consiste no ato de administrar: Ordem: um lugar para cada coisa e cada coisa em seu lugar. É a ordem material e humana. PREVER – visualizar o futuro e traçar o programa de ação 11) COMANDAR – dirigir e orientar o pessoal Equidade: amabilidade e justiça para alcançar lealdade do pessoal. 12) ORGANIZAR – preocupar-se com o social e o material da empresa Estabilidade e Duração (num cargo) Pessoal: a rotação tem um impacto negativo sobre a eficiência da organização. Quanto mais tempo uma pessoa COORDENAR – os atos e esforços coletivos permanecer num cargo tanto melhor. CONTROLAR - verificar que tudo ocorra de acordo com as 13) Estes são os elementos da Administração que constituem o chamado Processo Iniciativa: capacidade de visualizar um plano e assegurar seu sucesso. 14) regras estabelecidas e as ordens dadas. Espírito de Equipe: harmonia e união entre as pessoas são grandes forças para a organização. Administrativo e, que são localizados em qualquer trabalho do administrador em Atualmente, muitos desses princípios ainda são praticados por algumas qualquer nível ou área de atividade da empresa.Tanto o Diretor, o Gerente, o organizações, mas as que atuam de forma contemporânea não aplicam vários Chefe, o Supervisor como o Encarregado – cada qual em seu nível – deles. desempenham atividades que envolvem estas funções. A Administração participativa, os trabalhos em equipes, o conceito de Fayol foi o primeiro a comentar que os operários dos níveis inferiores da administração holística, a descentralização para agilização das decisões, a adoção organização são possuidores da capacidade técnica e,à medida que assumem dos processos, entre outros elementos, são formas de administrar mais postos mais elevados no nível hierárquico, vão adquirindo cada vez mais compatíveis com a realidade. capacidade administrativa e perdendo a capacidade técnica. Diferença entre Administração e Organização, segundo Fayol: Administração: conjunto de processos entrosados e unificados, a qual representa uma abordagem mais ampla. Organização: abrange somente a questão da estrutura e da forma (estática e limitada) Com isto o mesmo abordou a organização distintivamente em: Formal: baseada na divisão do trabalho racional, é a que está no papel e é planejada e formalizada oficialmente. Informal: aquela que é espontânea e natural entre as pessoas. Nasce das relações interpessoais entre grupos que, por exemplo, praticam um esporte, reúnem-se em horário de almoço para bater papo, etc. Fayol enumerou 14 princípios que se tornaram famosos 1) Divisão do Trabalho: consiste na especialização das tarefas e das pessoas para aumentar a eficiência   Sugestões, questões de prova e auxilio em seus estudos: fabiolucio@fortium.com.br SUCESSO PROFISSIONAL!!!                                                                           8 
  • 9. TEORIA – I – MAPA – AGENTE ADMINISTRATIVO    d) As atividades exclusivas do Estado. EXERCÍCIOS:   FÁBIO LÚCIO e) A produção de bens e serviços para o mercado. 45 - O desafio do Estado brasileiro pressupõe uma tarefa de transformação que exige a redefinição de seus papéis, funções e mecanismos de funcionamento interno. Este processo impõe novas exigências à sociedade como um todo. Assinale a opção correta entre as seguintes afirmações sobre governança. 41 - Indique a opção que expressa corretamente conceitos básicos de administração. a) Entende-se por organização o conjunto de processos administrativos que propiciam o alcance de um ou mais objetivos comuns, cabendo a seus dirigentes encontrar métodos de trabalho que produzam mais com menos recursos, de modo a tornar a organização mais eficaz. b) Entende-se por administração o conjunto de pessoas e recursos que se reúnem na busca de um ou mais objetivos comuns, cabendo a seus dirigentes encontrar métodos de trabalho que produzam mais com menos recursos, de modo a tornar a organização mais eficiente. c) Entende-se por administração um conjunto de funções que exercidas propiciam o alcance de um ou mais objetivos comuns, cabendo a seus dirigentes encontrar métodos de trabalho que produzam mais com menos recursos, de modo a tornar a organização mais eficaz. d) Entende-se por organização o conjunto de pessoas e recursos que se reúnem na busca de um ou mais objetivos comuns, cabendo a seus dirigentes encontrar métodos de trabalho que produzam mais com menos recursos, de modo a tornar a organização mais eficiente. e) Entende-se por organização o conjunto de papéis e funções que analisam o contexto interno e externo da organização na busca de um ou mais objetivos comuns, cabendo à administração encontrar métodos de trabalho que produzam mais com menos recursos, de modo a tornar a organização mais eficaz. a) A governança consiste na própria autoridade política ou legitimidade possuída pelo Estado para apresentar à sociedade civil e ao mercado um amplo projeto para determinada nação. b) A governança é composta das condições sistêmicas nas quais se edifica um projeto de Estado e sociedade. c) A governança visa não apenas superar a crise do Estado e do seu aparelho, mas também cooperar na superação do atual quadro social persistente em nosso país. d) As principais fontes e origens da governança são os cidadãos e a cidadania organizada. e) A governança é a capacidade que um determinado governo tem para formular e implementar as suas políticas, ou seja, os aspectos adjetivos/instrumentais da governabilidade. 46 - De uma forma geral, as competências gerenciais são classificadas em três categorias: conhecimentos, habilidades e atitudes. Essas são necessárias para ocupar um cargo de gerente e dependem do nível hierárquico do cargo, das tarefas a serem desenvolvidas pelo gerente e do tipo de organização entre outros fatores.Escolha a opção que faz uma relação correta entre habilidade e nível hierárquico. 42 - Considerando as reformas administrativas da era Vargas (década de 40), do Governo Militar (final dos anos 60) e do governo Fernando Henrique (reforma de 1995), assinale a opção correta. a) Quanto mais alto o nível hierárquico do cargo a ser ocupado, mais habilidades técnicas serão requeridas. b) Habilidades humanas são requeridas mais intensamente dos gerentes que ocupam os cargos de gerência tática e intermediária. c) Quanto mais operacional o cargo a ser ocupado, mais habilidades conceituais serão requeridas. d) Habilidades conceituais são requeridas na mesma proporção nos três níveis hierárquicos. e) Quanto mais operacional o cargo a ser ocupado, mais habilidades técnicas serão requeridas. a) Na reforma do final dos anos 60, buscava-se profissionalizar a administração pública brasileira, estabelecendo diferentes regimes de contratação para ingresso no serviço público. Também se criaram estruturas organizacionais autônomas como sociedades limitadas e organizações não governamentais. b) Na reforma dos anos 40, buscava-se profissionalizar a administração pública brasileira, estabelecendo o estatuto do funcionalismo público e com este o princípio do mérito para ingresso no serviço público. Também se criaram estruturas organizacionais para cuidar de pessoal, orçamento e material. c) Na reforma de 1995, prevalece o estatuto do funcionalismo público e com este o princípio de promoção por antiguidade. Também se criam estruturas organizacionais autônomas como autarquias, fundações de direito público e empresas estatais. d) Na reforma dos anos 40, prevalece o clientelismo, estabelecendo diferentes regimes de contratação para ingresso no serviço público. Também se criam estruturas organizacionais na administração pública direta como sociedades anônimas, de economia mista e empresas públicas. e) Na reforma de 1995, buscava-se profissionalizar a administração pública brasileira, estabelecendo regras de ingresso no funcionalismo público e sistema de promoção por antiguidade. Também se criaram estruturas organizacionais autônomas para cuidar de pessoal, orçamento e material. 47 - Assinale como verdadeira (V) ou falsa (F) as definições sobre a Governabilidade, relacionadas a seguir: A governabilidade refere-se às próprias condições substantivas / materiais de exercício do poder e de legitimidade do Estado e do seu governo, derivadas da sua postura diante da sociedade civil e do mercado. A governabilidade é a autoridade política do Estado em si, entendida como a habilidade que este tem para agregar os múltiplos interesses dispersos pela sociedade e apresentar-lhes um objetivo comum. 43 - Assinale a opção que indica corretamente as principais funções do processo administrativo. A fonte e a origem da governabilidade são as leis e o poder legislativo, pois é ele que garante a estabilidade política do Estado, por representar todas as unidades da Federação e os diversos segmentos da sociedade. a) Planejamento, organização, direção e controle. b) Planejamento, verificação, execução e ação. c) Comunicação, ação, correção e fiscalização. d) Execução, organização, direção e verificação. e) Fiscalização, comunicação, correção e controle. A fonte da governabilidade são os agentes públicos ou servidores do Estado que possibilitam a formulação / implementação correta das políticas públicas. A governabilidade é o apoio obtido pelo Estado às suas políticas e à sua capacidade de articular alianças e coalizões para viabilizar o projeto de Estado e sociedade a ser implementado.Escolha a opção correta. 44 - A proposta de reforma do aparelho estatal no Brasil parte da constatação da existência de quatro setores dentro do Estado. Selecione a opção abaixo que não pertence aos setores definidos na reforma da administração pública no Brasil proposta pelo governo Fernando Henrique. a) V, F, V, V, F b) F, V, F, V, V c) V, V, F, F, V d) V, F, V, F, F e) F, F, V, F, V a) O núcleo estratégico do Estado. b) Os serviços não-exclusivos ou competitivos. c) A produção de bens e serviços para o governo.   Sugestões, questões de prova e auxilio em seus estudos: fabiolucio@fortium.com.br SUCESSO PROFISSIONAL!!!                                                                           9 
  • 10. TEORIA – I – MAPA – AGENTE ADMINISTRATIVO    III. IV. V. VI. VII. FÁBIO LÚCIO considerando que a agência reguladora não representa o poder concedente. e) a agência reguladora pode ser considerada uma instância arbitral da administração pública, no sentido de dirimir eventuais conflitos e divergências entre o poder concedente e as concessionárias ou na tutela dos direitos dos serviços públicos concedidos. 48 - As fronteiras que dividem a regulação da competição são cada vez mais permeáveis, devido às inovações tecnológicas e às mudanças estruturais do mercado; neste sentido podemos dizer que são objetivos da regulação: I. II.   Proteger os direitos do cidadão usuário de serviços públicos. Limitar a concorrência, garantindo a viabilidade econômicofinanceira das empresas atuantes nos mercados regulados. Promover a competição. Definir os valores a serem cobrados à sociedade, a partir da definição de um lucro justo para cada serviço prestado. Preservar o meio-ambiente. Realizar a exploração direta de alguns serviços públicos, sempre que o setor privado não tiver capacidade econômica de fazê-lo. Impedir a concentração do poder econômico e o exercício abusivo desse poder.Escolha a opção que indique quais das sentenças acima são verdadeiras: 51 - O Brasil é um Estado organizado de forma Federativa; isto significa que as atribuições inerentes aos poderes executivo, legislativo e judiciário são divididas em duas esferas de atuação: a Federal (União) e a Estadual. Em relação a essas esferas, é incorreto afirmar que: a) os estados têm total autonomia para formulação e aplicação de suas políticas independentemente do poder central. b) aos estados e municípios são atribuídas as ações de caráter local. c) a cúpula dos três poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário formam o núcleo estratégico do Estado. d) o critério de divisão de poderes entre a União e os estados-membros é ao mesmo tempo funcional e territorial. e) a Constituição da União e as leis federais determinam o escopo e alcance das constituições dos estados federados. a) I, III, V e VII b) II, VI e VII c) I, III, V e VI d) II, III e VII e) II, V e VI 52 - O processo de planejamento é uma aplicação do processo decisório e constitui uma ferramenta utilizada pela organização e pelas pessoas para administrar sua relação com o futuro. Identifique a opção que expressa corretamente uma atitude proativa da organização. 49 - O processo de tomada de decisões é um elemento inerente à tarefa de administrar que tem sido amplamente estudado, bem como é parte da seleção e do treinamento de candidatos a ocupar cargos gerenciais. Indique a opção que apresenta corretamente aspectos do processo decisório. a) Numa organização que tem uma atitude proativa, o processo de planejamento lhe permite elevar o grau de controle sobre o futuro dos sistemas internos e das relações com o ambiente. Isso significa que ela necessita interferir no curso dos acontecimentos, criar o futuro, enfrentar eventos futuros conhecidos ou previsíveis, bem como coordenar recursos entre si. b) Numa organização que tem uma atitude proativa, o processo de planejamento lhe permite estabelecer e analisar séries históricas, realizar estudo de relações causais. Isso significa que ela necessita interferir nas forças internas e externas, criar o futuro, explicitar objetivos principais e específicos, bem como estabelecer meios de controle de eventos e recursos. c) Numa organização que tem uma atitude proativa, o processo de planejamento lhe permite definir objetivos, meios de execução, políticas, procedimentos e meios de controle. Isso significa que ela necessita interferir no curso dos acontecimentos, criar o futuro, enfrentar eventos futuros conhecidos ou previsíveis, bem como coordenar recursos entre si. d) Numa organização que tem uma atitude proativa, o processo de planejamento lhe permite elevar o grau de controle sobre o futuro dos sistemas internos e das relações com o ambiente. Isso significa que ela necessita interferir nas forças internas e externas, criar o futuro, explicitar objetivos principais e específicos, bem como estabelecer meios de controle de eventos e recursos. e) Numa organização que tem uma atitude proativa, o processo de planejamento lhe permite estabelecer e analisar séries históricas, realizar estudo de relações causais. Isso significa que ela necessita interferir no mercado de clientes e fornecedores, estabelecer planos estratégicos e operacionais de longo prazo, bem como investir em processos informatizados. a) Decisões são escolhas que as pessoas fazem para enfrentar problemas e/ou aproveitar oportunidades. Requerem identificação e análise do problema/oportunidade; planejamento e implementação de alternativas; bem como ações corretivas. b) Para estabelecer quanta energia deve ser gasta na solução de um problema/oportunidade, as decisões foram classificadas segundo diferentes critérios em decisões programadas e não programadas; decisões estratégicas, administrativas / táticas e operacionais; e em decisões individuais e coletivas. c) Há dois modelos básicos que explicam o processo decisório: o racional e o intuitivo. O primeiro toma como base entender a situação e pressupõe a disponibilidade de informações. Já o processo intuitivo toma como base a sensibilidade e percepção, pressupõe uma ordem lógica e coerente. d) As decisões são afetadas por diferentes fatores tais como percepção, tempo e competência. A percepção do problema depende da disponibilidade de caixa. O tempo determina a adoção de um processo mais intuitivo. A experiência profissional permite determinar se as decisões serão unilaterais ou participativas. e) O princípio de Pareto e o diagrama de Ishikawa são algumas das técnicas destinadas a auxiliar os gerentes a analisar problemas de forma sistemática, gerar e analisar alternativas. O primeiro identifica causas e efeitos e o segundo, prioridades. 50 - Regulação, concessão e defesa da concorrência são estratégias interrelacionadas e apresentam um enorme desafio para o legislador, o Poder Executivo, o setor jurídico, o setor privado e a sociedade civil. O Estado não pode estar ausente do ambiente regulatório. Além de ser poder concedente, cabe a ele definir os rumos da política regulatória, cujo objetivo é alcançar a legitimidade, o consenso da sociedade civil em relação às instituições e às práticas de regulação. Em relação a esse tema, é incorreto afirmar que: 53 - Uma das funções da administração está relacionada à liderança e à motivação. Indique se as afirmativas a seguir são verdadeiras (V) ou falsas (F). A teoria sobre motivação de Maslow pressupõe a existência de fatores higiênicos que, quando presentes, evitam insatisfação, mas não são suficientes para motivar. a) a principal diferença relativa às novas agências reguladoras não se encontra na sua forma jurídica, mas na relação estabelecida entre as competências normativas da agência e a exploração do serviço pelo concessionário. b) as agências reguladoras praticam atos administrativos, regulados pela Constituição, obedecendo aos princípios de legalidade, impessoalidade, moralidade e publicidade. c) a agência reguladora não é um agente fiscal da moralidade constitucional e administrativa e é um órgão voltado muito mais para o interesse público capital do Estado do que para os usuários e a sociedade simplesmente. d) os marcos regulatórios que conformam a atuação das agências reguladoras, enquanto autarquias especiais, são a Constituição, os atos do Poder Legislativo, regulamentos primários e secundários, assim como o contrato de concessão, A partir do estudo de diferentes dimensões do modelo organizacional, Likert identifica quatro sistemas de organizações: autoritário coercitivo, autoritário benevolente, consultivo e participativo. A liderança voltada para a tarefa tem como preocupação o alcance dos objetivos individuais, enquanto a liderança voltada para as pessoas estabelece metas. Uma das formas de enriquecimento do trabalho é através de rodízio de cargos, autocontrole, treinamento, participação em grupos de aprimoramento.   Sugestões, questões de prova e auxilio em seus estudos: fabiolucio@fortium.com.br SUCESSO PROFISSIONAL!!!                                                                           10 
  • 11. TEORIA – I – MAPA – AGENTE ADMINISTRATIVO      FÁBIO LÚCIO d) Patrimonialista, burocrático e gerencial e) Burocrático a) V, F, V, F b) F, V, F, V c) V, V, F, F d) F, F, V, V e) F, V, F, F GABARITO 41 – D 56 - O controle visa informar sobre determinada situação dando indicações se os objetivos estão sendo alcançados ou não, alimentando o processo decisório; dessa forma um determinado sistema pode ser avaliado e mantido dentro de um padrão de comportamento desejado. Escolha a opção que identifica corretamente aspectos relacionados ao processo de controle. 42 – B 43 – A a) O controle pode ocorrer em diferentes níveis hierárquicos: estratégico, administrativo/gerencial e operacional. b) Uma das formas de apresentar informações é por meio de relatórios verbais ou escritos, gráficos e mapas, telas de computador, escalas. c) As principais características de um sistema de controle eficaz são: foco estratégico, aceitação, precisão, rapidez, objetividade, ênfase na exceção. d) Os componentes ou etapas do controle são: definição de padrões de controle, obtenção de informações, comparação e ação corretiva, e revisão do planejamento. e) A função de finanças pode usar como informação para o controle índices relativos a lucro, retorno do investimento, margem operacional bruta, liquidez. 44 – D 57 - Os programas de qualidade se consolidaram no Japão visando basicamente produzir ganhos de competitividade para as indústrias; no entanto, as idéias e métodos da qualidade se espandiram para outras realidades. Assinale a opção que não corrresponde ao enfoque dado por um programa de qualidade. 49 – B 45 – E 46 – E 47 – C 48 – A 50 – C 51 – A a) A implantação de um programa de qualidade tem como foco garantir a qualidade do produto, promover melhorias contínuas por meio de estímulo à inovação, atender às expectativas dos clientes, mantendo-os satisfeitos. b) A implantação de um programa de qualidade tem como foco padronizar a produção, promover melhorias por meio de um processo de especialização e criar unidades de atendimento ao cliente. c) A implantação de um programa de qualidade tem como foco produzir um único produto padronizado, promover melhorias por meio de um processo de especialização e crer na fidelização do mercado. d) A implantação de um programa de qualidade tem como foco garantir a qualidade do produto, promover melhorias contínuas por meio da diminuição de desperdícios, atender às expectativas dos clientes, mantendo-os satisfeitos. e) A implantação de um programa de qualidade tem como foco produzir certo na primeira vez, promover melhorias contínuas por meio de estímulo à inovação, criar unidades de atendimento ao cliente. 52 – A 53 – B 56 – D 57 – C 58 – D 59 – B 58 - Weber estudou as organizações que surgiram após a revolução industrial e a formação do Estado, identificando características que eram comuns e tipos de autoridade. Indique a opção que apresenta corretamente características do tipo ideal de burocracia de Weber. REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA: a) Excesso de regulamentos e valorização da hierarquia. b) Competência técnica e dominação tradicional. c) Dominação legal e carismática. d) Impessoalidade e profissionalismo. e) Mecanismo e racionalidade legal. CHIAVENATO, Idalberto. Teoria geral da Administração. Ed. McGraw-Hill, Makron Books. 59 - Ao longo de sua história, a administração pública assume formatos diferentes, sendo os mais característicos o patrimonialista, o burocrático e o gerencial. Assinale a opção que indica corretamente a descrição das características da administração pública feita no texto a seguir.O governo caracteriza-se pela interpermeabilidade dos patrimônios público e privado, o nepotismo e o clientelismo. A partir dos processos de democratização, institui-se uma administração que usa, como instrumentos, os princípios de um serviço público profissional e de um sistema administrativo impessoal, formal e racional. a) Patrimonialista e gerencial b) Patrimonialista e burocrático c) Burocrático e gerencial   Sugestões, questões de prova e auxilio em seus estudos: fabiolucio@fortium.com.br SUCESSO PROFISSIONAL!!!                                                                           11