SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
Baixar para ler offline
ADMINISTRAÇÃO EDUCACIONAL



ÁREAS DE ATUAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO
   E DA ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR



              Profº Ms. Israel Serique dos Santos
RESUMO DA AULA ANTERIOR


- A compreensão da teoria da administração escolar tem como ponto de partida
a análise da origem histórica da administração e da gerência empresarial, da
qual a administração escolar é desdobramento.



- Segundo Paro, administração escolar não se limita ao fato de se apropriar de
metodologias e estudos administrativos provindos de instituições empresariais e
aplicá-las diretamente à educação (PARO, 2006). Para este autor,

                      Se administrar é utilizar racionalmente os recursos para a
                      realização de fins determinados, administrar a escola
                      exige a permanente impregnação de seus fins
                      pedagógicos na forma de alcançá-los (PARO, 2006, p. 7).
REFLEXÕES CRÍTICAS CONCERNENTES À GESTÃO EDUCACIONAL


        Segundo Falsarella (2006), uma reflexão crítica sobre a administração escolar
deve ponderar sobre os seguintes pontos básicos:

1. A administração escolar tem sua especificidade, relacionada à própria educação: ela
forma pessoas em sua totalidade e não produtos que devem apresentar determinadas
competências para ajustar-se à sociedade; pessoas não só se ajustam, mas também
mudam a sociedade;
2. A natureza do processo educativo não se [...] fundamenta na racionalidade funcional,
na hierarquia, na impessoalidade, mas nas relações entre sujeitos;
3.Ao se aceitar a possibilidade de transformação do sujeito que aprende, do sujeito que
ensina, emerge a politização da ação educativa, com base na busca da democratização do
saber .
O administrador ou gestor escolar é, antes de tudo, um educador, voltado para a
organização do trabalho na escola como um coordenador de pessoas independentes,
capazes de decidir juntas sua ação. Em última análise, desvia-se o enfoque da
organização para a educação.
ÁREAS DE ATUAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO
 E DA ADMINISTRAÇÃO DA ESCOLAR

          PROJETO PEDAGÓGICO


              ORGANIZAÇÃO
              DO CURRICULO


         ORGANIZAÇÃO DO ENSINO



         AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL
           E DA APRENDIZAGEM


            DESENVOLVIMENTO
              PROFISSIONAL


           PRÁTICAS DE GESTÃO
1ª Área: projeto pedagógico

O que é projeto pedagógico

 A gestão da escola requer planejamento que consolidou-se em
 Projeto Pedagógico

  Com     a disseminação da gestão participativa firmou-se o
 entendimento que este deveria ser pensado, discutido e formulado
 coletivamente como forma de construção da autonomia da escola

  O Projeto Pedagógico é portanto um documento que reflete as
 intenções, os objetivos, as aspirações e os ideais da equipe escolar
1ª Área: projeto pedagógico

RAZÕES QUE JUSTIFICAM A IMPORTANCIA DO PROJETO PEDAGÓGICO
   Expressa objetivos e práticas comuns da comunidade escolar
  È resultado de práticas participativas
   É de caráter formativo do ambiente de trabalho.
  Expressa o grau de autonomia da escola


O PROJETO PEDAGÓGICO PORTANTO RESPONDE:
O que a comunidade escolar pode fazer , que medidas devem
tomar para que a escola melhore e favoreça uma educação de
qualidade para todos.
2ª ÁREA: Organização do currículo
DEFINIÇÕES:
  O currículo é a concretização, viabilização das intenções das
  orientações expressas no projeto pedagógico.
  Como Saberes, competências, tendências, valores transmitidos de
  modo explícito ou implícito nas práticas pedagógicas e nas
  situações de escolarização.
2ª ÁREA: Organização do currículo
TIPOS DE MANIFESTAÇÕES DO CURRÍCULO
  Formal: estabelecido pelo sistema de ensino, expresso em
  diretrizes curriculares,nos objetivos e nos conteúdos das disciplinas
  Real: aquele que de fato ocorre na sala de aula em decorrência do
  projeto pedagógico bem como o que sai das idéias dos professores
  e da percepção que fazem do currículo formal.
  Oculto: refere-se as influencias que afetam o aprendizado dos
  alunos e o trabalho do professor. São provenientes da experiência
  cultural e de valores e significados trazidos do meio social de
  origem.
2ª ÁREA: Organização do currículo
AO PLANEJAR O CURRÍCULO DA ESCOLA, VALENDO-SE DO OFICIAL, É
 NECESSÁRIO CONSIDERAR OS PRINCÍPIOS

  Ser democrático, garantir a todos uma base cultural cientifica
 comum e base comum de formação moral e de práticas de
 cidadania.
  Representar o cruzamento de culturas. propiciar aos alunos
 conhecimentos e experiências diversificadas, integrando no
 curriculo a variedade de culturas que perpassa a escola.
  Incluir a interculturalidade. respeitar e valorizar a diversidade
 cultural e as diferentes origens sociais dos alunos, o por meio de
 projetos comuns.
2ª ÁREA: Organização do currículo
AO PLANEJAR O CURRÍCULO DA ESCOLA, VALENDO-SE DO
 OFICIAL, É NECESSÁRIO CONSIDERAR OS PRINCÍPIOS


 Pensar sobre valores modos de vida que precisam ser
 modificados. Construir um projeto civilizatório.
 Fortalecer a identidade pessoal e a subjetividade dos alunos.
 Promover em cada aluno competências distintas que os tornem
 mais plenos e autônomos em seu desenvolvimento pessoal.
 Promover a interdisciplinaridade. Enriquecer o currículo por
 meio de projetos comuns.
3ª ÁREA: Organização do ensino
   ÁREA:
A razão de buscar um melhor funcionamento das escolas se deve
ao fato de a instituição escolar estar a serviço da aprendizagem dos
alunos.

 Êxito da escola, especialmente da pública depende não apenas do
exercício da democracia, da gestão participativa e de inovações, mas
basicamente da qualidade da aprendizagem através de sólidos
conhecimentos as camadas mais pobres da população.
3ª ÁREA: Organização do ensino
   ÁREA:
REFERENCIAS BÁSICAS NAS QUAIS ESTÃO ASSENTADAS AS METODOLOGIAS
 Ligação entre a cultura elaborada e a cultura experienciada dos
 alunos.
 Uma pedagogia do pensar, que promova o aprender a pensar e o
 aprender a aprender.
 Uma pedagogia diferenciada.
 Ensino e prática de valores e de atitudes na escola e na sala de aula
3ª ÁREA: Organização do ensino
    ÁREA:
A OE DEPENDE AINDA DAS CONDIÇÕES DADAS PELA ESCOLA COMO:

 Existência do projeto pedagógico-curricular com o qual os
 professores se sintam identificados.

 Orientação metodológica segura por parte da coordenação
 pedagógica.

 Sistema de avaliação assumido por todos os professores.
4ª ÁREA: avaliação institucional e da aprendizagem

A avaliação é requisito para a melhoria das condições que afetam
diretamente a qualidade do ensino.

Uma visão progressista das práticas de avaliação propiciam maior
auto-regulação institucional, em razão da exigência de prestação de
contas de um serviço público a comunidade.

A avaliação em conexão com os professores, representa uma ajuda
à organização do trabalho na escola e nas salas de aula, gerando
uma cultura de responsabilização em toda equipe escolar.
5ª ÁREA: Formação continuada
DILEMAS QUE SE APRESENTAM NA FORMAÇÃO CONTINUADA

 Professores como portadores de percepções, de significados, de
 esquemas de ação já consolidados, em decorrência de sua
 formação, da cultura profissional, dos colegas.

 Despreparo profissional face aos novos perfis sociais e culturais dos
 alunos

 Despreparo profissional associado a frágil formação inicial em
 saberes pedagógicos e outros específicos.
6ª ÁREA: as práticas de gestão

AÇÕES DE NATUREZA TECNICO-DMINISTRATIVA

  A legislação escolar e as normas administrativas (portarias, resoluções,
 circulares, regimento interno, plano de cargos e salários)

  Os recursos físicos, materiais, didáticos e financeiros ( salas de direção,
 coordenação, laboratórios, biblioteca, materiais didáticos como: mapas,
 vídeos, retroprojetores etc)

  A direção e a administração, as rotinas organizacionais e administrativas
 (diárias, semanais, mensais, bimestrais, semestrais e anuais)

  A secretaria escolar e os serviços gerais (recepção dos pais, alunos;
 comunicações; gestão do patrimonio; controle de correspondências;
 documentação dos alunos etc)
6ª ÁREA: as práticas de gestão
AÇÕES DE NATUREZA PEDAGOGICOCURRICULAR

  O diretor deve gerir o processo de tomada de decisão por meio de
  praticas participativas
  Ser o intermediário entre a escola e as instâncias superiores do
  sistema escolar
  Por em discussão as formas de intervenções, a fim de avaliar o
  impacto dessas orientações externas.
6ª ÁREA: as práticas de gestão
AÇÕES DE NATUREZA PEDAGOGICO-CURRICULAR

  Estar aberto as inovações e ter liderança para motivar a
  comunidade escolar e melhorar o funcionamento da escola
  Monitorar sistematicamente a prática pedagógica docente
  Acompanhamento das atividades de sala de aula, em colaboração
  com o professor da classe.
 A área de aprimoramento refere-se tanto ao profissional docente
 quanto o técnico e administrativo no próprio contexto de trabalho.

  O desenvolvimento profissional precisa articular-se ao mesmo
 tempo com o desenvolvimento pessoal e com o desenvolvimento
 organizacional.
REFERÊNCIAS


FALSARELLA, Ana Maria. As Origens da Administração Escolar. Disponível em:
<http://www.psicopedagogia.com.br/artigos/artigo.asp?entrID=831>. Acesso em 30 de jul. 2012.

KWASNICKA, Eunice Laçava. Teoria Geral da Administração: Uma Síntese. São Paulo: Atlas, 1989.

PARO, Vitor Henrique. Gestão Democrática da Escola Pública. São Paulo: Ática, 2006.

SECO, Ana Paula. Antecedentes da administração escolar até a República (...1930). In; Revista
HISTEDBR. Campinas: Editora da UNICAMP, ago. 2006.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Gestao da educação escolar
Gestao da educação escolarGestao da educação escolar
Gestao da educação escolar
eliasdemoch
 
Planejamento e ação docente 2
Planejamento e ação docente 2Planejamento e ação docente 2
Planejamento e ação docente 2
Joao Balbi
 
Relação professor aluno
Relação professor alunoRelação professor aluno
Relação professor aluno
Romes Heriberto
 
SEMINARIO 2 - A EVOLUÇÃO NOS PROCESSOS EDUCACIONAIS PARA O DIRETOR GESTOR, NA...
SEMINARIO 2 - A EVOLUÇÃO NOS PROCESSOS EDUCACIONAIS PARA O DIRETOR GESTOR, NA...SEMINARIO 2 - A EVOLUÇÃO NOS PROCESSOS EDUCACIONAIS PARA O DIRETOR GESTOR, NA...
SEMINARIO 2 - A EVOLUÇÃO NOS PROCESSOS EDUCACIONAIS PARA O DIRETOR GESTOR, NA...
unieubra
 
03 dimensões da gestão escolar
03 dimensões da gestão escolar03 dimensões da gestão escolar
03 dimensões da gestão escolar
Joao Balbi
 
Gestão democrática
Gestão democráticaGestão democrática
Gestão democrática
guestba32bfa
 

Mais procurados (20)

Gestao da educação escolar
Gestao da educação escolarGestao da educação escolar
Gestao da educação escolar
 
DIDATICA Didática i aula
DIDATICA Didática i   aulaDIDATICA Didática i   aula
DIDATICA Didática i aula
 
Apresentação gestão educacional
Apresentação gestão  educacionalApresentação gestão  educacional
Apresentação gestão educacional
 
Aula 1- Gestão Escolar
Aula 1- Gestão EscolarAula 1- Gestão Escolar
Aula 1- Gestão Escolar
 
Planejamento e ação docente 2
Planejamento e ação docente 2Planejamento e ação docente 2
Planejamento e ação docente 2
 
4.avaliação da aprendizagem
4.avaliação da aprendizagem4.avaliação da aprendizagem
4.avaliação da aprendizagem
 
A FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA
A FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLAA FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA
A FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA
 
Currículo escolar
Currículo escolarCurrículo escolar
Currículo escolar
 
Tendência Pedagógica
Tendência PedagógicaTendência Pedagógica
Tendência Pedagógica
 
Pratica educativa e sociedade
Pratica educativa e sociedadePratica educativa e sociedade
Pratica educativa e sociedade
 
Pcns.
Pcns.Pcns.
Pcns.
 
Aula 2 gestão educacional
Aula 2 gestão educacionalAula 2 gestão educacional
Aula 2 gestão educacional
 
Curriculo
CurriculoCurriculo
Curriculo
 
Slide Fundeb.pptx
Slide Fundeb.pptxSlide Fundeb.pptx
Slide Fundeb.pptx
 
Educação Inclusiva no Brasil
Educação Inclusiva no BrasilEducação Inclusiva no Brasil
Educação Inclusiva no Brasil
 
Relação professor aluno
Relação professor alunoRelação professor aluno
Relação professor aluno
 
SEMINARIO 2 - A EVOLUÇÃO NOS PROCESSOS EDUCACIONAIS PARA O DIRETOR GESTOR, NA...
SEMINARIO 2 - A EVOLUÇÃO NOS PROCESSOS EDUCACIONAIS PARA O DIRETOR GESTOR, NA...SEMINARIO 2 - A EVOLUÇÃO NOS PROCESSOS EDUCACIONAIS PARA O DIRETOR GESTOR, NA...
SEMINARIO 2 - A EVOLUÇÃO NOS PROCESSOS EDUCACIONAIS PARA O DIRETOR GESTOR, NA...
 
03 dimensões da gestão escolar
03 dimensões da gestão escolar03 dimensões da gestão escolar
03 dimensões da gestão escolar
 
Gestão de sala de aula
Gestão de sala de aulaGestão de sala de aula
Gestão de sala de aula
 
Gestão democrática
Gestão democráticaGestão democrática
Gestão democrática
 

Destaque

5. Conselho Escolar Ida
5. Conselho Escolar Ida5. Conselho Escolar Ida
5. Conselho Escolar Ida
Sandra Luccas
 
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLARSLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
ProfRibamar Campos
 
Plano de trabalho para Gestão Escolar
Plano de trabalho para Gestão EscolarPlano de trabalho para Gestão Escolar
Plano de trabalho para Gestão Escolar
Belister Paulino
 
Gestão Democrática Da Educação
Gestão Democrática Da EducaçãoGestão Democrática Da Educação
Gestão Democrática Da Educação
regicenci
 

Destaque (11)

Conselho Escolar, gestão democrática da educação e escolha do diretor
Conselho Escolar, gestão democrática da educação e escolha do diretorConselho Escolar, gestão democrática da educação e escolha do diretor
Conselho Escolar, gestão democrática da educação e escolha do diretor
 
4. Políticas educacionais e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
4. Políticas educacionais e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima4. Políticas educacionais e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
4. Políticas educacionais e gestão escolar - Prof. Dr. Paulo Gomes Lima
 
5. Conselho Escolar Ida
5. Conselho Escolar Ida5. Conselho Escolar Ida
5. Conselho Escolar Ida
 
Heloisa Luck
Heloisa LuckHeloisa Luck
Heloisa Luck
 
A gestão participativa
A gestão participativaA gestão participativa
A gestão participativa
 
3. Gestão escolar democrática e gestão escolar participativa - Prof. Dr. Paul...
3. Gestão escolar democrática e gestão escolar participativa - Prof. Dr. Paul...3. Gestão escolar democrática e gestão escolar participativa - Prof. Dr. Paul...
3. Gestão escolar democrática e gestão escolar participativa - Prof. Dr. Paul...
 
O que é gestão escolar césar tavares
O que é gestão  escolar césar tavaresO que é gestão  escolar césar tavares
O que é gestão escolar césar tavares
 
Sistema de Organização e Gestão escolar
Sistema de Organização e Gestão escolarSistema de Organização e Gestão escolar
Sistema de Organização e Gestão escolar
 
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLARSLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
SLIDE DE TEORIAS ADMINISTRATIVAS E GESTÃO ESCOLAR
 
Plano de trabalho para Gestão Escolar
Plano de trabalho para Gestão EscolarPlano de trabalho para Gestão Escolar
Plano de trabalho para Gestão Escolar
 
Gestão Democrática Da Educação
Gestão Democrática Da EducaçãoGestão Democrática Da Educação
Gestão Democrática Da Educação
 

Semelhante a Administração educacional areas de atuação

Ppp o sistema de organização e gestã da escola (1)
Ppp  o sistema de organização e gestã da escola (1)Ppp  o sistema de organização e gestã da escola (1)
Ppp o sistema de organização e gestã da escola (1)
Pibid Letras Português Ufal
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
Cenpec
 
Uma releitura dos indicadores da qualidade na educação no contexto de na esco...
Uma releitura dos indicadores da qualidade na educação no contexto de na esco...Uma releitura dos indicadores da qualidade na educação no contexto de na esco...
Uma releitura dos indicadores da qualidade na educação no contexto de na esco...
aninhaw2
 
Áreas de atuação do pedagogo
Áreas de atuação do pedagogoÁreas de atuação do pedagogo
Áreas de atuação do pedagogo
Beatriz
 
Áreas de atuação do pedagogo
Áreas de atuação do pedagogoÁreas de atuação do pedagogo
Áreas de atuação do pedagogo
Beatriz
 
CURRÍCULO, TECNOLOGIA E FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA
CURRÍCULO, TECNOLOGIA E FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLACURRÍCULO, TECNOLOGIA E FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA
CURRÍCULO, TECNOLOGIA E FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA
cefaprodematupa
 
Coordenacao pedagogica 6
Coordenacao pedagogica 6Coordenacao pedagogica 6
Coordenacao pedagogica 6
Liberty Ensino
 

Semelhante a Administração educacional areas de atuação (20)

Libâneo
LibâneoLibâneo
Libâneo
 
Ppp o sistema de organização e gestã da escola (1)
Ppp  o sistema de organização e gestã da escola (1)Ppp  o sistema de organização e gestã da escola (1)
Ppp o sistema de organização e gestã da escola (1)
 
Gorete exercicio
Gorete exercicioGorete exercicio
Gorete exercicio
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
Defesa mono esp gest ufsm
Defesa mono esp gest ufsmDefesa mono esp gest ufsm
Defesa mono esp gest ufsm
 
Organização e gestão da escola
Organização e gestão da escolaOrganização e gestão da escola
Organização e gestão da escola
 
As_reas_de_atuao_da_organizao_e_da_gesto_escolar_para_melhor_aprendizagem_.pptx
As_reas_de_atuao_da_organizao_e_da_gesto_escolar_para_melhor_aprendizagem_.pptxAs_reas_de_atuao_da_organizao_e_da_gesto_escolar_para_melhor_aprendizagem_.pptx
As_reas_de_atuao_da_organizao_e_da_gesto_escolar_para_melhor_aprendizagem_.pptx
 
Uma releitura dos indicadores da qualidade na educação no contexto de na esco...
Uma releitura dos indicadores da qualidade na educação no contexto de na esco...Uma releitura dos indicadores da qualidade na educação no contexto de na esco...
Uma releitura dos indicadores da qualidade na educação no contexto de na esco...
 
Áreas de atuação do pedagogo
Áreas de atuação do pedagogoÁreas de atuação do pedagogo
Áreas de atuação do pedagogo
 
Áreas de atuação do pedagogo
Áreas de atuação do pedagogoÁreas de atuação do pedagogo
Áreas de atuação do pedagogo
 
Plano de ação nilda auseli
Plano de ação nilda auseliPlano de ação nilda auseli
Plano de ação nilda auseli
 
Ldb gestão
Ldb gestãoLdb gestão
Ldb gestão
 
CURRÍCULO, TECNOLOGIA E FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA
CURRÍCULO, TECNOLOGIA E FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLACURRÍCULO, TECNOLOGIA E FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA
CURRÍCULO, TECNOLOGIA E FUNÇÃO SOCIAL DA ESCOLA
 
Coordenacao pedagogica 6
Coordenacao pedagogica 6Coordenacao pedagogica 6
Coordenacao pedagogica 6
 
PCN
PCNPCN
PCN
 
Funcionar bem para melhorar a aprendizagem
Funcionar bem para melhorar a aprendizagem Funcionar bem para melhorar a aprendizagem
Funcionar bem para melhorar a aprendizagem
 
O papel da didática na perspectiva da formação superior.
O papel da didática na perspectiva da formação superior.O papel da didática na perspectiva da formação superior.
O papel da didática na perspectiva da formação superior.
 
A Supervisão Escolar na Rede Municipal
A Supervisão Escolar na Rede MunicipalA Supervisão Escolar na Rede Municipal
A Supervisão Escolar na Rede Municipal
 
Politico
PoliticoPolitico
Politico
 
Vertentes fundamentais de gestão escolar
Vertentes fundamentais de gestão escolarVertentes fundamentais de gestão escolar
Vertentes fundamentais de gestão escolar
 

Mais de Israel serique

Mais de Israel serique (20)

UA 02.pdf
UA 02.pdfUA 02.pdf
UA 02.pdf
 
Políticas públicas - EJA
Políticas públicas - EJAPolíticas públicas - EJA
Políticas públicas - EJA
 
Tendências pedagógicas
Tendências pedagógicasTendências pedagógicas
Tendências pedagógicas
 
Psicogênese da Língua Escrita 2
Psicogênese da Língua Escrita 2Psicogênese da Língua Escrita 2
Psicogênese da Língua Escrita 2
 
Psicogênese da língua escrita 1
Psicogênese da língua escrita  1Psicogênese da língua escrita  1
Psicogênese da língua escrita 1
 
Alfabetização e letramento 04
Alfabetização e letramento 04Alfabetização e letramento 04
Alfabetização e letramento 04
 
Edu básica 04
Edu básica 04Edu básica 04
Edu básica 04
 
Edu básica 03
Edu básica 03Edu básica 03
Edu básica 03
 
Edu básica 01
Edu básica 01Edu básica 01
Edu básica 01
 
Edu básica 02:
Edu básica 02: Edu básica 02:
Edu básica 02:
 
Desenv e linguagem
Desenv e linguagemDesenv e linguagem
Desenv e linguagem
 
Alfabetização e letramento 02
Alfabetização e letramento 02Alfabetização e letramento 02
Alfabetização e letramento 02
 
Alfabetização e letramento 01
Alfabetização e letramento 01Alfabetização e letramento 01
Alfabetização e letramento 01
 
Novas tecnologias cap 3 slide
Novas tecnologias cap 3 slideNovas tecnologias cap 3 slide
Novas tecnologias cap 3 slide
 
Novas tecnologias cap 2 final slide
Novas tecnologias cap 2 final slideNovas tecnologias cap 2 final slide
Novas tecnologias cap 2 final slide
 
Assistivos slide cap 2
Assistivos slide cap 2Assistivos slide cap 2
Assistivos slide cap 2
 
Novas tecnologias slide cap 1
Novas tecnologias slide cap 1Novas tecnologias slide cap 1
Novas tecnologias slide cap 1
 
Aula 04: equipamentos e materiais didáticos
Aula 04: equipamentos e materiais didáticosAula 04: equipamentos e materiais didáticos
Aula 04: equipamentos e materiais didáticos
 
tecnologias assistivas e educação
tecnologias assistivas e educaçãotecnologias assistivas e educação
tecnologias assistivas e educação
 
Aula 03: equipamentos didáticos
Aula 03: equipamentos didáticosAula 03: equipamentos didáticos
Aula 03: equipamentos didáticos
 

Último

Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 

Último (20)

Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigasPeça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
Peça de teatro infantil: A cigarra e as formigas
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptxSanta Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
Santa Gemma Galgani, Flor de Lucca, mística italiana 1887-1903 (Portugués).pptx
 

Administração educacional areas de atuação

  • 1. ADMINISTRAÇÃO EDUCACIONAL ÁREAS DE ATUAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO E DA ADMINISTRAÇÃO ESCOLAR Profº Ms. Israel Serique dos Santos
  • 2. RESUMO DA AULA ANTERIOR - A compreensão da teoria da administração escolar tem como ponto de partida a análise da origem histórica da administração e da gerência empresarial, da qual a administração escolar é desdobramento. - Segundo Paro, administração escolar não se limita ao fato de se apropriar de metodologias e estudos administrativos provindos de instituições empresariais e aplicá-las diretamente à educação (PARO, 2006). Para este autor, Se administrar é utilizar racionalmente os recursos para a realização de fins determinados, administrar a escola exige a permanente impregnação de seus fins pedagógicos na forma de alcançá-los (PARO, 2006, p. 7).
  • 3. REFLEXÕES CRÍTICAS CONCERNENTES À GESTÃO EDUCACIONAL Segundo Falsarella (2006), uma reflexão crítica sobre a administração escolar deve ponderar sobre os seguintes pontos básicos: 1. A administração escolar tem sua especificidade, relacionada à própria educação: ela forma pessoas em sua totalidade e não produtos que devem apresentar determinadas competências para ajustar-se à sociedade; pessoas não só se ajustam, mas também mudam a sociedade; 2. A natureza do processo educativo não se [...] fundamenta na racionalidade funcional, na hierarquia, na impessoalidade, mas nas relações entre sujeitos; 3.Ao se aceitar a possibilidade de transformação do sujeito que aprende, do sujeito que ensina, emerge a politização da ação educativa, com base na busca da democratização do saber . O administrador ou gestor escolar é, antes de tudo, um educador, voltado para a organização do trabalho na escola como um coordenador de pessoas independentes, capazes de decidir juntas sua ação. Em última análise, desvia-se o enfoque da organização para a educação.
  • 4. ÁREAS DE ATUAÇÃO DA ORGANIZAÇÃO E DA ADMINISTRAÇÃO DA ESCOLAR PROJETO PEDAGÓGICO ORGANIZAÇÃO DO CURRICULO ORGANIZAÇÃO DO ENSINO AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL E DA APRENDIZAGEM DESENVOLVIMENTO PROFISSIONAL PRÁTICAS DE GESTÃO
  • 5. 1ª Área: projeto pedagógico O que é projeto pedagógico A gestão da escola requer planejamento que consolidou-se em Projeto Pedagógico Com a disseminação da gestão participativa firmou-se o entendimento que este deveria ser pensado, discutido e formulado coletivamente como forma de construção da autonomia da escola O Projeto Pedagógico é portanto um documento que reflete as intenções, os objetivos, as aspirações e os ideais da equipe escolar
  • 6. 1ª Área: projeto pedagógico RAZÕES QUE JUSTIFICAM A IMPORTANCIA DO PROJETO PEDAGÓGICO Expressa objetivos e práticas comuns da comunidade escolar È resultado de práticas participativas É de caráter formativo do ambiente de trabalho. Expressa o grau de autonomia da escola O PROJETO PEDAGÓGICO PORTANTO RESPONDE: O que a comunidade escolar pode fazer , que medidas devem tomar para que a escola melhore e favoreça uma educação de qualidade para todos.
  • 7. 2ª ÁREA: Organização do currículo DEFINIÇÕES: O currículo é a concretização, viabilização das intenções das orientações expressas no projeto pedagógico. Como Saberes, competências, tendências, valores transmitidos de modo explícito ou implícito nas práticas pedagógicas e nas situações de escolarização.
  • 8. 2ª ÁREA: Organização do currículo TIPOS DE MANIFESTAÇÕES DO CURRÍCULO Formal: estabelecido pelo sistema de ensino, expresso em diretrizes curriculares,nos objetivos e nos conteúdos das disciplinas Real: aquele que de fato ocorre na sala de aula em decorrência do projeto pedagógico bem como o que sai das idéias dos professores e da percepção que fazem do currículo formal. Oculto: refere-se as influencias que afetam o aprendizado dos alunos e o trabalho do professor. São provenientes da experiência cultural e de valores e significados trazidos do meio social de origem.
  • 9. 2ª ÁREA: Organização do currículo AO PLANEJAR O CURRÍCULO DA ESCOLA, VALENDO-SE DO OFICIAL, É NECESSÁRIO CONSIDERAR OS PRINCÍPIOS Ser democrático, garantir a todos uma base cultural cientifica comum e base comum de formação moral e de práticas de cidadania. Representar o cruzamento de culturas. propiciar aos alunos conhecimentos e experiências diversificadas, integrando no curriculo a variedade de culturas que perpassa a escola. Incluir a interculturalidade. respeitar e valorizar a diversidade cultural e as diferentes origens sociais dos alunos, o por meio de projetos comuns.
  • 10. 2ª ÁREA: Organização do currículo AO PLANEJAR O CURRÍCULO DA ESCOLA, VALENDO-SE DO OFICIAL, É NECESSÁRIO CONSIDERAR OS PRINCÍPIOS Pensar sobre valores modos de vida que precisam ser modificados. Construir um projeto civilizatório. Fortalecer a identidade pessoal e a subjetividade dos alunos. Promover em cada aluno competências distintas que os tornem mais plenos e autônomos em seu desenvolvimento pessoal. Promover a interdisciplinaridade. Enriquecer o currículo por meio de projetos comuns.
  • 11. 3ª ÁREA: Organização do ensino ÁREA: A razão de buscar um melhor funcionamento das escolas se deve ao fato de a instituição escolar estar a serviço da aprendizagem dos alunos. Êxito da escola, especialmente da pública depende não apenas do exercício da democracia, da gestão participativa e de inovações, mas basicamente da qualidade da aprendizagem através de sólidos conhecimentos as camadas mais pobres da população.
  • 12. 3ª ÁREA: Organização do ensino ÁREA: REFERENCIAS BÁSICAS NAS QUAIS ESTÃO ASSENTADAS AS METODOLOGIAS Ligação entre a cultura elaborada e a cultura experienciada dos alunos. Uma pedagogia do pensar, que promova o aprender a pensar e o aprender a aprender. Uma pedagogia diferenciada. Ensino e prática de valores e de atitudes na escola e na sala de aula
  • 13. 3ª ÁREA: Organização do ensino ÁREA: A OE DEPENDE AINDA DAS CONDIÇÕES DADAS PELA ESCOLA COMO: Existência do projeto pedagógico-curricular com o qual os professores se sintam identificados. Orientação metodológica segura por parte da coordenação pedagógica. Sistema de avaliação assumido por todos os professores.
  • 14. 4ª ÁREA: avaliação institucional e da aprendizagem A avaliação é requisito para a melhoria das condições que afetam diretamente a qualidade do ensino. Uma visão progressista das práticas de avaliação propiciam maior auto-regulação institucional, em razão da exigência de prestação de contas de um serviço público a comunidade. A avaliação em conexão com os professores, representa uma ajuda à organização do trabalho na escola e nas salas de aula, gerando uma cultura de responsabilização em toda equipe escolar.
  • 15. 5ª ÁREA: Formação continuada DILEMAS QUE SE APRESENTAM NA FORMAÇÃO CONTINUADA Professores como portadores de percepções, de significados, de esquemas de ação já consolidados, em decorrência de sua formação, da cultura profissional, dos colegas. Despreparo profissional face aos novos perfis sociais e culturais dos alunos Despreparo profissional associado a frágil formação inicial em saberes pedagógicos e outros específicos.
  • 16. 6ª ÁREA: as práticas de gestão AÇÕES DE NATUREZA TECNICO-DMINISTRATIVA A legislação escolar e as normas administrativas (portarias, resoluções, circulares, regimento interno, plano de cargos e salários) Os recursos físicos, materiais, didáticos e financeiros ( salas de direção, coordenação, laboratórios, biblioteca, materiais didáticos como: mapas, vídeos, retroprojetores etc) A direção e a administração, as rotinas organizacionais e administrativas (diárias, semanais, mensais, bimestrais, semestrais e anuais) A secretaria escolar e os serviços gerais (recepção dos pais, alunos; comunicações; gestão do patrimonio; controle de correspondências; documentação dos alunos etc)
  • 17. 6ª ÁREA: as práticas de gestão AÇÕES DE NATUREZA PEDAGOGICOCURRICULAR O diretor deve gerir o processo de tomada de decisão por meio de praticas participativas Ser o intermediário entre a escola e as instâncias superiores do sistema escolar Por em discussão as formas de intervenções, a fim de avaliar o impacto dessas orientações externas.
  • 18. 6ª ÁREA: as práticas de gestão AÇÕES DE NATUREZA PEDAGOGICO-CURRICULAR Estar aberto as inovações e ter liderança para motivar a comunidade escolar e melhorar o funcionamento da escola Monitorar sistematicamente a prática pedagógica docente Acompanhamento das atividades de sala de aula, em colaboração com o professor da classe. A área de aprimoramento refere-se tanto ao profissional docente quanto o técnico e administrativo no próprio contexto de trabalho. O desenvolvimento profissional precisa articular-se ao mesmo tempo com o desenvolvimento pessoal e com o desenvolvimento organizacional.
  • 19. REFERÊNCIAS FALSARELLA, Ana Maria. As Origens da Administração Escolar. Disponível em: <http://www.psicopedagogia.com.br/artigos/artigo.asp?entrID=831>. Acesso em 30 de jul. 2012. KWASNICKA, Eunice Laçava. Teoria Geral da Administração: Uma Síntese. São Paulo: Atlas, 1989. PARO, Vitor Henrique. Gestão Democrática da Escola Pública. São Paulo: Ática, 2006. SECO, Ana Paula. Antecedentes da administração escolar até a República (...1930). In; Revista HISTEDBR. Campinas: Editora da UNICAMP, ago. 2006.