Pecado

2.645 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.645
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
176
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pecado

  1. 1.
  2. 2. A QUEDA DO HOMEM<br />
  3. 3. 1. A PROVAÇÃODEPOIS DA CRIAÇÃO, DEUS COLOCOU O HOMEM NO JARDIM DO ÉDEM E O SUBMETEU A UM ESTADO DE PROVAÇÃO.CITAÇÃO: GÊNESIS 2:8-17.NECESSIDADE: ADÃO E EVA FORAM CRIADOS COM NAUREZA SANTA, INCLINADA PARA O BEM, PORÉM HAVIA A NECESSIDADE DE PROVAREM SUA LEALDADE AO CRIADOR POR OBEDIÊNCIA.PROPÓSITO: VISAVA A TRANSFORMAÇÃO DA SUA NATUREZA SANTA EM CARÁTER SANTO.O PROUTO DA CRIAÇÃO, EM O PRODUTO DA TENTAÇÃO RESISTIDA; DO ESTADO “posse non peccare”PARA O DE “non posse peccare”.<br />
  4. 4. 2. A TENTAÇÃOA) O TENTADOR:Gênesis 3.1,4,5;II Coríntios 11.3;Apocalipse 12.9.B) DEFINIÇÃO:A tentação é um incitamento dos desejos naturais para ir além dos limites estabelecidos.Adão e Eva tinham três desejos inatos, como todos nós temos. Constituíam três avenidas para a cidadela da alma.1. De gozar as coisas;2. De obtê-las;3. De fazê-las.<br />
  5. 5. C) AS EXIGÊNCIAS NECESSÁRIAS À TENTAÇÃO:1º) O caso subtendido: “ Mas da árvore da ciência do bem e do mal dela não comerás”. Gênesis 2.17.2º) A liberdade completa para atuar.3º) O conhecimento das conseqüências – “Porque no dia em que dela comerdes, certamente morrerás”. Gênesis 2.17.Houve duas alternativas:Obedecer ou Desobedecer!<br />
  6. 6. D) A TENTAÇÃO EXPLANADA:A árvore proibida era um símbolo dido direito e do domínio superior de Deus e indicavaque tudo lhe pertencia.Foi chamada árvore do conhecimento do bem e do mal, porque por ela o primeiro casal chegou a aprender a distinção entre o bem e o mal. Chegou a conhecer o bem sem o poder de fazê-lo e a conhecer o mal sem o poder de evitá-lo.<br />
  7. 7.
  8. 8. OBSERVAÇÃO IMPORTANTE!COMPARAÇÃO – VEJA O CONTRASTE NA TENTAÇÃO DE CRISTO!Leia: Mateus 4.1-11.E) PECADO DE ADÃO E EVA:1.) Escutaram as calúnias contra Deus, v. 1b.2.) Duvidaram da Palavra de Deus e do seu amor, vs. 2-5.3.) Olharam para o que Deus proibiu (quando a serpente a encontrou ela estava ao lado da árvore).4.) Cobiçaram o que Deus proibiu. Gn. 3:6.5.) Desobedeceram ao mandamento Gn. 2.17; 3.6.<br />
  9. 9. O QUE ADÃO APRENDEU AO PECAR?1. Sobre o caráter de Deus.2. Aprendeu que sua comunhão com Deus e sua felicidade dependiam da obediência ao Senhor.3. Aprendeu que existe um tentador, um inimigo de Deus.<br />
  10. 10. 3.) O PECADOA) Origem do pecado (mal):Está envolvida em obscuridade, é um dos mistérios não revelados da Escritura.Na esfera angélica, Is. 14:12-17; Ez. 28:2; II Pe 2:4., temos como lemos supra citado a entrada do pecado pela rebelião de Satanás contra Deus. O pecado humano originou-se de um ato livre de Adão e Eva. Na esfera angélica, o pecado entrou pelo orgulho.<br />
  11. 11. O pecado é uma realidade, não uma ilusão!Um fato é uma coisa óbvia, como o sol e o seu brilho,o carvão e o negrume,a neve e sua brancura.O pecado é um fato!O homem reconhece o fato do pecado. A sua consciência o acusa. Sabe o que é errado. Lei escrita no coração. Sensu deidade.<br />
  12. 12. A lei descobre o fato do pecado, Rm 3.20.A lei é um padrão revelar quão aquém o homem está em relação a glória de Deus, é uma escola para revelar nossas deficiências, um espelho para mostrar nossas transgressões, um estetoscópio para descobrir nossas enfermidades, uma regra para evidenciar a ausência de retidão, um promotor que exige nossa condenação, e um juiz para condenar-nos a morte. O fato do pecado é provado por todos os governos humanos.Leia: Romanos 7: 7-25.<br />
  13. 13. DEFINIÇÕES TEOLÓGICAS:“Pecado é qualquer falta de conformidade com a lei de Deus e qualquer transgressão dessa lei”. – Breve Catecismo, p 24.DEFINIÇÃO BÍBLICA: O pecado é iniqüidade.Iniqüidade quer dizer insubmissão, ilegalidade.Citações: I Jo 3.4; Pv 21.4; Jo 16.8,9; Gl 3.10,12;Rm 14.23.Pecado é errar o alvo!O pecado não é um mero ato, mas disposição, estado!<br />
  14. 14. HARMATANOErrar o alvo, fracassar Romanos 3.23.Nas epistolas Paulinas ocorre 70 vezes! No Velho Testamento 170 vezes! Tanto fala de disposição como de ATOS!<br />
  15. 15. Judas errou o ALVO ao trair a Cristo. Mateus 27.4.PARABAÍNO – passar do limite, transpô-lo. Rm. 4.15; 5.14; Mt. 15.2 é transgressão.PARAPTOMA - passo em falso que induz à queda.Mt. 6.14; Rm. 5.15-17; Ef. 1.7, ofensa.OFEILETOS - faltoso, sujeito a obrigação Mt. 6.12, devedor.ANOMIA - falta de sujeito à qualquer lei, desenfreadamente, insubordinação, II Tes. 2.7; I Jo 3.4, iniqüidade.Pecado na essência é egoísmo, exaltação da própria vontade para exclusão da vontade divina.Rm. 5.19; II Co. 10.6. <br />
  16. 16. QUATRO ASPECTOS DO PECADO:DAS COISAS VISTAS ÀS NÃO VISTAS!1. Pecados pessoaisO homem não se torna pecaminoso por pecar, porque é pecaminoso por natureza. Portanto, o pecado é interno da alma e externo do corpo.Os pecados internos, da imaginação, do desejo, dos pensamentos cobiçosos, malévolos, etc, são os mais imperceptíveis e às vezes até esquecidos, porém os mais pernicioso, pois todo o pecado é primeiramente contra Deus, depois contra o próximo e contra nós mesmos.<br />
  17. 17. Textos: Sl. 51.4; Hb 1.1,2; Jo 3.18.O único pecado não perdoado,blasfêmia contra o espírito.Mateus 12.31.O pecado é sempre o mesmo, e a cura é sempre o Sangue de Cristo!O IRREGENERADO - TEM QUE CRER!O REGENERADO - TEM QUE CONFESSAR!<br />
  18. 18. Textos sobre remissão de pecados:Jeová fez cair sobre ele a iniqüidade de todos nós. Is. 53.6; Apaga as tuas transgressões. Is. 44.22;Lança os nossos pecados no fundo do mar. Mq. 7.19;Não me lembrarei dos teus pecados. Is. 43.25.São perdoados. Rm. 4.7; Lc 7.48; Col. 2.13.<br />
  19. 19. 2. NATUREZA PECAMINOSADisposição de pecar hereditariamente (Adão).Essa natureza torna o homem inerentemente pecador.O homem está como uma árvore podre em sua raiz, não produz frutos bons sem ser tratado por Deus.Por causa dessa natureza, que é a fonte de todos os pecados, o homem tem uma aversão natural por pecar, mas peca porque nasce pecador.Mas essa natureza pode ser subjugada, controlada pelo poder do Espírito Santo franqueada a nós na base da morte de Cristo.<br />
  20. 20. 3.) NOSSO ESTADO DEBAIXO DOPECADO – Rm. 3.9, 11:32;Gl. 3.2.O estado de pecado em que o homem atualmente está, é o resultado do decreto divino (Efésios 2.12; Romanos 9:4, 5; Romanos 10.12).Logo só há salvação e remissão de pecados por meio de Cristo Jesus.4.) PECADO IMPUTADOImpossibilidade de salvação por mérito pessoal, conseqüência aparente é a morte física.Rm. 5.12; I Co. 15.22.<br />
  21. 21. Conseqüências do pecado:Sobre Adão, Eva e seu ambiente:A.) Imediatas: Senso de vergonha, a consciência foi despertada, tentaram se esconder e atribuir a culpa ao outro.B.) Judiciais: 1) Juízo divino Gn 3:14-19.Na serpente – maldição – Miquéias 7.17., Is. 65.25.Na mulher – dores e sujeição – Jo 16.21.No homem – tristeza e trabalho árduo, Jó 5.7; Ec 2.22.Na terra, maldição, espinhos e abrolhos.<br />
  22. 22. 2.) SEPARAÇÃO:O quádruplo juízo divino resultou numa tríplice separação: Gênesis 3.22-24.Da árvore da vida – Pv. 3.18. Sabedoria.Do jardim Da presença pessoal e visível de Deus.O pecado separa o homem de Deus. Is. 59.2.3.) MORTE: Gn 2.17. Era tríplice essa morte:<br />
  23. 23. Morte tríplice:Física: separação da alma edo corpo, que é a consumação dos sofrimentos.Num 16.29; 27.3; Sl 90.7, 8, 9 e 11.Espiritual: separação entre homem e Deus, relacional. Mt. 8.22; Lc 15.22; Jo 5.8; Ef 2:1.Eterna: Resultado da morte espiritual, a separação eterna do espírito e do corpo de Deus. Ap. 20.14; Mt 25.41; II Tes. 1:9.Sobre a raça: pecado herdado, universalidade do pecado, Rm 5.10-12; Sl 143.2; Ef 2:3.<br />

×