2013-03-13-Aula-Obsessão e Transtornos Psíquicos-Rosana De Rosa

2.488 visualizações

Publicada em

www.kardecian.org
Kardecian Spiritist Society of Florida -KSSF
Estudo do Espiritismo - Ciclo III.

Publicada em: Espiritual
  • Seja o primeiro a comentar

2013-03-13-Aula-Obsessão e Transtornos Psíquicos-Rosana De Rosa

  1. 1. ROTEIRO• Psicológico ou Psicopatólogico• Se humano suscetível a obsessão• Sinais de obsessão• Sintomas e Transtornos• Características da Obsessão nos Médiuns Ostensivo• Obsessão e eEnfermidades Mentais
  2. 2. O SER HUMANO É SUSCETIVEL A OBSESSÃO?• Qualquer ser humano está suscetível à obsessão.• Algumas pessoas são mais frágeis e imaturas psiquicamente e, portanto, mais suscetíveis, tendo dificuldades em evitar que se tornem alvos fáceis da obsessão.
  3. 3. PSICOLOGICO? PSICOPATOLOGICO? MEDIUNICO?• A rigor, a mediunidade está presente tanto nos fenômenos psicológicos comuns, como também, nos complexos processos psicopatológicos.• Psicológico, psicopatológico e mediúnico são campos que se interpenetram e que merecem estudos interdisciplinares sem preconceitos, tanto pelos espíritas quanto pelos psiquiatras e psicólogos.• (A Psicopatologia parte do entendimento global dos sintomas para compor o cenário da doença)
  4. 4. SinaisCaracterísticos da Obsessão
  5. 5. SINTOMAS OBSESSÃO ou TRANSTORNOS?• Difícil distinguir ou separar um transtorno psíquico da obsessão, tendo em vista, não só pelas semelhanças das causas que os provocam, como também pelas características comuns dos sintomas que apresentam.• Pode-se afirmar que eles ocorrem simultaneamente nos portadores de um e de outro. É um equívoco tratar de um desprezando o outro.
  6. 6. PROBLEMAS ESPIRITUAIS QUE FREQUENTEMENTE SÃO CONFUNDIDOS COM TRANSTORNOS PSÍQUICOS: Obsessão Simples-Falhas freqüentes no curso, conteúdo ou forma do pensamento e perturbações no contato com a realidade;-Alterações freqüentes de comportamento à revelia da pessoa, gerando constrangimentos. –Surgem como efeito natural, as síndromes da inquietação: as desconfianças, os estados de insegurança pessoal, as enfermidades pequenas, os insucessos, dependendo do temperamento pode surgir apatia, depressão, em razão da mensagem telepática deprimente e dos clichês mentais que assumiram do arquivo da inconsciência ou excitação, agressividade, desarmonia de atitudes, crises de cóleras, atitudes ambivalentes.
  7. 7. PROBLEMAS ESPIRITUAIS QUE FREQUENTEMENTE SÃO CONFUNDIDOS COM TRANSTORNOS PSÍQUICOS:Obsessão por FascinaçãoComo conhecem as imperfeições morais, o caráter ea conduta daqueles que perturbam, os Espíritosinspiram e impõem idéias absurdas de tal forma quea pessoa pensa que é a sua vontade que está emação.Insuflam-lhes o orgulho de missões especiais,camuflado em humildade e passividade, que ostornam falsamente místicos, ou revoltam-se quandose sentem desmascarados, crendo que sãoreformadores e apóstolos encarregados de mudaremas estruturas da vida.
  8. 8. PROBLEMAS ESPIRITUAIS QUE FREQUENTEMENTESÃO CONFUNDIDOS COM TRANSTORNOS PSÍQUICOS:Obsessão por SubjugaçãoPode ser física ou psíquica ou simultaneamentefísio-psíquica.Na física podem irromper enfermidades orgânicaspela influência fluídica perniciosa.Na psíquica o obsidiado aceita em estado depassividade, ficando à mercê das injunções do seuperseguidor que maltrata-o, faz ameaças cruéis,assenhoreia-se dos centros do comando motor edomina fisicamente a vítima que pode cometeratitudes absurdas , chegando a atrocidades.
  9. 9. ENFERMIDADES FÍSICAS OUSINTOMAS ESPIRITUAIS?
  10. 10. Transtorno Mental na visãoespírita:“Comprometimento do espíritoque reencarnou trazendo assequelas de desvios graves dopassado e que ressumam, noatual corpo físico, comlimitações e perturbações devária ordem(...)” TRANSTORNOS MENTAIS Suely Caldas Schubert
  11. 11. O que são os distúrbios mentais?• Os distúrbios mentais são anormalidades e doenças decorrentes de alterações bio- psico-sócio-culturais e ESPIRITUAIS.• Podemos classifica-los em três grandes grupos: 1-Neuroses 2-Psicoses 3-Transtornos de Personalidade
  12. 12. Neuroses:• As Neuroses caracterizam-se por conflitos intrapsíquicos que inibem a conduta social. Exemplos :• Transtorno do pânico , fobias, Transtorno de Ansiedade, TOC (Transtorno obsessivo- compulsivo) OCD, Depressão, Transtorno de estresse, etc...
  13. 13. Raríssimas são as pessoas que nãotenham, momentaneamente,comportamentos neuróticos. É muito diáfana a linha divisória entre a sanidade e o desequilíbrio mental.
  14. 14. Psicoses:• As Psicoses caracterizam-se por alienação da realidade, o indivíduo apresentará um pensamento incoerente, alucinações, delírios de perseguição, de grandeza, etc., como exemplos podemos citar: as Esquizofrenias e o Transtorno Bipolar.• Podem ter psicogenéticas, isto é, provocadas por traumas psicológicos.
  15. 15. Transtornos de personalidade:• Já os Transtornos de Personalidade são resultantes de estruturação anômala da personalidade, desde a infância...• Os chamados, vulgarmente, de psicopatas, são indivíduos que apresentam uma distorção de caráter ético-social, estão em constante litígio com o social; enquadram-se aqui, os criminosos frios, o borderline, a múltipla personalidade.
  16. 16. ENFERMIDADES QUE FREQUENTEMENTE SÃO CONFUNDIDAS – PSIQUICO OU ESPIRITUAL?• Há que se fazer uma diferenciação entre um distúrbio espiritual (ou mediúnico) e um distúrbio psiquiátrico propriamente dito.• No último caso, é óbvio que a terapia medicamentosa (antidepressivos e ansioliticos) é imprescindível no tratamento.• Mas, se o problema do paciente tem uma origem espiritual, os remédios não irão surtir efeito, serão inócuos.
  17. 17. As causas das Enfermidades Espirituais e Psíquicas • Localizam nas atitudes atuais e pregressas da pessoa, principalmente quando elas feriram o direito de alguém ou agrediram as leis de Deus. • Os espíritos que provocam as obsessões assim procedem, na maioria dos casos, por vingança pelo que sofreram em outras existências, por estarem sofrendo e quererem que outros sofram e por covardia.
  18. 18. TRATAMENTO E CURAProcedimentos Terapêuticos • Os meios de fazê-lo estão à disposição de qualquer um, desde que eduque seu sentir, seu pensar e seu agir. • As obsessões, como os transtornos psíquicos, são classificadas de acordo com a intensidade e tipo de sintomas que apresentam. • Quanto mais constrangimentos apresentem à liberdade de escolha e limitação da vontade do indivíduo que delas ou deles são vítimas, mais difícil sua cura.
  19. 19. Tratamento e Cura
  20. 20. TRATAMENTO E CURA Procedimentos Terapêuticos• a) Conscientização Deve-se conscientizar o assistido da situação de enfermo em que se encontra, para ajudar- se na cura.• b) Reeducação É preciso orientar o assistido sobre a necessidade de melhoria de sua conduta na vida diária. Que se esforce para evitar os vícios mais grosseiros e que procure controlar suas más tendências.• c) Evangelização Enfatizar sempre ao atendido a necessidade de observar os ensinos morais do Evangelho de Jesus. Estimular o hábito da prece, o mais poderoso auxílio no tratamento de obsedados.
  21. 21. TRATAMENTO E CURA Procedimentos Terapêuticos• d) Intercâmbio espiritual Orientar moralmente o Espírito obsessor nas reuniões mediúnicas.• e) Busca do Reequilíbrio familiar através do Evangelho no Lar.• g) Tratamento médico Nos casos em que o processo obsessivo apresentar-se com grave comprometimento psíquico, o atendido deverá receber assistência de um profissional e seguir orientação médica.
  22. 22. TRATAMENTO E CURA Procedimentos Terapêuticos• Acreditar que a Psicologia e a Psiquiatria são capazes de resolver os transtornos psíquicos sem atentar para a obsessão, está na mesma medida equivocada de achar que se pode tratar a obsessão sem resolver os conflitos psicológicos.• A cura integral do Ser envolve o tratamento espiritual e direcionado as necessidades do obsidiado, paralelo a um tratamento psicológico dos processos psíquicos que predispõe o indivíduo à obsessão, tais como: suas culpas, seus medos, seus complexos inconscientes etc.Os trabalhos espirituais , psicológicos e psiquiátricos se complementam.
  23. 23. Conclusão• A visão do homem deve ser integral. Onde o físico, o emocional, o mental e o espiritual se interpenetram, formando um complexo sistema energético.• Ampliando a nossa forma de abordá- lo, onde ciência e espiritualidade necessitam integrar seus saberes e trabalharem em conjunto no sentido de promover a saúde integral.
  24. 24. TENHAM UMMARAVILHOSO DOMINGO

×