SlideShare uma empresa Scribd logo
FenômenosPsíquicos naInfância  2 Formatado e Elaborado por Virgínia Scalia evangelizacao-tiavirginia.blogspot.com
Fenômenos Psíquicos na Infância 2INTERESSE
Fenômenos Psíquicos na Infância 2 INTERESSE “É uma atitude afetiva, um  estado emocional, um desejo de atração em direção a um objeto, coisas, pessoas ou processos.”
Fenômenos Psíquicos na Infância 2     	“A palavra ‘interesse’ sugere o que está sempre entre duas coisas que, de outro modo, estariam separadas. Sem interesse não há aprendizagem, não obstante as aparências ... ... possam levar a crer que as crianças aprendem alguma coisa sem interesse.”
Fenômenos Psíquicos na Infância 2CULTIVO E APROVEITAMENTO DO INTERESSE     “Quando uma criança chega na Evangelização, não tem ainda seu interesse  ligado a religião. Há inclusive, muitas coisas de que ela  poderá não gostar...”
Fenômenos Psíquicos na Infância 2CULTIVO E APROVEITAMENTO DO INTERESSE     “Portanto, a habilidade do evangelizador estará em interessar o evangelizando nos assuntos ou atividades do Evangelho , relacionando para tanto, a matéria do Programa de Evangelização com as atividades próprias da vida da criança ou do jovem.[...]”
Fenômenos Psíquicos na Infância 2 “As atitudes e as emoções são muito contagiosas.”
Fenômenos Psíquicos na Infância 2       “Assim, a personalidade e as atitudes mentais do evangelizador contribuem  para suscitar  o interesse e, em consequência, a atenção da criança. O evangelizador deve entrar em classe esquecendo seus problemas particulares, lembrando apenas que as crianças foram confiadas à sua guarda e direção. Simpatia e entusiasmo serão seus instrumentos na tarefa da Evangelização.”
Fenômenos Psíquicos na Infância 2 EVOLUÇÃO  DOS  INTERESSES “O psicólogo Claparéde diz: ‘- A criança se desenvolve naturalmente, passando por um determinado número de etapas que se sucedem numa ordem constante. Cada etapa correspondendo ao desenvolvimento de uma determinada função ou aptidão, cujo exercício proporciona prazer á criança.’ “
Fenômenos Psíquicos na Infância 2EVOLUÇÃO  DOS  INTERESSES “Com  o constante aumento de seu círculo de amizades e atividades, a criança tende a adquirir novos conhecimentos e automaticamente, novos interesses. À medida que avança em idade, deixa de ter interesses, propriamente infantis, passando a concentrar-se no mundo dos adultos. Sua exigência é maior na seleção dos assuntos.[...]”  Continua ... Referência Bibliográfica: Curso de Preparação para Evangelizador Infanto-Juvenil – Ed. Aliança – Cap. 6

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Freud - O desenvolvimento sexual infantil
Freud - O desenvolvimento sexual infantilFreud - O desenvolvimento sexual infantil
Freud - O desenvolvimento sexual infantilAnaí Peña
 
Aula sobre Psicanalise/Freud - FPE
Aula sobre Psicanalise/Freud - FPEAula sobre Psicanalise/Freud - FPE
Aula sobre Psicanalise/Freud - FPERodrigo Castro
 
Fases do desenvolvimento de acordo com a Teoria de Freud
Fases do desenvolvimento  de acordo com a Teoria de FreudFases do desenvolvimento  de acordo com a Teoria de Freud
Fases do desenvolvimento de acordo com a Teoria de FreudLucas Vinícius
 
Psicanálise - Estudo da Teoria de Sigmund Freud
Psicanálise - Estudo da Teoria de Sigmund FreudPsicanálise - Estudo da Teoria de Sigmund Freud
Psicanálise - Estudo da Teoria de Sigmund FreudIsabella Ruas
 
Apresentação ego
Apresentação egoApresentação ego
Apresentação egopageslides
 
Psicanalise dissolucao do complexo de edipo e sexualidade
Psicanalise   dissolucao do complexo de edipo e sexualidadePsicanalise   dissolucao do complexo de edipo e sexualidade
Psicanalise dissolucao do complexo de edipo e sexualidadeMarcus Teixeira
 
Freud e a Psicanálise
Freud e a PsicanáliseFreud e a Psicanálise
Freud e a PsicanáliseBruno Carrasco
 
Concepção de Psiquismo em Freud
Concepção de Psiquismo em FreudConcepção de Psiquismo em Freud
Concepção de Psiquismo em FreudAnaKlein1
 
A psicanalise e o educador
A psicanalise e o educadorA psicanalise e o educador
A psicanalise e o educadorcefaprodematupa
 
Henri Wallon - Do ato motor ao ato mental
Henri Wallon - Do ato motor ao ato mentalHenri Wallon - Do ato motor ao ato mental
Henri Wallon - Do ato motor ao ato mentalHannah Dantas
 
Freud e-a-psicanlise-1204326364108510-2 (1)
Freud e-a-psicanlise-1204326364108510-2 (1)Freud e-a-psicanlise-1204326364108510-2 (1)
Freud e-a-psicanlise-1204326364108510-2 (1)andrea cristina
 
Teoria e Pratica - Abordagem Psicanalitica
Teoria e Pratica - Abordagem PsicanaliticaTeoria e Pratica - Abordagem Psicanalitica
Teoria e Pratica - Abordagem PsicanaliticaDeisiane Cazaroto
 
Pós freudianos e pós-kleinianos
Pós freudianos e pós-kleinianosPós freudianos e pós-kleinianos
Pós freudianos e pós-kleinianosVanessa Cardoso
 

Mais procurados (20)

Freud - O desenvolvimento sexual infantil
Freud - O desenvolvimento sexual infantilFreud - O desenvolvimento sexual infantil
Freud - O desenvolvimento sexual infantil
 
Aula sobre Psicanalise/Freud - FPE
Aula sobre Psicanalise/Freud - FPEAula sobre Psicanalise/Freud - FPE
Aula sobre Psicanalise/Freud - FPE
 
Fases do desenvolvimento de acordo com a Teoria de Freud
Fases do desenvolvimento  de acordo com a Teoria de FreudFases do desenvolvimento  de acordo com a Teoria de Freud
Fases do desenvolvimento de acordo com a Teoria de Freud
 
Psicanálise - Estudo da Teoria de Sigmund Freud
Psicanálise - Estudo da Teoria de Sigmund FreudPsicanálise - Estudo da Teoria de Sigmund Freud
Psicanálise - Estudo da Teoria de Sigmund Freud
 
Teorias de freud
Teorias de freudTeorias de freud
Teorias de freud
 
Apresentação ego
Apresentação egoApresentação ego
Apresentação ego
 
Psicanalise dissolucao do complexo de edipo e sexualidade
Psicanalise   dissolucao do complexo de edipo e sexualidadePsicanalise   dissolucao do complexo de edipo e sexualidade
Psicanalise dissolucao do complexo de edipo e sexualidade
 
Aula psicanálise
Aula psicanáliseAula psicanálise
Aula psicanálise
 
Freud e a Psicanálise
Freud e a PsicanáliseFreud e a Psicanálise
Freud e a Psicanálise
 
Freud. psicanálise.parte.i ippt
Freud. psicanálise.parte.i ipptFreud. psicanálise.parte.i ippt
Freud. psicanálise.parte.i ippt
 
Concepção de Psiquismo em Freud
Concepção de Psiquismo em FreudConcepção de Psiquismo em Freud
Concepção de Psiquismo em Freud
 
A estrutura da mente
A estrutura da menteA estrutura da mente
A estrutura da mente
 
A psicanalise e o educador
A psicanalise e o educadorA psicanalise e o educador
A psicanalise e o educador
 
Psicanalise
PsicanalisePsicanalise
Psicanalise
 
Henri Wallon - Do ato motor ao ato mental
Henri Wallon - Do ato motor ao ato mentalHenri Wallon - Do ato motor ao ato mental
Henri Wallon - Do ato motor ao ato mental
 
Freud e a Psicanálise I
Freud e a Psicanálise IFreud e a Psicanálise I
Freud e a Psicanálise I
 
Freud e-a-psicanlise-1204326364108510-2 (1)
Freud e-a-psicanlise-1204326364108510-2 (1)Freud e-a-psicanlise-1204326364108510-2 (1)
Freud e-a-psicanlise-1204326364108510-2 (1)
 
Teoria e Pratica - Abordagem Psicanalitica
Teoria e Pratica - Abordagem PsicanaliticaTeoria e Pratica - Abordagem Psicanalitica
Teoria e Pratica - Abordagem Psicanalitica
 
Piscanáliseducação
PiscanáliseducaçãoPiscanáliseducação
Piscanáliseducação
 
Pós freudianos e pós-kleinianos
Pós freudianos e pós-kleinianosPós freudianos e pós-kleinianos
Pós freudianos e pós-kleinianos
 

Destaque

Herculano pires obsessão - o passe - a doutrinação
Herculano pires   obsessão - o passe - a doutrinaçãoHerculano pires   obsessão - o passe - a doutrinação
Herculano pires obsessão - o passe - a doutrinaçãoEWALDO DE SOUZA
 
Seminário: As Terapias Desobsessivas
Seminário: As Terapias DesobsessivasSeminário: As Terapias Desobsessivas
Seminário: As Terapias Desobsessivascostaunicastelo
 
Obsessão e desobsessão
Obsessão e desobsessãoObsessão e desobsessão
Obsessão e desobsessãoNeusa Lustosa
 
2013-03-13-Aula-Obsessão e Transtornos Psíquicos-Rosana De Rosa
2013-03-13-Aula-Obsessão e Transtornos Psíquicos-Rosana De Rosa2013-03-13-Aula-Obsessão e Transtornos Psíquicos-Rosana De Rosa
2013-03-13-Aula-Obsessão e Transtornos Psíquicos-Rosana De RosaRosana De Rosa
 
A importância da Evangelização no Centro Espírita
A importância da Evangelização no Centro EspíritaA importância da Evangelização no Centro Espírita
A importância da Evangelização no Centro EspíritaDionara Espíndola
 
Palestra Pública - A verdadeira cura
Palestra Pública - A verdadeira curaPalestra Pública - A verdadeira cura
Palestra Pública - A verdadeira curanelmarvoc
 
Transtornos mentais, obsessão e o espiritismo
Transtornos mentais, obsessão e o espiritismoTranstornos mentais, obsessão e o espiritismo
Transtornos mentais, obsessão e o espiritismoMarlon Reikdal
 
O pensamento saneia ou vicia o ambiente
O pensamento saneia ou vicia o ambienteO pensamento saneia ou vicia o ambiente
O pensamento saneia ou vicia o ambienteGraça Maciel
 
Psicologia genética piaget
Psicologia genética   piagetPsicologia genética   piaget
Psicologia genética piagetCRIS TORRES
 
Pensamento e vontade
Pensamento e vontadePensamento e vontade
Pensamento e vontadeDalila Melo
 
El área y el perímetro
El área y el perímetroEl área y el perímetro
El área y el perímetroVimarie Negrón
 

Destaque (16)

Herculano pires obsessão - o passe - a doutrinação
Herculano pires   obsessão - o passe - a doutrinaçãoHerculano pires   obsessão - o passe - a doutrinação
Herculano pires obsessão - o passe - a doutrinação
 
Medicina E O Espiritismo
Medicina E O EspiritismoMedicina E O Espiritismo
Medicina E O Espiritismo
 
Seminário: As Terapias Desobsessivas
Seminário: As Terapias DesobsessivasSeminário: As Terapias Desobsessivas
Seminário: As Terapias Desobsessivas
 
Obsessão e desobsessão
Obsessão e desobsessãoObsessão e desobsessão
Obsessão e desobsessão
 
Obsessao 1
Obsessao 1Obsessao 1
Obsessao 1
 
25/10/1013 OBSESSÃO E DESOBSESSÃO
25/10/1013 OBSESSÃO E DESOBSESSÃO25/10/1013 OBSESSÃO E DESOBSESSÃO
25/10/1013 OBSESSÃO E DESOBSESSÃO
 
2013-03-13-Aula-Obsessão e Transtornos Psíquicos-Rosana De Rosa
2013-03-13-Aula-Obsessão e Transtornos Psíquicos-Rosana De Rosa2013-03-13-Aula-Obsessão e Transtornos Psíquicos-Rosana De Rosa
2013-03-13-Aula-Obsessão e Transtornos Psíquicos-Rosana De Rosa
 
A importância da Evangelização no Centro Espírita
A importância da Evangelização no Centro EspíritaA importância da Evangelização no Centro Espírita
A importância da Evangelização no Centro Espírita
 
Obsessão
ObsessãoObsessão
Obsessão
 
Palestra Pública - A verdadeira cura
Palestra Pública - A verdadeira curaPalestra Pública - A verdadeira cura
Palestra Pública - A verdadeira cura
 
Transtornos mentais, obsessão e o espiritismo
Transtornos mentais, obsessão e o espiritismoTranstornos mentais, obsessão e o espiritismo
Transtornos mentais, obsessão e o espiritismo
 
O pensamento saneia ou vicia o ambiente
O pensamento saneia ou vicia o ambienteO pensamento saneia ou vicia o ambiente
O pensamento saneia ou vicia o ambiente
 
Psicologia genética piaget
Psicologia genética   piagetPsicologia genética   piaget
Psicologia genética piaget
 
Pensamento e vontade
Pensamento e vontadePensamento e vontade
Pensamento e vontade
 
Saude integral
Saude integralSaude integral
Saude integral
 
El área y el perímetro
El área y el perímetroEl área y el perímetro
El área y el perímetro
 

Semelhante a Fenômenos psíquicos na infância.2pptx

Palestra fabiano curso capacitação técnico pedagógica para evangelizadores
Palestra fabiano curso capacitação técnico pedagógica para evangelizadoresPalestra fabiano curso capacitação técnico pedagógica para evangelizadores
Palestra fabiano curso capacitação técnico pedagógica para evangelizadoresSemente de Esperança
 
15 mediunidade- processo ciclico
15 mediunidade- processo ciclico15 mediunidade- processo ciclico
15 mediunidade- processo ciclicoAntonio SSantos
 
Slides1 - Introdução e conceitos básicos Psicomotricidade.pdf
Slides1 - Introdução e conceitos básicos Psicomotricidade.pdfSlides1 - Introdução e conceitos básicos Psicomotricidade.pdf
Slides1 - Introdução e conceitos básicos Psicomotricidade.pdfSheilaKalkmann
 
Slides da aula 2 Fundamentos da psicologia - Professora Léia Lídice
Slides da aula 2   Fundamentos da psicologia - Professora Léia LídiceSlides da aula 2   Fundamentos da psicologia - Professora Léia Lídice
Slides da aula 2 Fundamentos da psicologia - Professora Léia LídiceLéia Lídice
 
Qualidades do educador
Qualidades do educadorQualidades do educador
Qualidades do educadorninesilva117
 
Além do sentido e do significado
Além do sentido e do significadoAlém do sentido e do significado
Além do sentido e do significadoguestf01653
 
Aprendendo a lidar com o adolescente
Aprendendo a lidar com o adolescenteAprendendo a lidar com o adolescente
Aprendendo a lidar com o adolescenteSou filha do REI
 
DESENVOLVIMENTO HUMANO: PRIMEIROS DOIS ANOS
DESENVOLVIMENTO HUMANO: PRIMEIROS DOIS ANOSDESENVOLVIMENTO HUMANO: PRIMEIROS DOIS ANOS
DESENVOLVIMENTO HUMANO: PRIMEIROS DOIS ANOSAngella Barros
 
Aula jogo educacao_pelo_movimento_e_desenvolvimento_da_crianca_2
Aula jogo educacao_pelo_movimento_e_desenvolvimento_da_crianca_2Aula jogo educacao_pelo_movimento_e_desenvolvimento_da_crianca_2
Aula jogo educacao_pelo_movimento_e_desenvolvimento_da_crianca_2williamwmo
 
E D U C AÇÃ O E S PÍ R I T A
E D U C AÇÃ O  E S PÍ R I T AE D U C AÇÃ O  E S PÍ R I T A
E D U C AÇÃ O E S PÍ R I T ASergio Menezes
 
Projeto de pesquisa brinquedista
Projeto de pesquisa brinquedistaProjeto de pesquisa brinquedista
Projeto de pesquisa brinquedistaGladis Maia
 
Didática espírita
Didática espíritaDidática espírita
Didática espíritaFabiano
 
Slides da aula 1 psicologia - professora léia lídice
Slides da aula 1   psicologia - professora léia lídiceSlides da aula 1   psicologia - professora léia lídice
Slides da aula 1 psicologia - professora léia lídiceLéia Lídice
 
Estimulando todos os sentidos de 0 a 6 anos
Estimulando todos os sentidos de 0 a 6 anosEstimulando todos os sentidos de 0 a 6 anos
Estimulando todos os sentidos de 0 a 6 anosMeri Sandra
 
Modulo 1 quem é o educando (evangelizando) (1)
Modulo 1 quem é o educando (evangelizando) (1)Modulo 1 quem é o educando (evangelizando) (1)
Modulo 1 quem é o educando (evangelizando) (1)Arlete Laenzlinger
 
Reencarnação e Educação
Reencarnação e EducaçãoReencarnação e Educação
Reencarnação e Educaçãocebv
 
Afetividade no desenvolvimento infantil final
Afetividade no desenvolvimento infantil finalAfetividade no desenvolvimento infantil final
Afetividade no desenvolvimento infantil finalIsa Silveira
 

Semelhante a Fenômenos psíquicos na infância.2pptx (20)

Palestra fabiano curso capacitação técnico pedagógica para evangelizadores
Palestra fabiano curso capacitação técnico pedagógica para evangelizadoresPalestra fabiano curso capacitação técnico pedagógica para evangelizadores
Palestra fabiano curso capacitação técnico pedagógica para evangelizadores
 
15 mediunidade- processo ciclico
15 mediunidade- processo ciclico15 mediunidade- processo ciclico
15 mediunidade- processo ciclico
 
Slides1 - Introdução e conceitos básicos Psicomotricidade.pdf
Slides1 - Introdução e conceitos básicos Psicomotricidade.pdfSlides1 - Introdução e conceitos básicos Psicomotricidade.pdf
Slides1 - Introdução e conceitos básicos Psicomotricidade.pdf
 
O Adolescente
O AdolescenteO Adolescente
O Adolescente
 
Observação terapêutica
Observação terapêutica Observação terapêutica
Observação terapêutica
 
Slides da aula 2 Fundamentos da psicologia - Professora Léia Lídice
Slides da aula 2   Fundamentos da psicologia - Professora Léia LídiceSlides da aula 2   Fundamentos da psicologia - Professora Léia Lídice
Slides da aula 2 Fundamentos da psicologia - Professora Léia Lídice
 
Qualidades do educador
Qualidades do educadorQualidades do educador
Qualidades do educador
 
Além do sentido e do significado
Além do sentido e do significadoAlém do sentido e do significado
Além do sentido e do significado
 
Aprendendo a lidar com o adolescente
Aprendendo a lidar com o adolescenteAprendendo a lidar com o adolescente
Aprendendo a lidar com o adolescente
 
DESENVOLVIMENTO HUMANO: PRIMEIROS DOIS ANOS
DESENVOLVIMENTO HUMANO: PRIMEIROS DOIS ANOSDESENVOLVIMENTO HUMANO: PRIMEIROS DOIS ANOS
DESENVOLVIMENTO HUMANO: PRIMEIROS DOIS ANOS
 
Aula jogo educacao_pelo_movimento_e_desenvolvimento_da_crianca_2
Aula jogo educacao_pelo_movimento_e_desenvolvimento_da_crianca_2Aula jogo educacao_pelo_movimento_e_desenvolvimento_da_crianca_2
Aula jogo educacao_pelo_movimento_e_desenvolvimento_da_crianca_2
 
E D U C AÇÃ O E S PÍ R I T A
E D U C AÇÃ O  E S PÍ R I T AE D U C AÇÃ O  E S PÍ R I T A
E D U C AÇÃ O E S PÍ R I T A
 
Projeto de pesquisa brinquedista
Projeto de pesquisa brinquedistaProjeto de pesquisa brinquedista
Projeto de pesquisa brinquedista
 
Didática espírita
Didática espíritaDidática espírita
Didática espírita
 
Mediunidade infantil
Mediunidade infantilMediunidade infantil
Mediunidade infantil
 
Slides da aula 1 psicologia - professora léia lídice
Slides da aula 1   psicologia - professora léia lídiceSlides da aula 1   psicologia - professora léia lídice
Slides da aula 1 psicologia - professora léia lídice
 
Estimulando todos os sentidos de 0 a 6 anos
Estimulando todos os sentidos de 0 a 6 anosEstimulando todos os sentidos de 0 a 6 anos
Estimulando todos os sentidos de 0 a 6 anos
 
Modulo 1 quem é o educando (evangelizando) (1)
Modulo 1 quem é o educando (evangelizando) (1)Modulo 1 quem é o educando (evangelizando) (1)
Modulo 1 quem é o educando (evangelizando) (1)
 
Reencarnação e Educação
Reencarnação e EducaçãoReencarnação e Educação
Reencarnação e Educação
 
Afetividade no desenvolvimento infantil final
Afetividade no desenvolvimento infantil finalAfetividade no desenvolvimento infantil final
Afetividade no desenvolvimento infantil final
 

Mais de virginiacarisioscalia (10)

Paulo Apostolo de Cristo Jesus
Paulo  Apostolo de Cristo JesusPaulo  Apostolo de Cristo Jesus
Paulo Apostolo de Cristo Jesus
 
Bullying não é brincadeira
Bullying não é brincadeiraBullying não é brincadeira
Bullying não é brincadeira
 
Pedi e obtereis item 18 e 19
Pedi e obtereis item 18 e 19Pedi e obtereis item 18 e 19
Pedi e obtereis item 18 e 19
 
Renascer
RenascerRenascer
Renascer
 
O Mundo de Francisco de Assis
O Mundo de Francisco de AssisO Mundo de Francisco de Assis
O Mundo de Francisco de Assis
 
Arquivo mental
Arquivo mentalArquivo mental
Arquivo mental
 
Buscai e Achareis
Buscai e AchareisBuscai e Achareis
Buscai e Achareis
 
Manual de Aplicação do Livro dos Espíritos para Crianças
Manual de Aplicação do Livro dos Espíritos para CriançasManual de Aplicação do Livro dos Espíritos para Crianças
Manual de Aplicação do Livro dos Espíritos para Crianças
 
Construindo um cartaz
Construindo um cartazConstruindo um cartaz
Construindo um cartaz
 
Palestra dai de graça...
Palestra  dai de graça...Palestra  dai de graça...
Palestra dai de graça...
 

Último

1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.pptNuno724230
 
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2emprego2
 
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdfEVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdfFrancisco Baptista
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaNilson Almeida
 
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...edsonjsmarques
 
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxCelso Napoleon
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]ESCRIBA DE CRISTO
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptxPIB Penha
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxIgreja Jesus é o Verbo
 

Último (10)

1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
 
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
 
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdfEVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De Cássia
 
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
 
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
 

Fenômenos psíquicos na infância.2pptx

  • 1. FenômenosPsíquicos naInfância 2 Formatado e Elaborado por Virgínia Scalia evangelizacao-tiavirginia.blogspot.com
  • 2. Fenômenos Psíquicos na Infância 2INTERESSE
  • 3. Fenômenos Psíquicos na Infância 2 INTERESSE “É uma atitude afetiva, um estado emocional, um desejo de atração em direção a um objeto, coisas, pessoas ou processos.”
  • 4. Fenômenos Psíquicos na Infância 2 “A palavra ‘interesse’ sugere o que está sempre entre duas coisas que, de outro modo, estariam separadas. Sem interesse não há aprendizagem, não obstante as aparências ... ... possam levar a crer que as crianças aprendem alguma coisa sem interesse.”
  • 5. Fenômenos Psíquicos na Infância 2CULTIVO E APROVEITAMENTO DO INTERESSE “Quando uma criança chega na Evangelização, não tem ainda seu interesse ligado a religião. Há inclusive, muitas coisas de que ela poderá não gostar...”
  • 6. Fenômenos Psíquicos na Infância 2CULTIVO E APROVEITAMENTO DO INTERESSE “Portanto, a habilidade do evangelizador estará em interessar o evangelizando nos assuntos ou atividades do Evangelho , relacionando para tanto, a matéria do Programa de Evangelização com as atividades próprias da vida da criança ou do jovem.[...]”
  • 7. Fenômenos Psíquicos na Infância 2 “As atitudes e as emoções são muito contagiosas.”
  • 8. Fenômenos Psíquicos na Infância 2 “Assim, a personalidade e as atitudes mentais do evangelizador contribuem para suscitar o interesse e, em consequência, a atenção da criança. O evangelizador deve entrar em classe esquecendo seus problemas particulares, lembrando apenas que as crianças foram confiadas à sua guarda e direção. Simpatia e entusiasmo serão seus instrumentos na tarefa da Evangelização.”
  • 9. Fenômenos Psíquicos na Infância 2 EVOLUÇÃO DOS INTERESSES “O psicólogo Claparéde diz: ‘- A criança se desenvolve naturalmente, passando por um determinado número de etapas que se sucedem numa ordem constante. Cada etapa correspondendo ao desenvolvimento de uma determinada função ou aptidão, cujo exercício proporciona prazer á criança.’ “
  • 10. Fenômenos Psíquicos na Infância 2EVOLUÇÃO DOS INTERESSES “Com o constante aumento de seu círculo de amizades e atividades, a criança tende a adquirir novos conhecimentos e automaticamente, novos interesses. À medida que avança em idade, deixa de ter interesses, propriamente infantis, passando a concentrar-se no mundo dos adultos. Sua exigência é maior na seleção dos assuntos.[...]” Continua ... Referência Bibliográfica: Curso de Preparação para Evangelizador Infanto-Juvenil – Ed. Aliança – Cap. 6