SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 44
Baixar para ler offline
1
PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU
Secretaria Municipal da Educação
EMEF "IVAN ENGLER DE ALMEIDA"
7º ANO B Período Letivo
19/04 A 07/05/2021
NOME DO ALUNO:_____________________________________________ TURMA: ____________
LÍNGUA PORTUGUESA
Conteúdos: Gênero Textual do Campo Jornalístico- Reportagem e carta do leitor, elementos e estratégias
de produção e estruturação.
Objetivos: Identificar e avaliar teses, opiniões e posicionamentos explícitos e planejar e produzir gênero
textual do campo jornalístico.
Vocês perceberam que estamos estudando gêneros textuais bastante presentes em jornais? Nós vimos a
notícia e hoje veremos a reportagem e a carta argumentativa do leitor.
Vocês já se perguntaram o que é uma reportagem e quais diferenças há entre ela e a notícia?
Caso achem necessário, retomem as atividades anteriores para rever as características da notícia e
comparem com as da reportagem.
A REPORTAGEM
A Reportagem é um gênero textual não literário. Ela é considerada um texto jornalístico veiculado
pelos meios de comunicação: jornais, revistas, televisão, internet, rádio, entre outros.
O repórter é a pessoa que está incumbida de apresentar a reportagem, a qual aborda temas da
sociedade em geral.
Muitas pessoas não conseguem diferenciar a reportagem da notícia, e o assunto costuma dividir
opiniões até mesmo dos estudiosos do assunto. Contudo, existem alguns parâmetros que possibilitam o
entendimento das ações discursivas realizadas em cada um dos gêneros citados. Vamos conhecê-los?
Os gêneros jornalísticos podem ser divididos em duas grandes categorias:
I. os gêneros que compõem o jornalismo opinativo;
II. os gêneros que constituem o jornalismo informativo.
No jornalismo opinativo, as opiniões do autor do texto ficam explícitas; no jornalismo informativo,
os textos têm como objetivo noticiar, ou seja, narrar acontecimentos.
A reportagem é um tipo de texto que tem o objetivo de informar ao mesmo tempo que prevê criar
uma opinião nos leitores, portanto, ela possui uma função social muito importante como formadora de
opinião.
A reportagem pode ser um texto expositivo, informativo, descritivo, narrativo ou opinativo.
Desse modo, ela pode tanto se aproximar da notícia quanto dos artigos opinativos, porém não deve
ser confundida com eles.
Expositivo e informativo porque ele expõe sobre um determinado assunto, com o intuito principal de
informar o leitor.
Podem também ser textos descritivos e narrativos, uma vez que descrevem ações e incluem
tempo, espaço e personagens.
E por fim, é um texto opinativo, ou seja, o repórter apresenta juízos de valor sobre o que está
sendo discorrido.
2
Geralmente, as reportagens são textos mais longos, opinativos e assinados pelos repórteres,
enquanto as notícias são textos relativamente curtos e impessoais que possuem o intuito de somente
informar o leitor de um fato atual ocorrido.
Em resumo, podemos dizer que a notícia faz parte do jornalismo informativo, enquanto as
reportagens fazem parte do chamado jornalismo opinativo.
Por esse motivo, a reportagem é um texto que precisa de mais tempo para ser elaborado pelo
repórter, em que se desenvolve um debate sobre um tema, de modo mais abrangente que a notícia.
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DAS REPORTAGENS:
Segue abaixo as principais características do gênero reportagem:
 Textos em primeira e terceira pessoa
 Presença de títulos
 Temas sociais, políticos, econômicos
 Linguagem simples, clara e dinâmica
 Discurso direto e indireto
 Objetividade e subjetividade
 Linguagem formal
 Textos assinados pelo autor
3
ATIVIDADE 1
Leia o texto a seguir e responda às questões:
'Racismo é extremamente violento e está no nosso dia a dia', diz doutor em educação
Após morte de menino de 5 anos ao cair de prédio no Recife e de outros casos nacionais, procuradora
federal e doutor em educação debatem formas de combater o preconceito racial.
Por Pedro Lins, TV Globo
05/06/2020 09h45 Atualizado há um mês
Diante da repercussão sobre a morte de Miguel Santana da Silva, após cair do 9º andar de um
prédio de luxo no Recife, e do debate em torno do racismo no Brasil e no mundo, professores e militantes
negros afirmam que o problema é estrutural. Entretanto, dizem que pode ser combatido através de
diálogos, questionamentos e fortalecimento da autoestima de pessoas negras em relação à cor da pele .
“A gente tem que entender que o racismo é um sistema de opressão. Isso significa que eu tenho
uma estrutura criada para que haja privilégios para um grupo e para que haja subalternização e
desvantagens para outro grupo. Não é algo individual, moral. Não tenho medo nenhum de dizer que, no
Brasil, nós somos racistas em maior ou menor grau”, declarou a procuradora federal Chiara Ramos,
militante contra o racismo.
Para o psicólogo e doutor em educação Hugo Monteiro, casos como o de Miguel e de João Pedro, menino
morto dentro de casa durante uma operação policial no Rio de Janeiro, e de George Floyd, homem negro asfixiado
por policiais nos Estados Unidos, mostram “nitidamente uma ideia de inferioridade em relação à posição étnica e
racial dessas pessoas”.
“O racismo é extremamente violento e está no nosso dia a dia, no nosso cotidiano. Cotidianamente, nós negros passamos
por situações racistas. É uma estrutura que nos afeta e violenta muito a nossa natureza mental, provoca sofrimento diverso
emquempassapelasituação.Precisamosenfrentarcomlucidez,comsabedoria,comcompreensão”,disseMonteiro.(...)
Fonte: https://g1.globo.com/pe/pernambuco/noticia/2020/06/05/racismo-e-extremamente-violento-e-esta-
no-nosso-dia-a-dia-diz-doutor-em-educacao.ghtml (adaptado)
1) O texto acima é uma reportagem. Encontre as seguintes informações presentes nesse tipo de texto
( anote as respostas em seu caderno):
A. Título:
B. Introdução:
C. Nome do repórter:
D. Notícia(s) que gerou(aram) essa reportagem:
E. Nome de especialistas que apresentam opiniões na reportagem:
4
2) No título da reportagem há a citação da fala de um especialista. De quem é essa fala? Você acha
que isso contribuiu para chamar a atenção do leitor? Explique.
_______________________________________________________________________________
_____________________________________________________
3) É possível, através do texto, saber qual a opinião da reportagem sobre o assunto?
_______________________________________________________________________________
_____________________________________________________
ATIVIDADE 2
Com base nos estudos das atividades da semana anterior e dos conteúdos desta semana, responda às
questões a seguir:
1. Assinale a alternativa que melhor define o corpo do texto, presente na reportagem:
a) ( ) são as demais informações sobre o fato. Comparando com um texto dissertativo, seria o
desenvolvimento do assunto.
b) ( ) onde se coloca o tema da reportagem de forma clara e que atraia o interesse do leitor.
c) ( ) É um título secundário, que pode apresentar outras informações relevantes do texto.
Não é obrigatória a sua presença.
d) ( ) Onde se resume o tema tratado.
2. Quais são os suportes em que as reportagens aparecem, geralmente?
a) ( ) Jornais impressos
b) ( ) Revistas
c) ( ) Televisão
d) ( ) Internet
e) ( ) Todas as alternativas
3. Coloque (N) para notícia e (R) para Reportagem:
a) ( ) Informa fatos de maneira mais objetiva.
b) ( ) É assinada pelo repórter.
c) ( ) Possui maior aprofundamento do tema, investiga e busca discutir a questão.
d) ( ) devem ser feitas (escritas, gravadas ou filmadas) em um curto espaço de tempo, sendo
algo que deve ser levado ao público quase que de forma imediata.
e) ( ) por ser um conteúdo mais trabalhoso de ser feito, não há uma estrutura rígida para ela,
sendo baseada no bom senso do autor.
4. O jornalista norte-americano Charles Anderson Dana (1819-1897) definiu a notícia em uma
famosa frase: “se um cão morder um homem, não há notícia; se um homem morder um cão,
há notícia.” Assinale a alternativa que melhor define o que ele quis dizer:
a) ( ) Ele quis dizer que a notícia tem sempre a preocupação com fatos corriqueiros e sem
importância.
b) ( ) A frase não faz sentido porque os homens não mordem cachorros.
c) ( ) A frase se refere ao fato de que as notícias, muitas vezes, valorizam acontecimentos
que causam impactos aos leitores e estimulam sua curiosidade.
d) ( ) A frase se refere ao fato de que as notícias sobre homens são mais interessantes que
notícias sobre animais.
5. Complete o texto a seguir com as frases que estão no quadro:
notícias reportagens
Informativo opinativo
As ________ são textos mais longos, opinativos e assinados pelos repórteres, enquanto as
________ são textos relativamente curtos e impessoais que possuem o intuito de somente informar o leitor
de um fato atual ocorrido.
5
Assim, podemos dizer que a notícia faz parte do jornalismo ________, enquanto as reportagens
fazem parte do chamado jornalismo _____________.
A CARTA ARGUMENTATIVA DO LEITOR
Outro gênero textual muito presente nos jornais (impressos ou virtuais) é a Carta Argumentativa do Leitor.
CARTA ARGUMENTATIVA DO LEITOR
Há muitas cartas enviadas pelos leitores que são publicadas nos jornais, algumas delas podem apenas
solicitar publicações de matérias de certos temas; ou cumprimentar o veículo por determinada reportagem,
pelo aniversário, pela beleza de uma capa etc.; ou, mesmo, apresentar-se ao veículo como seu leitor
assíduo, por exemplo.
Outras cartas são destinadas a queixas e reclamações do leitor sobre serviços prestados por empresas,
sobre atendimentos realizados por instituições diversas como escolas, hospitais, órgãos públicos.
Quando se trata de carta argumentativa de leitor, fala-se das cartas nas quais o
leitor comenta criticamente – utilizando argumentos – aspectos como:
• o assunto de matérias publicadas em jornais e revistas (impressos ou eletrônicos):o leitor apresenta uma
crítica à posição assumida na matéria lida, concordando ou discordando dessa posição, total ou
parcialmente;
• o tratamento que um determinado veículo dá a um assunto em dado momento: o leitor pode pensar que
o assunto foi tratado de modo superficial, quando mereceria mais aprofundamento; pode avaliar que foi
abordado de modo muito irônico, quando deveria ser tratado com seriedade; pode considerar que o
assunto foi discutido de modo exageradamente aprofundado, quando não era para tanto
• diversos procedimentos adotados por esses veículos no processo de publicação das matérias: um jornal
pode destinar mais espaço a determinado assunto, penalizando outro com pouco espaço; pode ignorar
certo acontecimento e não fazer referência alguma a ele; pode colocar, ao lado de uma matéria, imagens
que não têm nada a ver com ela, mas que podem induzir o leitor a fazer interpretações indesejadas a
respeito, por exemplo.
A carta argumentativa de leitor, portanto, diferencia-se de outras publicadas em jornais e revistas por
causa da sua finalidade e do objeto da sua crítica.
ATIVIDADE 3
Leia a carta argumentativa do leitor a seguir e responda às questões :
Tribuna do Leitor
Violência contra a mulher
por Eduarda Carvalho de Barros 8º ano - Colégio Interativo
09/08/2020 - 05h00
Não é segredo para ninguém que a violência doméstica sempre foi um problema na sociedade.
Durante esta quarentena, o número de casos registrados de agressão à mulher cresceu
significativamente. O número criado pelo governo para denúncias, o Disque 180, relatou que houve um
aumento de 50% nas denúncias. Com o confinamento social, as mulheres vítimas de violência ficam mais
vulneráveis ao agressor e por isso na maioria das vezes não têm como pedir ajuda. As vítimas sofrem não
só agressões físicas, mas também ofensas psicológicas. Muitas denúncias são feitas por vizinhos ou
familiares cientes das agressões. A violência ocorre também entre crianças, jovens e idosos.
Nós, mulheres, já tivemos muitas vitórias e ainda temos muitas para conquistar. Somos
merecedoras de respeito, fazemos parte da sociedade e, por isso, devemos ser tratadas com igualdade de
direitos! Violência doméstica é inaceitável, é desumano e é crime!
Por isso, se você sabe de alguém que precisa de ajuda, denuncie e dê a essa pessoa a chance de
viver com liberdade e igualdade de direitos.
Fonte:https://www.jcnet.com.br/opiniao/tribuna_do_leitor/2020/08/732151-violencia-contra-a-mulher.html
1º) Quem é a autora da carta? Além do nome, há mais informações sobre ela? Quais?
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
6
2º) Onde a carta foi publicada? Há uma seção específica para a publicação desse tipo de carta? Qual?
_______________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________
_______
3º) Qual o assunto tratado na carta?
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
4º) Qual a intenção do texto produzido? Explique.
_______________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________
ATIVIDADE 4- PRODUÇÃO TEXTUAL
Faça de conta que você, ao navegar por um site de notícias, deparou-se com a seguinte notícia:
Queiroga diz que 1,5 milhão de brasileiros estão com a segunda dose da vacina contra a Covid
atrasada
Ministro da Saúde participou de café da manhã com jornalistas nesta terça-feira (13). Ele também disse
que governo deve publicar uma medida provisória para criar uma secretaria específica de combate à
Covid.
Por Raquel Porto Alegre, G1 — Brasília
13/04/2021 10h31 Atualizado há 3 minutos
O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta terça-feira (13), em um café da manhã com
jornalistas, que 1,5 milhão de brasileiros estão com a segunda dose da vacina contra a Covid atrasada.
Até o momento, duas vacinas são aplicadas no país, as duas em caráter emergencial: a da
farmacêutica AstraZeneca (em parceria com a Universidade de Oxford), e a da farmacêutica CoronaVac.
Para a vacina da AstraZeneca, a maior eficácia é alcançada quando o intervalo entre a primeira e a
segunda doses é de três meses. Para a CoronaVac, o melhor resultado, de acordo com os estudos, ocorre
quando a segunda dose é aplicada num intervalo de 21 a 28 dias.
Queiroga afirmou que o ministério vai emitir uma lista por estado com as pessoas que estão com a
segunda dose atrasada. Disse também que esse trabalho de completar o "esquema vacinal" será feito em
parceria com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass).
Fonte:https://g1.globo.com/bemestar/vacina/noticia/2021/04/13/queiroga-diz-que-15-milhao-de-brasileiros-
estao-com-a-segunda-dose-da-vacina-contra-a-covid-atrasada.ghtml
Esta notícia, deixou você bem incomodada(o) e então, você resolve escrever para o site de notícias
para falar sobre o assunto. Escreva, então, uma carta argumentativa do leitor.
Sua carta, poderá ter até 15 linhas, deverá ser assinada. Não se esqueça de revisar seu texto,
corrigi-lo e depois redigir a versão final!
7
PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU
Secretaria Municipal da Educação
EMEF "IVAN ENGLER DE ALMEIDA"
7º ANO B Período Letivo
19/04 A 07/05/2021
NOME DO ALUNO:_____________________________________________ TURMA: ____________
MATEMÁTICA
OPERAÇÕES COM NÚMEROS INTEIROS:
ORIENTAÇÕES GERAIS:
a) Resolva os exercícios em folhas separadas, mostrando como foram resolvidos.
b) Entregar na escola no período determinado pela data indicada acima.
c) Pode-se orientar por vídeo-aulas: https://www.youtube.com/watch?v=P3YIiKk0d-M
https://www.youtube.com/watch?v=AxLLaIVizIs
ESTUDO DAS REGRAS DA ADIÇÃO E DA SUBTRAÇÃO:
Vimos que o conjunto dos números INTEIROS é formado pelos números POSITIVOS E
NEGATIVOS. Assim quando realizamos qualquer operação entre eles, devemos seguir REGRAS DE
SINAIS para realizar corretamente essas operações. Vamos começar com a ADIÇÃO entre números
INTEIROS.
ADIÇÃO DE NÚMEROS INTEIROS COM SINAIS IGUAIS
1°) Quando somamos DOIS OU MAIS NÚMEROS POSITIVOS o resultado ( que é a soma ) será
POSITIVA.
Exemplos:
a) +5 + 9 = + 14 d ) +25 + 32 = + 57
b) +3 + 8 + 7 = +18 e ) +125 + 234 + 311 = +670
c) + 11 + 23 + 34 + 45 + 56 = 169 f ) +1 + 2 + 3 + 4 + 5 = +15
“ Na soma de dois ou mais números POSITIVOS o resultado é POSITIVOS ”
2) Quando somamos DOIS OU MAIS NÚMEROS NEGATIVOS o resultado ( a soma ) será NEGATIVA:
a ) –5 – 7 = –12 d ) –25 – 32 = – 57
b ) – 21 – 13 – 15 – 7 – 29 = – 85 e ) – 13 – 48 – 73 = – 134
c ) – 225 – 234 = – 459 f ) – 11 – 23 – 34 – 56 = – 124
“ Na soma de dois ou mais números NEGATIVOS o resultado será NEGATIVO”
Então podemos dizer que:
Quando juntamos dois ou mais números positivos é como se estivéssemos ganhando
quantidades. Quando juntamos dois ou mais números negativos é como se estivéssemos
devendo quantidades.
8
Vamos ver algumas aplicações:
a) Maria fez aniversário e ganhou, como presentes, os seguintes valores em Reais:
37 Reais do Tio Mário, 48 da Tia Cida , 50 do Pai e 65 de sua Mãe. Então:
Maria tem : +37 + 48 + 50 + 65 = + 200 Reais
b) Para essa mesma festa, o pai de Maria gastou:
120 Reais na decoração. 230 no bolo, 90 nas bebidas e 320 na comida. Então:
O Pai devia: – 120 – 230 – 90 – 320 = – 760 Reais
c) Em uma semana, um eletricista fez três serviços, recebendo os seguintes valores:
R$ 350,00 , R$ 520,00 e R$ 640,00 . Quantos Reais ele recebeu?
Resp: +350 + 520 + 640 = +1.510 Reais ( ele ganhou, então os valore são positivos).
d) No Final de semana, esse eletricista passou no mercado e fez as seguintes compras:
R$ 35,00 , R$ 52,00 , R$ 60,00 , R$ 50,00 , R$ 20,00 e R$ 40,00
Resp: – 35 – 52 – 60 – 50 – 20 – 40 = – 257 Reais (é o que ele deve, por isso são negativos)
e) João gastou no carro 300 Reais em peças e 250 Reais em mão de obra para consertar o carro e
ainda passou no Posto e colocou 150 Reais em combustível. Quanto ele gastou em tudo isso?
Resp: Ele gastou : – 300 – 250 – 150 = – 700 Reais ( dívidas são valores negativos) .
ADIÇÃO DE NÚMEROS INTEIROS COM SINAIS DIFERENTES:
Quando fazemos uma operação com dois números de sinais DIFEENTES devemos aplicar a
seguinte regra:
Calculamos a diferença entre os dois valores numéricos ( conta de menos )
e vamos conservar ( deixar ) o sinal do valor maior ( absoluto)
EXEMPLOS:
a) +9 – 5 = + 4 ( subtrai e dá o sinal do maior que é o 9, porque sobra 4 )
b) +25 – 32 = – 7 ( subtrai e dá o sinal do maior que é o 32, porque faltou 7)
c) +300 – 255 = + 45 ( subtrai e dá o sinal do maior que é o 300, porque sobra 45 )
d) – 68 + 45 = –17 ( subtrai e dá o sinal do maior que é o 68, porque está faltando 17 )
f) +125 – 99 = +26 ( subtrai e dá o sinal do maior que é o 125 , porque sobra 26 )
g) + 45 – 45 = 0 ( subtrai e dá o sinal do maior, como os dois são iguais dá ZERO)
“ Na soma de um número POSITIVO com outro NEGATIVO devemos fazer as SUBTRAÇÃO
dos valores e conservar o sinal do maior valor absoluto.”
Outros exemplos:
a) +5 – 7 = +2 ( falta 2) e ) –5 + 30 = +25 ( sobra 25)
b) – 7 – 9 = – 16 ( juntamos os negativos ) f ) +13 + 53 = +66 ( juntamos os positivos)
c) +225 – 234 = – 9 (falta 9) g ) – 56 + 124 = +68 ( sobra 68)
d) + 130 – 115 = +15 ( sobra 15 ) h ) +300 – 420 = – 120 ( falta 120 )
Exemplos práticos:
1) Mario comprou 330 Reais em mercadorias no mercado, pagando tudo com 400 Reais.
Sobrou ou faltou dinheiro? Quanto?
Resp: Gastou : – 330 e pagou : + 400 = – 330 + 4 00 = +70 Reais.
Então: sobrou 70 Reais.
9
2) Em Londres, na Inglaterra, na hora do almoço estava 20 graus positivos e depois a
temperatura caiu 25 graus à noite. Quantos graus marcava o termômetro à noite?
Resp : Estava +20 e caiu 25 : temos = + 20 – 25 = – 5 graus Celsius.
. (à noite marcou o termômetro).
RESUMINDO: Então temos as seguintes regra para a adição de dois números inteiros:
Sinais dos números somados Sinal resultante da operação
Positivo com positivo = dá positivo
Negativo com negativo = dá negativo
Devemos somar os dois valores e manter o
sinal DOS NÚMEROS.
Positivo com negativo = ?
Negativo com positivo = ?
Nesses casos devemos subtrair e manter o
sinal do maior valor absoluto.
Quando precisarmos resolver uma expressão com mais de dois números INTEIROS
devemos assim proceder:
“ Somamos todos os POSITIVOS e separadamente somamos todos os NEGATIVOS “ .
A seguir iremos calcular a diferença entre eles através da SUBTRAÇÃO e manter o sinal do
maior valor ABSOLUTO ( como indicado na tabela resumo).
Exemplos:
a) +25 – 32 + 57 – 15 – 23 = ?
+25 + 57 – 32 – 15 – 23 = ? (positivo com positivo e negativo com negativo)
+ 82 – 80 = +2 ( subtrai e damos o sinal do maior absoluto)
b) – 23 + 49 – 56 + 24 = ?
+49 + 24 – 53 – 56 = ? (positivo com positivo e negativo com negativo)
+ 73 – 109 = – 36 ( subtrai e damos o sinal do maior absoluto)
c) + 13 – 15 + 45 – 30 – 42+ 29 = ?
+ 13 + 45 + 29 – 15 – 30 – 42 = ?
+ 87 – 87 = 0......
d) João foi ao mercado e acabou comprando os seguinte valores em Reais:
CARNE – 85 ARROZ – 35 FEIJÃO – 18 OUTROS – 52
Se ele tinha 200 Reais. Ao passar no CAIXA, faltou ou sobrou dinheiro?
+ 200 – 85 – 35 – 18 – 52 = ?
..+ 200 – 190 = + 10.. sobraram 10 Reais ( troco )
EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES
1) De acordo com os estudos realizados, calcule o valor de cada expressão numérica simples:
a) +9 + 5 = g ) + 37 – 57 =
b) +28 – 39 = h ) – 96 + 100 =
c) +30 – 55 = i ) + 500 – 400 =
d) + 68 + 45 = j ) – 144 + 155 =
e) – 125 – 79 = k ) + 89 + 98 =
f) + 185 – 145 = l ) – 123 – 123 =
depende
10
2) Calcule o valor das expressões numéricas abaixo:
a) +250 – 132 + 157 – 215 = d ) +15 + 22 – 51 – 15 + 33 =
b) –43 + 39 – 76 + 24 = e ) +990 – 234 – 355 – 415 =
c) +73 – 85 + 95 – 37 – 52+ 49 = f ) – 40 – 50 + 35 + 65 + 57 – 83 =
ELINANDO PARÊNTESES COM NÚMEROS INTEIROS
Para que possamos somar ou subtrair dois ou mais números INTEIROS (positivos e negativos) em uma
expressão numérica apresentada com parentes, devemos aplicar as seguintes REGRAS para eliminá-los.
1ª REGRA: + ( + ) PERMANECE POSITIVO : + com + dá +
2ª REGRA: - ( - ) PERMANECE POSITIVO : – com – dá +
3ª REGRA: + ( - ) PERMANECE NEGATIVO: + com – dá –
4ª REGRA: - ( + ) PERMANECE NEGATIVO: – com + dá –
EXEMPLOS:
1) Eliminado os parênteses, vamos calcular o valor de cada expressão numéricas, aplicando TODAS
as regras estudadas acima:
a) (+5) + (+ 9) = +5 + 9 = +14
b) (+27) + (+ 32) = +27 + 32 = + 59 Na eliminação dos ( ) : + com + dá +
c) (+11) + ( +12) + (+13) = +11 + 12 + 13 = +36
d) (+53) + ( – 48) = +53 – 48 = +5 Na eliminação dos ( ) = + com – dá –
e) ( –125) – ( +114) = –125 – 114 = – 239
f) (+ 11) – ( – 23) = +11 + 23 = + 34
g) (– 45) – ( – 46) = – 45 + 46 = +1
h) (– 137 ) – ( – 48) – ( – 73 ) = Na eliminação dos ( ) = – com – dá +
– 137 + 48 + 73 =
+131 – 137 = – 6
i) Uma pessoa que, nasceu no ano 37 antes de Cristo (a.C) e morreu no ano 45 depois de Cristo
(d.C), quantos anos ela viveu?
– 40 – 30 – 20 – 10 0 10 20 30 40 50
Nessa situação temos: ( Quando morreu) – ( quando nasceu ) para calcularmos a idade.
( + 45 ) – ( – 37 ) =
+ 45 + 37 = 82 anos vividos.
sinais iguais : permanece o
positivo
sinais diferentes :
permanece o negativo
antes de Cristo depois de Cristo
nasceu
– 37
morreu
+ 45
11
j) A Temperatura, em uma certa cidade americana variou de – 8°C para +15°C em um certo dias.
Quantos graus essa temperatura variou nesse dia?
– 12 – 9 –6 – 3 0 3 6 9 12 +15
Variação de temperatura: ( 2ª ) – ( 1ª ) =
( +15 ) – ( – 8 ) =
+15 + 8 = +23° de variação positiva ( a temperatura diminuiu.)
k) A Temperatura no deserto do SAARA, em certo dia cidade variou de +38°C na tarde para – 5°C
na noite. Quantos graus essa temperatura variou nesse dia?
– 40 – 30 –20 – 10 0 10 20 30 40 50
Variação de temperatura: ( 2ª ) – ( 1ª ) =
( – 5 ) – ( +38 ) =
– 5 – 38 = – 43° de variação negativa. (a temperatura diminuiu.)
EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES: APLICANDO AS REGRAS DE SINAIS.
1) Calcule o valor das expressões numéricas abaixo:
a ) –15 + 7 = e ) +25 – 32 =
b) +31 – 43 + 15 = f ) – 133 – 148 + 300 =
c ) +275 – 234 = g ) +16 – 23 + 34 – 56 =
d) +80 – 90 + 100 – 110 = h) – 76 + 20 +79 – 135 =
2) Eliminado os parênteses , calcule corretamente os valores de cada expressão numérica:
a) (+19) + (– 15 ) = f ) ( + 30) – (– 57) =
b) ( – 28) – ( +39) = g ) (– 96) + (+100) =
c) (+30) – ( – 55) = h ) (+ 500) – ( + 543) =
d) (+ 68) + ( + 45) = i ) (– 244) – ( – 155) =
e) (+125) – ( + 79) + ( – 49) = j ) ( +98) + (+185) – ( +145) + ( – 123) =
3) Quantos anos se passaram de 355 a.C até o ano de 755 d.C? Voce sabe quantos séculos
são?
4) Em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, a temperatura variou em um certo dia, de – 6°C para
+ 19°C. Quantos graus ela variou nesse dia?.
5) Para fazer gelatina, Maria esquentou a água até +60°C e depois misturar o pó de gelatina colocou
no freezer, que marcava – 10°C. Qual foi a variação da temperatura nessa situação?
– 8°
– 5
+38°
12
PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU
Secretaria Municipal da Educação
EMEF "IVAN ENGLER DE ALMEIDA"
7º ANO B PERÍODO LETIVO
19/04 A 07/05/2021
NOME DO ALUNO:_____________________________________________ TURMA: ____________
HISTÓRIA
Enunciado: Na atividade anterior, estudamos a Idade Moderna, entre os séculos XV e XVIII. Pudemos ver
algumas características desse período, relacionado à Europa, como: o absolutismo e o mercantilismo. A
partir desse período temos as Grandes Navegações, com a atuação europeia na costa africana, na Ásia e
a colonização das terras americanas, que já eram habitadas. Nessa atividade, queremos ver um pouco
sobre os povos que habitavam a África e a América, antes dessa chegada dos europeus. É claro, que não
há como falar de todos os povos, mas escolheremos alguns, que nos darão a ideia clara, de que, tanto na
África, como na América, já havia todo um desenvolvimento por parte dos povos que ali habitavam. Leiam
os textos, vejam os mapas e respondam às atividades no final. Uma boa atividade a todos!
Indicação: https://youtu.be/qNONlF6wuMU
https://youtu.be/sDF2EBS4OYg
HISTÓRIA
Atividade: A África Pré-Colonial
Antes dos europeus colonizarem a África, no século XIX, diversas sociedades autônomas, com
características diferentes, já existiam nesse continente. Portanto, a história da África não pode ser pensada
apenas a partir do contato com o mundo ocidental.
No ano 1000, havia na África povos nômades e povos sedentários. Alguns deles possuíam governos
centralizados; outros estavam organizados em aldeias, formadas por conjuntos de famílias que viviam sob
o comando de conselhos de anciãos e de chefes de clãs.
A formação dos grandes reinos do sul do Saara esteve diretamente ligada ao comércio a longa distância.
Foi também por meio do comércio que o islã foi introduzido na região. Mercadores muçulmanos vindos do
norte, conhecidos como marabutos, negociavam ouro, noz-de-cola, marfim, peles e outros artigos com as
sociedades africanas.
No contato com os marabutos, os habitantes desses reinos africanos conheceram o islã e apropriaram-se
da fé, das leis e das práticas que lhes foram apresentadas, e não impostas.
13
As sociedades sahelianas
De origem árabe, a palavra “sahel” significa margem ou borda. No caso africano, o Sahel é uma extensa
faixa de terra situada imediatamente ao sul do Deserto do Saara e habitada por diferentes povos pastores
e comerciantes. Entre os séculos VIII e XVI, desenvolveram-se na região diversos reinos e cidades
mercantis.
O Reino de Gana: a terra do ouro
O Reino de Gana, o mais antigo dos reinos sahelianos, cresceu a partir do ano 300 e atingiu o seu apogeu
entre os séculos VIII e X. Por muito tempo, o reino foi chamado pelos cronistas árabes de “terra do ouro”,
por existir grande quantidade do metal nas minas da região.
O ouro era explorado nas ricas zonas auríferas localizadas ao sul dos rios Senegal e Gâmbia. Mercadores
trocavam ouro principalmente por sal, que era extraído das salinas do Deserto do Saara e utilizado como
moeda nas transações comerciais e na conservação dos alimentos.
Estudos arqueológicos indicam que esse comércio existia pelo menos desde o Século III e envolvia outros
produtos, como goma, sorgo, milhete, âmbar, almíscar, peles, penas e marfim. Além do comércio, a
agricultura e a criação de gado eram importantes atividades econômicas do Reino de Gana.
Em Gana, o rei recebia o título de gana e era visto como o elo entre os deuses e os homens. Ele liderava
um poderoso exército e ocupava o topo de uma sociedade hierarquizada. Sacerdotes, nobres e
funcionários cuidavam da administração do reino.
O islã começou a crescer no Reino de Gana por volta do século XI. A religião e a cultura islâmicas
contribuíram para fortalecer o poder real e para agregar diferentes povos sob o domínio de Gana. Por meio
da sharia, o código de leis dos muçulmanos, da cultura e da língua árabe, todos se identificavam como
irmãos em Maomé. Com isso, o islã transformou-se em uma religião de Estado.
O Império Mali
Na mesma região em que se desenvolveu o Reino de Gana, floresceu, entre os séculos XIII e XVI, um
império mais rico e poderoso: o Império do Mali. Esse reino era habitado por vários povos, sendo os
malinquês (ou mandingas) o grupo principal. Eles falavam a mesma língua do povo de Gana e também
adotaram a cultura e a religião do islã. Os governantes recebiam o título de mansa.
O comércio, o controle das rotas caravaneiras transaarianas e principalmente a cobrança de taxas sobre
produtos como ouro, sal, escravos, marfim e noz-de-cola eram fundamentais para a manutenção do
Estado, da corte e do mansa. Com a arrecadação proveniente do comércio e das taxas, o mansa obtinha
cavalos para o exército e comprava tecidos e artigos de luxo como forma de demonstrar seu poder.
A população, em geral, não era favorecida pela riqueza do comércio transaariano, exceto pelo sal,
indispensável na sua alimentação. Os súditos viviam em vilarejos, em casebres feitos de barro. Cultivavam
milhete, sorgo, inhame, algodão e feijão, criavam animais, como bois, camelos e cabras, pescavam, teciam
e produziam objetos artesanais, como cestas e potes.
O Império Songhai
No século XV, o Império do Mali começou a enfraquecer, enquanto o pequeno Reino de Gao, situado ao
longo da curvatura do Rio Niger e que existia desde os tempos de Gana, começou a predominar sobre as
outras sociedades sahelianas.
Gao ganhou importância quando a dinastia dos sunnis, que falava a língua songhai e era adepta da
religião tradicional, assumiu o poder e fundou o Império Songhai. Na primeira fase desse império, o
principal dirigente foi Sunni Ali (1464 – 1492), também chamado de Ali Ber (o Grande).
No final do século XV, Sunni Ali conquistou as cidades de Djene, Walata e Timbuctu, que se tornou a
capital efetiva do Império Songhai e seu centro cultural mais importante. Nesse período, os estudiosos
africanos produziram muitas obras e criaram cópias de inúmeros manuscritos que eram trazidos por
viajantes. Na universidade e nas bibliotecas particulares da cidade de Timbuctu ainda hoje é possível
encontrar trabalhos sobre economia, medicina, direito e muitos estudos sobre o Alcorão produzidos
naquela época. Esses textos revelam a riqueza da cultura letrada que se desenvolveu nessa região do
continente africano.
14
Depois de quase dois séculos de hegemonia, o Império Songhai começou a se desintegrar em decorrência
das disputas pela sucessão do império. Já no final do século XVI, em 1591, o ataque de um exército
marroquino, composto de árabes, tuaregues e mercenários europeus, munidos de armas de fogo,
conseguiu derrotar as tropas do Songhai e estabelecer seu domínio em Timbuctu.
Povos Pré-Colombianos
Apesar de falarmos em Descobrimento da América, quando os europeus chegaram neste continente já
existiam sociedades complexas que habitavam a região. Essas sociedades eram diversas e existiam no
território americano antes da chegada de Cristóvão Colombo no século XVI.
As mais conhecidas, dentre esses grupos, são as sociedades Inca, Maia e Asteca, civilizações importantes
e desenvolvidas que chocaram os conquistadores espanhóis com sua cultura, arquitetura e estrutura
política e social.
As pirâmides com escadarias construídas pelos maias, as estradas dos incas e as cidades astecas são,
até hoje, motivo de admiração. São as características principais desses povos que veremos aqui.
Os astecas
Os astecas são considerados o império mais poderoso e desenvolvido dentre os povos ameríndios. O
poder centralizado no imperador, apesar da existência de cidades-Estado com reis, é exemplo do alto nível
de organização.
Os astecas viveram em uma região próxima do que hoje é a Cidade do México. O Império
tinha Tenochtitlán como capital.
O poder no Império Asteca estava concentrado nas mãos do imperador, que governava a partir da capital.
Na chegada dos espanhóis ao continente americano, o imperador era Montezuma, que acreditou que os
europeus eram, na verdade, divindades.
Mesmo organizados em uma estrutura hierárquica clara, com escravos e servos na base, famílias da casa
grande no meio e sacerdotes no topo, a sociedade Asteca permitia a mobilidade social. Ou seja, um
indivíduo de uma classe baixa poderia trabalhar até alcançar estratos mais elevados na pirâmide social.
Assim como maias e incas, os astecas tinham sua economia baseada na agricultura, com forte
investimento na plantação de milho, algodão, feijão e pimenta.
Foram os astecas que inventaram o chocolate, que ao invés de um alimento doce, era uma bebida amarga
oferecida aos deuses.
Os astecas tinham profundo conhecimento em metalurgia, produzindo ornamentos de ouro e prata com
facilidade. Para eles, esses metais não tinham o mesmo valor que para os povos europeus. Além disso,
desenvolveram-se na arquitetura, astronomia e matemática.
15
Os maias
Os maias formavam uma civilização que foi desenvolvida na região conhecida como Mesoamérica e que
ficava localizada na América Central, em sua maior parte, e América do Norte, apenas em parte do
território em que hoje está localizado o México.
A civilização maia teve seus principais centros localizados na Guatemala e no México, mas vestígios
dessa civilização também foram encontrados em El Salvador, Belize, Honduras etc. São conhecidos por
serem uma civilização pré-colombiana e também uma civilização mesoamericana.
Os maias nunca formaram um império propriamente dito, como os incas e astecas, porque sua
organização política era baseada na ideia de cidades-Estado. Ou seja, cada cidade era uma entidade
administrativa independente, com autoridades próprias e fronteiras que eram estabelecidas pelos limites
da própria cidade. No caso da civilização maia, a sua zona de ocupação é considerada como as regiões
que estavam sob a influência maia.
As cidades-Estado maias praticavam o comércio entre si, mas os historiadores e arqueólogos também
provaram que elas travavam guerras entre si. Ao longo da história maia, algumas cidades conseguiram
impor um certo domínio regional.
O rei, era a autoridade máxima da cidade e era tido pelos súditos como uma manifestação dos deuses. O
poder real era transmitido de maneira patrilinear, isto é, seguia a linhagem do pai. Apesar dessa linhagem
patrilinear, o trono poderia ser ocupado por uma mulher nas seguintes situações: quando o rei nomeado
não tivesse a idade suficiente ou se estivesse lutando na guerra.
Os maias possuíam uma sociedade hierarquizada, isto é, dividida em grupos sociais muito bem definidos,
cada qual com funções distintas. O grupo mais numeroso da sociedade era dos camponeses, os
responsáveis pela agricultura e pelo abastecimento de sua cidade. A elite era a responsável pela
administração das cidades-Estado e pelas funções religiosas. A autoridade máxima e topo da pirâmide
social maia era o rei de cada cidade.
Possuíam um sistema duplo de calendário em que um era composto por 365 dias (chamado Haab) e outro
era composto por 260 (era chamado de Tzolkin). Utilizavam de desenhos de animais para representarem
suas ideias filosóficas e outras áreas do conhecimento, como a Astronomia.
A primeira informação de relevância sobre a religião maia é que eles acreditavam em mais de um deus,
portanto, eram politeístas. Eles, assim como outros povos mesoamericanos, consideravam que os seus
deuses habitavam em um local chamado Tamoanchan, um paraíso mitológico.
Esse povo acreditava que os acontecimentos do mundo natural eram regidos por forças espirituais e
pelo poder dos ancestrais. Além disso, pensava-se que os locais da natureza eram locais sagrados.
Dentro da religião maia, julgava-se que os sacrifícios humanos eram importantes para garantir que os
deuses estivessem satisfeitos e garantissem o funcionamento do universo. Esse povo costumava sacrificar
prisioneiros de guerra e pessoas que se entregavam voluntariamente ao sacrifício.
A civilização maia viveu seu auge durante o período entre 250 d.C. e 900 d.C. Após esse período, os
historiadores apontam que foi iniciada a decadência que levou ao desaparecimento deles.
Durante o enfraquecimento da civilização maia, alguns locais perderam, de maneira drástica, um grande
número de habitantes. Essas pessoas mudaram-se para outros locais da Mesoamérica em busca de
melhores condições para viver. Com isso, grande parte das cidades maias foram abandonadas e, quando
os europeus chegaram à Mesoamérica, encontraram essas cidades total ou parcialmente vazias.
Os incas
Os incas foram uma das mais importantes civilizações do mundo, assim como os astecas e os maias.
Originalmente os incas eram um clã da tribo dos quíchuas, localizado na região de Cusco, no Peru. A partir
do século XII, porém, iniciaram a formação de um vasto império cuja capital era Cusco.
Hoje, essas terras compreendem o Peru, a Colômbia, o Equador, o oeste da Bolívia, o norte do Chile e o
noroeste da Argentina.
O termo "inca", que hoje designa um povo e um império, originalmente significava "chefe", título dado aos
imperadores e aos nobres.
Em três séculos, os incas construíram um poderoso império através de seus exércitos e sua capacidade de
negociação. Com tropas bem organizadas e disciplinadas, uma grande quantidade de nações indígenas se
tornaram seus vassalos.
Para controlar seu imenso território, abriram duas grandes estradas: uma no litoral, e outra nas montanhas,
que cortavam o território de norte a sul e interligadas por transversais de leste a oeste. A principal unia as
cidades de Cusco e Quito (Equador) e media cerca de 2.400 quilômetros.
Ao longo desses caminhos havia guaritas com mensageiros, chamados “Chasquis”, especialmente
treinados para correr o mais rápido possível. Desta maneira, os incas tinham um sistema de comunicação
eficiente e que os permitia saber o que acontecia nos seus domínios.
16
A sociedade inca era hierarquizada em várias classes sociais. O Inca, filho do deus do Sol, misto de deus
e imperador, reunia centenas de tribos sob sua autoridade. O imperador era o guardião dos bens do
Estado, especialmente da terra e submetia a sociedade ao rigor de suas decisões. O Imperador era
considerado um deus, portanto, tudo o que dizia era acatado. Geralmente, casava-se com uma irmã que
era vista como a encarnação de Mama Quilla, a principal deusa feminina.
Abaixo do imperador estavam seus parentes, os nobres, e os escolhidos para ocupar os postos de
comando, como governadores de províncias, chefes militares, juízes e sacerdotes.
A camada seguinte era formada de funcionários públicos e trabalhadores especializados, como ourives,
marceneiros, pedreiros etc. Na base da hierarquia estavam os agricultores.
Havia também escravos que eram obtidos através da guerra e em forma de punição caso algum povo não
se submetesse às ordens incaicas. Eram destinados aos trabalhos nas regiões de mais difícil acesso.
A economia inca era baseada no trabalho coletivo e adaptado à idade de cada um. O alicerce da
economia era a agricultura, desenvolvida especialmente na zona montanhosa dos Andes.
Criavam a lhama, que servia para o transporte, a alpaca e a vicunha, das quais obtinham a lã e a carne.
No litoral, as populações viviam principalmente da pesca.
Para prestar conta dos impostos recolhidos e controlar a produção era usado o quipu, que significa "nó" em
quéchua. O quipu consistia num cordão, no qual estava presa uma série de pequenos cordões coloridos,
pendurados em forma de franja e com vários nós que era usado para fazer cálculos e transmitir
mensagens.
A distribuição de terras era feita de acordo com o tamanho da família e quanto mais filhos, mais terras.
Assim, ninguém tinha problema de alimentar sua prole.
Para aumentar as áreas cultiváveis, os incas criaram um engenhoso sistema de terraços - espécie de
degraus construídos ao longo das montanhas e sustentados por paredes de pedras - que se estendiam
pelas encostas íngremes.
As terras estatais eram cultivadas por todos e a produção era armazenada para sustentar a nobreza, os
sacerdotes e os militares. Os excedentes eram estocados em armazéns instalados ao longo de todo o
império e repartidos à população em tempo de carência ou épocas de calamidades.
A religião marcava a vida e a cultura inca. Adoravam diversos deuses, que em geral eram associados a
elementos da natureza, como o sol, a lua, o rio, a chuva etc. As divindades recebiam oferendas, inclusive
sacrifício humano, e esperavam dos deuses um retorno em forma de chuva, proteção, boa colheita, etc.
O Império Inca começou a se desagregar no final do século XV, ao enfrentar várias rebeliões internas.
Neste preciso momento, chegam os espanhóis, que se aliam aos inimigos dos incas e terminam por
conquistá-los em 1533. O imperador Atahualpa foi executado e após sua morte, os incas se refugiaram
nas montanhas, onde resistiram até 1571, quando foi capturado e morto o último líder – Tupac Amaru.
Referências:
https://www.todamateria.com.br/
https://www.historiadomundo.com.br/
APOLINÁRIO, M. R. Projeto Araribá. São Paulo: Moderna, 2010.
Questões
1) Antes da chegada dos europeus à África, já temos reinos ali formados. Sobre os reinos do sul do Saara,
qual afirmação abaixo está errada.
A) A formação desses reinos, esteve diretamente ligado ao comércio a longa distância;
B) Por meio do comércio o islã foi introduzido nesses reinos;
C) Os habitantes desses reinos, conheceram o islã por meio dos mercadores árabes;
D) A fé, as leis e as práticas do islã, foram impostas a esses reinos.
2) O Reino de Gana, pode ser considerado o mais antigo dos reinos sahelianos. Sobre esse reino, qual
afirmação abaixo está errada.
A) Atingiu o seu apogeu entre os séculos VIII e X;
B) O sal, era utilizado nas transações comerciais e na conservação dos alimentos;
C) O comércio era a atividade mais importante vindo depois a agricultura e a criação de gado;
D) O comércio não era uma atividade importante, o que se destacava era apenas a criação de gado;
E) A religião e a cultura islâmicas contribuíram para agregar diferentes povos sob o domínio de Gana.
17
3) Em relação ao Império Mali, quais eram as atividades fundamentais para a manutenção do Estado?
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
4) Qual foi a importância dos estudiosos africanos durante o Império Songhai?
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
5) Observando o mapa dos antigos reinos e impérios africanos, escreva o nome de cinco reinos além
daqueles que já falamos.
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
6) Em relação aos astecas, qual afirmação abaixo está correta.
A) Não chegaram a formar um império poderoso e desenvolvido;
B) O poder não era centralizado no imperador, mas nos reis das cidades-Estado;
C) A sociedade asteca permitia a mobilidade social;
D) Tinham sua economia baseada no comércio.
7) Por que os maias nunca formaram um império?
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
8) Sobre a religião vivida pelos maias, qual afirmação abaixo está errada.
A) Acreditavam em mais de um deus;
B) A natureza não era importante para a religião;
C) Os sacrifícios humanos eram importantes para garantir o funcionamento do universo;
D) Costumavam sacrificar prisioneiros de guerra e pessoas que se entregavam voluntariamente para o
sacrifício.
9) O Império Inca se formou na América do Sul. Em relação a ele, qual afirmação abaixo está errada.
A) Iniciaram a formação de um vasto império a partir do século XII;
B) Tinham tropas bem organizadas e disciplinadas;
C) Não chegaram a ter outras nações como vassalos;
D) Para controlar seu imenso território, abriram estradas;
E) Tinham um sistema de comunicação eficiente e que os permitia saber o que acontecia nos seus
domínios.
10) O que era o quipu, utilizado pelos incas?
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
18
PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU
Secretaria Municipal da Educação
EMEF "IVAN ENGLER DE ALMEIDA"
7º ANO B PERÍODO LETIVO
19/04 A 07/05/2021
NOME DO ALUNO:_____________________________________________ TURMA: ____________
GEOGRAFIA
Objetivo: Conhecer as características e a localização dos Domínios Morfoclimáticos das Unidades de
Conservação do Brasil
REGIÕES NATURAIS DO BRASIL: DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS E UNIDADES DE
CONSERVAÇÃO
Com base na relação entre relevo, clima e vegetação, o geógrafo brasileiro Aziz Nacib Ab’Saber dividiu o
território brasileiro em seis domínios morfoclimáticos. Para Ab’Saber, cada domínio resulta em uma
paisagem natural própria, cujas características naturais ocorrem de modo contínuo, formando manchas no
território.
Domínio Amazônico
O Domínio Amazônico distribui-se por uma enorme área de planícies e terras baixas florestadas na porção
norte do Brasil. Encontra-se em baixas latitudes, isto é, próximo à linha do equador, submetido a um clima
quente e chuvoso. A Floresta Amazônica abriga uma grande diversidade de espécies vegetais dos mais
diferentes estratos, uma se utilizando das condições geradas pelas outras para se desenvolver. Isso acontece
tanto na Mata de Várzea, que ocorre nas áreas de planícies situadas nas margens dos rios e inundadas
durante as cheias, quanto na Mata de Terra Firme, que ocupa as áreas mais elevadas.
Domínio dos Mares de Morros
O Domínio dos Mares de Morros distribui-se paralelamente à extensa costa brasileira. É uma área
submetida a um clima quente e úmido na qual predominam elevações suavemente arredondadas. O Domínio
dos Mares de Morros estende-se pelo interior do país, circundando as terras altas das serras da Mantiqueira e
do Espinhaço.
No passado toda essa área era coberta por uma floresta tropical úmida conhecida como Mata Atlântica. Ela
já foi quase inteiramente devastada; estima-se que atualmente resta cerca de 8% da formação original.
Domínio das Araucárias
O Domínio das Araucárias ocupa uma área de planaltos localizada ao sul do trópico de Capricórnio, portanto
submetida ao clima Subtropical. Áreas com esse clima apresentam amplitudes térmicas anuais elevadas. No
Domínio das Araucárias as temperaturas variam bastante durante o ano: o inverno é frio, e o verão é quente.
Assim como a Mata Atlântica, a Mata de Araucárias já foi quase inteiramente devastada. No século 19 os
imigrantes europeus que se instalaram na área de ocorrência desse tipo de vegetação começaram a utilizar as
araucárias para construir casas e móveis. Mais tarde essa madeira passou a ser exportada para a Europa e
para os Estados Unidos, enquanto o cultivo de uvas, de milho e de trigo avançava sobre as áreas
originalmente florestadas.
Domínio do Cerrado
O Domínio do Cerrado ocupa grande área na porção central do território brasileiro. O clima nesse domínio é
tipicamente Tropical, marcado pela alternância de estação seca (inverno) e da estação chuvosa (verão). No
verão, fortes enxurradas arrastam quase todos os nutrientes dos solos. Essa é uma das causas de sua pouca
fertilidade natural. Esse domínio está caracterizado também pela presença de vastas áreas planas e elevadas,
conhecidas como chapadas. Uma das paisagens mais ricas do mundo, o Cerrado brasileiro é muito
diversificado. Em alguns trechos chamados de Campos Limpos, a vegetação dominante é rasteira. Em
19
outros, os Campos Sujos, as gramíneas estão junto a arbustos de raízes profundas, troncos de cascas grossas
e galhos retorcidos. Existem também os trechos conhecidos como Cerradões em que árvores e arbustos
maiores e menos dispersos formam pequenas florestas.
Domínio da Caatinga
O Domínio da Caatinga se localiza no nordeste do país, em áreas submetidas ao clima Tropical Semiárido.
Nesse domínio as temperaturas são elevadas durante todo o ano e as chuvas são bem menos frequentes do
que no resto do país. Há anos em que as tão esperadas chuvas não chegam e é quando ocorre a seca. Essa
irregularidade das precipitações afeta toda a paisagem natural do domínio. Os solos são pouco profundos e a
maior parte dos rios corre em leitos rasos que permanecem secos durante longos períodos. O relevo é
marcado por planaltos que funcionam como obstáculo a entrada de massas de ar, agravando a seca. Muitas
das espécies vegetais que integram a Caatinga são adaptadas ao calor e à ausência de chuvas. Para não
perderem a umidade, possuem folhas bem pequenas e hastes cheias de espinhos.
Domínio das Pradarias
O Domínio das Pradarias abrange a área conhecida como Campanha Gaúcha, no extremo sul do país.
Assim, o domínio está submetido ao clima Subtropical, que tem grande amplitude térmica anual e estações
do ano bem definidas. As Pradarias são campos formados por vegetação rasteira, principalmente gramíneas.
As árvores e os arbustos são raros, aparecendo principalmente nas encostas das pequenas colinas que
formam o relevo de sua área de ocorrência. A vegetação rasteira transforma a Campanha Gaúcha em uma
imensa área de pastagem natural. Grandes fazendas que cultivam grãos – principalmente trigo e soja – vêm
sendo implantadas na Campanha Gaúcha. Em algumas áreas, o cultivo de um só produto por vários anos
seguidos está provocando a diminuição da fertilidade e aumento da erosão dos solos.
Faixas de Transição
Grandes extensões do território brasileiro, chamadas de faixas de transição, combinam as características dos
domínios próximos e se misturam de tal modo que fica difícil saber onde começa um e termina outro. Dois
exemplos de faixas de transição são o Pantanal Mato-Grossense e a Mata dos Cocais, esta última
localizada no estado do Maranhão. No Pantanal podem ser encontradas florestas, cerrados e vegetação
rasteira. Na Mata de Cocais podem ser encontradas espécies de plantas com características intermediárias do
Domínio da Caatinga e do Domínio Amazônico.
Fonte
RIBEIRO, Wagner C. Por dentro da geografia. 7° ano: ensino fundamenta: anos finais, 4ª ed. São Paulo:
Saraiva, 2018.
ATIVIDADES
1 – Observe e compare os dois mapas abaixo para responder as questões desta atividade.
20
a) Há coincidência da localização da Floresta Amazônica e do Domínio Morfoclimático Amazônico?
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
b) Qual é o domínio morfoclimático predominante no estado em que você vive? E a formação vegetal
original?
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
2 – Observe atentamente as imagens a seguir:
21
Responda a seguinte questão: Para cada uma das imagens acima, escreva o nome do domínio morfoclimático
em que podem ser encontradas as paisagens mostradas nas fotografias.
BRASIL: UNIDADES DE CONSERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE
Nenhum país apresenta uma biodiversidade tão grande quanto o Brasil: são mais de 103 mil espécies animais
e 43 mil espécies vegetais conhecidas no país segundo o Ministério do Meio Ambiente. Para conservar essas
espécies, bem como as características dos lugares onde elas ocorrem, foi criado o Sistema Nacional de
Unidades de Conservação, no ano 2000. Foram definidos dois grupos de Unidades de Conservação, áreas
delimitadas para a conservação ambiental nas quais as ações humanas são restritas, quando não proibidas: as
de Proteção Integral e as de Uso Sustentável.
ATIVIDADE
- Observe atentamente o mapa abaixo. para responder a seguinte questão: quais os nomes das unidades de
conservação encontradas no estado brasileiro onde você mora?
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
Responda a seguinte questão:
- Quais os nomes das unidades de conservação encontradas no estado brasileiro onde você mora?
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
Quinzena 4
Objetivo: Conhecer os fatores que explicam o crescimento, a estrutura e a distribuição da população do
Brasil.
A POPULAÇÃO BRASILEIRA: CRESCIMENTO, DISTRIBUIÇÃO E ESTRUTURA ETÁRIA
O Brasil foi por muito tempo um país de jovens. Em 1970 quase metade da população tinha até 14 anos de
idade. Nas últimas décadas a situação mudou bastante. De acordo com o IBGE, em 2017, a população
brasileira com até 14 anos chegava a cerca de 18,6% da população total. Estima-se que em 2050 esse
22
percentual caia para 18 segundo projeções do IBGE. A queda reflete a diminuição da taxa de crescimento
populacional do Brasil.
Menos filhos por mulher
Pesquisas do IBGE constataram que a mulher brasileira está tendo menos filhos com o passar do tempo. Para
saber a quantidade de filhos que uma mulher teria em idade reprodutiva é calculada a taxa de fecundidade.
Para o cálculo da taxa de fecundidade divide-se o total de crianças nascidas em determinado ano pelo total
de mulheres em idade reprodutiva (na faixa de 15 a 49 anos).
Na década de 1960 a taxa de fecundidade do Brasil girava em torno de 6,3 filhos por mulher. Em 1970 essa
taxa começou a cair e em 1980 atingiu a média de 4,4 filhos por mulher. No ano 2000, segundo o IBGE, a
taxa de fecundidade registrou 2,35 filhos por mulher e, em 2017, chegou a 1,67 filho por mulher, tendendo a
cair ainda mais. Esses dados refletem a redução da taxa de crescimento populacional do Brasil.
A diminuição da taxa de fecundidade influencia na taxa de natalidade. Esse comportamento de menos filhos
por mulher é observado no Brasil e em muitos países do mundo e, entre as condições que ajudam a explica-
lo pode-se citar: a migração do campo para a cidade, o alto custo de vida urbano, maior nível de
escolaridade, o ingresso e permanência no mercado de trabalho, métodos contraceptivos, a renda (mulheres
de renda mais elevada tem menos filhos do que as que possuem renda mais baixa).
Aumento na expectativa de vida
A mudança na composição por idade da população brasileira é resultado do aumento da expectativa de vida
– número médio de anos que um recém-nascido poderá viver. A expectativa de vida do brasileiro tem
aumentado com o passar do tempo. Atualmente é 75,8 anos, mas ainda é menor do que em países como
Japão, com 83,7 anos e Cingapura, com 83,1 anos.
O aumento da expectativa de vida está relacionado a melhorias nas condições de vida da população
brasileira. Entre elas podem ser mencionados: avanços na medicina e saneamento básico. Por isso o número
de idosos tende a aumentar. Eram de 12 milhões no ano 2000 e serão aproximadamente 25 milhões em 2020.
Um país de maioria jovem necessita de investimentos na área de saúde infantil e de educação para que as
crianças cresçam sadias e preparadas para o mundo do trabalho. O crescimento da população idosa cria
outras necessidades de investimentos como programas de aposentadoria e serviços de assistência para
idosos. Ou seja, os gastos do governo se distribuem de outra maneira. Porém, com o envelhecimento da
população, a quantidade de pessoas que trabalha e paga impostos diminui.
As pirâmides etárias
A pirâmide populacional do Brasil é uma representação gráfica que permite observar que o país apresenta
uma tendência de aumento de idosos e de diminuição de jovens.
A composição dos habitantes de um país por idade e sexo é representada por meio de um gráfico, a pirâmide
etária. Ela é formada por duas sequencias de gráficos de barra, uma para os homens e outra para as mulheres.
Cada barra representa a porcentagem da população (masculina ou feminina) que pertence a determinada
faixa etária.
Fonte
RIBEIRO, Wagner C. Por dentro da geografia. 7° ano:
ensino fundamenta anos finais 4ª ed. São Paulo: Saraiva,
2018.
23
Atividade
Responda as seguintes questões com argumentos, dados ou informações extraídos do texto e do gráfico
acima.
a) Apresente dados ou informações que confirmem as seguintes afirmações: 1 – A população do Brasil
está diminuindo; 2 – A população do Brasil está ficando mais velha.
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
b) De acordo com a pirâmide etária: 1 – Qual é a faixa etária com mais numerosa entre os homens no
ano de 2016? 2 – Qual é a faixa etária mais numerosa entre as mulheres no ano de 2016? 3 – Qual é a
faixa etária menos numerosa entre os homens em 2016? 4 – Qual é a faixa etária menos numerosa
entre as mulheres em 2016?
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
24
PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU
Secretaria Municipal da Educação
EMEF "IVAN ENGLER DE ALMEIDA"
7º ANO B PERÍODO LETIVO
19/04 A 07/05/2021
NOME DO ALUNO:_____________________________________________ TURMA: ____________
CIÊNCIAS
Queridos! Nessa atividade iremos estudar as características dos ecossistemas brasileiros. Leiam o texto
com atenção. Recomendo que anotem as dificuldades. Estou à disposição para tirar as dúvidas através do
grupo de waths app.
Objetivos: caracterizar os principais ecossistemas brasileiros. Identificar as relações
ecológicas entre os seres vivos na dinâmica ambiental, reconhecendo sua importância
para a sobrevivência de cada individuo e a preservação da espécie.
ECOSSISTEMA
O ecossistema refere-se ao
conjunto formado por
comunidades bióticas e
fatores abióticos que
interagem em uma determinada
região.Qualquer ambiente
onde há interação entre os
fatores abióticos e os seres
vivos é um ecossistema.
O Brasil possui um vasto território,
os tipos de clima e de solo são
muito variados, o que confere
diferentes condições ambientais.
Esses fatores propiciam o
surgimento de diferentes
ecossistemas:
A AMAZÔNIA constitui a maior área remanescente de florestas tropicais do mundo. Ela ocupa cerca de
49,29% do território brasileiro.
Localização: Abrange os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Roraima, Rondônia e uma porção do
Mato Grosso, Maranhão e Tocantins.
Condições climáticas: Clima quente e úmido, com temperaturas variando entre 20ºC a 41ºC durante o
ano. As precipitações pluviométricas são superiores a 1800 mm/ano. A umidade na região apresenta
índices de 80 a 100%.
Flora: Castanheira-do-pará, a seringueira a sumaúma, o guaraná e uma diversidade de plantas epífitas.
Fauna: insetos, anfíbios, jiboias, sucuris, bichos-preguiça, peixe-boi, botos, onças-pintadas e pirarucu.
A MATA DOS COCAIS é considerada uma “mata de transição” e está localizada entre as florestas úmidas
da Amazônia e a Caatinga.
Mapa dos ecossistemas brasileiros
25
Este ecossistema já foi muito explorado, ainda no período colonial,para extração de produtos específicos,
como o óleo de babaçu e a cera de carnaúba. Com o passar do tempo as plantações de soja tomaram
uma dimensão extensa, o que contribui com a destruição do ambiente.
Localização: Abrange os estado do Maranhão, Piauí e Rio Grande do Norte.
Condições climáticas: Apresenta índices elevados de chuva, com 1500 mm a 2200 mm. A temperatura
média anual é de 26ºC.
Flora: A espécie mais característica desse ecossistemas é a palmeira Orbignya martiana, o babaçu. Essa
palmeira possui importância econômica para a população, pois de suas sementes se extrai um óleo e as
folhas são usadas para cobertura de casas.
Fauna: Apresenta diversas espécies de aves, mamíferos, répteis, anfíbios, insetos, Os animais
característicos são a arara-vermelha, gavião-rei, ariranha, gato-do-mato, macaco-prego, lobo-guará, boto,
jacu, paca, cotias, acará-bandeira, dentre outros.
A CAATINGA representa 10% do território brasileiro. Uma de suas principais características são suas
plantas que se adaptaram à falta de água do ambiente.
A sobrevivência das plantas da Caatinga é sua resistência em períodos de seca, visto que elas
armazenam água em seus troncos e folhas.
Localização: Abrange os estados do Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Paraíba, Pernambuco,
Sergipe, Alagoas, Bahia e Norte de Minas Gerais.
Condições climáticas: Clima semi-árido, com índices pluviométricos entre 500 mm a 700 mm anuais e
temperatura entre 24ºC a 26ºC.
Flora: A vegetação é formada por plantas adaptadas ao clima seco. As plantas possuem folhas
transformadas em espinhos, cutículas impermeáveis e caules que armazenam água. Essas características
correspondem às plantas xeromórficas. Como exemplos, estão as cactáceas (mandacaru e facheiro).
Fauna: Alguns animais típicos da Caatinga são o preá, veado, calango, iguanas, onças e macaco-preto.
O CERRADO é um bioma do tipo savana, com árvores espaçadas uma das outras e de pequeno porte.
Este é considerado um dos ecossistemas brasileiros que mais vem sofrendo com o desmatamento
causado pelo avanço das plantações agrícolas.
Localização: Ocupa a região central do Brasil. Abrange os estado de Minas Gerais, Goiás, Tocantins,
Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e oeste de São Paulo e Paraná.
Condições climáticas: O clima é relativamente quente. As temperaturas anuais variam de 21ºC a 27ºC.
Possui uma época seca, com possibilidade da vegetação pegar fogo naturalmente.
O Cerrado é um bioma do tipo savana, com árvores espaçadas uma das outras e de pequeno porte.
Este é considerado um dos ecossistemas brasileiros que mais vem sofrendo com o desmatamento
causado pelo avanço das plantações agrícolas.
Flora: As árvores possuem uma casca grossa, troncos retorcidos e raízes profundas. Existe um
predomínio de gramíneas e plantas herbáceas. Destacam-se o ipê, peroba-do-campo e pequi.
Fauna: Alguns animais característicos são os gambás, tamanduás, lobo-guará, cutias, antas, tatus e
suçuarana.
PANTANAL é considerado a maior planície inundada do Brasil. Isso ocorre em alguns períodos do ano,
onde determinadas áreas podem ficar parcialmente ou totalmente submersas. É um dos biomas com
maior diversidade de animais e plantas.
Localização: Oeste de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul.
Condições climáticas: Clima Tropical Continental. No verão, as temperaturas atingem 32ºC, enquanto no
inverno, chegam a 21ºC.
Flora: Apresenta poucas espécies endêmicas, ou seja, próprias deste ecossistema. A palmeira carandá é
a mais representativa.
Fauna: A fauna é diversificada. Existem moluscos, crustáceos e peixes, como o dourado, pau, jaú, surubim
e piranhas. Além de tuiuiús, socós, sara-curas, jacarés, capivaras, onças e veados.
MATA ATLÂNTICA também chamada de floresta Atlântica, é um dos ecossistemas mais devastados do
Brasil. Estima-se que existam apenas 5% da sua vegetação original. Aproximadamente 70% da população
brasileira vivem na área desse bioma.
Localização: Estende-se do Rio Grande do Norte até o Rio Grande do Sul.
26
Condições climáticas: Clima subtropical úmido ao sul e tropical úmido ao norte.
Flora: As plantas apresentam folhas largas e perenes. A vegetação é rica em plantas epífitas. As plantas
características deste ecossistema são os ipês, pau-brasil, jacarandá, jequitibás e palmeiras.
Fauna: Os animais representativos da Mata Atlântica são as jaguatiricas, saguis, mico-leão-dourado,
tucanos e papagaios.
Os MANGUEZAIS são biomas litorâneos com vegetação arbustiva que se desenvolve em um solo lodoso
e salgado.
Para o meio ambiente, este é um importante ecossistema pois ele evita o assoreamento das praias,
funcionado como uma barreira.
Localização: Estende-se por toda a costa brasileira. Entretanto, pode penetram vários quilômetros no
continente, seguindo o curso de rios, cujas águas encontram, as águas salgadas durante a maré cheia.
Flora: Existem três espécies principais de mangue, o Mangue-vermelho, com predomínio da espécie
Rhizophora mangle; Mangue-branco, com predomínio da espécie Laguncularia racemosa e o Mangue-
preto, com predomínio da espécie Avicennia schaueriana.
Fauna: Predominam caranguejos, moluscos e aves, como as garças.
PAMPAS também chamado de campos ou campos sulinos. Representa um tipo de pradaria.
Ocorre em locais onde a região de relevo apresenta topos arredondados. A pecuária é considerada a
principal atividade econômica.
Localização: Predomina no Norte do Rio Grande do Sul.
Condições climáticas: O clima do Pampa é subtropical com as quatro estações do ano bem definidas.
Flora: Predomínio de gramíneas e arbustos. Algumas plantas são louro-pardo, cedro, capim-forquilha,
grama-tapete, pau-de-leite, unha-de-gato, babosa-do-campo, cactáceas, timbaúva, araucárias, algarrobo,
palmeira anã.
Fauna: onça-pintada, jaguatirica, macaco-prego, guariba, tamanduá, ema, perdigão, perdiz, quero-quero,
joão-de-barro, veado-campeiro, preá, tuco-tucos, tucanos, saíras, gaturamos.
MATA DE ARAUCÁRIAS recebe esse nome uma vez que a região está repleta de pinheiro-do-paraná
(Araucaria angustifolia), conhecido como Araucária.
A Mata das Araucárias apresenta, de forma bem definida, as diferentes estações do ano, ou seja, os
invernos são frios e os verões são quentes
Localização: Abrange os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo.
Condições climáticas: Apresenta temperaturas baixas no inverno. O índice pluviométrico é de 1400 mm
anuais.
Flora: A espécie mais representativa é a Araucária, que pode atingir até 25 m de altura. Também podem
ser encontradas samambaias e plantas epífitas.
Fauna: Existem de mamíferos, aves, répteis e insetos.
FONTE: https://www.todamateria.com.br/ecossistemas-brasileiros. Por Juliana Diana
RELAÇÕES ECOLÓGICAS
RELAÇÕES ECOLÓGICAS são interações entre os seres vivos de uma comunidade. As relações
podem ocorrer entre indivíduos de uma mesma população ou entre indivíduos de populações diferentes,
promovendo uma conexão entre diferentes espécies.
Nenhum ser vivo é capaz de viver isoladamente, isto é, sem se relacionar com nenhum organismo. Eles
sempre estabelecem relações, sejam com seres da mesma espécie, sejam com espécies diferentes.
Essas relações podem ser benéficas aos organismos, não causar nenhum prejuízo ou ganho, ou ainda
provocar danos a um dos envolvidos.
Dependendo dos indivíduos envolvidos em uma relação ecológica, podemos classificá-la em:
27
intraespecífica - ocorrem entre organismos de uma mesma espécie, como pode ser observado na
sociedade das abelhas
interespecífica - ocorrem entre indivíduos de espécies diferentes, como pode ser observado nos casos de
comensalismo e mutualismo.
As relações podem ser classificadas, de acordo com as vantagens e prejuízos resultantes da interação,
em harmônicas ou positivas e desarmônicas ou negativas.
Nas relações harmônicas ou positivas, observa-se que todos os organismos envolvidos são
beneficiados ou apenas um deles obtém vantagem, mas sem prejudicar o outro. Esse é o caso, por
exemplo, do comensalismo, em que organismos de espécies diferentes interagem e apenas um é
beneficiado, sem haver prejuízo para o outro.
Nas relações desarmônicas ou negativas, um dos envolvidos sofre prejuízo com essa interação,
havendo apenas um beneficiado. Como exemplo desse tipo de relação ecológica, podemos citar o
predatismo, em que um organismo serve de alimento para outro. Nesse caso, um organismo é claramente
prejudicado.
Vale destacar que as relações ecológicas podem sofrer variações de acordo com o autor estudado,
sendo necessário, portanto, atenção. O inquilinismo, por exemplo, é uma associação estabelecida entre
espécies diferentes em que um serve de abrigo ou suporte para outro. Essa associação pode ser
observada entre árvores e orquídeas que se estabelecem em seus troncos. Alguns autores não veem o
inquilinismo como uma relação diferenciada, sendo considerada por eles como um tipo de comensalismo.
O mutualismo também é uma relação ecológica que pode ter diferença de definição de um autor para
outro. Enquanto muitos consideram que a interação no mutualismo é sempre obrigatória, alguns a
classificam como obrigatória ou facultativa. O mutualismo facultativo surge como uma substituição para a
relação anteriormente conhecida como protocooperação.
Os seres vivos estabelecem diferentes relações ecológicas. Veja as principais:
28
Fonte: SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "O que são relações ecológicas?"; Brasil Escola. Disponível em:
https://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/biologia/o-que-sao-relacoes-ecologicas.
Mapa Mental: Relações Ecológicas
29
PARA A CORREÇÃO ENTREGUE SOMENTE A PARTIR DESTA FOLHA, CONTENDO AS ATIVIDADES
NOME___________________________________Nº______TURMA________DATA------/-------/-------
ATIVIDADES DE CIÊNCIAS 7° ano B
1) Marque a alternativa incorreta:
a) Nos ecossistemas, os organismos interagem com outros.
b) Nos ecossistemas, ocorrem relações ecológicas.
c) Nos ecossistemas, os organismos não interagem com fatores físicos.
d) Recifes de coral são exemplos de ecossistemas aquáticos.
e) Nos ecossistemas, o fluxo de energia possui apenas uma direção.
2) Considerando os níveis de organização biológica, os ecossistemas estão localizados, do nível mais
específico para o mais amplo,
a) após a população.
b) após as comunidades.
c) antes dos organismos.
d) antes da população.
e) antes da comunidade.
3) (Unicentro) O Manguezal é um ecossistema costeiro que ocorre entre os ambientes terrestres e
marítimos, característicos de regiões tropicais e subtropicais, sujeito à inundação das marés. O manguezal
se enquadra no conceito de ecossistema por:
a) Possuir fluxo de energia bidirecional.
b) Ser um sistema fechado e auto-suficiente.
c) Reunir os organismos em um único nível trófico.
d) Impedir movimentos de imigração e emigração de organismos.
e) Compreender ciclos de materiais entre os componentes bióticos e abióticos.
4) (UFPR) De acordo com o IBGE (2005), bioma é “um conjunto de vida (vegetal e animal) constituído pelo
agrupamento de tipos de vegetação contíguos e identificáveis em escala regional, com condições
geoclimáticas similares e história compartilhada de mudanças, o que resulta em uma diversidade própria”.
Considerando essa definição, identifique os distintos biomas brasileiros, numerando a coluna das
características de acordo com a coluna das regiões:
1. Cobre cerca de 2 milhões de km2
do território nacional, incluindo os Campos Rupestres; é constituído
por diversos tipos de vegetação savânica que diferem entre si pela abundância relativa de espécies
rasteiras e espécies de árvores e arbustos, abrangendo desde formas campestres (Campo Limpo) até
formas florestais.
2. Originalmente cobria uma área de mais de 1 milhão de km2
. É um dos mais importantes repositórios de
diversidade biológica do país e do planeta. É também o bioma mais ameaçado, com menos de 9% de área
remanescente, sendo que 80% dessa área estão em propriedade privada. As Unidades de Conservação
correspondem a 2% da área remanescente. O desmatamento é consequência principalmente de
atividades agrícolas, de reflorestamento homogêneo (Pinus e Eucalipto) e da urbanização.
3. Um dos mais valiosos patrimônios naturais do Brasil e a maior e mais significativa área úmida do
planeta, cobre cerca de 140 mil km2
em território brasileiro.
30
4. É o bioma brasileiro com maior porcentagem de área em Unidades de Conservação (10%). Cerca de
15% da área total foi removida devido à construção de rodovias que abriram caminho para
atividades mineradoras, colonização, avanço da fronteira agrícola e exploração madeireira.
5. Caracteriza-se como Savana Estépica, com chuvas irregulares e solos férteis, que contêm boa
quantidade de minerais básicos para as plantas. Compreende um ecossistema único que apresenta
grande variedade de paisagens, relativa riqueza biológica e endemismo.
( ) Cerrado
( ) Amazônia
( ) Mata Atlântica
( ) Pantanal
( ) Caatinga
Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA da coluna das regiões, de cima para baixo.
A) 1, 4, 2, 3, 5
B) 4, 1, 2, 5, 3
C) 5, 4, 1, 3, 2
D) 1, 4, 3, 2, 5
E) 3, 5, 2, 4, 1
5) (Unesp) Constitui um bioma brasileiro que se estendia originalmente por uma área de dois milhões de
km², hoje restam apenas 20% desse total. Este bioma apresenta solo deficiente em nutrientes e rico em
ferro e alumínio, abriga plantas de aparência seca, entre arbustos esparsos e gramíneas e um tipo mais
denso de vegetação, de formação florestal. Estima-se que 10 mil espécies de vegetais, 837 de aves e 161
de mamíferos vivam ali. Essa riqueza biológica, porém, é seriamente afetada pela caça e pelo comércio
ilegal. Este bioma é o sistema ambiental brasileiro que mais sofreu alteração com a ocupação
humana. Disponível em: <www.portalbrasil.net>. (Adaptação)
O bioma brasileiro a que o texto faz referência é:
A) Campos
B) Floresta Latifoliada
C) Caatinga
D) Cerrado
E) Floresta Equatorial
6) Assinale a opção que apresenta unicamente características da Caatinga.
a) Compreende a área em que se encontra a maior floresta tropical do mundo.
b) Ocupa boa parte da região Nordeste do Brasil e seu nome significa “floresta branca”.
c) É considerada a savana brasileira e compreende uma área de elevado potencial aquífero.
d) Compreende a região costeira do Brasil e atualmente restam menos de 10% da sua mata nativa.
Dúvidas só enviar mensagem!
Bons estudos!
Lavem muito bem as mãos, evitem aglomerações, e usem máscara!
31
PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU
Secretaria Municipal da Educação
EMEF "IVAN ENGLER DE ALMEIDA"
7º ANO B PERÍODO LETIVO
19/04 A 07/05/2021
NOME DO ALUNO:_____________________________________________ TURMA: ____________
ARTE
Essa é nossa segunda postagem do 1º Bimestre, espero que todos estejam bem! Que seja um mês cheio de notícias
boas e esperança para todos nós!
Professora: Grasiela- grasielagdelima@yahoo.com.br
Conteúdo 1:DANÇA
A dança é uma expressão artística baseada no movimento corporal. Ela aparece em duas formas: a teatral e a social.
No primeiro caso, é executada num palco, tendo como estilos principais o medieval e o balé (clássico, moderno e
contemporâneo). No outro, ela é praticada ao ar livre ou em clubes de baile. Nesse grupo estão os gêneros populares -
como o frevo, o forró, o carimbó etc. - e as danças de salão, do ventre e de rua. Nos dois casos, os passos cadenciados
são acompanhados de música e transmitem sensações e sentimentos por meio de um conjunto ordenado (teatral),
chamado coreografia. Assim dança é um tipo de manifestação artística que utiliza o corpo como instrumento criativo.
Geralmente, essa forma de expressão vem acompanhada por música, entretanto, também é possível dançar sem o
apoio musical. Na dança, as pessoas realizam movimentos ritmados, seguindo a cadência própria ou coreografada,
originando harmonias corporais.
Danças Folclóricas no Brasil
As danças folclóricas representam um conjunto de danças sociais, peculiares de cada estado brasileiro,
oriundas de antigos rituais mágicos e religiosos. As danças folclóricas possuem diversas funções como a
comemoração de datas religiosas,
homenagens, agradecimentos, saudações
às forças espirituais etc.
No Brasil, o folclore brasileiro
possui muitas danças que representam as
tradições e as culturas de determinada
região.
No país, as danças folclóricas surgiram da
fusão das culturas europeia, indígena e
africana. Elas são celebradas em festas
populares caracterizadas por músicas,
figurinos e cenários representativos.
CONTEÚDOS ESSENCIAIS: Arte e etnia na dança.  Influências étnicas no teatro.
OBJETIVOS:  Pesquisar e analisar diferentes formas de expressão, representação e encenação da dança,
reconhecendo e apreciando composições de dança de artistas e grupos brasileiros e estrangeiros de diferentes
épocas.
 Reconhecer e apreciar artistas e grupos de teatro brasileiros e estrangeiros de diferentes épocas, investigando
os modos de criação, produção, divulgação, circulação e organização da atuação profissional nas artes cênicas.
32
https://istoe.com.br/393430_CAPOEIRA+DE+ 1
PARA ASSISTIR:
https://www.youtube.com/watch?v=QjG1KxkaGMI
https://www.youtube.com/watch?v=E9rQYhJByp4
 Atividade 1: Capoeira
A capoeira é uma expressão cultural brasileira que compreende os elementos: arte-marcial, esporte, cultura
popular, dança e música. Ela constrói relações de sociabilidade e familiaridade entre mestres e discípulos,
sendo difundida de modo oral e gestual nas ruas e academias. A capoeira foi criada no século XVII pelo povo
escravizado da etnia banto e se difundiu por todo o Brasil. Hoje é considerada um dos maiores símbolos da
cultura brasileira.
Atividade 2: Temos aqui uma ladainha (que vimos na aula passada) e uma imagem sobre a capoeira. No
espaço em branco, você vai fazer um registro (em desenho) sobre a capoeira.
Ladainha Angola
Grupo Capoeira Angola
Olha eu amo a capoeira
Olha eu amo a capoeira
Olha eu amo de paixão
Através da capoeira, eu digo sim, eu digo não
Digo não para a arrogância e também para opressão
Digo sim para amizade e para as coisas de coração
Capoeira é minha vida, me mudou a direção
Se hoje eu estou aqui, amanhã posso está lá
Mas aonde quer que eu vá, carrego no coração
O toque do berimbau, do agogô e do pandeiro
Mesmo sem ter paradeiro, capoeira largo não
O meu pai me disse sim, minha mãe me disse não
Capoeira fez de mim, ai ai uma pessoa livre enfim
Capoeira é infinita, é ginga que vai que vem
Capoeira é meu nome, capoeira ta no sangue
Capoeira é estar bem, camara
Maior é Deus
Pequeno sou eu
Salve o mestre
Salve todos os mestres
Olha lá é hora, é hora
Você conhece alguma dança da tradição brasileira? Descreva ela nesse espaço, roupas, quem participa...
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
33
Aqui tem 2 fragmentos da peça teatral Annie! Vamos nos
divertir um pouquinho assistindo!
https://www.youtube.com/watch?v=5AS548jitzc
https://www.youtube.com/watch?v=Svx1yMdRJ2M
http://cultural.cesgranrio.org.br/cia-at 1
FONTES: https://novaescola.org.br/conteudo/1030/o-corpo-o-movimento-e-a-aprendizagem
https://www.todamateria.com.br/o-que-e-danca/
https://www.todamateria.com.br/dancas-folcloricas/
Conteúdo 2: Vamos pensar o teatro.
Você já foi ao teatro? E já assistiu um teatro? Podemos usar o termo tanto para o lugar quanto para o que é
apresentado, as vezes não vamos ao teatro local, mas assistimos as peças na escola, igreja, ou outros
lugares. Teatro é então um termo de origem grega que designa simultaneamente o conjunto de peças
dramáticas para apresentação em público e o edifício onde são apresentadas essas peças.
É uma forma de arte na qual um ou vários atores apresentam
uma determinada história que desperta na plateia
sentimentos variados.
Dá-se o nome de dramaturgia à arte de escrever peças de
teatro, sendo o dramaturgo a pessoa responsável pela
composição dos textos. Existem muitos gêneros de teatro,
dentre os quais destacam-se: auto, comédia, drama, fantoche,
ópera, musical, revista, tragédia, tragicomédia.
Fontes: https://mundoeducacao.uol.com.br/artes/teatro.htm
https://www.significados.com.br/teatro/#:~:text=O%20que%20%C3%A9%20Teatro%3A,desperta%20na%20plateia%20sentimentos%20variados.
http://e-revista.unioeste.br/index.php/educereeteducare/article/viewFile/258/188
http://www.arte.seed.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=197
34
Elementos do teatro.
NOS BASTIDORES
Uma peça teatral não é feita apenas pelos atores que aparecem no palco, outras pessoas também participam de uma peça e,
mesmo que não apareçam, são fundamentais para que o espetáculo se realize.
Cenografia Figurino Iluminação Maquiagem Sonoplastia
Cenografia
Muito mais do que decoração e ornamentação, a cenografia é técnica, técnica de organizar todo o espaço
onde as ações dramáticas são encenadas. A cenografia é parte importante do espetáculo, pois ela ambienta
e ilustra o espaço/tempo materializando o imaginário e aproximando o público da representação. A
cenografia cria e transforma o espaço cênico. O cenógrafo é aquele que cria o cenário.
Figurino: É um elemento importante da linguagem visual do espetáculo formado por, além das vestimentas,
pelos acessórios. O figurino auxilia na compreensão do personagem, ele é carregado de simbologia e pode
acentuar o perfil psicológico do personagem, objetivos e características da história. Os figurinos e acessórios
utilizados em cena devem ser sempre coerentes com a época em que acontece a ação ou com o simbolismo
que o diretor queira dar a ela. O figurinista é o responsável pelas roupas e acessórios utilizados na peça
teatral.
Maquiagem: A maquiagem é parte da composição do espetáculo, é um instrumento fundamental
que auxilia na criação do personagem e na transformação estética dos atores. O maquiador atua
junto com toda a produção do espetáculo acompanhando sempre a concepção do mesmo, com
vistas a ressaltar e/ou criar elementos que ressaltem aspectos importantes para a compreensão
do personagem. O maquiador é o responsável pela pintura do rosto ou do corpo dos atores e
atrizes.
Conte aqui sua experiência como teatro. Você já foi ao teatro? E já assistiu um teatro? Gostou?
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________
Como era o local onde a peça aconteceu, o que tinha nele? Descreva:
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________
__________________________________________________________
35
Sonoplastia: A sonoplastia é um som ou conjunto de sons que auxilia a enfatizar as cenas e ou
as emoções dos atores. O sonoplasta trabalha os elementos sonoros ajudando a envolver o
público na construção de imagens e sensações. As músicas e sons utilizados devem estar
intimamente ligados ao que acontece na cena, o sonoplasta deve estudar o texto e depois
acompanhá-lo passo a passo.
Iluminação: A iluminação pode dar ênfase a certos aspectos do cenário, pode estabelecer
relações entre o ator e os objetos, pode enfatizar as expressões do ator, pode limitar o espaço de
representação a um círculo de luz e muitos outros efeitos. A iluminação é muito importante para o
teatro, pois através dela podemos ambientar a cena e ampliar as emoções nela exploradas. É
fundamental que o iluminador conheça bem o texto e as marcações cênicas determinadas pelo
diretor do espetáculo.
1-Quando você assiste uma peça de teatro, um filme, um programa de tv, você observa esses
elementos? Qual a importância deles?
____________________________________________________________________________
____________________________________________________________________________
2- Escolha entre os temas abaixo e faça nesse espaço abaixo um desenho de como seria um
cenário e o figurino de uma peça de teatro (se precisar use a parte do verso da folha).
Preservação do Meio Ambiente- Combate a Violência- Valorização da Vida
36
PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU
Secretaria Municipal da Educação
EMEF "IVAN ENGLER DE ALMEIDA"
7º ANO B PERÍODO LETIVO
19/04 A 07/05/2021
NOME DO ALUNO:_____________________________________________ TURMA: ____________
EDUCAÇÃO FÍSICA
CONTEÚDOS ESSENCIAIS: Ginástica de condicionamento físico:
OBJETIVOS: Práticas corporais com elementos de ginástica de condicionamento físico – exercícios de
resistência, força, velocidade; exercícios funcionais, flexibilidade, aquecimento etc.;
Articulação de ginástica de condicionamento físico e suas implicações conceituais, sociais, culturais,
históricas e de gênero.
ATIVIDADE 1 – TEXTO PARA LEITURA
A ginástica é uma forma de exercícios físicos que é classificada em duas modalidades, as competitivas
onde existe competição, como nas olimpíadas e também as não competitivas, como as praticadas em
academias. A ginástica muitas vezes é procurada para quem quer melhorar a saúde, emagrecer ou até
mesmo fortalecer os músculos e também melhorar o aperfeiçoamento mental em forma de relaxar a
mente. A ginástica desenvolveu-se efetivamente na Grécia antiga, a partir dos exercícios que os soldados
praticavam, incluindo habilidades e também acrobacias. A palavra Ginástica, surgiu do grego Gymnastiké,
que é a arte de fortificar o corpo e também dar-lhe agilidade. Ela se tornou um esporte olímpico a partir da
Grécia, pois os gregos começaram a utilizar nas Olimpíadas de Atenas no ano de 1896, mas só para os
homens. E foi no ano de 1928 que a participação das mulheres foi liberada em Amsterdã.
Olá querido aluno! Como você está? Continue se cuidando e lembre-se que tudo isso vai passar.
Juntos somos melhores e cada um fazendo a sua parte, iremos conseguir vencer esse momento.
Então vamos lá! Dando prosseguimento em nossas atividades, você conseguiu realizar as atividades
passadas? Neste bloco 2 iremos vivenciar Ginástica de condicionamento físico.
37
Ginástica de Condicionamento Físico
É a ginástica indicada para manutenção da boa forma e do bom desempenho das funções orgânicas.
Praticada em academias ou na forma de atividade física livre, respeitando uma frequência, intensidade e
duração adequadas. Englobam todas as modalidades que têm por objetivo a aquisição ou a manutenção
da aptidão física do indivíduo normal e/ou atleta. Ao longo da história a atividade física sempre esteve
presente na rotina da humanidade sempre associada a um estilo de época, a caça dos homens das
cavernas para a sobrevivência, os Gregos e suas práticas desportivas na busca de um corpo perfeito ou
de cunho militar como o exemplo na formação das legiões romanas com suas longas marcha e treinos,
mas essa relação entre a atividade física e o homem em sua rotina diária parece ter diminuído
gradativamente ao longo de nossa evolução.
O incentivo a prática de atividade física tem acontecido através de todos os meios de comunicação, mas,
ainda assim cada vez mais a população apresenta problemas relacionados com a falta de exercícios, a
desculpa mais frequente é a falta de tempo ou falta de condições para prática que é agravada pela
economia de movimentos em nossa rotina, como a comodidades do controle remoto, telefone celular,
elevadores e escadas rolantes sem falar nas horas diárias dedicadas a televisão ou ao computador e
infelizmente parece ser um fenômeno de dimensões mundial, pois uma das doenças associadas à falta de
exercícios como a obesidade tem ocorrido em quase todo planeta. Para ressaltar o papel da atividade
física basta comparar uma pessoa ativa fisicamente de 60 anos com um inativo de mesma idade, quando
comparados a diferença são grandes, mas o que reflete em termos de qualidade de vida é que o ativo
provavelmente terá maior facilidade de se movimentar, maior força muscular, flexibilidade e
condicionamento tão importantes em sua vida diária.
38
São exemplos de ginásticas de condicionamento físico: Ginástica laboral, hidroginástica, ginástica
localizadas.
Questão 1 - Defina o que é ginástica competitiva e não competitiva.
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
Questão 2 - Como se deu a origem da ginástica?
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
Questão 3 - Qual a importância da ginástica de condicionamento físico?
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
Questão 4 - Em sua opinião, o que tem dificultado a prática de atividade física pela população mundial?
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
Questão 5 - Escreva algumas estratégias que contribuem para que as pessoas pratiquem alguma ginástica
de condicionamento físico.
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
39
ATIVIDADE 2 – SESSÃO DE ALONGAMENTOS.
Faça essa sequência de alongamentos.
40
ATIVIDADE 3 – PESQUISA
Faça uma pequena pesquisa e escreva com suas palavras as definições das ginásticas abaixo:
a) Ginástica Laboral.
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
b) Ginástica Localizada.
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________
c) Hidroginástica.
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________
MUITO OBRIGADO PELA PARTICIPAÇÃO. APROVEITO PARA REINTERAR OS CUIDADOS QUE
DEVEMOS TOMAR EM TEMPOS DE PANDEMIA. USE MÁSCARA, LAVE BEM AS MÃOS E MANTENHA
O DISTANCIAMENTO SOCIAL. NÃO FAÇA AGLOMERAÇÕES. SAUDAÇÕES DO PROFESSOR
PEDRO.
41
PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU
Secretaria Municipal da Educação
EMEF "IVAN ENGLER DE ALMEIDA"
7º ANO B PERÍODO LETIVO
19/04 A 07/05/2021
NOME DO ALUNO:_____________________________________________ TURMA: ____________
INGLÊS
Olá pessoal, como vocês estão? Espero que todos estejam bem de saúde e na medida do possível,
motivados com essas atividades de início de ano - um pouco na escola e um pouco em casa. Para esse
período iremos estudar alguns assuntos muito interessantes. Entre eles estão, as preposições de tempo e
os conectores (and, but, because, before, etc.). Tudo isso através de teoria e exercícios. Vamos lá, conto
com seu empenho e dedicação.
A preposição é uma palavra que liga um substantivo, pronome ou uma frase à outra parte da frase, para
mostrar direção, lugar, tempo ou para introduzir um objeto. Temos que ter cuidado com as preposições,
porque seu uso é complicado, afinal não há uma definição exata para sua utilização, não há uma fórmula
ou regra. Aprendemos a maneira certa de utilizá-las ouvindo e lendo o idioma. Isso nos ajudará a
reconhecer quando devemos usar as preposições. Como já foi dito, as preposições mostram direção,
local, tempo ou algum objeto e, embora, elas não tenham regras de uso, elas possuem alguns jeitos de
utilizá-las que nos ajudam a aprender melhor. Hoje trabalharemos com as de TEMPO. Por exemplo:
On – For days and dates - Em, no, na – Para dias e datas;
At – For a precise time; Em, no, na – Para um tempo exato;
In – For months, years, centuries and long periods. / Em, no, na – meses, anos, séculos, longos
períodos.
Let's take a look at the examples using the prepositions: On, At and In. / Vamos dar uma olhada nos
exemplos usando as preposições: On, At e In.
On
For days and date: / Para dias e datas
My family will arrive on Friday. / Minha família chega na Sexta-feira.
He was born on the 20th
day of January in 1983. / Ele nasceu em 20 de Janeiro de 1983.
I'll be there on Christmas Day. / Eu estarei lá no Natal.
At
For a precise time: / Para um tempo exato
We will meet you at 3 p.m. / Vamos encontrar com vocês às 15 horas.
The limousine will stop here at 7:35 a.m. / A Limousine vai parar aqui às 7:35 da manhã.
I want you here at dinnertime. / In Eu quero você aqui na hora do jantar.
For months, years, centuries and long periods: / Para meses, anos, séculos e longos períodos.
I love read newspapers in the morning. / Eu amo ler jornal pela manhã.
We have a long holiday in the summer. / Nós temos um longo feriado no verão.
The new season will start in July. / A nova temporada começará em julho.
42
Vamos agora falar de um assunto tão fundamental quanto às preposições: os conectores. Calma que vou
te explicar direitinho o que são eles e como usá-los.
Conheça os principais conectivos em inglês
Os conectivos são palavras que contribuem para dar sentido e coesão em um texto, eles ajudam a
estruturar o começo, meio e fim entre as frases e parágrafos; deixam o texto e fala mais refinados. Imagine
você ler um texto onde as ideias de 'adição' são todas expressas com and (She bought a house and
before she moved she demolished some walls. And when she did so she found a giant termite
mound. So she had to hire someone to remove it and build new walls). Cansativo, não é?
Bem, no assunto de hoje nós vamos ver como conectar nossas ideias, conceitos, pensamentos de
forma eficiente dentro de um mesmo texto ou fala. Para usarmos os conectores, precisamos pensar em
uma ordem lógica dos fatos e acontecimentos para facilitar o entendimento do texto.
Abaixo você encontra conectivos usados para iniciar parágrafos, apresentar informações e fazer
referência entre argumentos.
43
1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

estrutura da narrativa
estrutura da narrativaestrutura da narrativa
estrutura da narrativaL.
 
Características do texto dramático
Características do texto dramáticoCaracterísticas do texto dramático
Características do texto dramáticoErnesto Ananias
 
CARTA DO LEITOR ATIVIDADES.pdf
CARTA  DO  LEITOR   ATIVIDADES.pdfCARTA  DO  LEITOR   ATIVIDADES.pdf
CARTA DO LEITOR ATIVIDADES.pdfAline Santos
 
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacinaAvaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacinaAcrópole - História & Educação
 
Atividade avaliativa sobre o filme Mãos Talentosas
Atividade avaliativa sobre o filme Mãos TalentosasAtividade avaliativa sobre o filme Mãos Talentosas
Atividade avaliativa sobre o filme Mãos TalentosasAlex Santos
 
Atividade avaliativa de ensino religioso 8° ano
Atividade avaliativa de ensino religioso 8° anoAtividade avaliativa de ensino religioso 8° ano
Atividade avaliativa de ensino religioso 8° anoLuciano Mendes
 
Avaliação de história
Avaliação de históriaAvaliação de história
Avaliação de históriaRomildo Da Cruz
 
Exercicios extra 6 ano artigos e numerais
Exercicios extra 6 ano artigos e numeraisExercicios extra 6 ano artigos e numerais
Exercicios extra 6 ano artigos e numeraisElaine Rabelo
 
Caça palavra de Filosofia - A ciência
Caça palavra  de Filosofia - A  ciênciaCaça palavra  de Filosofia - A  ciência
Caça palavra de Filosofia - A ciênciaMary Alvarenga
 
Proposta de aula resenha.docx
Proposta de aula resenha.docxProposta de aula resenha.docx
Proposta de aula resenha.docxVirginia Fortes
 
21 de abril - Dia de Tiradentes - Texto e atividade
21 de abril - Dia de Tiradentes - Texto e atividade21 de abril - Dia de Tiradentes - Texto e atividade
21 de abril - Dia de Tiradentes - Texto e atividadeMary Alvarenga
 

Mais procurados (20)

estrutura da narrativa
estrutura da narrativaestrutura da narrativa
estrutura da narrativa
 
Características do texto dramático
Características do texto dramáticoCaracterísticas do texto dramático
Características do texto dramático
 
Aula o valor do ser humano
Aula o valor do ser humanoAula o valor do ser humano
Aula o valor do ser humano
 
CARTA DO LEITOR ATIVIDADES.pdf
CARTA  DO  LEITOR   ATIVIDADES.pdfCARTA  DO  LEITOR   ATIVIDADES.pdf
CARTA DO LEITOR ATIVIDADES.pdf
 
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacinaAvaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
Avaliação 9º ano república velha, guerra de canudos, revolta da vacina
 
Avaliação Era Vargas
Avaliação Era VargasAvaliação Era Vargas
Avaliação Era Vargas
 
Prova historia 2 ano conflitos 1 republica
Prova historia 2 ano conflitos 1 republicaProva historia 2 ano conflitos 1 republica
Prova historia 2 ano conflitos 1 republica
 
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 5º ANO - COM GABARITO
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 5º ANO - COM GABARITOAVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 5º ANO - COM GABARITO
AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA: 5º ANO - COM GABARITO
 
Avaliação de filosofia 1º ano
Avaliação de filosofia   1º anoAvaliação de filosofia   1º ano
Avaliação de filosofia 1º ano
 
Interpretação texto redes sociais (1)
Interpretação texto redes sociais (1)Interpretação texto redes sociais (1)
Interpretação texto redes sociais (1)
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE LÍNGUA PORUGUESA
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE LÍNGUA PORUGUESAAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE LÍNGUA PORUGUESA
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA DE LÍNGUA PORUGUESA
 
Atividade avaliativa sobre o filme Mãos Talentosas
Atividade avaliativa sobre o filme Mãos TalentosasAtividade avaliativa sobre o filme Mãos Talentosas
Atividade avaliativa sobre o filme Mãos Talentosas
 
PDF: Avaliação de História: Períodos Paleolítico e Neolítico – 6º ano – Pront...
PDF: Avaliação de História: Períodos Paleolítico e Neolítico – 6º ano – Pront...PDF: Avaliação de História: Períodos Paleolítico e Neolítico – 6º ano – Pront...
PDF: Avaliação de História: Períodos Paleolítico e Neolítico – 6º ano – Pront...
 
Atividade avaliativa de ensino religioso 8° ano
Atividade avaliativa de ensino religioso 8° anoAtividade avaliativa de ensino religioso 8° ano
Atividade avaliativa de ensino religioso 8° ano
 
Avaliação de história
Avaliação de históriaAvaliação de história
Avaliação de história
 
Exercicios extra 6 ano artigos e numerais
Exercicios extra 6 ano artigos e numeraisExercicios extra 6 ano artigos e numerais
Exercicios extra 6 ano artigos e numerais
 
Caça palavra de Filosofia - A ciência
Caça palavra  de Filosofia - A  ciênciaCaça palavra  de Filosofia - A  ciência
Caça palavra de Filosofia - A ciência
 
Proposta de aula resenha.docx
Proposta de aula resenha.docxProposta de aula resenha.docx
Proposta de aula resenha.docx
 
21 de abril - Dia de Tiradentes - Texto e atividade
21 de abril - Dia de Tiradentes - Texto e atividade21 de abril - Dia de Tiradentes - Texto e atividade
21 de abril - Dia de Tiradentes - Texto e atividade
 
Gabarito: Atividade de português: Questões sobre verbos de ligação – 8º ano –...
Gabarito: Atividade de português: Questões sobre verbos de ligação – 8º ano –...Gabarito: Atividade de português: Questões sobre verbos de ligação – 8º ano –...
Gabarito: Atividade de português: Questões sobre verbos de ligação – 8º ano –...
 

Semelhante a 1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf

1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.docx
1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.docx1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.docx
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.docxNivea Neves
 
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.docx
1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.docx1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.docx
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.docxNivea Neves
 
Aula - Reportagem.pptx
Aula - Reportagem.pptxAula - Reportagem.pptx
Aula - Reportagem.pptxIgor71257
 
Aula - Reportagem (Língua Portugues).pdf
Aula - Reportagem (Língua Portugues).pdfAula - Reportagem (Língua Portugues).pdf
Aula - Reportagem (Língua Portugues).pdfIgor71257
 
Aula - Reportagem (Língua Portugues).pdf
Aula - Reportagem (Língua Portugues).pdfAula - Reportagem (Língua Portugues).pdf
Aula - Reportagem (Língua Portugues).pdfIgor71257
 
auladeportuguesparao6anoprimeirobim.pptx
auladeportuguesparao6anoprimeirobim.pptxauladeportuguesparao6anoprimeirobim.pptx
auladeportuguesparao6anoprimeirobim.pptxLuisMartini12
 
Apostila gêneros jornalíticos
Apostila gêneros  jornalíticosApostila gêneros  jornalíticos
Apostila gêneros jornalíticosDanilo Campos
 
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 22 | 1ª SÉRIE | REPORTAGEM / INFOGRÁFICO
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA  22 | 1ª SÉRIE | REPORTAGEM / INFOGRÁFICOLÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA  22 | 1ª SÉRIE | REPORTAGEM / INFOGRÁFICO
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 22 | 1ª SÉRIE | REPORTAGEM / INFOGRÁFICOGoisBemnoEnem
 
GENEROS TEXTUAIS 2 ANO 2dia.ppt
GENEROS TEXTUAIS 2 ANO 2dia.pptGENEROS TEXTUAIS 2 ANO 2dia.ppt
GENEROS TEXTUAIS 2 ANO 2dia.pptPaulo Oliveira
 
Aula Projeto Editorial 2013
Aula Projeto Editorial 2013Aula Projeto Editorial 2013
Aula Projeto Editorial 2013Renato Delmanto
 
AULA 01- LINGUAGENS.pptx
AULA 01- LINGUAGENS.pptxAULA 01- LINGUAGENS.pptx
AULA 01- LINGUAGENS.pptxCav Artenaveia
 
Como fazer uma reportagem
Como fazer uma reportagemComo fazer uma reportagem
Como fazer uma reportagemMarta Neto
 
A resistência da cultura, da língua e da identidade indígena
A resistência da cultura, da língua e da identidade indígenaA resistência da cultura, da língua e da identidade indígena
A resistência da cultura, da língua e da identidade indígenaMurilo Alberto
 
Textos jornalisticos teresa
Textos jornalisticos teresaTextos jornalisticos teresa
Textos jornalisticos teresaTeresa Oliveira
 
Jorimp Aula6 2009jorinfo
Jorimp Aula6 2009jorinfoJorimp Aula6 2009jorinfo
Jorimp Aula6 2009jorinfoArtur Araujo
 
Ef lendo e_compreendendo_os_generos_textuais_do_suporte_jornal
Ef lendo e_compreendendo_os_generos_textuais_do_suporte_jornalEf lendo e_compreendendo_os_generos_textuais_do_suporte_jornal
Ef lendo e_compreendendo_os_generos_textuais_do_suporte_jornalElenita Torres
 

Semelhante a 1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf (20)

1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.docx
1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.docx1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.docx
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.docx
 
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.docx
1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.docx1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.docx
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.docx
 
Aula - Reportagem.pptx
Aula - Reportagem.pptxAula - Reportagem.pptx
Aula - Reportagem.pptx
 
Aula - Reportagem (Língua Portugues).pdf
Aula - Reportagem (Língua Portugues).pdfAula - Reportagem (Língua Portugues).pdf
Aula - Reportagem (Língua Portugues).pdf
 
Aula - Reportagem (Língua Portugues).pdf
Aula - Reportagem (Língua Portugues).pdfAula - Reportagem (Língua Portugues).pdf
Aula - Reportagem (Língua Portugues).pdf
 
auladeportuguesparao6anoprimeirobim.pptx
auladeportuguesparao6anoprimeirobim.pptxauladeportuguesparao6anoprimeirobim.pptx
auladeportuguesparao6anoprimeirobim.pptx
 
Apostila gêneros jornalíticos
Apostila gêneros  jornalíticosApostila gêneros  jornalíticos
Apostila gêneros jornalíticos
 
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 22 | 1ª SÉRIE | REPORTAGEM / INFOGRÁFICO
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA  22 | 1ª SÉRIE | REPORTAGEM / INFOGRÁFICOLÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA  22 | 1ª SÉRIE | REPORTAGEM / INFOGRÁFICO
LÍNGUA PORTUGUESA | SEMANA 22 | 1ª SÉRIE | REPORTAGEM / INFOGRÁFICO
 
GENEROS TEXTUAIS 2 ANO 2dia.ppt
GENEROS TEXTUAIS 2 ANO 2dia.pptGENEROS TEXTUAIS 2 ANO 2dia.ppt
GENEROS TEXTUAIS 2 ANO 2dia.ppt
 
Aula Projeto Editorial 2013
Aula Projeto Editorial 2013Aula Projeto Editorial 2013
Aula Projeto Editorial 2013
 
AULA 01- LINGUAGENS.pptx
AULA 01- LINGUAGENS.pptxAULA 01- LINGUAGENS.pptx
AULA 01- LINGUAGENS.pptx
 
[c7s] Notícia
[c7s] Notícia[c7s] Notícia
[c7s] Notícia
 
Notícia
NotíciaNotícia
Notícia
 
AS 6ano-1-103.pdf
AS 6ano-1-103.pdfAS 6ano-1-103.pdf
AS 6ano-1-103.pdf
 
Como fazer uma reportagem
Como fazer uma reportagemComo fazer uma reportagem
Como fazer uma reportagem
 
A resistência da cultura, da língua e da identidade indígena
A resistência da cultura, da língua e da identidade indígenaA resistência da cultura, da língua e da identidade indígena
A resistência da cultura, da língua e da identidade indígena
 
Textos Jornalisticos - Versão2
Textos Jornalisticos - Versão2Textos Jornalisticos - Versão2
Textos Jornalisticos - Versão2
 
Textos jornalisticos teresa
Textos jornalisticos teresaTextos jornalisticos teresa
Textos jornalisticos teresa
 
Jorimp Aula6 2009jorinfo
Jorimp Aula6 2009jorinfoJorimp Aula6 2009jorinfo
Jorimp Aula6 2009jorinfo
 
Ef lendo e_compreendendo_os_generos_textuais_do_suporte_jornal
Ef lendo e_compreendendo_os_generos_textuais_do_suporte_jornalEf lendo e_compreendendo_os_generos_textuais_do_suporte_jornal
Ef lendo e_compreendendo_os_generos_textuais_do_suporte_jornal
 

Mais de Nivea Neves

5 Ano - Aluno - História e Geografia.pdf
5 Ano - Aluno - História e Geografia.pdf5 Ano - Aluno - História e Geografia.pdf
5 Ano - Aluno - História e Geografia.pdfNivea Neves
 
7 ano port 4.docx.pdf
7 ano port 4.docx.pdf7 ano port 4.docx.pdf
7 ano port 4.docx.pdfNivea Neves
 
4º_ANO_-_SEMANA_DE_31-05_A_04-06.pdf
4º_ANO_-_SEMANA_DE_31-05_A_04-06.pdf4º_ANO_-_SEMANA_DE_31-05_A_04-06.pdf
4º_ANO_-_SEMANA_DE_31-05_A_04-06.pdfNivea Neves
 
7 ano port 3.docx.pdf
7 ano port 3.docx.pdf7 ano port 3.docx.pdf
7 ano port 3.docx.pdfNivea Neves
 
7 ano port 2.docx.pdf
7 ano port 2.docx.pdf7 ano port 2.docx.pdf
7 ano port 2.docx.pdfNivea Neves
 
5-Capitulo_IV-6o-Ano-GABARITO2.pdf
5-Capitulo_IV-6o-Ano-GABARITO2.pdf5-Capitulo_IV-6o-Ano-GABARITO2.pdf
5-Capitulo_IV-6o-Ano-GABARITO2.pdfNivea Neves
 
4o-ano-16a-SEMANA.pdf
4o-ano-16a-SEMANA.pdf4o-ano-16a-SEMANA.pdf
4o-ano-16a-SEMANA.pdfNivea Neves
 
7 ano port 5.docx.pdf
7 ano port 5.docx.pdf7 ano port 5.docx.pdf
7 ano port 5.docx.pdfNivea Neves
 
6º_ano_-_2tri_-_OE_-_RECV________.pdf
6º_ano_-_2tri_-_OE_-_RECV________.pdf6º_ano_-_2tri_-_OE_-_RECV________.pdf
6º_ano_-_2tri_-_OE_-_RECV________.pdfNivea Neves
 
5th-grade-verb-to-be.pdf
5th-grade-verb-to-be.pdf5th-grade-verb-to-be.pdf
5th-grade-verb-to-be.pdfNivea Neves
 
1º Ano Semana 14 - 3 a 7 de agosto.docx
1º Ano Semana 14 - 3 a 7 de agosto.docx1º Ano Semana 14 - 3 a 7 de agosto.docx
1º Ano Semana 14 - 3 a 7 de agosto.docxNivea Neves
 
3 Ano - Aluno - História e Geografia .pdf
3 Ano - Aluno - História e Geografia .pdf3 Ano - Aluno - História e Geografia .pdf
3 Ano - Aluno - História e Geografia .pdfNivea Neves
 
1º Ano Semana 14 - 3 a 7 de agosto.pdf
1º Ano Semana 14 - 3 a 7 de agosto.pdf1º Ano Semana 14 - 3 a 7 de agosto.pdf
1º Ano Semana 14 - 3 a 7 de agosto.pdfNivea Neves
 
1º BIMESTRE - BLOCO1- 01-03-2021 A 26-03-2021 - 4° ANO A.pdf
1º BIMESTRE - BLOCO1- 01-03-2021 A 26-03-2021 - 4° ANO A.pdf1º BIMESTRE - BLOCO1- 01-03-2021 A 26-03-2021 - 4° ANO A.pdf
1º BIMESTRE - BLOCO1- 01-03-2021 A 26-03-2021 - 4° ANO A.pdfNivea Neves
 
2º BIMESTRE - BLOCO 2 - 14-06-2021 A 08-07-2021 - 5º ANO B.pdf
2º BIMESTRE - BLOCO 2 - 14-06-2021 A 08-07-2021 - 5º ANO B.pdf2º BIMESTRE - BLOCO 2 - 14-06-2021 A 08-07-2021 - 5º ANO B.pdf
2º BIMESTRE - BLOCO 2 - 14-06-2021 A 08-07-2021 - 5º ANO B.pdfNivea Neves
 
3 BIMESTRE - BLOCO 1 - 26-07 a 20-08 - 7° ANO B.pdf
3 BIMESTRE - BLOCO 1 - 26-07 a 20-08 - 7° ANO B.pdf3 BIMESTRE - BLOCO 1 - 26-07 a 20-08 - 7° ANO B.pdf
3 BIMESTRE - BLOCO 1 - 26-07 a 20-08 - 7° ANO B.pdfNivea Neves
 
03-Caderno-de-Revisão-Redação-7º-ano.pdf
03-Caderno-de-Revisão-Redação-7º-ano.pdf03-Caderno-de-Revisão-Redação-7º-ano.pdf
03-Caderno-de-Revisão-Redação-7º-ano.pdfNivea Neves
 
03-Caderno-de-Revisão-Redação-6º-ano.pdf
03-Caderno-de-Revisão-Redação-6º-ano.pdf03-Caderno-de-Revisão-Redação-6º-ano.pdf
03-Caderno-de-Revisão-Redação-6º-ano.pdfNivea Neves
 

Mais de Nivea Neves (20)

5 Ano - Aluno - História e Geografia.pdf
5 Ano - Aluno - História e Geografia.pdf5 Ano - Aluno - História e Geografia.pdf
5 Ano - Aluno - História e Geografia.pdf
 
4ºANO.pdf
4ºANO.pdf4ºANO.pdf
4ºANO.pdf
 
7 ano port 4.docx.pdf
7 ano port 4.docx.pdf7 ano port 4.docx.pdf
7 ano port 4.docx.pdf
 
4º_ANO_-_SEMANA_DE_31-05_A_04-06.pdf
4º_ANO_-_SEMANA_DE_31-05_A_04-06.pdf4º_ANO_-_SEMANA_DE_31-05_A_04-06.pdf
4º_ANO_-_SEMANA_DE_31-05_A_04-06.pdf
 
7 ano port 3.docx.pdf
7 ano port 3.docx.pdf7 ano port 3.docx.pdf
7 ano port 3.docx.pdf
 
7 ano port 2.docx.pdf
7 ano port 2.docx.pdf7 ano port 2.docx.pdf
7 ano port 2.docx.pdf
 
5-Capitulo_IV-6o-Ano-GABARITO2.pdf
5-Capitulo_IV-6o-Ano-GABARITO2.pdf5-Capitulo_IV-6o-Ano-GABARITO2.pdf
5-Capitulo_IV-6o-Ano-GABARITO2.pdf
 
4o-ano-16a-SEMANA.pdf
4o-ano-16a-SEMANA.pdf4o-ano-16a-SEMANA.pdf
4o-ano-16a-SEMANA.pdf
 
7 ano port 5.docx.pdf
7 ano port 5.docx.pdf7 ano port 5.docx.pdf
7 ano port 5.docx.pdf
 
4º ano.pdf
4º ano.pdf4º ano.pdf
4º ano.pdf
 
6º_ano_-_2tri_-_OE_-_RECV________.pdf
6º_ano_-_2tri_-_OE_-_RECV________.pdf6º_ano_-_2tri_-_OE_-_RECV________.pdf
6º_ano_-_2tri_-_OE_-_RECV________.pdf
 
5th-grade-verb-to-be.pdf
5th-grade-verb-to-be.pdf5th-grade-verb-to-be.pdf
5th-grade-verb-to-be.pdf
 
1º Ano Semana 14 - 3 a 7 de agosto.docx
1º Ano Semana 14 - 3 a 7 de agosto.docx1º Ano Semana 14 - 3 a 7 de agosto.docx
1º Ano Semana 14 - 3 a 7 de agosto.docx
 
3 Ano - Aluno - História e Geografia .pdf
3 Ano - Aluno - História e Geografia .pdf3 Ano - Aluno - História e Geografia .pdf
3 Ano - Aluno - História e Geografia .pdf
 
1º Ano Semana 14 - 3 a 7 de agosto.pdf
1º Ano Semana 14 - 3 a 7 de agosto.pdf1º Ano Semana 14 - 3 a 7 de agosto.pdf
1º Ano Semana 14 - 3 a 7 de agosto.pdf
 
1º BIMESTRE - BLOCO1- 01-03-2021 A 26-03-2021 - 4° ANO A.pdf
1º BIMESTRE - BLOCO1- 01-03-2021 A 26-03-2021 - 4° ANO A.pdf1º BIMESTRE - BLOCO1- 01-03-2021 A 26-03-2021 - 4° ANO A.pdf
1º BIMESTRE - BLOCO1- 01-03-2021 A 26-03-2021 - 4° ANO A.pdf
 
2º BIMESTRE - BLOCO 2 - 14-06-2021 A 08-07-2021 - 5º ANO B.pdf
2º BIMESTRE - BLOCO 2 - 14-06-2021 A 08-07-2021 - 5º ANO B.pdf2º BIMESTRE - BLOCO 2 - 14-06-2021 A 08-07-2021 - 5º ANO B.pdf
2º BIMESTRE - BLOCO 2 - 14-06-2021 A 08-07-2021 - 5º ANO B.pdf
 
3 BIMESTRE - BLOCO 1 - 26-07 a 20-08 - 7° ANO B.pdf
3 BIMESTRE - BLOCO 1 - 26-07 a 20-08 - 7° ANO B.pdf3 BIMESTRE - BLOCO 1 - 26-07 a 20-08 - 7° ANO B.pdf
3 BIMESTRE - BLOCO 1 - 26-07 a 20-08 - 7° ANO B.pdf
 
03-Caderno-de-Revisão-Redação-7º-ano.pdf
03-Caderno-de-Revisão-Redação-7º-ano.pdf03-Caderno-de-Revisão-Redação-7º-ano.pdf
03-Caderno-de-Revisão-Redação-7º-ano.pdf
 
03-Caderno-de-Revisão-Redação-6º-ano.pdf
03-Caderno-de-Revisão-Redação-6º-ano.pdf03-Caderno-de-Revisão-Redação-6º-ano.pdf
03-Caderno-de-Revisão-Redação-6º-ano.pdf
 

Último

Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioWyngDaFelyzitahLamba
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................mariagrave
 
13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................mariagrave
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMary Alvarenga
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresAna Isabel Correia
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaCentro Jacques Delors
 
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!Centro Jacques Delors
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)Centro Jacques Delors
 
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOSINTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOSPedro Luis Moraes
 
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptxRENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptxAntonioVieira539017
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanoCATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanomarla71199
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfAnaAugustaLagesZuqui
 

Último (20)

Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundario
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................13_mch9_hormonal.pptx............................
13_mch9_hormonal.pptx............................
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João EudesNovena de Pentecostes com textos de São João Eudes
Novena de Pentecostes com textos de São João Eudes
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
 
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
Apresentação | Dia da Europa 2024 - Celebremos a União Europeia!
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)Quiz | Dia da Europa 2024  (comemoração)
Quiz | Dia da Europa 2024 (comemoração)
 
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOSINTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
INTRODUÇÃO DE METODOLOGIA PARA TRABALHIOS CIENTIFICOS
 
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptxRENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
RENASCIMENTO E HUMANISMO_QUIZ 7º ANO.pptx
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanoCATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 

1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf

  • 1. 1 PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU Secretaria Municipal da Educação EMEF "IVAN ENGLER DE ALMEIDA" 7º ANO B Período Letivo 19/04 A 07/05/2021 NOME DO ALUNO:_____________________________________________ TURMA: ____________ LÍNGUA PORTUGUESA Conteúdos: Gênero Textual do Campo Jornalístico- Reportagem e carta do leitor, elementos e estratégias de produção e estruturação. Objetivos: Identificar e avaliar teses, opiniões e posicionamentos explícitos e planejar e produzir gênero textual do campo jornalístico. Vocês perceberam que estamos estudando gêneros textuais bastante presentes em jornais? Nós vimos a notícia e hoje veremos a reportagem e a carta argumentativa do leitor. Vocês já se perguntaram o que é uma reportagem e quais diferenças há entre ela e a notícia? Caso achem necessário, retomem as atividades anteriores para rever as características da notícia e comparem com as da reportagem. A REPORTAGEM A Reportagem é um gênero textual não literário. Ela é considerada um texto jornalístico veiculado pelos meios de comunicação: jornais, revistas, televisão, internet, rádio, entre outros. O repórter é a pessoa que está incumbida de apresentar a reportagem, a qual aborda temas da sociedade em geral. Muitas pessoas não conseguem diferenciar a reportagem da notícia, e o assunto costuma dividir opiniões até mesmo dos estudiosos do assunto. Contudo, existem alguns parâmetros que possibilitam o entendimento das ações discursivas realizadas em cada um dos gêneros citados. Vamos conhecê-los? Os gêneros jornalísticos podem ser divididos em duas grandes categorias: I. os gêneros que compõem o jornalismo opinativo; II. os gêneros que constituem o jornalismo informativo. No jornalismo opinativo, as opiniões do autor do texto ficam explícitas; no jornalismo informativo, os textos têm como objetivo noticiar, ou seja, narrar acontecimentos. A reportagem é um tipo de texto que tem o objetivo de informar ao mesmo tempo que prevê criar uma opinião nos leitores, portanto, ela possui uma função social muito importante como formadora de opinião. A reportagem pode ser um texto expositivo, informativo, descritivo, narrativo ou opinativo. Desse modo, ela pode tanto se aproximar da notícia quanto dos artigos opinativos, porém não deve ser confundida com eles. Expositivo e informativo porque ele expõe sobre um determinado assunto, com o intuito principal de informar o leitor. Podem também ser textos descritivos e narrativos, uma vez que descrevem ações e incluem tempo, espaço e personagens. E por fim, é um texto opinativo, ou seja, o repórter apresenta juízos de valor sobre o que está sendo discorrido.
  • 2. 2 Geralmente, as reportagens são textos mais longos, opinativos e assinados pelos repórteres, enquanto as notícias são textos relativamente curtos e impessoais que possuem o intuito de somente informar o leitor de um fato atual ocorrido. Em resumo, podemos dizer que a notícia faz parte do jornalismo informativo, enquanto as reportagens fazem parte do chamado jornalismo opinativo. Por esse motivo, a reportagem é um texto que precisa de mais tempo para ser elaborado pelo repórter, em que se desenvolve um debate sobre um tema, de modo mais abrangente que a notícia. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DAS REPORTAGENS: Segue abaixo as principais características do gênero reportagem:  Textos em primeira e terceira pessoa  Presença de títulos  Temas sociais, políticos, econômicos  Linguagem simples, clara e dinâmica  Discurso direto e indireto  Objetividade e subjetividade  Linguagem formal  Textos assinados pelo autor
  • 3. 3 ATIVIDADE 1 Leia o texto a seguir e responda às questões: 'Racismo é extremamente violento e está no nosso dia a dia', diz doutor em educação Após morte de menino de 5 anos ao cair de prédio no Recife e de outros casos nacionais, procuradora federal e doutor em educação debatem formas de combater o preconceito racial. Por Pedro Lins, TV Globo 05/06/2020 09h45 Atualizado há um mês Diante da repercussão sobre a morte de Miguel Santana da Silva, após cair do 9º andar de um prédio de luxo no Recife, e do debate em torno do racismo no Brasil e no mundo, professores e militantes negros afirmam que o problema é estrutural. Entretanto, dizem que pode ser combatido através de diálogos, questionamentos e fortalecimento da autoestima de pessoas negras em relação à cor da pele . “A gente tem que entender que o racismo é um sistema de opressão. Isso significa que eu tenho uma estrutura criada para que haja privilégios para um grupo e para que haja subalternização e desvantagens para outro grupo. Não é algo individual, moral. Não tenho medo nenhum de dizer que, no Brasil, nós somos racistas em maior ou menor grau”, declarou a procuradora federal Chiara Ramos, militante contra o racismo. Para o psicólogo e doutor em educação Hugo Monteiro, casos como o de Miguel e de João Pedro, menino morto dentro de casa durante uma operação policial no Rio de Janeiro, e de George Floyd, homem negro asfixiado por policiais nos Estados Unidos, mostram “nitidamente uma ideia de inferioridade em relação à posição étnica e racial dessas pessoas”. “O racismo é extremamente violento e está no nosso dia a dia, no nosso cotidiano. Cotidianamente, nós negros passamos por situações racistas. É uma estrutura que nos afeta e violenta muito a nossa natureza mental, provoca sofrimento diverso emquempassapelasituação.Precisamosenfrentarcomlucidez,comsabedoria,comcompreensão”,disseMonteiro.(...) Fonte: https://g1.globo.com/pe/pernambuco/noticia/2020/06/05/racismo-e-extremamente-violento-e-esta- no-nosso-dia-a-dia-diz-doutor-em-educacao.ghtml (adaptado) 1) O texto acima é uma reportagem. Encontre as seguintes informações presentes nesse tipo de texto ( anote as respostas em seu caderno): A. Título: B. Introdução: C. Nome do repórter: D. Notícia(s) que gerou(aram) essa reportagem: E. Nome de especialistas que apresentam opiniões na reportagem:
  • 4. 4 2) No título da reportagem há a citação da fala de um especialista. De quem é essa fala? Você acha que isso contribuiu para chamar a atenção do leitor? Explique. _______________________________________________________________________________ _____________________________________________________ 3) É possível, através do texto, saber qual a opinião da reportagem sobre o assunto? _______________________________________________________________________________ _____________________________________________________ ATIVIDADE 2 Com base nos estudos das atividades da semana anterior e dos conteúdos desta semana, responda às questões a seguir: 1. Assinale a alternativa que melhor define o corpo do texto, presente na reportagem: a) ( ) são as demais informações sobre o fato. Comparando com um texto dissertativo, seria o desenvolvimento do assunto. b) ( ) onde se coloca o tema da reportagem de forma clara e que atraia o interesse do leitor. c) ( ) É um título secundário, que pode apresentar outras informações relevantes do texto. Não é obrigatória a sua presença. d) ( ) Onde se resume o tema tratado. 2. Quais são os suportes em que as reportagens aparecem, geralmente? a) ( ) Jornais impressos b) ( ) Revistas c) ( ) Televisão d) ( ) Internet e) ( ) Todas as alternativas 3. Coloque (N) para notícia e (R) para Reportagem: a) ( ) Informa fatos de maneira mais objetiva. b) ( ) É assinada pelo repórter. c) ( ) Possui maior aprofundamento do tema, investiga e busca discutir a questão. d) ( ) devem ser feitas (escritas, gravadas ou filmadas) em um curto espaço de tempo, sendo algo que deve ser levado ao público quase que de forma imediata. e) ( ) por ser um conteúdo mais trabalhoso de ser feito, não há uma estrutura rígida para ela, sendo baseada no bom senso do autor. 4. O jornalista norte-americano Charles Anderson Dana (1819-1897) definiu a notícia em uma famosa frase: “se um cão morder um homem, não há notícia; se um homem morder um cão, há notícia.” Assinale a alternativa que melhor define o que ele quis dizer: a) ( ) Ele quis dizer que a notícia tem sempre a preocupação com fatos corriqueiros e sem importância. b) ( ) A frase não faz sentido porque os homens não mordem cachorros. c) ( ) A frase se refere ao fato de que as notícias, muitas vezes, valorizam acontecimentos que causam impactos aos leitores e estimulam sua curiosidade. d) ( ) A frase se refere ao fato de que as notícias sobre homens são mais interessantes que notícias sobre animais. 5. Complete o texto a seguir com as frases que estão no quadro: notícias reportagens Informativo opinativo As ________ são textos mais longos, opinativos e assinados pelos repórteres, enquanto as ________ são textos relativamente curtos e impessoais que possuem o intuito de somente informar o leitor de um fato atual ocorrido.
  • 5. 5 Assim, podemos dizer que a notícia faz parte do jornalismo ________, enquanto as reportagens fazem parte do chamado jornalismo _____________. A CARTA ARGUMENTATIVA DO LEITOR Outro gênero textual muito presente nos jornais (impressos ou virtuais) é a Carta Argumentativa do Leitor. CARTA ARGUMENTATIVA DO LEITOR Há muitas cartas enviadas pelos leitores que são publicadas nos jornais, algumas delas podem apenas solicitar publicações de matérias de certos temas; ou cumprimentar o veículo por determinada reportagem, pelo aniversário, pela beleza de uma capa etc.; ou, mesmo, apresentar-se ao veículo como seu leitor assíduo, por exemplo. Outras cartas são destinadas a queixas e reclamações do leitor sobre serviços prestados por empresas, sobre atendimentos realizados por instituições diversas como escolas, hospitais, órgãos públicos. Quando se trata de carta argumentativa de leitor, fala-se das cartas nas quais o leitor comenta criticamente – utilizando argumentos – aspectos como: • o assunto de matérias publicadas em jornais e revistas (impressos ou eletrônicos):o leitor apresenta uma crítica à posição assumida na matéria lida, concordando ou discordando dessa posição, total ou parcialmente; • o tratamento que um determinado veículo dá a um assunto em dado momento: o leitor pode pensar que o assunto foi tratado de modo superficial, quando mereceria mais aprofundamento; pode avaliar que foi abordado de modo muito irônico, quando deveria ser tratado com seriedade; pode considerar que o assunto foi discutido de modo exageradamente aprofundado, quando não era para tanto • diversos procedimentos adotados por esses veículos no processo de publicação das matérias: um jornal pode destinar mais espaço a determinado assunto, penalizando outro com pouco espaço; pode ignorar certo acontecimento e não fazer referência alguma a ele; pode colocar, ao lado de uma matéria, imagens que não têm nada a ver com ela, mas que podem induzir o leitor a fazer interpretações indesejadas a respeito, por exemplo. A carta argumentativa de leitor, portanto, diferencia-se de outras publicadas em jornais e revistas por causa da sua finalidade e do objeto da sua crítica. ATIVIDADE 3 Leia a carta argumentativa do leitor a seguir e responda às questões : Tribuna do Leitor Violência contra a mulher por Eduarda Carvalho de Barros 8º ano - Colégio Interativo 09/08/2020 - 05h00 Não é segredo para ninguém que a violência doméstica sempre foi um problema na sociedade. Durante esta quarentena, o número de casos registrados de agressão à mulher cresceu significativamente. O número criado pelo governo para denúncias, o Disque 180, relatou que houve um aumento de 50% nas denúncias. Com o confinamento social, as mulheres vítimas de violência ficam mais vulneráveis ao agressor e por isso na maioria das vezes não têm como pedir ajuda. As vítimas sofrem não só agressões físicas, mas também ofensas psicológicas. Muitas denúncias são feitas por vizinhos ou familiares cientes das agressões. A violência ocorre também entre crianças, jovens e idosos. Nós, mulheres, já tivemos muitas vitórias e ainda temos muitas para conquistar. Somos merecedoras de respeito, fazemos parte da sociedade e, por isso, devemos ser tratadas com igualdade de direitos! Violência doméstica é inaceitável, é desumano e é crime! Por isso, se você sabe de alguém que precisa de ajuda, denuncie e dê a essa pessoa a chance de viver com liberdade e igualdade de direitos. Fonte:https://www.jcnet.com.br/opiniao/tribuna_do_leitor/2020/08/732151-violencia-contra-a-mulher.html 1º) Quem é a autora da carta? Além do nome, há mais informações sobre ela? Quais? __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________
  • 6. 6 2º) Onde a carta foi publicada? Há uma seção específica para a publicação desse tipo de carta? Qual? _______________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________ _______ 3º) Qual o assunto tratado na carta? __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ 4º) Qual a intenção do texto produzido? Explique. _______________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________ ATIVIDADE 4- PRODUÇÃO TEXTUAL Faça de conta que você, ao navegar por um site de notícias, deparou-se com a seguinte notícia: Queiroga diz que 1,5 milhão de brasileiros estão com a segunda dose da vacina contra a Covid atrasada Ministro da Saúde participou de café da manhã com jornalistas nesta terça-feira (13). Ele também disse que governo deve publicar uma medida provisória para criar uma secretaria específica de combate à Covid. Por Raquel Porto Alegre, G1 — Brasília 13/04/2021 10h31 Atualizado há 3 minutos O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou nesta terça-feira (13), em um café da manhã com jornalistas, que 1,5 milhão de brasileiros estão com a segunda dose da vacina contra a Covid atrasada. Até o momento, duas vacinas são aplicadas no país, as duas em caráter emergencial: a da farmacêutica AstraZeneca (em parceria com a Universidade de Oxford), e a da farmacêutica CoronaVac. Para a vacina da AstraZeneca, a maior eficácia é alcançada quando o intervalo entre a primeira e a segunda doses é de três meses. Para a CoronaVac, o melhor resultado, de acordo com os estudos, ocorre quando a segunda dose é aplicada num intervalo de 21 a 28 dias. Queiroga afirmou que o ministério vai emitir uma lista por estado com as pessoas que estão com a segunda dose atrasada. Disse também que esse trabalho de completar o "esquema vacinal" será feito em parceria com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass). Fonte:https://g1.globo.com/bemestar/vacina/noticia/2021/04/13/queiroga-diz-que-15-milhao-de-brasileiros- estao-com-a-segunda-dose-da-vacina-contra-a-covid-atrasada.ghtml Esta notícia, deixou você bem incomodada(o) e então, você resolve escrever para o site de notícias para falar sobre o assunto. Escreva, então, uma carta argumentativa do leitor. Sua carta, poderá ter até 15 linhas, deverá ser assinada. Não se esqueça de revisar seu texto, corrigi-lo e depois redigir a versão final!
  • 7. 7 PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU Secretaria Municipal da Educação EMEF "IVAN ENGLER DE ALMEIDA" 7º ANO B Período Letivo 19/04 A 07/05/2021 NOME DO ALUNO:_____________________________________________ TURMA: ____________ MATEMÁTICA OPERAÇÕES COM NÚMEROS INTEIROS: ORIENTAÇÕES GERAIS: a) Resolva os exercícios em folhas separadas, mostrando como foram resolvidos. b) Entregar na escola no período determinado pela data indicada acima. c) Pode-se orientar por vídeo-aulas: https://www.youtube.com/watch?v=P3YIiKk0d-M https://www.youtube.com/watch?v=AxLLaIVizIs ESTUDO DAS REGRAS DA ADIÇÃO E DA SUBTRAÇÃO: Vimos que o conjunto dos números INTEIROS é formado pelos números POSITIVOS E NEGATIVOS. Assim quando realizamos qualquer operação entre eles, devemos seguir REGRAS DE SINAIS para realizar corretamente essas operações. Vamos começar com a ADIÇÃO entre números INTEIROS. ADIÇÃO DE NÚMEROS INTEIROS COM SINAIS IGUAIS 1°) Quando somamos DOIS OU MAIS NÚMEROS POSITIVOS o resultado ( que é a soma ) será POSITIVA. Exemplos: a) +5 + 9 = + 14 d ) +25 + 32 = + 57 b) +3 + 8 + 7 = +18 e ) +125 + 234 + 311 = +670 c) + 11 + 23 + 34 + 45 + 56 = 169 f ) +1 + 2 + 3 + 4 + 5 = +15 “ Na soma de dois ou mais números POSITIVOS o resultado é POSITIVOS ” 2) Quando somamos DOIS OU MAIS NÚMEROS NEGATIVOS o resultado ( a soma ) será NEGATIVA: a ) –5 – 7 = –12 d ) –25 – 32 = – 57 b ) – 21 – 13 – 15 – 7 – 29 = – 85 e ) – 13 – 48 – 73 = – 134 c ) – 225 – 234 = – 459 f ) – 11 – 23 – 34 – 56 = – 124 “ Na soma de dois ou mais números NEGATIVOS o resultado será NEGATIVO” Então podemos dizer que: Quando juntamos dois ou mais números positivos é como se estivéssemos ganhando quantidades. Quando juntamos dois ou mais números negativos é como se estivéssemos devendo quantidades.
  • 8. 8 Vamos ver algumas aplicações: a) Maria fez aniversário e ganhou, como presentes, os seguintes valores em Reais: 37 Reais do Tio Mário, 48 da Tia Cida , 50 do Pai e 65 de sua Mãe. Então: Maria tem : +37 + 48 + 50 + 65 = + 200 Reais b) Para essa mesma festa, o pai de Maria gastou: 120 Reais na decoração. 230 no bolo, 90 nas bebidas e 320 na comida. Então: O Pai devia: – 120 – 230 – 90 – 320 = – 760 Reais c) Em uma semana, um eletricista fez três serviços, recebendo os seguintes valores: R$ 350,00 , R$ 520,00 e R$ 640,00 . Quantos Reais ele recebeu? Resp: +350 + 520 + 640 = +1.510 Reais ( ele ganhou, então os valore são positivos). d) No Final de semana, esse eletricista passou no mercado e fez as seguintes compras: R$ 35,00 , R$ 52,00 , R$ 60,00 , R$ 50,00 , R$ 20,00 e R$ 40,00 Resp: – 35 – 52 – 60 – 50 – 20 – 40 = – 257 Reais (é o que ele deve, por isso são negativos) e) João gastou no carro 300 Reais em peças e 250 Reais em mão de obra para consertar o carro e ainda passou no Posto e colocou 150 Reais em combustível. Quanto ele gastou em tudo isso? Resp: Ele gastou : – 300 – 250 – 150 = – 700 Reais ( dívidas são valores negativos) . ADIÇÃO DE NÚMEROS INTEIROS COM SINAIS DIFERENTES: Quando fazemos uma operação com dois números de sinais DIFEENTES devemos aplicar a seguinte regra: Calculamos a diferença entre os dois valores numéricos ( conta de menos ) e vamos conservar ( deixar ) o sinal do valor maior ( absoluto) EXEMPLOS: a) +9 – 5 = + 4 ( subtrai e dá o sinal do maior que é o 9, porque sobra 4 ) b) +25 – 32 = – 7 ( subtrai e dá o sinal do maior que é o 32, porque faltou 7) c) +300 – 255 = + 45 ( subtrai e dá o sinal do maior que é o 300, porque sobra 45 ) d) – 68 + 45 = –17 ( subtrai e dá o sinal do maior que é o 68, porque está faltando 17 ) f) +125 – 99 = +26 ( subtrai e dá o sinal do maior que é o 125 , porque sobra 26 ) g) + 45 – 45 = 0 ( subtrai e dá o sinal do maior, como os dois são iguais dá ZERO) “ Na soma de um número POSITIVO com outro NEGATIVO devemos fazer as SUBTRAÇÃO dos valores e conservar o sinal do maior valor absoluto.” Outros exemplos: a) +5 – 7 = +2 ( falta 2) e ) –5 + 30 = +25 ( sobra 25) b) – 7 – 9 = – 16 ( juntamos os negativos ) f ) +13 + 53 = +66 ( juntamos os positivos) c) +225 – 234 = – 9 (falta 9) g ) – 56 + 124 = +68 ( sobra 68) d) + 130 – 115 = +15 ( sobra 15 ) h ) +300 – 420 = – 120 ( falta 120 ) Exemplos práticos: 1) Mario comprou 330 Reais em mercadorias no mercado, pagando tudo com 400 Reais. Sobrou ou faltou dinheiro? Quanto? Resp: Gastou : – 330 e pagou : + 400 = – 330 + 4 00 = +70 Reais. Então: sobrou 70 Reais.
  • 9. 9 2) Em Londres, na Inglaterra, na hora do almoço estava 20 graus positivos e depois a temperatura caiu 25 graus à noite. Quantos graus marcava o termômetro à noite? Resp : Estava +20 e caiu 25 : temos = + 20 – 25 = – 5 graus Celsius. . (à noite marcou o termômetro). RESUMINDO: Então temos as seguintes regra para a adição de dois números inteiros: Sinais dos números somados Sinal resultante da operação Positivo com positivo = dá positivo Negativo com negativo = dá negativo Devemos somar os dois valores e manter o sinal DOS NÚMEROS. Positivo com negativo = ? Negativo com positivo = ? Nesses casos devemos subtrair e manter o sinal do maior valor absoluto. Quando precisarmos resolver uma expressão com mais de dois números INTEIROS devemos assim proceder: “ Somamos todos os POSITIVOS e separadamente somamos todos os NEGATIVOS “ . A seguir iremos calcular a diferença entre eles através da SUBTRAÇÃO e manter o sinal do maior valor ABSOLUTO ( como indicado na tabela resumo). Exemplos: a) +25 – 32 + 57 – 15 – 23 = ? +25 + 57 – 32 – 15 – 23 = ? (positivo com positivo e negativo com negativo) + 82 – 80 = +2 ( subtrai e damos o sinal do maior absoluto) b) – 23 + 49 – 56 + 24 = ? +49 + 24 – 53 – 56 = ? (positivo com positivo e negativo com negativo) + 73 – 109 = – 36 ( subtrai e damos o sinal do maior absoluto) c) + 13 – 15 + 45 – 30 – 42+ 29 = ? + 13 + 45 + 29 – 15 – 30 – 42 = ? + 87 – 87 = 0...... d) João foi ao mercado e acabou comprando os seguinte valores em Reais: CARNE – 85 ARROZ – 35 FEIJÃO – 18 OUTROS – 52 Se ele tinha 200 Reais. Ao passar no CAIXA, faltou ou sobrou dinheiro? + 200 – 85 – 35 – 18 – 52 = ? ..+ 200 – 190 = + 10.. sobraram 10 Reais ( troco ) EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES 1) De acordo com os estudos realizados, calcule o valor de cada expressão numérica simples: a) +9 + 5 = g ) + 37 – 57 = b) +28 – 39 = h ) – 96 + 100 = c) +30 – 55 = i ) + 500 – 400 = d) + 68 + 45 = j ) – 144 + 155 = e) – 125 – 79 = k ) + 89 + 98 = f) + 185 – 145 = l ) – 123 – 123 = depende
  • 10. 10 2) Calcule o valor das expressões numéricas abaixo: a) +250 – 132 + 157 – 215 = d ) +15 + 22 – 51 – 15 + 33 = b) –43 + 39 – 76 + 24 = e ) +990 – 234 – 355 – 415 = c) +73 – 85 + 95 – 37 – 52+ 49 = f ) – 40 – 50 + 35 + 65 + 57 – 83 = ELINANDO PARÊNTESES COM NÚMEROS INTEIROS Para que possamos somar ou subtrair dois ou mais números INTEIROS (positivos e negativos) em uma expressão numérica apresentada com parentes, devemos aplicar as seguintes REGRAS para eliminá-los. 1ª REGRA: + ( + ) PERMANECE POSITIVO : + com + dá + 2ª REGRA: - ( - ) PERMANECE POSITIVO : – com – dá + 3ª REGRA: + ( - ) PERMANECE NEGATIVO: + com – dá – 4ª REGRA: - ( + ) PERMANECE NEGATIVO: – com + dá – EXEMPLOS: 1) Eliminado os parênteses, vamos calcular o valor de cada expressão numéricas, aplicando TODAS as regras estudadas acima: a) (+5) + (+ 9) = +5 + 9 = +14 b) (+27) + (+ 32) = +27 + 32 = + 59 Na eliminação dos ( ) : + com + dá + c) (+11) + ( +12) + (+13) = +11 + 12 + 13 = +36 d) (+53) + ( – 48) = +53 – 48 = +5 Na eliminação dos ( ) = + com – dá – e) ( –125) – ( +114) = –125 – 114 = – 239 f) (+ 11) – ( – 23) = +11 + 23 = + 34 g) (– 45) – ( – 46) = – 45 + 46 = +1 h) (– 137 ) – ( – 48) – ( – 73 ) = Na eliminação dos ( ) = – com – dá + – 137 + 48 + 73 = +131 – 137 = – 6 i) Uma pessoa que, nasceu no ano 37 antes de Cristo (a.C) e morreu no ano 45 depois de Cristo (d.C), quantos anos ela viveu? – 40 – 30 – 20 – 10 0 10 20 30 40 50 Nessa situação temos: ( Quando morreu) – ( quando nasceu ) para calcularmos a idade. ( + 45 ) – ( – 37 ) = + 45 + 37 = 82 anos vividos. sinais iguais : permanece o positivo sinais diferentes : permanece o negativo antes de Cristo depois de Cristo nasceu – 37 morreu + 45
  • 11. 11 j) A Temperatura, em uma certa cidade americana variou de – 8°C para +15°C em um certo dias. Quantos graus essa temperatura variou nesse dia? – 12 – 9 –6 – 3 0 3 6 9 12 +15 Variação de temperatura: ( 2ª ) – ( 1ª ) = ( +15 ) – ( – 8 ) = +15 + 8 = +23° de variação positiva ( a temperatura diminuiu.) k) A Temperatura no deserto do SAARA, em certo dia cidade variou de +38°C na tarde para – 5°C na noite. Quantos graus essa temperatura variou nesse dia? – 40 – 30 –20 – 10 0 10 20 30 40 50 Variação de temperatura: ( 2ª ) – ( 1ª ) = ( – 5 ) – ( +38 ) = – 5 – 38 = – 43° de variação negativa. (a temperatura diminuiu.) EXERCÍCIOS COMPLEMENTARES: APLICANDO AS REGRAS DE SINAIS. 1) Calcule o valor das expressões numéricas abaixo: a ) –15 + 7 = e ) +25 – 32 = b) +31 – 43 + 15 = f ) – 133 – 148 + 300 = c ) +275 – 234 = g ) +16 – 23 + 34 – 56 = d) +80 – 90 + 100 – 110 = h) – 76 + 20 +79 – 135 = 2) Eliminado os parênteses , calcule corretamente os valores de cada expressão numérica: a) (+19) + (– 15 ) = f ) ( + 30) – (– 57) = b) ( – 28) – ( +39) = g ) (– 96) + (+100) = c) (+30) – ( – 55) = h ) (+ 500) – ( + 543) = d) (+ 68) + ( + 45) = i ) (– 244) – ( – 155) = e) (+125) – ( + 79) + ( – 49) = j ) ( +98) + (+185) – ( +145) + ( – 123) = 3) Quantos anos se passaram de 355 a.C até o ano de 755 d.C? Voce sabe quantos séculos são? 4) Em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, a temperatura variou em um certo dia, de – 6°C para + 19°C. Quantos graus ela variou nesse dia?. 5) Para fazer gelatina, Maria esquentou a água até +60°C e depois misturar o pó de gelatina colocou no freezer, que marcava – 10°C. Qual foi a variação da temperatura nessa situação? – 8° – 5 +38°
  • 12. 12 PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU Secretaria Municipal da Educação EMEF "IVAN ENGLER DE ALMEIDA" 7º ANO B PERÍODO LETIVO 19/04 A 07/05/2021 NOME DO ALUNO:_____________________________________________ TURMA: ____________ HISTÓRIA Enunciado: Na atividade anterior, estudamos a Idade Moderna, entre os séculos XV e XVIII. Pudemos ver algumas características desse período, relacionado à Europa, como: o absolutismo e o mercantilismo. A partir desse período temos as Grandes Navegações, com a atuação europeia na costa africana, na Ásia e a colonização das terras americanas, que já eram habitadas. Nessa atividade, queremos ver um pouco sobre os povos que habitavam a África e a América, antes dessa chegada dos europeus. É claro, que não há como falar de todos os povos, mas escolheremos alguns, que nos darão a ideia clara, de que, tanto na África, como na América, já havia todo um desenvolvimento por parte dos povos que ali habitavam. Leiam os textos, vejam os mapas e respondam às atividades no final. Uma boa atividade a todos! Indicação: https://youtu.be/qNONlF6wuMU https://youtu.be/sDF2EBS4OYg HISTÓRIA Atividade: A África Pré-Colonial Antes dos europeus colonizarem a África, no século XIX, diversas sociedades autônomas, com características diferentes, já existiam nesse continente. Portanto, a história da África não pode ser pensada apenas a partir do contato com o mundo ocidental. No ano 1000, havia na África povos nômades e povos sedentários. Alguns deles possuíam governos centralizados; outros estavam organizados em aldeias, formadas por conjuntos de famílias que viviam sob o comando de conselhos de anciãos e de chefes de clãs. A formação dos grandes reinos do sul do Saara esteve diretamente ligada ao comércio a longa distância. Foi também por meio do comércio que o islã foi introduzido na região. Mercadores muçulmanos vindos do norte, conhecidos como marabutos, negociavam ouro, noz-de-cola, marfim, peles e outros artigos com as sociedades africanas. No contato com os marabutos, os habitantes desses reinos africanos conheceram o islã e apropriaram-se da fé, das leis e das práticas que lhes foram apresentadas, e não impostas.
  • 13. 13 As sociedades sahelianas De origem árabe, a palavra “sahel” significa margem ou borda. No caso africano, o Sahel é uma extensa faixa de terra situada imediatamente ao sul do Deserto do Saara e habitada por diferentes povos pastores e comerciantes. Entre os séculos VIII e XVI, desenvolveram-se na região diversos reinos e cidades mercantis. O Reino de Gana: a terra do ouro O Reino de Gana, o mais antigo dos reinos sahelianos, cresceu a partir do ano 300 e atingiu o seu apogeu entre os séculos VIII e X. Por muito tempo, o reino foi chamado pelos cronistas árabes de “terra do ouro”, por existir grande quantidade do metal nas minas da região. O ouro era explorado nas ricas zonas auríferas localizadas ao sul dos rios Senegal e Gâmbia. Mercadores trocavam ouro principalmente por sal, que era extraído das salinas do Deserto do Saara e utilizado como moeda nas transações comerciais e na conservação dos alimentos. Estudos arqueológicos indicam que esse comércio existia pelo menos desde o Século III e envolvia outros produtos, como goma, sorgo, milhete, âmbar, almíscar, peles, penas e marfim. Além do comércio, a agricultura e a criação de gado eram importantes atividades econômicas do Reino de Gana. Em Gana, o rei recebia o título de gana e era visto como o elo entre os deuses e os homens. Ele liderava um poderoso exército e ocupava o topo de uma sociedade hierarquizada. Sacerdotes, nobres e funcionários cuidavam da administração do reino. O islã começou a crescer no Reino de Gana por volta do século XI. A religião e a cultura islâmicas contribuíram para fortalecer o poder real e para agregar diferentes povos sob o domínio de Gana. Por meio da sharia, o código de leis dos muçulmanos, da cultura e da língua árabe, todos se identificavam como irmãos em Maomé. Com isso, o islã transformou-se em uma religião de Estado. O Império Mali Na mesma região em que se desenvolveu o Reino de Gana, floresceu, entre os séculos XIII e XVI, um império mais rico e poderoso: o Império do Mali. Esse reino era habitado por vários povos, sendo os malinquês (ou mandingas) o grupo principal. Eles falavam a mesma língua do povo de Gana e também adotaram a cultura e a religião do islã. Os governantes recebiam o título de mansa. O comércio, o controle das rotas caravaneiras transaarianas e principalmente a cobrança de taxas sobre produtos como ouro, sal, escravos, marfim e noz-de-cola eram fundamentais para a manutenção do Estado, da corte e do mansa. Com a arrecadação proveniente do comércio e das taxas, o mansa obtinha cavalos para o exército e comprava tecidos e artigos de luxo como forma de demonstrar seu poder. A população, em geral, não era favorecida pela riqueza do comércio transaariano, exceto pelo sal, indispensável na sua alimentação. Os súditos viviam em vilarejos, em casebres feitos de barro. Cultivavam milhete, sorgo, inhame, algodão e feijão, criavam animais, como bois, camelos e cabras, pescavam, teciam e produziam objetos artesanais, como cestas e potes. O Império Songhai No século XV, o Império do Mali começou a enfraquecer, enquanto o pequeno Reino de Gao, situado ao longo da curvatura do Rio Niger e que existia desde os tempos de Gana, começou a predominar sobre as outras sociedades sahelianas. Gao ganhou importância quando a dinastia dos sunnis, que falava a língua songhai e era adepta da religião tradicional, assumiu o poder e fundou o Império Songhai. Na primeira fase desse império, o principal dirigente foi Sunni Ali (1464 – 1492), também chamado de Ali Ber (o Grande). No final do século XV, Sunni Ali conquistou as cidades de Djene, Walata e Timbuctu, que se tornou a capital efetiva do Império Songhai e seu centro cultural mais importante. Nesse período, os estudiosos africanos produziram muitas obras e criaram cópias de inúmeros manuscritos que eram trazidos por viajantes. Na universidade e nas bibliotecas particulares da cidade de Timbuctu ainda hoje é possível encontrar trabalhos sobre economia, medicina, direito e muitos estudos sobre o Alcorão produzidos naquela época. Esses textos revelam a riqueza da cultura letrada que se desenvolveu nessa região do continente africano.
  • 14. 14 Depois de quase dois séculos de hegemonia, o Império Songhai começou a se desintegrar em decorrência das disputas pela sucessão do império. Já no final do século XVI, em 1591, o ataque de um exército marroquino, composto de árabes, tuaregues e mercenários europeus, munidos de armas de fogo, conseguiu derrotar as tropas do Songhai e estabelecer seu domínio em Timbuctu. Povos Pré-Colombianos Apesar de falarmos em Descobrimento da América, quando os europeus chegaram neste continente já existiam sociedades complexas que habitavam a região. Essas sociedades eram diversas e existiam no território americano antes da chegada de Cristóvão Colombo no século XVI. As mais conhecidas, dentre esses grupos, são as sociedades Inca, Maia e Asteca, civilizações importantes e desenvolvidas que chocaram os conquistadores espanhóis com sua cultura, arquitetura e estrutura política e social. As pirâmides com escadarias construídas pelos maias, as estradas dos incas e as cidades astecas são, até hoje, motivo de admiração. São as características principais desses povos que veremos aqui. Os astecas Os astecas são considerados o império mais poderoso e desenvolvido dentre os povos ameríndios. O poder centralizado no imperador, apesar da existência de cidades-Estado com reis, é exemplo do alto nível de organização. Os astecas viveram em uma região próxima do que hoje é a Cidade do México. O Império tinha Tenochtitlán como capital. O poder no Império Asteca estava concentrado nas mãos do imperador, que governava a partir da capital. Na chegada dos espanhóis ao continente americano, o imperador era Montezuma, que acreditou que os europeus eram, na verdade, divindades. Mesmo organizados em uma estrutura hierárquica clara, com escravos e servos na base, famílias da casa grande no meio e sacerdotes no topo, a sociedade Asteca permitia a mobilidade social. Ou seja, um indivíduo de uma classe baixa poderia trabalhar até alcançar estratos mais elevados na pirâmide social. Assim como maias e incas, os astecas tinham sua economia baseada na agricultura, com forte investimento na plantação de milho, algodão, feijão e pimenta. Foram os astecas que inventaram o chocolate, que ao invés de um alimento doce, era uma bebida amarga oferecida aos deuses. Os astecas tinham profundo conhecimento em metalurgia, produzindo ornamentos de ouro e prata com facilidade. Para eles, esses metais não tinham o mesmo valor que para os povos europeus. Além disso, desenvolveram-se na arquitetura, astronomia e matemática.
  • 15. 15 Os maias Os maias formavam uma civilização que foi desenvolvida na região conhecida como Mesoamérica e que ficava localizada na América Central, em sua maior parte, e América do Norte, apenas em parte do território em que hoje está localizado o México. A civilização maia teve seus principais centros localizados na Guatemala e no México, mas vestígios dessa civilização também foram encontrados em El Salvador, Belize, Honduras etc. São conhecidos por serem uma civilização pré-colombiana e também uma civilização mesoamericana. Os maias nunca formaram um império propriamente dito, como os incas e astecas, porque sua organização política era baseada na ideia de cidades-Estado. Ou seja, cada cidade era uma entidade administrativa independente, com autoridades próprias e fronteiras que eram estabelecidas pelos limites da própria cidade. No caso da civilização maia, a sua zona de ocupação é considerada como as regiões que estavam sob a influência maia. As cidades-Estado maias praticavam o comércio entre si, mas os historiadores e arqueólogos também provaram que elas travavam guerras entre si. Ao longo da história maia, algumas cidades conseguiram impor um certo domínio regional. O rei, era a autoridade máxima da cidade e era tido pelos súditos como uma manifestação dos deuses. O poder real era transmitido de maneira patrilinear, isto é, seguia a linhagem do pai. Apesar dessa linhagem patrilinear, o trono poderia ser ocupado por uma mulher nas seguintes situações: quando o rei nomeado não tivesse a idade suficiente ou se estivesse lutando na guerra. Os maias possuíam uma sociedade hierarquizada, isto é, dividida em grupos sociais muito bem definidos, cada qual com funções distintas. O grupo mais numeroso da sociedade era dos camponeses, os responsáveis pela agricultura e pelo abastecimento de sua cidade. A elite era a responsável pela administração das cidades-Estado e pelas funções religiosas. A autoridade máxima e topo da pirâmide social maia era o rei de cada cidade. Possuíam um sistema duplo de calendário em que um era composto por 365 dias (chamado Haab) e outro era composto por 260 (era chamado de Tzolkin). Utilizavam de desenhos de animais para representarem suas ideias filosóficas e outras áreas do conhecimento, como a Astronomia. A primeira informação de relevância sobre a religião maia é que eles acreditavam em mais de um deus, portanto, eram politeístas. Eles, assim como outros povos mesoamericanos, consideravam que os seus deuses habitavam em um local chamado Tamoanchan, um paraíso mitológico. Esse povo acreditava que os acontecimentos do mundo natural eram regidos por forças espirituais e pelo poder dos ancestrais. Além disso, pensava-se que os locais da natureza eram locais sagrados. Dentro da religião maia, julgava-se que os sacrifícios humanos eram importantes para garantir que os deuses estivessem satisfeitos e garantissem o funcionamento do universo. Esse povo costumava sacrificar prisioneiros de guerra e pessoas que se entregavam voluntariamente ao sacrifício. A civilização maia viveu seu auge durante o período entre 250 d.C. e 900 d.C. Após esse período, os historiadores apontam que foi iniciada a decadência que levou ao desaparecimento deles. Durante o enfraquecimento da civilização maia, alguns locais perderam, de maneira drástica, um grande número de habitantes. Essas pessoas mudaram-se para outros locais da Mesoamérica em busca de melhores condições para viver. Com isso, grande parte das cidades maias foram abandonadas e, quando os europeus chegaram à Mesoamérica, encontraram essas cidades total ou parcialmente vazias. Os incas Os incas foram uma das mais importantes civilizações do mundo, assim como os astecas e os maias. Originalmente os incas eram um clã da tribo dos quíchuas, localizado na região de Cusco, no Peru. A partir do século XII, porém, iniciaram a formação de um vasto império cuja capital era Cusco. Hoje, essas terras compreendem o Peru, a Colômbia, o Equador, o oeste da Bolívia, o norte do Chile e o noroeste da Argentina. O termo "inca", que hoje designa um povo e um império, originalmente significava "chefe", título dado aos imperadores e aos nobres. Em três séculos, os incas construíram um poderoso império através de seus exércitos e sua capacidade de negociação. Com tropas bem organizadas e disciplinadas, uma grande quantidade de nações indígenas se tornaram seus vassalos. Para controlar seu imenso território, abriram duas grandes estradas: uma no litoral, e outra nas montanhas, que cortavam o território de norte a sul e interligadas por transversais de leste a oeste. A principal unia as cidades de Cusco e Quito (Equador) e media cerca de 2.400 quilômetros. Ao longo desses caminhos havia guaritas com mensageiros, chamados “Chasquis”, especialmente treinados para correr o mais rápido possível. Desta maneira, os incas tinham um sistema de comunicação eficiente e que os permitia saber o que acontecia nos seus domínios.
  • 16. 16 A sociedade inca era hierarquizada em várias classes sociais. O Inca, filho do deus do Sol, misto de deus e imperador, reunia centenas de tribos sob sua autoridade. O imperador era o guardião dos bens do Estado, especialmente da terra e submetia a sociedade ao rigor de suas decisões. O Imperador era considerado um deus, portanto, tudo o que dizia era acatado. Geralmente, casava-se com uma irmã que era vista como a encarnação de Mama Quilla, a principal deusa feminina. Abaixo do imperador estavam seus parentes, os nobres, e os escolhidos para ocupar os postos de comando, como governadores de províncias, chefes militares, juízes e sacerdotes. A camada seguinte era formada de funcionários públicos e trabalhadores especializados, como ourives, marceneiros, pedreiros etc. Na base da hierarquia estavam os agricultores. Havia também escravos que eram obtidos através da guerra e em forma de punição caso algum povo não se submetesse às ordens incaicas. Eram destinados aos trabalhos nas regiões de mais difícil acesso. A economia inca era baseada no trabalho coletivo e adaptado à idade de cada um. O alicerce da economia era a agricultura, desenvolvida especialmente na zona montanhosa dos Andes. Criavam a lhama, que servia para o transporte, a alpaca e a vicunha, das quais obtinham a lã e a carne. No litoral, as populações viviam principalmente da pesca. Para prestar conta dos impostos recolhidos e controlar a produção era usado o quipu, que significa "nó" em quéchua. O quipu consistia num cordão, no qual estava presa uma série de pequenos cordões coloridos, pendurados em forma de franja e com vários nós que era usado para fazer cálculos e transmitir mensagens. A distribuição de terras era feita de acordo com o tamanho da família e quanto mais filhos, mais terras. Assim, ninguém tinha problema de alimentar sua prole. Para aumentar as áreas cultiváveis, os incas criaram um engenhoso sistema de terraços - espécie de degraus construídos ao longo das montanhas e sustentados por paredes de pedras - que se estendiam pelas encostas íngremes. As terras estatais eram cultivadas por todos e a produção era armazenada para sustentar a nobreza, os sacerdotes e os militares. Os excedentes eram estocados em armazéns instalados ao longo de todo o império e repartidos à população em tempo de carência ou épocas de calamidades. A religião marcava a vida e a cultura inca. Adoravam diversos deuses, que em geral eram associados a elementos da natureza, como o sol, a lua, o rio, a chuva etc. As divindades recebiam oferendas, inclusive sacrifício humano, e esperavam dos deuses um retorno em forma de chuva, proteção, boa colheita, etc. O Império Inca começou a se desagregar no final do século XV, ao enfrentar várias rebeliões internas. Neste preciso momento, chegam os espanhóis, que se aliam aos inimigos dos incas e terminam por conquistá-los em 1533. O imperador Atahualpa foi executado e após sua morte, os incas se refugiaram nas montanhas, onde resistiram até 1571, quando foi capturado e morto o último líder – Tupac Amaru. Referências: https://www.todamateria.com.br/ https://www.historiadomundo.com.br/ APOLINÁRIO, M. R. Projeto Araribá. São Paulo: Moderna, 2010. Questões 1) Antes da chegada dos europeus à África, já temos reinos ali formados. Sobre os reinos do sul do Saara, qual afirmação abaixo está errada. A) A formação desses reinos, esteve diretamente ligado ao comércio a longa distância; B) Por meio do comércio o islã foi introduzido nesses reinos; C) Os habitantes desses reinos, conheceram o islã por meio dos mercadores árabes; D) A fé, as leis e as práticas do islã, foram impostas a esses reinos. 2) O Reino de Gana, pode ser considerado o mais antigo dos reinos sahelianos. Sobre esse reino, qual afirmação abaixo está errada. A) Atingiu o seu apogeu entre os séculos VIII e X; B) O sal, era utilizado nas transações comerciais e na conservação dos alimentos; C) O comércio era a atividade mais importante vindo depois a agricultura e a criação de gado; D) O comércio não era uma atividade importante, o que se destacava era apenas a criação de gado; E) A religião e a cultura islâmicas contribuíram para agregar diferentes povos sob o domínio de Gana.
  • 17. 17 3) Em relação ao Império Mali, quais eram as atividades fundamentais para a manutenção do Estado? _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ 4) Qual foi a importância dos estudiosos africanos durante o Império Songhai? _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ 5) Observando o mapa dos antigos reinos e impérios africanos, escreva o nome de cinco reinos além daqueles que já falamos. _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ 6) Em relação aos astecas, qual afirmação abaixo está correta. A) Não chegaram a formar um império poderoso e desenvolvido; B) O poder não era centralizado no imperador, mas nos reis das cidades-Estado; C) A sociedade asteca permitia a mobilidade social; D) Tinham sua economia baseada no comércio. 7) Por que os maias nunca formaram um império? _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ 8) Sobre a religião vivida pelos maias, qual afirmação abaixo está errada. A) Acreditavam em mais de um deus; B) A natureza não era importante para a religião; C) Os sacrifícios humanos eram importantes para garantir o funcionamento do universo; D) Costumavam sacrificar prisioneiros de guerra e pessoas que se entregavam voluntariamente para o sacrifício. 9) O Império Inca se formou na América do Sul. Em relação a ele, qual afirmação abaixo está errada. A) Iniciaram a formação de um vasto império a partir do século XII; B) Tinham tropas bem organizadas e disciplinadas; C) Não chegaram a ter outras nações como vassalos; D) Para controlar seu imenso território, abriram estradas; E) Tinham um sistema de comunicação eficiente e que os permitia saber o que acontecia nos seus domínios. 10) O que era o quipu, utilizado pelos incas? _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________
  • 18. 18 PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU Secretaria Municipal da Educação EMEF "IVAN ENGLER DE ALMEIDA" 7º ANO B PERÍODO LETIVO 19/04 A 07/05/2021 NOME DO ALUNO:_____________________________________________ TURMA: ____________ GEOGRAFIA Objetivo: Conhecer as características e a localização dos Domínios Morfoclimáticos das Unidades de Conservação do Brasil REGIÕES NATURAIS DO BRASIL: DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS E UNIDADES DE CONSERVAÇÃO Com base na relação entre relevo, clima e vegetação, o geógrafo brasileiro Aziz Nacib Ab’Saber dividiu o território brasileiro em seis domínios morfoclimáticos. Para Ab’Saber, cada domínio resulta em uma paisagem natural própria, cujas características naturais ocorrem de modo contínuo, formando manchas no território. Domínio Amazônico O Domínio Amazônico distribui-se por uma enorme área de planícies e terras baixas florestadas na porção norte do Brasil. Encontra-se em baixas latitudes, isto é, próximo à linha do equador, submetido a um clima quente e chuvoso. A Floresta Amazônica abriga uma grande diversidade de espécies vegetais dos mais diferentes estratos, uma se utilizando das condições geradas pelas outras para se desenvolver. Isso acontece tanto na Mata de Várzea, que ocorre nas áreas de planícies situadas nas margens dos rios e inundadas durante as cheias, quanto na Mata de Terra Firme, que ocupa as áreas mais elevadas. Domínio dos Mares de Morros O Domínio dos Mares de Morros distribui-se paralelamente à extensa costa brasileira. É uma área submetida a um clima quente e úmido na qual predominam elevações suavemente arredondadas. O Domínio dos Mares de Morros estende-se pelo interior do país, circundando as terras altas das serras da Mantiqueira e do Espinhaço. No passado toda essa área era coberta por uma floresta tropical úmida conhecida como Mata Atlântica. Ela já foi quase inteiramente devastada; estima-se que atualmente resta cerca de 8% da formação original. Domínio das Araucárias O Domínio das Araucárias ocupa uma área de planaltos localizada ao sul do trópico de Capricórnio, portanto submetida ao clima Subtropical. Áreas com esse clima apresentam amplitudes térmicas anuais elevadas. No Domínio das Araucárias as temperaturas variam bastante durante o ano: o inverno é frio, e o verão é quente. Assim como a Mata Atlântica, a Mata de Araucárias já foi quase inteiramente devastada. No século 19 os imigrantes europeus que se instalaram na área de ocorrência desse tipo de vegetação começaram a utilizar as araucárias para construir casas e móveis. Mais tarde essa madeira passou a ser exportada para a Europa e para os Estados Unidos, enquanto o cultivo de uvas, de milho e de trigo avançava sobre as áreas originalmente florestadas. Domínio do Cerrado O Domínio do Cerrado ocupa grande área na porção central do território brasileiro. O clima nesse domínio é tipicamente Tropical, marcado pela alternância de estação seca (inverno) e da estação chuvosa (verão). No verão, fortes enxurradas arrastam quase todos os nutrientes dos solos. Essa é uma das causas de sua pouca fertilidade natural. Esse domínio está caracterizado também pela presença de vastas áreas planas e elevadas, conhecidas como chapadas. Uma das paisagens mais ricas do mundo, o Cerrado brasileiro é muito diversificado. Em alguns trechos chamados de Campos Limpos, a vegetação dominante é rasteira. Em
  • 19. 19 outros, os Campos Sujos, as gramíneas estão junto a arbustos de raízes profundas, troncos de cascas grossas e galhos retorcidos. Existem também os trechos conhecidos como Cerradões em que árvores e arbustos maiores e menos dispersos formam pequenas florestas. Domínio da Caatinga O Domínio da Caatinga se localiza no nordeste do país, em áreas submetidas ao clima Tropical Semiárido. Nesse domínio as temperaturas são elevadas durante todo o ano e as chuvas são bem menos frequentes do que no resto do país. Há anos em que as tão esperadas chuvas não chegam e é quando ocorre a seca. Essa irregularidade das precipitações afeta toda a paisagem natural do domínio. Os solos são pouco profundos e a maior parte dos rios corre em leitos rasos que permanecem secos durante longos períodos. O relevo é marcado por planaltos que funcionam como obstáculo a entrada de massas de ar, agravando a seca. Muitas das espécies vegetais que integram a Caatinga são adaptadas ao calor e à ausência de chuvas. Para não perderem a umidade, possuem folhas bem pequenas e hastes cheias de espinhos. Domínio das Pradarias O Domínio das Pradarias abrange a área conhecida como Campanha Gaúcha, no extremo sul do país. Assim, o domínio está submetido ao clima Subtropical, que tem grande amplitude térmica anual e estações do ano bem definidas. As Pradarias são campos formados por vegetação rasteira, principalmente gramíneas. As árvores e os arbustos são raros, aparecendo principalmente nas encostas das pequenas colinas que formam o relevo de sua área de ocorrência. A vegetação rasteira transforma a Campanha Gaúcha em uma imensa área de pastagem natural. Grandes fazendas que cultivam grãos – principalmente trigo e soja – vêm sendo implantadas na Campanha Gaúcha. Em algumas áreas, o cultivo de um só produto por vários anos seguidos está provocando a diminuição da fertilidade e aumento da erosão dos solos. Faixas de Transição Grandes extensões do território brasileiro, chamadas de faixas de transição, combinam as características dos domínios próximos e se misturam de tal modo que fica difícil saber onde começa um e termina outro. Dois exemplos de faixas de transição são o Pantanal Mato-Grossense e a Mata dos Cocais, esta última localizada no estado do Maranhão. No Pantanal podem ser encontradas florestas, cerrados e vegetação rasteira. Na Mata de Cocais podem ser encontradas espécies de plantas com características intermediárias do Domínio da Caatinga e do Domínio Amazônico. Fonte RIBEIRO, Wagner C. Por dentro da geografia. 7° ano: ensino fundamenta: anos finais, 4ª ed. São Paulo: Saraiva, 2018. ATIVIDADES 1 – Observe e compare os dois mapas abaixo para responder as questões desta atividade.
  • 20. 20 a) Há coincidência da localização da Floresta Amazônica e do Domínio Morfoclimático Amazônico? _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ b) Qual é o domínio morfoclimático predominante no estado em que você vive? E a formação vegetal original? _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ 2 – Observe atentamente as imagens a seguir:
  • 21. 21 Responda a seguinte questão: Para cada uma das imagens acima, escreva o nome do domínio morfoclimático em que podem ser encontradas as paisagens mostradas nas fotografias. BRASIL: UNIDADES DE CONSERVAÇÃO DO MEIO AMBIENTE Nenhum país apresenta uma biodiversidade tão grande quanto o Brasil: são mais de 103 mil espécies animais e 43 mil espécies vegetais conhecidas no país segundo o Ministério do Meio Ambiente. Para conservar essas espécies, bem como as características dos lugares onde elas ocorrem, foi criado o Sistema Nacional de Unidades de Conservação, no ano 2000. Foram definidos dois grupos de Unidades de Conservação, áreas delimitadas para a conservação ambiental nas quais as ações humanas são restritas, quando não proibidas: as de Proteção Integral e as de Uso Sustentável. ATIVIDADE - Observe atentamente o mapa abaixo. para responder a seguinte questão: quais os nomes das unidades de conservação encontradas no estado brasileiro onde você mora? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ Responda a seguinte questão: - Quais os nomes das unidades de conservação encontradas no estado brasileiro onde você mora? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ Quinzena 4 Objetivo: Conhecer os fatores que explicam o crescimento, a estrutura e a distribuição da população do Brasil. A POPULAÇÃO BRASILEIRA: CRESCIMENTO, DISTRIBUIÇÃO E ESTRUTURA ETÁRIA O Brasil foi por muito tempo um país de jovens. Em 1970 quase metade da população tinha até 14 anos de idade. Nas últimas décadas a situação mudou bastante. De acordo com o IBGE, em 2017, a população brasileira com até 14 anos chegava a cerca de 18,6% da população total. Estima-se que em 2050 esse
  • 22. 22 percentual caia para 18 segundo projeções do IBGE. A queda reflete a diminuição da taxa de crescimento populacional do Brasil. Menos filhos por mulher Pesquisas do IBGE constataram que a mulher brasileira está tendo menos filhos com o passar do tempo. Para saber a quantidade de filhos que uma mulher teria em idade reprodutiva é calculada a taxa de fecundidade. Para o cálculo da taxa de fecundidade divide-se o total de crianças nascidas em determinado ano pelo total de mulheres em idade reprodutiva (na faixa de 15 a 49 anos). Na década de 1960 a taxa de fecundidade do Brasil girava em torno de 6,3 filhos por mulher. Em 1970 essa taxa começou a cair e em 1980 atingiu a média de 4,4 filhos por mulher. No ano 2000, segundo o IBGE, a taxa de fecundidade registrou 2,35 filhos por mulher e, em 2017, chegou a 1,67 filho por mulher, tendendo a cair ainda mais. Esses dados refletem a redução da taxa de crescimento populacional do Brasil. A diminuição da taxa de fecundidade influencia na taxa de natalidade. Esse comportamento de menos filhos por mulher é observado no Brasil e em muitos países do mundo e, entre as condições que ajudam a explica- lo pode-se citar: a migração do campo para a cidade, o alto custo de vida urbano, maior nível de escolaridade, o ingresso e permanência no mercado de trabalho, métodos contraceptivos, a renda (mulheres de renda mais elevada tem menos filhos do que as que possuem renda mais baixa). Aumento na expectativa de vida A mudança na composição por idade da população brasileira é resultado do aumento da expectativa de vida – número médio de anos que um recém-nascido poderá viver. A expectativa de vida do brasileiro tem aumentado com o passar do tempo. Atualmente é 75,8 anos, mas ainda é menor do que em países como Japão, com 83,7 anos e Cingapura, com 83,1 anos. O aumento da expectativa de vida está relacionado a melhorias nas condições de vida da população brasileira. Entre elas podem ser mencionados: avanços na medicina e saneamento básico. Por isso o número de idosos tende a aumentar. Eram de 12 milhões no ano 2000 e serão aproximadamente 25 milhões em 2020. Um país de maioria jovem necessita de investimentos na área de saúde infantil e de educação para que as crianças cresçam sadias e preparadas para o mundo do trabalho. O crescimento da população idosa cria outras necessidades de investimentos como programas de aposentadoria e serviços de assistência para idosos. Ou seja, os gastos do governo se distribuem de outra maneira. Porém, com o envelhecimento da população, a quantidade de pessoas que trabalha e paga impostos diminui. As pirâmides etárias A pirâmide populacional do Brasil é uma representação gráfica que permite observar que o país apresenta uma tendência de aumento de idosos e de diminuição de jovens. A composição dos habitantes de um país por idade e sexo é representada por meio de um gráfico, a pirâmide etária. Ela é formada por duas sequencias de gráficos de barra, uma para os homens e outra para as mulheres. Cada barra representa a porcentagem da população (masculina ou feminina) que pertence a determinada faixa etária. Fonte RIBEIRO, Wagner C. Por dentro da geografia. 7° ano: ensino fundamenta anos finais 4ª ed. São Paulo: Saraiva, 2018.
  • 23. 23 Atividade Responda as seguintes questões com argumentos, dados ou informações extraídos do texto e do gráfico acima. a) Apresente dados ou informações que confirmem as seguintes afirmações: 1 – A população do Brasil está diminuindo; 2 – A população do Brasil está ficando mais velha. _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ b) De acordo com a pirâmide etária: 1 – Qual é a faixa etária com mais numerosa entre os homens no ano de 2016? 2 – Qual é a faixa etária mais numerosa entre as mulheres no ano de 2016? 3 – Qual é a faixa etária menos numerosa entre os homens em 2016? 4 – Qual é a faixa etária menos numerosa entre as mulheres em 2016? _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________ _______________________________________________________________________________________
  • 24. 24 PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU Secretaria Municipal da Educação EMEF "IVAN ENGLER DE ALMEIDA" 7º ANO B PERÍODO LETIVO 19/04 A 07/05/2021 NOME DO ALUNO:_____________________________________________ TURMA: ____________ CIÊNCIAS Queridos! Nessa atividade iremos estudar as características dos ecossistemas brasileiros. Leiam o texto com atenção. Recomendo que anotem as dificuldades. Estou à disposição para tirar as dúvidas através do grupo de waths app. Objetivos: caracterizar os principais ecossistemas brasileiros. Identificar as relações ecológicas entre os seres vivos na dinâmica ambiental, reconhecendo sua importância para a sobrevivência de cada individuo e a preservação da espécie. ECOSSISTEMA O ecossistema refere-se ao conjunto formado por comunidades bióticas e fatores abióticos que interagem em uma determinada região.Qualquer ambiente onde há interação entre os fatores abióticos e os seres vivos é um ecossistema. O Brasil possui um vasto território, os tipos de clima e de solo são muito variados, o que confere diferentes condições ambientais. Esses fatores propiciam o surgimento de diferentes ecossistemas: A AMAZÔNIA constitui a maior área remanescente de florestas tropicais do mundo. Ela ocupa cerca de 49,29% do território brasileiro. Localização: Abrange os estados do Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Roraima, Rondônia e uma porção do Mato Grosso, Maranhão e Tocantins. Condições climáticas: Clima quente e úmido, com temperaturas variando entre 20ºC a 41ºC durante o ano. As precipitações pluviométricas são superiores a 1800 mm/ano. A umidade na região apresenta índices de 80 a 100%. Flora: Castanheira-do-pará, a seringueira a sumaúma, o guaraná e uma diversidade de plantas epífitas. Fauna: insetos, anfíbios, jiboias, sucuris, bichos-preguiça, peixe-boi, botos, onças-pintadas e pirarucu. A MATA DOS COCAIS é considerada uma “mata de transição” e está localizada entre as florestas úmidas da Amazônia e a Caatinga. Mapa dos ecossistemas brasileiros
  • 25. 25 Este ecossistema já foi muito explorado, ainda no período colonial,para extração de produtos específicos, como o óleo de babaçu e a cera de carnaúba. Com o passar do tempo as plantações de soja tomaram uma dimensão extensa, o que contribui com a destruição do ambiente. Localização: Abrange os estado do Maranhão, Piauí e Rio Grande do Norte. Condições climáticas: Apresenta índices elevados de chuva, com 1500 mm a 2200 mm. A temperatura média anual é de 26ºC. Flora: A espécie mais característica desse ecossistemas é a palmeira Orbignya martiana, o babaçu. Essa palmeira possui importância econômica para a população, pois de suas sementes se extrai um óleo e as folhas são usadas para cobertura de casas. Fauna: Apresenta diversas espécies de aves, mamíferos, répteis, anfíbios, insetos, Os animais característicos são a arara-vermelha, gavião-rei, ariranha, gato-do-mato, macaco-prego, lobo-guará, boto, jacu, paca, cotias, acará-bandeira, dentre outros. A CAATINGA representa 10% do território brasileiro. Uma de suas principais características são suas plantas que se adaptaram à falta de água do ambiente. A sobrevivência das plantas da Caatinga é sua resistência em períodos de seca, visto que elas armazenam água em seus troncos e folhas. Localização: Abrange os estados do Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Paraíba, Pernambuco, Sergipe, Alagoas, Bahia e Norte de Minas Gerais. Condições climáticas: Clima semi-árido, com índices pluviométricos entre 500 mm a 700 mm anuais e temperatura entre 24ºC a 26ºC. Flora: A vegetação é formada por plantas adaptadas ao clima seco. As plantas possuem folhas transformadas em espinhos, cutículas impermeáveis e caules que armazenam água. Essas características correspondem às plantas xeromórficas. Como exemplos, estão as cactáceas (mandacaru e facheiro). Fauna: Alguns animais típicos da Caatinga são o preá, veado, calango, iguanas, onças e macaco-preto. O CERRADO é um bioma do tipo savana, com árvores espaçadas uma das outras e de pequeno porte. Este é considerado um dos ecossistemas brasileiros que mais vem sofrendo com o desmatamento causado pelo avanço das plantações agrícolas. Localização: Ocupa a região central do Brasil. Abrange os estado de Minas Gerais, Goiás, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e oeste de São Paulo e Paraná. Condições climáticas: O clima é relativamente quente. As temperaturas anuais variam de 21ºC a 27ºC. Possui uma época seca, com possibilidade da vegetação pegar fogo naturalmente. O Cerrado é um bioma do tipo savana, com árvores espaçadas uma das outras e de pequeno porte. Este é considerado um dos ecossistemas brasileiros que mais vem sofrendo com o desmatamento causado pelo avanço das plantações agrícolas. Flora: As árvores possuem uma casca grossa, troncos retorcidos e raízes profundas. Existe um predomínio de gramíneas e plantas herbáceas. Destacam-se o ipê, peroba-do-campo e pequi. Fauna: Alguns animais característicos são os gambás, tamanduás, lobo-guará, cutias, antas, tatus e suçuarana. PANTANAL é considerado a maior planície inundada do Brasil. Isso ocorre em alguns períodos do ano, onde determinadas áreas podem ficar parcialmente ou totalmente submersas. É um dos biomas com maior diversidade de animais e plantas. Localização: Oeste de Mato Grosso e Mato Grosso do Sul. Condições climáticas: Clima Tropical Continental. No verão, as temperaturas atingem 32ºC, enquanto no inverno, chegam a 21ºC. Flora: Apresenta poucas espécies endêmicas, ou seja, próprias deste ecossistema. A palmeira carandá é a mais representativa. Fauna: A fauna é diversificada. Existem moluscos, crustáceos e peixes, como o dourado, pau, jaú, surubim e piranhas. Além de tuiuiús, socós, sara-curas, jacarés, capivaras, onças e veados. MATA ATLÂNTICA também chamada de floresta Atlântica, é um dos ecossistemas mais devastados do Brasil. Estima-se que existam apenas 5% da sua vegetação original. Aproximadamente 70% da população brasileira vivem na área desse bioma. Localização: Estende-se do Rio Grande do Norte até o Rio Grande do Sul.
  • 26. 26 Condições climáticas: Clima subtropical úmido ao sul e tropical úmido ao norte. Flora: As plantas apresentam folhas largas e perenes. A vegetação é rica em plantas epífitas. As plantas características deste ecossistema são os ipês, pau-brasil, jacarandá, jequitibás e palmeiras. Fauna: Os animais representativos da Mata Atlântica são as jaguatiricas, saguis, mico-leão-dourado, tucanos e papagaios. Os MANGUEZAIS são biomas litorâneos com vegetação arbustiva que se desenvolve em um solo lodoso e salgado. Para o meio ambiente, este é um importante ecossistema pois ele evita o assoreamento das praias, funcionado como uma barreira. Localização: Estende-se por toda a costa brasileira. Entretanto, pode penetram vários quilômetros no continente, seguindo o curso de rios, cujas águas encontram, as águas salgadas durante a maré cheia. Flora: Existem três espécies principais de mangue, o Mangue-vermelho, com predomínio da espécie Rhizophora mangle; Mangue-branco, com predomínio da espécie Laguncularia racemosa e o Mangue- preto, com predomínio da espécie Avicennia schaueriana. Fauna: Predominam caranguejos, moluscos e aves, como as garças. PAMPAS também chamado de campos ou campos sulinos. Representa um tipo de pradaria. Ocorre em locais onde a região de relevo apresenta topos arredondados. A pecuária é considerada a principal atividade econômica. Localização: Predomina no Norte do Rio Grande do Sul. Condições climáticas: O clima do Pampa é subtropical com as quatro estações do ano bem definidas. Flora: Predomínio de gramíneas e arbustos. Algumas plantas são louro-pardo, cedro, capim-forquilha, grama-tapete, pau-de-leite, unha-de-gato, babosa-do-campo, cactáceas, timbaúva, araucárias, algarrobo, palmeira anã. Fauna: onça-pintada, jaguatirica, macaco-prego, guariba, tamanduá, ema, perdigão, perdiz, quero-quero, joão-de-barro, veado-campeiro, preá, tuco-tucos, tucanos, saíras, gaturamos. MATA DE ARAUCÁRIAS recebe esse nome uma vez que a região está repleta de pinheiro-do-paraná (Araucaria angustifolia), conhecido como Araucária. A Mata das Araucárias apresenta, de forma bem definida, as diferentes estações do ano, ou seja, os invernos são frios e os verões são quentes Localização: Abrange os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná e São Paulo. Condições climáticas: Apresenta temperaturas baixas no inverno. O índice pluviométrico é de 1400 mm anuais. Flora: A espécie mais representativa é a Araucária, que pode atingir até 25 m de altura. Também podem ser encontradas samambaias e plantas epífitas. Fauna: Existem de mamíferos, aves, répteis e insetos. FONTE: https://www.todamateria.com.br/ecossistemas-brasileiros. Por Juliana Diana RELAÇÕES ECOLÓGICAS RELAÇÕES ECOLÓGICAS são interações entre os seres vivos de uma comunidade. As relações podem ocorrer entre indivíduos de uma mesma população ou entre indivíduos de populações diferentes, promovendo uma conexão entre diferentes espécies. Nenhum ser vivo é capaz de viver isoladamente, isto é, sem se relacionar com nenhum organismo. Eles sempre estabelecem relações, sejam com seres da mesma espécie, sejam com espécies diferentes. Essas relações podem ser benéficas aos organismos, não causar nenhum prejuízo ou ganho, ou ainda provocar danos a um dos envolvidos. Dependendo dos indivíduos envolvidos em uma relação ecológica, podemos classificá-la em:
  • 27. 27 intraespecífica - ocorrem entre organismos de uma mesma espécie, como pode ser observado na sociedade das abelhas interespecífica - ocorrem entre indivíduos de espécies diferentes, como pode ser observado nos casos de comensalismo e mutualismo. As relações podem ser classificadas, de acordo com as vantagens e prejuízos resultantes da interação, em harmônicas ou positivas e desarmônicas ou negativas. Nas relações harmônicas ou positivas, observa-se que todos os organismos envolvidos são beneficiados ou apenas um deles obtém vantagem, mas sem prejudicar o outro. Esse é o caso, por exemplo, do comensalismo, em que organismos de espécies diferentes interagem e apenas um é beneficiado, sem haver prejuízo para o outro. Nas relações desarmônicas ou negativas, um dos envolvidos sofre prejuízo com essa interação, havendo apenas um beneficiado. Como exemplo desse tipo de relação ecológica, podemos citar o predatismo, em que um organismo serve de alimento para outro. Nesse caso, um organismo é claramente prejudicado. Vale destacar que as relações ecológicas podem sofrer variações de acordo com o autor estudado, sendo necessário, portanto, atenção. O inquilinismo, por exemplo, é uma associação estabelecida entre espécies diferentes em que um serve de abrigo ou suporte para outro. Essa associação pode ser observada entre árvores e orquídeas que se estabelecem em seus troncos. Alguns autores não veem o inquilinismo como uma relação diferenciada, sendo considerada por eles como um tipo de comensalismo. O mutualismo também é uma relação ecológica que pode ter diferença de definição de um autor para outro. Enquanto muitos consideram que a interação no mutualismo é sempre obrigatória, alguns a classificam como obrigatória ou facultativa. O mutualismo facultativo surge como uma substituição para a relação anteriormente conhecida como protocooperação. Os seres vivos estabelecem diferentes relações ecológicas. Veja as principais:
  • 28. 28 Fonte: SANTOS, Vanessa Sardinha dos. "O que são relações ecológicas?"; Brasil Escola. Disponível em: https://brasilescola.uol.com.br/o-que-e/biologia/o-que-sao-relacoes-ecologicas. Mapa Mental: Relações Ecológicas
  • 29. 29 PARA A CORREÇÃO ENTREGUE SOMENTE A PARTIR DESTA FOLHA, CONTENDO AS ATIVIDADES NOME___________________________________Nº______TURMA________DATA------/-------/------- ATIVIDADES DE CIÊNCIAS 7° ano B 1) Marque a alternativa incorreta: a) Nos ecossistemas, os organismos interagem com outros. b) Nos ecossistemas, ocorrem relações ecológicas. c) Nos ecossistemas, os organismos não interagem com fatores físicos. d) Recifes de coral são exemplos de ecossistemas aquáticos. e) Nos ecossistemas, o fluxo de energia possui apenas uma direção. 2) Considerando os níveis de organização biológica, os ecossistemas estão localizados, do nível mais específico para o mais amplo, a) após a população. b) após as comunidades. c) antes dos organismos. d) antes da população. e) antes da comunidade. 3) (Unicentro) O Manguezal é um ecossistema costeiro que ocorre entre os ambientes terrestres e marítimos, característicos de regiões tropicais e subtropicais, sujeito à inundação das marés. O manguezal se enquadra no conceito de ecossistema por: a) Possuir fluxo de energia bidirecional. b) Ser um sistema fechado e auto-suficiente. c) Reunir os organismos em um único nível trófico. d) Impedir movimentos de imigração e emigração de organismos. e) Compreender ciclos de materiais entre os componentes bióticos e abióticos. 4) (UFPR) De acordo com o IBGE (2005), bioma é “um conjunto de vida (vegetal e animal) constituído pelo agrupamento de tipos de vegetação contíguos e identificáveis em escala regional, com condições geoclimáticas similares e história compartilhada de mudanças, o que resulta em uma diversidade própria”. Considerando essa definição, identifique os distintos biomas brasileiros, numerando a coluna das características de acordo com a coluna das regiões: 1. Cobre cerca de 2 milhões de km2 do território nacional, incluindo os Campos Rupestres; é constituído por diversos tipos de vegetação savânica que diferem entre si pela abundância relativa de espécies rasteiras e espécies de árvores e arbustos, abrangendo desde formas campestres (Campo Limpo) até formas florestais. 2. Originalmente cobria uma área de mais de 1 milhão de km2 . É um dos mais importantes repositórios de diversidade biológica do país e do planeta. É também o bioma mais ameaçado, com menos de 9% de área remanescente, sendo que 80% dessa área estão em propriedade privada. As Unidades de Conservação correspondem a 2% da área remanescente. O desmatamento é consequência principalmente de atividades agrícolas, de reflorestamento homogêneo (Pinus e Eucalipto) e da urbanização. 3. Um dos mais valiosos patrimônios naturais do Brasil e a maior e mais significativa área úmida do planeta, cobre cerca de 140 mil km2 em território brasileiro.
  • 30. 30 4. É o bioma brasileiro com maior porcentagem de área em Unidades de Conservação (10%). Cerca de 15% da área total foi removida devido à construção de rodovias que abriram caminho para atividades mineradoras, colonização, avanço da fronteira agrícola e exploração madeireira. 5. Caracteriza-se como Savana Estépica, com chuvas irregulares e solos férteis, que contêm boa quantidade de minerais básicos para as plantas. Compreende um ecossistema único que apresenta grande variedade de paisagens, relativa riqueza biológica e endemismo. ( ) Cerrado ( ) Amazônia ( ) Mata Atlântica ( ) Pantanal ( ) Caatinga Assinale a alternativa que apresenta a sequência CORRETA da coluna das regiões, de cima para baixo. A) 1, 4, 2, 3, 5 B) 4, 1, 2, 5, 3 C) 5, 4, 1, 3, 2 D) 1, 4, 3, 2, 5 E) 3, 5, 2, 4, 1 5) (Unesp) Constitui um bioma brasileiro que se estendia originalmente por uma área de dois milhões de km², hoje restam apenas 20% desse total. Este bioma apresenta solo deficiente em nutrientes e rico em ferro e alumínio, abriga plantas de aparência seca, entre arbustos esparsos e gramíneas e um tipo mais denso de vegetação, de formação florestal. Estima-se que 10 mil espécies de vegetais, 837 de aves e 161 de mamíferos vivam ali. Essa riqueza biológica, porém, é seriamente afetada pela caça e pelo comércio ilegal. Este bioma é o sistema ambiental brasileiro que mais sofreu alteração com a ocupação humana. Disponível em: <www.portalbrasil.net>. (Adaptação) O bioma brasileiro a que o texto faz referência é: A) Campos B) Floresta Latifoliada C) Caatinga D) Cerrado E) Floresta Equatorial 6) Assinale a opção que apresenta unicamente características da Caatinga. a) Compreende a área em que se encontra a maior floresta tropical do mundo. b) Ocupa boa parte da região Nordeste do Brasil e seu nome significa “floresta branca”. c) É considerada a savana brasileira e compreende uma área de elevado potencial aquífero. d) Compreende a região costeira do Brasil e atualmente restam menos de 10% da sua mata nativa. Dúvidas só enviar mensagem! Bons estudos! Lavem muito bem as mãos, evitem aglomerações, e usem máscara!
  • 31. 31 PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU Secretaria Municipal da Educação EMEF "IVAN ENGLER DE ALMEIDA" 7º ANO B PERÍODO LETIVO 19/04 A 07/05/2021 NOME DO ALUNO:_____________________________________________ TURMA: ____________ ARTE Essa é nossa segunda postagem do 1º Bimestre, espero que todos estejam bem! Que seja um mês cheio de notícias boas e esperança para todos nós! Professora: Grasiela- grasielagdelima@yahoo.com.br Conteúdo 1:DANÇA A dança é uma expressão artística baseada no movimento corporal. Ela aparece em duas formas: a teatral e a social. No primeiro caso, é executada num palco, tendo como estilos principais o medieval e o balé (clássico, moderno e contemporâneo). No outro, ela é praticada ao ar livre ou em clubes de baile. Nesse grupo estão os gêneros populares - como o frevo, o forró, o carimbó etc. - e as danças de salão, do ventre e de rua. Nos dois casos, os passos cadenciados são acompanhados de música e transmitem sensações e sentimentos por meio de um conjunto ordenado (teatral), chamado coreografia. Assim dança é um tipo de manifestação artística que utiliza o corpo como instrumento criativo. Geralmente, essa forma de expressão vem acompanhada por música, entretanto, também é possível dançar sem o apoio musical. Na dança, as pessoas realizam movimentos ritmados, seguindo a cadência própria ou coreografada, originando harmonias corporais. Danças Folclóricas no Brasil As danças folclóricas representam um conjunto de danças sociais, peculiares de cada estado brasileiro, oriundas de antigos rituais mágicos e religiosos. As danças folclóricas possuem diversas funções como a comemoração de datas religiosas, homenagens, agradecimentos, saudações às forças espirituais etc. No Brasil, o folclore brasileiro possui muitas danças que representam as tradições e as culturas de determinada região. No país, as danças folclóricas surgiram da fusão das culturas europeia, indígena e africana. Elas são celebradas em festas populares caracterizadas por músicas, figurinos e cenários representativos. CONTEÚDOS ESSENCIAIS: Arte e etnia na dança.  Influências étnicas no teatro. OBJETIVOS:  Pesquisar e analisar diferentes formas de expressão, representação e encenação da dança, reconhecendo e apreciando composições de dança de artistas e grupos brasileiros e estrangeiros de diferentes épocas.  Reconhecer e apreciar artistas e grupos de teatro brasileiros e estrangeiros de diferentes épocas, investigando os modos de criação, produção, divulgação, circulação e organização da atuação profissional nas artes cênicas.
  • 32. 32 https://istoe.com.br/393430_CAPOEIRA+DE+ 1 PARA ASSISTIR: https://www.youtube.com/watch?v=QjG1KxkaGMI https://www.youtube.com/watch?v=E9rQYhJByp4  Atividade 1: Capoeira A capoeira é uma expressão cultural brasileira que compreende os elementos: arte-marcial, esporte, cultura popular, dança e música. Ela constrói relações de sociabilidade e familiaridade entre mestres e discípulos, sendo difundida de modo oral e gestual nas ruas e academias. A capoeira foi criada no século XVII pelo povo escravizado da etnia banto e se difundiu por todo o Brasil. Hoje é considerada um dos maiores símbolos da cultura brasileira. Atividade 2: Temos aqui uma ladainha (que vimos na aula passada) e uma imagem sobre a capoeira. No espaço em branco, você vai fazer um registro (em desenho) sobre a capoeira. Ladainha Angola Grupo Capoeira Angola Olha eu amo a capoeira Olha eu amo a capoeira Olha eu amo de paixão Através da capoeira, eu digo sim, eu digo não Digo não para a arrogância e também para opressão Digo sim para amizade e para as coisas de coração Capoeira é minha vida, me mudou a direção Se hoje eu estou aqui, amanhã posso está lá Mas aonde quer que eu vá, carrego no coração O toque do berimbau, do agogô e do pandeiro Mesmo sem ter paradeiro, capoeira largo não O meu pai me disse sim, minha mãe me disse não Capoeira fez de mim, ai ai uma pessoa livre enfim Capoeira é infinita, é ginga que vai que vem Capoeira é meu nome, capoeira ta no sangue Capoeira é estar bem, camara Maior é Deus Pequeno sou eu Salve o mestre Salve todos os mestres Olha lá é hora, é hora Você conhece alguma dança da tradição brasileira? Descreva ela nesse espaço, roupas, quem participa... _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________
  • 33. 33 Aqui tem 2 fragmentos da peça teatral Annie! Vamos nos divertir um pouquinho assistindo! https://www.youtube.com/watch?v=5AS548jitzc https://www.youtube.com/watch?v=Svx1yMdRJ2M http://cultural.cesgranrio.org.br/cia-at 1 FONTES: https://novaescola.org.br/conteudo/1030/o-corpo-o-movimento-e-a-aprendizagem https://www.todamateria.com.br/o-que-e-danca/ https://www.todamateria.com.br/dancas-folcloricas/ Conteúdo 2: Vamos pensar o teatro. Você já foi ao teatro? E já assistiu um teatro? Podemos usar o termo tanto para o lugar quanto para o que é apresentado, as vezes não vamos ao teatro local, mas assistimos as peças na escola, igreja, ou outros lugares. Teatro é então um termo de origem grega que designa simultaneamente o conjunto de peças dramáticas para apresentação em público e o edifício onde são apresentadas essas peças. É uma forma de arte na qual um ou vários atores apresentam uma determinada história que desperta na plateia sentimentos variados. Dá-se o nome de dramaturgia à arte de escrever peças de teatro, sendo o dramaturgo a pessoa responsável pela composição dos textos. Existem muitos gêneros de teatro, dentre os quais destacam-se: auto, comédia, drama, fantoche, ópera, musical, revista, tragédia, tragicomédia. Fontes: https://mundoeducacao.uol.com.br/artes/teatro.htm https://www.significados.com.br/teatro/#:~:text=O%20que%20%C3%A9%20Teatro%3A,desperta%20na%20plateia%20sentimentos%20variados. http://e-revista.unioeste.br/index.php/educereeteducare/article/viewFile/258/188 http://www.arte.seed.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=197
  • 34. 34 Elementos do teatro. NOS BASTIDORES Uma peça teatral não é feita apenas pelos atores que aparecem no palco, outras pessoas também participam de uma peça e, mesmo que não apareçam, são fundamentais para que o espetáculo se realize. Cenografia Figurino Iluminação Maquiagem Sonoplastia Cenografia Muito mais do que decoração e ornamentação, a cenografia é técnica, técnica de organizar todo o espaço onde as ações dramáticas são encenadas. A cenografia é parte importante do espetáculo, pois ela ambienta e ilustra o espaço/tempo materializando o imaginário e aproximando o público da representação. A cenografia cria e transforma o espaço cênico. O cenógrafo é aquele que cria o cenário. Figurino: É um elemento importante da linguagem visual do espetáculo formado por, além das vestimentas, pelos acessórios. O figurino auxilia na compreensão do personagem, ele é carregado de simbologia e pode acentuar o perfil psicológico do personagem, objetivos e características da história. Os figurinos e acessórios utilizados em cena devem ser sempre coerentes com a época em que acontece a ação ou com o simbolismo que o diretor queira dar a ela. O figurinista é o responsável pelas roupas e acessórios utilizados na peça teatral. Maquiagem: A maquiagem é parte da composição do espetáculo, é um instrumento fundamental que auxilia na criação do personagem e na transformação estética dos atores. O maquiador atua junto com toda a produção do espetáculo acompanhando sempre a concepção do mesmo, com vistas a ressaltar e/ou criar elementos que ressaltem aspectos importantes para a compreensão do personagem. O maquiador é o responsável pela pintura do rosto ou do corpo dos atores e atrizes. Conte aqui sua experiência como teatro. Você já foi ao teatro? E já assistiu um teatro? Gostou? __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________ Como era o local onde a peça aconteceu, o que tinha nele? Descreva: __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________________________ __________________________________________________________
  • 35. 35 Sonoplastia: A sonoplastia é um som ou conjunto de sons que auxilia a enfatizar as cenas e ou as emoções dos atores. O sonoplasta trabalha os elementos sonoros ajudando a envolver o público na construção de imagens e sensações. As músicas e sons utilizados devem estar intimamente ligados ao que acontece na cena, o sonoplasta deve estudar o texto e depois acompanhá-lo passo a passo. Iluminação: A iluminação pode dar ênfase a certos aspectos do cenário, pode estabelecer relações entre o ator e os objetos, pode enfatizar as expressões do ator, pode limitar o espaço de representação a um círculo de luz e muitos outros efeitos. A iluminação é muito importante para o teatro, pois através dela podemos ambientar a cena e ampliar as emoções nela exploradas. É fundamental que o iluminador conheça bem o texto e as marcações cênicas determinadas pelo diretor do espetáculo. 1-Quando você assiste uma peça de teatro, um filme, um programa de tv, você observa esses elementos? Qual a importância deles? ____________________________________________________________________________ ____________________________________________________________________________ 2- Escolha entre os temas abaixo e faça nesse espaço abaixo um desenho de como seria um cenário e o figurino de uma peça de teatro (se precisar use a parte do verso da folha). Preservação do Meio Ambiente- Combate a Violência- Valorização da Vida
  • 36. 36 PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU Secretaria Municipal da Educação EMEF "IVAN ENGLER DE ALMEIDA" 7º ANO B PERÍODO LETIVO 19/04 A 07/05/2021 NOME DO ALUNO:_____________________________________________ TURMA: ____________ EDUCAÇÃO FÍSICA CONTEÚDOS ESSENCIAIS: Ginástica de condicionamento físico: OBJETIVOS: Práticas corporais com elementos de ginástica de condicionamento físico – exercícios de resistência, força, velocidade; exercícios funcionais, flexibilidade, aquecimento etc.; Articulação de ginástica de condicionamento físico e suas implicações conceituais, sociais, culturais, históricas e de gênero. ATIVIDADE 1 – TEXTO PARA LEITURA A ginástica é uma forma de exercícios físicos que é classificada em duas modalidades, as competitivas onde existe competição, como nas olimpíadas e também as não competitivas, como as praticadas em academias. A ginástica muitas vezes é procurada para quem quer melhorar a saúde, emagrecer ou até mesmo fortalecer os músculos e também melhorar o aperfeiçoamento mental em forma de relaxar a mente. A ginástica desenvolveu-se efetivamente na Grécia antiga, a partir dos exercícios que os soldados praticavam, incluindo habilidades e também acrobacias. A palavra Ginástica, surgiu do grego Gymnastiké, que é a arte de fortificar o corpo e também dar-lhe agilidade. Ela se tornou um esporte olímpico a partir da Grécia, pois os gregos começaram a utilizar nas Olimpíadas de Atenas no ano de 1896, mas só para os homens. E foi no ano de 1928 que a participação das mulheres foi liberada em Amsterdã. Olá querido aluno! Como você está? Continue se cuidando e lembre-se que tudo isso vai passar. Juntos somos melhores e cada um fazendo a sua parte, iremos conseguir vencer esse momento. Então vamos lá! Dando prosseguimento em nossas atividades, você conseguiu realizar as atividades passadas? Neste bloco 2 iremos vivenciar Ginástica de condicionamento físico.
  • 37. 37 Ginástica de Condicionamento Físico É a ginástica indicada para manutenção da boa forma e do bom desempenho das funções orgânicas. Praticada em academias ou na forma de atividade física livre, respeitando uma frequência, intensidade e duração adequadas. Englobam todas as modalidades que têm por objetivo a aquisição ou a manutenção da aptidão física do indivíduo normal e/ou atleta. Ao longo da história a atividade física sempre esteve presente na rotina da humanidade sempre associada a um estilo de época, a caça dos homens das cavernas para a sobrevivência, os Gregos e suas práticas desportivas na busca de um corpo perfeito ou de cunho militar como o exemplo na formação das legiões romanas com suas longas marcha e treinos, mas essa relação entre a atividade física e o homem em sua rotina diária parece ter diminuído gradativamente ao longo de nossa evolução. O incentivo a prática de atividade física tem acontecido através de todos os meios de comunicação, mas, ainda assim cada vez mais a população apresenta problemas relacionados com a falta de exercícios, a desculpa mais frequente é a falta de tempo ou falta de condições para prática que é agravada pela economia de movimentos em nossa rotina, como a comodidades do controle remoto, telefone celular, elevadores e escadas rolantes sem falar nas horas diárias dedicadas a televisão ou ao computador e infelizmente parece ser um fenômeno de dimensões mundial, pois uma das doenças associadas à falta de exercícios como a obesidade tem ocorrido em quase todo planeta. Para ressaltar o papel da atividade física basta comparar uma pessoa ativa fisicamente de 60 anos com um inativo de mesma idade, quando comparados a diferença são grandes, mas o que reflete em termos de qualidade de vida é que o ativo provavelmente terá maior facilidade de se movimentar, maior força muscular, flexibilidade e condicionamento tão importantes em sua vida diária.
  • 38. 38 São exemplos de ginásticas de condicionamento físico: Ginástica laboral, hidroginástica, ginástica localizadas. Questão 1 - Defina o que é ginástica competitiva e não competitiva. ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ Questão 2 - Como se deu a origem da ginástica? ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ Questão 3 - Qual a importância da ginástica de condicionamento físico? ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ Questão 4 - Em sua opinião, o que tem dificultado a prática de atividade física pela população mundial? ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ Questão 5 - Escreva algumas estratégias que contribuem para que as pessoas pratiquem alguma ginástica de condicionamento físico. ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________
  • 39. 39 ATIVIDADE 2 – SESSÃO DE ALONGAMENTOS. Faça essa sequência de alongamentos.
  • 40. 40 ATIVIDADE 3 – PESQUISA Faça uma pequena pesquisa e escreva com suas palavras as definições das ginásticas abaixo: a) Ginástica Laboral. ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ b) Ginástica Localizada. ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________ c) Hidroginástica. ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________ MUITO OBRIGADO PELA PARTICIPAÇÃO. APROVEITO PARA REINTERAR OS CUIDADOS QUE DEVEMOS TOMAR EM TEMPOS DE PANDEMIA. USE MÁSCARA, LAVE BEM AS MÃOS E MANTENHA O DISTANCIAMENTO SOCIAL. NÃO FAÇA AGLOMERAÇÕES. SAUDAÇÕES DO PROFESSOR PEDRO.
  • 41. 41 PREFEITURA MUNICIPAL DE BAURU Secretaria Municipal da Educação EMEF "IVAN ENGLER DE ALMEIDA" 7º ANO B PERÍODO LETIVO 19/04 A 07/05/2021 NOME DO ALUNO:_____________________________________________ TURMA: ____________ INGLÊS Olá pessoal, como vocês estão? Espero que todos estejam bem de saúde e na medida do possível, motivados com essas atividades de início de ano - um pouco na escola e um pouco em casa. Para esse período iremos estudar alguns assuntos muito interessantes. Entre eles estão, as preposições de tempo e os conectores (and, but, because, before, etc.). Tudo isso através de teoria e exercícios. Vamos lá, conto com seu empenho e dedicação. A preposição é uma palavra que liga um substantivo, pronome ou uma frase à outra parte da frase, para mostrar direção, lugar, tempo ou para introduzir um objeto. Temos que ter cuidado com as preposições, porque seu uso é complicado, afinal não há uma definição exata para sua utilização, não há uma fórmula ou regra. Aprendemos a maneira certa de utilizá-las ouvindo e lendo o idioma. Isso nos ajudará a reconhecer quando devemos usar as preposições. Como já foi dito, as preposições mostram direção, local, tempo ou algum objeto e, embora, elas não tenham regras de uso, elas possuem alguns jeitos de utilizá-las que nos ajudam a aprender melhor. Hoje trabalharemos com as de TEMPO. Por exemplo: On – For days and dates - Em, no, na – Para dias e datas; At – For a precise time; Em, no, na – Para um tempo exato; In – For months, years, centuries and long periods. / Em, no, na – meses, anos, séculos, longos períodos. Let's take a look at the examples using the prepositions: On, At and In. / Vamos dar uma olhada nos exemplos usando as preposições: On, At e In. On For days and date: / Para dias e datas My family will arrive on Friday. / Minha família chega na Sexta-feira. He was born on the 20th day of January in 1983. / Ele nasceu em 20 de Janeiro de 1983. I'll be there on Christmas Day. / Eu estarei lá no Natal. At For a precise time: / Para um tempo exato We will meet you at 3 p.m. / Vamos encontrar com vocês às 15 horas. The limousine will stop here at 7:35 a.m. / A Limousine vai parar aqui às 7:35 da manhã. I want you here at dinnertime. / In Eu quero você aqui na hora do jantar. For months, years, centuries and long periods: / Para meses, anos, séculos e longos períodos. I love read newspapers in the morning. / Eu amo ler jornal pela manhã. We have a long holiday in the summer. / Nós temos um longo feriado no verão. The new season will start in July. / A nova temporada começará em julho.
  • 42. 42 Vamos agora falar de um assunto tão fundamental quanto às preposições: os conectores. Calma que vou te explicar direitinho o que são eles e como usá-los. Conheça os principais conectivos em inglês Os conectivos são palavras que contribuem para dar sentido e coesão em um texto, eles ajudam a estruturar o começo, meio e fim entre as frases e parágrafos; deixam o texto e fala mais refinados. Imagine você ler um texto onde as ideias de 'adição' são todas expressas com and (She bought a house and before she moved she demolished some walls. And when she did so she found a giant termite mound. So she had to hire someone to remove it and build new walls). Cansativo, não é? Bem, no assunto de hoje nós vamos ver como conectar nossas ideias, conceitos, pensamentos de forma eficiente dentro de um mesmo texto ou fala. Para usarmos os conectores, precisamos pensar em uma ordem lógica dos fatos e acontecimentos para facilitar o entendimento do texto. Abaixo você encontra conectivos usados para iniciar parágrafos, apresentar informações e fazer referência entre argumentos.
  • 43. 43