SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
Baixar para ler offline
Universidade Estadual de Goiás
Câmpus São Luís de Montes Belos
Acadêmicas: Priscila Hilária de Souza;
Sara Souza Nunes Silvestre
Letras Português/Inglês e suas respectivas Literaturas – 4º ano
___________________________________
Colégio Estadual Presidente Costa e Silva
Outubro/2016
CORREÇÃO (páginas 176 e 177)
1) a) Expor a problemática de uma situação
proporcionando soluções mais rápidas.
b) RESPOSTA PESSOAL/ Conheço pessoas que já
utilizaram algum desses meios (redes sócias, aplicativos
- QVT), algumas obtiveram respostas outras não.
2) a) A reclamação é feita por E.S.
b) Devido a empresa ter recusado a solicitação da
administração da carta de crédito de consórcio imobiliário.
c) Ele tinha como intuito alertar as outras pessoas sobre o
que pode acontecer ao comprar imóvel na planta e procurar
alguns tipos de corretores e construtoras.
3) RESPOSTA PESSOAL./Procurar ter seu problema
solucionado com maior rapidez, afinal quanto mais
tempo a reclamação ficar exposta pior será para a
empresa que ele reclamou; Por ser mais acessível.
4) RESPOSTA PESSOAL./Talvez o site não exigia tal
informação.
5)O autor utilizou a variedade formal.
6) a) Um bom “reclamão” segundo o texto é aquele
que reclama apenas se for algo extremo, tem total
seriedade, tira as dúvidas sobre reclamações antes
de reclamar, usa palavras de um nível formal.
b) RESPOSTA PESSOAL./ Por não fazer uma
reclamação adequada provavelmente o “mau
reclamão” não terá seu problema solucionado.
CARTA DO LEITOR
CARACTERÍSTICAS
 O leitor é quem escreve expressando opiniões
(favoráveis ou não);
Circula em jornais, revistas, como feedback da
opinião dos leitores sobre o que está sendo veiculado
nos tais;
É produzido com a finalidade de discutir uma matéria
– acrescentar, retirar, dar opinião;
Pode usar tanto a 1ª pessoa do singular (EU) quanto
a 1ª do plural (NÓS);
O que é preciso para escrever?
a) Especifique o assunto e seja breve;
b) Trace previamente o objetivo da carta (opinar,
sugerir, debater, reflexão...);
c) Escreva um texto curto, preciso, objetivo
em linguagem clara;
d) Nunca use palavras de baixo calão, ofensas,
ataques pessoais, pois sua carta não será
publicada;
e) Redija com muito cuidado e revise antes de
enviar sua carta.
ATIVIDADE
REFERÊNCIAS
Animais abandonados, disponível em <
http://educrealmirian.blogspot.com.br/2015/08/carta-de-
opiniao-voce-ja-observou-que.html > acesso em 28 de
setembro de 2016
Cadê o governador, disponível em <
http://pedrobigler.blogspot.com.br/2011/06/carta-ao-leitor.html
> acesso em 28 de setembro de 2016
Marcha para Jesus interrompe trecho da Avenida Boa Viagem
< http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/vida-
urbana/2016/09/24/interna_vidaurbana,666566/marcha-para-
jesus-interrompe-trecho-da-avenida-boa-viagem-nesta-
tarde.shtml > acesso em 28 de setembro de 2016
Mariana tem jornal literário, disponível em <
http://www.jornalaldrava.com.br/pag_cartas_2007.htm > acesso
em 28 de setembro de 2016
Parada da diversidade toma conta, disponível em <
http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/vida-
urbana/2016/09/18/interna_vidaurbana,665480/parada-da-
diversidade-toma-conta-da-orla-de-boa-viagem.shtml > acesso
em 28 de setembro de 2016
Resposta a Revista Saúde, disponível em <
http://slideplayer.com.br/slide/5603570/ > acesso em 28 de
setembro de 2016
Vampiro carioca, disponível em <
http://vicioelegante.blogspot.com.br/ > acesso em 28 de
setembro de 2016
BOA NOITE!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTOMarcelo Cordeiro Souza
 
Charge, Cartum, Caricatura
Charge, Cartum, CaricaturaCharge, Cartum, Caricatura
Charge, Cartum, Caricaturaprojetoassis
 
Coesão e coerencia
Coesão e coerenciaCoesão e coerencia
Coesão e coerenciasilnog
 
Gênero de texto conto
Gênero de texto contoGênero de texto conto
Gênero de texto contoguestd9a4ef3c
 
. LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª SÉRIE – HABILIDADE DA BNCC | (EM13LP02) D15
. LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª SÉRIE – HABILIDADE DA BNCC | (EM13LP02) D15. LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª SÉRIE – HABILIDADE DA BNCC | (EM13LP02) D15
. LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª SÉRIE – HABILIDADE DA BNCC | (EM13LP02) D15GernciadeProduodeMat
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoPéricles Penuel
 
Intertextualidade
Intertextualidade Intertextualidade
Intertextualidade Denise
 
Coerência e coesão textual
Coerência e coesão textualCoerência e coesão textual
Coerência e coesão textualISJ
 
Gênero Textual: Conto
Gênero Textual: ContoGênero Textual: Conto
Gênero Textual: ContoMyllenne Abreu
 

Mais procurados (20)

Gênero notícia
Gênero notíciaGênero notícia
Gênero notícia
 
Anúncio publicitário
Anúncio publicitárioAnúncio publicitário
Anúncio publicitário
 
Oficina de Redação
Oficina de RedaçãoOficina de Redação
Oficina de Redação
 
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTOAULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação  - PRONTO
AULA 03 - Introdução - Diversas formas de iniciar uma redação - PRONTO
 
Resumo - gênero textual
Resumo - gênero textualResumo - gênero textual
Resumo - gênero textual
 
Sujeito. Predicado
Sujeito. PredicadoSujeito. Predicado
Sujeito. Predicado
 
Charge, Cartum, Caricatura
Charge, Cartum, CaricaturaCharge, Cartum, Caricatura
Charge, Cartum, Caricatura
 
Coesão e coerencia
Coesão e coerenciaCoesão e coerencia
Coesão e coerencia
 
DISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVA
DISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVADISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVA
DISSERTAÇÃO ARGUMENTATIVA
 
Gênero de texto conto
Gênero de texto contoGênero de texto conto
Gênero de texto conto
 
. LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª SÉRIE – HABILIDADE DA BNCC | (EM13LP02) D15
. LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª SÉRIE – HABILIDADE DA BNCC | (EM13LP02) D15. LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª SÉRIE – HABILIDADE DA BNCC | (EM13LP02) D15
. LÍNGUA PORTUGUESA – 1ª SÉRIE – HABILIDADE DA BNCC | (EM13LP02) D15
 
Aula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuaçãoAula sinais de pontuação
Aula sinais de pontuação
 
Intertextualidade
Intertextualidade Intertextualidade
Intertextualidade
 
Resenha.
Resenha.Resenha.
Resenha.
 
Aposto e vocativo
Aposto e vocativoAposto e vocativo
Aposto e vocativo
 
Estrutura do-artigo-de-opinião
Estrutura do-artigo-de-opiniãoEstrutura do-artigo-de-opinião
Estrutura do-artigo-de-opinião
 
Pressuposto e subentendido
Pressuposto e subentendidoPressuposto e subentendido
Pressuposto e subentendido
 
Coerência e coesão textual
Coerência e coesão textualCoerência e coesão textual
Coerência e coesão textual
 
Gênero Textual: Conto
Gênero Textual: ContoGênero Textual: Conto
Gênero Textual: Conto
 
Editorial gênero
Editorial gêneroEditorial gênero
Editorial gênero
 

Semelhante a Carta de leitor

REDAÇÃO - PAS - UEM - 3º ANO
REDAÇÃO - PAS - UEM - 3º ANOREDAÇÃO - PAS - UEM - 3º ANO
REDAÇÃO - PAS - UEM - 3º ANOVIVIAN TROMBINI
 
A carta argumentativa 9 ano (1)
A carta argumentativa 9 ano (1)A carta argumentativa 9 ano (1)
A carta argumentativa 9 ano (1)colegiojao
 
EF2_8ano_V4_PF(2).PDF
EF2_8ano_V4_PF(2).PDFEF2_8ano_V4_PF(2).PDF
EF2_8ano_V4_PF(2).PDFssuser3646a1
 
CEBRAC - Intensivo de Redação
CEBRAC - Intensivo de Redação CEBRAC - Intensivo de Redação
CEBRAC - Intensivo de Redação Luciana Martins
 

Semelhante a Carta de leitor (7)

REDAÇÃO - PAS - UEM - 3º ANO
REDAÇÃO - PAS - UEM - 3º ANOREDAÇÃO - PAS - UEM - 3º ANO
REDAÇÃO - PAS - UEM - 3º ANO
 
A carta argumentativa 9 ano (1)
A carta argumentativa 9 ano (1)A carta argumentativa 9 ano (1)
A carta argumentativa 9 ano (1)
 
Generos textuais
Generos textuaisGeneros textuais
Generos textuais
 
Redação
RedaçãoRedação
Redação
 
EF2_8ano_V4_PF(2).PDF
EF2_8ano_V4_PF(2).PDFEF2_8ano_V4_PF(2).PDF
EF2_8ano_V4_PF(2).PDF
 
CEBRAC - Intensivo de Redação
CEBRAC - Intensivo de Redação CEBRAC - Intensivo de Redação
CEBRAC - Intensivo de Redação
 
CEBRAC Luziânia
CEBRAC LuziâniaCEBRAC Luziânia
CEBRAC Luziânia
 

Mais de Priscila Hilária

Atividade de língua portuguesa
Atividade de língua portuguesaAtividade de língua portuguesa
Atividade de língua portuguesaPriscila Hilária
 
Substantivos - Malandramente
Substantivos - MalandramenteSubstantivos - Malandramente
Substantivos - MalandramentePriscila Hilária
 
Prova de inglês do ITA - 2008
Prova de inglês do ITA - 2008Prova de inglês do ITA - 2008
Prova de inglês do ITA - 2008Priscila Hilária
 
Frankenstein, trabalho escrito
Frankenstein, trabalho escritoFrankenstein, trabalho escrito
Frankenstein, trabalho escritoPriscila Hilária
 
Uma noite em cinco atos- enredo
Uma noite em cinco atos- enredoUma noite em cinco atos- enredo
Uma noite em cinco atos- enredoPriscila Hilária
 
O QUE É APRENDER E ENSINAR LITERATURA HOJE?
O QUE É APRENDER E ENSINAR LITERATURA HOJE?O QUE É APRENDER E ENSINAR LITERATURA HOJE?
O QUE É APRENDER E ENSINAR LITERATURA HOJE?Priscila Hilária
 
Da ordem do relato e do argumentar
Da ordem do relato e do argumentarDa ordem do relato e do argumentar
Da ordem do relato e do argumentarPriscila Hilária
 
WALT WHITMAN: Biografia, características literárias e poemas
WALT WHITMAN: Biografia, características literárias e poemasWALT WHITMAN: Biografia, características literárias e poemas
WALT WHITMAN: Biografia, características literárias e poemasPriscila Hilária
 
3ª fase modernista + o conto Famigerado de João Guimarães Rosa
3ª fase modernista + o conto Famigerado de João Guimarães Rosa3ª fase modernista + o conto Famigerado de João Guimarães Rosa
3ª fase modernista + o conto Famigerado de João Guimarães RosaPriscila Hilária
 

Mais de Priscila Hilária (20)

Atividade de língua portuguesa
Atividade de língua portuguesaAtividade de língua portuguesa
Atividade de língua portuguesa
 
Língua Inglesa-9º ano
Língua Inglesa-9º anoLíngua Inglesa-9º ano
Língua Inglesa-9º ano
 
Língua Inglesa-8º ano
Língua Inglesa-8º anoLíngua Inglesa-8º ano
Língua Inglesa-8º ano
 
7º ano - Língua Inglesa
7º ano - Língua Inglesa7º ano - Língua Inglesa
7º ano - Língua Inglesa
 
6º ano-Língua Portuguesa
6º ano-Língua Portuguesa6º ano-Língua Portuguesa
6º ano-Língua Portuguesa
 
6º ano inglês
6º ano   inglês6º ano   inglês
6º ano inglês
 
Substantivos - Malandramente
Substantivos - MalandramenteSubstantivos - Malandramente
Substantivos - Malandramente
 
Narrador em Mrs. Dalloway
Narrador em Mrs. DallowayNarrador em Mrs. Dalloway
Narrador em Mrs. Dalloway
 
Prova de inglês do ITA - 2008
Prova de inglês do ITA - 2008Prova de inglês do ITA - 2008
Prova de inglês do ITA - 2008
 
Frankenstein, trabalho escrito
Frankenstein, trabalho escritoFrankenstein, trabalho escrito
Frankenstein, trabalho escrito
 
Uma noite em cinco atos- enredo
Uma noite em cinco atos- enredoUma noite em cinco atos- enredo
Uma noite em cinco atos- enredo
 
O QUE É APRENDER E ENSINAR LITERATURA HOJE?
O QUE É APRENDER E ENSINAR LITERATURA HOJE?O QUE É APRENDER E ENSINAR LITERATURA HOJE?
O QUE É APRENDER E ENSINAR LITERATURA HOJE?
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
 
Da ordem do relato e do argumentar
Da ordem do relato e do argumentarDa ordem do relato e do argumentar
Da ordem do relato e do argumentar
 
Coerência
CoerênciaCoerência
Coerência
 
Texto argumentativo
Texto argumentativoTexto argumentativo
Texto argumentativo
 
WALT WHITMAN: Biografia, características literárias e poemas
WALT WHITMAN: Biografia, características literárias e poemasWALT WHITMAN: Biografia, características literárias e poemas
WALT WHITMAN: Biografia, características literárias e poemas
 
Realismo e Naturalismo
Realismo e NaturalismoRealismo e Naturalismo
Realismo e Naturalismo
 
3ª fase modernista + o conto Famigerado de João Guimarães Rosa
3ª fase modernista + o conto Famigerado de João Guimarães Rosa3ª fase modernista + o conto Famigerado de João Guimarães Rosa
3ª fase modernista + o conto Famigerado de João Guimarães Rosa
 
Frankenstein
FrankensteinFrankenstein
Frankenstein
 

Último

Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.azulassessoria9
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...DominiqueFaria2
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfmarialuciadasilva17
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e Américawilson778875
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...MANUELJESUSVENTURASA
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 

Último (20)

Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
c) O crime ocorreu na forma simples ou qualificada? Justifique.
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
A FORMAÇÃO DO SÍMBOLO NA CRIANÇA -- JEAN PIAGET -- 2013 -- 6ced7f10b1a00cd395...
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdfTIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
TIPOS DE DISCURSO - TUDO SALA DE AULA.pdf
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Modernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e AméricaModernidade perspectiva sobre a África e América
Modernidade perspectiva sobre a África e América
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 

Carta de leitor

  • 1. Universidade Estadual de Goiás Câmpus São Luís de Montes Belos Acadêmicas: Priscila Hilária de Souza; Sara Souza Nunes Silvestre Letras Português/Inglês e suas respectivas Literaturas – 4º ano ___________________________________ Colégio Estadual Presidente Costa e Silva Outubro/2016
  • 2. CORREÇÃO (páginas 176 e 177) 1) a) Expor a problemática de uma situação proporcionando soluções mais rápidas. b) RESPOSTA PESSOAL/ Conheço pessoas que já utilizaram algum desses meios (redes sócias, aplicativos - QVT), algumas obtiveram respostas outras não. 2) a) A reclamação é feita por E.S.
  • 3. b) Devido a empresa ter recusado a solicitação da administração da carta de crédito de consórcio imobiliário. c) Ele tinha como intuito alertar as outras pessoas sobre o que pode acontecer ao comprar imóvel na planta e procurar alguns tipos de corretores e construtoras.
  • 4. 3) RESPOSTA PESSOAL./Procurar ter seu problema solucionado com maior rapidez, afinal quanto mais tempo a reclamação ficar exposta pior será para a empresa que ele reclamou; Por ser mais acessível. 4) RESPOSTA PESSOAL./Talvez o site não exigia tal informação. 5)O autor utilizou a variedade formal.
  • 5. 6) a) Um bom “reclamão” segundo o texto é aquele que reclama apenas se for algo extremo, tem total seriedade, tira as dúvidas sobre reclamações antes de reclamar, usa palavras de um nível formal. b) RESPOSTA PESSOAL./ Por não fazer uma reclamação adequada provavelmente o “mau reclamão” não terá seu problema solucionado.
  • 7. CARACTERÍSTICAS  O leitor é quem escreve expressando opiniões (favoráveis ou não); Circula em jornais, revistas, como feedback da opinião dos leitores sobre o que está sendo veiculado nos tais; É produzido com a finalidade de discutir uma matéria – acrescentar, retirar, dar opinião; Pode usar tanto a 1ª pessoa do singular (EU) quanto a 1ª do plural (NÓS);
  • 8. O que é preciso para escrever? a) Especifique o assunto e seja breve; b) Trace previamente o objetivo da carta (opinar, sugerir, debater, reflexão...); c) Escreva um texto curto, preciso, objetivo em linguagem clara;
  • 9. d) Nunca use palavras de baixo calão, ofensas, ataques pessoais, pois sua carta não será publicada; e) Redija com muito cuidado e revise antes de enviar sua carta.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 17.
  • 18. REFERÊNCIAS Animais abandonados, disponível em < http://educrealmirian.blogspot.com.br/2015/08/carta-de- opiniao-voce-ja-observou-que.html > acesso em 28 de setembro de 2016 Cadê o governador, disponível em < http://pedrobigler.blogspot.com.br/2011/06/carta-ao-leitor.html > acesso em 28 de setembro de 2016 Marcha para Jesus interrompe trecho da Avenida Boa Viagem < http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/vida- urbana/2016/09/24/interna_vidaurbana,666566/marcha-para- jesus-interrompe-trecho-da-avenida-boa-viagem-nesta- tarde.shtml > acesso em 28 de setembro de 2016
  • 19. Mariana tem jornal literário, disponível em < http://www.jornalaldrava.com.br/pag_cartas_2007.htm > acesso em 28 de setembro de 2016 Parada da diversidade toma conta, disponível em < http://www.diariodepernambuco.com.br/app/noticia/vida- urbana/2016/09/18/interna_vidaurbana,665480/parada-da- diversidade-toma-conta-da-orla-de-boa-viagem.shtml > acesso em 28 de setembro de 2016 Resposta a Revista Saúde, disponível em < http://slideplayer.com.br/slide/5603570/ > acesso em 28 de setembro de 2016
  • 20. Vampiro carioca, disponível em < http://vicioelegante.blogspot.com.br/ > acesso em 28 de setembro de 2016