SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 4
Baixar para ler offline
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FREI BARTOLOMEU DOS
                         MÁRTIRES

Notícia: é uma narrativa curta de um acontecimento actual com interesse geral.
Estrutura:
        Título (pode vir acompanhados com os seus “amantes”- antetítulo e subtítulo)

    Lead- é o primeiro parágrafo da notícia que pode ou não estar destacado graficamente, e
            responde às seguintes perguntas: Quem? O quê? Onde? Quando?

     Corpo da notícia-é o desenvolvimento da notícia, e responde às seguinte perguntas:
                                    Como? Porquê?

Pirâmide Invertida
       A notícia segue a técnica da pirâmide invertida, ou seja, fornece informações
importantes no início (lead) e apresenta os detalhes depois (corpo da notícia).

        Se compararmos esta técnica informativa com a técnica do conto clássico, verificamos
que neste acontece exactamente o contrário.

       Notícia                       Conto

          Lead                         l

       Narração                   Narração

            l                      Clímax




Reportagem
Intencionalidade comunicativa → Aspectos da reportagem

É um texto de imprensa muito frequente, que tem por base uma notícia. Pelo facto de o
jornalista se deslocar ao local do acontecimento, a reportagem pode conter imagens, entrevistas
e uma apreciação do próprio jornalista.

Podemos dizer que a reportagem é o texto mais tipicamente jornalístico.

Genericamente podemos definir a reportagem assim:

     É um facto presenciado pelo repórter que se desloca ao local;
     Integra, falas das personagens;
     Pode incluir passagens emotivas ou poéticas, assim como comentários pessoais do
      repórter (predomínio da função informativa; não excluindo as funções emotivas e
      poéticas).


Beatriz Ribeiro Barreiros                                                       2011/2012
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FREI BARTOLOMEU DOS
                                         MÁRTIRES
     A linguagem é normalmente corrente, mas apresenta, com frequência, preocupações
      estilísticas ( discurso da 3ª pessoa, mas com marcas de 1ª pessoa);
     É um texto jornalístico de autor, ou seja, é assinado, podendo incluir outros registos de
      língua, dependendo das falas das testemunhas;


Estrutura
        Título (pode vir acompanhados com os seus “amantes”- antetítulo e subtítulo)

    Lead- é o primeiro parágrafo da notícia que pode ou não estar destacado graficamente, e
            responde às seguintes perguntas: Quem? O quê? Onde? Quando?

   Corpo -é o desenvolvimento dos acontecimentos, incluindo comentários do jornalista e
pequenas entrevistas. A parecem subtítulos, que antecedem cada uma das partes da reportagem.

      Conclusão – Pode conter opiniões, ainda que diluídas do autor (pode estar ou não).


Entrevista
Texto que reúne informações com base em perguntas para captar a vida ou as experiências de
pessoas, com interesse para os leitores (ouvintes). Cria a impressão de contacto directo entre o
público e a pessoa entrevistada.

Intencionalidade Comunicativa → Informar; expor; apreciar

Existem dois tipos de entrevista:

     A entrevista informativa centra-se exclusivamente nas palavras do entrevistado que
      são reproduzidas textualmente. O Entrevistador limita-se a fazer as perguntas
      previamente preparadas.
     A entrevista criativa é mais livre e requer mais habilidade por parte de quem a realiza.
      O questionário não é fixo e vai-se adaptando às respostas do entrevistado.

Observações:

     O jornalista deve preparar antecipadamente a entrevista, documentando-se sobre o
      entrevistado e sobre os assuntos que com este irá abordar.
     O jornalista deve fazer perguntas breves, claras e concisas, de forma a dar a palavra
      ao entrevistado.


Estrutura
        Título (pode vir acompanhados com os seus “amantes”- antetítulo e subtítulo)

 Introdução- Descrição da (s) personagem (s) entrevistada (s), indicação do lugar e a razão da
                                        entrevista.

                 Questionário – perguntas de acordo com o tema da entrevista.



Beatriz Ribeiro Barreiros                                                        2011/2012
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FREI BARTOLOMEU DOS
                                     MÁRTIRES
    Conclusão – Opinião do entrevistador, ou seja, uma pequena síntese dos aspectos mais
                       importantes. Por vezes omite-se a conclusão.


Crónica
Intencionalidade Comunicativa → Reflectir e fazer reflectir

Não tem como finalidade básica informar.

O que é a crónica?

A crónica é, por norma, breve e surge numa página fixa do jornal, é um texto assinado por um
jornalista ou escritor colaborador do jornal. Faz parte de um assunto do quotidiano, uma
acontecimento banal, uma moda, um hábito, uma situação presenciada ou vivida pelo cronista.
É um texto de reflexão, uma interpretação, uma interrogação que visa “mexer” com as pessoas.




Crítica
Intencionalidade Comunicativa → Informar e criticar (negativa/positiva)

É um texto livre de autor. Eles debruçam-se sobre a produção e os acontecimentos culturais
em centro, apresentando-os e analisando-os. Destaca os aspectos que lhes merece maior atenção,
de maneira a informar, e ao mesmo tempo apreciar com base em argumentos sólidos.


Estrutura
        Título (pode vir acompanhados com os seus “amantes”- antetítulo e subtítulo)

                                           Introdução

                                       Desenvolvimento

                                           Conclusão


Debate:              Para que um debate resulte, todos os participantes devem cumprir as
regras previamente estabelecidas pelo moderador que orienta a discussão:

Ao moderador compete:

       Expor, sumariamente, o assunto a debater;
       Abrir a discussão;
       Dar a palavra a todos os que desejarem entrevir;
       Estabelecer, sempre que possível, a relação entre várias opiniões expressas;
       Impedir que os intervenientes se desviem do assunto em discussão;
       Ser imparcial;
       Apresentar conclusões;


Beatriz Ribeiro Barreiros                                                         2011/2012
AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FREI BARTOLOMEU DOS
                        MÁRTIRES

Artigo:
Texto jornalístico interpretativo e opinativo, mais ou menos extenso, que envolve uma
ideia ou comenta um assunto a partir de determinada fundamentação.

Estrutura:
       Título (pode vir acompanhados com os seus “amantes”- antetítulo e subtítulo)

                                       Introdução

                                    Desenvolvimento

                                       Conclusão

Intencionalidade comunicativa → Interpretativo e opinativa


Nota:
      A um autor de artigo chama-se articulista;
      Qualquer articulista pode manifestar livremente a sua opinião;
      Em geral os articulistas não são jornalistas;
      “Qual quer” pessoa pode ser articulista, independentemente da formação
       profissional;




Beatriz Ribeiro Barreiros                                                   2011/2012

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula tipos de textos
Aula tipos de textosAula tipos de textos
Aula tipos de textos
Romario Dias
 
Textos jornalisticos teresa
Textos jornalisticos teresaTextos jornalisticos teresa
Textos jornalisticos teresa
Teresa Oliveira
 
A entrevista é um texto muito utilizado na comunicação social que serve para ...
A entrevista é um texto muito utilizado na comunicação social que serve para ...A entrevista é um texto muito utilizado na comunicação social que serve para ...
A entrevista é um texto muito utilizado na comunicação social que serve para ...
Manuela Neto
 
Tipologia textual: DESCRIÇÃO, NARRAÇÃO, DISSERTAÇÃO
Tipologia textual: DESCRIÇÃO, NARRAÇÃO, DISSERTAÇÃOTipologia textual: DESCRIÇÃO, NARRAÇÃO, DISSERTAÇÃO
Tipologia textual: DESCRIÇÃO, NARRAÇÃO, DISSERTAÇÃO
Sônia Maciel Alves
 
Slide Gênero Textual Entrevista
Slide Gênero Textual EntrevistaSlide Gênero Textual Entrevista
Slide Gênero Textual Entrevista
Jomari
 

Mais procurados (19)

Aula tipos de textos
Aula tipos de textosAula tipos de textos
Aula tipos de textos
 
Gênero textual Entrevista - 6º ano
Gênero textual Entrevista - 6º anoGênero textual Entrevista - 6º ano
Gênero textual Entrevista - 6º ano
 
Artigo de opinião.
Artigo de opinião.Artigo de opinião.
Artigo de opinião.
 
A Reportagem
A ReportagemA Reportagem
A Reportagem
 
Entrevistas
EntrevistasEntrevistas
Entrevistas
 
O artigo de opinião
O artigo de opiniãoO artigo de opinião
O artigo de opinião
 
Texto informativo 1
Texto informativo 1Texto informativo 1
Texto informativo 1
 
Generosetipostextuais
GenerosetipostextuaisGenerosetipostextuais
Generosetipostextuais
 
Textos jornalisticos teresa
Textos jornalisticos teresaTextos jornalisticos teresa
Textos jornalisticos teresa
 
AULA 4 - ENTREVISTA
AULA 4 - ENTREVISTAAULA 4 - ENTREVISTA
AULA 4 - ENTREVISTA
 
A entrevista é um texto muito utilizado na comunicação social que serve para ...
A entrevista é um texto muito utilizado na comunicação social que serve para ...A entrevista é um texto muito utilizado na comunicação social que serve para ...
A entrevista é um texto muito utilizado na comunicação social que serve para ...
 
Tipologia Argumentativa
Tipologia ArgumentativaTipologia Argumentativa
Tipologia Argumentativa
 
A carta argumentativa na PUC-MG
A carta argumentativa na PUC-MGA carta argumentativa na PUC-MG
A carta argumentativa na PUC-MG
 
Estrutura do-artigo-de-opinião
Estrutura do-artigo-de-opiniãoEstrutura do-artigo-de-opinião
Estrutura do-artigo-de-opinião
 
Dissertação Expositiva
Dissertação ExpositivaDissertação Expositiva
Dissertação Expositiva
 
Tipologia textual: DESCRIÇÃO, NARRAÇÃO, DISSERTAÇÃO
Tipologia textual: DESCRIÇÃO, NARRAÇÃO, DISSERTAÇÃOTipologia textual: DESCRIÇÃO, NARRAÇÃO, DISSERTAÇÃO
Tipologia textual: DESCRIÇÃO, NARRAÇÃO, DISSERTAÇÃO
 
Textos não-literários
Textos não-literáriosTextos não-literários
Textos não-literários
 
O artigo de opinião na PUC-MG
O artigo de opinião na PUC-MGO artigo de opinião na PUC-MG
O artigo de opinião na PUC-MG
 
Slide Gênero Textual Entrevista
Slide Gênero Textual EntrevistaSlide Gênero Textual Entrevista
Slide Gênero Textual Entrevista
 

Destaque

Bezeez presentation
Bezeez presentationBezeez presentation
Bezeez presentation
Bruno Panca
 
Sharing Experience - DKIB 26 September 2013
Sharing Experience - DKIB 26 September 2013Sharing Experience - DKIB 26 September 2013
Sharing Experience - DKIB 26 September 2013
Febrian Shandy Rifano
 
amgen Investors_2003_10k
amgen Investors_2003_10kamgen Investors_2003_10k
amgen Investors_2003_10k
finance18
 
White Paper Sa Pi Ent Brasil Vf
White Paper Sa Pi Ent Brasil VfWhite Paper Sa Pi Ent Brasil Vf
White Paper Sa Pi Ent Brasil Vf
plancastre
 
Tổng hợp 31 món ăn kị nhau gây hại cho sức khỏe
Tổng hợp 31 món ăn kị nhau gây hại cho sức khỏeTổng hợp 31 món ăn kị nhau gây hại cho sức khỏe
Tổng hợp 31 món ăn kị nhau gây hại cho sức khỏe
Nguyen Tan
 
Commissioner of-competition-v.-google-canada-corp
Commissioner of-competition-v.-google-canada-corpCommissioner of-competition-v.-google-canada-corp
Commissioner of-competition-v.-google-canada-corp
Greg Sterling
 

Destaque (15)

Bezeez presentation
Bezeez presentationBezeez presentation
Bezeez presentation
 
La lucha de los maestros - siempre, aqui, allá y más acá.
La lucha de los maestros - siempre, aqui, allá y más acá.La lucha de los maestros - siempre, aqui, allá y más acá.
La lucha de los maestros - siempre, aqui, allá y más acá.
 
Sharing Experience - DKIB 26 September 2013
Sharing Experience - DKIB 26 September 2013Sharing Experience - DKIB 26 September 2013
Sharing Experience - DKIB 26 September 2013
 
Diario2
Diario2Diario2
Diario2
 
Opetusnäyte (Trial lecture in Finnish)
Opetusnäyte (Trial lecture in Finnish)Opetusnäyte (Trial lecture in Finnish)
Opetusnäyte (Trial lecture in Finnish)
 
Los Plasticos
Los PlasticosLos Plasticos
Los Plasticos
 
amgen Investors_2003_10k
amgen Investors_2003_10kamgen Investors_2003_10k
amgen Investors_2003_10k
 
Trabajo Frances - l'eau
Trabajo Frances - l'eauTrabajo Frances - l'eau
Trabajo Frances - l'eau
 
Proyecto Diplomado
Proyecto DiplomadoProyecto Diplomado
Proyecto Diplomado
 
huis ckv!
huis ckv!huis ckv!
huis ckv!
 
White Paper Sa Pi Ent Brasil Vf
White Paper Sa Pi Ent Brasil VfWhite Paper Sa Pi Ent Brasil Vf
White Paper Sa Pi Ent Brasil Vf
 
Tổng hợp 31 món ăn kị nhau gây hại cho sức khỏe
Tổng hợp 31 món ăn kị nhau gây hại cho sức khỏeTổng hợp 31 món ăn kị nhau gây hại cho sức khỏe
Tổng hợp 31 món ăn kị nhau gây hại cho sức khỏe
 
Comentarios
ComentariosComentarios
Comentarios
 
Apresentacao aula11
Apresentacao aula11Apresentacao aula11
Apresentacao aula11
 
Commissioner of-competition-v.-google-canada-corp
Commissioner of-competition-v.-google-canada-corpCommissioner of-competition-v.-google-canada-corp
Commissioner of-competition-v.-google-canada-corp
 

Semelhante a Notícia

êneros Textuais Jornal: notícia, entrevista, charge, tira, reportagem, carta ...
êneros Textuais Jornal: notícia, entrevista, charge, tira, reportagem, carta ...êneros Textuais Jornal: notícia, entrevista, charge, tira, reportagem, carta ...
êneros Textuais Jornal: notícia, entrevista, charge, tira, reportagem, carta ...
Jomari
 
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf
1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf
Nivea Neves
 
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf
1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf
Nivea Neves
 
Curso de redação
Curso de redaçãoCurso de redação
Curso de redação
teleestacao
 

Semelhante a Notícia (20)

O jornal escolar
O jornal escolarO jornal escolar
O jornal escolar
 
O jornal escolar
O jornal escolarO jornal escolar
O jornal escolar
 
O jornal escolar
O jornal escolarO jornal escolar
O jornal escolar
 
O jornal escolar
O jornal escolarO jornal escolar
O jornal escolar
 
êneros Textuais Jornal: notícia, entrevista, charge, tira, reportagem, carta ...
êneros Textuais Jornal: notícia, entrevista, charge, tira, reportagem, carta ...êneros Textuais Jornal: notícia, entrevista, charge, tira, reportagem, carta ...
êneros Textuais Jornal: notícia, entrevista, charge, tira, reportagem, carta ...
 
Aula - Reportagem (Língua Portugues).pdf
Aula - Reportagem (Língua Portugues).pdfAula - Reportagem (Língua Portugues).pdf
Aula - Reportagem (Língua Portugues).pdf
 
Aula - Reportagem (Língua Portugues).pdf
Aula - Reportagem (Língua Portugues).pdfAula - Reportagem (Língua Portugues).pdf
Aula - Reportagem (Língua Portugues).pdf
 
Textos Jornalisticos - Versão2
Textos Jornalisticos - Versão2Textos Jornalisticos - Versão2
Textos Jornalisticos - Versão2
 
Textos jornalísticos
Textos jornalísticosTextos jornalísticos
Textos jornalísticos
 
Aula - Reportagem.pptx
Aula - Reportagem.pptxAula - Reportagem.pptx
Aula - Reportagem.pptx
 
Apostila gêneros jornalíticos
Apostila gêneros  jornalíticosApostila gêneros  jornalíticos
Apostila gêneros jornalíticos
 
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf
1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf
 
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf
1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf1 BIMESTRE - BLOCO 2 -  19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf
1 BIMESTRE - BLOCO 2 - 19-04 a 07-05 7° ANO B.pdf
 
AULA 01- LINGUAGENS.pptx
AULA 01- LINGUAGENS.pptxAULA 01- LINGUAGENS.pptx
AULA 01- LINGUAGENS.pptx
 
Notícia de jornal 111013113110-phpapp01
Notícia de jornal 111013113110-phpapp01Notícia de jornal 111013113110-phpapp01
Notícia de jornal 111013113110-phpapp01
 
Jardim paraíso
Jardim paraísoJardim paraíso
Jardim paraíso
 
AULA DE REDAÇÃO- INTRODUÇÃO A DISCIPLINA
AULA DE REDAÇÃO- INTRODUÇÃO A DISCIPLINAAULA DE REDAÇÃO- INTRODUÇÃO A DISCIPLINA
AULA DE REDAÇÃO- INTRODUÇÃO A DISCIPLINA
 
Curso de redação
Curso de redaçãoCurso de redação
Curso de redação
 
12394124 textos-de-imprensa
12394124 textos-de-imprensa12394124 textos-de-imprensa
12394124 textos-de-imprensa
 
Textos jornalísticos
Textos jornalísticosTextos jornalísticos
Textos jornalísticos
 

Notícia

  • 1. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FREI BARTOLOMEU DOS MÁRTIRES Notícia: é uma narrativa curta de um acontecimento actual com interesse geral. Estrutura: Título (pode vir acompanhados com os seus “amantes”- antetítulo e subtítulo) Lead- é o primeiro parágrafo da notícia que pode ou não estar destacado graficamente, e responde às seguintes perguntas: Quem? O quê? Onde? Quando? Corpo da notícia-é o desenvolvimento da notícia, e responde às seguinte perguntas: Como? Porquê? Pirâmide Invertida A notícia segue a técnica da pirâmide invertida, ou seja, fornece informações importantes no início (lead) e apresenta os detalhes depois (corpo da notícia). Se compararmos esta técnica informativa com a técnica do conto clássico, verificamos que neste acontece exactamente o contrário. Notícia Conto Lead l Narração Narração l Clímax Reportagem Intencionalidade comunicativa → Aspectos da reportagem É um texto de imprensa muito frequente, que tem por base uma notícia. Pelo facto de o jornalista se deslocar ao local do acontecimento, a reportagem pode conter imagens, entrevistas e uma apreciação do próprio jornalista. Podemos dizer que a reportagem é o texto mais tipicamente jornalístico. Genericamente podemos definir a reportagem assim:  É um facto presenciado pelo repórter que se desloca ao local;  Integra, falas das personagens;  Pode incluir passagens emotivas ou poéticas, assim como comentários pessoais do repórter (predomínio da função informativa; não excluindo as funções emotivas e poéticas). Beatriz Ribeiro Barreiros 2011/2012
  • 2. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FREI BARTOLOMEU DOS MÁRTIRES  A linguagem é normalmente corrente, mas apresenta, com frequência, preocupações estilísticas ( discurso da 3ª pessoa, mas com marcas de 1ª pessoa);  É um texto jornalístico de autor, ou seja, é assinado, podendo incluir outros registos de língua, dependendo das falas das testemunhas; Estrutura Título (pode vir acompanhados com os seus “amantes”- antetítulo e subtítulo) Lead- é o primeiro parágrafo da notícia que pode ou não estar destacado graficamente, e responde às seguintes perguntas: Quem? O quê? Onde? Quando? Corpo -é o desenvolvimento dos acontecimentos, incluindo comentários do jornalista e pequenas entrevistas. A parecem subtítulos, que antecedem cada uma das partes da reportagem. Conclusão – Pode conter opiniões, ainda que diluídas do autor (pode estar ou não). Entrevista Texto que reúne informações com base em perguntas para captar a vida ou as experiências de pessoas, com interesse para os leitores (ouvintes). Cria a impressão de contacto directo entre o público e a pessoa entrevistada. Intencionalidade Comunicativa → Informar; expor; apreciar Existem dois tipos de entrevista:  A entrevista informativa centra-se exclusivamente nas palavras do entrevistado que são reproduzidas textualmente. O Entrevistador limita-se a fazer as perguntas previamente preparadas.  A entrevista criativa é mais livre e requer mais habilidade por parte de quem a realiza. O questionário não é fixo e vai-se adaptando às respostas do entrevistado. Observações:  O jornalista deve preparar antecipadamente a entrevista, documentando-se sobre o entrevistado e sobre os assuntos que com este irá abordar.  O jornalista deve fazer perguntas breves, claras e concisas, de forma a dar a palavra ao entrevistado. Estrutura Título (pode vir acompanhados com os seus “amantes”- antetítulo e subtítulo) Introdução- Descrição da (s) personagem (s) entrevistada (s), indicação do lugar e a razão da entrevista. Questionário – perguntas de acordo com o tema da entrevista. Beatriz Ribeiro Barreiros 2011/2012
  • 3. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FREI BARTOLOMEU DOS MÁRTIRES Conclusão – Opinião do entrevistador, ou seja, uma pequena síntese dos aspectos mais importantes. Por vezes omite-se a conclusão. Crónica Intencionalidade Comunicativa → Reflectir e fazer reflectir Não tem como finalidade básica informar. O que é a crónica? A crónica é, por norma, breve e surge numa página fixa do jornal, é um texto assinado por um jornalista ou escritor colaborador do jornal. Faz parte de um assunto do quotidiano, uma acontecimento banal, uma moda, um hábito, uma situação presenciada ou vivida pelo cronista. É um texto de reflexão, uma interpretação, uma interrogação que visa “mexer” com as pessoas. Crítica Intencionalidade Comunicativa → Informar e criticar (negativa/positiva) É um texto livre de autor. Eles debruçam-se sobre a produção e os acontecimentos culturais em centro, apresentando-os e analisando-os. Destaca os aspectos que lhes merece maior atenção, de maneira a informar, e ao mesmo tempo apreciar com base em argumentos sólidos. Estrutura Título (pode vir acompanhados com os seus “amantes”- antetítulo e subtítulo) Introdução Desenvolvimento Conclusão Debate: Para que um debate resulte, todos os participantes devem cumprir as regras previamente estabelecidas pelo moderador que orienta a discussão: Ao moderador compete:  Expor, sumariamente, o assunto a debater;  Abrir a discussão;  Dar a palavra a todos os que desejarem entrevir;  Estabelecer, sempre que possível, a relação entre várias opiniões expressas;  Impedir que os intervenientes se desviem do assunto em discussão;  Ser imparcial;  Apresentar conclusões; Beatriz Ribeiro Barreiros 2011/2012
  • 4. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS FREI BARTOLOMEU DOS MÁRTIRES Artigo: Texto jornalístico interpretativo e opinativo, mais ou menos extenso, que envolve uma ideia ou comenta um assunto a partir de determinada fundamentação. Estrutura: Título (pode vir acompanhados com os seus “amantes”- antetítulo e subtítulo) Introdução Desenvolvimento Conclusão Intencionalidade comunicativa → Interpretativo e opinativa Nota:  A um autor de artigo chama-se articulista;  Qualquer articulista pode manifestar livremente a sua opinião;  Em geral os articulistas não são jornalistas;  “Qual quer” pessoa pode ser articulista, independentemente da formação profissional; Beatriz Ribeiro Barreiros 2011/2012