Cognição na Doença Bipolar - IV Jornadas de Neuropsicologia do HEM

3.421 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.421
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Cognição na Doença Bipolar - IV Jornadas de Neuropsicologia do HEM

  1. 1. Cognição na Doença Bipolar IV Jornadas de Neuropsicologia, HEM 17 de Dezembro de 2008 Amílcar dos Santos
  2. 2. Pessoas famosas com Doença Bipolar Ludwig van Beethoven, composer Jeremy Brett Robert Boorstin, special assistant to Alohe Jean Burke, musician, Jim Carey President Clinton vocalist Lisa Nicole Carson L. Brent Bozell, political scientist, Rosemary Clooney, singer Rosemary Clooney, singer attorney, writer DMX Earl Simmons, rapper and Lindsay Crosby Bob Bullock, ex secretary of state, state actor Eric Douglas comptroller and lieutenant governer Ray Davies Robert Downey Jr. Winston Churchill Lenny Dee Patty Duke Kitty Dukasis, former First Lady of Gaetano Donizetti, opera singer Carrie Fisher Massachusetts Peter Gabriel Connie Francis, singer and actress Thomas Eagleton, lawyer, former U.S. Jimi Hendrix Shecky Greene, comedian Senator Kristen Hersh (Throwing Muses) Linda Hamilton Lynne Rivers, U.S. Congress Phyllis Hyman Moss Hart, actor, director, playright Theodore Roosevelt, President of the Jack Irons Mariette Hartley United States Daniel Johnston Margot Kidder Otto Klemperer, musician, Vivien Leigh Ted Turner, media giant conductor Kevin McDonald, comedian Oscar Levant, pianist, composer, Kristy McNichols television Burgess Meredith, actor, director Phil Ochs, musician, political Spike Milligan, actor, writer activist, poet Spike Mulligan, comic actor and writer John Ogden, composer, musician Nicola Pagett Jaco Pastorius Ben Stiller, actor, director, writer Charley Pride David Strickland Mac Rebennack (Dr. John) Jeannie C. Riley http://www.mental-health-today.com/bp/famous_people.htm
  3. 3. Emil Kraepelin
  4. 4. Espectro Bipolar - subtipos Doença Bipolar Tipo I Doença Bipolar tipo II Doença Bipolar tipo II ½ Doença Bipolar tipo III Doença Bipolar tipo IV (Akiskal et al., 2005)
  5. 5. Espectro Bipolar – desafio diagnóstico • Eixo I • Eixo II Perturbação de Cluster B Hiperactividade e Pert. Borderline da Défice de atenção Personalidade (PHDA)
  6. 6. Doença bipolar tipo I – exemplo Vinheta clínica: Mulher de 49 anos internada no serviço de Psiquiatria do Hospital de São Francisco Xavier, em Junho de 2006 por episódio maníaco. Foi-lhe diagnosticada doença bipolar tipo I aos 38 anos de idade. 5 internamentos em 11 anos, sempre por episódios maníacos. Na altura do diagnóstico a doente era estudante do 2º ano do curso de direito. Desde então, abandonou o curso, teve vários trabalhos temporários (supermercados, call-centers), actualmente trabalha como auxiliar num lar de 3ª idade. Os primeiros episódios maníacos apresentavam maioritariamente características eufóricas. Nos últimos, predominava a sintomatologia disfórica, psicótica bem como significativas alterações cognitivas aquando da sua admissão. Teve alta após 1 mês de internamento. Retomou o seu trabalho no lar de 3ª idade. Mantém seguimento em consulta externa.
  7. 7. Declínio cognitivo e funcional na doença bipolar Nº hospitalizações Nº episódios maníacos Nº episódios depressivos Duração das hospitalizações Duração dos episódios Funções executivas Memória Verbal Capacidade de inibição de resposta Interferência Atenção sustentada Atenção selectiva
  8. 8. Avaliação neuropsicológica de doentes bipolares eutímicos Resultados de uma meta-análise (Adaptado de Robinson, et al, 2006 )
  9. 9. Neuropsicologia da doença bipolar Disfunção executiva selectiva Effect size muito significativo (d>0,8) Fluência verbal por categorias Manipulação mental (reverse digit span) Effect size moderado (0,5<d<0,8) Stroop, abstração (Wisconsin Card Sorting Test - WCST) e set-shifting (Trail Making Test B e WCST) Effect size reduzido (0,2<d<0,5) Fluência verbal por letras
  10. 10. Neuropsicologia da doença bipolar Memória Effect size muito significativo Provas de aprendizagem verbal Effect size reduzido (0,2<d<0,5) Memória imediata (digit span)
  11. 11. Neuropsicologia da doença bipolar Provas de atenção: Na maior parte das provas de atenção e velocidade psicomotora os effect sizes com valores médios e na generalidade inferiores aos das provas de memória e funções executivas
  12. 12. Neuropsicologia da doença bipolar As alterações nas provas não são devidas a diferenças nos valores de Q.I. prémorbido ou aos anos de educação formal Os défices cognitivos na DBP são consistentes em todas as culturas/paises As alterações cognitivas na doença bipolar são devidas ao próprio curso da doença e/ou eventualmente aos efeitos de alguns medicamentos
  13. 13. Neuropsicologia da doença bipolar Existem defeitos cognitivos nas fases iniciais da doença e em parentes de primeiro grau de doentes bipolares Porém, actualmente ainda não se pode concluir que em doentes bipolares eutímicos, as alterações cognitivas possam representar marcadores de traço da doença.
  14. 14. Neuropsicologia da doença bipolar Efeito da medicação psicotrópica no desempenho cognitivo Estabilizadores do humor - sem evidência de significativas alterações (exceptúando discretas alterações causadas pelo Lítio que não são estatisticamente significativas) Em doentes bipolares sem medicação estabilizadora do humor, existem significativas alterações cognitivas. Antipsicóticos de nova geração - estudos em curso
  15. 15. Neuropsicologia da doença bipolar - Segundo os resultados da meta-análise de Robinson et al, 2006: na DBP, existe uma disfunção executiva selectiva mas não global - A relação entre a função executiva e a memória verbal não está bem estabelecida - As alterações da memória declarativa podem eventualmente ser secundárias à disfunção executiva selectiva que perturba a codificação e a evocação. As provas de memória verbal aplicadas baseiam-se na aprendizagem de listas que exige um grau de organização estratégica bastante sensível à disfunção executiva
  16. 16. Episódios depressivos e maníacos como factores de neurotoxicidade -Depressão prolongada - desregulação neuroquímica e hormonal provoca atrofia do hipocampo - Episódios maníacos - Hiperexcitabilidade préfrontal – disfunção neuronal por excitotoxicidade mediada pelo cálcio
  17. 17. Subgrupos de doentes bipolares com mais alterações no desempenho cognitivo Hiperintensidades da substância branca subcortical frontal (HSBSF), na RMN - pT2 (alteração de neuroimagem mais consistente na doença bipolar)  Pior prognóstico  Mais hospitalizações  Maior uso de antipsicóticos  Pior desempenho cognitivo ou funcional Des – Micro – Gliose mielinização enfartes
  18. 18. Subgrupos de doentes bipolares com mais alterações no desempenho cognitivo aterosclerose  Pior prognóstico  Mais hospitalizações  Maior uso de antipsicóticos A Hiper- Homocisteínemia  Pior desempenho cognitivo ou funcional como factor de risco demência depressão
  19. 19. Neuropsicologia da doença bipolar Qual o significado da disfunção executiva na doença bipolar? - alterações estruturais (macro ou micro) e funcionais da neuroanatomia do Córtex Préfrontal (CPF). -São frequentes e consistentes as alterações do CPF dorsolateral e da cíngula anterior - Estudos com imagem de difusão de tensão mostram alterações nos circuitos de substância branca préfrontais - Estudos recentes apresentam resultados preliminares de que a interrupção da comunicação entre as áreas préfrontais e outras estruturas cerebrais, pode explicar alguns sintomas afectivos como a desinibição, desatenção e impulsividade

×