Movimentos do século xix

3.539 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

Movimentos do século xix

  1. 1. MOVIMENTOS DOSÉCULO XIX:DESDOBRAMENTOS DOCAPITALISMOSocialismo e Anarquismo
  2. 2. Princípios básicos das principaiscorrentes de contestação aocapitalismo SOCIALISMO UTÓPICO SOCIALISMO CIENTÍFICO ANARQUISMO
  3. 3. Socialismo Utópico(romântico)Típico da França, na 1ª metade do século XIX A igualdade se dará através da bondade e justiçahumanas, de forma pacífica, aqueles que têm propriedadessaberão dividi-las com os que não as possuem. Crítica ao liberalismo econômico, sobretudo à livreconcorrência. Formação de comunidades auto-suficientes, onde oshomens, através da livre cooperação, teriam suasnecessidades satisfeitas. Organização, em escala nacional, de um sistema decooperativas de trabalhadores que negociaram, entre si, atroca de bens e de serviços. Atuação do Estado que, através da centralização daeconomia, evitaria os abusos típicos do capitalismo.A falta de embasamento científico leva a denominação paratal corrente de Utopia ou Romântica.
  4. 4. Principais seguidores e suasidéias: Charles Fourier: Propõe a criação de “Falanstérios” onde representantesdas diversas classes se reúnem, fazendo doações e contribuições erecebendo proporcionalmente ao que entregou. O trabalho no falanstérioé, sobretudo, agrícola. Robert Owen: Funda nos Estados Unidos uma organização chamada deNew Harmony, onde tenta, sem êxito, colocar suas idéias: menoresjornadas de trabalho, assistência social ao trabalhador e sua família, eparticipação do trabalhador nos lucros da empresa. Louis-Blanc: Sugere a criação, com interferência do Estado, de “OficinasNacionais” nas quais trabalhadores de um mesmo ramo trabalham juntospara se evitar a concorrência (Semelhança com as Corporações Medievais). Proudhon: Acredita que a melhoria no sistema capitalista, possibilitando aascensão sócio-econômica das classes inferiores que é o sistema ideal.Propôs a substituição dos mecanismos tradicionais de produção edistribuição por cooperativas onde “bônus de trabalho” substituem odinheiro. Saint-Simon: Apesar de defender a propriedade privada, pode serconsiderado um socialista, na medida em que sugere uma planificaçãorígida na economia, através da participação do Estado.
  5. 5. Socialismo Científico(Marxismo)Originário da Alemanha, sobretudo na segunda metade do século XIX. Karl Marx e Friedrich Engels são os seus nomes e autores das principaisobras: “O Manifesto Comunista” (1848) - “O Capital” (1867). Segundo o Socialismo Científico, a história do mundo sempre foi umahistória de luta de classes: na Antiguidade, nobres x escravos; na IdadeMédia, Srs. Feudais x Servos; na Idade Moderna, burguesia x proletários. Aorigem desses conflitos e diferenças está na propriedade: quem as possuiexplora e oprime que não as possui. Assim, o caminho para a igualdade declasses (Socialismo) está no fim da propriedade privada do meios deprodução e seu controle deve ser exercido apenas pelo Estado. Essaanálise histórica é conhecida como interpretação materialista da história.Segundo Marx e Engels, os bens materiais (ou seja, a infra-estrutura) deuma sociedade, determinam também as diferença na maneira de pensar eexpressar (ou seja, a superestrutura) de sociedade, daí a necessidade desuprimir os bens particulares para se atingir a igualdade plena. Outradoutrina Marxista, ainda dentro deste contexto, é o materialismodialético, que afirma ser a evolução da História dinâmica e eliminadoranaturalmente de suas contradições e injustiças. Dessa forma, a sociedadecapitalista “perversa e injusta”, dará lugar ao socialismo, com os governosoperários (“Ditadura do Proletário”) e este, no futuro, a uma sociedadeideal, igualitária (comunismo autêntico).
  6. 6. Diferente dos utópicos, essa corrente socialista prega uma passagem nãopacífica para o socialismo. As classes baixas, na luta pelos seusdireitos, devem, unidas através de uma Revolução do Proletário, tomaras propriedades burguesas e entregá-las para o controle doEstado, assumindo este, as funções de arrecadação e distribuição dosseus lucros. Neste sentido, acrescenta-se ainda como importante pontoda doutrina marxista, a necessidade de se eliminar a mais-valia parauma sociedade mais igual (Entende-se por mais valia, o lucro patronal: éa diferença entre aquilo que os trabalhadores efetivamenteproduzem, trabalho real, e aquilo que recebem, sob a forma de salário).O socialismo científico, como se nota, é uma crítica simultânea aocapitalismo e ao socialismo utópico. Suas idéias revolucionárias alteramprofundamente a história vindoura da humanidade. Tais pensamentosinspiram diversos movimentos políticos, econômicos e sociais, sendo oprimeiro deles com grande êxito, a Revolução Russa de 1917.
  7. 7. O Anarquismo Doutrina defensora da inexistência degovernos.Principais defensores: Bakunin e Kropotkin.Apregoam o Estado como a origem dos malesda sociedade e defendem a presença de“pequenas comunidades cooperativas desubsistência.”Atacam o capitalismo e também o socialismocientífico, uma vez que Marx admite o Estadoaté que se atinja a completa igualdadecomunista.
  8. 8. Desdobramentos A disseminação da Revolução industrial e a consolidação da ordemcapitalista, ao estimularem e aprofundarem a desigualdade social e aexploração, propiciam o desenvolvimento e a organização de ummovimento, teórico e prático, de contestação à ordem burguesa, comvistas à sua superação e à construção de uma nova ordem, mais justa eigualitária. O estudo e o entendimento dos caminhos e descaminhos trilhados poresses movimentos e organizações “anti-capitalistas” é de fundamentalimportância para a compreensão da sociedade em que se vive, uma vezque permite vislumbrar as várias possibilidades históricas que sãocolocadas, a cada momento, ante os olhos e para a ação dos váriossujeitos históricos que a compõem. Estudar também essahistória, portanto, é perceber, com maior profundidade, o movimentoconflituoso que possibilita a ação humana em sua concretude evariedade de possibilidades, e diversos caminhos existentes para queessa ação se efetive e se realize enquanto criadora do novo na história aser construída.

×