Origem da vida

6.904 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
8 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.904
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.153
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
366
Comentários
0
Gostaram
8
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Origem da vida

  1. 1. A ORIGEM DA VIDABIOLOGIA – PROFa. Marcia Marlise Pedroso
  2. 2. A ORIGEM DA VIDA PARTE I BIOGÊNESE X ABIOGÊNESE
  3. 3. Origem da vida• Até meados do séc. XIX, acreditava-se que seres podiam surgir espontaneamente da matéria não-viva.• Hoje, sabe-se que um ser vivo surge somente através da reprodução.• Biogênese versus abiogênese
  4. 4. ABIOGÊNESE X BIOGÊNESE- ABIOGÊNESE (GERAÇÃO ESPONTÂNEA) “força vital”* origem dos seres vivos da matéria não-viva* Aristóteles, Paracelso, Van Helmont* até o século XVII- BIOGENÊSE* todo ser vivo se origina de outro ser vivo pormecanismos reprodutivos* experimentos de Francesco Redi (1668) e LuisPasteur (1859)
  5. 5. Origem da vida• Defensores da • Defensores da abiogênese Biogênese Helmont  Redi Needham  Joblot Aristóteles  Spallanzani William Harvey  Louis Pasteur Isaac Newton René Descartes
  6. 6. Origem da vida• Jan Baptista van Helmont(1577-1644)“(...)coloca-se, num canto sossegado e pouco iluminado, camisas sujas. Sobre elas espalham-se grãos de trigo, e o resultado será que, em 21 dias, surgirão ratos.”
  7. 7. Origem da vida• Francesco Redi (1626-1697)• Um dos primeiros a empregar o método experimental• Uma das principais evidências da abiogênese era o aparecimento “espontâneo” de “vermes” em carne podre• Hipótese de Redi: “Os seres vermiformes que surgem na carne em putrefação são larvas, um estágio do ciclo de vida das moscas. As larvas devem surgir de ovos colocados por moscas, e não por geração espontânea a partir da putrefação da carne”
  8. 8. REDI (1668)
  9. 9. Origem da vida• Meados do século XVII: descoberta dos micróbios (Antonie van Leeuwenhoek) ao microscópio;• Hipótese da geração espontânea ganha força;• Os abiogenistas achavam que seres tão pequenos e simples como os micróbios não se reproduziam, surgiam por geração espontânea.
  10. 10. Origem da vida• Louis Joblot (1645-1723)• Em 1711, ferveu um caldo nutritivo à base de carne e repartiu-o entre duas séries de frascos: uns abertos e outros tampados com pergaminho• Após alguns dias, os frascos abertos estavam repletos de micróbios, enquanto os frascos tampados continuavam inalterados.• Conclusão de Joblot: Os micróbios surgiam de “sementes” provenientes do ar, e não por geração espontânea a partir do caldo
  11. 11. Origem da vida• John Needham (1713-1781)• Hipótese da geração espontânea ganha novo impulso• Colocou caldo nutritivo em diversos frascos, fervendo-os por 30 min e tampou os frascos com rolhas• Depois de alguns dias, os caldos estavam repletos de micróbios. Argumentou então que os seres presentes nos caldos surgiram por geração espontânea.
  12. 12. Origem da vida• Lazzaro Spallanzani (1729-1799)• Realizou experimentos semelhantes aos de Needham, mas obteve resultados diferentes• As infusões preparadas por Spallanzani, muito bem fervidas e cuidadosamente arrolhadas, continuaram livre de micróbios
  13. 13. NeedhamLazzaro Spallanzani
  14. 14. Origem da vida Needham versus Spallanzani• Argumento de Spallanzani: Needham não ferveu o caldo por tempo suficiente ou não vedou os frascos de forma eficiente;• Resposta de Needham: A fervura por tempo prolongado destruía a “força vital” presente no caldo;• Spallanzani: Ficou sem argumento e não conseguiu comprovar sua teoria através de experimentação.
  15. 15. Origem da vida• Em fins do século XVIII: descoberta do gás oxigênio e seu papel essencial à vida• Novo ponto de apoio para os abiogenistas, que argumentavam que o aquecimento prolongado e a vedação hermética excluíam o oxigênio necessário à geração espontânea e à sobrevivência dos seres.
  16. 16. Origem da vidaNova disputa travada entre biogenistas X abiogenistas• Abiogenistas: A presença de ar fresco era fundamental para a geração espontânea da vida• Biogenistas: O ar era a fonte de contaminação dos caldos• Em 1860 a Academia Francesa de Ciências: prêmio para quem apresentasse um experimento definitivo sobre essa questão
  17. 17. Origem da vida• Louis Pasteur(1822-1895)• Experiência nos Alpes – Pasteur Levou frascos de vidro fechados completamente contendo caldo nutritivo até as altitudes dos Alpes• Abriu os frascos para que os caldos ficassem expostos ao ar das montanhas; depois, foram novamente derretidos e fechados• De volta ao laboratório, verificou que apenas um 1 dos vinte frascos abertos nas montanhas havia se contaminado
  18. 18. Origem da vida• Argumento de Pasteur: O ar das montanhas continha muito menos “sementes” de organismos microscópicos do que o ar da cidade, onde qualquer frasco aberto sempre se contaminava• Na presença de membros da academia, quebrou o gargalo de alguns frascos, expondo os caldos ao ar da cidade; 3 dias depois, todos os frascos haviam sido contaminados• Comissão julgadora solicitou mais provas
  19. 19. Origem da vida• Os frascos com pescoço de cisne: novo experimento• Pasteur amoleceu os gargalos no fogo, esticando-os e curvando-os em forma de pescoço de cisne; em seguida ferveu os caldos até que saísse vapor pela extremidade dos gargalos• À medida que esfriava, o ar penetrava pelo gargalo, mas as partículas do ar ficavam retidas nas paredes do gargalo em forma de pescoço; Nenhum frasco se contaminou• Derrubada definitiva da hipótese da geração espontânea
  20. 20. PASTEUR (1859)pescoço de cisne
  21. 21. PASTEUR (1860)Confirmação da Biogênese
  22. 22. • Surgimento do processo de Pasteurização (Pasteur), utilizado até os dias de hoje;• François Appert: Aproveitou as experiências de Spallanzani e Pasteur e inventou a indústria de enlatados.
  23. 23. Exercício• Dentre os cientistas abaixo, aquele que foi defensor da biogênese é o A) Aristóteles B) Helmont C) Needham D) Spallanzani E) Albert Einstein
  24. 24. Exercício1.Needham I. Realizou experimentos com com caldos nutritivos e forte adepto da abiogênese2.Joblot II. Realizou o célebre experimento com frascos de pescoço de cisne III. Afirmou que os seres3. Louis Pasteur vermiformes que surgiam das carnes em putrefação eram larvas e não surgiam por geração espontânea4. Redi IV. Biogenista que realizou experimentos com caldos nutritivos
  25. 25. A ORIGEM DA VIDA PARTE II EVOLUÇÃO QUÍMICA / OPARINHIPÓTESES AUTOTRÓFICA E HETEROTRÓFICA
  26. 26. * CRIACIONISMO*PANSPERMIA CÓSMICA *EVOLUÇÃO QUÍMICA
  27. 27. 15 BILHÕES DE ANOS ATRÁS
  28. 28. SOL - 5 BILHÕES DE ANOS
  29. 29. TERRA – 4,5 BILHÕES DE ANOS
  30. 30. Condições Primitivas da TERRAINTENSA ATIVIDADE VULCÂNICA(teoria de Oparin, Huxley e Haldane)ATMOSFERA PRIMITIVA - Acúmulo de Vapor- Hidrogênio (H2) de água (H20) na- Metano (CH4) atmosfera- Amônia (NH3) - Descargas- Vapor de água (H20) elétricas
  31. 31. Condições Primitivas da TERRA- CHUVAS TORRENCIAIS- PROCESSO LENTO DE RESFRIAMENTO- FORMAÇÃO DOS MARES PRIMITIVOS- ACÚMULO DE MINERAIS E MATÉRIA ORGÂNICA- SOPA PRIMITIVA (Oparin & Haldane)
  32. 32. Condições Primitivas da TERRAREAÇÕES QUÍMICAS- descargas elétricas (tempestades); radiação UV; calor (crostaterrestre).- QUEBRA DE LIGAÇÕES QUÍMICAS E RECOMBINAÇÃO ATÔMICA- SÍNTESE DE MONÔMEROS (aminoácidos, glicose, ácidos graxos,etc)
  33. 33. FORMAÇÃO DE MOLÉCULAS ORGÂNICASAMINOÁCIDOS- unidades que formam as proteínasMACROMOLÉCULAS- proteínas, RNA, polissacarídeos, etc.COACERVADOS- aglomerados de proteínas envoltos por moléculas de água(origem dos primeiros sistemas isolados)
  34. 34. EXPERIMENTO DE MILLER & UREY (1953) atmosfera primitiva – presença de aminoácidos
  35. 35. Stanley Miller (1953) Obtenção de substâncias orgânicas a partir de elementos da atmosfera primitiva Deposição de compostos orgânicos
  36. 36. HIPÓTESE HETEROTRÓFICA era a + aceita SERES HETEROTRÓFICOS MUITO SIMPLESOBTENÇÃO DE ENERGIA: FERMENTAÇÃO ANAERÓBICA- matéria orgânica da sopa primitiva- quebra de moléculas e produção de ATPLIBERAÇÃO DE GÁS CARBÔNICO (CO2)REPRODUÇÃO: AUTO-REPLICAÇÃOProblema: As molec org. eram consumidas maisrápidas do que sua formação...
  37. 37. HIPÓTESE AUTOTRÓFICA é hoje a + aceitaSERES AUTOTRÓFICOS (QUIMIOLITOAUTOTRÓFICOS)OBTENÇÃO DE ENERGIA: QUEBRA DE MOLEC.INORG.eprodução de subst. Alimentares- A quantidade de molec. Org. não seria o suficiente;- aproveitavam a energia liberada das molec. Inorg.- produziam subst. alimentares e as quebravam =produção de ATP (EX. ARQUEAS)FeS +H22 S FeS2 + H2 + energiaLIBERAÇÃO DE GÁS HIDROGÊNIO (H2)REPRODUÇÃO: AUTO-REPLICAÇÃO
  38. 38. HIPÓTESE AUTOTRÓFICA é hoje a + aceitaSegundo esta hipótese teriam surgidoposteriormente aosquimiolotoautotróficos fermentação seres fotossintetizantes eseres aeróbios.
  39. 39. HIPÓTESE AUTOTRÓFICA é hoje a + aceitaA atividade fotossintética produziu e acumulouO2 na atmosfera, criando condições para osurgimento dos primeiros seres aeróbicos, alémda formação da camada de ozônio.fermentação Glicose álcool + 2CO2 + 2ATPfotossíntese 6CO2 + 6H2O + luz glicose + 6O2respiração Glicose + 6O 6CO2 + 6H2O + 38ATP 2 aeróbica
  40. 40. SERES FOTOSSINTETIZANTES- ALTA COMPETIÇÃO NO MEIO- CAPACIDADE DE CAPTAR ENERGIA SOLAR( A PARTIR DA SÍNTESE DE CLOROFILA)- USO DO CO2 PARA NUTRIÇÃO- OBTENÇÃO DE ENERGIA: FOTOSSÍNTESE- LIBERAÇÃO DE OXIGÊNIO (O2) NA ÁGUA E ATMOSFERA
  41. 41. SERES AERÓBIOS- AUTOTRÓFICOS E HETEROTRÓFICOS- OBTENÇÃO DE ENERGIA: RESPIRAÇÃO CELULAR- OXIGÊNIO (O2) LIVRE NA ÁGUA E ATMOSFERA- MAIS EFICIENTE QUE A FERMENTAÇÃO- MAIS ENERGIA = MAIOR DIFERENCIAÇÃO CELULAR- NÚCLEOS INDIVIDUALIZADOS E ORGANELAS
  42. 42. ATMOSFERA OXIDANTE- OXIGÊNIO ACUMULADO = CAMADA DE OZÔNIO- RETENÇAO DOS RAIOS UV = EVOLUÇÃO BIOLÓGICA
  43. 43. A ORIGEM DA VIDA PARTE IIIA ORIGEM DA CÉLULA EUCARIONTE
  44. 44. TEORIA DE ROBERTSONCélulas procariontes teriam desenvolvido evaginaçõesda membrana (aumento da superfície) que formaramas estruturas endomembranosas, dando origem àscélulas eucariontes.
  45. 45. LYNN MARGULIS (Teoria Endossimbiótica)Mitocôndrias e cloroplastos eram organismos livres(procariontes) que passaram viver no interior dede outros organismos (unicelulares) numa relaçãomutualística (endossimbiose).
  46. 46. É ISSO AÍPESSOALVAMOSESTUDAR:LEMBRE-SE:ENQUANTOVOCÊ ESTÁ“MOSCANDO”TEM SEMPRE UMCONCORRENTEESTUDANDO!!!

×