Trabalho final

738 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
738
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
68
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho final

  1. 1. Educar para a Sexualidade Auto-conceito|Auto-estima Mafalda Branco e Vera Sardo Curso de Formação Educação Sexual e a Formação de Professores/as em Género e Família Universidade de Aveiro, Junho de 2011
  2. 2. QUESTÃO DE ESTUDO <ul><li>Como contribuir para a aceitação da diversidade de comportamentos e de personalidades? </li></ul>
  3. 3. OBJECTIVOS <ul><li>Desenvolver a compreensão da importância dos sentimentos na construção da sexualidade </li></ul><ul><li>Levar os alunos a tomarem consciência da sua individualidade </li></ul><ul><li>Fomentar a expressar de sentimentos e opiniões </li></ul><ul><li>Promover o respeito pelos sentimentos e pelas decisões dos outros. </li></ul>&quot;O sucesso é ir de fracasso em fracasso sem perder o entusiasmo.&quot; ( Sir Winston Churchill )
  4. 4. <ul><li>“ A sexualidade é </li></ul><ul><li>todo o nosso ser.” </li></ul><ul><li>(Merleau Ponty, 1975) </li></ul>
  5. 5. “ É curioso como não sei dizer quem sou. Quer dizer, sei-o bem, mas não posso dizer.” Clarice Lispector
  6. 6. “ EU SOU E FAÇO SEMPRE ASSIM”
  7. 7. “ JOGO DAS APARÊNCIAS”
  8. 8. “ JOGO DAS APARÊNCIAS” Objectivos Demonstrar como estereótipos e interpretações subjectivas interferem na comunicação e percepções sobre outra pessoa. Material Balões, papéis, PC com colunas (para música) Descrição Cada aluno escreve num papelinho 3 características pessoais. A seguir, dobram o papel e colocam-no dentro de um balão. Cada aluno enche o seu balão e, quando estiverem cheios, devem ser todos jogados para cima, ao mesmo tempo e ao som de música animada. Quando a música parar, cada um pega o balão que estiver à sua frente e estoura-o. Finalmente, cada um lê o papel que encontrou dentro do balão e tenta identificar a pessoa que tem as características descritas.
  9. 9. “ COLAGEM”
  10. 10. “ COLAGEM” Objectivos <ul><li>Analisar características pessoais; </li></ul><ul><li>Aumentar a auto-confiança; </li></ul><ul><li>Fomentar o respeito pelas diferenças pessoais; </li></ul><ul><li>Encorajar os alunos a identificar e a apreciar as qualidades dos outros. </li></ul>Material Revistas, papel de lustro, autocolantes vários, cartolinas, tesouras, cola… Descrição Divide-se a turma aleatoriamente em grupos de 4 e dá-se o material. A divisão dos grupos pode ser feita através de uma “salada de fruta”. Cada grupo deve fazer um painel onde se destaquem os aspectos positivos de cada elemento. Ninguém deve ser deixado de fora. No final, faz-se uma exposição na sala dos diferentes cartazes e, em grande grupo, fala-se sobre o que foi mais difícil e o que mais os surpreendeu descobrir. Esta exposição pode ser alargada à escola.
  11. 11. “ TU ÉS PARA MIM…”
  12. 12. “ TU ÉS PARA MIM” Objectivos <ul><li>Promover o diálogo e a expressão de afectos na família. </li></ul><ul><li>Contribuir para o envolvimento da família nas actividades de Educação Sexual da escola. </li></ul>Material Folhas em branco Descrição Cada aluno escreve no início de uma folha em branco “Tu és para mim…”. Em casa, entregará essa folha aos pais (ou aos tutores) para que completem com aquilo que sentem em relação ao(à) filho(a). Pede-se que sejam apenas referidas emoções/ características positivas. Na aula seguinte pede-se aos alunos que partilhem a experiência e o que sentiram em relação ao que os pais escreveram sobre si.
  13. 14. BIBLIOGRAFIA <ul><li>Frade, A. et al. (2001 ). Educação Sexual na Escola . Lisboa: Texto Editora. </li></ul><ul><li>Jares, X. (2007). Técnicas e Jogos Cooperativos para Todas as Idades . Porto: Edições ASA. </li></ul><ul><li>López, Félix e Antonio Fuertes. (1999). Para Compreender a Sexualidade . Lisboa: APF. </li></ul><ul><li>Pereira, M.M. e Freitas, F. (2001). Educação sexual – Contextos de sexualidade e adolescência . Porto: Edições ASA. </li></ul><ul><li>Pinto, A. (2003). Interagir – Técnicas de Animação . Porto: Edições Salesianas. </li></ul><ul><li>Sanders, P. e Swinden, L. (1995). Para me conhecer. Para te conhecer … Lisboa: APF. </li></ul>

×