Lucas Nápoli - A Doença Psicossomática Não Existe

20.944 visualizações

Publicada em

Apresentação de slides da conferência proferida pelo psicólogo e psicanalista Lucas Nápoli no I Colóquio de Psicologia, promovido pela Universidade Vale do Rio Doce (Univale) no dia 25 de junho de 2012.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
20.944
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
17.239
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
117
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lucas Nápoli - A Doença Psicossomática Não Existe

  1. 1. 1
  2. 2. Lucas Nápoli Psicólogo/PsicanalistaMestre em Saúde Coletiva (UFRJ) 2
  3. 3. Origem do termo “psicossomática”• A expressão “psicossomática” foi utilizada pela primeira vez pelo médico alemão J. C. Heinroth (1773-1843) em 1818. Heinroth investigava a influência das paixões sobre a tuberculose, a epilepsia e o câncer. 3
  4. 4. Definição vulgar de doença psicossomática• Enfermidade cujos sintomas físicos são causados por elementos de ordem psicológica. FATORES SINTOMAS CAUSAM PSÍQUICOS SOMÁTICOS 4
  5. 5. O que são sintomas somáticos?• Sintomas somáticos são diferentes de queixas somáticas. Os primeiros pressupõem a existência de uma lesão, ou seja, de uma alteração anatômica e/ou fisiológica. SINTOMA QUEIXAS SOMÁTICOS SOMÁTICAS 5
  6. 6. A histeria é um exemplo de doençaque apresenta queixas somáticas, mas não sintomas somáticos.Histeria 6
  7. 7. A noção de doença psicossomática pressupõe a interação entre duasdimensões que antes estariam separadas: o PSÍQUICO e oSOMÁTICO. De onde vem essa separação? 7
  8. 8. Dualismo cartesiano• Há dois tipos de coisas no mundo: COISAS MENTAIS, COISAS PSICOLÓGICAS, MATERIAIS, DA ORDEM DO FÍSICAS, PENSAMENTO CORPORAIS, SOMÁTICAS 8
  9. 9. Dualismo cartesiano SÓ PODE PRODUZIR Evento EFEITOSpsicológico PSICOLÓGICOS SÓ PODE PRODUZIREvento EFEITOS físico FÍSICOS 9
  10. 10. Medicina moderna (biomedicina) SÓ É Efeito PRODUZIDO Eventos físicos: POR vírus, físico: bactérias, má alimentação, sintoma intoxicaçõessomático etc. 10
  11. 11. E quando ocorremcasos em que não é possível identificarnenhum fator causal físico? 11
  12. 12. Medicina moderna (biomedicina) EventoDOENÇAS FÍSICAS físico: ? 12
  13. 13. Psicossomática Evento psicológicoDOENÇAS FÍSICAS 13
  14. 14. Quando choramos estamos tendo uma reação psicossomática? 14
  15. 15. Quando “suamos frio” nos momentosde medo, estamos tendo uma reação psicossomática? 15
  16. 16. 16
  17. 17. Se adotássemos a definição vulgar de doençapsicossomática, poderíamos responder a todas essas perguntas com um sonoro: “SIM!” 17
  18. 18. TRISTEZA CHORO MEDO SUOR FRIOPENSAMENTOS EREÇÃO ERÓTICOS 18
  19. 19. Será, de fato, que a tristeza é CAUSA do pranto; o medo CAUSA da sudorese e ospensamentos eróticos CAUSA da ereção? Não seriam TODOS apenas EFEITOS? 19
  20. 20. TÉRMINO TRISTEZA DE UMNAMORO CHOROAMEAÇA MEDO DEMORTE SUOR FRIOVISÃO DE PENSAMENTOS UMA ERÓTICOSMULHER NUA EREÇÃO 20
  21. 21. EFEITOS PSICOLÓGICOSEXPERIÊNCIA EFEITOS FÍSICOS 21
  22. 22. Quando se supõe a existência da doença psicossomática: EFEITOS PSICOLÓGICOS EVENTO DOENÇA PSICOSSOMÁTICA 22
  23. 23. Portanto, para que não seconsidere EFEITOS psicológicos como CAUSAS de sintomas físicos, é preciso admitir que qualquer experiência, ao nos afetar, sempre produzirá efeitos psicológicos e físicos. 23
  24. 24. EXPERIÊNCIA EFEITOS PSICOLÓGICOS Faceta psicológica Faceta física EFEITOS FÍSICOS 24
  25. 25. Nessa nova proposta, como a doença psicossomática poderia ser explicada? 25
  26. 26. Ela não PRECISARIA ser explicada simplesmente porqueessa categoria passaria a não mais existir! 26
  27. 27. Se toda experiência possui uma faceta psíquica e outra física e sempre produzefeitos psíquicos e somáticos, logo TODA DOENÇA PODE SER VISTA SEMPRE COMO PSICOSSOMÁTICA. 27
  28. 28. Minhas inspiraçõesBenedictus de Spinoza Georg Groddeck(filósofo do séc. XVII) (médico e psicanalista ) 28
  29. 29. Benedictus de Spinoza• Diferentemente de Descartes, Spinoza admitia uma única substância com infinitas facetas, entre elas a psíquica e a física. “... a mente e o corpo, são um único e mesmo indivíduo, concebido ora sob o atributo do pensamento, ora sob o da extensão.” (SPINOZA, Ética, escólio da prop. 21 da p. II) 29
  30. 30. Georg Groddeck• Viveu e atuou como clínico geral e praticante da psicanálise entre o final do século XIX e meados do século XX;• Foi o pioneiro na aplicação da psicanálise como método de tratamento para doenças orgânicas;• Reconhecia o aspecto simbólico e os ganhos subjetivos presentes em toda doença. 30
  31. 31. Georg Groddeck• “O corpo é algo morto, portanto não pode adoecer [...] Não sei se existe uma alma, uma psique independente e imaterial, ainda não travei conhecimento com um ser dessa natureza. [...] Talvez haja algo semelhante. Mas com toda a certeza esses espíritos, se existirem, não podem ficar doentes no nosso sentido humano, pois para tanto é preciso o corpo.” (GRODDECK, Sobre o absurdo da “psicogênese”) 31
  32. 32. 32
  33. 33. CONTATO Email:lucas.napoli@ig.com.br Site:www.lucasnapoli.com Boa noite! 33

×