Auto perdão = felicidade sem culpa

2.260 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.260
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
70
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
129
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Auto perdão = felicidade sem culpa

  1. 1. AUTO-PERDÃO
  2. 2. Reencarnação Canteiro Semeadores
  3. 3. Cultivamos o culpismo, devido ao remorso de não ter plantado as flores que deveríamos, simplesmente nos condenamos a deitar e rolar no espinheiro para nos punirmos, tentando aliviar a consciência de culpa. Cultivamos o desculpismo, começamos a dizer que foi o vento que trouxe as sementes de espinhos, que não temos nada a ver com isso, etc. Buscamos a ação responsável, ao perceber o espinheiro, assumimos tê-lo plantado e arrependemo-nos do fato. Percebemos que as sementes das flores continuam em nossas mãos e que podemos começar a plantá-las.
  4. 4. Reflitamos sobre as três atitudes:  De que adianta cravar os espinhos plantados na própria carne?  Por que aumentar o sofrimento?  Por acaso os espinhos diminuem quando agimos assim?  A verdade é que não. De nada adianta.  Este é o mecanismo dos que nos afundamos na culpa e deixamos que ela comande nossas vidas.
  5. 5.  Os que fingimos que o espinheiro não tem nada a ver conosco, apenas estamos postergando o despertar da consciência.  Agindo assim, muitas vezes continuamos plantando mais e mais espinhos, fazendo com que o estrago fique cada vez maior.  O hábito de sempre encontrar desculpas e justificativas para todas nossas ações tem caráter doentio e precisa de atenção imediata de nossa parte.  O ego, em fuga desastrosa, procura justificar os erros mediante aparentes motivos justos.  Tal costume degenera todo senso moral e pode nos levar a desequilíbrios psicológicos seriíssimos.
  6. 6. A última opção, a da ação responsável, é caminho seguro. É uma atitude proativa, pois ao assumir a responsabilidade pelos espinhos plantados, arrependemo-nos e buscamos substituí-los pelas flores. Sempre que cometermos erros, procuremos nos auto perdoar, atendendo à proposta da ação responsável, que troca o peso da culpa pela carga educativa da responsabilidade.
  7. 7. • Redação do Momento Espírita • Com base no cap. 3 da obra Psicoterapia à luz do Evangelho de Jesus Alírio de Cerqueira Filho,
  8. 8. culpa • O sentimento de culpa é o apego ao passado, é uma tristeza por não termos sido como deveríamos ter sido, é uma tristeza por termos cometido algum erro que não deveríamos ter cometido.
  9. 9. • Na culpa, dividimo-nos em duas pessoas: Uma real, má, errada, ruim, e uma ideal, boa, certa e que tortura a outra. Dentro de nós processa-se um julgamento em que o Eu ideal, imaginário, é o juiz e o Eu real, concreto, humano, é o réu. O Eu ideal sempre faz exigências impossíveis e perfeccionistas
  10. 10. • Todas as criaturas cometem erros de maior ou menor gravidade, alguns dos quais são arquivados no inconsciente, antes mesmo de passarem por uma análise de profundidade em torno dos males produzidos, seja de referência à própria pessoa ou a outrem. • Cedo ou tarde, ressumam de maneira inquietadora, produzindo mal-estar, inquietação, insatisfação pessoal, em caminho de transtorno de conduta
  11. 11. Essa forma inadequada de agir a nossos erros abre porta para muitas consequências graves, e às vezes maiores que o próprio erro em si. ◊ Estado íntimo de desconforto e desassossego permanente; ◊ Torturante sensação de perda de controle sobre a existência. ◊ Baixa tolerância à frustação; ◊ Ansiedade de origem ignorada; ◊ Medos incontroláveis de situações irreais; ◊ Irritações sem motivos claros; ◊ Angústia perante o porvir com aflição e sofrimento por antecipação. ◊ Excesso de imaginação ante fatos corriqueiros da vida; ◊ Descrença no esforço de mudança e nas tarefas doutrinárias.
  12. 12. Depressão • Sentimento de culpa inconsciente – pessoas muito boazinhas que trazem sentimentos de culpa de vidas passadas e não sabem dizer NÃO. • Sentimento de culpa = É o maior plug para desenvolver a instalação da obsessão ou pior que isto a auto-obsessão. É a própria pessoa se flagelando.
  13. 13. Tormentos da Obsessão Espíritos que chegam no mundo espiritual como se fossem múmias enrolados em suas culpas e remorsos. Inclusive trabalhadores ESPÍRITAS
  14. 14. Existem até hoje padres que se AUTO flagelam, acreditando que estão agradando a Deus, e nós perguntamos como no século XXI ainda existe este tipo de comportamento? Mas, será que nós não fazemos o mesmo quando desenvolvemos o SENTIMENTO DE CULPA? COM NOSSO REMORSO PARALIZANTE? COM NOSSO PERFECCIONISMO? COM NOSSO ORGULHO? COM NOSSA PRESSUNÇÃO...
  15. 15. No entanto… • NÃO É A INTENSIDADE DA DOR QUE EDUCA E SIM O ESFORÇO DE APRENDER A AMENIZÁ-LAS.
  16. 16. Qual o motivo que eu faço a caridade? Por medo umbral? Para ganhar bônus hora? Para falar para os outros? Para amortecer nosso ego?
  17. 17. • Espíritas que acham que estão fazendo o bem, mas o fazem por qual motivo? Obrigação? Prazer? Dedicação? Necessidade?  Dependência? Desencargo de consciência?  Amor? Orgulho?
  18. 18. Queremos ser ‘anjos’, antes de nos humanizar...
  19. 19. Joanna de Angelis Médium Divaldo franco • Uma das grandes fontes de autoagressão vem da busca apressada de perfeição absoluta, como se todos devêssemos ser deuses ou deusas de um momento para outro. Aliás, a exigência de perfeição é considerada a pior inimiga da criatura, pois leva a alma a uma constante hostilidade contra si mesma, exigindo-lhe capacidades e habilidades que ela ainda não possui.
  20. 20. Livro dos Espíritos – questão - 192 Pode alguém, por um proceder impecável na vida atual, transpor todos os graus da escala do aperfeiçoamento e tornar-se Espírito puro, sem passar por outros graus intermédios? "Não, pois o que o homem julga perfeito longe está da perfeição. Há qualidades que lhe são desconhecidas e incompreensíveis. Poderá ser tão perfeito quanto o comporte a sua natureza terrena, mas isso não é a perfeição absoluta.
  21. 21. A culpa se estrutura nas crenças antigas do “pecado” irreparável e nos alicerces do perfeccionismo.
  22. 22. ORGULHO PERFECCIONISMO • Nos fantasiamos de heróis ou de super criaturas, não compreendendo que pertencemos a raça humana, que temos dificuldades e pontos fracos, e que estamos aprendendo lições comuns e vivendo situações apropriadas as nossas forças e evolução.
  23. 23. A vida PERFEITA é uma impossibilidade • Lições a serem aprendidas: Há limites em nosso grau evolutivo; Não teremos todas as respostas para o que acontece; Aceitar que somos passíveis de falhas e enganos. Abandonar o complexo de onipotência.
  24. 24. AUTO - PERDÃO
  25. 25. Auto -perdão • Ele respondeu: Amarás ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, de toda a tua alma e de todo o teu entendimento. Esse é o primeiro e o maior mandamento. O segundo é semelhante a esse: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Desses dois mandamentos dependem toda a Lei e os Profetas... Mateus 22:37-40
  26. 26. • Perdoar-nos é não importar-nos como o que fomos, pois a renovação está no instante presente; o que importa é como somos hoje e qual é nossa determinação de buscar nosso progresso espiritual.
  27. 27. Autocondescência • Ah, mas coitado de mim, eu não podia fazer diferente. • A culpa é do outro • O outro que não facilitou, • O outro que não teve boa vontade, • O outro que exige demais... • PSEUDO-AUTOPERDÃO Autoperdão • É assumir quem você é. Nem melhor nem pior que ninguém. Não tem julgamento. • É um adeus ao passado. • É a libertação da ditadura auto-imposta que se acredita vir de fora. • É parar de desejar de ser perfeitos e não nos perdoarmos por não sermos. • AUTO – ACEITAÇÃO
  28. 28. “Reconhece-se o verdadeiro espírita pela sua transformação moral, e pelos esforços que faz para domar suas más inclinações". (Allan Kardec, Evangelho Seg.Esp., XVII, 4)
  29. 29. Livro Espíritos –Questão 1000 - Já desde esta vida poderemos ir resgatando as nossas faltas? • “Sim, reparando-as. Mas, não creiais que as resgateis mediante algumas privações pueris, ou distribuindo em esmolas o que possuirdes, depois que morrerdes, quando de nada mais precisais. • “Só por meio do bem se repara o mal e a reparação nenhum mérito apresenta, se não atinge o homem nem no seu orgulho, nem no seus interesses materiais.
  30. 30. • Muitos males são ao próprio indivíduo feitos, produzindo remorso, vergonha, ressentimento, sem que haja coragem para revivê-los e liberar-se dos seus efeitos danosos.
  31. 31. AUTOPERDÃO Eu me perdoo pelos erros cometidos, Eu me perdoo por não ser perfeito, Eu me perdoo pela minha natureza humana, Eu me perdoo pelas minhas limitações, Eu me perdoo por não ser onipotente, Eu me perdoo por não ter todo o conhecimento e as ciências existentes, Eu me perdoo...
  32. 32. Sem ansiar pela grandeza das estrelas, AMA-TE na condição de singelo vaga-lume que esforça por fazer luz na noite escura…
  33. 33. EVANGELHO = BOA NOVA = BOA NOTICIA!!

×