Em Que Estou melhorando

1.839 visualizações

Publicada em

Apresentação sobre reforma íntima.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.839
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
100
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Em Que Estou melhorando

  1. 1. Em que estou melhorando?<br />“Porque não faço o bem que quero, mas o mal que não quero esse faço”<br />Paulo de Tarso – Romanos, 7:19<br />Expositor: Daniel<br />Fundamentação: Obras da Codificação e o livro Reforma Íntima<br />
  2. 2. Erramos por ignorância;<br />Erramos intencionalmente;<br />Erramos e reconhecemos o nosso erro;<br />Erramos, reconhecemos o nosso erro e nos arrependemos;<br />Esforçamo-nos para não errar e quando erramos nos arrependemos rapidamente;<br />Não nos permitimos errar mais e quando somos agredidos tiramos por menos.<br />Vamos analisar as seguintes opções em situação de conflito:<br />
  3. 3. ... em relação a mim mesmo<br />... em relação ao próximo mais próximo (família)<br />... no meu trabalho<br />... com os vizinhos<br />... com as pessoas em geral<br />... na Casa Espírita<br />... etc.<br />em que estou melhorando?<br />
  4. 4. Não queremos ser mais quem fomos,<br />mas ainda não somos quem queremos ser.<br />Então quem somos? <br />Situação de indefinição...<br />
  5. 5. <ul><li>Corpo, profissão, relações, afetos e mesmo os sucessos do caminho são abalados pela diminuição da alegria e do encanto diante dessas “provas de ajustamento”.
  6. 6. Precisamos ter noções claras sobre as conquistas interiores para que possamos ter motivação no nosso processo de renovação.
  7. 7. Reencarnação é renovação – temos um corpo novinho e os nossos sentimentos?</li></ul>...gera uma profunda não aceitação com tudo na vida<br />
  8. 8. L.E. 919 – Qual é o meio mais prático e mais eficiente para aperfeiçoar-se nesta vida, resistindo a tentação do mal? – Conhece-te a ti mesmo (Sócrates)<br />Santo Agostinho – O conhecimento de si mesmo é, portanto, a chave do desenvolvimento individual.<br />Autoconhecimento - através das luzes de imortalidade que se espraia dos fundamentos espíritas;<br />Mapa de como chegar ao “eu verdadeiro”, à consciência - essa viagem não pode ser feita somente com o mapa, necessita de suprimentos morais preventivos e fortalecedores, necessita de uma ética de paz consigo próprio;<br />Somente se conhecer não basta - é necessário nos aceitarmos como somos para não cairmos nas garras de perigosas ameaças nessa “viagem de retorno a Deus”;<br />Perigosas ameaças - a culpa, a autopunição e a baixa auto-estima, as quais estabelecem o clima psicológico do martírio.<br />
  9. 9. Não ser o que gostaríamos...<br />é o mais alto preço tributado por nós que optamos pelos descaminhos do egoísmo;<br />é a maior tormenta para todos os que almejam a melhoria de si próprios.<br />L.E. 913 – Dentre os vícios, qual é o que pode ser considerado o pior? – O egoísmo – dele deriva todo o mal.<br />
  10. 10. O mesmo Paulo de Tarso que declarou na angústia de suas lutas (...) o mal que não quero esse faço, mais adiante, calejado pelas esfregas educativas compreendeu a importância que tinha para os ofícios do bem ao afirmar: “(...) não sou digno de ser chamado apóstolo (...) mas pela graça de Deus sou o que sou”.<br />“Amai ao próximo como a si mesmo” Jesus<br />
  11. 11. Reforma íntima não e ser contra nós. Não é reprimir e sim educar.<br />A palavra educação, que vem do latim educere, significa tirar de dentro para fora. Renovar é extrair da alma os valores divinos que recebemos quando fomos criados.<br />Fazer brilhar a centelha divina que está dentro de nós desde a nossa criação. A luz que provém do Espiritismo não deve vir de fora para dentro de nós e sim de dentro de nós para fora.<br />A lei estabelece a morte do pecado e não do pecador<br />
  12. 12. Reforma íntima não é exterminar o mal em nós, e sim fortalecer o bem que está adormecido na consciência.<br />À luz dos princípios universais das Leis Naturais, que não existe morte ou extinção, e sim transformação. Jamais matamos o “homem velho”, podemos sim conquistá-lo, renová-lo, educá-lo.<br />Não eliminamos nada do que fomos um dia, transformamos para melhor. Ao invés de ser contra o que fomos, precisamos aprender uma relação pacífica de aceitação sem conformismo a fim de fazer do “homem velho” um grande aliado no aperfeiçoamento.<br />“Matar o homem velho”, “Extinguir sombras”, “vencer o passado”<br />
  13. 13. Postura de aprendiz – jamais perder o interesse em buscar o novo;<br />Observação de si mesmo - é o conhecimento das nossas emoções, o não julgamento e a auto-avaliaçãoconstante;<br />Renúncia - seletividade dos ambientes e costumes, ampliando-se também ao terreno das opiniões pessoais;<br />Aceitação da sombra – aceitação da nossa realidade presente, dando novo aproveitamento a tudo que conquistamos, inclusive nossos erros;<br />Auto-perdão – postura de perdão às faltas que cometemos, mas que gostaríamos de não cometer mais;<br />Cumplicidade com a decisão de crescer- dedicação e serviço continuado a cada instante da nossa vida, onde estivermos;<br />Desapego das coisas materiais – “o amor aos bens terrenos constitui um dos mais fortes óbices ao vosso adiantamento moral e espiritual” (Lacordaire – E.S.E.); <br />Sugestões para instauração das linhas éticas no processo autotransformador:<br />
  14. 14. Vigilância – é a atitude de cuidar da vida mental;<br />Oração – é a terapia da mente, sairmos de nós para entrarmos em Deus;<br />Trabalho - dar utilidade a cada momento dos nossos dias;<br />Tolerância – há tempo para tudo e tudo tem seu momento. Complacência conosco para que haja mais resultados satisfatórios, ou seja, mas caridade com nossos esforços;<br />Amor incondicional - aprender a gostar de si mesmo, independente do que fizemos no passado e do que queremos ser no futuro;<br />Socialização - edificação de laços de afeto nos grupamentos humanos, no intuito de fixarmos na intimidade as mensagens do evangelho e do bem universal;<br />Caridade - é o “dínamo de sentimentos nobres”. <br />Sugestões para instauração das linhas éticas no processo autotransformador:<br />
  15. 15. O objetivo do projeto de mudança espiritual é tornar o homem mais feliz e integrado à sua divina tarefa perante a vida;<br />Compreender que é um binômio corpo-alma, que tem um destino, a perfeição, e que a vida na Terra é um aprendizado são as lições que lhe permitirão romper com os estreitos limites da visão materialista;<br />Já nos encontramos dispostos a transformar o mal e a construir o bem que pudermos. Existe um melhor recomeço do que esse?<br />A reforma íntima solicita fazer de nossas vidas um projeto. Um projeto de cumplicidade e amor!<br />Para finalizarmos é bom entendermos que:<br />

×