Retribuir o mal com o bem

4.721 visualizações

Publicada em

Retribuir o mal com o bem
Pagar o mal com o bem

Publicada em: Espiritual
2 comentários
23 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.721
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
2
Gostaram
23
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Retribuir o mal com o bem

  1. 1. Tendes ouvido o que foi dito: Amarás aoteu próximo e aborrecerás ao teu inimigo.Mas eu vos digo: Amai os vossos inimigos,fazei bem ao que vos odeia, e orai pelos quevos perseguem e caluniam, para serdesfilhos de vosso Pai, que está nos céus, oqual faz nascer o seu sol sobre bons e maus,e vir chuva sobre justos e injustos
  2. 2. Compaixão é enxergar o sofrimento do outro,mesmo quando estamos em meio aos nossospróprios problemas.Por trás das palavras candentes que te magoam,comumente existe um coração avinagrado pelacarência de amor, suplicando apoio afetivo.Seja você quem ama , seja você quem perdoa!
  3. 3. O que pode interferir negativamente ?Passos degraus gradativo –O perdão é uma viagem!Nos dias atuais, torna-se trabalhoso resistir àsprovocações alheias, tendo em vista o cultivocrescente de nossa personalidade e fatalmente denosso orgulho.HUMILDADE
  4. 4. O que pode interferir negativamente ?Laços anteriores ;Planetas de provas eexpiações
  5. 5. EvoluçãoSe revidas o mal és igual aoofensor; se perdoas, estás emmelhor condição; mas seperdoas e amas aquele que temaltratou, avanças emmarcha pela rota do bem.“O perdão beneficia aqueleque perdoa, por propiciar-lhe paz espiritual, equilíbrioemocional e lucidez mental.”“O perdoado é alguém emdébito; o que perdoou éespírito em lucro. ”
  6. 6. Não é possível amarmos os outros sem antesdesenvolvermos a atitude do autoperdão.Nós começamos nos autoperdoamos paradepois perdoamos ao proximo.Como é possivel fazer isso?
  7. 7. •Arrependimento•Expiação•ReparaçãoAutoperdão•Autojulgamento•Autocondenação•AutopuniçãoCulpa
  8. 8. AutoperdãoEstá relacionado àcapacidade e dificuldadeque cada um tem de seamar e se aceitar.Quando não conseguimosamar a nós mesmos, nãoconseguiremos amar osoutros → quando nãoconseguimos nos perdoar,não conseguiremosperdoar os outros
  9. 9. Sermos amorosos conosco mesmos e dar-nos outrasoportunidades.É um processo de reconhecer a verdade, assumir aresponsabilidade, reconhecer os sentimentos quemotivaram determinados comportamentosPerdoar a si mesmo exige completa honestidade.Nunca julgar situações do passado com valores dopresente → tudo muda.
  10. 10. Perdoar não é esquecer;Relembrar o fato aumenta a nossa ferida ;O apego à ofensa propicia ao ofendido a oportunidadede carregar sozinho a chaga em que ela se constitui.“Perdoar é bom para quem perdoa.”
  11. 11. ExercíciosAuto-exame → dificilmente uma agressão é resultado de atitudeunilateral.Ser tolerante com a nossa condição e, dos outros, de seres em construção.Fortalecer ao auto-amor para promover o auto-perdão.Reconhecer em nós e nos outros seres perfectíveis a caminho na direçãodo Criador.
  12. 12. Entender o agressor como instrumento de provaConsiderar a impessoalidade da ofensa → sentir agredido por quem nemmesmo se dá conta do mal que fez.Entender o ofensor como enfermo → amargando as dores do mundo,todos tendem ao descontrole momentâneo.Tomar o ofensor como ignorante → desconhecedor das Leis de Causa eEfeito.
  13. 13. Juízo verdadeiro :exercido compaixãoCompreender aignorância de quem errae permite que o erro sejareparado.Como agimos quandoerramos?
  14. 14. O COMPANHEIRO Em casa ele pode sechamar “pai ” ou “filho” ,no caminho pode chamar-se “amigo” ou“companheiro de ideal”. Se o eterno encaminhouao seu ambiente umcompanheiro menosdesejável, tem compaixãoe ensina sempre.
  15. 15. A FACE ESSENCIAL O grande chamado deJesus é para evidenciaro perdão, para nãorevidarmos na força daviolência, para nosesforçarmos nacompreensão e não nosressentirmos emdesgastes maléficos.
  16. 16. Dessa forma, faze sempretodo o bem, ajuda-te com acompaixão e o amor, alçando-te a paisagens mais nobres doque aquelas por ondedeambulas por enquanto.

×