SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
A BENEFICÊNCIA
O Evangelho
Segundo o
Espiritismo
capítulo XIII itens 11 à
14
O EVANGELHO SEGUNDO O
ESPIRITISMO
Capítulo XIII
“Não saiba a vossa mão
esquerda o que dê a
vossa mão direita”
Instruções dos
Espíritos
Itens 11 à 14
“A Beneficência”
TRÊS “OBRAS DE JUSTIÇA”
6:1 Acautelai-vos de não praticar vossa justiça diante
dos homens, para serdes contemplados por eles; de
outra sorte, não tendes recompensa junto ao vosso Pai
{que está} nos céus. 6:2 Portanto, quando deres dádiva
não trombeteies diante de ti, como fazem os
hipócritas nas sinagogas e nas vielas, para serem
louvados pelos homens. Amém, {eu} vos digo que
estão recebendo sua recompensa. 6:3 Tu, porém,
quando deres dádiva, não saiba a tua esquerda o que
faz a tua direita, 6:4 para que a tua esmola fique em
segredo e teu Pai, que vê no segredo, te
recompensará.
Mateus 6:1-4
6:1 Acautelai-vos de não praticar vossa justiça diante
dos homens, para serdes contemplados por eles; de
outra sorte, não tendes recompensa junto ao vosso Pai
{que está} nos céus. 6:2 Portanto, quando deres dádiva
não trombeteies diante de ti, como fazem os
hipócritas nas sinagogas e nas vielas, para serem
louvados pelos homens. Amém, {eu} vos digo que
estão recebendo sua recompensa. 6:3 Tu, porém,
quando deres dádiva, não saiba a tua esquerda o que
faz a tua direita, 6:4 para que a tua esmola fique em
segredo e teu Pai, que vê no segredo, te
recompensará.
Mateus 6:1-4
QUAIS SÃO AS TRÊS “OBRAS DE
JUSTIÇA”?
Esmola Jejum Oração Justiça
ESMOLA OU DÁDIVA
... para com o próximo
O que estamos “dando” ao
nosso próximo?
O que podemos dar ao
próximo para que se faça
justiça?
O livro dos Espíritos – questão 886
“Qual o verdadeiro sentido da palavra
caridade, como a entedia Jesus?
Benevolência para com todos,
indulgência para as imperfeições dos
outros, perdão das ofensas”
JEJUM
... para consigo mesmo
O que estou “fazendo”, de
verdadeiramente bom, para
mim?
O que posso fazer à mim
para que se faça justiça?
O Livro dos Espíritos – questão 909
“Poderia sempre o homem, pelos seus
esforços, vencer suas más inclinações?
Sim, e, frequentemente, fazendo
esforços muito insignificantes. O que
lhe falta é a vontade. Ah! quão poucos
dentre vós fazem esforços!”
ORAÇÃO OU PRECE
... para com Deus
Deus está em em nossas
vidas?
Só nos lembramos Dele
quando nos é conveniente ou
necessário, ou fazemos dele
nosso parceiro?
O Livro dos Espíritos – questão 660
“A prece torna melhor o homem?
Sim, porquanto aquele que ora com fervor
e confiança se faz mais forte contra as
tentações do mal e Deus lhe envia bons
Espíritos para assisti-lo. É este um socorro
QUANDO SOU ALVO DE UMA FALTA
5:38 Ouvistes que foi dito: “Olho por olho
e dente por dente”. 5:39 Eu, porém, vos
digo para não se opor ao malvado. Pelo
contrário, ao que te bater na face direita,
vira-lhe também a outra.
Mateus 5:38-39
QUANDO EU COMETO A FALTA
“O arrependimento, conquanto seja o primeiro passo para a
regeneração, não basta por si só; são precisas a expiação e a
reparação.
Arrependimento, expiação e reparação constituem, portanto, as
três condições necessárias para apagar os traços de uma falta e
suas consequências. O arrependimento suaviza os travos da
expiação, abrindo pela esperança o caminho da reabilitação; só
a reparação contudo, pode anular o efeito destruindo-lhe a
causa. Do contrário, o perdão seria uma graça, não uma
anulação.”
O Céu e o Inferno
Primeira parte
Capítulo VII “As penas futuras segundo o Espiritismo”
Código penal da vida futura §16°
A BENEFICÊNCIA
“Pudésseis, meus amigos, ter por única ocupação tornar os outros felizes!”
Adolfo, bispo de Argel
“Sede bons, amparai os vossos irmãos, deixai de lado a horrenda chaga do
egoísmo. Cumprindo esse dever, abrir-se-vos-á o caminho da felicidade
eterna.”
São Vicente de Paulo
“A esmola, meus amigos, é algumas vezes útil, porque dá alívio aos pobres;
mas é quase sempre humilhante, tanto para o que dá, como para o que a
recebe. A caridade, ao contrário, liga o benfeitor ao beneficiado e se disfarça
de tantos modos! Pode-se ser caridoso, mesmo com os parentes e com os
amigos, sendo uns indulgentes para com os outros, perdoando-se
mutuamente as fraquezas, cuidando não ferir o amor-próprio de ninguém.”

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Fora da Caridade não há Salvação
Fora da Caridade não há SalvaçãoFora da Caridade não há Salvação
Fora da Caridade não há Salvação
Luciane Belchior
 
O homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafioO homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafio
Graça Maciel
 
Ese cap 8 bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Ese cap 8  bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)Ese cap 8  bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Ese cap 8 bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Fernando Pinto
 
Capítulo vii – o orgulho e a humildade
Capítulo vii – o orgulho e a humildadeCapítulo vii – o orgulho e a humildade
Capítulo vii – o orgulho e a humildade
alice martins
 
Ingratidão por benefícios prestados
Ingratidão por benefícios prestadosIngratidão por benefícios prestados
Ingratidão por benefícios prestados
Graça Maciel
 

Mais procurados (20)

AMAI OS VOSSOS INIMIGOS
AMAI OS VOSSOS INIMIGOSAMAI OS VOSSOS INIMIGOS
AMAI OS VOSSOS INIMIGOS
 
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moralPalestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
Palestra Espírita - A caridade material e a caridade moral
 
Fora da Caridade não há Salvação
Fora da Caridade não há SalvaçãoFora da Caridade não há Salvação
Fora da Caridade não há Salvação
 
O homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafioO homem de bem, grande desafio
O homem de bem, grande desafio
 
Honrai Pai e Mãe - ESE cap XIV
Honrai Pai e Mãe - ESE cap XIVHonrai Pai e Mãe - ESE cap XIV
Honrai Pai e Mãe - ESE cap XIV
 
Causas das aflições
Causas das afliçõesCausas das aflições
Causas das aflições
 
Ese cap 8 bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Ese cap 8  bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)Ese cap 8  bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
Ese cap 8 bem aventurados os que tem puro o coracao final (1)
 
Capítulo vii – o orgulho e a humildade
Capítulo vii – o orgulho e a humildadeCapítulo vii – o orgulho e a humildade
Capítulo vii – o orgulho e a humildade
 
O homem no mundo
O homem no mundoO homem no mundo
O homem no mundo
 
Ingratidão por benefícios prestados
Ingratidão por benefícios prestadosIngratidão por benefícios prestados
Ingratidão por benefícios prestados
 
O maior mandamento
O maior mandamentoO maior mandamento
O maior mandamento
 
Palestra Espírita - Parábola do festim de bodas
Palestra Espírita - Parábola do festim de bodasPalestra Espírita - Parábola do festim de bodas
Palestra Espírita - Parábola do festim de bodas
 
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
Conhece se a árvore pelos frutos gec 03-09-2011
 
Cap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvaçãoCap 15 Fora da caridade não há salvação
Cap 15 Fora da caridade não há salvação
 
Convidar os pobres e estropiados - Cap. XIII - ESE
Convidar os pobres e estropiados - Cap. XIII - ESEConvidar os pobres e estropiados - Cap. XIII - ESE
Convidar os pobres e estropiados - Cap. XIII - ESE
 
Palestra Espírita - Os falsos profetas
Palestra Espírita - Os falsos profetasPalestra Espírita - Os falsos profetas
Palestra Espírita - Os falsos profetas
 
Tormentos voluntários - Quando buscamos a dor
Tormentos voluntários - Quando buscamos a dorTormentos voluntários - Quando buscamos a dor
Tormentos voluntários - Quando buscamos a dor
 
Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Os Inimigos Desencarnados(Ese)Os Inimigos Desencarnados(Ese)
Os Inimigos Desencarnados(Ese)
 
O Homem de Bem
O Homem de BemO Homem de Bem
O Homem de Bem
 
Reencarnação
ReencarnaçãoReencarnação
Reencarnação
 

Semelhante a A Beneficência - Palestra Espírita

A espiritualidade apresentação
A espiritualidade   apresentaçãoA espiritualidade   apresentação
A espiritualidade apresentação
Ivanei Silveira
 
Reconciliai-vos com vosso adversário
Reconciliai-vos com vosso adversárioReconciliai-vos com vosso adversário
Reconciliai-vos com vosso adversário
home
 

Semelhante a A Beneficência - Palestra Espírita (20)

Perdão o alicerce da paz jan 2015
Perdão   o alicerce da paz jan 2015Perdão   o alicerce da paz jan 2015
Perdão o alicerce da paz jan 2015
 
O ÚLTIMO JULGAMENTO - PARÁBOLA DAS OLVELHAS E DOS CABRITOS.pptx
O ÚLTIMO JULGAMENTO - PARÁBOLA DAS OLVELHAS E DOS CABRITOS.pptxO ÚLTIMO JULGAMENTO - PARÁBOLA DAS OLVELHAS E DOS CABRITOS.pptx
O ÚLTIMO JULGAMENTO - PARÁBOLA DAS OLVELHAS E DOS CABRITOS.pptx
 
Por que, Senhor? - O Olhar de Jesus e o Natal
Por que, Senhor? - O Olhar de Jesus e o NatalPor que, Senhor? - O Olhar de Jesus e o Natal
Por que, Senhor? - O Olhar de Jesus e o Natal
 
Aplaudidos ou aprovados?
Aplaudidos ou aprovados?Aplaudidos ou aprovados?
Aplaudidos ou aprovados?
 
Lição 5 - As exigências básicas da justiça sob a ótica de jesus
Lição 5 - As exigências básicas da justiça sob a ótica de jesusLição 5 - As exigências básicas da justiça sob a ótica de jesus
Lição 5 - As exigências básicas da justiça sob a ótica de jesus
 
A espiritualidade apresentação
A espiritualidade   apresentaçãoA espiritualidade   apresentação
A espiritualidade apresentação
 
Palestra 22 a força do perdão
Palestra 22 a força do perdãoPalestra 22 a força do perdão
Palestra 22 a força do perdão
 
090128 caridade e amor ao próximo – livro iii, cap.11
090128 caridade e amor ao próximo – livro iii, cap.11090128 caridade e amor ao próximo – livro iii, cap.11
090128 caridade e amor ao próximo – livro iii, cap.11
 
Causas das aflições slideshare
Causas das aflições slideshareCausas das aflições slideshare
Causas das aflições slideshare
 
Perdão na visão espírita
Perdão na visão espíritaPerdão na visão espírita
Perdão na visão espírita
 
Retribuir o Mal com o Bem
Retribuir o Mal com o BemRetribuir o Mal com o Bem
Retribuir o Mal com o Bem
 
Ceifa de luz emmanuel - chico xavier
Ceifa de luz   emmanuel - chico xavierCeifa de luz   emmanuel - chico xavier
Ceifa de luz emmanuel - chico xavier
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 43 - Boas Maneiras
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 43 - Boas ManeirasSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 43 - Boas Maneiras
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 43 - Boas Maneiras
 
11 - Sede perfeitos
11 - Sede perfeitos11 - Sede perfeitos
11 - Sede perfeitos
 
081119 le–livro iv-cap.2–expiação e arrependimento
081119 le–livro iv-cap.2–expiação e arrependimento081119 le–livro iv-cap.2–expiação e arrependimento
081119 le–livro iv-cap.2–expiação e arrependimento
 
081119 le–livro iv-cap.2–expiação e arrependimento
081119 le–livro iv-cap.2–expiação e arrependimento081119 le–livro iv-cap.2–expiação e arrependimento
081119 le–livro iv-cap.2–expiação e arrependimento
 
10 Lições de Perdão na Bíblia
10 Lições de Perdão na Bíblia10 Lições de Perdão na Bíblia
10 Lições de Perdão na Bíblia
 
10 Lições de Perdão na Bíblia
10 Lições de Perdão na Bíblia10 Lições de Perdão na Bíblia
10 Lições de Perdão na Bíblia
 
Legislador e Juiz_942014_GGR
Legislador e Juiz_942014_GGRLegislador e Juiz_942014_GGR
Legislador e Juiz_942014_GGR
 
Reconciliai-vos com vosso adversário
Reconciliai-vos com vosso adversárioReconciliai-vos com vosso adversário
Reconciliai-vos com vosso adversário
 

Último

Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
MilyFonceca
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
StelaWilbert
 

Último (14)

Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação NecessáriaSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 135 - Renovação Necessária
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De Cássia
 
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptxEspecialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
Especialidade Pioneiros Adventistas (Desbravadores).pptx
 
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - ApresentaçãoCurso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
Curso Básico de Teologia - Bibliologia - Apresentação
 
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
ESQUEMA PARA LECTIO DIVINA PARA LEIGOS 2024
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...Ciclos de Aprendizados:  “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
Ciclos de Aprendizados: “Uma Análise da Evolução Espiritual Através das Exis...
 
Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............Folder clube de Desbravadores.............
Folder clube de Desbravadores.............
 
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De AquinoOração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
Oração Para Os Estudos São Tomás De Aquino
 
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
Auxiliar adolescentes 2° trimestre de 2024.
 
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para AutoconhecimentoHermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
Hermann Hesse - Sidarta - Livro para Autoconhecimento
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
 
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdfOrações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
Orações que abrem as comportas do Céu - Jhon Eckhardt.pdf
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 

A Beneficência - Palestra Espírita

  • 1. A BENEFICÊNCIA O Evangelho Segundo o Espiritismo capítulo XIII itens 11 à 14
  • 2. O EVANGELHO SEGUNDO O ESPIRITISMO Capítulo XIII “Não saiba a vossa mão esquerda o que dê a vossa mão direita” Instruções dos Espíritos Itens 11 à 14 “A Beneficência”
  • 3. TRÊS “OBRAS DE JUSTIÇA” 6:1 Acautelai-vos de não praticar vossa justiça diante dos homens, para serdes contemplados por eles; de outra sorte, não tendes recompensa junto ao vosso Pai {que está} nos céus. 6:2 Portanto, quando deres dádiva não trombeteies diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas vielas, para serem louvados pelos homens. Amém, {eu} vos digo que estão recebendo sua recompensa. 6:3 Tu, porém, quando deres dádiva, não saiba a tua esquerda o que faz a tua direita, 6:4 para que a tua esmola fique em segredo e teu Pai, que vê no segredo, te recompensará. Mateus 6:1-4 6:1 Acautelai-vos de não praticar vossa justiça diante dos homens, para serdes contemplados por eles; de outra sorte, não tendes recompensa junto ao vosso Pai {que está} nos céus. 6:2 Portanto, quando deres dádiva não trombeteies diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas vielas, para serem louvados pelos homens. Amém, {eu} vos digo que estão recebendo sua recompensa. 6:3 Tu, porém, quando deres dádiva, não saiba a tua esquerda o que faz a tua direita, 6:4 para que a tua esmola fique em segredo e teu Pai, que vê no segredo, te recompensará. Mateus 6:1-4
  • 4. QUAIS SÃO AS TRÊS “OBRAS DE JUSTIÇA”? Esmola Jejum Oração Justiça
  • 5. ESMOLA OU DÁDIVA ... para com o próximo O que estamos “dando” ao nosso próximo? O que podemos dar ao próximo para que se faça justiça? O livro dos Espíritos – questão 886 “Qual o verdadeiro sentido da palavra caridade, como a entedia Jesus? Benevolência para com todos, indulgência para as imperfeições dos outros, perdão das ofensas”
  • 6. JEJUM ... para consigo mesmo O que estou “fazendo”, de verdadeiramente bom, para mim? O que posso fazer à mim para que se faça justiça? O Livro dos Espíritos – questão 909 “Poderia sempre o homem, pelos seus esforços, vencer suas más inclinações? Sim, e, frequentemente, fazendo esforços muito insignificantes. O que lhe falta é a vontade. Ah! quão poucos dentre vós fazem esforços!”
  • 7. ORAÇÃO OU PRECE ... para com Deus Deus está em em nossas vidas? Só nos lembramos Dele quando nos é conveniente ou necessário, ou fazemos dele nosso parceiro? O Livro dos Espíritos – questão 660 “A prece torna melhor o homem? Sim, porquanto aquele que ora com fervor e confiança se faz mais forte contra as tentações do mal e Deus lhe envia bons Espíritos para assisti-lo. É este um socorro
  • 8. QUANDO SOU ALVO DE UMA FALTA 5:38 Ouvistes que foi dito: “Olho por olho e dente por dente”. 5:39 Eu, porém, vos digo para não se opor ao malvado. Pelo contrário, ao que te bater na face direita, vira-lhe também a outra. Mateus 5:38-39
  • 9. QUANDO EU COMETO A FALTA “O arrependimento, conquanto seja o primeiro passo para a regeneração, não basta por si só; são precisas a expiação e a reparação. Arrependimento, expiação e reparação constituem, portanto, as três condições necessárias para apagar os traços de uma falta e suas consequências. O arrependimento suaviza os travos da expiação, abrindo pela esperança o caminho da reabilitação; só a reparação contudo, pode anular o efeito destruindo-lhe a causa. Do contrário, o perdão seria uma graça, não uma anulação.” O Céu e o Inferno Primeira parte Capítulo VII “As penas futuras segundo o Espiritismo” Código penal da vida futura §16°
  • 10. A BENEFICÊNCIA “Pudésseis, meus amigos, ter por única ocupação tornar os outros felizes!” Adolfo, bispo de Argel “Sede bons, amparai os vossos irmãos, deixai de lado a horrenda chaga do egoísmo. Cumprindo esse dever, abrir-se-vos-á o caminho da felicidade eterna.” São Vicente de Paulo “A esmola, meus amigos, é algumas vezes útil, porque dá alívio aos pobres; mas é quase sempre humilhante, tanto para o que dá, como para o que a recebe. A caridade, ao contrário, liga o benfeitor ao beneficiado e se disfarça de tantos modos! Pode-se ser caridoso, mesmo com os parentes e com os amigos, sendo uns indulgentes para com os outros, perdoando-se mutuamente as fraquezas, cuidando não ferir o amor-próprio de ninguém.”