MUDANÇAS NO REGIME 
ALIMENTAR E SISTEMA 
AGROALIMENTAR 
Profa. Marta 
Agrária II
ALIMENTO, PRODUÇÃO E CULTURA 
O QUE É ALIMENTO? 
O que serve para conservar a vida aos animais 
ou aos vegetais. Comida. 
...
RELAÇÃO AGRICULTURA, INDÚSTRIA E 
ALIMENTO 
SUBSTITUIÇÃO INDUSTRIAL DO PRODUTO RURAL 
• O produto agrícola sofre cada vez ...
REGIME ALIMENTAR 
Conceito: 
Corresponde a uma forma específica de produção e 
a circulação de alimentos em escala mundial...
REGIME ALIMENTAR 
Enquanto para alguns autores, a partir do século 
XIX se pode identificar a sucessão de três 
regimes al...
Periodização dos regimes alimentares 
1870-1914: Regime Alimentar sob a Hegemonia 
Britânica – Dieta baseada em carne, tri...
REGIME ALIMENTAR E ECONOMIA 
MUNDIAL DE ALIMENTOS 
REGIME ALIMENTAR FORDISTA 
• Antecedentes: New Deal e Agências de subsi...
REGIME ALIMENTAR E ECONOMIA 
MUNDIAL DE ALIMENTOS 
TRANSIÇÃO PARA O REGIME CORPORATIVO 
Mudanças observadas no Regime Ford...
REGIME ALIMENTAR E ECONOMIA 
MUNDIAL DE ALIMENTOS 
• As corporações agroalimentares 
cresceram além dos regimes nacionalme...
REGIME ALIMENTAR E ECONOMIA 
MUNDIAL DE ALIMENTOS 
Possibilidades de REESTRUTURAÇÃO 
INTERNACIONAL DO REGIME ALIMENTAR 
se...
REGIME ALIMENTAR CORPORATIVO 
• Esse regime alimentar conta com um sistema 
financeiro estruturado globalmente sob a 
supe...
REGIME ALIMENTAR CORPORATIVO 
• Diante de situações de crise de abastecimento 
alimentar, as grandes corporações atuam em ...
Textos de referência: 
• FRIEDMANN, Harriet. Uma economia mundial de 
alimentos sustentável. In:Belik, W. e Maluf, R. 
(or...
Aula 14 mudanças no regime alimentar
Aula 14 mudanças no regime alimentar
Aula 14 mudanças no regime alimentar
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Aula 14 mudanças no regime alimentar

371 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
371
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 14 mudanças no regime alimentar

  1. 1. MUDANÇAS NO REGIME ALIMENTAR E SISTEMA AGROALIMENTAR Profa. Marta Agrária II
  2. 2. ALIMENTO, PRODUÇÃO E CULTURA O QUE É ALIMENTO? O que serve para conservar a vida aos animais ou aos vegetais. Comida. O que comemos? Por que e como comemos? Formas de acesso ao alimento? Como produzimos o alimento?
  3. 3. RELAÇÃO AGRICULTURA, INDÚSTRIA E ALIMENTO SUBSTITUIÇÃO INDUSTRIAL DO PRODUTO RURAL • O produto agrícola sofre cada vez mais a substituição por componentes não agrícolas na fabricação de alimentos e fibras. Processo baseado no desenvolvimento da indústria química e das matérias-prima sintéticas. • São produzidos alimentos “fabricados” altamente processados, baseados na reconstituição de componentes alimentícios genéricos e pelo crescente controle tecnológico da produção de alimentos, manifesto no uso de aditivos químicos. • As bioteconologias têm impacto no processamento de alimentos e também na criação de novos produtos.
  4. 4. REGIME ALIMENTAR Conceito: Corresponde a uma forma específica de produção e a circulação de alimentos em escala mundial, configurando um sistema caracterizado pelo predomínio de uma dieta alimentar específica e pela tendência à homogeneização dos hábitos alimentares no mundo. (Essa abordagem permite identificar as relações sistêmicas existentes entre a dieta alimentar e os fenômenos econômicos e políticos em nível global)
  5. 5. REGIME ALIMENTAR Enquanto para alguns autores, a partir do século XIX se pode identificar a sucessão de três regimes alimentares específicos sob as ordens hegemônicas inglesa, americana e corporativo / neoliberal, para outros, o regime alimentar global teria sofrido um recuo sob a hegemonia americana e o nacional desenvolvimentismo, voltando a se recuperar sob a globalização neoliberal.
  6. 6. Periodização dos regimes alimentares 1870-1914: Regime Alimentar sob a Hegemonia Britânica – Dieta baseada em carne, trigo e leite 1947-1973: Regime Fordista – Hegemonia Americana – Dieta acrescenta milho, soja e produtos industrializados. Massificação e integração da periferia ao mercado consumidor. Início dos anos 1980: Regime Corporativo (“Liberal Produtivista”?) - Maior diversificação da dieta com a segmentação do mercado e a exploração de nichos de mercado.
  7. 7. REGIME ALIMENTAR E ECONOMIA MUNDIAL DE ALIMENTOS REGIME ALIMENTAR FORDISTA • Antecedentes: New Deal e Agências de subsistência atuantes na Europa pós-guerra • Características gerais: forte regulação do Estado, subsídios, gestão de excedentes e controle sobre o comércio agrícola • Resultado: reconstrução do comércio internacional e da produção agrícola em bases muito assimétricas – Exportação de produtos tropicais – vantagem transitória
  8. 8. REGIME ALIMENTAR E ECONOMIA MUNDIAL DE ALIMENTOS TRANSIÇÃO PARA O REGIME CORPORATIVO Mudanças observadas no Regime Fordista têm resultado da mobilização de: agricultores, consumidores, ativistas políticos e corporações. Cada qual com projetos divergentes e atribuindo papéis distintos para o Estado (assistência técnica, pesquisa, comércio etc.) Novos atores entram em cena para a definição da política agroalimentar.
  9. 9. REGIME ALIMENTAR E ECONOMIA MUNDIAL DE ALIMENTOS • As corporações agroalimentares cresceram além dos regimes nacionalmente regulados que as criaram e os consumidores ganharam peso igual aos agricultores na política agroalimentar.
  10. 10. REGIME ALIMENTAR E ECONOMIA MUNDIAL DE ALIMENTOS Possibilidades de REESTRUTURAÇÃO INTERNACIONAL DO REGIME ALIMENTAR segundo FRiedmann • MODELO PRODUTIVISTA-LIBERAL – Reestruturação da agricultura e da indústria • MODELOS ALTERNATIVOS, SUSTENTÁVEIS – Política e economia locais
  11. 11. REGIME ALIMENTAR CORPORATIVO • Esse regime alimentar conta com um sistema financeiro estruturado globalmente sob a supervisão do FMI capaz de assegurar um regime de endividamento como meio de subsidiar a demanda agregada e capaz de dar amplo suporte aos negócios com commodities em escala mundial. A Organização Mundial do Comércio (OMC), criada em 1995, tem um papel chave na consolidação deste regime pois é a instituição responsável pela regulação do comércio mundial e emprega princípios liberais.
  12. 12. REGIME ALIMENTAR CORPORATIVO • Diante de situações de crise de abastecimento alimentar, as grandes corporações atuam em geral de forma contrária ao que se observa sob a intervenção do setor público, submetendo a produção a uma lógica especulativa e buscando tirar proveito dos preços em alta, com o consequente agravamento da situação de crise. • Assim, a produção camponesa tem sido inviabilizada ao mesmo tempo em que os alimentos da cesta básica têm sido vendidos a preço de monopólio para consumidores em situação de pobreza
  13. 13. Textos de referência: • FRIEDMANN, Harriet. Uma economia mundial de alimentos sustentável. In:Belik, W. e Maluf, R. (orgs.), Abastecimento e segurança alimentar. Campinas, IE: UNICAMP, 2000. (p.1-21) • MARSDEN, T. Globalização e Sustentabilidade: criando espaço para alimentos e natureza. In: CAVALCANTI, J.S.B. (org.) Globalização, trabalho, meio ambiente: Mudanças socioeconômicas em regiões frutícolas para exportação. Recife, UFPE, 1999. (p. 25 -46)*

×