SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
Cada primeiro trimestre de ano no Brasil, é marcado por referências
históricas e tradicionais na atitude das pessoas.
No mês de janeiro, notadamente na primeira quinzena, são as férias
dos principais executivos de negócios, que começam por volta do natal
do ano anterior. As indústrias, de uma maneira geral, trabalham com
atividades reduzidas. O comercio realiza as tradicionais liquidações
para “desovar” os eventuais estoques que ficaram no final do ano.
Para as pessoas físicas também é um mês atípico do ponto de vista fi-
nanceiro, por conta dos gastos de final de ano, tributos/taxas habituais
de início de ano, sem falar dos gastos escolares.
Entre fevereiro e março temos o carnaval, uma data móvel e religiosa
calculada em função da páscoa. Segundo um “ditado popular” o país
realmente começa a trabalhar depois do carnaval. Quando o carnaval
é comemorado durante o mês de fevereiro, especialmente na primeira
quinzena, diz-se por aqui que “ganhamos um mês durante o ano”.
Ocorre que os fatos contemporâneos se sobrepõe às tradições, e a
despeito de algumas cidades, como São Paulo por exemplo, terem
estendido o período de celebração das festas populares (este ano a
cidade de São Paulo aderiu com intensidade o chamado carnaval de
rua que se estendeu até o domingo) o cenário econômico/politico e
social de curto prazo continua ”merecendo atenção redobrada”
•	 A inflação oficial medida pelo IPCA, que em janeiro foi de 1,27%
(pior resultado em mais de 10 anos), deverá se manter em alta
também em fevereiro (O IPCA15 em fevereiro foi de 1,42%);
•	 O desemprego continua aumentando a cada dia. As expectati-
vas é que supere a casa dos 10% neste ano, representando algo
como 700 mil pessoas desempregadas;
•	 Não há sinais consistentes de que a taxa de cambio (Real/
U$$) se afaste da banda R$ 3.80/4,20 por U$$, mantendo-se as
pressões sobre os custos dos vários insumos da economia;
•	 As últimas projeções para venda no varejo (menos 3,4%), pro-
dução industrial (menos 5,6%) e crescimento da massa salarial
(menos 2%), são todas deficientes para 2016.
Felizmente, ano a ano, cresce o número de empresários, executivos
e trabalhadores que se “desapegaram” desta crença de que o país
começa a funcionar depois do carnaval, e já no primeiro dia útil de
janeiro, tem suas metas e planos de ação estruturados para alcançar os
objetivos estabelecidos. Para estes, os tempos certamente não serão
fáceis, mas estarão preparados para a luta de cada dia. Quem ainda
não fez, seja esperando o carnaval passar ou não, precisa agir com
rapidez para evitar “perder o ano”.
A propósito das lutas de cada dia, os cenários mais prováveis para
os próximos dois anos indicam a necessidade de “mais apertos” na
economia, com desdobramentos sociais inevitáveis. Torna-se, portanto,
vital, ajustar “as velas” do negócio na direção e intensidade dos ventos.
Ano IV - Edição março/2016 Newsletter produzida pela área técnica do ILGC – Instituto Latino Americano de Gestão Competitiva.
Nós acreditamos no Brasil
O Carnaval já acabou..... E agora? E se você não perceber o “vento” é preciso criá-lo.
Uma grande parcela das empresas instaladas no país, sejam elas pe-
quenas, médias ou grandes, tem avançado bastante na “calibragem”
deste – ajuste de velas – do negócio, atuando externamente na
ponta da venda (mais presença e assertividade) e internamente, repo-
sicionando os custos/gastos necessários para a operação. Este movi-
mento certamente vai levar a um novo posicionamento de preços,
com tendência para baixo, o que exigirá atenção redobrada de
executivos e lideranças.
Reposicionar os custos/gastos internos exige um exercício estruturado
e inteligente, diário e colaborativo, buscando:
•	 Eliminar perdas e desperdícios de toda natureza;
•	 Simplificar os processos de trabalho, em quaisquer das ativida-
des (meios e fins);
•	 Repensar as estruturas de comando. Ter lideres construto-
res de riquezas;
•	 Buscar intensivamente alternativas de suprimentos;
•	 Utilizar de forma inteligente os recursos de tecnologia.
O Carnaval já passou, e a vida continua. Os desafios estão por to-
dos os lados e precisamos superá-los. Com que frequência você tem
“calibrado as velas” do seu negócio? Qual tem sido a eficácia das
ações que você tem tomado para “posicionamentos e reposiciona-
mentos estratégicos?
Michael Porter, um dos grandes mestres do pensamento estratégico,
nos afirma que “As empresas nunca podem parar de aprender
sobre o setor em que atuam, suas rivais ou formas de melho-
rar ou modificar sua posição competitiva.”
Melhore continuamente sua posição estratégica.
Boa Leitura.
Expediente
Dirigido pelo consultor Raimundo Sousa e um time de especialistas comprometidos com os resultados de seus clientes, o ILGC é um Integra-
dor de talentos e habilidades, cujas ações são convergentes para a melhoria permanente da competitividade das pessoas e seus negócios.
ILGC - Escritório Central - Av. Nazaré, 1139 - Cj. 203 / Ipiranga - 04263-100 - São Paulo /SP – Brasil
Tel: +55 11 2948-3336 - faleconosco@ilgc.com.br - www.ilgc.com.br
A marca Ser Competitivo é propriedade do ILGC.
Histórias empresariais de sucesso frequentemente estão relacio-
nadas com as habilidades e competências dos líderes destas or-
ganizações. Você certamente deve conhecer casos concretos pró-
ximos ou mais distantes, que confirma esta nossa afirmação. Basta
uma rápida busca para lembrarmos do lendário comandante Rolim
Amaro, que a partir de uma pequena companhia aérea regional,
demonstrando “paixão por receber e atender bem as pes-
soas” transformou-a numa gigantesca empresa hoje chamada da
LATAM. O que dizer do magnífico Walt Disney, que desde muito
jovem demonstrou “paixão por desenhar e promover alegria
às pessoas, notadamente crianças”. As organizações Disney
hoje são referências em entretenimento e qualidade no atendi-
mento. Muitos conhecem a história dos irmãos Coser (Arri e Jair)
que fundaram o Fogo de Chão em 1981, cresceram no Brasil e
especialmente no exterior, venderam a empresa para investidores,
e depois do tempo convencionado com os compradores, voltaram
ao mercado para repetir o sucesso com “paixão pelas pessoas,
e por qualidade no servir”.
Este DNA de “paixão por executar bem, com qualidade e
excelência no atendimento” é uma das competências do em-
presário Fabio Antununcio.
Em 2001, o ainda garoto Fabio, começava sua trajetória no mundo
do turismo, através de pequenos trabalhos com eventos e excur-
sões de esporte de aventura. Desde então, já se imaginava em
algo maior, mais desafiador com alto nível de exigência. Depois
de participar de intercâmbios internacionais, cursar a faculdade de
turismo e trabalhar em algumas das grandes agências –TMC do
mercado, mesmo bastante jovem, ele se viu apaixonado pelo turis-
mo, e rapidamente decidiu empreender.
Durante sua passagem como funcionário em três das grandes
TMCs no Brasil– Agências de Viagens Corporativas, Fabio constatou
ALIADOS COMPETITIVOS
“Paixão no executar...
BUSINESS CASE
que havia grandes oportunidades de melhorias no processo de
atendimento, um diferencial altamente qualificado por esta classe
de clientes. Não teve dúvidas, buscou se destacar neste referencial,
criando rapidamente respeito e autoridade na relação com os to-
madores dos serviços. Durante o tempo em que trabalhou como
funcionário, analisando processos e entendendo o que podia fazer
melhor, foi consolidando o sonho grande, de ter a sua agência pró-
pria TMC, que desde o início já fosse referência em atendimento.
Já em 2009 o não mais tão garoto Fabio lançava na cidade de Curi-
tiba a Stabia TMC, uma agência de viagens corporativas, que tem
como missão atender os clientes com agilidade, respeito e
de forma personalizada, expressando confiança, seguran-
ça e credibilidade em todas as suas viagens, sempre prio-
rizando o baixo custo e a máxima satisfação.
Com base em Curitiba, os olhos no Brasil e no Mundo, e clientes
respeitáveis fora da sua base, a empresa atualizou o seu planeja-
mento estratégico e como resultado das ações estratégicas esta-
belecidas decidiu “colocar o pé” definitivamente no maior mer-
cado brasileiro, que é o estado de São Paulo. O mesmo DNA
de “paixão por executar bem, com qualidade e excelência
no atendimento” já disseminado e praticado por todos os cola-
boradores da unidade central, também é presente nas ações da
gerência executiva da unidade paulista.
Perguntamos ao Fabio sobre os desafios para os próximos cinco
anos, e a resposta foi rápida e clara: Nossa Visão é ser referên-
cia como TMC, e ser reconhecido como ícone quando se
fala em excelência de atendimento para viagens de ne-
gócios e para tanto é preciso trabalhar todos os dias de
forma ordenada e obstinadamente.
Ser empreendedor de sucesso exige disciplina, buscar
continuamente o aprimoramento e acima de tudo ter paixão no
executar, no fazer, no realizar. Se você também valoriza boas
relações e excelência no atendimento recomendamos conhecer
o Fabio.
Para você conhecer mais, acesse www.stabia.com.br
A Stabia é assistida pela equipe técnica do ILGC desde agosto
de 2015.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Agenda ER Campinas - Janeiro/Fevereiro
Agenda ER Campinas - Janeiro/FevereiroAgenda ER Campinas - Janeiro/Fevereiro
Agenda ER Campinas - Janeiro/FevereiroSebrae-SaoPaulo
 
Agenda ER Ribeirão Preto Março/Abril
Agenda ER Ribeirão Preto Março/AbrilAgenda ER Ribeirão Preto Março/Abril
Agenda ER Ribeirão Preto Março/AbrilSebrae-SaoPaulo
 
Agenda ER São João da Boa Vista - Janeiro/Fevereiro
Agenda ER São João da Boa Vista - Janeiro/FevereiroAgenda ER São João da Boa Vista - Janeiro/Fevereiro
Agenda ER São João da Boa Vista - Janeiro/FevereiroSebrae-SaoPaulo
 
Agenda ER São Carlos - Janeiro/Fevereiro
Agenda ER São Carlos - Janeiro/FevereiroAgenda ER São Carlos - Janeiro/Fevereiro
Agenda ER São Carlos - Janeiro/FevereiroSebrae-SaoPaulo
 
Espaço SINDIMETAL 49
Espaço SINDIMETAL 49Espaço SINDIMETAL 49
Espaço SINDIMETAL 49SINDIMETAL RS
 
Agenda ER Osasco Março/Abril
Agenda ER Osasco Março/AbrilAgenda ER Osasco Março/Abril
Agenda ER Osasco Março/AbrilSebrae-SaoPaulo
 
Agenda Novembro/Dezembro - ER Franca
Agenda Novembro/Dezembro - ER FrancaAgenda Novembro/Dezembro - ER Franca
Agenda Novembro/Dezembro - ER FrancaSebrae-SaoPaulo
 
Agenda ER Jundiaí Março/Abril
Agenda ER Jundiaí Março/AbrilAgenda ER Jundiaí Março/Abril
Agenda ER Jundiaí Março/AbrilSebrae-SaoPaulo
 
Agenda ER Grande ABC - Janeiro/Fevereiro
Agenda ER Grande ABC - Janeiro/FevereiroAgenda ER Grande ABC - Janeiro/Fevereiro
Agenda ER Grande ABC - Janeiro/FevereiroSebrae-SaoPaulo
 
Jornal Mercosuper 2011 - Dia 01
Jornal Mercosuper 2011 - Dia 01Jornal Mercosuper 2011 - Dia 01
Jornal Mercosuper 2011 - Dia 01Brasil
 
Agenda Janeiro/ Fevereiro – ER São José do Rio Preto
Agenda Janeiro/ Fevereiro – ER São José do Rio PretoAgenda Janeiro/ Fevereiro – ER São José do Rio Preto
Agenda Janeiro/ Fevereiro – ER São José do Rio PretoSebrae-SaoPaulo
 
Você_Severino Neto janeiro 2012
Você_Severino Neto janeiro 2012Você_Severino Neto janeiro 2012
Você_Severino Neto janeiro 2012Fernando Salles
 
Sudoeste Paulista - Maio/ Junho 2015
Sudoeste Paulista - Maio/ Junho 2015Sudoeste Paulista - Maio/ Junho 2015
Sudoeste Paulista - Maio/ Junho 2015Sebrae-SaoPaulo
 
Drp Cv Pt
Drp Cv PtDrp Cv Pt
Drp Cv Ptdpedro
 
Araraquara - Março/Abril
Araraquara - Março/AbrilAraraquara - Março/Abril
Araraquara - Março/AbrilSebrae-SaoPaulo
 
Robert Half - Guia Salarial 2014
Robert Half - Guia Salarial 2014Robert Half - Guia Salarial 2014
Robert Half - Guia Salarial 2014Robert Half Brasil
 
Capital Leste 1 - Março/Abril
Capital Leste 1 - Março/AbrilCapital Leste 1 - Março/Abril
Capital Leste 1 - Março/AbrilSebrae-SaoPaulo
 
Agenda Janeiro/ Fevereiro – ER Barretos
Agenda Janeiro/ Fevereiro – ER BarretosAgenda Janeiro/ Fevereiro – ER Barretos
Agenda Janeiro/ Fevereiro – ER BarretosSebrae-SaoPaulo
 

Mais procurados (20)

Agenda ER Campinas - Janeiro/Fevereiro
Agenda ER Campinas - Janeiro/FevereiroAgenda ER Campinas - Janeiro/Fevereiro
Agenda ER Campinas - Janeiro/Fevereiro
 
Agenda ER Ribeirão Preto Março/Abril
Agenda ER Ribeirão Preto Março/AbrilAgenda ER Ribeirão Preto Março/Abril
Agenda ER Ribeirão Preto Março/Abril
 
Agenda ER São João da Boa Vista - Janeiro/Fevereiro
Agenda ER São João da Boa Vista - Janeiro/FevereiroAgenda ER São João da Boa Vista - Janeiro/Fevereiro
Agenda ER São João da Boa Vista - Janeiro/Fevereiro
 
Agenda ER Grande ABC
Agenda ER Grande ABCAgenda ER Grande ABC
Agenda ER Grande ABC
 
Agenda ER São Carlos - Janeiro/Fevereiro
Agenda ER São Carlos - Janeiro/FevereiroAgenda ER São Carlos - Janeiro/Fevereiro
Agenda ER São Carlos - Janeiro/Fevereiro
 
Espaço SINDIMETAL 49
Espaço SINDIMETAL 49Espaço SINDIMETAL 49
Espaço SINDIMETAL 49
 
Agenda ER Osasco Março/Abril
Agenda ER Osasco Março/AbrilAgenda ER Osasco Março/Abril
Agenda ER Osasco Março/Abril
 
Agenda Novembro/Dezembro - ER Franca
Agenda Novembro/Dezembro - ER FrancaAgenda Novembro/Dezembro - ER Franca
Agenda Novembro/Dezembro - ER Franca
 
Agenda ER Jundiaí Março/Abril
Agenda ER Jundiaí Março/AbrilAgenda ER Jundiaí Março/Abril
Agenda ER Jundiaí Março/Abril
 
Agenda ER Grande ABC - Janeiro/Fevereiro
Agenda ER Grande ABC - Janeiro/FevereiroAgenda ER Grande ABC - Janeiro/Fevereiro
Agenda ER Grande ABC - Janeiro/Fevereiro
 
Jornal Mercosuper 2011 - Dia 01
Jornal Mercosuper 2011 - Dia 01Jornal Mercosuper 2011 - Dia 01
Jornal Mercosuper 2011 - Dia 01
 
Agenda Janeiro/ Fevereiro – ER São José do Rio Preto
Agenda Janeiro/ Fevereiro – ER São José do Rio PretoAgenda Janeiro/ Fevereiro – ER São José do Rio Preto
Agenda Janeiro/ Fevereiro – ER São José do Rio Preto
 
Você_Severino Neto janeiro 2012
Você_Severino Neto janeiro 2012Você_Severino Neto janeiro 2012
Você_Severino Neto janeiro 2012
 
Sudoeste Paulista - Maio/ Junho 2015
Sudoeste Paulista - Maio/ Junho 2015Sudoeste Paulista - Maio/ Junho 2015
Sudoeste Paulista - Maio/ Junho 2015
 
Drp Cv Pt
Drp Cv PtDrp Cv Pt
Drp Cv Pt
 
Araraquara - Março/Abril
Araraquara - Março/AbrilAraraquara - Março/Abril
Araraquara - Março/Abril
 
Robert Half - Guia Salarial 2014
Robert Half - Guia Salarial 2014Robert Half - Guia Salarial 2014
Robert Half - Guia Salarial 2014
 
Capital Leste 1 - Março/Abril
Capital Leste 1 - Março/AbrilCapital Leste 1 - Março/Abril
Capital Leste 1 - Março/Abril
 
Te m 20-07-2014
Te m   20-07-2014Te m   20-07-2014
Te m 20-07-2014
 
Agenda Janeiro/ Fevereiro – ER Barretos
Agenda Janeiro/ Fevereiro – ER BarretosAgenda Janeiro/ Fevereiro – ER Barretos
Agenda Janeiro/ Fevereiro – ER Barretos
 

Semelhante a Ser Competitivo Março 2016

plano de negócios
 plano de negócios plano de negócios
plano de negóciosmaaysilva
 
[Capacitação] Subproduto Turismo
[Capacitação] Subproduto Turismo[Capacitação] Subproduto Turismo
[Capacitação] Subproduto Turismoicxgipbrazil
 
Entrevista RH Sites ao Sebrae - Capa + Pág 20!
Entrevista RH Sites ao Sebrae - Capa + Pág 20!Entrevista RH Sites ao Sebrae - Capa + Pág 20!
Entrevista RH Sites ao Sebrae - Capa + Pág 20!RH Sites do Brasil
 
Informe Pan 103
Informe Pan 103Informe Pan 103
Informe Pan 103vtssantana
 
OKR: Saindo dos processos e focando nos resultados
OKR: Saindo dos processos e focando nos resultadosOKR: Saindo dos processos e focando nos resultados
OKR: Saindo dos processos e focando nos resultadosEduardo Freire
 
Treinamento Plano de Negócios 2009
Treinamento Plano de Negócios 2009Treinamento Plano de Negócios 2009
Treinamento Plano de Negócios 2009SEBRAE MS
 
Apresentação1.pptx
Apresentação1.pptxApresentação1.pptx
Apresentação1.pptxRayssaLopes17
 
Aula 03 empreendedorismo
Aula 03 empreendedorismoAula 03 empreendedorismo
Aula 03 empreendedorismoNJS Consultoria
 

Semelhante a Ser Competitivo Março 2016 (20)

plano de negócios
 plano de negócios plano de negócios
plano de negócios
 
Ser competitivo Abril 2016
Ser competitivo Abril 2016Ser competitivo Abril 2016
Ser competitivo Abril 2016
 
Projeto Sobre Couro E Cia
Projeto Sobre Couro E CiaProjeto Sobre Couro E Cia
Projeto Sobre Couro E Cia
 
Newsletter ILGC 2015
Newsletter ILGC  2015Newsletter ILGC  2015
Newsletter ILGC 2015
 
Webinar 23/09/15 - Mercado de Pequenas e Médias Empresas com Crescimento Acel...
Webinar 23/09/15 - Mercado de Pequenas e Médias Empresas com Crescimento Acel...Webinar 23/09/15 - Mercado de Pequenas e Médias Empresas com Crescimento Acel...
Webinar 23/09/15 - Mercado de Pequenas e Médias Empresas com Crescimento Acel...
 
[Capacitação] Subproduto Turismo
[Capacitação] Subproduto Turismo[Capacitação] Subproduto Turismo
[Capacitação] Subproduto Turismo
 
Sair do sufoco financeiro
Sair do sufoco financeiroSair do sufoco financeiro
Sair do sufoco financeiro
 
Sair do sufoco financeiro
Sair do sufoco financeiroSair do sufoco financeiro
Sair do sufoco financeiro
 
Guia Salarial para 2015
Guia Salarial para 2015Guia Salarial para 2015
Guia Salarial para 2015
 
Entrevista RH Sites ao Sebrae - Capa + Pág 20!
Entrevista RH Sites ao Sebrae - Capa + Pág 20!Entrevista RH Sites ao Sebrae - Capa + Pág 20!
Entrevista RH Sites ao Sebrae - Capa + Pág 20!
 
Informe Pan 103
Informe Pan 103Informe Pan 103
Informe Pan 103
 
OKR: Saindo dos processos e focando nos resultados
OKR: Saindo dos processos e focando nos resultadosOKR: Saindo dos processos e focando nos resultados
OKR: Saindo dos processos e focando nos resultados
 
WeLive
WeLiveWeLive
WeLive
 
WeLive
WeLiveWeLive
WeLive
 
Workshop colocando o plano de negócios em prática
Workshop colocando o plano de negócios em práticaWorkshop colocando o plano de negócios em prática
Workshop colocando o plano de negócios em prática
 
apostila_gp.pdf
apostila_gp.pdfapostila_gp.pdf
apostila_gp.pdf
 
Treinamento Plano de Negócios 2009
Treinamento Plano de Negócios 2009Treinamento Plano de Negócios 2009
Treinamento Plano de Negócios 2009
 
Cenario brasil gp_2015
Cenario brasil gp_2015Cenario brasil gp_2015
Cenario brasil gp_2015
 
Apresentação1.pptx
Apresentação1.pptxApresentação1.pptx
Apresentação1.pptx
 
Aula 03 empreendedorismo
Aula 03 empreendedorismoAula 03 empreendedorismo
Aula 03 empreendedorismo
 

Mais de ILGC - Instituto Latino Americano de Gestão Competitiva

Mais de ILGC - Instituto Latino Americano de Gestão Competitiva (20)

Apresentaçao lean thinking para empresas do segmento alimenticio
Apresentaçao lean thinking para empresas do segmento alimenticioApresentaçao lean thinking para empresas do segmento alimenticio
Apresentaçao lean thinking para empresas do segmento alimenticio
 
Ser Competitivo - Agosto 2016
Ser Competitivo - Agosto 2016Ser Competitivo - Agosto 2016
Ser Competitivo - Agosto 2016
 
Ser Competitivo - Junho 2016
Ser Competitivo - Junho 2016Ser Competitivo - Junho 2016
Ser Competitivo - Junho 2016
 
Lean Thinking - aplicado as pequenas e médias empresas.
Lean Thinking - aplicado as pequenas e médias empresas.Lean Thinking - aplicado as pequenas e médias empresas.
Lean Thinking - aplicado as pequenas e médias empresas.
 
Ser Competitivo Maio 2016
Ser Competitivo Maio 2016Ser Competitivo Maio 2016
Ser Competitivo Maio 2016
 
Webinar - Como preparar sua empresa para Exportação
Webinar - Como preparar sua empresa para ExportaçãoWebinar - Como preparar sua empresa para Exportação
Webinar - Como preparar sua empresa para Exportação
 
Newsletter Ser Competitivo - Edição fevereiro 2016
Newsletter Ser Competitivo - Edição fevereiro 2016Newsletter Ser Competitivo - Edição fevereiro 2016
Newsletter Ser Competitivo - Edição fevereiro 2016
 
Apresentação Webinar Especial - Orçamento Positivo
Apresentação Webinar Especial - Orçamento PositivoApresentação Webinar Especial - Orçamento Positivo
Apresentação Webinar Especial - Orçamento Positivo
 
Workshop Orçamento Positivo - 04/11/2015
Workshop Orçamento Positivo - 04/11/2015Workshop Orçamento Positivo - 04/11/2015
Workshop Orçamento Positivo - 04/11/2015
 
Oficina de Trabalho - Vendas de Alto Impacto
Oficina de Trabalho - Vendas de Alto ImpactoOficina de Trabalho - Vendas de Alto Impacto
Oficina de Trabalho - Vendas de Alto Impacto
 
NEWSLETTER ILGC - Agosto 2015
NEWSLETTER ILGC - Agosto 2015 NEWSLETTER ILGC - Agosto 2015
NEWSLETTER ILGC - Agosto 2015
 
WEBINAR 30/07/15 – COMO TRANSFORMAR CUSTO FIXO EM CUSTO VARIÁVEL? - Mercado A...
WEBINAR 30/07/15 – COMO TRANSFORMAR CUSTO FIXO EM CUSTO VARIÁVEL? - Mercado A...WEBINAR 30/07/15 – COMO TRANSFORMAR CUSTO FIXO EM CUSTO VARIÁVEL? - Mercado A...
WEBINAR 30/07/15 – COMO TRANSFORMAR CUSTO FIXO EM CUSTO VARIÁVEL? - Mercado A...
 
WEBINAR 16/07/15 – COMO TRANSFORMAR CUSTO FIXO EM CUSTO VARIÁVEL? - Mercado A...
WEBINAR 16/07/15 – COMO TRANSFORMAR CUSTO FIXO EM CUSTO VARIÁVEL? - Mercado A...WEBINAR 16/07/15 – COMO TRANSFORMAR CUSTO FIXO EM CUSTO VARIÁVEL? - Mercado A...
WEBINAR 16/07/15 – COMO TRANSFORMAR CUSTO FIXO EM CUSTO VARIÁVEL? - Mercado A...
 
NEWSLETTER ILGC - julho 2015
NEWSLETTER ILGC - julho 2015 NEWSLETTER ILGC - julho 2015
NEWSLETTER ILGC - julho 2015
 
WEBINAR 01/07/15 – LIÇÕES DA ATD 2015 – TENDÊNCIAS PARA DESENVOLVIMENTO DE TA...
WEBINAR 01/07/15 – LIÇÕES DA ATD 2015 – TENDÊNCIAS PARA DESENVOLVIMENTO DE TA...WEBINAR 01/07/15 – LIÇÕES DA ATD 2015 – TENDÊNCIAS PARA DESENVOLVIMENTO DE TA...
WEBINAR 01/07/15 – LIÇÕES DA ATD 2015 – TENDÊNCIAS PARA DESENVOLVIMENTO DE TA...
 
NEWSLETTER ILGC - junho 2015
NEWSLETTER ILGC - junho 2015NEWSLETTER ILGC - junho 2015
NEWSLETTER ILGC - junho 2015
 
WEBINAR - Mentoring Comercial – Prática Efetiva ou Modismo? (Eduardo Rocha)
WEBINAR -  Mentoring Comercial – Prática Efetiva ou Modismo? (Eduardo Rocha)WEBINAR -  Mentoring Comercial – Prática Efetiva ou Modismo? (Eduardo Rocha)
WEBINAR - Mentoring Comercial – Prática Efetiva ou Modismo? (Eduardo Rocha)
 
WEBINAR - Mentoring Comercial – Prática Efetiva ou Modismo? (Raimundo Sousa)
WEBINAR -  Mentoring Comercial – Prática Efetiva ou Modismo? (Raimundo Sousa)WEBINAR -  Mentoring Comercial – Prática Efetiva ou Modismo? (Raimundo Sousa)
WEBINAR - Mentoring Comercial – Prática Efetiva ou Modismo? (Raimundo Sousa)
 
WEBINAR - JOGOS DE NEGÓCIOS - Como Desenvolver Talentos Através de Experiênci...
WEBINAR - JOGOS DE NEGÓCIOS - Como Desenvolver Talentos Através de Experiênci...WEBINAR - JOGOS DE NEGÓCIOS - Como Desenvolver Talentos Através de Experiênci...
WEBINAR - JOGOS DE NEGÓCIOS - Como Desenvolver Talentos Através de Experiênci...
 
Gerenciamento de custos na saúde 23 03
Gerenciamento de custos na saúde 23 03Gerenciamento de custos na saúde 23 03
Gerenciamento de custos na saúde 23 03
 

Último

LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptxpamelacastro71
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.keislayyovera123
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniCassio Meira Jr.
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Mary Alvarenga
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 

Último (20)

LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptxAula 1, 2  Bacterias Características e Morfologia.pptx
Aula 1, 2 Bacterias Características e Morfologia.pptx
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptxSlides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
Slides Lição 03, Central Gospel, O Arrebatamento, 1Tr24.pptx
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
Grupo Tribalhista - Música Velha Infância (cruzadinha e caça palavras)
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 

Ser Competitivo Março 2016

  • 1. Cada primeiro trimestre de ano no Brasil, é marcado por referências históricas e tradicionais na atitude das pessoas. No mês de janeiro, notadamente na primeira quinzena, são as férias dos principais executivos de negócios, que começam por volta do natal do ano anterior. As indústrias, de uma maneira geral, trabalham com atividades reduzidas. O comercio realiza as tradicionais liquidações para “desovar” os eventuais estoques que ficaram no final do ano. Para as pessoas físicas também é um mês atípico do ponto de vista fi- nanceiro, por conta dos gastos de final de ano, tributos/taxas habituais de início de ano, sem falar dos gastos escolares. Entre fevereiro e março temos o carnaval, uma data móvel e religiosa calculada em função da páscoa. Segundo um “ditado popular” o país realmente começa a trabalhar depois do carnaval. Quando o carnaval é comemorado durante o mês de fevereiro, especialmente na primeira quinzena, diz-se por aqui que “ganhamos um mês durante o ano”. Ocorre que os fatos contemporâneos se sobrepõe às tradições, e a despeito de algumas cidades, como São Paulo por exemplo, terem estendido o período de celebração das festas populares (este ano a cidade de São Paulo aderiu com intensidade o chamado carnaval de rua que se estendeu até o domingo) o cenário econômico/politico e social de curto prazo continua ”merecendo atenção redobrada” • A inflação oficial medida pelo IPCA, que em janeiro foi de 1,27% (pior resultado em mais de 10 anos), deverá se manter em alta também em fevereiro (O IPCA15 em fevereiro foi de 1,42%); • O desemprego continua aumentando a cada dia. As expectati- vas é que supere a casa dos 10% neste ano, representando algo como 700 mil pessoas desempregadas; • Não há sinais consistentes de que a taxa de cambio (Real/ U$$) se afaste da banda R$ 3.80/4,20 por U$$, mantendo-se as pressões sobre os custos dos vários insumos da economia; • As últimas projeções para venda no varejo (menos 3,4%), pro- dução industrial (menos 5,6%) e crescimento da massa salarial (menos 2%), são todas deficientes para 2016. Felizmente, ano a ano, cresce o número de empresários, executivos e trabalhadores que se “desapegaram” desta crença de que o país começa a funcionar depois do carnaval, e já no primeiro dia útil de janeiro, tem suas metas e planos de ação estruturados para alcançar os objetivos estabelecidos. Para estes, os tempos certamente não serão fáceis, mas estarão preparados para a luta de cada dia. Quem ainda não fez, seja esperando o carnaval passar ou não, precisa agir com rapidez para evitar “perder o ano”. A propósito das lutas de cada dia, os cenários mais prováveis para os próximos dois anos indicam a necessidade de “mais apertos” na economia, com desdobramentos sociais inevitáveis. Torna-se, portanto, vital, ajustar “as velas” do negócio na direção e intensidade dos ventos. Ano IV - Edição março/2016 Newsletter produzida pela área técnica do ILGC – Instituto Latino Americano de Gestão Competitiva. Nós acreditamos no Brasil O Carnaval já acabou..... E agora? E se você não perceber o “vento” é preciso criá-lo. Uma grande parcela das empresas instaladas no país, sejam elas pe- quenas, médias ou grandes, tem avançado bastante na “calibragem” deste – ajuste de velas – do negócio, atuando externamente na ponta da venda (mais presença e assertividade) e internamente, repo- sicionando os custos/gastos necessários para a operação. Este movi- mento certamente vai levar a um novo posicionamento de preços, com tendência para baixo, o que exigirá atenção redobrada de executivos e lideranças. Reposicionar os custos/gastos internos exige um exercício estruturado e inteligente, diário e colaborativo, buscando: • Eliminar perdas e desperdícios de toda natureza; • Simplificar os processos de trabalho, em quaisquer das ativida- des (meios e fins); • Repensar as estruturas de comando. Ter lideres construto- res de riquezas; • Buscar intensivamente alternativas de suprimentos; • Utilizar de forma inteligente os recursos de tecnologia. O Carnaval já passou, e a vida continua. Os desafios estão por to- dos os lados e precisamos superá-los. Com que frequência você tem “calibrado as velas” do seu negócio? Qual tem sido a eficácia das ações que você tem tomado para “posicionamentos e reposiciona- mentos estratégicos? Michael Porter, um dos grandes mestres do pensamento estratégico, nos afirma que “As empresas nunca podem parar de aprender sobre o setor em que atuam, suas rivais ou formas de melho- rar ou modificar sua posição competitiva.” Melhore continuamente sua posição estratégica. Boa Leitura.
  • 2. Expediente Dirigido pelo consultor Raimundo Sousa e um time de especialistas comprometidos com os resultados de seus clientes, o ILGC é um Integra- dor de talentos e habilidades, cujas ações são convergentes para a melhoria permanente da competitividade das pessoas e seus negócios. ILGC - Escritório Central - Av. Nazaré, 1139 - Cj. 203 / Ipiranga - 04263-100 - São Paulo /SP – Brasil Tel: +55 11 2948-3336 - faleconosco@ilgc.com.br - www.ilgc.com.br A marca Ser Competitivo é propriedade do ILGC. Histórias empresariais de sucesso frequentemente estão relacio- nadas com as habilidades e competências dos líderes destas or- ganizações. Você certamente deve conhecer casos concretos pró- ximos ou mais distantes, que confirma esta nossa afirmação. Basta uma rápida busca para lembrarmos do lendário comandante Rolim Amaro, que a partir de uma pequena companhia aérea regional, demonstrando “paixão por receber e atender bem as pes- soas” transformou-a numa gigantesca empresa hoje chamada da LATAM. O que dizer do magnífico Walt Disney, que desde muito jovem demonstrou “paixão por desenhar e promover alegria às pessoas, notadamente crianças”. As organizações Disney hoje são referências em entretenimento e qualidade no atendi- mento. Muitos conhecem a história dos irmãos Coser (Arri e Jair) que fundaram o Fogo de Chão em 1981, cresceram no Brasil e especialmente no exterior, venderam a empresa para investidores, e depois do tempo convencionado com os compradores, voltaram ao mercado para repetir o sucesso com “paixão pelas pessoas, e por qualidade no servir”. Este DNA de “paixão por executar bem, com qualidade e excelência no atendimento” é uma das competências do em- presário Fabio Antununcio. Em 2001, o ainda garoto Fabio, começava sua trajetória no mundo do turismo, através de pequenos trabalhos com eventos e excur- sões de esporte de aventura. Desde então, já se imaginava em algo maior, mais desafiador com alto nível de exigência. Depois de participar de intercâmbios internacionais, cursar a faculdade de turismo e trabalhar em algumas das grandes agências –TMC do mercado, mesmo bastante jovem, ele se viu apaixonado pelo turis- mo, e rapidamente decidiu empreender. Durante sua passagem como funcionário em três das grandes TMCs no Brasil– Agências de Viagens Corporativas, Fabio constatou ALIADOS COMPETITIVOS “Paixão no executar... BUSINESS CASE que havia grandes oportunidades de melhorias no processo de atendimento, um diferencial altamente qualificado por esta classe de clientes. Não teve dúvidas, buscou se destacar neste referencial, criando rapidamente respeito e autoridade na relação com os to- madores dos serviços. Durante o tempo em que trabalhou como funcionário, analisando processos e entendendo o que podia fazer melhor, foi consolidando o sonho grande, de ter a sua agência pró- pria TMC, que desde o início já fosse referência em atendimento. Já em 2009 o não mais tão garoto Fabio lançava na cidade de Curi- tiba a Stabia TMC, uma agência de viagens corporativas, que tem como missão atender os clientes com agilidade, respeito e de forma personalizada, expressando confiança, seguran- ça e credibilidade em todas as suas viagens, sempre prio- rizando o baixo custo e a máxima satisfação. Com base em Curitiba, os olhos no Brasil e no Mundo, e clientes respeitáveis fora da sua base, a empresa atualizou o seu planeja- mento estratégico e como resultado das ações estratégicas esta- belecidas decidiu “colocar o pé” definitivamente no maior mer- cado brasileiro, que é o estado de São Paulo. O mesmo DNA de “paixão por executar bem, com qualidade e excelência no atendimento” já disseminado e praticado por todos os cola- boradores da unidade central, também é presente nas ações da gerência executiva da unidade paulista. Perguntamos ao Fabio sobre os desafios para os próximos cinco anos, e a resposta foi rápida e clara: Nossa Visão é ser referên- cia como TMC, e ser reconhecido como ícone quando se fala em excelência de atendimento para viagens de ne- gócios e para tanto é preciso trabalhar todos os dias de forma ordenada e obstinadamente. Ser empreendedor de sucesso exige disciplina, buscar continuamente o aprimoramento e acima de tudo ter paixão no executar, no fazer, no realizar. Se você também valoriza boas relações e excelência no atendimento recomendamos conhecer o Fabio. Para você conhecer mais, acesse www.stabia.com.br A Stabia é assistida pela equipe técnica do ILGC desde agosto de 2015.