SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 22
Baixar para ler offline
WEBINAR*
Como transformar custos fixos em custos variáveis?
Inverno 2015
Competitividade através de pessoas, processos e tecnologia.....
*A tecnologia a serviço das pessoas
O Instituto Latino Americano de Gestão Competitiva - ILGC é um integrador de talentos e
habilidades, cujas ações são convergentes para a melhoria permanente da competitividade das
pessoas e seus negócios.
Objetivamente, apoiamos as organizações e pessoas a serem competitivas e geradoras de
riquezas através do tempo.
Negócio: Construir Valor em Processos Empresariais.
 Consultoria Empresarial:
 Processos e Indicadores, Produtos e Tecnologia, Modelo de Negócio, Planejamento Estratégico,
Revitalização de Negócios e Execução Qualificada;
 Educação Continuada:
 Encontros Presenciais e Virtuais, Ações para Formação e Capacitação, Mentoring Estratégico.
Negócios Estratégicos:
 BPO, Interim Management, Alianças Estratégicas.
Quem somos e
O que Fazemos
1998/2004
FCO / FDG /
INDG /Falconi
2004/2005
BMI
2005/2007
TotvsBMI
2007/2008
Totvs Consulting
2008 - ILGC
No que
Acreditamos...
• Simplicidade e Austeridade.....Colaboração.....Tecnologia.....Redes Sociais..... ATITUDE
A indústria de alimentos no Brasil
2014
Faturamento R$ 529,6 bilhões
Crescimento nominal em valor de produção 9,27%
Crescimento da produção física 1,13%
Crescimento das vendas reais 1,52%
Comércio Exterior*
Exportações US$ 41,1 bilhões
Importações US$ 5,7 bilhões
Saldo Comercial US$ 35,4 bilhões
Mercado Interno*
Varejo alimentar R$ 277,6 bilhões
Food Service R$ 132,5 bilhões
Total Mercado Interno R$ 410,1 bilhões
Emprego*
Nível de emprego 1.66 milhão
Novos postos de trabalho 17 mil
Fonte: ABIA Associação Brasileira da Industria de Alimentação
A indústria de alimentos no Brasil
Perspectivas
para 2015
• Inflação na casa dos 9%
• PIB -1,7%
Maior Competividade
Desafios das lideranças na
condução dos negócios
 Fatores de Atenção Relevante:
 Riscos Climáticos;
 Estratégias de comercialização;
 Estratégias de armazenagem;
 Impacto das importações;
 Endividamento/custo do
capital.
 Tomar decisões técnicas;
 Demandas por maior produtividade;
 Necessidade de redução das “perdas”
visíveis e invisíveis.
 Obsessão por controle e redução de
custos;
 Explorar a integração das atividades
produtivas
 Construir alianças e relacionamentos
sustentáveis;
 Gerenciar tecnologia e custos para a
sustentabilidade econômica.
Conceitos
Conceitos
Gastos
Investimentos
Produto
ou
Serviço
DespesaCusto
Consumo
para
estoque
Consumo
no
tempo
Conceitos
Volume (Q)
Un.Monet.($)
Gasto fixo
Gasto
variável
Gasto total
Receita total
Break-even point
Ponto de ruptura
Ponto de equilíbrio contábil (PECq)
Volume (Q)
Un.Monet.($)
Gasto fixo
Gasto total
Receita total
Break-even point
Ponto de equilíbrio contábil (PECq)
Valor agregado de um negócio
Gestão dos
Processos
Gestão dos
Recursos
Gestão do
Orçamento
Simulação
de Cenários
Gerar Valor ao Negócio
RESULTADO
das áreas INVESTIMENTOS
Custos dos mercados
Custos de estocagem e produção
Preço, Mix e
Segmentação
ERP Outros
Estrutura
de
Gerenciamento
Macro objetivo
estratégico
Objetivos
estratégicos
Estratégias
EVA= Lucro Operacional após o Imposto de Renda - (Capital Investido x Custo
de Oportunidade)
Gestão Estratégica de Custos
G.E.C.
Análise de Custos
Posicionamento
Estratégico
Cadeia de Valores Custos do Mercado
Gestão dos
Processos
Gestão dos
Recursos
Gestão do
Orçamento
Simulação
de Cenários
Gerar Valor ao Negócio (EVA)
Macro objetivo
estratégico
RESULTADO
das áreas INVESTIMENTOS
Objetivos
Estratégicos
ECM – Enterprise Cost Management
ERPERP OutrosOutros
Custos dos mercados
Custos de produção
Preço, Mix e
Segmentação
Estratégias
EVA Economic Value Added
Gestão dos
Processos
Gestão dos
Recursos
Gestão do
Orçamento
Simulação
de Cenários
Gestão dos
Processos
Gestão dos
Recursos
Gestão do
Orçamento
Simulação
de Cenários
Gerar Valor ao Negócio (EVA)
Macro objetivo
estratégicoGerar Valor ao Negócio (EVA)
Macro objetivo
estratégico
RESULTADO
das áreas INVESTIMENTOS
Objetivos
EstratégicosRESULTADO
das áreas INVESTIMENTOS
Objetivos
Estratégicos
ECM – Enterprise Cost Management
ERPERP OutrosOutros
Custos dos mercados
Custos de produção
Custos dos mercados
Custos de produção
Preço, Mix e
Segmentação
Preço, Mix e
Segmentação
Estratégias
EVA Economic Value Added
Cash Operating
Cycle
Fixed Asset
Utilization
ESTOQUES
CUSTOS
PRAZO MÉDIO PAGAMENTO
PRAZO MÉDIO
RECEBIMENTO
DESPESAS OPERACIONAIS
RECEITA
Capital
Utilization
DEPRECIAÇÃO/AMORTIZAÇ
ÃO
CCL
UTILIZAÇÃO
ATIVO FIXO
RESULTADO
OPERACIONAL
e EBITIDA
UTILIZAÇÃO
CAPITAL
ROI
Métodos Tradicionais
Direcionador
único
Desafio
Cadeia de Valores
Distribuição de Custos
Elos que não
Agregam Valor
Cadeia de Valores
Permite identificar
Permite detectar
Permite alcançar Otimização dos
Custos
Novas
Oportunidades
Distribuição dos custos
na indústria alimentícia
 Custos Logísticos
 Custos Comerciais
 Custos de Marketing
 Custos de Produção (sem
MP)
 Custos administrativos
Custos fixos entre
competências e valores
AC/NAV AC/AV
BC/NAV BC/AV
N
Í
V
E
L
D
E
C
O
M
P
E
T
Ê
N
C
I
A
AGREGAÇÃO DE VALOR
Diminuir
Custos Fixos
Alternativas para a redução de
Custos Fixos
• Elaboração do
orçamento positivo
• Capacitação de alto
impacto
• Pjotização
• Terceirizações
• Venda de alto
impacto
Custos
fixos
Custos
Variáveis
Industrial
Custos
fixos
Custos
Variáveis
Comercial
Dividir Gerencialmente a empresa em
 Estabelecemos perspectiva de ganho econômico
financeiro para o período de 12 meses;
 Avaliamos estruturas contábeis, plano de contas – centro
de custo e estratificamos por grupamentos semelhantes;
 Elegemos um líder/dono para cada grupamento;
 Desdobraremos as metas para cada grupamento de
contas;
 Analisamos preço de venda e de aquisição e
produtividade de cada processo;
 Negociamos as metas em termos relativos (%) entre as
partes envolvidas;
 Elaboramos a matriz orçamentária e capacitamos as
pessoas envolvidas;
 Apoiamos no monitoramento sistemático das metas e
dos resultados.
 Despesas aplicadas de forma qualitativa;
 Custos fixos e variáveis reduzidos;
 Liderança comprometida com os desafios e
resultados;
 Margens do negócio ampliadas;
 Processos modernizados;
 Resultados sustentáveis;
 Book do projeto com plano de conta
comentado.
Como Fazemos... Entregáveis
Relevante
Tempo médio de implementação 180-360 dias;
ROI superior a R$ 2.5/R$1.00;
Na média os resultados começam a surgir a
partir do 75° dia após o início.
Proposta de Valor: Alcançar ganho econômico superior a 5% na Execução da Peça
Orçamentária
Orçamento
Positivo
Resumo do Planejamento
DC
A PMeta
Estratégica
Gestores de Pacote
identificam as
Oportunidades
Metas Desafiadores
de redução por CC
Normas e Padrões
para alcançar
as metas
S N V enc to V alor anual
O bjetivo
red. %
E s tratégia R es pons ável D ata
% R eduç ão
N egoc iada
Novo
Valor
P apel V C P x 12-jan 72.000 10%
C artucho de
tinta
K alunga x 9-m ai 50.000 5% 30/abr
Tonner X erox X 5.000 30%
P asta/fichário
P apelaria New
Office
x 4.000 20%
Notas fiscais JC F orm ulários x 15-jul 120.000 10%
251.000 10% % M édia de redução dos contratos TOTA L 0
303.150 83% % Identificada das contas
F ORNE C E D OR
Suporte Administrativo
Material de escritório
Inês
Total identificado na conta
Total
N e g o cia çã o
PACOTE
CONTA
GESTOR
ANÁLISE DE CONTRATOS
A n a lise d o co n tra to
ITE M
C o n t. fo rm a l ?
Análise de Contrato
NOVO CUSTO
PREÇO
REDUÇÃO DO PREÇO
REDUÇÃO
DO
CONSUMO
CONSUMO
+ Gastos
Valor
Contábil
Parâmetros
G estor es
E ntid ad es
R ealizado
Acum ulado
(R$)
M eta
Acum ulada
(R $)
Diferença
(R$)
Realizado
Acum ulado
(R $)
M eta
A cumulada
(R$)
Diferença
(R $)
Realizado
A cumulado
(R$)
M eta
Acum ulada
(R$)
D iferença
(R$)
Realizado
Acum ulado
(R$)
M eta
A cum ulada
(R$)
Paco tes de
Pro d uto s
G estor es
Bebida
E nergética
Creme UHT
Doce de Leite
Iogurte
L.Ester.S abor
Leite C
Leite C - Vit
Leite
Condensado
Leite em Pó
Leite Longa
V ida
M anteiga
Q .Petit Suiss
Q ueijo
Requeijão
Soro em pó
Sucos
T o tal d as En tidad es
R egião Centro-O este/Sudeste Região Norte/Nordeste R egião São Paulo/Sul T otal
Do no : D r. Jacq ues G on tijo
Matrizes
Orçamentárias
Negociação
Geral das
metas
Análise
R$/F

IndicadoresMetas
Preliminares
2. Elaboração do
Orçamento
2.1 Análises iniciais e
preparação para
definição de metas
Escopo do trabalho
Produtos
2.2 Definição de metas
preliminares
Conceitos
Ferramentas
2.3 Negociação e
consolidação
Negociação
Consolidação
Resumo do planejamento
Orçamento Positivo -
Gastos
Metas de um pacote
entre as áreas
Meta das áreas entre
os pacotes
Fechamento das metas nas
áreas e pacotes da matriz
Orçamento
Positivo
Análise de Gastos
Gastos =
(Custo Total de
Gasolina)
X
L. Gasolina
Dia
R$
Litro
Análise
Histórica
1 2
Ação sobre os
parâmetros
Renegociação de
contratos
Preço por litro
Litros
Gasolina
Novo Custo
Custo
Original
2. Elaboração do
Orçamento
2.1 Análises iniciais e
preparação para
definição de metas
Escopo do trabalho
Produtos
2.2 Definição de metas
preliminares
Conceitos
Ferramentas
2.3 Negociação e
consolidação
Negociação
Consolidação
Resumo do planejamento
Orçamento Positivo -
Gastos
Contato:
Raimundo Sousa
rai.sousa@ilgc.com.br
(11)9 9990-5534
Adriano Gama
adriano.gama@ilgc.com.br
(11) 9 9489-6828
ILGC
Instituto Latino Americano de Gestão Competitiva
Av. Nazaré, 1139 | 2º andar - Cj. 203 | Ipiranga, SP
Telefone: (11) 2948-3336
www.ilgc.com.br
Contato
Ser Competitivo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Palestra - Precificação: Acerte no preço e ganhe mais! EAC Software
Palestra - Precificação: Acerte no preço e ganhe mais! EAC SoftwarePalestra - Precificação: Acerte no preço e ganhe mais! EAC Software
Palestra - Precificação: Acerte no preço e ganhe mais! EAC SoftwareEAC Software
 
Análise economica financeira
Análise economica financeiraAnálise economica financeira
Análise economica financeiraDelza
 
Avaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry Kato
Avaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry KatoAvaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry Kato
Avaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry KatoSustentare Escola de Negócios
 
Apostila analise de custos v 300
Apostila analise de custos v 300Apostila analise de custos v 300
Apostila analise de custos v 300Cesar Ventura
 
A ciência contabilística e a contabilidade de custos
A ciência contabilística e a contabilidade de custosA ciência contabilística e a contabilidade de custos
A ciência contabilística e a contabilidade de custosUniversidade Pedagogica
 
71 slides controladoria e economia parte ii 28 ago 2015
71 slides  controladoria e economia  parte ii  28 ago 201571 slides  controladoria e economia  parte ii  28 ago 2015
71 slides controladoria e economia parte ii 28 ago 2015delano chaves gurgel do amaral
 
0000000000000000000000000000000000000 estrutura das demostracoes_contabeis
0000000000000000000000000000000000000 estrutura das demostracoes_contabeis0000000000000000000000000000000000000 estrutura das demostracoes_contabeis
0000000000000000000000000000000000000 estrutura das demostracoes_contabeisJoão Fernando Borges Domingos
 
Administração+competitiva
Administração+competitivaAdministração+competitiva
Administração+competitivaAndreia Figueira
 
Exercicio contab alav e renta
Exercicio contab alav e rentaExercicio contab alav e renta
Exercicio contab alav e rentaDiana NG
 
Valoração de Tecnologias
Valoração de TecnologiasValoração de Tecnologias
Valoração de Tecnologiaspablovml
 
Bis basic industrial skills - edição 001 - taticas para vencer a crise - p...
Bis   basic industrial skills -  edição 001 - taticas para vencer a crise - p...Bis   basic industrial skills -  edição 001 - taticas para vencer a crise - p...
Bis basic industrial skills - edição 001 - taticas para vencer a crise - p...Licio Melo
 
Orçamento de caixa
Orçamento de caixaOrçamento de caixa
Orçamento de caixaFelipe Leo
 
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e ContabilidadeProjecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e ContabilidadeInes Loureiro
 

Mais procurados (20)

Palestra - Precificação: Acerte no preço e ganhe mais! EAC Software
Palestra - Precificação: Acerte no preço e ganhe mais! EAC SoftwarePalestra - Precificação: Acerte no preço e ganhe mais! EAC Software
Palestra - Precificação: Acerte no preço e ganhe mais! EAC Software
 
Análise economica financeira
Análise economica financeiraAnálise economica financeira
Análise economica financeira
 
Avaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry Kato
Avaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry KatoAvaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry Kato
Avaliação Econômica e Financeira - Aula 01 - Slides - Prof. Jerry Kato
 
balanced scorecard
 balanced scorecard balanced scorecard
balanced scorecard
 
Aspectos de controladoria
Aspectos de controladoriaAspectos de controladoria
Aspectos de controladoria
 
Excellence Solutions - PROJETO S&OP
Excellence Solutions  - PROJETO S&OPExcellence Solutions  - PROJETO S&OP
Excellence Solutions - PROJETO S&OP
 
Contabilidade de gestao
Contabilidade de gestaoContabilidade de gestao
Contabilidade de gestao
 
âMbito da contabilidade de gestão
âMbito da contabilidade de gestãoâMbito da contabilidade de gestão
âMbito da contabilidade de gestão
 
Apostila analise de custos v 300
Apostila analise de custos v 300Apostila analise de custos v 300
Apostila analise de custos v 300
 
A ciência contabilística e a contabilidade de custos
A ciência contabilística e a contabilidade de custosA ciência contabilística e a contabilidade de custos
A ciência contabilística e a contabilidade de custos
 
71 slides controladoria e economia parte ii 28 ago 2015
71 slides  controladoria e economia  parte ii  28 ago 201571 slides  controladoria e economia  parte ii  28 ago 2015
71 slides controladoria e economia parte ii 28 ago 2015
 
0000000000000000000000000000000000000 estrutura das demostracoes_contabeis
0000000000000000000000000000000000000 estrutura das demostracoes_contabeis0000000000000000000000000000000000000 estrutura das demostracoes_contabeis
0000000000000000000000000000000000000 estrutura das demostracoes_contabeis
 
Administração+competitiva
Administração+competitivaAdministração+competitiva
Administração+competitiva
 
Gestão compartilhada
Gestão compartilhadaGestão compartilhada
Gestão compartilhada
 
Exercicio contab alav e renta
Exercicio contab alav e rentaExercicio contab alav e renta
Exercicio contab alav e renta
 
Valoração de Tecnologias
Valoração de TecnologiasValoração de Tecnologias
Valoração de Tecnologias
 
Gestao compartilhada
Gestao compartilhadaGestao compartilhada
Gestao compartilhada
 
Bis basic industrial skills - edição 001 - taticas para vencer a crise - p...
Bis   basic industrial skills -  edição 001 - taticas para vencer a crise - p...Bis   basic industrial skills -  edição 001 - taticas para vencer a crise - p...
Bis basic industrial skills - edição 001 - taticas para vencer a crise - p...
 
Orçamento de caixa
Orçamento de caixaOrçamento de caixa
Orçamento de caixa
 
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e ContabilidadeProjecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
Projecto de Franchising de Gestão e Contabilidade
 

Semelhante a WEBINAR 30/07/15 – COMO TRANSFORMAR CUSTO FIXO EM CUSTO VARIÁVEL? - Mercado Alimentício

Balanced Scorecard IV Congress South America
Balanced Scorecard IV Congress South AmericaBalanced Scorecard IV Congress South America
Balanced Scorecard IV Congress South Americaguestad8ca6
 
Planejamento financeiro e precificação
Planejamento financeiro e precificaçãoPlanejamento financeiro e precificação
Planejamento financeiro e precificaçãoADM Soluções
 
Indicadores de Desempenho.pdf
Indicadores de Desempenho.pdfIndicadores de Desempenho.pdf
Indicadores de Desempenho.pdfPedro Luis Moraes
 
Controladoria de negocio
Controladoria de negocioControladoria de negocio
Controladoria de negocioAriovaldo Silva
 
Gestão de resultados ga telecom
Gestão de resultados   ga telecomGestão de resultados   ga telecom
Gestão de resultados ga telecomAntonio Moreira
 
E Business Brasil V.5
E Business Brasil V.5E Business Brasil V.5
E Business Brasil V.5oburegio
 
E Business Brasil V.5
E Business Brasil V.5E Business Brasil V.5
E Business Brasil V.5Oto Burégio
 

Semelhante a WEBINAR 30/07/15 – COMO TRANSFORMAR CUSTO FIXO EM CUSTO VARIÁVEL? - Mercado Alimentício (8)

Balanced Scorecard IV Congress South America
Balanced Scorecard IV Congress South AmericaBalanced Scorecard IV Congress South America
Balanced Scorecard IV Congress South America
 
Planejamento financeiro e precificação
Planejamento financeiro e precificaçãoPlanejamento financeiro e precificação
Planejamento financeiro e precificação
 
Indicadores de Desempenho.pdf
Indicadores de Desempenho.pdfIndicadores de Desempenho.pdf
Indicadores de Desempenho.pdf
 
Controladoria de negocio
Controladoria de negocioControladoria de negocio
Controladoria de negocio
 
Gestão de resultados ga telecom
Gestão de resultados   ga telecomGestão de resultados   ga telecom
Gestão de resultados ga telecom
 
BSC - Balanced Scorecard
BSC - Balanced ScorecardBSC - Balanced Scorecard
BSC - Balanced Scorecard
 
E Business Brasil V.5
E Business Brasil V.5E Business Brasil V.5
E Business Brasil V.5
 
E Business Brasil V.5
E Business Brasil V.5E Business Brasil V.5
E Business Brasil V.5
 

Mais de ILGC - Instituto Latino Americano de Gestão Competitiva

Mais de ILGC - Instituto Latino Americano de Gestão Competitiva (20)

Apresentaçao lean thinking para empresas do segmento alimenticio
Apresentaçao lean thinking para empresas do segmento alimenticioApresentaçao lean thinking para empresas do segmento alimenticio
Apresentaçao lean thinking para empresas do segmento alimenticio
 
Ser Competitivo - Agosto 2016
Ser Competitivo - Agosto 2016Ser Competitivo - Agosto 2016
Ser Competitivo - Agosto 2016
 
Ser Competitivo - Junho 2016
Ser Competitivo - Junho 2016Ser Competitivo - Junho 2016
Ser Competitivo - Junho 2016
 
Lean Thinking - aplicado as pequenas e médias empresas.
Lean Thinking - aplicado as pequenas e médias empresas.Lean Thinking - aplicado as pequenas e médias empresas.
Lean Thinking - aplicado as pequenas e médias empresas.
 
Ser Competitivo Maio 2016
Ser Competitivo Maio 2016Ser Competitivo Maio 2016
Ser Competitivo Maio 2016
 
Ser competitivo Abril 2016
Ser competitivo Abril 2016Ser competitivo Abril 2016
Ser competitivo Abril 2016
 
Webinar - Como preparar sua empresa para Exportação
Webinar - Como preparar sua empresa para ExportaçãoWebinar - Como preparar sua empresa para Exportação
Webinar - Como preparar sua empresa para Exportação
 
Ser Competitivo Março 2016
Ser Competitivo Março 2016Ser Competitivo Março 2016
Ser Competitivo Março 2016
 
Newsletter Ser Competitivo - Edição fevereiro 2016
Newsletter Ser Competitivo - Edição fevereiro 2016Newsletter Ser Competitivo - Edição fevereiro 2016
Newsletter Ser Competitivo - Edição fevereiro 2016
 
Apresentação Webinar Especial - Orçamento Positivo
Apresentação Webinar Especial - Orçamento PositivoApresentação Webinar Especial - Orçamento Positivo
Apresentação Webinar Especial - Orçamento Positivo
 
Workshop Orçamento Positivo - 04/11/2015
Workshop Orçamento Positivo - 04/11/2015Workshop Orçamento Positivo - 04/11/2015
Workshop Orçamento Positivo - 04/11/2015
 
Webinar 23/09/15 - Mercado de Pequenas e Médias Empresas com Crescimento Acel...
Webinar 23/09/15 - Mercado de Pequenas e Médias Empresas com Crescimento Acel...Webinar 23/09/15 - Mercado de Pequenas e Médias Empresas com Crescimento Acel...
Webinar 23/09/15 - Mercado de Pequenas e Médias Empresas com Crescimento Acel...
 
Oficina de Trabalho - Vendas de Alto Impacto
Oficina de Trabalho - Vendas de Alto ImpactoOficina de Trabalho - Vendas de Alto Impacto
Oficina de Trabalho - Vendas de Alto Impacto
 
NEWSLETTER ILGC - Agosto 2015
NEWSLETTER ILGC - Agosto 2015 NEWSLETTER ILGC - Agosto 2015
NEWSLETTER ILGC - Agosto 2015
 
NEWSLETTER ILGC - julho 2015
NEWSLETTER ILGC - julho 2015 NEWSLETTER ILGC - julho 2015
NEWSLETTER ILGC - julho 2015
 
WEBINAR 01/07/15 – LIÇÕES DA ATD 2015 – TENDÊNCIAS PARA DESENVOLVIMENTO DE TA...
WEBINAR 01/07/15 – LIÇÕES DA ATD 2015 – TENDÊNCIAS PARA DESENVOLVIMENTO DE TA...WEBINAR 01/07/15 – LIÇÕES DA ATD 2015 – TENDÊNCIAS PARA DESENVOLVIMENTO DE TA...
WEBINAR 01/07/15 – LIÇÕES DA ATD 2015 – TENDÊNCIAS PARA DESENVOLVIMENTO DE TA...
 
NEWSLETTER ILGC - junho 2015
NEWSLETTER ILGC - junho 2015NEWSLETTER ILGC - junho 2015
NEWSLETTER ILGC - junho 2015
 
WEBINAR - Mentoring Comercial – Prática Efetiva ou Modismo? (Eduardo Rocha)
WEBINAR -  Mentoring Comercial – Prática Efetiva ou Modismo? (Eduardo Rocha)WEBINAR -  Mentoring Comercial – Prática Efetiva ou Modismo? (Eduardo Rocha)
WEBINAR - Mentoring Comercial – Prática Efetiva ou Modismo? (Eduardo Rocha)
 
WEBINAR - Mentoring Comercial – Prática Efetiva ou Modismo? (Raimundo Sousa)
WEBINAR -  Mentoring Comercial – Prática Efetiva ou Modismo? (Raimundo Sousa)WEBINAR -  Mentoring Comercial – Prática Efetiva ou Modismo? (Raimundo Sousa)
WEBINAR - Mentoring Comercial – Prática Efetiva ou Modismo? (Raimundo Sousa)
 
WEBINAR - JOGOS DE NEGÓCIOS - Como Desenvolver Talentos Através de Experiênci...
WEBINAR - JOGOS DE NEGÓCIOS - Como Desenvolver Talentos Através de Experiênci...WEBINAR - JOGOS DE NEGÓCIOS - Como Desenvolver Talentos Através de Experiênci...
WEBINAR - JOGOS DE NEGÓCIOS - Como Desenvolver Talentos Através de Experiênci...
 

WEBINAR 30/07/15 – COMO TRANSFORMAR CUSTO FIXO EM CUSTO VARIÁVEL? - Mercado Alimentício

  • 1.
  • 2. WEBINAR* Como transformar custos fixos em custos variáveis? Inverno 2015 Competitividade através de pessoas, processos e tecnologia..... *A tecnologia a serviço das pessoas
  • 3. O Instituto Latino Americano de Gestão Competitiva - ILGC é um integrador de talentos e habilidades, cujas ações são convergentes para a melhoria permanente da competitividade das pessoas e seus negócios. Objetivamente, apoiamos as organizações e pessoas a serem competitivas e geradoras de riquezas através do tempo. Negócio: Construir Valor em Processos Empresariais.  Consultoria Empresarial:  Processos e Indicadores, Produtos e Tecnologia, Modelo de Negócio, Planejamento Estratégico, Revitalização de Negócios e Execução Qualificada;  Educação Continuada:  Encontros Presenciais e Virtuais, Ações para Formação e Capacitação, Mentoring Estratégico. Negócios Estratégicos:  BPO, Interim Management, Alianças Estratégicas. Quem somos e O que Fazemos 1998/2004 FCO / FDG / INDG /Falconi 2004/2005 BMI 2005/2007 TotvsBMI 2007/2008 Totvs Consulting 2008 - ILGC
  • 4. No que Acreditamos... • Simplicidade e Austeridade.....Colaboração.....Tecnologia.....Redes Sociais..... ATITUDE
  • 5. A indústria de alimentos no Brasil 2014 Faturamento R$ 529,6 bilhões Crescimento nominal em valor de produção 9,27% Crescimento da produção física 1,13% Crescimento das vendas reais 1,52% Comércio Exterior* Exportações US$ 41,1 bilhões Importações US$ 5,7 bilhões Saldo Comercial US$ 35,4 bilhões Mercado Interno* Varejo alimentar R$ 277,6 bilhões Food Service R$ 132,5 bilhões Total Mercado Interno R$ 410,1 bilhões Emprego* Nível de emprego 1.66 milhão Novos postos de trabalho 17 mil Fonte: ABIA Associação Brasileira da Industria de Alimentação
  • 6. A indústria de alimentos no Brasil Perspectivas para 2015 • Inflação na casa dos 9% • PIB -1,7% Maior Competividade
  • 7. Desafios das lideranças na condução dos negócios  Fatores de Atenção Relevante:  Riscos Climáticos;  Estratégias de comercialização;  Estratégias de armazenagem;  Impacto das importações;  Endividamento/custo do capital.  Tomar decisões técnicas;  Demandas por maior produtividade;  Necessidade de redução das “perdas” visíveis e invisíveis.  Obsessão por controle e redução de custos;  Explorar a integração das atividades produtivas  Construir alianças e relacionamentos sustentáveis;  Gerenciar tecnologia e custos para a sustentabilidade econômica.
  • 9. Conceitos Volume (Q) Un.Monet.($) Gasto fixo Gasto variável Gasto total Receita total Break-even point Ponto de ruptura Ponto de equilíbrio contábil (PECq)
  • 10. Volume (Q) Un.Monet.($) Gasto fixo Gasto total Receita total Break-even point Ponto de equilíbrio contábil (PECq)
  • 11. Valor agregado de um negócio Gestão dos Processos Gestão dos Recursos Gestão do Orçamento Simulação de Cenários Gerar Valor ao Negócio RESULTADO das áreas INVESTIMENTOS Custos dos mercados Custos de estocagem e produção Preço, Mix e Segmentação ERP Outros Estrutura de Gerenciamento Macro objetivo estratégico Objetivos estratégicos Estratégias EVA= Lucro Operacional após o Imposto de Renda - (Capital Investido x Custo de Oportunidade)
  • 12. Gestão Estratégica de Custos G.E.C. Análise de Custos Posicionamento Estratégico Cadeia de Valores Custos do Mercado Gestão dos Processos Gestão dos Recursos Gestão do Orçamento Simulação de Cenários Gerar Valor ao Negócio (EVA) Macro objetivo estratégico RESULTADO das áreas INVESTIMENTOS Objetivos Estratégicos ECM – Enterprise Cost Management ERPERP OutrosOutros Custos dos mercados Custos de produção Preço, Mix e Segmentação Estratégias EVA Economic Value Added Gestão dos Processos Gestão dos Recursos Gestão do Orçamento Simulação de Cenários Gestão dos Processos Gestão dos Recursos Gestão do Orçamento Simulação de Cenários Gerar Valor ao Negócio (EVA) Macro objetivo estratégicoGerar Valor ao Negócio (EVA) Macro objetivo estratégico RESULTADO das áreas INVESTIMENTOS Objetivos EstratégicosRESULTADO das áreas INVESTIMENTOS Objetivos Estratégicos ECM – Enterprise Cost Management ERPERP OutrosOutros Custos dos mercados Custos de produção Custos dos mercados Custos de produção Preço, Mix e Segmentação Preço, Mix e Segmentação Estratégias EVA Economic Value Added Cash Operating Cycle Fixed Asset Utilization ESTOQUES CUSTOS PRAZO MÉDIO PAGAMENTO PRAZO MÉDIO RECEBIMENTO DESPESAS OPERACIONAIS RECEITA Capital Utilization DEPRECIAÇÃO/AMORTIZAÇ ÃO CCL UTILIZAÇÃO ATIVO FIXO RESULTADO OPERACIONAL e EBITIDA UTILIZAÇÃO CAPITAL ROI
  • 15. Cadeia de Valores Distribuição de Custos Elos que não Agregam Valor Cadeia de Valores Permite identificar Permite detectar Permite alcançar Otimização dos Custos Novas Oportunidades Distribuição dos custos na indústria alimentícia  Custos Logísticos  Custos Comerciais  Custos de Marketing  Custos de Produção (sem MP)  Custos administrativos
  • 16. Custos fixos entre competências e valores AC/NAV AC/AV BC/NAV BC/AV N Í V E L D E C O M P E T Ê N C I A AGREGAÇÃO DE VALOR Diminuir Custos Fixos
  • 17. Alternativas para a redução de Custos Fixos • Elaboração do orçamento positivo • Capacitação de alto impacto • Pjotização • Terceirizações • Venda de alto impacto Custos fixos Custos Variáveis Industrial Custos fixos Custos Variáveis Comercial Dividir Gerencialmente a empresa em
  • 18.  Estabelecemos perspectiva de ganho econômico financeiro para o período de 12 meses;  Avaliamos estruturas contábeis, plano de contas – centro de custo e estratificamos por grupamentos semelhantes;  Elegemos um líder/dono para cada grupamento;  Desdobraremos as metas para cada grupamento de contas;  Analisamos preço de venda e de aquisição e produtividade de cada processo;  Negociamos as metas em termos relativos (%) entre as partes envolvidas;  Elaboramos a matriz orçamentária e capacitamos as pessoas envolvidas;  Apoiamos no monitoramento sistemático das metas e dos resultados.  Despesas aplicadas de forma qualitativa;  Custos fixos e variáveis reduzidos;  Liderança comprometida com os desafios e resultados;  Margens do negócio ampliadas;  Processos modernizados;  Resultados sustentáveis;  Book do projeto com plano de conta comentado. Como Fazemos... Entregáveis Relevante Tempo médio de implementação 180-360 dias; ROI superior a R$ 2.5/R$1.00; Na média os resultados começam a surgir a partir do 75° dia após o início. Proposta de Valor: Alcançar ganho econômico superior a 5% na Execução da Peça Orçamentária Orçamento Positivo
  • 19. Resumo do Planejamento DC A PMeta Estratégica Gestores de Pacote identificam as Oportunidades Metas Desafiadores de redução por CC Normas e Padrões para alcançar as metas S N V enc to V alor anual O bjetivo red. % E s tratégia R es pons ável D ata % R eduç ão N egoc iada Novo Valor P apel V C P x 12-jan 72.000 10% C artucho de tinta K alunga x 9-m ai 50.000 5% 30/abr Tonner X erox X 5.000 30% P asta/fichário P apelaria New Office x 4.000 20% Notas fiscais JC F orm ulários x 15-jul 120.000 10% 251.000 10% % M édia de redução dos contratos TOTA L 0 303.150 83% % Identificada das contas F ORNE C E D OR Suporte Administrativo Material de escritório Inês Total identificado na conta Total N e g o cia çã o PACOTE CONTA GESTOR ANÁLISE DE CONTRATOS A n a lise d o co n tra to ITE M C o n t. fo rm a l ? Análise de Contrato NOVO CUSTO PREÇO REDUÇÃO DO PREÇO REDUÇÃO DO CONSUMO CONSUMO + Gastos Valor Contábil Parâmetros G estor es E ntid ad es R ealizado Acum ulado (R$) M eta Acum ulada (R $) Diferença (R$) Realizado Acum ulado (R $) M eta A cumulada (R$) Diferença (R $) Realizado A cumulado (R$) M eta Acum ulada (R$) D iferença (R$) Realizado Acum ulado (R$) M eta A cum ulada (R$) Paco tes de Pro d uto s G estor es Bebida E nergética Creme UHT Doce de Leite Iogurte L.Ester.S abor Leite C Leite C - Vit Leite Condensado Leite em Pó Leite Longa V ida M anteiga Q .Petit Suiss Q ueijo Requeijão Soro em pó Sucos T o tal d as En tidad es R egião Centro-O este/Sudeste Região Norte/Nordeste R egião São Paulo/Sul T otal Do no : D r. Jacq ues G on tijo Matrizes Orçamentárias Negociação Geral das metas Análise R$/F  IndicadoresMetas Preliminares 2. Elaboração do Orçamento 2.1 Análises iniciais e preparação para definição de metas Escopo do trabalho Produtos 2.2 Definição de metas preliminares Conceitos Ferramentas 2.3 Negociação e consolidação Negociação Consolidação Resumo do planejamento Orçamento Positivo - Gastos
  • 20. Metas de um pacote entre as áreas Meta das áreas entre os pacotes Fechamento das metas nas áreas e pacotes da matriz Orçamento Positivo
  • 21. Análise de Gastos Gastos = (Custo Total de Gasolina) X L. Gasolina Dia R$ Litro Análise Histórica 1 2 Ação sobre os parâmetros Renegociação de contratos Preço por litro Litros Gasolina Novo Custo Custo Original 2. Elaboração do Orçamento 2.1 Análises iniciais e preparação para definição de metas Escopo do trabalho Produtos 2.2 Definição de metas preliminares Conceitos Ferramentas 2.3 Negociação e consolidação Negociação Consolidação Resumo do planejamento Orçamento Positivo - Gastos
  • 22. Contato: Raimundo Sousa rai.sousa@ilgc.com.br (11)9 9990-5534 Adriano Gama adriano.gama@ilgc.com.br (11) 9 9489-6828 ILGC Instituto Latino Americano de Gestão Competitiva Av. Nazaré, 1139 | 2º andar - Cj. 203 | Ipiranga, SP Telefone: (11) 2948-3336 www.ilgc.com.br Contato Ser Competitivo