SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
Edição 01/2015
Jan/Fev/Mar de 2015
Newsletter trimestral produzida pela área técnica do ILGC – Instituto Latino Americano de Gestão Competitiva.
Como superar 2015
Nos últimos meses temos recebido uma verdadeira avalanche de
“cenários e prognósticos para 2015”. Crescimento econômico próximo
de zero, inflação no limite da meta, aumentos expressivos de custos,
baixo volume de investimentos, ...e vai por aí afora. Diante de cenários
tão adversos, que caminhos e atitudes tomar?
Este foi o tema do webinar (seminário virtual através da web) que
realizamos no início de dezembro, com expressiva audiência em
todo o país, e que teve a participação dos experientes executivos e
consultores Walter Serer, Adriano Gama e Eduardo Rocha.
Com simplicidade e sabedoria, o consultor Walter Serer, amparado
pela expressiva experiência em conduzir empresas nacionais e
multinacionais, afirmou que “o momento será menos traumático para
os que estão preparados”. Estes devem conduzir os seus planos com
os eventuais “ajustes de rumos”, com Integridade e Respeito, valores
fundamentais na vida das pessoas e no progresso das organizações,
estimulando o seu time de líderes, e colaboradores, sem perder de
vista a missão, visão e valores do negócio.
Neste contexto, o Walter nos mostrou que a - governança corporativa -,
seja em organizações de grande, médio e pequeno porte, exerce um
papel fundamental em qualquer processo profissional de gestão. Muito
se fala em compromisso e comprometimento dos colaboradores
na obtenção de resultados, mas, a honestidade, a transparência na
comunicação de planos e resultados, e a integridade dos gestores
precede todo e qualquer sistema de gestão. Sem estes preceitos
fundamentais, qualquer sistema de gestão transforma-se num mero
processo burocrático e, certamente, estará fadado ao fracasso.
Um sistema de gestão cuja base é alicerçada por um sistema de
Governança Corporativa proporciona:
	Visão de FUTURO e OBJETIVOS compartilhados,
	Alinhamento das PESSOAS com a ESTRATÉGIA de negócio,
	Sentido de responsabilidade e COMPROMISSO com resultados,
	MELHORIA sustentável e mensurável, e,
	Maior capacidade para obter MUDANÇAS futura.
Alinhado com a necessidade de “estar preparado” para os cenários
difíceis, o consultor Adriano Gama, especialista em finanças e custos,
mostrou-nos alguns fatores contributivos para a baixa produtividade e
competitividade das empresas, presentes ainda em muitas das nossas
organizações, afirmando ser ‘imperioso’ a correção imediata destas
anomalias. Adotar seletividade nos gastos, buscar permanentemente
reduzir as perdas visíveis e invisíveis e ter obsessão por controle e
redução de custos, serão fatores vitais para vencer os desafios do
ano presente.
Finalmente, e não menos importante para superar grandes desafios, o
consultor Eduardo Rocha, especialista em gente e comportamento, nos
afirmou de que há vários tipos de comportamento profissional, entre
eles há em comum a luta pela sobrevivência, todavia com estratégias
diferenciadas utilizadas para se conseguir o objetivo. Destaca-se entre
estes comportamentos, a estratégia do cultivador , que trata cuidar
dos meios para depois colher os seus frutos. Esta gera riqueza, é
confiável e gera um ambiente agradável para que os frutos amadure-
çam e possam ser colhidos. Os cultivadores não se incomodam em
desenvolver planos de médio e longo prazo. Ou seja, não serão os
eventuais ventos fortes do cenário mais provável, que os desviarão
dos seus planos, do cumprimento da missão, da busca da visão e dos
valores do negócio. Segundo estudos que o Eduardo tem acesso, os
comportamentos predadores e ou não construtivos, são responsáveis
por 80% dos desligamentos das pessoas nas organizações.
A figura que centraliza estas breves reflexões, torna-se enigmática neste
momento. Há dois vetores. Em quais deles, seu negócio esta inserido?
Quem estiver preparado, ou agir rapidamente para se adequar às
turbulências do cenário atual, poderá acompanhar o vetor “verde”. Ou-
tras poderão ficar “derrapando no tempo e perdendo oportunidades” e
certamente outras definharão pelo vetor “vermelho” e farão parte das
estatísticas fúnebres de negócios.
Nosso desejo é que você esteja no primeiro grupo (verde), mesmo nos
momentos difíceis, crescendo e avançando. Portanto, recomendamos
que você “viva 2015 intensamente”. Seja persistente! Seja Resistente!,
Seja Resiliente! E “Execute de forma Qualificada” todas as atividades
que a vida lhe exigir neste novo ano.
Boa leitura e que em 2015 você seja vencedor e vendedor!
Você poderá acessar as apresentações do Walter, Adriano e Eduardo,
bem como a integra das análises de cada um sobre o tema
apresentado, através do endereço a seguir
http://pt.slideshare.net/InstitutoILGC/documents
Etapas na vida das empresas.
Expediente
Dirigido pelo consultor Raimundo Sousa e um time de especialistas comprometidos com os resultados de seus clientes, o ILGC é um Integra-
dor de talentos e habilidades, cujas ações são convergentes para a melhoria permanente da competitividade das pessoas e seus negócios.
ILGC - Escritório Central - Av. Nazaré, 1139 - Cj. 203 / Ipiranga - 04263-100 - São Paulo /SP – Brasil
Tel: +55 11 2948-3336 - faleconosco@ilgc.com.br - www.ilgc.com.br
A marca Ser Competitivo é propriedade do ILGC.
www.THEGEDA.com.br
(Somos todos vendedores)
O ato de vender (troca de um bem ou serviço por uma contrapartida
financeira) remonta ao periodo da pré-história, notadamente o
chamado periodo “neolítico” quando se tem indícios das primeiras
plantações agrícolas e produção de cerâmica, onde nossos antece-
dentes praticavam algum tipo de comércio, inicialmente com troca de
objetos (escambo), quase sempre em troca de comida ou algum outro
objeto que lhe fosse útil. Mais tarde, com a fixação do homem há
terra, este passou a ter interesses, e começou a visar o lucro em suas
transações.
Para o bem e para o mal, estas práticas evoluiram ao longo do tempo,
chegando aos nossos dias com verdadeiros “arsenais” para apoiar os
“vendedores e suas forças de vendas” no alcance de seus objetivos/
metas.
Conceitualmente, os vendedores são profissionais da área
comercial responsáveis pela troca de um produto ou serviço por um
determinado valor, e a força de vendas, o conjunto destes vendedores.
No conceito “antigo”, a força de vendas consistia no grupo de pessoas
contratadas para fazer a “intermediação” entre o produtor e o eventual
comprador. Eram, e em alguns casos ainda são, pessoas diferenciadas,
com alto poder de persuação e a obrigação de “trazer os pedidos”.
No conceito contemporâneo, a força de vendas deve ser todas as
pessoas da organização, sejam diretores, gerentes, supervisores ou
operadores de todas as áreas da organização. Limitar a força de vendas
apenas àqueles que tem no cartão de visitas ou no cargo que ocupa,
o título de vendedor, é um grande desperdício para o negócio e para
todos que são beneficiados pelo negócio.
O novo comprador/consumidor tem evoluido muito rápido e nos dias
atuais não basta ter o produto/solução com qualidade, preço com-
petitivo e entregue no tempo certo. A questão da segurança (seja
de quem produz, de quem utiliza, da natureza/meio ambiente e da
sociedade em geral) e o moral (estado de espírito, motivação) das
pessoas nas organizações em que trabalham, são fatores decisivos na
hora da compra. Recentemente, numa espera de voo, presenciamos
um grupo de jovens presumivelmente da área técnica de uma grande
organização nacional, que comentavam entre si a “postura construtiva
e colaborativa” de seus líderes, os projetos de inovação para melhorias
dos produtos e a grande satisfação em serem partes da organização.
Eu não tenho dúvidas de que na hora de comprar tais produtos, aque-
la marca será a preferida. Indiretamente, aqueles jovens agiram
como grandes vendedores.
Naturalmente, que a maioria das organizações tem a sua estrutura co-
mercial constituida, própria ou tercerizada. Maior ou menor em função
das suas diferenças de negócios, com mais ou menos tecnologias para
apoiá-los, mas na nossa experiência, isso só nao basta!
É necessário que todos indistintamente tenham o cliente/comprador/
mercado como a referência para o seu trabalho. Certamente haverá
um grupo que tem a função adicional de “interagir” com o cliente para
a concretização do negócio (formalização da relação de troca), mas
todos devem estar comprometidos com o cliente final.
Há “muitos anos atrás”, num encontro informal com o Sr. Samuel Klein
(fundador das Casas Bahia) perguntamos a ele qual era o “segredo do
sucesso” da empresa, e de forma muito simples, nos disse:
√	Identifique as necessidades/desejos dos clientes;
√	Articule-se para atender a estas necessidades.
O tempo passou, mas estas recomendações continuam “muito atu-
ais”. Quando olhamos para o mercado e encontramos negócios,
sejam eles de pequena, média e alta magnitude e de segmentos
distintos, altamente competitivos, vem sempre a nossa mente
esta mensagem.
Em nossa experiência, o Identificar e o Articular de maneira eficaz e
geradora de riquezas, passa pela pratica dos três eixos essenciais para
o “alto desempenho” de qualquer organização, conforme demonstra-
do na figura abaixo:
As análises destas três variáveis devem ser construídas sistematica-
mente, com a contribuição das pessoas que ocupam posição de li-
derança na organização, e destas compartilhadas com toda a base de
colaboradores.
Isso significa que, para que todos sejam vendedores, é necessário:
	Conhecer com clareza e profundidade o produto/solução
		que dispomos;
	Identificar os potenciais compradores, presentes e futuro e
		suas necessidades;
	Identificar o diferencial competitivo (proposta de valor) que o
		nosso produto tem e produzirá para o comprador;
	Ter planos estratégicos para alcançar os desafios de cada dia;
	Monitorar diariamente os resultados e atuar nos eventuais
		desvios que perceber.
A você que nos lê neste momento, como é a sua estrutura de vendas?
Você também tem uma “força de vendas”? Quais são as características
de sua “força de vendas”? Cada um de seus colaboradores é um ven-
dedor dos seus produtos/soluções?
Posicionamento
Alto
Desempenho
Vantagens
Competitivas
Execução
Qualificada

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

5 Passos para construir uma grande equipe.
5 Passos para construir uma grande equipe.5 Passos para construir uma grande equipe.
5 Passos para construir uma grande equipe.Luiz Paulo dos Santos
 
Mentoring Startups Como Encontrar, Engajar e Conquistar clientes
Mentoring Startups Como Encontrar, Engajar e Conquistar clientes   Mentoring Startups Como Encontrar, Engajar e Conquistar clientes
Mentoring Startups Como Encontrar, Engajar e Conquistar clientes Marcos Mylius
 
Apresentação visão global.
Apresentação visão global.Apresentação visão global.
Apresentação visão global.Carlos Rocha
 
Criando Equipes Altamente Produtivas
Criando Equipes Altamente ProdutivasCriando Equipes Altamente Produtivas
Criando Equipes Altamente ProdutivasAdeildo Caboclo
 
Matriz de Maturidade Estratégica
Matriz de Maturidade EstratégicaMatriz de Maturidade Estratégica
Matriz de Maturidade EstratégicaRenan Miranda
 
FáBrica Do Empreendedor
FáBrica Do EmpreendedorFáBrica Do Empreendedor
FáBrica Do EmpreendedorPaulo Canas
 
O que aprender com 8 grandes gurus da gestão
O que aprender com 8 grandes gurus da gestãoO que aprender com 8 grandes gurus da gestão
O que aprender com 8 grandes gurus da gestãoFabio Scussolino
 
Apresentação de Palestras Cláudio Tomanini
Apresentação de Palestras Cláudio TomaniniApresentação de Palestras Cláudio Tomanini
Apresentação de Palestras Cláudio Tomaniniclaudiotomanini
 
Entrevista Supermix com Cesar Souza
Entrevista Supermix com Cesar SouzaEntrevista Supermix com Cesar Souza
Entrevista Supermix com Cesar SouzaBrasil
 
Precisamos de uma Conspiração! (in A Alma do Negócio - Um Guia prático para o...
Precisamos de uma Conspiração! (in A Alma do Negócio - Um Guia prático para o...Precisamos de uma Conspiração! (in A Alma do Negócio - Um Guia prático para o...
Precisamos de uma Conspiração! (in A Alma do Negócio - Um Guia prático para o...Carlos Alexandre Mendes
 
Revista RBA Julho-Agosto 2014 - Entrevista com Kenneth Corrêa
Revista RBA Julho-Agosto 2014 - Entrevista com Kenneth CorrêaRevista RBA Julho-Agosto 2014 - Entrevista com Kenneth Corrêa
Revista RBA Julho-Agosto 2014 - Entrevista com Kenneth CorrêaKenneth Corrêa
 
Inovação e empreendedorismo 15 casos nacionais de sucesso
Inovação e empreendedorismo   15 casos nacionais de sucessoInovação e empreendedorismo   15 casos nacionais de sucesso
Inovação e empreendedorismo 15 casos nacionais de sucessoJoao Nuno Oliveira
 
Estratégias para o Desenvolvimento e Expansão de Negócios
Estratégias para o Desenvolvimento e Expansão de NegóciosEstratégias para o Desenvolvimento e Expansão de Negócios
Estratégias para o Desenvolvimento e Expansão de NegóciosRubens Borges
 
Estratégia jurídica para pequenos empreendedores V Virada Empreendedora 2015
Estratégia jurídica para pequenos empreendedores  V Virada Empreendedora 2015Estratégia jurídica para pequenos empreendedores  V Virada Empreendedora 2015
Estratégia jurídica para pequenos empreendedores V Virada Empreendedora 2015ViradaEmpreendedora
 
Livro Grandes Marcas Grandes Negocios
Livro Grandes Marcas Grandes NegociosLivro Grandes Marcas Grandes Negocios
Livro Grandes Marcas Grandes NegociosIsrael Degasperi
 

Mais procurados (19)

5 Passos para construir uma grande equipe.
5 Passos para construir uma grande equipe.5 Passos para construir uma grande equipe.
5 Passos para construir uma grande equipe.
 
Mentoring Startups Como Encontrar, Engajar e Conquistar clientes
Mentoring Startups Como Encontrar, Engajar e Conquistar clientes   Mentoring Startups Como Encontrar, Engajar e Conquistar clientes
Mentoring Startups Como Encontrar, Engajar e Conquistar clientes
 
Apresentação visão global.
Apresentação visão global.Apresentação visão global.
Apresentação visão global.
 
Criando Equipes Altamente Produtivas
Criando Equipes Altamente ProdutivasCriando Equipes Altamente Produtivas
Criando Equipes Altamente Produtivas
 
Matriz de Maturidade Estratégica
Matriz de Maturidade EstratégicaMatriz de Maturidade Estratégica
Matriz de Maturidade Estratégica
 
Xô Crise
Xô CriseXô Crise
Xô Crise
 
FáBrica Do Empreendedor
FáBrica Do EmpreendedorFáBrica Do Empreendedor
FáBrica Do Empreendedor
 
O que aprender com 8 grandes gurus da gestão
O que aprender com 8 grandes gurus da gestãoO que aprender com 8 grandes gurus da gestão
O que aprender com 8 grandes gurus da gestão
 
Recrutar é Um Talento
Recrutar é Um TalentoRecrutar é Um Talento
Recrutar é Um Talento
 
Apresentação de Palestras Cláudio Tomanini
Apresentação de Palestras Cláudio TomaniniApresentação de Palestras Cláudio Tomanini
Apresentação de Palestras Cláudio Tomanini
 
Entrevista Supermix com Cesar Souza
Entrevista Supermix com Cesar SouzaEntrevista Supermix com Cesar Souza
Entrevista Supermix com Cesar Souza
 
Ser Competitivo - Agosto 2016
Ser Competitivo - Agosto 2016Ser Competitivo - Agosto 2016
Ser Competitivo - Agosto 2016
 
Precisamos de uma Conspiração! (in A Alma do Negócio - Um Guia prático para o...
Precisamos de uma Conspiração! (in A Alma do Negócio - Um Guia prático para o...Precisamos de uma Conspiração! (in A Alma do Negócio - Um Guia prático para o...
Precisamos de uma Conspiração! (in A Alma do Negócio - Um Guia prático para o...
 
Empreendedorismo 2015 06 - Plano de Negócios
Empreendedorismo 2015 06 - Plano de NegóciosEmpreendedorismo 2015 06 - Plano de Negócios
Empreendedorismo 2015 06 - Plano de Negócios
 
Revista RBA Julho-Agosto 2014 - Entrevista com Kenneth Corrêa
Revista RBA Julho-Agosto 2014 - Entrevista com Kenneth CorrêaRevista RBA Julho-Agosto 2014 - Entrevista com Kenneth Corrêa
Revista RBA Julho-Agosto 2014 - Entrevista com Kenneth Corrêa
 
Inovação e empreendedorismo 15 casos nacionais de sucesso
Inovação e empreendedorismo   15 casos nacionais de sucessoInovação e empreendedorismo   15 casos nacionais de sucesso
Inovação e empreendedorismo 15 casos nacionais de sucesso
 
Estratégias para o Desenvolvimento e Expansão de Negócios
Estratégias para o Desenvolvimento e Expansão de NegóciosEstratégias para o Desenvolvimento e Expansão de Negócios
Estratégias para o Desenvolvimento e Expansão de Negócios
 
Estratégia jurídica para pequenos empreendedores V Virada Empreendedora 2015
Estratégia jurídica para pequenos empreendedores  V Virada Empreendedora 2015Estratégia jurídica para pequenos empreendedores  V Virada Empreendedora 2015
Estratégia jurídica para pequenos empreendedores V Virada Empreendedora 2015
 
Livro Grandes Marcas Grandes Negocios
Livro Grandes Marcas Grandes NegociosLivro Grandes Marcas Grandes Negocios
Livro Grandes Marcas Grandes Negocios
 

Destaque

Geografia da mulher_e_do_homem
Geografia da mulher_e_do_homemGeografia da mulher_e_do_homem
Geografia da mulher_e_do_homemdadohs
 
CARTAZ/Atividade Estágio PBH-FMC Geral do Rock
CARTAZ/Atividade Estágio PBH-FMC Geral do RockCARTAZ/Atividade Estágio PBH-FMC Geral do Rock
CARTAZ/Atividade Estágio PBH-FMC Geral do RockBruno Azevedo
 
Boletim 306 - 21/10/12
Boletim 306 - 21/10/12Boletim 306 - 21/10/12
Boletim 306 - 21/10/12stanaami
 
Lista de precio Acero
Lista de precio AceroLista de precio Acero
Lista de precio AceroDiego Sevilla
 
3 produção resumo ctcm ufpe 2011 otávio luiz machado memória do movimento est...
3 produção resumo ctcm ufpe 2011 otávio luiz machado memória do movimento est...3 produção resumo ctcm ufpe 2011 otávio luiz machado memória do movimento est...
3 produção resumo ctcm ufpe 2011 otávio luiz machado memória do movimento est...Otavio Luiz Machado
 
Informativo da escola mes outubro (3)
Informativo da escola mes outubro (3)Informativo da escola mes outubro (3)
Informativo da escola mes outubro (3)Marcia Medeiros
 
Atividades de física 1° ano prof waldir salesiano 2014
Atividades de física 1° ano prof waldir  salesiano 2014Atividades de física 1° ano prof waldir  salesiano 2014
Atividades de física 1° ano prof waldir salesiano 2014Waldir Montenegro
 
Pagos seguros en línea - Adriana Peón.
Pagos seguros en línea - Adriana Peón. Pagos seguros en línea - Adriana Peón.
Pagos seguros en línea - Adriana Peón. E-COMMERCE MX 2015
 
Investigación y desarrollo en PowerPoint
Investigación y desarrollo en PowerPointInvestigación y desarrollo en PowerPoint
Investigación y desarrollo en PowerPointGiovanniJuarezA
 
Sistemas operativos
Sistemas operativosSistemas operativos
Sistemas operativos051418
 

Destaque (20)

Portada Principal
Portada PrincipalPortada Principal
Portada Principal
 
Records nacionales pista cubierta. feddi
Records nacionales pista cubierta. feddiRecords nacionales pista cubierta. feddi
Records nacionales pista cubierta. feddi
 
Geografia da mulher_e_do_homem
Geografia da mulher_e_do_homemGeografia da mulher_e_do_homem
Geografia da mulher_e_do_homem
 
7 rosário
7 rosário7 rosário
7 rosário
 
Esquema
EsquemaEsquema
Esquema
 
CARTAZ/Atividade Estágio PBH-FMC Geral do Rock
CARTAZ/Atividade Estágio PBH-FMC Geral do RockCARTAZ/Atividade Estágio PBH-FMC Geral do Rock
CARTAZ/Atividade Estágio PBH-FMC Geral do Rock
 
Boletim 306 - 21/10/12
Boletim 306 - 21/10/12Boletim 306 - 21/10/12
Boletim 306 - 21/10/12
 
Lista de precio Acero
Lista de precio AceroLista de precio Acero
Lista de precio Acero
 
O produtorppppp
O produtorpppppO produtorppppp
O produtorppppp
 
Tópicos
TópicosTópicos
Tópicos
 
3 produção resumo ctcm ufpe 2011 otávio luiz machado memória do movimento est...
3 produção resumo ctcm ufpe 2011 otávio luiz machado memória do movimento est...3 produção resumo ctcm ufpe 2011 otávio luiz machado memória do movimento est...
3 produção resumo ctcm ufpe 2011 otávio luiz machado memória do movimento est...
 
Informativo da escola mes outubro (3)
Informativo da escola mes outubro (3)Informativo da escola mes outubro (3)
Informativo da escola mes outubro (3)
 
Historia
HistoriaHistoria
Historia
 
Atividades de física 1° ano prof waldir salesiano 2014
Atividades de física 1° ano prof waldir  salesiano 2014Atividades de física 1° ano prof waldir  salesiano 2014
Atividades de física 1° ano prof waldir salesiano 2014
 
Valor - Michael Porter
Valor - Michael PorterValor - Michael Porter
Valor - Michael Porter
 
Pagos seguros en línea - Adriana Peón.
Pagos seguros en línea - Adriana Peón. Pagos seguros en línea - Adriana Peón.
Pagos seguros en línea - Adriana Peón.
 
Investigación y desarrollo en PowerPoint
Investigación y desarrollo en PowerPointInvestigación y desarrollo en PowerPoint
Investigación y desarrollo en PowerPoint
 
Sistemas operativos
Sistemas operativosSistemas operativos
Sistemas operativos
 
Jse2
Jse2Jse2
Jse2
 
Avaliação historia
Avaliação historia  Avaliação historia
Avaliação historia
 

Semelhante a Newsletter ILGC 2015

Xô Crise (organizador: Caio Camargo)
Xô Crise (organizador: Caio Camargo)Xô Crise (organizador: Caio Camargo)
Xô Crise (organizador: Caio Camargo)Mauricio Morgado
 
Retomada crise Covid-19
Retomada crise Covid-19Retomada crise Covid-19
Retomada crise Covid-19Luis Lobão
 
E-Book Ativos Intangíveis DOM Strategy Partners 2009
 E-Book Ativos Intangíveis DOM Strategy Partners 2009 E-Book Ativos Intangíveis DOM Strategy Partners 2009
E-Book Ativos Intangíveis DOM Strategy Partners 2009DOM Strategy Partners
 
Sustentabilidade minorizar gastos
Sustentabilidade   minorizar gastosSustentabilidade   minorizar gastos
Sustentabilidade minorizar gastosCarlo Coelho
 
Aceleradoras - Velocidade máxima
Aceleradoras - Velocidade máximaAceleradoras - Velocidade máxima
Aceleradoras - Velocidade máximaPedro Waengertner
 
Sua empresa está preparada para crescer
Sua empresa está preparada para crescerSua empresa está preparada para crescer
Sua empresa está preparada para crescerAmory Serviços Ltda.
 
Palestra claudio seixas clube-conhecimento-geração-y-2010-08-27
Palestra claudio seixas clube-conhecimento-geração-y-2010-08-27Palestra claudio seixas clube-conhecimento-geração-y-2010-08-27
Palestra claudio seixas clube-conhecimento-geração-y-2010-08-27Claudio Seixas
 
Papo de Mentor ABMEN em Taubaté-SP - Por que muitas startups falham? Dicas ...
Papo de Mentor ABMEN em Taubaté-SP  -  Por que muitas startups falham? Dicas ...Papo de Mentor ABMEN em Taubaté-SP  -  Por que muitas startups falham? Dicas ...
Papo de Mentor ABMEN em Taubaté-SP - Por que muitas startups falham? Dicas ...Nei Grando
 
Apostila de marketing de resultados
Apostila de marketing de resultadosApostila de marketing de resultados
Apostila de marketing de resultadossimuladocontabil
 

Semelhante a Newsletter ILGC 2015 (20)

Xô Crise (organizador: Caio Camargo)
Xô Crise (organizador: Caio Camargo)Xô Crise (organizador: Caio Camargo)
Xô Crise (organizador: Caio Camargo)
 
Retomada crise Covid-19
Retomada crise Covid-19Retomada crise Covid-19
Retomada crise Covid-19
 
E-Book Ativos Intangíveis DOM Strategy Partners 2009
 E-Book Ativos Intangíveis DOM Strategy Partners 2009 E-Book Ativos Intangíveis DOM Strategy Partners 2009
E-Book Ativos Intangíveis DOM Strategy Partners 2009
 
Sustentabilidade minorizar gastos
Sustentabilidade   minorizar gastosSustentabilidade   minorizar gastos
Sustentabilidade minorizar gastos
 
NEWSLETTER ILGC - julho 2015
NEWSLETTER ILGC - julho 2015 NEWSLETTER ILGC - julho 2015
NEWSLETTER ILGC - julho 2015
 
Aceleradoras - Velocidade máxima
Aceleradoras - Velocidade máximaAceleradoras - Velocidade máxima
Aceleradoras - Velocidade máxima
 
Sua empresa está preparada para crescer
Sua empresa está preparada para crescerSua empresa está preparada para crescer
Sua empresa está preparada para crescer
 
Workshop Orçamento Positivo - 04/11/2015
Workshop Orçamento Positivo - 04/11/2015Workshop Orçamento Positivo - 04/11/2015
Workshop Orçamento Positivo - 04/11/2015
 
Guia Como Crescer
Guia Como CrescerGuia Como Crescer
Guia Como Crescer
 
NEWSLETTER ILGC - junho 2015
NEWSLETTER ILGC - junho 2015NEWSLETTER ILGC - junho 2015
NEWSLETTER ILGC - junho 2015
 
Palestra claudio seixas clube-conhecimento-geração-y-2010-08-27
Palestra claudio seixas clube-conhecimento-geração-y-2010-08-27Palestra claudio seixas clube-conhecimento-geração-y-2010-08-27
Palestra claudio seixas clube-conhecimento-geração-y-2010-08-27
 
Ativos intangiveis
Ativos intangiveisAtivos intangiveis
Ativos intangiveis
 
Crescimento - Ebook como crescer
Crescimento - Ebook como crescerCrescimento - Ebook como crescer
Crescimento - Ebook como crescer
 
GPME - O planejamento estratégico
GPME - O planejamento estratégicoGPME - O planejamento estratégico
GPME - O planejamento estratégico
 
Dossiê Mercado Externo - 10 chaves para o sucesso
Dossiê Mercado Externo - 10 chaves para o sucessoDossiê Mercado Externo - 10 chaves para o sucesso
Dossiê Mercado Externo - 10 chaves para o sucesso
 
Dossiê Trocado por Miúdos
Dossiê Trocado por MiúdosDossiê Trocado por Miúdos
Dossiê Trocado por Miúdos
 
Papo de Mentor ABMEN em Taubaté-SP - Por que muitas startups falham? Dicas ...
Papo de Mentor ABMEN em Taubaté-SP  -  Por que muitas startups falham? Dicas ...Papo de Mentor ABMEN em Taubaté-SP  -  Por que muitas startups falham? Dicas ...
Papo de Mentor ABMEN em Taubaté-SP - Por que muitas startups falham? Dicas ...
 
Mkt
MktMkt
Mkt
 
Mkt
MktMkt
Mkt
 
Apostila de marketing de resultados
Apostila de marketing de resultadosApostila de marketing de resultados
Apostila de marketing de resultados
 

Mais de ILGC - Instituto Latino Americano de Gestão Competitiva

Mais de ILGC - Instituto Latino Americano de Gestão Competitiva (20)

Apresentaçao lean thinking para empresas do segmento alimenticio
Apresentaçao lean thinking para empresas do segmento alimenticioApresentaçao lean thinking para empresas do segmento alimenticio
Apresentaçao lean thinking para empresas do segmento alimenticio
 
Ser Competitivo - Junho 2016
Ser Competitivo - Junho 2016Ser Competitivo - Junho 2016
Ser Competitivo - Junho 2016
 
Lean Thinking - aplicado as pequenas e médias empresas.
Lean Thinking - aplicado as pequenas e médias empresas.Lean Thinking - aplicado as pequenas e médias empresas.
Lean Thinking - aplicado as pequenas e médias empresas.
 
Ser Competitivo Maio 2016
Ser Competitivo Maio 2016Ser Competitivo Maio 2016
Ser Competitivo Maio 2016
 
Ser competitivo Abril 2016
Ser competitivo Abril 2016Ser competitivo Abril 2016
Ser competitivo Abril 2016
 
Webinar - Como preparar sua empresa para Exportação
Webinar - Como preparar sua empresa para ExportaçãoWebinar - Como preparar sua empresa para Exportação
Webinar - Como preparar sua empresa para Exportação
 
Ser Competitivo Março 2016
Ser Competitivo Março 2016Ser Competitivo Março 2016
Ser Competitivo Março 2016
 
Newsletter Ser Competitivo - Edição fevereiro 2016
Newsletter Ser Competitivo - Edição fevereiro 2016Newsletter Ser Competitivo - Edição fevereiro 2016
Newsletter Ser Competitivo - Edição fevereiro 2016
 
Apresentação Webinar Especial - Orçamento Positivo
Apresentação Webinar Especial - Orçamento PositivoApresentação Webinar Especial - Orçamento Positivo
Apresentação Webinar Especial - Orçamento Positivo
 
Webinar 23/09/15 - Mercado de Pequenas e Médias Empresas com Crescimento Acel...
Webinar 23/09/15 - Mercado de Pequenas e Médias Empresas com Crescimento Acel...Webinar 23/09/15 - Mercado de Pequenas e Médias Empresas com Crescimento Acel...
Webinar 23/09/15 - Mercado de Pequenas e Médias Empresas com Crescimento Acel...
 
Oficina de Trabalho - Vendas de Alto Impacto
Oficina de Trabalho - Vendas de Alto ImpactoOficina de Trabalho - Vendas de Alto Impacto
Oficina de Trabalho - Vendas de Alto Impacto
 
NEWSLETTER ILGC - Agosto 2015
NEWSLETTER ILGC - Agosto 2015 NEWSLETTER ILGC - Agosto 2015
NEWSLETTER ILGC - Agosto 2015
 
WEBINAR 30/07/15 – COMO TRANSFORMAR CUSTO FIXO EM CUSTO VARIÁVEL? - Mercado A...
WEBINAR 30/07/15 – COMO TRANSFORMAR CUSTO FIXO EM CUSTO VARIÁVEL? - Mercado A...WEBINAR 30/07/15 – COMO TRANSFORMAR CUSTO FIXO EM CUSTO VARIÁVEL? - Mercado A...
WEBINAR 30/07/15 – COMO TRANSFORMAR CUSTO FIXO EM CUSTO VARIÁVEL? - Mercado A...
 
WEBINAR 16/07/15 – COMO TRANSFORMAR CUSTO FIXO EM CUSTO VARIÁVEL? - Mercado A...
WEBINAR 16/07/15 – COMO TRANSFORMAR CUSTO FIXO EM CUSTO VARIÁVEL? - Mercado A...WEBINAR 16/07/15 – COMO TRANSFORMAR CUSTO FIXO EM CUSTO VARIÁVEL? - Mercado A...
WEBINAR 16/07/15 – COMO TRANSFORMAR CUSTO FIXO EM CUSTO VARIÁVEL? - Mercado A...
 
WEBINAR 01/07/15 – LIÇÕES DA ATD 2015 – TENDÊNCIAS PARA DESENVOLVIMENTO DE TA...
WEBINAR 01/07/15 – LIÇÕES DA ATD 2015 – TENDÊNCIAS PARA DESENVOLVIMENTO DE TA...WEBINAR 01/07/15 – LIÇÕES DA ATD 2015 – TENDÊNCIAS PARA DESENVOLVIMENTO DE TA...
WEBINAR 01/07/15 – LIÇÕES DA ATD 2015 – TENDÊNCIAS PARA DESENVOLVIMENTO DE TA...
 
WEBINAR - Mentoring Comercial – Prática Efetiva ou Modismo? (Eduardo Rocha)
WEBINAR -  Mentoring Comercial – Prática Efetiva ou Modismo? (Eduardo Rocha)WEBINAR -  Mentoring Comercial – Prática Efetiva ou Modismo? (Eduardo Rocha)
WEBINAR - Mentoring Comercial – Prática Efetiva ou Modismo? (Eduardo Rocha)
 
WEBINAR - Mentoring Comercial – Prática Efetiva ou Modismo? (Raimundo Sousa)
WEBINAR -  Mentoring Comercial – Prática Efetiva ou Modismo? (Raimundo Sousa)WEBINAR -  Mentoring Comercial – Prática Efetiva ou Modismo? (Raimundo Sousa)
WEBINAR - Mentoring Comercial – Prática Efetiva ou Modismo? (Raimundo Sousa)
 
WEBINAR - JOGOS DE NEGÓCIOS - Como Desenvolver Talentos Através de Experiênci...
WEBINAR - JOGOS DE NEGÓCIOS - Como Desenvolver Talentos Através de Experiênci...WEBINAR - JOGOS DE NEGÓCIOS - Como Desenvolver Talentos Através de Experiênci...
WEBINAR - JOGOS DE NEGÓCIOS - Como Desenvolver Talentos Através de Experiênci...
 
Gerenciamento de custos na saúde 23 03
Gerenciamento de custos na saúde 23 03Gerenciamento de custos na saúde 23 03
Gerenciamento de custos na saúde 23 03
 
Webinar Material 02 Adriano Gama Resumo da Apresentação
Webinar Material 02  Adriano Gama Resumo da ApresentaçãoWebinar Material 02  Adriano Gama Resumo da Apresentação
Webinar Material 02 Adriano Gama Resumo da Apresentação
 

Último

19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 

Último (20)

19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 

Newsletter ILGC 2015

  • 1. Edição 01/2015 Jan/Fev/Mar de 2015 Newsletter trimestral produzida pela área técnica do ILGC – Instituto Latino Americano de Gestão Competitiva. Como superar 2015 Nos últimos meses temos recebido uma verdadeira avalanche de “cenários e prognósticos para 2015”. Crescimento econômico próximo de zero, inflação no limite da meta, aumentos expressivos de custos, baixo volume de investimentos, ...e vai por aí afora. Diante de cenários tão adversos, que caminhos e atitudes tomar? Este foi o tema do webinar (seminário virtual através da web) que realizamos no início de dezembro, com expressiva audiência em todo o país, e que teve a participação dos experientes executivos e consultores Walter Serer, Adriano Gama e Eduardo Rocha. Com simplicidade e sabedoria, o consultor Walter Serer, amparado pela expressiva experiência em conduzir empresas nacionais e multinacionais, afirmou que “o momento será menos traumático para os que estão preparados”. Estes devem conduzir os seus planos com os eventuais “ajustes de rumos”, com Integridade e Respeito, valores fundamentais na vida das pessoas e no progresso das organizações, estimulando o seu time de líderes, e colaboradores, sem perder de vista a missão, visão e valores do negócio. Neste contexto, o Walter nos mostrou que a - governança corporativa -, seja em organizações de grande, médio e pequeno porte, exerce um papel fundamental em qualquer processo profissional de gestão. Muito se fala em compromisso e comprometimento dos colaboradores na obtenção de resultados, mas, a honestidade, a transparência na comunicação de planos e resultados, e a integridade dos gestores precede todo e qualquer sistema de gestão. Sem estes preceitos fundamentais, qualquer sistema de gestão transforma-se num mero processo burocrático e, certamente, estará fadado ao fracasso. Um sistema de gestão cuja base é alicerçada por um sistema de Governança Corporativa proporciona: Visão de FUTURO e OBJETIVOS compartilhados, Alinhamento das PESSOAS com a ESTRATÉGIA de negócio, Sentido de responsabilidade e COMPROMISSO com resultados, MELHORIA sustentável e mensurável, e, Maior capacidade para obter MUDANÇAS futura. Alinhado com a necessidade de “estar preparado” para os cenários difíceis, o consultor Adriano Gama, especialista em finanças e custos, mostrou-nos alguns fatores contributivos para a baixa produtividade e competitividade das empresas, presentes ainda em muitas das nossas organizações, afirmando ser ‘imperioso’ a correção imediata destas anomalias. Adotar seletividade nos gastos, buscar permanentemente reduzir as perdas visíveis e invisíveis e ter obsessão por controle e redução de custos, serão fatores vitais para vencer os desafios do ano presente. Finalmente, e não menos importante para superar grandes desafios, o consultor Eduardo Rocha, especialista em gente e comportamento, nos afirmou de que há vários tipos de comportamento profissional, entre eles há em comum a luta pela sobrevivência, todavia com estratégias diferenciadas utilizadas para se conseguir o objetivo. Destaca-se entre estes comportamentos, a estratégia do cultivador , que trata cuidar dos meios para depois colher os seus frutos. Esta gera riqueza, é confiável e gera um ambiente agradável para que os frutos amadure- çam e possam ser colhidos. Os cultivadores não se incomodam em desenvolver planos de médio e longo prazo. Ou seja, não serão os eventuais ventos fortes do cenário mais provável, que os desviarão dos seus planos, do cumprimento da missão, da busca da visão e dos valores do negócio. Segundo estudos que o Eduardo tem acesso, os comportamentos predadores e ou não construtivos, são responsáveis por 80% dos desligamentos das pessoas nas organizações. A figura que centraliza estas breves reflexões, torna-se enigmática neste momento. Há dois vetores. Em quais deles, seu negócio esta inserido? Quem estiver preparado, ou agir rapidamente para se adequar às turbulências do cenário atual, poderá acompanhar o vetor “verde”. Ou- tras poderão ficar “derrapando no tempo e perdendo oportunidades” e certamente outras definharão pelo vetor “vermelho” e farão parte das estatísticas fúnebres de negócios. Nosso desejo é que você esteja no primeiro grupo (verde), mesmo nos momentos difíceis, crescendo e avançando. Portanto, recomendamos que você “viva 2015 intensamente”. Seja persistente! Seja Resistente!, Seja Resiliente! E “Execute de forma Qualificada” todas as atividades que a vida lhe exigir neste novo ano. Boa leitura e que em 2015 você seja vencedor e vendedor! Você poderá acessar as apresentações do Walter, Adriano e Eduardo, bem como a integra das análises de cada um sobre o tema apresentado, através do endereço a seguir http://pt.slideshare.net/InstitutoILGC/documents Etapas na vida das empresas.
  • 2. Expediente Dirigido pelo consultor Raimundo Sousa e um time de especialistas comprometidos com os resultados de seus clientes, o ILGC é um Integra- dor de talentos e habilidades, cujas ações são convergentes para a melhoria permanente da competitividade das pessoas e seus negócios. ILGC - Escritório Central - Av. Nazaré, 1139 - Cj. 203 / Ipiranga - 04263-100 - São Paulo /SP – Brasil Tel: +55 11 2948-3336 - faleconosco@ilgc.com.br - www.ilgc.com.br A marca Ser Competitivo é propriedade do ILGC. www.THEGEDA.com.br (Somos todos vendedores) O ato de vender (troca de um bem ou serviço por uma contrapartida financeira) remonta ao periodo da pré-história, notadamente o chamado periodo “neolítico” quando se tem indícios das primeiras plantações agrícolas e produção de cerâmica, onde nossos antece- dentes praticavam algum tipo de comércio, inicialmente com troca de objetos (escambo), quase sempre em troca de comida ou algum outro objeto que lhe fosse útil. Mais tarde, com a fixação do homem há terra, este passou a ter interesses, e começou a visar o lucro em suas transações. Para o bem e para o mal, estas práticas evoluiram ao longo do tempo, chegando aos nossos dias com verdadeiros “arsenais” para apoiar os “vendedores e suas forças de vendas” no alcance de seus objetivos/ metas. Conceitualmente, os vendedores são profissionais da área comercial responsáveis pela troca de um produto ou serviço por um determinado valor, e a força de vendas, o conjunto destes vendedores. No conceito “antigo”, a força de vendas consistia no grupo de pessoas contratadas para fazer a “intermediação” entre o produtor e o eventual comprador. Eram, e em alguns casos ainda são, pessoas diferenciadas, com alto poder de persuação e a obrigação de “trazer os pedidos”. No conceito contemporâneo, a força de vendas deve ser todas as pessoas da organização, sejam diretores, gerentes, supervisores ou operadores de todas as áreas da organização. Limitar a força de vendas apenas àqueles que tem no cartão de visitas ou no cargo que ocupa, o título de vendedor, é um grande desperdício para o negócio e para todos que são beneficiados pelo negócio. O novo comprador/consumidor tem evoluido muito rápido e nos dias atuais não basta ter o produto/solução com qualidade, preço com- petitivo e entregue no tempo certo. A questão da segurança (seja de quem produz, de quem utiliza, da natureza/meio ambiente e da sociedade em geral) e o moral (estado de espírito, motivação) das pessoas nas organizações em que trabalham, são fatores decisivos na hora da compra. Recentemente, numa espera de voo, presenciamos um grupo de jovens presumivelmente da área técnica de uma grande organização nacional, que comentavam entre si a “postura construtiva e colaborativa” de seus líderes, os projetos de inovação para melhorias dos produtos e a grande satisfação em serem partes da organização. Eu não tenho dúvidas de que na hora de comprar tais produtos, aque- la marca será a preferida. Indiretamente, aqueles jovens agiram como grandes vendedores. Naturalmente, que a maioria das organizações tem a sua estrutura co- mercial constituida, própria ou tercerizada. Maior ou menor em função das suas diferenças de negócios, com mais ou menos tecnologias para apoiá-los, mas na nossa experiência, isso só nao basta! É necessário que todos indistintamente tenham o cliente/comprador/ mercado como a referência para o seu trabalho. Certamente haverá um grupo que tem a função adicional de “interagir” com o cliente para a concretização do negócio (formalização da relação de troca), mas todos devem estar comprometidos com o cliente final. Há “muitos anos atrás”, num encontro informal com o Sr. Samuel Klein (fundador das Casas Bahia) perguntamos a ele qual era o “segredo do sucesso” da empresa, e de forma muito simples, nos disse: √ Identifique as necessidades/desejos dos clientes; √ Articule-se para atender a estas necessidades. O tempo passou, mas estas recomendações continuam “muito atu- ais”. Quando olhamos para o mercado e encontramos negócios, sejam eles de pequena, média e alta magnitude e de segmentos distintos, altamente competitivos, vem sempre a nossa mente esta mensagem. Em nossa experiência, o Identificar e o Articular de maneira eficaz e geradora de riquezas, passa pela pratica dos três eixos essenciais para o “alto desempenho” de qualquer organização, conforme demonstra- do na figura abaixo: As análises destas três variáveis devem ser construídas sistematica- mente, com a contribuição das pessoas que ocupam posição de li- derança na organização, e destas compartilhadas com toda a base de colaboradores. Isso significa que, para que todos sejam vendedores, é necessário: Conhecer com clareza e profundidade o produto/solução que dispomos; Identificar os potenciais compradores, presentes e futuro e suas necessidades; Identificar o diferencial competitivo (proposta de valor) que o nosso produto tem e produzirá para o comprador; Ter planos estratégicos para alcançar os desafios de cada dia; Monitorar diariamente os resultados e atuar nos eventuais desvios que perceber. A você que nos lê neste momento, como é a sua estrutura de vendas? Você também tem uma “força de vendas”? Quais são as características de sua “força de vendas”? Cada um de seus colaboradores é um ven- dedor dos seus produtos/soluções? Posicionamento Alto Desempenho Vantagens Competitivas Execução Qualificada