SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 37
Baixar para ler offline
PROJETO
FOLCLORE
NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL – NTE VARGINHA
PROJETO – FOLCLORE
ELABORAÇÃO: Míria Azevedo de Lima Bartelega
Agosto / 2010
I – O FOLCLORE NA CONSTITUIÇÃO:
Segundo a Constituição Federal:
Art. 215: o estado garantirá a todos o pleno exercício dos direitos culturais e acesso às fontes
da cultura nacional e apoiará e incentivará a valorização e a difusão das manifestações
culturais.
Art. 216: Constituem patrimônio cultural brasileiro os bens materiais e imateriais, tomados
individualmente ou em conjunto, portadores de referencia à identidade, à ação, à memória dos
diferentes grupos formadores da sociedade brasileira nos quais se incluem:
I – as formas de expressão;
II – os modos de criar, fazer e viver;
III – as criações científicas, artísticas e tecnológicas;
IV – as obras, objetos, documentos edificações e demais espaços destinados às manifestações
artístico-culturais;
V – os conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico, arqueológico,
paleontológico, ecológico e científico.
Portanto as crenças, lendas, tradições e costumes são bens imateriais que compõem o
patrimônio cultural, estão juridicamente protegidos pelo texto constitucional citado. Trata-se
assim de bens imateriais difusos de uso comum do povo e que podem se protegidos pela ação
cível pública ( Lei 4.3/85)
II - JUSTIFICATIVA:
Sabendo que o Folclore é um dos principais fatores de identificação de um povo e de sua
nacionalidade, torna-se de fundamental importância o seu trabalho como prática
pedagógica nas unidades escolares.
O Folclore brasileiro é muito rico e possui diferentes manifestações: lendas, cantigas,
parlendas, advinhas, brinquedos e brincadeiras, provérbios e ditos populares, artesanato,
frases de parachoque de caminhão, trava-línguas, comidas e remédios caseiros,
crendices e superstições, literatura, poesias e outros, que precisam ser conhecidos.
Dia do Folclore 22 de agosto - Decreto no. 56747 de 17/08/1965.
O folclore é o meio que o povo tem para compreender o mundo. Utilizando a sua imaginação, o
povo procura resolver os mistérios da natureza e entender as dificuldades da vida e seus
próprios temores.
Conhecendo o folclore de um país podemos compreender o seu povo. E assim passamos a
fazer, parte de sua História.
III – OBJETIVOS GERAIS:
● colocar os alunos em contato com diferentes manifestações da cultura popular;
● levar ao reconhecimento da importância do folclore na História de uma país
● estimular e desenvolver a imaginação e a criatividade;
● incentivar o gosto pela leitura, canto, dança
● apresentar diversas manifestações do folclore brasileiro.
IV – ATIVIDADES:
As atividades serão detalhadas – no planejamento de cada ano/série.
V – PÚBLICO ALVO:
O projeto destina-se a alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental (1º a 5º ano)
VI – CULMINÂNCIA:
● Exposição dos trabalhos manuais criados pelos alunos (desenhos, pinturas,
dobraduras, fantoches, etc)
● Mural de texto para todas as produções escritas feitas pelos alunos.
● Blog do Folclore (criação de um blog para divulgação das atividades ou divulgação
no blog oficial da escola.
● Mural de Fotos (expor fotos dos alunos em diferentes etapas do projeto) – pode ser
uma galeria na Internet.
VII – RECURSOS MATERIAIS:
1. Papel, cola, cartolina, giz de cera, tesoura, tinta, sucata, etc (material já disponível
na escola) – importante cada professor providenciar o necessário para cada
atividade;
2. Laboratório de Informática com Internet
3. Software Jclik
4. Editor de Texto
1° Ano do Ensino Fundamental
PROPOSTA:
Conhecer os seguintes mitos ou seres:
a) Saci-pererê
b) Mula sem cabeça
c) Bicho Tutu ou Tutu Marambá
d) O Curupira
e) Lobisomem
ESTRATÉGIAS:
a) Roda de conversa:
● levantamento do conhecimento prévio das crianças a cerca do assunto
● apresentação da proposta de trabalho para a semana – um mito por dia
b) Dobraduras
c) Cartaz para a apresentação de cada personagem
d) Desenhos
e) Pintura
f) Trabalho manual (saci na garrafinha)
g) Exposição dos Trabalhos
h) Livrinhos dos Mitos
i) Laboratório de informática – jogo da memória, quebra cabeça
Sugestões
Na 1ª Semana – O professor apresenta um cartaz por dia e trabalha com ele.
1. Saci - pererê (dobradura e saci na garrafa)
2. Lobisomem ( desenho e texto)
3. Mula sem cabeça ( colagem e dramatização)
4. O curupira ( desenho para colorir)
5. Bicho Tutu ou Tutu Marambá ( modelagem – massinha de modelar – e música)
Na 2ª Semana
1. Conhecendo todos os mitos as crianças farão o trabalho de ilustração de um
pequeno livro com algumas curiosidades sobre cada personagem.
2. O professor levará os alunos ao Laboratório de Informática – jogo da memória e
quebra cabeça
Sugestões dos Cartazes:
SACI-PERERÊ
TEM APENAS UMA PERNA
GOSTA DE FAZER TRAVESSURAS
VIVE NOS REDEMOINHOS DE VENTO
NASCEM EM BROTOS DE BAMBU
QUANDO MORREM VIRAM UM
COGUMELO VENENOSO
CURUPIRA
É UM MENINO ÍNDIO
É BEM CABELUDO
MORA NO TRONCO DAS ÁRVORES
PROTEGE OS ANIMAIS
TEM OS PÉS VIRADOS PARA TRÁS
É TÃO RÁPIDO QUE PARECE VENTO
LOBISOMEM
É UMA MISTURA DE HOMEM E
CACHORRO
APARECE EM NOITES DE SEXTA-FEIRA
VIVE PROCURANDO ALGUÉM QUE LHE
TIRE O ENCANTO
MULA SEM CABEÇA
NÃO TEM CABEÇA
SOLTA FOGO PELO PESCOÇO
SOLUÇA COMO SE FOSSE GENTE
ASSUSTA A TODOS EM NOITE DE LUA
PARA ESPANTÁ-LA DEVEMOS ESCONDER
AS UNHAS E OS DENTES.
BICHO-TUTU OU TUTU MARAMBÁ
É FEIO E ORELHUDO
TEM OS PÉS PEQUENOS DEMAIS
PÕE MEDO NAS CRIANÇAS QUE NÃO
QUEREM DORMIR
A MÃE CANTA UMA CANTIGA DE NADA E
ELE APARECE
A CRIANÇA LOGO DORME
DESENHOS PARA COLORIR -
SUGESTÕES
DOBRADURAS – SUGESTÕES
TRABALHOS MANUAIS
Atividades no Laboratório
Jclik – Jogo da Memória
Quebra Cabeça
Eixos e Capacidades - Caderno CEALE
Na roda de Conversa
Eixo 5 _ Oralidade
Capacidades: *escutar com atenção e compreensão
*responder a questões proposta pelo professor
Nos trabalhos manuais
Eixo: Oralidade
Capacidades: *usar a língua falada em diferentes situações escolares
*realizar com pertinência tarefas cujo desenvolvimento
dependa de escuta atenta e compreensão.
Nos Cartazes
Eixo: Compreensão e valorização da cultura escrita
Capacidade: *conhecer os usos da escrita na cultura escolar
Eixo: Leitura
Capacidade: *desenvolver atitudes e disposições favoráveis à leitura
No Livrinho dos Mitos
Eixo: Leitura
Capacidade: *saber decodificar palavras e textos escritos
Eixo: Escrita
Capacidade: *compreender a orientação e alinhamento da escrita da língua
portuguesa.
Eixo: Produção Escrita
Capacidade: *produzir textos adequados aos objetivos
No Jogo da Memória e no quebra-cabeça
Eixo: Leitura
Capacidades: *saber decodificar palavras e textos escritos
*saber ler reconhecendo globalmente as palavras
Eixo: Oralidade
Capacidade: *realizar com pertinência tarefas cujo desenvolvimento
dependa de escuta atenta e compreensão.
2° Ano do Ensino Fundamental
PROPOSTA:
Conhecer as seguintes lendas:
1. Saci-pererê
2. O Boitata
3. Iara
4. O Negrinho do Pastoreio
ESTRATÉGIAS:
1. Roda de conversa:
● levantamento do conhecimento prévio das crianças a cerca do assunto
● apresentação da proposta de trabalho para a semana – uma lenda por dia
2. Dobraduras
3. Folheto para a apresentação de cada lenda (desenho e pequeno texto)
4. Desenhos
5. Colagem
6. Livro das Lendas
7. Laboratório de informática – jogo da memória, palavra cruzada
8. Exposição dos Trabalhos
Sugestões
Na 1ª Semana – O professor apresenta um texto (lenda) por dia e trabalha com ele.
A lenda do Saci pererê ( texto, dobradura ou saci na garrafa)
A lenda o Negrinho do Pastoreio ( desenho e texto)
A lenda do Boitata (texto e colagem)
A lenda da Iara (texto e desenho para colorir)
Na 2ª Semana
1. Conhecendo todos lendas as crianças desenvolverão as seguintes tarefas:
● trabalho de produção escrita coletiva (recontando cada lenda)
● confecção de um pequeno livro com os textos produzidos e ilustrados
2. O professor levará os alunos ao Laboratório de Informática – cruzadinha e quebra
cabeça (software Jclick)
A lenda do Saci-pererê
Diz a lenda que o saci é um negrinho
de uma perna só, ágil e atrevido.
O saci perdeu uma perna numa luta
de capoeira.
Todo saci usa um gorro vermelho e
adora fumar cachimbo.
Os sacis aparecem e desaparecem
num roda-moinho.
O saci não é maldoso, mas adora
fazer arte como, por exemplo: apagar o fogo, dar nó na
crina dos cavalos, assustar viajantes, espantar cavalos e
bois no pasto.
Para pegar um saci basta colocar uma peneira com um terço
em baixo de uma arvore.
Para chamar o saci dê três nós num pedaço de palha.
Após pegar o saci é preciso tirar o seu gorro e prendê-lo em
uma garrafa.
O dia do saci é comemorado em 31 de outubro
A Lenda do Boitata
Diz a lenda que o Boitata era uma espécie de cobra que foi a
única sobrevivente de um grande dilúvio que cobriu a terra.
Na língua dos índios Boitata quer dizer cobra de fogo e eles
acreditam que o Boitata vive no fundo dos rios.
O Boitata só enxerga de noite e se alimenta dos olhos dos
bichos mortos que encontra na mata.
Diz a lenda que o Boitata persegue os viajantes noturnos.
Muitos acreditam que o Boitata protege as matas contra
incêndios.
A lenda da Iara
Conhecida com Iara ou
Uiara.
É uma criatura dos rios que
encanta os pescadores.
Iara é metade peixe e
metade mulher.
Aparece no fim da tarde
com os cabelos enfeitados
de flores vermelhas.
Quando um pescador é encantado pelo canto da Iara acaba
hipnotizado e morre afogado de paixão.
Na Amazônia, Iara é conhecida como a Mãe-d'água atrai
os moços sob forma de uma moça bonita, e às moças,
aparecendo-lhes sob o aspecto de um belo e sedutor moço.
O Negrinho do Pastoreio
No tempo da escravidão havia
um fazendeiro muito malvado.
O negrinho era um menino
órfão que pertencia a esse
fazendeiro.
O menino era maltratado por
todos e sofria muitos castigos.
Ele cuidava dos cavalos da
fazenda.
Um dia ele perdeu um cavalo
baio do fazendeiro.
Nesse dia o menino foi surrado sem piedade. E seu corpo foi
jogado em um formigueiro para ser comido pelas formigas.
No dia seguinte, o fazendeiro, correu ao local e não mais
encontrou o Negrinho.
Em vez disso, viu Nossa Senhora e o Negrinho, bem feliz
montado em um cavalo baio, pastoreando os cavalos
invisíveis do céu.
Diz a lenda que quem perder qualquer coisa deve acender
uma vela para o Negrinho e pedir sua ajuda que encontrará
o objeto perdido.
Sugestões de Atividades:
Fazer a dobradura do saci e /ou o saci na garrafa (ver 1º
ano)
Desenhos para colorir – (é só copiar colar em outra folha e
aumentar)
Saci veja (1º Ano)
Produção de Texto (coletivo para ilustrar e fazer o livro)
Jogos (Laboratório de Informática Jclick)
Eixos e Capacidades - Caderno CEALE
Na roda de Conversa
Eixo 5 _ Oralidade
Capacidades: *escutar com atenção e compreensão
*responder a questões proposta pelo professor
Nos trabalhos manuais
Eixo: Oralidade
Capacidades: *usar a língua falada em diferentes situações escolares
*realizar com pertinência tarefas cujo desenvolvimento
dependa de escuta atenta e compreensão.
Nos Textos
Eixo: Compreensão e valorização da cultura escrita
Capacidade: *conhecer os usos da escrita na cultura escolar
Eixo: Leitura
Capacidade: *desenvolver atitudes e disposições favoráveis à leitura
No Livrinho das Lendas
Eixo: Leitura
Capacidade: *saber decodificar palavras e textos escritos
Eixo: Escrita
Capacidade: *compreender a orientação e alinhamento da escrita da língua
portuguesa.
Eixo: Produção Escrita
Capacidade: *produzir textos adequados aos objetivos
No Jogo da Cruzadinha e no quebra-cabeça
Eixo: Leitura
Capacidades: *saber decodificar palavras e textos escritos
*saber ler reconhecendo globalmente as palavras
Eixo: Oralidade
Capacidade: *realizar com pertinência tarefas cujo desenvolvimento
dependa de escuta atenta e compreensão.
3º Ano Ensino Fundamental
PROPOSTA:
Muitas Adivinhações
As adivinhas, também conhecida como adivinhações ou "o que é, o que é" são perguntas
em formato de charadas desafiadoras que fazem as pessoas pensar e se divertir. São
criadas pelas pessoas e fazem parte da cultura popular e do folclore brasileiro.
ESTRATÉGIAS:
1. Roda de conversa:
● levantamento do conhecimento prévio das crianças a cerca do assunto
● apresentação da proposta de trabalho.
O professor prepara um ficha para aluno (em cada ficha deve conter uma adivinhação
e uma resposta -)
Ex: O que é o que é? É surdo e mudo mas conta tudo? a resposta é de uma outra
adivinhação SEGREDO
A criança lê sua pergunta se souber responde. Se não todos tentarão responder com a
dica que tem em sua ficha (alguém terá a resposta)
2. Desenhos
3. Jogo: O que é, o que é....
4. Livro das Adivinhações
5. Laboratório de informática – Jogo Complete a Lacuna (Jclik)
6. Na internet – Jogo das Adivinhações no link abaixo há um jogo muito bom com as
adivinhações – Vale a pena!
http://www.redescola.com.br/software/ualf1038/ualf1038.swf
7. Exposição dos Trabalhos
Sugestões
Na 1ª aula – O professor faz o trabalho com a roda da conversa e a ficha das
adivinhações. E pede para as crianças trazerem de casa adivinhações que a família
conhece.
O que é, o que é?
Quebra-se quando se fala.
LIVRO
N 2ª aula -
A criança copia em uma folha a adivinhação que trouxe e faz um desenho que a ilustre
Monte um varal de adivinhação.
Na 3º aula.
O Jogo - O que, é o que é
Entregue para cada aluno uma cartela com 10 quadrinhos para preencher.
O professor faz a pergunta (use as adivinhas que trabalhou na 1ª aula, pois as crianças já
conhecem)
VOCẼ PODE DEIXAR NO QUADRO UM CARTAZ COM AS RESPOSTA EMBARALHADAS
A criança escreve a resposta no quadrinho.
No final as crianças trocam as cartelas entre si e fazem a correção das respostas.
O professor cola no quadro (a cartela com as respostas na ordem correta)
Vence quem tiver mais acertos.
O QUE É, O QUEÉ...
1º 2º 3ª 4ª 5ª
6ª 7ª 8ª 9ª 10ª
4 º Aula -
Forma duplas ou trios (de acordo com a quantidade de equipamentos no laboratório de
informática) .
No laboratório - Internet jogo das adivinhações – link acima
5ª Aula
Iniciar a confecção do livro (agora as crianças já conhecem várias adivinhações)
A sala pode fazer um único livro – cada criança cria e ilustra 02 páginas ( uma adivinha
por página)
Oriente-as para que não tenham adivinhas repetidas.
A introdução pode ser um texto coletivo (explicando o que são as adivinhações e com
encantam e estimulam o raciocínio).
A capa pode ser uma criação coletiva ( ou um concurso quem cria a capa mais
interessante a escolha pode ser do próprio grupo).
O professor, de acordo, com sua turma define quantas aulas serão necessárias para esse
trabalho.
6ª Aula
Laboratório de Informática
Complete as lacunas (software Jclick)
Final
Lançamento do livro e exposição dos trabalhos e textos.
DICAS DE ADIVINHAÇÕES
1- O que é, o que é? Põe na mesa,parte e reparte, mas não se come? BARALHO
2- Tem coroa e não é rei, tem espinho e não é peixe? ABACAXI
3- O que é, o que é? Cai de pé e corre deitada? CHUVA
4- O que é, o que é? Casinha branca, sem porta ou janela. Dona Clara mora nela? OVO
5- O que é, o que é? Anda sempre com os pés na cabeça? PIOLHO
6- O que é, o que é? Quanto mais se tira mais aumenta? BURACO
7- O que é, o que é? Um céu que não tem estrelas? CEU DA BOCA
8- O que é, o que é? Ele enche uma casa, mas não enche minha mão? BOTÃO
9- O que é, o que é? É seu, mas os seus amigos usam mais que você? NOME
10- O que é, o que é? Trabalha noite e dia sem parar, mas nunca recebe salário?
RELÓGIO
11- O que é, o que é? Responda depressa, não seja bocó, tem no pomar e no seu paletó?
MANGA
12 - O que é, o que é? Que quanto mais eu tiro, mais eu tenho? FOTO
Eixos e Capacidades - Caderno CEALE
Na roda de Conversa ( com a ficha da adivinhação)
Eixo 5 _ Oralidade
Capacidades: *escutar com atenção e compreensão
*responder a questões proposta pelo professor
*expor opiniões nos debates com colegas e professor
Eixo 3 – Leitura
Capacidades: *saber decodificar palavras e textos escritos
*fazer extrapolações
*buscar pistas textuais
Trabalho de casa (trazer uma adivinha que a família conheça)
Eixo 1 – Compreensão e valorização da cultura escrita
Capacidade: *conhecer, utilizar e valorizar os modos de produção e
circulação da escrita na sociedade
Eixo 5 _ Oralidade (no momento da apresentação para a turma
Capacidades: *usar a fala em diferentes situações escolares
*respeitar a diversidade das formas de expressão oral...
Eixo 4 – Produção escrita ( no momento em que escreve e ilustra a sua adivinha)
Capacidades: *compreender e valorizar o uso da escrita com diferentes
funções, em diferentes gêneros
*escrever segundo o princípio alfabético e as regrar
ortográficas
Jogo: O que é, o que é???(impresso) e Jogo na Internet (on line)
Eixo 5 – Oralidade
Capacidade: *realizar com pertinência tarefas cujo desenvolvimento
dependa de escuta atenta e compreensão
Eixo 3 – Leitura
Capacidade: *saber decodificar palavras e textos escritos
Eixo 2 – Apropriação do sistema de escrita
Capacidade: *conhecer e utilizar diferentes tipos de letra (cursiva e forma)
Confecção do Livro (incluindo capa e texto coletivo da introdução)
Eixo 1 – Compreensão e valorização da cultura escrita
Capacidade: *saber usar os objetos de escrita presentes na cultura escolar
Eixo 4 – Produção Escrita
Capacidades: *dispor, ordenar e organizar o próprio texto de acordo com as
convenções gráficas apropriadas.
*usar a variedade linguistica apropriada à situação de
produção e de circulação...
*usar recursos expressivos adequados ao gênero e aos
objetivos do texto
4º Ano do Ensino Fundamental
PROPOSTA:
Os Ditados Populares e as Frases de para- choque de caminhão
ESTRATÉGIAS:
1. Roda de conversa:
● levantamento do conhecimento prévio das crianças sobre o assunto
● apresentação da proposta de trabalho.3
2. Leitura e análise de um texto sobre o tema – Ditados Populares e Folclore
3. Conhecendo e ilustrando alguns Ditados Populares (dividir a sala em 6 grupos)
cada grupo recebe 03 folhas, 03 ditados – e preparam 03 cartazes para o mural.
Pode usar vários recursos: colagem, desenho, pintura, e outros para que o cartaz
fique bem bonito.
4. Pesquisa: Os grupos que formamos para fazer os cartazes devem fazer um
pesquisa buscando algumas frases de para-choque de caminhão (ajuda dos pais)
Trazer a frases em cartaz – texto e ilustração
5. Produção de Texto – Frases no Caminhão.
6. No Laboratório de Informática – Jogos utilizando o software JClick
a) Ordenar elementos de um texto (frases de caminhão)
b) Completar texto (ditados populares)
7. Exposição do material produzido.
Sugestões:
1ª Aula
a) Roda de conversa b) Leitura e análise do texto
2ª Aula
a) Conhecendo e ilustrando alguns ditados populares
b) Solicitação do trabalho de pesquisa sobre as frases de para-choque de caminhão
(marcar a data de apresentação dos cartazes)
3ª Aula
Produção Coletiva de Texto – frases no caminho
a) Professor entrega um pequeno texto que explique essa prática dos motoristas de
caminhão e destaque algumas dessas frases.
b) dado o suporte criar o texto (coletivo) sobre o tema.
4ª Aula
a) Atividade no Laboratório de Informática ( Ordenar elementos de um texto – frases de
caminhão)
5ª Aula
a) Atividade no Laboratório de Informática (Completar texto – ditados populares)
6ª Aula
a) Apresentação dos Cartazes
b) Ilustração do texto coletivo
Sugestão de Texto 1 ª Aula
Folclore e Ditados Populares
Folclore é o conjunto de
tradições de um povo e é um
dos principais fatores de
identidade nacional. Cada povo
tem sua tradição, seus mitos,
suas lendas, suas comidas,
suas cantigas, seu modo de
vida e tudo isso é folclore.
No dia 22 de agosto comemora-
se o dia do Folclore no Brasil.
Ditado, como o próprio nome
diz, é a expressão que através
dos anos se mantém imutável,
aplicando exemplos morais,
filosóficos e religiosos. São
também conhecidos como
provérbios.
Os provérbios ou ditados
populares constituem uma parte
importante de cada cultura.
Historiadores e escritores já
tentaram descobrir a origem dos
ditados populares, mas essa
tarefa não é fácil, pois a origem
dos provérbios se perde no tempo.
Conhecendo o folclore de nosso país podemos compreender melhor o nosso povo.
E valorizar cada manifestação de nossa cultura.
No mapa você pode observar que são várias as manifestações folclóricas em nosso
país.
Leia alguns ditados e pense sobre as mensagens que eles encerram:
● Quem usa cuida.
● água mole em pedra dura, tanto bate até que fura
● Cachorro que late não morde.
● A mentira tem perna curta.
● Quem tem boca não manda assoprar.
● Gato escaldado tem medo de água fria
● Cachorro mordido de cobra tem medo de lingüiça.
● Quem tudo quer, tudo perde.
● Devagar se vai ao longe.
Se preferir pode trabalhar com o poema e apresentar um cartaz com alguns ditados
e levantar com os alunos as mensagens que eles pretendem ensinar.
Folclore Brasileiro
O Brasil tem regiões
Muito ricas, todos sabem.
É um grande produtor
De folclore e aprendizagem
Grandes mitos
Muitas lendas
Brincadeiras e canções
Cheiro da terra
Amor latente
É o coração de sua gente
Gente da terra...
Gente do mar...
É gente de todo lugar
Unidos numa só voz,
Para o folclore ensinar
Augusta Schimidt
2ª Aula
Preparar alguns ditados para que os alunos ilustrem
Pau que nasce torto
até a cinza é torta
Quem tem boca
vai a Roma Quem tem horta
não deve couve
Tamanho não é
documento. Deus ajuda quem
cedo madruga.
Gambá cheira
gambá
3ª Aula
Frases de Caminhão
Os caminhoneiros que se aventuram pelas
estradas do país fazem do para-choque do
caminhão um painel, onde exibem frases que
retratam a cultura popular.
As frases são de críticas, de protestos, de
religiosidade, de sentimentos, mas sempre bem
humoradas.
As frases de para-choque retratam uma das mais
características formas da cultura popular brasileira,
ou seja, brincar com a própria desventura, rir da
própria desgraça.
Se disserem que te
esqueci reze,
poque morri
Turbinado no
pé, reduzido no
“mé”, carona só
pra “muié”
20 buscar, 100
demora, 60 aqui
e vamos embora
Amo minha
sogra... bem
longe de mim!
Sugestões de Frases
3 eixos envenenados e 1 machão invocado.
6 pneus cheios e 1 coração vazio.
70 me passar, passe 100 atrapalhar.
80ção 20buscar 100você, não sei viver!
99% da beleza feminina sai com água e sabão.
A cada curva que faço aumenta minha saudade.
A calunia é como carvão: quando não queima, suja.
Adão que foi feliz de não ter sogra e morar no paraíso.
A fome é o melhor tempero.
A fortuna faz amigos. A desgraça prova se eles existem de fato.
A gente se encontra um dia, quando eu voltar.
A humildade é a base da felicidade.
Antes eu sonhava, agora eu nem durmo.
A Serviço de Deus.
A velocidade que emociona é a mesma que mata.
A vida é como um dado: tem pontos marcados.
A vida é dura para quem é mole.
A vida é um barato, o povo é que acha caro!
A vida tem a cor que tu pintas.
Bebo para esquecer, só não lembro do que!
Eixos e Capacidades - Caderno CEALE
Na roda de Conversa
Eixo 5 _ Oralidade
Capacidades: *escutar com atenção e compreensão
*responder a questões proposta pelo professor
Texto sobre folclore e ditados populares e Sobre as Frases de Para-Choque
Eixo _ Oralidade
Capacidades: *expor opiniões em debates com colegas e professores
*respeitar a diversidade das formas de expressão
Eixo – Leitura *levantar e confirmar hipóteses relativas ao conteúdo do texto
que está sendo lido
*avaliar afetivamente o texto, fazer extrapolações
Eixo – Produção Escrita *compreender e valorizar o uso da escrita com diferentes
funções em diferentes gêneros
Ilustrando os Ditados Populares
Eixo_ Oralidade *escutar com atenção e compreensão
Eixo – Leitura *construir compreensão global do texto lido .... produzindo
inferências
Texto Coletivo
Eixo - Oralidade
Capacidades: *expor opiniões em debates com os colegas e professores
*respeitar a diversidade das formas de expressão oral...
Eixo – Produção Escrita
Capacidades: *planejar a escrita do texto considerando o temacentral e
seus desdobramentos.
*usar recursos expressivos adequados ao gênero e aos
objetivos do texto
Atividades no Laboratório - JClick
Eixo - Oralidade
Capacidade: *realizar com pertinência tarefas cujo desenvolvimento
dependa de escuta atenta e compreensão.
Eixo – Produção Escrita
Capacidades: *organizar texto segundo os padrões de composição usuais na
sociedade
*escrever segundo o princípio alfabético e as regrar
ortográficas
Eixo – Leitura
Capacidade *saber decodificar palavras e textos escritos
* levantar e confirmar hipóteses relativas ao conteúdo do texto
que está sendo lido
5º Ano do Ensino Fundamental
PROPOSTA:
Trava- Língua e Parlendas
ESTRATÉGIAS:
1- Roda de conversa:
● levantamento do conhecimento prévio das crianças sobre o assunto
● apresentação da proposta de trabalho.
2- Laboratório de Informática – Sugestão 02vídeos sobre o tema Parlendas, cantigas e
trava-língua
Vídeo de parlendas, cantigas e trava-língua Parte 1 -
http://www.youtube.com/watch?v=CSwQ1z_uewI&feature=related
Duração 6:45
Vídeo de parlendas e cantigas e trava-língua Parte 2 –
http://www.youtube.com/watch?v=JWexCu1WDMk
duração 6:22 minutos
3
3- Leitura e análise de um texto sobre o tema – Trava-língua e Foclore
4 - Conhecendo e ilustrando alguns Trava- Língua (dividir a sala em 6 grupos) cada grupo
03 cartazes para o mural. Pode-se usar vários recursos: colagem, desenho, pintura, e
outros para que o cartaz fique bem bonito.
5- Pesquisa: Os grupos que formamos para fazer os cartazes devem fazer um pesquisa
buscando definir parlendas e apresentar algumas.
6- Produção de Texto – As Parlendas
7- No Laboratório de Informática – Jogos utilizando o software JClick
a) Ordenar elementos de um texto (parlendas)
b) Completar texto (trava-língua)
8- Exposição do material produzido. (cartazes e textos)
1ª Aula
Após a roda da conversa apresentar um pequeno texto que fale sobre o Folclore e os
Trava-línguas.
Assistir a um ou os dois vídeos sobre o tema
Pedir que escrevam sobre o vídeo um pequeno texto – ilustrar o texto.
2ª Aula
Leitura e análise de um texto sobre o tema Trava-língua e Folclore
3ª Aula
Confecção dos cartazes – ilustrando trava-línguas
Solicitar a pesquisa sobre parlendas
4ª Aula
Com o material da pesquisa produzir um texto sobre as parlendas
5ª e 6ª Aulas
Atividades no Laboratório de Informática (JClick)
O Folclore e os Trava- Língua
Os trava-língua possuem uma rima fácil e, por isso, são
populares entre as crianças. Eles fazem parte do Folclore
Brasileiro, pois representam uma importante tradição da
cultural oral do nosso povo. O desafio é reproduzi-los sem
errar. Entra aqui também a questão do ritmo, quanto mais
rápido tentam dizer, maior é a chance de não concluir o trava-
línguas.
De acordo com o Decreto nº 56747 de 17/08/1965 o dia 22 de
agosto é o Dia do Folclore.
Folclore é uma palavra de origem inglesa cujo significado é
conhecimento popular, ou seja, as manifestações da cultura
de um povo, seja através de suas lendas da sua alimentação,
do seu artesanato, das suas vestimentas e de muitos de seus
hábitos.
O folclore é passado de pais para filhos, geração após geração e constituem a identidade
de um povo.
Ø Olha o sapo dentro do
saco,
O saco com o sapo dentro,
O sapo batendo papo
E o papo soltando vento.
Debaixo da cama tem uma jarra.
Dentro da jarra tem uma aranha.
Tanto a aranha arranha a jarra,
Como a jarra arranha a aranha.
GATO ESCONDIDO
COM RABO DE FORA
TÁ MAIS ESCONDIDO
QUE RABO ESCONDIDO
COM GATO DE FORA.
Larga a tia, lagartixa!
Lagartixa, larga a tia!
Só no dia em que a sua tia
Chamar a largatixa de
lagartixa.
O PINTO PIA
A PIPA PINGA.
PINGA A PIPA,
O PINTO PIA.
PIPA PINGA.
QUANTO MAIS
O PINTO PIA
MAIS A PIPA PINGA.
Sugestão de Trava-Língua
O peito do pé do pai do padre Pedro é preto.
A babá boba bebeu o leite do bebê .
A rua de paralelepípedo é toda paralelepipedada.
Quem a paca cara compra , cara a paca pagará
A chave do chefe Chaves está no chaveiro .
Sabia que a mãe do sabiá sabia que sabiá sabia assobiar?
Um limão , dois limões , meio limão .
É muito socó para um socó só coçar!
Nunca vi um doce tão doce como este doce de batata-doce!
O padre pouca capa tem, pouca capa compra .
Chega de cheiro de cera suja !
Bagre branco ; branco bagre
Um tigre , dois tigres , três tigres.
Três tristes tigres trigo comiam .
Sugestões de Parlendas
As parlendas são versinhos com temática infantil que são recitados em brincadeiras de
crianças. Possuem uma rima fácil e, por isso, são populares entre as crianças. Muitas
parlendas são usadas em jogos para melhorar o relacionamento entre os participantes ou
apenas por diversão.
cartazes disponíveis em: http://alfabetizandocomfantasia.blogspot.com/2009/10/cartazes-
com-parlendas.html
No blog você encontrará mais sugestões
Elaboração: Míria Azevedo de Lima Bartelega
Núcleo de Tecnologia Educacional – NTE Varginha/MG

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mensagem para pais reunião.
Mensagem para pais reunião.Mensagem para pais reunião.
Mensagem para pais reunião.
Debora Silva
 
Simulado prova-brasil- 2º ano
Simulado prova-brasil- 2º ano Simulado prova-brasil- 2º ano
Simulado prova-brasil- 2º ano
Mara Sueli
 
Desenhos de tarsila do amaral para colorir
Desenhos de tarsila do amaral para colorirDesenhos de tarsila do amaral para colorir
Desenhos de tarsila do amaral para colorir
SimoneHelenDrumond
 
Parecer de um bom aluno porém que precisa de limites
Parecer de um bom aluno porém  que precisa de limitesParecer de um bom aluno porém  que precisa de limites
Parecer de um bom aluno porém que precisa de limites
SimoneHelenDrumond
 
Projeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestreProjeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestre
heliane
 
Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"
Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"
Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"
Cirlei Santos
 
Atividade 3 projeto de artes simone helen drumond
Atividade 3 projeto de artes simone helen drumondAtividade 3 projeto de artes simone helen drumond
Atividade 3 projeto de artes simone helen drumond
SimoneHelenDrumond
 

Mais procurados (20)

Mensagem para pais reunião.
Mensagem para pais reunião.Mensagem para pais reunião.
Mensagem para pais reunião.
 
Atividade de Arte - Música
Atividade de Arte  - MúsicaAtividade de Arte  - Música
Atividade de Arte - Música
 
CADERNO DE ATIVIDADES DO FOLCLORE.pdf
CADERNO DE ATIVIDADES DO FOLCLORE.pdfCADERNO DE ATIVIDADES DO FOLCLORE.pdf
CADERNO DE ATIVIDADES DO FOLCLORE.pdf
 
Sequência didática a casa e seu dono (1)
Sequência didática a casa e seu dono (1)Sequência didática a casa e seu dono (1)
Sequência didática a casa e seu dono (1)
 
Simulado prova-brasil- 2º ano
Simulado prova-brasil- 2º ano Simulado prova-brasil- 2º ano
Simulado prova-brasil- 2º ano
 
JOGOS MATEMÁTICOS 3º 4º 5º ANO PAIC + VOLUME I(PROFESSOR)
JOGOS MATEMÁTICOS 3º 4º 5º ANO PAIC + VOLUME I(PROFESSOR)JOGOS MATEMÁTICOS 3º 4º 5º ANO PAIC + VOLUME I(PROFESSOR)
JOGOS MATEMÁTICOS 3º 4º 5º ANO PAIC + VOLUME I(PROFESSOR)
 
Desenhos de tarsila do amaral para colorir
Desenhos de tarsila do amaral para colorirDesenhos de tarsila do amaral para colorir
Desenhos de tarsila do amaral para colorir
 
Aquarela de Toquinho - Análise e entendimento da música
Aquarela  de Toquinho - Análise e entendimento da música Aquarela  de Toquinho - Análise e entendimento da música
Aquarela de Toquinho - Análise e entendimento da música
 
Parecer de um bom aluno porém que precisa de limites
Parecer de um bom aluno porém  que precisa de limitesParecer de um bom aluno porém  que precisa de limites
Parecer de um bom aluno porém que precisa de limites
 
Sequência Didática ÁGUA
Sequência Didática   ÁGUASequência Didática   ÁGUA
Sequência Didática ÁGUA
 
Sequencia didática o sapo não lava o pé
Sequencia didática o sapo não lava o péSequencia didática o sapo não lava o pé
Sequencia didática o sapo não lava o pé
 
Reunião de pais
Reunião de paisReunião de pais
Reunião de pais
 
Projeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestreProjeto de leitura para o 3º bimestre
Projeto de leitura para o 3º bimestre
 
Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"
Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"
Projeto de Leitura - "Maleta de leitura"
 
Fichas de leitura para alfabetização-2023.pdf
Fichas de leitura  para alfabetização-2023.pdfFichas de leitura  para alfabetização-2023.pdf
Fichas de leitura para alfabetização-2023.pdf
 
atividade 3 ano.docx
atividade 3 ano.docxatividade 3 ano.docx
atividade 3 ano.docx
 
Atividade 3 projeto de artes simone helen drumond
Atividade 3 projeto de artes simone helen drumondAtividade 3 projeto de artes simone helen drumond
Atividade 3 projeto de artes simone helen drumond
 
Slide sítio com atividades
Slide sítio com atividadesSlide sítio com atividades
Slide sítio com atividades
 
Relatório
RelatórioRelatório
Relatório
 
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITAJOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
JOGOS PARA TRABALHAR OS NÍVEIS DE LEITURA E ESCRITA
 

Destaque

Projeto Reviver Cerrado*
Projeto Reviver Cerrado*Projeto Reviver Cerrado*
Projeto Reviver Cerrado*
IBGE
 
Projeto Folclore - Sala de Leitura E.E. Messias Freire
Projeto Folclore - Sala de Leitura E.E. Messias Freire   Projeto Folclore - Sala de Leitura E.E. Messias Freire
Projeto Folclore - Sala de Leitura E.E. Messias Freire
Cirlei Santos
 
BRINCANDO COM PROVÉRBIOS POPULARES
BRINCANDO COM PROVÉRBIOS POPULARESBRINCANDO COM PROVÉRBIOS POPULARES
BRINCANDO COM PROVÉRBIOS POPULARES
Dulcilene Figueiredo
 
Coletânea português matemática 4o ano professor 2015 (3)
Coletânea português matemática 4o ano professor 2015 (3)Coletânea português matemática 4o ano professor 2015 (3)
Coletânea português matemática 4o ano professor 2015 (3)
Raquel Becker
 
Aula Gênero Textual Lenda
Aula Gênero Textual LendaAula Gênero Textual Lenda
Aula Gênero Textual Lenda
Jomari
 
Projeto Fatos e Fotos um Novo Olhar
Projeto Fatos e Fotos um Novo OlharProjeto Fatos e Fotos um Novo Olhar
Projeto Fatos e Fotos um Novo Olhar
Valquiria Bauer
 

Destaque (20)

Projeto o folclore
Projeto o folcloreProjeto o folclore
Projeto o folclore
 
Projeto meio ambiente
Projeto meio ambienteProjeto meio ambiente
Projeto meio ambiente
 
Projeto Folclore
Projeto FolcloreProjeto Folclore
Projeto Folclore
 
Sugestão de sequencia didatica às professoras
Sugestão de sequencia didatica  às professorasSugestão de sequencia didatica  às professoras
Sugestão de sequencia didatica às professoras
 
Projeto folclore
Projeto folcloreProjeto folclore
Projeto folclore
 
Projeto Contos Infantis- Ensino Fundamental
Projeto Contos Infantis- Ensino FundamentalProjeto Contos Infantis- Ensino Fundamental
Projeto Contos Infantis- Ensino Fundamental
 
2 festa junina
2 festa junina2 festa junina
2 festa junina
 
Projeto Reviver Cerrado*
Projeto Reviver Cerrado*Projeto Reviver Cerrado*
Projeto Reviver Cerrado*
 
Lendas urbanas
Lendas urbanasLendas urbanas
Lendas urbanas
 
Projeto folclore
Projeto folcloreProjeto folclore
Projeto folclore
 
Projeto Folclore - Sala de Leitura E.E. Messias Freire
Projeto Folclore - Sala de Leitura E.E. Messias Freire   Projeto Folclore - Sala de Leitura E.E. Messias Freire
Projeto Folclore - Sala de Leitura E.E. Messias Freire
 
Ditos populares
Ditos popularesDitos populares
Ditos populares
 
Atividade 3
Atividade 3Atividade 3
Atividade 3
 
BRINCANDO COM PROVÉRBIOS POPULARES
BRINCANDO COM PROVÉRBIOS POPULARESBRINCANDO COM PROVÉRBIOS POPULARES
BRINCANDO COM PROVÉRBIOS POPULARES
 
Cerrado 4
Cerrado 4Cerrado 4
Cerrado 4
 
Arvores Frutíferas do Cerrado-Projeto Pomar Nativo
Arvores Frutíferas do Cerrado-Projeto Pomar NativoArvores Frutíferas do Cerrado-Projeto Pomar Nativo
Arvores Frutíferas do Cerrado-Projeto Pomar Nativo
 
Projeto Meio Ambiente
Projeto Meio AmbienteProjeto Meio Ambiente
Projeto Meio Ambiente
 
Coletânea português matemática 4o ano professor 2015 (3)
Coletânea português matemática 4o ano professor 2015 (3)Coletânea português matemática 4o ano professor 2015 (3)
Coletânea português matemática 4o ano professor 2015 (3)
 
Aula Gênero Textual Lenda
Aula Gênero Textual LendaAula Gênero Textual Lenda
Aula Gênero Textual Lenda
 
Projeto Fatos e Fotos um Novo Olhar
Projeto Fatos e Fotos um Novo OlharProjeto Fatos e Fotos um Novo Olhar
Projeto Fatos e Fotos um Novo Olhar
 

Semelhante a Projeto folclore

folclore series iniciais
folclore series iniciaisfolclore series iniciais
folclore series iniciais
sidenara
 
Folclore dez sacizinhos
Folclore dez sacizinhosFolclore dez sacizinhos
Folclore dez sacizinhos
katiacoan
 
Projeto sitio do pica pau amarelo
Projeto sitio do pica pau amareloProjeto sitio do pica pau amarelo
Projeto sitio do pica pau amarelo
Iza Pache
 
Projeto sitio do pica pau amarelo
Projeto sitio do pica pau amareloProjeto sitio do pica pau amarelo
Projeto sitio do pica pau amarelo
Iza Pache
 

Semelhante a Projeto folclore (20)

Projeto Folclore
Projeto FolcloreProjeto Folclore
Projeto Folclore
 
Planeamento final Prémio Fundação Ilídio Pinho 2018
Planeamento final Prémio Fundação Ilídio Pinho 2018Planeamento final Prémio Fundação Ilídio Pinho 2018
Planeamento final Prémio Fundação Ilídio Pinho 2018
 
Projeto 3 bimestre 2º ano f
Projeto 3 bimestre 2º ano fProjeto 3 bimestre 2º ano f
Projeto 3 bimestre 2º ano f
 
dia do livro - planejamento.docx
dia do livro - planejamento.docxdia do livro - planejamento.docx
dia do livro - planejamento.docx
 
folclore series iniciais
folclore series iniciaisfolclore series iniciais
folclore series iniciais
 
folclore
folclorefolclore
folclore
 
Projeto: Fábulas fabulosas
Projeto: Fábulas fabulosasProjeto: Fábulas fabulosas
Projeto: Fábulas fabulosas
 
Folclore dez sacizinhos
Folclore dez sacizinhosFolclore dez sacizinhos
Folclore dez sacizinhos
 
Plano de trabalho
Plano de trabalhoPlano de trabalho
Plano de trabalho
 
Modelo de projeto em Diversidade
Modelo de projeto em DiversidadeModelo de projeto em Diversidade
Modelo de projeto em Diversidade
 
Plano de folclorico infantil 3 de simone drumond1
Plano de folclorico   infantil 3 de simone drumond1Plano de folclorico   infantil 3 de simone drumond1
Plano de folclorico infantil 3 de simone drumond1
 
Agenda Janeiro 2011(2)
Agenda Janeiro 2011(2)Agenda Janeiro 2011(2)
Agenda Janeiro 2011(2)
 
Agenda janeiro 2011
Agenda janeiro 2011Agenda janeiro 2011
Agenda janeiro 2011
 
Projeto animais
Projeto animaisProjeto animais
Projeto animais
 
Projeto sitio do pica pau amarelo
Projeto sitio do pica pau amareloProjeto sitio do pica pau amarelo
Projeto sitio do pica pau amarelo
 
Projeto sitio do pica pau amarelo
Projeto sitio do pica pau amareloProjeto sitio do pica pau amarelo
Projeto sitio do pica pau amarelo
 
Agenda Dezembro 2010
Agenda Dezembro 2010Agenda Dezembro 2010
Agenda Dezembro 2010
 
Patrimônio Cultural
Patrimônio CulturalPatrimônio Cultural
Patrimônio Cultural
 
Agenda Novembro 2010
Agenda Novembro 2010Agenda Novembro 2010
Agenda Novembro 2010
 
PROJETO RELEITURA DOS CLÁSSICOS INFANTIS - “A aprendizagem numa perspectiva l...
PROJETO RELEITURA DOS CLÁSSICOS INFANTIS - “A aprendizagem numa perspectiva l...PROJETO RELEITURA DOS CLÁSSICOS INFANTIS - “A aprendizagem numa perspectiva l...
PROJETO RELEITURA DOS CLÁSSICOS INFANTIS - “A aprendizagem numa perspectiva l...
 

Último

4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
LindinhaSilva1
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Kelly Mendes
 

Último (20)

Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdfGramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
Gramática - Texto - análise e construção de sentido - Moderna.pdf
 

Projeto folclore

  • 2. NÚCLEO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL – NTE VARGINHA PROJETO – FOLCLORE ELABORAÇÃO: Míria Azevedo de Lima Bartelega Agosto / 2010 I – O FOLCLORE NA CONSTITUIÇÃO: Segundo a Constituição Federal: Art. 215: o estado garantirá a todos o pleno exercício dos direitos culturais e acesso às fontes da cultura nacional e apoiará e incentivará a valorização e a difusão das manifestações culturais. Art. 216: Constituem patrimônio cultural brasileiro os bens materiais e imateriais, tomados individualmente ou em conjunto, portadores de referencia à identidade, à ação, à memória dos diferentes grupos formadores da sociedade brasileira nos quais se incluem: I – as formas de expressão; II – os modos de criar, fazer e viver; III – as criações científicas, artísticas e tecnológicas; IV – as obras, objetos, documentos edificações e demais espaços destinados às manifestações artístico-culturais; V – os conjuntos urbanos e sítios de valor histórico, paisagístico, artístico, arqueológico, paleontológico, ecológico e científico. Portanto as crenças, lendas, tradições e costumes são bens imateriais que compõem o patrimônio cultural, estão juridicamente protegidos pelo texto constitucional citado. Trata-se assim de bens imateriais difusos de uso comum do povo e que podem se protegidos pela ação cível pública ( Lei 4.3/85) II - JUSTIFICATIVA: Sabendo que o Folclore é um dos principais fatores de identificação de um povo e de sua nacionalidade, torna-se de fundamental importância o seu trabalho como prática pedagógica nas unidades escolares. O Folclore brasileiro é muito rico e possui diferentes manifestações: lendas, cantigas, parlendas, advinhas, brinquedos e brincadeiras, provérbios e ditos populares, artesanato, frases de parachoque de caminhão, trava-línguas, comidas e remédios caseiros, crendices e superstições, literatura, poesias e outros, que precisam ser conhecidos. Dia do Folclore 22 de agosto - Decreto no. 56747 de 17/08/1965. O folclore é o meio que o povo tem para compreender o mundo. Utilizando a sua imaginação, o povo procura resolver os mistérios da natureza e entender as dificuldades da vida e seus próprios temores. Conhecendo o folclore de um país podemos compreender o seu povo. E assim passamos a fazer, parte de sua História. III – OBJETIVOS GERAIS: ● colocar os alunos em contato com diferentes manifestações da cultura popular; ● levar ao reconhecimento da importância do folclore na História de uma país ● estimular e desenvolver a imaginação e a criatividade; ● incentivar o gosto pela leitura, canto, dança ● apresentar diversas manifestações do folclore brasileiro.
  • 3. IV – ATIVIDADES: As atividades serão detalhadas – no planejamento de cada ano/série. V – PÚBLICO ALVO: O projeto destina-se a alunos dos anos iniciais do Ensino Fundamental (1º a 5º ano) VI – CULMINÂNCIA: ● Exposição dos trabalhos manuais criados pelos alunos (desenhos, pinturas, dobraduras, fantoches, etc) ● Mural de texto para todas as produções escritas feitas pelos alunos. ● Blog do Folclore (criação de um blog para divulgação das atividades ou divulgação no blog oficial da escola. ● Mural de Fotos (expor fotos dos alunos em diferentes etapas do projeto) – pode ser uma galeria na Internet. VII – RECURSOS MATERIAIS: 1. Papel, cola, cartolina, giz de cera, tesoura, tinta, sucata, etc (material já disponível na escola) – importante cada professor providenciar o necessário para cada atividade; 2. Laboratório de Informática com Internet 3. Software Jclik 4. Editor de Texto
  • 4. 1° Ano do Ensino Fundamental PROPOSTA: Conhecer os seguintes mitos ou seres: a) Saci-pererê b) Mula sem cabeça c) Bicho Tutu ou Tutu Marambá d) O Curupira e) Lobisomem ESTRATÉGIAS: a) Roda de conversa: ● levantamento do conhecimento prévio das crianças a cerca do assunto ● apresentação da proposta de trabalho para a semana – um mito por dia b) Dobraduras c) Cartaz para a apresentação de cada personagem d) Desenhos e) Pintura f) Trabalho manual (saci na garrafinha) g) Exposição dos Trabalhos h) Livrinhos dos Mitos i) Laboratório de informática – jogo da memória, quebra cabeça Sugestões Na 1ª Semana – O professor apresenta um cartaz por dia e trabalha com ele. 1. Saci - pererê (dobradura e saci na garrafa) 2. Lobisomem ( desenho e texto) 3. Mula sem cabeça ( colagem e dramatização) 4. O curupira ( desenho para colorir) 5. Bicho Tutu ou Tutu Marambá ( modelagem – massinha de modelar – e música) Na 2ª Semana 1. Conhecendo todos os mitos as crianças farão o trabalho de ilustração de um pequeno livro com algumas curiosidades sobre cada personagem. 2. O professor levará os alunos ao Laboratório de Informática – jogo da memória e quebra cabeça Sugestões dos Cartazes:
  • 5. SACI-PERERÊ TEM APENAS UMA PERNA GOSTA DE FAZER TRAVESSURAS VIVE NOS REDEMOINHOS DE VENTO NASCEM EM BROTOS DE BAMBU QUANDO MORREM VIRAM UM COGUMELO VENENOSO
  • 6. CURUPIRA É UM MENINO ÍNDIO É BEM CABELUDO MORA NO TRONCO DAS ÁRVORES PROTEGE OS ANIMAIS TEM OS PÉS VIRADOS PARA TRÁS É TÃO RÁPIDO QUE PARECE VENTO
  • 7. LOBISOMEM É UMA MISTURA DE HOMEM E CACHORRO APARECE EM NOITES DE SEXTA-FEIRA VIVE PROCURANDO ALGUÉM QUE LHE TIRE O ENCANTO
  • 8. MULA SEM CABEÇA NÃO TEM CABEÇA SOLTA FOGO PELO PESCOÇO SOLUÇA COMO SE FOSSE GENTE ASSUSTA A TODOS EM NOITE DE LUA PARA ESPANTÁ-LA DEVEMOS ESCONDER AS UNHAS E OS DENTES.
  • 9. BICHO-TUTU OU TUTU MARAMBÁ É FEIO E ORELHUDO TEM OS PÉS PEQUENOS DEMAIS PÕE MEDO NAS CRIANÇAS QUE NÃO QUEREM DORMIR A MÃE CANTA UMA CANTIGA DE NADA E ELE APARECE A CRIANÇA LOGO DORME
  • 10. DESENHOS PARA COLORIR - SUGESTÕES
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 15. TRABALHOS MANUAIS Atividades no Laboratório Jclik – Jogo da Memória Quebra Cabeça Eixos e Capacidades - Caderno CEALE Na roda de Conversa Eixo 5 _ Oralidade Capacidades: *escutar com atenção e compreensão *responder a questões proposta pelo professor
  • 16. Nos trabalhos manuais Eixo: Oralidade Capacidades: *usar a língua falada em diferentes situações escolares *realizar com pertinência tarefas cujo desenvolvimento dependa de escuta atenta e compreensão. Nos Cartazes Eixo: Compreensão e valorização da cultura escrita Capacidade: *conhecer os usos da escrita na cultura escolar Eixo: Leitura Capacidade: *desenvolver atitudes e disposições favoráveis à leitura No Livrinho dos Mitos Eixo: Leitura Capacidade: *saber decodificar palavras e textos escritos Eixo: Escrita Capacidade: *compreender a orientação e alinhamento da escrita da língua portuguesa. Eixo: Produção Escrita Capacidade: *produzir textos adequados aos objetivos No Jogo da Memória e no quebra-cabeça Eixo: Leitura Capacidades: *saber decodificar palavras e textos escritos *saber ler reconhecendo globalmente as palavras Eixo: Oralidade Capacidade: *realizar com pertinência tarefas cujo desenvolvimento dependa de escuta atenta e compreensão.
  • 17. 2° Ano do Ensino Fundamental PROPOSTA: Conhecer as seguintes lendas: 1. Saci-pererê 2. O Boitata 3. Iara 4. O Negrinho do Pastoreio ESTRATÉGIAS: 1. Roda de conversa: ● levantamento do conhecimento prévio das crianças a cerca do assunto ● apresentação da proposta de trabalho para a semana – uma lenda por dia 2. Dobraduras 3. Folheto para a apresentação de cada lenda (desenho e pequeno texto) 4. Desenhos 5. Colagem 6. Livro das Lendas 7. Laboratório de informática – jogo da memória, palavra cruzada 8. Exposição dos Trabalhos Sugestões Na 1ª Semana – O professor apresenta um texto (lenda) por dia e trabalha com ele. A lenda do Saci pererê ( texto, dobradura ou saci na garrafa) A lenda o Negrinho do Pastoreio ( desenho e texto) A lenda do Boitata (texto e colagem) A lenda da Iara (texto e desenho para colorir) Na 2ª Semana 1. Conhecendo todos lendas as crianças desenvolverão as seguintes tarefas: ● trabalho de produção escrita coletiva (recontando cada lenda) ● confecção de um pequeno livro com os textos produzidos e ilustrados 2. O professor levará os alunos ao Laboratório de Informática – cruzadinha e quebra cabeça (software Jclick)
  • 18. A lenda do Saci-pererê Diz a lenda que o saci é um negrinho de uma perna só, ágil e atrevido. O saci perdeu uma perna numa luta de capoeira. Todo saci usa um gorro vermelho e adora fumar cachimbo. Os sacis aparecem e desaparecem num roda-moinho. O saci não é maldoso, mas adora fazer arte como, por exemplo: apagar o fogo, dar nó na crina dos cavalos, assustar viajantes, espantar cavalos e bois no pasto. Para pegar um saci basta colocar uma peneira com um terço em baixo de uma arvore. Para chamar o saci dê três nós num pedaço de palha. Após pegar o saci é preciso tirar o seu gorro e prendê-lo em uma garrafa. O dia do saci é comemorado em 31 de outubro
  • 19. A Lenda do Boitata Diz a lenda que o Boitata era uma espécie de cobra que foi a única sobrevivente de um grande dilúvio que cobriu a terra. Na língua dos índios Boitata quer dizer cobra de fogo e eles acreditam que o Boitata vive no fundo dos rios. O Boitata só enxerga de noite e se alimenta dos olhos dos bichos mortos que encontra na mata. Diz a lenda que o Boitata persegue os viajantes noturnos. Muitos acreditam que o Boitata protege as matas contra incêndios.
  • 20. A lenda da Iara Conhecida com Iara ou Uiara. É uma criatura dos rios que encanta os pescadores. Iara é metade peixe e metade mulher. Aparece no fim da tarde com os cabelos enfeitados de flores vermelhas. Quando um pescador é encantado pelo canto da Iara acaba hipnotizado e morre afogado de paixão. Na Amazônia, Iara é conhecida como a Mãe-d'água atrai os moços sob forma de uma moça bonita, e às moças, aparecendo-lhes sob o aspecto de um belo e sedutor moço.
  • 21. O Negrinho do Pastoreio No tempo da escravidão havia um fazendeiro muito malvado. O negrinho era um menino órfão que pertencia a esse fazendeiro. O menino era maltratado por todos e sofria muitos castigos. Ele cuidava dos cavalos da fazenda. Um dia ele perdeu um cavalo baio do fazendeiro. Nesse dia o menino foi surrado sem piedade. E seu corpo foi jogado em um formigueiro para ser comido pelas formigas. No dia seguinte, o fazendeiro, correu ao local e não mais encontrou o Negrinho. Em vez disso, viu Nossa Senhora e o Negrinho, bem feliz montado em um cavalo baio, pastoreando os cavalos invisíveis do céu. Diz a lenda que quem perder qualquer coisa deve acender uma vela para o Negrinho e pedir sua ajuda que encontrará o objeto perdido.
  • 22. Sugestões de Atividades: Fazer a dobradura do saci e /ou o saci na garrafa (ver 1º ano) Desenhos para colorir – (é só copiar colar em outra folha e aumentar) Saci veja (1º Ano) Produção de Texto (coletivo para ilustrar e fazer o livro) Jogos (Laboratório de Informática Jclick)
  • 23. Eixos e Capacidades - Caderno CEALE Na roda de Conversa Eixo 5 _ Oralidade Capacidades: *escutar com atenção e compreensão *responder a questões proposta pelo professor Nos trabalhos manuais Eixo: Oralidade Capacidades: *usar a língua falada em diferentes situações escolares *realizar com pertinência tarefas cujo desenvolvimento dependa de escuta atenta e compreensão. Nos Textos Eixo: Compreensão e valorização da cultura escrita Capacidade: *conhecer os usos da escrita na cultura escolar Eixo: Leitura Capacidade: *desenvolver atitudes e disposições favoráveis à leitura No Livrinho das Lendas Eixo: Leitura Capacidade: *saber decodificar palavras e textos escritos Eixo: Escrita Capacidade: *compreender a orientação e alinhamento da escrita da língua portuguesa. Eixo: Produção Escrita Capacidade: *produzir textos adequados aos objetivos No Jogo da Cruzadinha e no quebra-cabeça Eixo: Leitura Capacidades: *saber decodificar palavras e textos escritos *saber ler reconhecendo globalmente as palavras Eixo: Oralidade Capacidade: *realizar com pertinência tarefas cujo desenvolvimento dependa de escuta atenta e compreensão.
  • 24. 3º Ano Ensino Fundamental PROPOSTA: Muitas Adivinhações As adivinhas, também conhecida como adivinhações ou "o que é, o que é" são perguntas em formato de charadas desafiadoras que fazem as pessoas pensar e se divertir. São criadas pelas pessoas e fazem parte da cultura popular e do folclore brasileiro. ESTRATÉGIAS: 1. Roda de conversa: ● levantamento do conhecimento prévio das crianças a cerca do assunto ● apresentação da proposta de trabalho. O professor prepara um ficha para aluno (em cada ficha deve conter uma adivinhação e uma resposta -) Ex: O que é o que é? É surdo e mudo mas conta tudo? a resposta é de uma outra adivinhação SEGREDO A criança lê sua pergunta se souber responde. Se não todos tentarão responder com a dica que tem em sua ficha (alguém terá a resposta) 2. Desenhos 3. Jogo: O que é, o que é.... 4. Livro das Adivinhações 5. Laboratório de informática – Jogo Complete a Lacuna (Jclik) 6. Na internet – Jogo das Adivinhações no link abaixo há um jogo muito bom com as adivinhações – Vale a pena! http://www.redescola.com.br/software/ualf1038/ualf1038.swf 7. Exposição dos Trabalhos Sugestões Na 1ª aula – O professor faz o trabalho com a roda da conversa e a ficha das adivinhações. E pede para as crianças trazerem de casa adivinhações que a família conhece. O que é, o que é? Quebra-se quando se fala. LIVRO
  • 25. N 2ª aula - A criança copia em uma folha a adivinhação que trouxe e faz um desenho que a ilustre Monte um varal de adivinhação. Na 3º aula. O Jogo - O que, é o que é Entregue para cada aluno uma cartela com 10 quadrinhos para preencher. O professor faz a pergunta (use as adivinhas que trabalhou na 1ª aula, pois as crianças já conhecem) VOCẼ PODE DEIXAR NO QUADRO UM CARTAZ COM AS RESPOSTA EMBARALHADAS A criança escreve a resposta no quadrinho. No final as crianças trocam as cartelas entre si e fazem a correção das respostas. O professor cola no quadro (a cartela com as respostas na ordem correta) Vence quem tiver mais acertos. O QUE É, O QUEÉ... 1º 2º 3ª 4ª 5ª 6ª 7ª 8ª 9ª 10ª 4 º Aula - Forma duplas ou trios (de acordo com a quantidade de equipamentos no laboratório de informática) . No laboratório - Internet jogo das adivinhações – link acima 5ª Aula Iniciar a confecção do livro (agora as crianças já conhecem várias adivinhações) A sala pode fazer um único livro – cada criança cria e ilustra 02 páginas ( uma adivinha por página) Oriente-as para que não tenham adivinhas repetidas. A introdução pode ser um texto coletivo (explicando o que são as adivinhações e com encantam e estimulam o raciocínio). A capa pode ser uma criação coletiva ( ou um concurso quem cria a capa mais
  • 26. interessante a escolha pode ser do próprio grupo). O professor, de acordo, com sua turma define quantas aulas serão necessárias para esse trabalho. 6ª Aula Laboratório de Informática Complete as lacunas (software Jclick) Final Lançamento do livro e exposição dos trabalhos e textos. DICAS DE ADIVINHAÇÕES 1- O que é, o que é? Põe na mesa,parte e reparte, mas não se come? BARALHO 2- Tem coroa e não é rei, tem espinho e não é peixe? ABACAXI 3- O que é, o que é? Cai de pé e corre deitada? CHUVA 4- O que é, o que é? Casinha branca, sem porta ou janela. Dona Clara mora nela? OVO 5- O que é, o que é? Anda sempre com os pés na cabeça? PIOLHO 6- O que é, o que é? Quanto mais se tira mais aumenta? BURACO 7- O que é, o que é? Um céu que não tem estrelas? CEU DA BOCA 8- O que é, o que é? Ele enche uma casa, mas não enche minha mão? BOTÃO 9- O que é, o que é? É seu, mas os seus amigos usam mais que você? NOME 10- O que é, o que é? Trabalha noite e dia sem parar, mas nunca recebe salário? RELÓGIO 11- O que é, o que é? Responda depressa, não seja bocó, tem no pomar e no seu paletó? MANGA 12 - O que é, o que é? Que quanto mais eu tiro, mais eu tenho? FOTO
  • 27. Eixos e Capacidades - Caderno CEALE Na roda de Conversa ( com a ficha da adivinhação) Eixo 5 _ Oralidade Capacidades: *escutar com atenção e compreensão *responder a questões proposta pelo professor *expor opiniões nos debates com colegas e professor Eixo 3 – Leitura Capacidades: *saber decodificar palavras e textos escritos *fazer extrapolações *buscar pistas textuais Trabalho de casa (trazer uma adivinha que a família conheça) Eixo 1 – Compreensão e valorização da cultura escrita Capacidade: *conhecer, utilizar e valorizar os modos de produção e circulação da escrita na sociedade Eixo 5 _ Oralidade (no momento da apresentação para a turma Capacidades: *usar a fala em diferentes situações escolares *respeitar a diversidade das formas de expressão oral... Eixo 4 – Produção escrita ( no momento em que escreve e ilustra a sua adivinha) Capacidades: *compreender e valorizar o uso da escrita com diferentes funções, em diferentes gêneros *escrever segundo o princípio alfabético e as regrar ortográficas Jogo: O que é, o que é???(impresso) e Jogo na Internet (on line) Eixo 5 – Oralidade Capacidade: *realizar com pertinência tarefas cujo desenvolvimento dependa de escuta atenta e compreensão Eixo 3 – Leitura Capacidade: *saber decodificar palavras e textos escritos Eixo 2 – Apropriação do sistema de escrita Capacidade: *conhecer e utilizar diferentes tipos de letra (cursiva e forma) Confecção do Livro (incluindo capa e texto coletivo da introdução) Eixo 1 – Compreensão e valorização da cultura escrita Capacidade: *saber usar os objetos de escrita presentes na cultura escolar Eixo 4 – Produção Escrita Capacidades: *dispor, ordenar e organizar o próprio texto de acordo com as convenções gráficas apropriadas. *usar a variedade linguistica apropriada à situação de produção e de circulação... *usar recursos expressivos adequados ao gênero e aos objetivos do texto
  • 28. 4º Ano do Ensino Fundamental PROPOSTA: Os Ditados Populares e as Frases de para- choque de caminhão ESTRATÉGIAS: 1. Roda de conversa: ● levantamento do conhecimento prévio das crianças sobre o assunto ● apresentação da proposta de trabalho.3 2. Leitura e análise de um texto sobre o tema – Ditados Populares e Folclore 3. Conhecendo e ilustrando alguns Ditados Populares (dividir a sala em 6 grupos) cada grupo recebe 03 folhas, 03 ditados – e preparam 03 cartazes para o mural. Pode usar vários recursos: colagem, desenho, pintura, e outros para que o cartaz fique bem bonito. 4. Pesquisa: Os grupos que formamos para fazer os cartazes devem fazer um pesquisa buscando algumas frases de para-choque de caminhão (ajuda dos pais) Trazer a frases em cartaz – texto e ilustração 5. Produção de Texto – Frases no Caminhão. 6. No Laboratório de Informática – Jogos utilizando o software JClick a) Ordenar elementos de um texto (frases de caminhão) b) Completar texto (ditados populares) 7. Exposição do material produzido. Sugestões: 1ª Aula a) Roda de conversa b) Leitura e análise do texto 2ª Aula a) Conhecendo e ilustrando alguns ditados populares b) Solicitação do trabalho de pesquisa sobre as frases de para-choque de caminhão (marcar a data de apresentação dos cartazes) 3ª Aula Produção Coletiva de Texto – frases no caminho a) Professor entrega um pequeno texto que explique essa prática dos motoristas de caminhão e destaque algumas dessas frases. b) dado o suporte criar o texto (coletivo) sobre o tema. 4ª Aula a) Atividade no Laboratório de Informática ( Ordenar elementos de um texto – frases de caminhão) 5ª Aula a) Atividade no Laboratório de Informática (Completar texto – ditados populares)
  • 29. 6ª Aula a) Apresentação dos Cartazes b) Ilustração do texto coletivo Sugestão de Texto 1 ª Aula Folclore e Ditados Populares Folclore é o conjunto de tradições de um povo e é um dos principais fatores de identidade nacional. Cada povo tem sua tradição, seus mitos, suas lendas, suas comidas, suas cantigas, seu modo de vida e tudo isso é folclore. No dia 22 de agosto comemora- se o dia do Folclore no Brasil. Ditado, como o próprio nome diz, é a expressão que através dos anos se mantém imutável, aplicando exemplos morais, filosóficos e religiosos. São também conhecidos como provérbios. Os provérbios ou ditados populares constituem uma parte importante de cada cultura. Historiadores e escritores já tentaram descobrir a origem dos ditados populares, mas essa tarefa não é fácil, pois a origem dos provérbios se perde no tempo. Conhecendo o folclore de nosso país podemos compreender melhor o nosso povo. E valorizar cada manifestação de nossa cultura. No mapa você pode observar que são várias as manifestações folclóricas em nosso país. Leia alguns ditados e pense sobre as mensagens que eles encerram: ● Quem usa cuida. ● água mole em pedra dura, tanto bate até que fura ● Cachorro que late não morde. ● A mentira tem perna curta. ● Quem tem boca não manda assoprar. ● Gato escaldado tem medo de água fria ● Cachorro mordido de cobra tem medo de lingüiça. ● Quem tudo quer, tudo perde. ● Devagar se vai ao longe. Se preferir pode trabalhar com o poema e apresentar um cartaz com alguns ditados
  • 30. e levantar com os alunos as mensagens que eles pretendem ensinar. Folclore Brasileiro O Brasil tem regiões Muito ricas, todos sabem. É um grande produtor De folclore e aprendizagem Grandes mitos Muitas lendas Brincadeiras e canções Cheiro da terra Amor latente É o coração de sua gente Gente da terra... Gente do mar... É gente de todo lugar Unidos numa só voz, Para o folclore ensinar Augusta Schimidt 2ª Aula Preparar alguns ditados para que os alunos ilustrem Pau que nasce torto até a cinza é torta Quem tem boca vai a Roma Quem tem horta não deve couve Tamanho não é documento. Deus ajuda quem cedo madruga. Gambá cheira gambá
  • 31. 3ª Aula Frases de Caminhão Os caminhoneiros que se aventuram pelas estradas do país fazem do para-choque do caminhão um painel, onde exibem frases que retratam a cultura popular. As frases são de críticas, de protestos, de religiosidade, de sentimentos, mas sempre bem humoradas. As frases de para-choque retratam uma das mais características formas da cultura popular brasileira, ou seja, brincar com a própria desventura, rir da própria desgraça. Se disserem que te esqueci reze, poque morri Turbinado no pé, reduzido no “mé”, carona só pra “muié” 20 buscar, 100 demora, 60 aqui e vamos embora Amo minha sogra... bem longe de mim!
  • 32. Sugestões de Frases 3 eixos envenenados e 1 machão invocado. 6 pneus cheios e 1 coração vazio. 70 me passar, passe 100 atrapalhar. 80ção 20buscar 100você, não sei viver! 99% da beleza feminina sai com água e sabão. A cada curva que faço aumenta minha saudade. A calunia é como carvão: quando não queima, suja. Adão que foi feliz de não ter sogra e morar no paraíso. A fome é o melhor tempero. A fortuna faz amigos. A desgraça prova se eles existem de fato. A gente se encontra um dia, quando eu voltar. A humildade é a base da felicidade. Antes eu sonhava, agora eu nem durmo. A Serviço de Deus. A velocidade que emociona é a mesma que mata. A vida é como um dado: tem pontos marcados. A vida é dura para quem é mole. A vida é um barato, o povo é que acha caro! A vida tem a cor que tu pintas. Bebo para esquecer, só não lembro do que! Eixos e Capacidades - Caderno CEALE Na roda de Conversa Eixo 5 _ Oralidade Capacidades: *escutar com atenção e compreensão *responder a questões proposta pelo professor Texto sobre folclore e ditados populares e Sobre as Frases de Para-Choque Eixo _ Oralidade Capacidades: *expor opiniões em debates com colegas e professores *respeitar a diversidade das formas de expressão Eixo – Leitura *levantar e confirmar hipóteses relativas ao conteúdo do texto que está sendo lido *avaliar afetivamente o texto, fazer extrapolações Eixo – Produção Escrita *compreender e valorizar o uso da escrita com diferentes funções em diferentes gêneros Ilustrando os Ditados Populares Eixo_ Oralidade *escutar com atenção e compreensão Eixo – Leitura *construir compreensão global do texto lido .... produzindo inferências
  • 33. Texto Coletivo Eixo - Oralidade Capacidades: *expor opiniões em debates com os colegas e professores *respeitar a diversidade das formas de expressão oral... Eixo – Produção Escrita Capacidades: *planejar a escrita do texto considerando o temacentral e seus desdobramentos. *usar recursos expressivos adequados ao gênero e aos objetivos do texto Atividades no Laboratório - JClick Eixo - Oralidade Capacidade: *realizar com pertinência tarefas cujo desenvolvimento dependa de escuta atenta e compreensão. Eixo – Produção Escrita Capacidades: *organizar texto segundo os padrões de composição usuais na sociedade *escrever segundo o princípio alfabético e as regrar ortográficas Eixo – Leitura Capacidade *saber decodificar palavras e textos escritos * levantar e confirmar hipóteses relativas ao conteúdo do texto que está sendo lido
  • 34. 5º Ano do Ensino Fundamental PROPOSTA: Trava- Língua e Parlendas ESTRATÉGIAS: 1- Roda de conversa: ● levantamento do conhecimento prévio das crianças sobre o assunto ● apresentação da proposta de trabalho. 2- Laboratório de Informática – Sugestão 02vídeos sobre o tema Parlendas, cantigas e trava-língua Vídeo de parlendas, cantigas e trava-língua Parte 1 - http://www.youtube.com/watch?v=CSwQ1z_uewI&feature=related Duração 6:45 Vídeo de parlendas e cantigas e trava-língua Parte 2 – http://www.youtube.com/watch?v=JWexCu1WDMk duração 6:22 minutos 3 3- Leitura e análise de um texto sobre o tema – Trava-língua e Foclore 4 - Conhecendo e ilustrando alguns Trava- Língua (dividir a sala em 6 grupos) cada grupo 03 cartazes para o mural. Pode-se usar vários recursos: colagem, desenho, pintura, e outros para que o cartaz fique bem bonito. 5- Pesquisa: Os grupos que formamos para fazer os cartazes devem fazer um pesquisa buscando definir parlendas e apresentar algumas. 6- Produção de Texto – As Parlendas 7- No Laboratório de Informática – Jogos utilizando o software JClick a) Ordenar elementos de um texto (parlendas) b) Completar texto (trava-língua) 8- Exposição do material produzido. (cartazes e textos) 1ª Aula Após a roda da conversa apresentar um pequeno texto que fale sobre o Folclore e os Trava-línguas. Assistir a um ou os dois vídeos sobre o tema Pedir que escrevam sobre o vídeo um pequeno texto – ilustrar o texto. 2ª Aula Leitura e análise de um texto sobre o tema Trava-língua e Folclore 3ª Aula Confecção dos cartazes – ilustrando trava-línguas Solicitar a pesquisa sobre parlendas 4ª Aula Com o material da pesquisa produzir um texto sobre as parlendas
  • 35. 5ª e 6ª Aulas Atividades no Laboratório de Informática (JClick) O Folclore e os Trava- Língua Os trava-língua possuem uma rima fácil e, por isso, são populares entre as crianças. Eles fazem parte do Folclore Brasileiro, pois representam uma importante tradição da cultural oral do nosso povo. O desafio é reproduzi-los sem errar. Entra aqui também a questão do ritmo, quanto mais rápido tentam dizer, maior é a chance de não concluir o trava- línguas. De acordo com o Decreto nº 56747 de 17/08/1965 o dia 22 de agosto é o Dia do Folclore. Folclore é uma palavra de origem inglesa cujo significado é conhecimento popular, ou seja, as manifestações da cultura de um povo, seja através de suas lendas da sua alimentação, do seu artesanato, das suas vestimentas e de muitos de seus hábitos. O folclore é passado de pais para filhos, geração após geração e constituem a identidade de um povo. Ø Olha o sapo dentro do saco, O saco com o sapo dentro, O sapo batendo papo E o papo soltando vento. Debaixo da cama tem uma jarra. Dentro da jarra tem uma aranha. Tanto a aranha arranha a jarra, Como a jarra arranha a aranha. GATO ESCONDIDO COM RABO DE FORA TÁ MAIS ESCONDIDO QUE RABO ESCONDIDO COM GATO DE FORA. Larga a tia, lagartixa! Lagartixa, larga a tia! Só no dia em que a sua tia Chamar a largatixa de lagartixa. O PINTO PIA A PIPA PINGA. PINGA A PIPA, O PINTO PIA. PIPA PINGA. QUANTO MAIS O PINTO PIA MAIS A PIPA PINGA.
  • 36. Sugestão de Trava-Língua O peito do pé do pai do padre Pedro é preto. A babá boba bebeu o leite do bebê . A rua de paralelepípedo é toda paralelepipedada. Quem a paca cara compra , cara a paca pagará A chave do chefe Chaves está no chaveiro . Sabia que a mãe do sabiá sabia que sabiá sabia assobiar? Um limão , dois limões , meio limão . É muito socó para um socó só coçar! Nunca vi um doce tão doce como este doce de batata-doce! O padre pouca capa tem, pouca capa compra . Chega de cheiro de cera suja ! Bagre branco ; branco bagre Um tigre , dois tigres , três tigres. Três tristes tigres trigo comiam . Sugestões de Parlendas As parlendas são versinhos com temática infantil que são recitados em brincadeiras de crianças. Possuem uma rima fácil e, por isso, são populares entre as crianças. Muitas parlendas são usadas em jogos para melhorar o relacionamento entre os participantes ou apenas por diversão.
  • 37. cartazes disponíveis em: http://alfabetizandocomfantasia.blogspot.com/2009/10/cartazes- com-parlendas.html No blog você encontrará mais sugestões Elaboração: Míria Azevedo de Lima Bartelega Núcleo de Tecnologia Educacional – NTE Varginha/MG