Fundos de Investimento

996 visualizações

Publicada em

O que são fundos de investimento, como funcionam, seus tipos e tributações.

Publicada em: Negócios
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
996
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fundos de Investimento

  1. 1. FUNDOS DE INVESTIMENTO
  2. 2. CONCEITO Organização jurídica no formato de condomínio de investidores Precisam ser aprovados pela CVM Responsabilidade: Estatuto Social Prospecto Balanço Social* * Auditoria Independente
  3. 3. RESPONSABILIDADES – Direitos e deveres dos cotistas – Organização social do fundo – Datas de realização da assembleia – Riscos que o investidor está sujeito – Política de investimentos – Informações gerais sobre o fundo
  4. 4. Funções administrativas GESTOR DA CARTEIRA DE INVESTIMENTO gestão do patrimônio ADMINISTRADOR representa o fundo e determina valor da cota CUSTODIANTE guarda os títulos que compõem a carteira DISTRIBUIDOR capta os recursos financeiros junto a investidores
  5. 5. Como FUNCIONA Investidor aplica recursos financeiros e adquire cotas Cálculo das cotas: 1: Cota de fechamento – o administrador determina o valor da cota no final do dia e o investidor só saberá no dia seguinte a aplicação. 2: Cota de abertura – o administrador determina o valor da cota no começo do dia e o investidor sabe no momento da aplicação.
  6. 6. 3: O administrador, de posse do valor da cota, calcula a quantidade de cotas por investidor e determina o valor atual dos investimentos dos cotistas Como FUNCIONA APLICAÇÃO – valor financeiro / valor da cota RESGATE – quantidade de cotas x valor atual da cota
  7. 7. COMO FUNCIONA 4: Prazo de carência para efetuar resgates Possível perda de rentabilidade * Se estiver previsto no estatuto, o administrador só poderá fazer o resgate em datas estipuladas.
  8. 8. TAXAS COBRADAS – Pela execução dos trabalhos relativos a gerência administrativa –Definida em termos anuais –Incide diariamente sobre o patrimônio do fundo TAXA DE ADMINISTRAÇÃO TAXA DE PERFORMANCE – Cobrada em função dos objetivos de rentabilidade –Desconto administrador ao divulgar o valor da cota do fundo TAXA DE ENTRADA/SAÍDA – Pela execução dos trabalhos relativos a gerência administrativa –Definida em termos anuais –Incide diariamente sobre o patrimônio do fundo
  9. 9. TRIBUTAÇÃO IMPOSTO DE RENDA - Incide sobre a rentabilidade obtida pelo cotista - Alíquota varia: composição da carteira prazo médio dos títulos 1. Mais de em ações: alíquota de 15%67% 2. Maioria composta por títulos de renda fixa Prazo da aplicação Alíquota de IR Até 180 dias 22,50% Acima de 180 dias 20% Curto prazo: menos que 365 dias Prazo da aplicação Alíquota de IR De 365 dias 20% De 730 dias 17,5% Acima de 730 dias 15% Longo prazo: igual ou mais que 365 dias 3. Come-cotas: último dia útil de maio e novembro
  10. 10. TRIBUTAÇÃO IMPOSTO SOBRE OPERAÇÕES FINANCEIRAS (IOF) Apenas para resgates inferiores a 30 dias Número de dias decorridos após a aplicação IOF (em%) Número de dias decorridos após a aplicação IOF (em%) 1 96 16 46 2 93 17 43 3 90 18 40 4 86 19 36 5 83 20 33 6 80 21 30 7 76 22 26 8 73 23 23 9 70 24 20 10 66 25 16 11 63 26 13 12 60 27 10 13 56 28 6 14 53 29 3 15 50 30 0
  11. 11. TIPOS CURTO PRAZO -Investimento em títulos públicos federais ou privados de baixo risco de crédito -Prazo máximo de 365 dias - Prazo médio da carteira de até 60 dias -Rentabilidade associada às taxas SELIC ou CDI -Menor risco - Crédito de resgate no mesmo dia da solicitação REFERENCIADO - Acompanha a variação do indicador de desempenho escolhido -Pelo menos: 95% da carteira composta por ativos que compõe o indicador - Pelo menos: 80 % do PL em títulos de emissão do Tesouro Nacional ou do Banco Central do Brasil ou em ativos financeiros de renda fixa considerados de baixo risco de crédito * Referenciado DI
  12. 12. TIPOS Os fundos dessa categoria possuem 80% da carteira de em títulos de renda fixa pré ou pós-fixados Principal fator de risco: variação da taxa de juros e/ou de índice de preços Geralmente o crédito do resgate se dá no mesmo dia da solicitação RENDA FIXA MULTIMERCADOS - Política de investimento que envolve vários fatores de risco, sem o compromisso de concentração em nenhum fator em especial -Maior liberdade de gestão - Buscam maior rendimento, mas tem maior risco - Crédito de resgate nem sempre no mesmo dia da solicitação
  13. 13. TIPOS AÇÕES - Carteira composta de, no mínimo, 67% ações - União de investidores aumenta o poder de negociação - Expectativa de rentabilidade elevada - Possibilidade de diversificar o investimento - Investimento de alto risco - Crédito de resgate após 4 dias de sua solicitação
  14. 14. DIREITOS CREDITÓRIOS/FIDC TIPOS - Títulos de créditos originários de operações realizadas nas instituições financeiras, na indústria, arrendamento mercantil ou prestação de serviços - Podem ser: 1. ABERTOS – cotistas podem solicitar resgate de cotas 2. FECHADOS – cotas resgatadas ao término do prazo de duração - Risco: retorno ligado ao nível de inadimplência
  15. 15. TIPOS - Fundos que investem em empreendimentos imobiliários - Divididos em cotas que não podem ser resgatadas - Composto por imóveis comerciais, residenciais, rurais ou urbanos construídos ou em construção - Retorno por meio da distribuição dos resultados do fundo (ex: aluguel) - Ganhos de escala - Maior liquidez * 95% do resultado líquido auferido pelo fundo deve ser distribuído ao cotista * sem gastos com a compra do imóvel, corretagem, ou impostos como o ITBI IMOBILIÁRIOS
  16. 16. TIPOS CAMBIAL Rentabilidade dos fundos acompanha a variação da moeda estrangeira 80% da carteira composta por títulos de renda fixa que busquem acompanhar a variação de preços de moedas estrangeiras ou de uma taxa de juros denominada cupom cambial “Fundos Cambiais Dólar” são os mais conhecidos Crédito do resgate no dia seguinte a sua solicitação Proteção contra a desvalorização do real no médio e longo prazo Alternativa para quem tem que efetuar pagamentos em moeda estrangeira caso faça alguma transação no exterior
  17. 17. TIPOS DÍVIDA EXTERNA Composição da carteira por no mínimo 80% em títulos representativos da dívida externa Permitida a aplicação de até 20% do patrimônio líquido em outros títulos de crédito transacionados no mercado internacional É um meio ágil e de baixo custo operacional para investir em títulos do governo brasileiro negociados no exterior PREVIDÊNCIA É um fundo de uma instituição privada que concentra recursos de pessoas que visam à previdência
  18. 18. RISCOS É a probabilidade de não se obter o que esperava RISCO DE CRÉDITO é a probabilidade de que o emissor do título que compõe a carteira do fundo não pague o valor de título RISCO DE ESTRATÉGIA/MERCADO é a probabilidade de que a estratégia de investimento do gestor do fundo não produza os resultados esperados
  19. 19. TRANSPARÊNCIA Ainda é bastante negligenciada no mercado brasileiro CVM: dispõe informações sobre algumas carteiras de fundos de investimento existentes Comparação de Fundos - Startup Comparação de Fundos - Startup
  20. 20. REFERÊNCIAS ADVFN. Tributação de fundos de investimento: IOF.Disponível em: <http://br.advfn.com/educacional/fundos/tributacao-de- fundos-iof>. Acesso em: 03 maio 2013. ADVFN. Tipo de Fundo: Cambial. Disponível em: <http://br.advfn.com/educacional/fundos/cambial>. Acesso em: 29 maio 2013. BMF BOVESPA. Fundo de Investimento Imobiliário. <http://www.bmfbovespa.com.br/pt-br/invista-ja/tipos-de- investimentos/fundo-de-investimento-imobiliario.aspx?Idioma=pt-br>. Acesso em 30 maio 2013. COMO INVESTIR. Tributação: Tributação dos Fundos de Investimento. Disponível em: <http://www.comoinvestir.com.br/fundos/guia-de-fundos/tributacao/paginas/default.aspx>. Acesso em: 03 maio 2013. FUNDOS.COM. Fundos de investimento. Disponível em: <http://www.fundos.com/fundosdeinvestimento.htm>. Acesso em: 03 maio 2013. GLOBO.COM. Sistema traz transparência a administração de fundos de investimento.<http://g1.globo.com/tecnologia/startup/platb/2013/01/24/sistema-traz-transparencia-a-administracao-de-fundos- de-investimento/>. Acesso em 30 maio 2013. PORTAL DO INVESTIDOR. Cotas de fundos de investimento (409). Disponível em: <http://www.portaldoinvestidor.gov.br/menu/Menu_Investidor/valores_mobiliarios/FundodeInvestimento409.html>. Acesso em: 03 maio 2013. WIKIPEDIA. Fundo de Investimento. Disponível em:<http://pt.wikipedia.org/wiki/Fundo_de_investimento>. Acesso em 29 maio 2013.

×