SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
Quer opções de investimento tão seguras
quanto à poupança?
Ter segurança em seus investimentos é o que
todos desejam, com essa preocupação, a
Solidez oferece mais uma alternativa em seu
portfólio de produtos financeiros. A Renda Fixa
diversifica a aplicação de recursos e é garantida
pelo Fundo Garantidor de Créditos, sendo uma
opção melhor do que a poupança. Pode ser
isenta de IR e IOF para algumas modalidades.
O que é Renda Fixa?
Na poupança você empresta seu dinheiro ao Banco.
No investimento em Renda Fixa, você pode
emprestar seu dinheiro também a um Banco, uma
Empresa ou o Governo. Na Renda Fixa, você
está comprando um título público ou privado, que
atualmente tem remuneração maior do que a
poupança.
Investimento em Renda Fixa tem sempre um
indicador determinando a rentabilidade.
Conheça melhor os produtos oferecidos pela
Solidez:
A LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e a LCA (Letra de
Crédito do Agronegócio) As vantagens de investir em
LCI e LCA são que o Fundo Garantidor garante em
até R$ 250.000,00 para cada investidor por instituição
e tem isenção de Imposto de Renda. Com isso os
títulos alcançam maiores rentabilidades do que outros
produtos de renda fixa .
A taxa de remuneração da LCI e LCA segue o
CDI e é determinada no momento do
investimento (exemplo: uma LCI que renderá
90% do CDI). Por isso, a rentabilidade só será
conhecida no final do período de investimento,
já que o CDI é um índice pós-fixado
LCI
A LCI é um título de renda fixa emitido por um
banco e lastreado por empréstimos
imobiliários. Os títulos podem ter
rentabilidade pré ou pós-fixada sua
rentabilidade flutuará de acordo com as
taxas de juros praticadas no mercado.
LCA
As LCA (Letras de Créditos do Agronegócio) são
títulos emitidos por bancos garantidos por
empréstimos concedidos ao setor de
agronegócio. Esses títulos foram criados pelo
governo com objetivo de ampliar os recursos
disponíveis ao financiamento agropecuário.
O que são Debêntures
As debêntures são títulos de dívida de médio e longo
prazo emitidos por sociedades anônimas, que
conferem ao debenturista (detentor do título) um
direito de crédito contra a mesma, de acordo com
as características constantes na escritura de
emissão (documento legal que declara as
condições sob as quais a debênture foi emitida, tais
como: prazo, remuneração, garantias, periodicidade
de pagamento de juros, etc).
Os recursos captados com a emissão de
debêntures são geralmente utilizados no
financiamento de projetos, reestruturação
de passivos ou aumento de capital de giro.
Cada debênture emitida representa uma
fração do total da dívida contraída pela
companhia no ato da emissão, e pode ser
negociada no mercado secundário.
Apesar de serem classificadas como títulos de
renda fixa, as debêntures podem ter
características de renda variável, como
prêmios, participação no lucro da empresa ou
até mesmo conversibilidade em ações da
companhia.
Podem contar com a isenção de IR e IOF (para
pessoa física), caso estejam enquadradas
como debêntures de infraestrutura (Lei
12.431);
Títulos Públicos
O que São títulos públicos?
Os títulos públicos são ativos de renda fixa, ou seja, seu
rendimento pode ser dimensionado no momento do
investimento, ao contrário dos ativos de renda variável
(como ações), cujo retorno não pode ser estimado no
instante da aplicação. Dada a menor volatilidade dos
ativos de renda fixa frente aos ativos de renda variável,
este tipo de investimento é considerado mais
conservador, ou seja, de menor risco.
Existem títulos prefixados, cuja taxa de
rentabilidade é determinada no momento da
compra. Há também títulos pós-fixados, cujo
valor do título é corrigido por um indexador
definido, como os títulos remunerados por
índices de preços e indexados à taxa de juros
básica da economia, a Selic. Os títulos podem
ser ainda de curto, médio ou longo prazo, e
realizar ou não pagamento de cupom
semestrais de juros.
Títulos públicos são considerados os ativos
de menor risco da economia de um País, e
são 100% garantidos pelo Tesouro
Nacional. O Brasil possui excelente
reputação de emissor, sendo que seus
títulos são considerados Grau de
investimento pelas três maiores agências
de classificação de risco.
LTN: Letras do Tesouro Nacional
É um título prefixado, o investidor sabe exatamente o retorno do
título se carregá-lo até a data de vencimento.
Características:
O investidor sabe exatamente o valor bruto, em reais, a ser
recebido por unidade de título na data de vencimento (R$
1.000,00):
Tem fluxo simples: uma aplicação e um resgate;
Maior disponibilidade de vencimentos para a negociação no
Tesouro Direto;
Indicado para o investidor que acredita que a taxa prefixada será
maior que a taxa de juros básica da economia naquele mesmo
prazo do título.
LFT: Letras Financeiras do Tesouro
Características:
Indicado para o investidor que deseja uma
rentabilidade pós-fixada indexada à taxa de
juros da economia (Selic);
Fluxo simples: uma aplicação e um resgate.
Notas do Tesouro Nacional-Série B.
A NTN-B é um título com rentabilidade vinculada
à variação do IPCA, acrescida dos juros
definidos no momento da compra. Esse título
permite ao investidor obter rentabilidade em
termos reais, mantendo seu poder de compra
ao se proteger de flutuações do IPCA ao longo
do investimento.
Elas pagam uma taxa de juro anual, mais a
variação da inflação (medida pelo IPCA)
durante o período do investimento. Uma
vez que a NTN-B sempre tem um
rendimento acima da inflação, o investidor
tem um ganho real garantido, caso não
venda o título antes do vencimento.
Como no longo prazo a inflação acumulada
pode ser muito alta e é muito difícil de
estimar, ela pode corroer os rendimentos.
Por isso, ao investir para formar reservas
para a aposentadoria, é importante buscar
aplicações financeiras que ofereçam
proteção contra a inflação.
Existem dois tipos de NTN-B: a NTN-B Pura e a NTN-B Principal.
Então Como escolher entre a NTN-B e a NTN-B Principal?
NTN-B pura: paga ao investidor cupons semestrais que são os
rendimentos acumulados a cada seis meses. O que mais pesa
para o investidor da NTN-B pura é o fato de que, por adiantar o
pagamento do imposto, ele perde uma quantia importante que
poderia continuar a ser rentabilizada, tanto na forma do cupom
que vai para o seu bolso, como na forma do IR que vai para os
cofres do governo. É por esse motivo que quem investe na
NTN-B pura não recebe exatamente o rendimento acordado no
ato da compra.
NTN-B Principal: paga o rendimento todo
apenas no vencimento do título, por isso é
mais indicada para quem investe no longo
prazo. Já no caso da NTN-B Principal, o que
seria pago a título de cupom e IR continua
rendendo até o fim do prazo, quando o
imposto incide apenas sobre a rentabilidade
total. Na NTN-B Principal, ao contrário, você já
sabe exatamente quanto vai ganhar no
fim, justamente, por já ter acordado a taxa no
início do contrato.
2 - NTN-F (Notas do Tesouro Nacional – Série F)
A NTN-F também é um título prefixado, com
rentabilidade definida no momento da compra.
Porém, diferentemente da LTN, seu rendimento é
recebido pelo investidor ao longo do investimento,
por meio de cupons semestrais de juros, e na data
de vencimento do título, quando do resgate do valor
de face (valor investido somado à rentabilidade) e
pagamento do último cupom de juros. O fluxo de
cupons semestrais de juros aumenta a liquidez,
possibilitando reinvestimentos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Tudo o que você sempre quis saber sobre Investimentos
Tudo o que você sempre quis saber sobre InvestimentosTudo o que você sempre quis saber sobre Investimentos
Tudo o que você sempre quis saber sobre InvestimentosYupee
 
Aprenda a Investir - Introdução ao mercado de renda fixa e variavel - Palestr...
Aprenda a Investir - Introdução ao mercado de renda fixa e variavel - Palestr...Aprenda a Investir - Introdução ao mercado de renda fixa e variavel - Palestr...
Aprenda a Investir - Introdução ao mercado de renda fixa e variavel - Palestr...Goal Investimentos
 
Aula 1 - Sistema Financeiro e Instituições do Mercado Financeiro e de Capitais
Aula 1 - Sistema Financeiro e Instituições do Mercado Financeiro e de CapitaisAula 1 - Sistema Financeiro e Instituições do Mercado Financeiro e de Capitais
Aula 1 - Sistema Financeiro e Instituições do Mercado Financeiro e de CapitaisProf. Paulo Marques
 
60 Exercícios Resolvidos de Administração Financeira para Concursos
60 Exercícios Resolvidos de Administração Financeira para Concursos60 Exercícios Resolvidos de Administração Financeira para Concursos
60 Exercícios Resolvidos de Administração Financeira para ConcursosMilton Henrique do Couto Neto
 
Introdução às finanças
Introdução às finançasIntrodução às finanças
Introdução às finançasFelipe Pontes
 
O Sistema Financeiro Nacional - uma visão geral
O Sistema Financeiro Nacional - uma visão geralO Sistema Financeiro Nacional - uma visão geral
O Sistema Financeiro Nacional - uma visão geralVivaldo Jose Breternitz
 
Aula sistema de amortização
Aula   sistema de amortizaçãoAula   sistema de amortização
Aula sistema de amortizaçãoThaiane Oliveira
 
As forças de oferta e demanda dos mercados (superior)
As forças de oferta e demanda dos mercados (superior)As forças de oferta e demanda dos mercados (superior)
As forças de oferta e demanda dos mercados (superior)Luciano Pires
 
Títulos de Renda Fixa
Títulos de Renda FixaTítulos de Renda Fixa
Títulos de Renda FixaEder Nogueira
 
Educação Financeira - Prof. Pio
Educação Financeira - Prof. PioEducação Financeira - Prof. Pio
Educação Financeira - Prof. PioCentro Tecnologico
 
Cap 13 formação do preço de venda e do lucro
Cap 13 formação do preço de venda e do lucroCap 13 formação do preço de venda e do lucro
Cap 13 formação do preço de venda e do lucroPROFESSORA_LIVIA
 
Introdução às Finanças Corporativas.pdf
Introdução às Finanças Corporativas.pdfIntrodução às Finanças Corporativas.pdf
Introdução às Finanças Corporativas.pdfAntonioCarlosMarques20
 

Mais procurados (20)

Tudo o que você sempre quis saber sobre Investimentos
Tudo o que você sempre quis saber sobre InvestimentosTudo o que você sempre quis saber sobre Investimentos
Tudo o que você sempre quis saber sobre Investimentos
 
Aprenda a Investir - Introdução ao mercado de renda fixa e variavel - Palestr...
Aprenda a Investir - Introdução ao mercado de renda fixa e variavel - Palestr...Aprenda a Investir - Introdução ao mercado de renda fixa e variavel - Palestr...
Aprenda a Investir - Introdução ao mercado de renda fixa e variavel - Palestr...
 
Aula 1 - Sistema Financeiro e Instituições do Mercado Financeiro e de Capitais
Aula 1 - Sistema Financeiro e Instituições do Mercado Financeiro e de CapitaisAula 1 - Sistema Financeiro e Instituições do Mercado Financeiro e de Capitais
Aula 1 - Sistema Financeiro e Instituições do Mercado Financeiro e de Capitais
 
60 Exercícios Resolvidos de Administração Financeira para Concursos
60 Exercícios Resolvidos de Administração Financeira para Concursos60 Exercícios Resolvidos de Administração Financeira para Concursos
60 Exercícios Resolvidos de Administração Financeira para Concursos
 
Introdução às finanças
Introdução às finançasIntrodução às finanças
Introdução às finanças
 
Investimento
InvestimentoInvestimento
Investimento
 
O Sistema Financeiro Nacional - uma visão geral
O Sistema Financeiro Nacional - uma visão geralO Sistema Financeiro Nacional - uma visão geral
O Sistema Financeiro Nacional - uma visão geral
 
Slides taxa SELIC
Slides taxa SELICSlides taxa SELIC
Slides taxa SELIC
 
Aula sistema de amortização
Aula   sistema de amortizaçãoAula   sistema de amortização
Aula sistema de amortização
 
Introdução ao Mercado de Capitais
Introdução ao Mercado de CapitaisIntrodução ao Mercado de Capitais
Introdução ao Mercado de Capitais
 
As forças de oferta e demanda dos mercados (superior)
As forças de oferta e demanda dos mercados (superior)As forças de oferta e demanda dos mercados (superior)
As forças de oferta e demanda dos mercados (superior)
 
Títulos de Renda Fixa
Títulos de Renda FixaTítulos de Renda Fixa
Títulos de Renda Fixa
 
Planejamento Financeiro na Prática
Planejamento Financeiro na PráticaPlanejamento Financeiro na Prática
Planejamento Financeiro na Prática
 
Orçamento doméstico
Orçamento domésticoOrçamento doméstico
Orçamento doméstico
 
Administração financeira
Administração financeiraAdministração financeira
Administração financeira
 
1 financas pessoais
1 financas pessoais1 financas pessoais
1 financas pessoais
 
Conhecimentos Bancários - aulas 1 a 8
Conhecimentos Bancários - aulas 1 a 8Conhecimentos Bancários - aulas 1 a 8
Conhecimentos Bancários - aulas 1 a 8
 
Educação Financeira - Prof. Pio
Educação Financeira - Prof. PioEducação Financeira - Prof. Pio
Educação Financeira - Prof. Pio
 
Cap 13 formação do preço de venda e do lucro
Cap 13 formação do preço de venda e do lucroCap 13 formação do preço de venda e do lucro
Cap 13 formação do preço de venda e do lucro
 
Introdução às Finanças Corporativas.pdf
Introdução às Finanças Corporativas.pdfIntrodução às Finanças Corporativas.pdf
Introdução às Finanças Corporativas.pdf
 

Destaque

Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimentoApresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimentoFelipe Souto
 
TCC - Implantação De Uma Norma EuropéIa Em Dobradeiras HidráUlicas Nacionais,...
TCC - Implantação De Uma Norma EuropéIa Em Dobradeiras HidráUlicas Nacionais,...TCC - Implantação De Uma Norma EuropéIa Em Dobradeiras HidráUlicas Nacionais,...
TCC - Implantação De Uma Norma EuropéIa Em Dobradeiras HidráUlicas Nacionais,...Carlos Alberto
 
Economia aplicada (distribuição de renda) a eng. civil. civil
Economia aplicada (distribuição de renda) a eng. civil. civilEconomia aplicada (distribuição de renda) a eng. civil. civil
Economia aplicada (distribuição de renda) a eng. civil. civilBowman Guimaraes
 
Aula 29 os programas de transferência de renda no brasil no período (econo...
Aula 29    os programas de transferência de renda no brasil no período (econo...Aula 29    os programas de transferência de renda no brasil no período (econo...
Aula 29 os programas de transferência de renda no brasil no período (econo...petecoslides
 
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo PiresMercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo PiresDanilo Pires
 

Destaque (8)

Letra de Crédito Imobiliária
Letra de Crédito ImobiliáriaLetra de Crédito Imobiliária
Letra de Crédito Imobiliária
 
Apresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimentoApresentção fundos de investimento
Apresentção fundos de investimento
 
Fundos de Investimento
Fundos de InvestimentoFundos de Investimento
Fundos de Investimento
 
TCC - Implantação De Uma Norma EuropéIa Em Dobradeiras HidráUlicas Nacionais,...
TCC - Implantação De Uma Norma EuropéIa Em Dobradeiras HidráUlicas Nacionais,...TCC - Implantação De Uma Norma EuropéIa Em Dobradeiras HidráUlicas Nacionais,...
TCC - Implantação De Uma Norma EuropéIa Em Dobradeiras HidráUlicas Nacionais,...
 
Tesouro Direto
Tesouro DiretoTesouro Direto
Tesouro Direto
 
Economia aplicada (distribuição de renda) a eng. civil. civil
Economia aplicada (distribuição de renda) a eng. civil. civilEconomia aplicada (distribuição de renda) a eng. civil. civil
Economia aplicada (distribuição de renda) a eng. civil. civil
 
Aula 29 os programas de transferência de renda no brasil no período (econo...
Aula 29    os programas de transferência de renda no brasil no período (econo...Aula 29    os programas de transferência de renda no brasil no período (econo...
Aula 29 os programas de transferência de renda no brasil no período (econo...
 
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo PiresMercado Financeiro Professor Danilo Pires
Mercado Financeiro Professor Danilo Pires
 

Semelhante a Renda fixa

Tesouro Direto.pdf
Tesouro Direto.pdfTesouro Direto.pdf
Tesouro Direto.pdfPAULOJOSE80
 
Leitura investimentos
Leitura investimentosLeitura investimentos
Leitura investimentosDione Sousa
 
Slide sobre tesouro direto
Slide sobre tesouro direto Slide sobre tesouro direto
Slide sobre tesouro direto Sthefany71
 
Slide mercado financeiros e investimentos
Slide mercado financeiros e investimentosSlide mercado financeiros e investimentos
Slide mercado financeiros e investimentosWilliamDaSilvaPeixin
 
Finanças - Poupanças e Fundos
Finanças - Poupanças e FundosFinanças - Poupanças e Fundos
Finanças - Poupanças e Fundosdiogopublio
 
O mercado financeiro e as principais formas de aplicação financeira
O mercado financeiro e as principais formas de aplicação financeiraO mercado financeiro e as principais formas de aplicação financeira
O mercado financeiro e as principais formas de aplicação financeiraCarlos Benjoino Bidu
 
Fundos de Renda Fixa: O que é e Como Investir nos Melhores
Fundos de Renda Fixa: O que é e Como Investir nos MelhoresFundos de Renda Fixa: O que é e Como Investir nos Melhores
Fundos de Renda Fixa: O que é e Como Investir nos MelhoresThe Capital Advisor
 
Começando a Investir - Renda fixa
Começando a Investir - Renda fixaComeçando a Investir - Renda fixa
Começando a Investir - Renda fixaRicardo Sequim
 
Mini-curso: Os Melhores Investimentos Financeiros do Brasil
Mini-curso: Os Melhores Investimentos Financeiros do BrasilMini-curso: Os Melhores Investimentos Financeiros do Brasil
Mini-curso: Os Melhores Investimentos Financeiros do BrasilRoosevelt F. Abrantes
 
Trabalho cenários econ pier ietto
Trabalho cenários econ   pier iettoTrabalho cenários econ   pier ietto
Trabalho cenários econ pier iettoPier Ietto
 
Cartilha credito imobiliario
Cartilha credito imobiliarioCartilha credito imobiliario
Cartilha credito imobiliarioanselmo333
 

Semelhante a Renda fixa (20)

A.f.o
A.f.oA.f.o
A.f.o
 
Mercado%20 financeiro
Mercado%20 financeiroMercado%20 financeiro
Mercado%20 financeiro
 
Tesouro Direto.pdf
Tesouro Direto.pdfTesouro Direto.pdf
Tesouro Direto.pdf
 
Lci e lca
Lci  e  lcaLci  e  lca
Lci e lca
 
Leitura investimentos
Leitura investimentosLeitura investimentos
Leitura investimentos
 
Slide sobre tesouro direto
Slide sobre tesouro direto Slide sobre tesouro direto
Slide sobre tesouro direto
 
Slide mercado financeiros e investimentos
Slide mercado financeiros e investimentosSlide mercado financeiros e investimentos
Slide mercado financeiros e investimentos
 
Administração financeira
Administração financeiraAdministração financeira
Administração financeira
 
Literacia financeira digital
Literacia financeira digitalLiteracia financeira digital
Literacia financeira digital
 
Finanças - Poupanças e Fundos
Finanças - Poupanças e FundosFinanças - Poupanças e Fundos
Finanças - Poupanças e Fundos
 
Tesouro Direto 2012
Tesouro Direto 2012Tesouro Direto 2012
Tesouro Direto 2012
 
O mercado financeiro e as principais formas de aplicação financeira
O mercado financeiro e as principais formas de aplicação financeiraO mercado financeiro e as principais formas de aplicação financeira
O mercado financeiro e as principais formas de aplicação financeira
 
Fundos de Renda Fixa: O que é e Como Investir nos Melhores
Fundos de Renda Fixa: O que é e Como Investir nos MelhoresFundos de Renda Fixa: O que é e Como Investir nos Melhores
Fundos de Renda Fixa: O que é e Como Investir nos Melhores
 
Cdb
CdbCdb
Cdb
 
Onde investir em 2012
Onde investir em 2012Onde investir em 2012
Onde investir em 2012
 
O que saber? Renda Fixa
O que saber? Renda FixaO que saber? Renda Fixa
O que saber? Renda Fixa
 
Começando a Investir - Renda fixa
Começando a Investir - Renda fixaComeçando a Investir - Renda fixa
Começando a Investir - Renda fixa
 
Mini-curso: Os Melhores Investimentos Financeiros do Brasil
Mini-curso: Os Melhores Investimentos Financeiros do BrasilMini-curso: Os Melhores Investimentos Financeiros do Brasil
Mini-curso: Os Melhores Investimentos Financeiros do Brasil
 
Trabalho cenários econ pier ietto
Trabalho cenários econ   pier iettoTrabalho cenários econ   pier ietto
Trabalho cenários econ pier ietto
 
Cartilha credito imobiliario
Cartilha credito imobiliarioCartilha credito imobiliario
Cartilha credito imobiliario
 

Renda fixa

  • 1. Quer opções de investimento tão seguras quanto à poupança? Ter segurança em seus investimentos é o que todos desejam, com essa preocupação, a Solidez oferece mais uma alternativa em seu portfólio de produtos financeiros. A Renda Fixa diversifica a aplicação de recursos e é garantida pelo Fundo Garantidor de Créditos, sendo uma opção melhor do que a poupança. Pode ser isenta de IR e IOF para algumas modalidades.
  • 2. O que é Renda Fixa? Na poupança você empresta seu dinheiro ao Banco. No investimento em Renda Fixa, você pode emprestar seu dinheiro também a um Banco, uma Empresa ou o Governo. Na Renda Fixa, você está comprando um título público ou privado, que atualmente tem remuneração maior do que a poupança. Investimento em Renda Fixa tem sempre um indicador determinando a rentabilidade.
  • 3. Conheça melhor os produtos oferecidos pela Solidez: A LCI (Letra de Crédito Imobiliário) e a LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) As vantagens de investir em LCI e LCA são que o Fundo Garantidor garante em até R$ 250.000,00 para cada investidor por instituição e tem isenção de Imposto de Renda. Com isso os títulos alcançam maiores rentabilidades do que outros produtos de renda fixa .
  • 4. A taxa de remuneração da LCI e LCA segue o CDI e é determinada no momento do investimento (exemplo: uma LCI que renderá 90% do CDI). Por isso, a rentabilidade só será conhecida no final do período de investimento, já que o CDI é um índice pós-fixado
  • 5. LCI A LCI é um título de renda fixa emitido por um banco e lastreado por empréstimos imobiliários. Os títulos podem ter rentabilidade pré ou pós-fixada sua rentabilidade flutuará de acordo com as taxas de juros praticadas no mercado.
  • 6. LCA As LCA (Letras de Créditos do Agronegócio) são títulos emitidos por bancos garantidos por empréstimos concedidos ao setor de agronegócio. Esses títulos foram criados pelo governo com objetivo de ampliar os recursos disponíveis ao financiamento agropecuário.
  • 7. O que são Debêntures As debêntures são títulos de dívida de médio e longo prazo emitidos por sociedades anônimas, que conferem ao debenturista (detentor do título) um direito de crédito contra a mesma, de acordo com as características constantes na escritura de emissão (documento legal que declara as condições sob as quais a debênture foi emitida, tais como: prazo, remuneração, garantias, periodicidade de pagamento de juros, etc).
  • 8. Os recursos captados com a emissão de debêntures são geralmente utilizados no financiamento de projetos, reestruturação de passivos ou aumento de capital de giro. Cada debênture emitida representa uma fração do total da dívida contraída pela companhia no ato da emissão, e pode ser negociada no mercado secundário.
  • 9. Apesar de serem classificadas como títulos de renda fixa, as debêntures podem ter características de renda variável, como prêmios, participação no lucro da empresa ou até mesmo conversibilidade em ações da companhia. Podem contar com a isenção de IR e IOF (para pessoa física), caso estejam enquadradas como debêntures de infraestrutura (Lei 12.431);
  • 10. Títulos Públicos O que São títulos públicos? Os títulos públicos são ativos de renda fixa, ou seja, seu rendimento pode ser dimensionado no momento do investimento, ao contrário dos ativos de renda variável (como ações), cujo retorno não pode ser estimado no instante da aplicação. Dada a menor volatilidade dos ativos de renda fixa frente aos ativos de renda variável, este tipo de investimento é considerado mais conservador, ou seja, de menor risco.
  • 11. Existem títulos prefixados, cuja taxa de rentabilidade é determinada no momento da compra. Há também títulos pós-fixados, cujo valor do título é corrigido por um indexador definido, como os títulos remunerados por índices de preços e indexados à taxa de juros básica da economia, a Selic. Os títulos podem ser ainda de curto, médio ou longo prazo, e realizar ou não pagamento de cupom semestrais de juros.
  • 12. Títulos públicos são considerados os ativos de menor risco da economia de um País, e são 100% garantidos pelo Tesouro Nacional. O Brasil possui excelente reputação de emissor, sendo que seus títulos são considerados Grau de investimento pelas três maiores agências de classificação de risco.
  • 13. LTN: Letras do Tesouro Nacional É um título prefixado, o investidor sabe exatamente o retorno do título se carregá-lo até a data de vencimento. Características: O investidor sabe exatamente o valor bruto, em reais, a ser recebido por unidade de título na data de vencimento (R$ 1.000,00): Tem fluxo simples: uma aplicação e um resgate; Maior disponibilidade de vencimentos para a negociação no Tesouro Direto; Indicado para o investidor que acredita que a taxa prefixada será maior que a taxa de juros básica da economia naquele mesmo prazo do título.
  • 14. LFT: Letras Financeiras do Tesouro Características: Indicado para o investidor que deseja uma rentabilidade pós-fixada indexada à taxa de juros da economia (Selic); Fluxo simples: uma aplicação e um resgate.
  • 15. Notas do Tesouro Nacional-Série B. A NTN-B é um título com rentabilidade vinculada à variação do IPCA, acrescida dos juros definidos no momento da compra. Esse título permite ao investidor obter rentabilidade em termos reais, mantendo seu poder de compra ao se proteger de flutuações do IPCA ao longo do investimento.
  • 16. Elas pagam uma taxa de juro anual, mais a variação da inflação (medida pelo IPCA) durante o período do investimento. Uma vez que a NTN-B sempre tem um rendimento acima da inflação, o investidor tem um ganho real garantido, caso não venda o título antes do vencimento.
  • 17. Como no longo prazo a inflação acumulada pode ser muito alta e é muito difícil de estimar, ela pode corroer os rendimentos. Por isso, ao investir para formar reservas para a aposentadoria, é importante buscar aplicações financeiras que ofereçam proteção contra a inflação.
  • 18. Existem dois tipos de NTN-B: a NTN-B Pura e a NTN-B Principal. Então Como escolher entre a NTN-B e a NTN-B Principal? NTN-B pura: paga ao investidor cupons semestrais que são os rendimentos acumulados a cada seis meses. O que mais pesa para o investidor da NTN-B pura é o fato de que, por adiantar o pagamento do imposto, ele perde uma quantia importante que poderia continuar a ser rentabilizada, tanto na forma do cupom que vai para o seu bolso, como na forma do IR que vai para os cofres do governo. É por esse motivo que quem investe na NTN-B pura não recebe exatamente o rendimento acordado no ato da compra.
  • 19. NTN-B Principal: paga o rendimento todo apenas no vencimento do título, por isso é mais indicada para quem investe no longo prazo. Já no caso da NTN-B Principal, o que seria pago a título de cupom e IR continua rendendo até o fim do prazo, quando o imposto incide apenas sobre a rentabilidade total. Na NTN-B Principal, ao contrário, você já sabe exatamente quanto vai ganhar no fim, justamente, por já ter acordado a taxa no início do contrato.
  • 20. 2 - NTN-F (Notas do Tesouro Nacional – Série F) A NTN-F também é um título prefixado, com rentabilidade definida no momento da compra. Porém, diferentemente da LTN, seu rendimento é recebido pelo investidor ao longo do investimento, por meio de cupons semestrais de juros, e na data de vencimento do título, quando do resgate do valor de face (valor investido somado à rentabilidade) e pagamento do último cupom de juros. O fluxo de cupons semestrais de juros aumenta a liquidez, possibilitando reinvestimentos.