Mediunidade de cura

1.006 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.006
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
55
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mediunidade de cura

  1. 1. A mediunidade curadora “consiste [...]A mediunidade curadora “consiste [...] no dom que certas pessoasno dom que certas pessoas possuem de curar pelo simplespossuem de curar pelo simples toque, pelo olhar, mesmo por umtoque, pelo olhar, mesmo por um gesto,gesto, sem o concurso desem o concurso de qualquer medicaçãoqualquer medicação.. O fluido magnéticoO fluido magnético desempenha aídesempenha aí importante papel.”importante papel.” O Livro dos Médiuns, cap. 14. item 175O Livro dos Médiuns, cap. 14. item 175
  2. 2.  FENÔMENOS DE HYDESVILLE  MESAS GIRANTES  TIPTOLOGIA OU LINGUAGEM DAS PANCADAS  SEMATOLOGIA OU LINGUAGEM DOS SINAIS  VOZ DIRETA OU PNEUMATOFONIA  ESCRITA DIRETA OU PNEUMATOGRAFIA  FENÔMENOS DE ECTOPLASMIA: materializações de Espíritos, transporte de objetos, fotografias de Espíritos, curas
  3. 3. O magnetismo é a utilização, sob o nome de fluido, da força psíquica por aqueles que abundantemente a possuem. É uma transfusão de vida espiritualizada do organismo do operador para o do paciente. Os magnetizadores, em face da Doutrina Espírita, não podem ser considerados senão como verdadeiros médiuns curadores. Michaelus, Magnetismo Espiritual. 9a ed. Rio de Janeiro: FEB, 2005. cap. 12
  4. 4. Médiuns passistas: Essa mediunidadeEssa mediunidade curadora, que tanto se utilizou o Mestre acuradora, que tanto se utilizou o Mestre a fim de atender à massa, da qual sefim de atender à massa, da qual se compadecia, está ao alcance de todoscompadecia, está ao alcance de todos aqueles que, treinando a aplicação dosaqueles que, treinando a aplicação dos passes, desenvolverão as possibilidadespasses, desenvolverão as possibilidades bionergéticas para o saudável intercâmbiobionergéticas para o saudável intercâmbio de forças entre os homens, favorecendo osde forças entre os homens, favorecendo os sofredores com a esperança, a saúde e asofredores com a esperança, a saúde e a paz.paz. Vianna de Carvalho, Médiuns e MediunidadeVianna de Carvalho, Médiuns e Mediunidade
  5. 5. Médiuns receitistas: têm a especialidade de servirem mais facilmente de intérpretes aos Espíritos para as prescrições médicas. Importa não os confundir com os médiuns curadores, visto que absolutamente não fazem mais do que transmitir o pensamento do Espírito, sem exercerem por si mesmos influência alguma. [...] LM, item 193
  6. 6. São denominados médiuns curadores todos aqueles que se dedicam à nobilíssima missão de curar os enfermos. É natural, pois, que gozem de privilegiada proteção do Alto. Todavia, convém frisar, são criaturas humanas como nós, presas à carne, sujeitas às tentações mundanas, ameaçadas pelo orgulho, vaidade e presunção. [...] Sessões práticas e doutrinárias do Espiritismo: organização de grupos, métodos de trabalho, cap. 5
  7. 7. Médiuns curadores: os que têm o poder de curar ou de aliviar o doente, pela só imposição das mãos, ou pela prece. “Esta faculdade não é essencialmente mediúnica; possuem-na todos os verdadeiros crentes, sejam médiuns ou não. As mais das vezes, é apenas uma exaltação do poder magnético, fortalecido, se necessário, pelo concurso de bons Espíritos.” LM, item 189
  8. 8. Genericamente programados para a ação naGenericamente programados para a ação na caridade, esses médiuns reencarnam-se sobcaridade, esses médiuns reencarnam-se sob a assistência de abnegados mentores, quea assistência de abnegados mentores, que conduzem à prática da terapia de amor. Noconduzem à prática da terapia de amor. No caso de médiuns curadores, os Espíritoscaso de médiuns curadores, os Espíritos interessados no progresso e na felicidadeinteressados no progresso e na felicidade dos homens trabalham-lhes a personalidadedos homens trabalham-lhes a personalidade e buscam orientá-los com carinho, a fim dee buscam orientá-los com carinho, a fim de que seu ministério logre êxito.que seu ministério logre êxito. Vianna de Carvalho, Médiuns e MediunidadesVianna de Carvalho, Médiuns e Mediunidades
  9. 9. Dentre as abençoadas faculdadesDentre as abençoadas faculdades medianímicas postas a serviço damedianímicas postas a serviço da fraternidade e do bem, a de naturezafraternidade e do bem, a de natureza curadora reveste-se de recursos preciososcuradora reveste-se de recursos preciosos para, em nome do Terapeuta Divino,para, em nome do Terapeuta Divino, socorrer as criaturas em carência de saúdesocorrer as criaturas em carência de saúde e sob tormentos variados.e sob tormentos variados. Vianna de Carvalho, Médiuns e MediunidadesVianna de Carvalho, Médiuns e Mediunidades
  10. 10. A conduta sadia, que decorre de uma vida moralA conduta sadia, que decorre de uma vida moral equilibrada, faculta mais poderoso intercâmbio deequilibrada, faculta mais poderoso intercâmbio de energias propiciadoras de saúde. Por sua vez, oenergias propiciadoras de saúde. Por sua vez, o médium que ora e se enriquece de valoresmédium que ora e se enriquece de valores espirituais mais desenvolve aptidão inapta,espirituais mais desenvolve aptidão inapta, ampliando o seu campo vibratório, aumentando oampliando o seu campo vibratório, aumentando o vigor da energia que canaliza para a saúdevigor da energia que canaliza para a saúde tornando-se um dínamo valioso para o bem geral.tornando-se um dínamo valioso para o bem geral. Vianna de Carvalho, Médiuns e MediunidadesVianna de Carvalho, Médiuns e Mediunidades
  11. 11. Suas mãos e palavras tratavam o corpo, o coração e o espírito Ele foi o maior benfeitor de todos os tempos, não apenas removendo problemas físicos das pessoas, mas passando uma mensagem de amor e paz que se estende por milênios e que realiza verdadeiras curas
  12. 12. “Ide dizer a João: os cegos veem, os doentes são curados, os surdos ouvem, o Evangelho é anunciado aos pobres.” “Reconhecei minhas obras, julgai a árvore pelo seu fruto.”
  13. 13. A ação curadora depende daA ação curadora depende da intervençãointervenção dos Espíritos quedos Espíritos que associam: os fluidos dosassociam: os fluidos dos médiuns e os provenientes damédiuns e os provenientes da natureza aos próprios fluidos.natureza aos próprios fluidos. A Gênese, cap. 14.
  14. 14. As curas ocorrem, sempre,As curas ocorrem, sempre, de acordo com os ditamesde acordo com os ditames dada lei de causa e efeitolei de causa e efeito.. A Gênese, cap. 14.
  15. 15. O Espírito, encarnado ouO Espírito, encarnado ou desencarnado, é o agentedesencarnado, é o agente propulsor que infiltra numpropulsor que infiltra num corpo deteriorado uma partecorpo deteriorado uma parte do seudo seu envoltório fluídicoenvoltório fluídico.. A Gênese, cap. 14.
  16. 16. FORÇAS SUPERIORES Fluido A Fluido B MÉDIUM Fluido C NATUREZA A COMBINAÇÃO DESSES FLUIDOS CRIA PROPRIEDADES DIFERENCIADAS
  17. 17. O médium de cura oferece recursosO médium de cura oferece recursos fluídicos, mais densos. O chamadofluídicos, mais densos. O chamado ectoplasma que faculta uma ação maisectoplasma que faculta uma ação mais intensa em favor do paciente.intensa em favor do paciente. Richard Simonetti,Richard Simonetti, Mediunidade, tudo o que vocêMediunidade, tudo o que você precisa saberprecisa saber..
  18. 18. Kardec afirma que uma grande forçaKardec afirma que uma grande força fluídica aliada a uma maior somafluídica aliada a uma maior soma possível de qualidades morais, podepossível de qualidades morais, pode operar curas verdadeiramenteoperar curas verdadeiramente prodigiosas.prodigiosas. Diz também que a confiança e aDiz também que a confiança e a vontade do curador aliada a fé do doentevontade do curador aliada a fé do doente auxiliam poderosamente a açãoauxiliam poderosamente a ação fluídica.fluídica. L.M., Cap. XIV, 175L.M., Cap. XIV, 175
  19. 19. Kardec acrescenta que JesusKardec acrescenta que Jesus tinha razão ao dizer: “Tuatinha razão ao dizer: “Tua fé te salvou.”fé te salvou.” Compreende-se que a fé àCompreende-se que a fé à qual ele se refere não équal ele se refere não é uma virtude mística, comouma virtude mística, como certas pessoas entendem,certas pessoas entendem, mas uma verdadeira forçamas uma verdadeira força atrativa...atrativa...
  20. 20. AA vontadevontade atua sobre a matéria elementaratua sobre a matéria elementar e, por uma ação consecutiva, reage sobree, por uma ação consecutiva, reage sobre seus compostos, cujas propriedadesseus compostos, cujas propriedades íntimas sofrem transformações.íntimas sofrem transformações. AA vontadevontade tanto é atributo do Espíritotanto é atributo do Espírito encarnado quanto do Espírito errante, daí oencarnado quanto do Espírito errante, daí o poder do magnetizador, poder que se sabepoder do magnetizador, poder que se sabe está na razão direta da força deestá na razão direta da força de vontadevontade.. L. M. cap. XIV, 175L. M. cap. XIV, 175
  21. 21. A cura se opera pela substituição de uma molécula malsã por uma molécula sã. Allan Kardec: A Gênese, cap. 14 O poder curativo estará, pois, na razão direta da pureza da substância inoculada Depende também da energia da vontade que, quanto maior for, tanto mais abundante emissão fluídica provocará e tanto mais força de penetração dará ao fluido.
  22. 22. Nas curas é indispensável que os membros da equipeNas curas é indispensável que os membros da equipe tenham uma noção clara e segura do processo mediante otenham uma noção clara e segura do processo mediante o qual devem cooperar, doando fluidos, ectoplasma ouqual devem cooperar, doando fluidos, ectoplasma ou vibrações.vibrações. Para obterem o poder de cura os médiuns devem atentarPara obterem o poder de cura os médiuns devem atentar para:para: PRECEPRECE ESPÍRITO DEESPÍRITO DE CARIDADECARIDADE VONTADEVONTADE ESQUECIMENTO DE SIESQUECIMENTO DE SI MESMOMESMO DEDICAÇÃODEDICAÇÃO SACRIFÍCISACRIFÍCI OO DISCIPLINADISCIPLINA
  23. 23. CURA À DISTÂNCIACURA À DISTÂNCIA São realizadas operações e aplicações de recursos doSão realizadas operações e aplicações de recursos do magnetismo curador no perispírito com reflexo visíveis,magnetismo curador no perispírito com reflexo visíveis, imediatos ou não, nos órgãos doentes do corpo físico, sem aimediatos ou não, nos órgãos doentes do corpo físico, sem a presença de um médio no local.presença de um médio no local. Decorrem do merecimento, da fé, e das preces do próprioDecorrem do merecimento, da fé, e das preces do próprio doente, conjuntamente com a atuação dos dirigentes dodoente, conjuntamente com a atuação dos dirigentes do trabalho de cura, dos centros espíritas, ou mesmo de outrostrabalho de cura, dos centros espíritas, ou mesmo de outros cultos religiosos.cultos religiosos. Geziel Andrade, Cura e Saúde à Luz doGeziel Andrade, Cura e Saúde à Luz do Espiritismo.Espiritismo.
  24. 24. OPERAÇÕES COM O USO DEOPERAÇÕES COM O USO DE INSTRUMENTOS CIRÚRGICOSINSTRUMENTOS CIRÚRGICOS Nesses casos, o Espírito do médico utiliza-se de um médium inconscienteNesses casos, o Espírito do médico utiliza-se de um médium inconsciente para evitar interferência. O controle pleno está com os seres espirituais, quepara evitar interferência. O controle pleno está com os seres espirituais, que tomam decisões quanto à anestesia, ao tipo e ao modo de operação, e aostomam decisões quanto à anestesia, ao tipo e ao modo de operação, e aos cuidados pós-operatórioscuidados pós-operatórios Geziel Andrade, Cura e Saúde à Luz doGeziel Andrade, Cura e Saúde à Luz do Espiritismo.Espiritismo. Arigó foi caluniado por autoridades eclesiásticas, sendo considerado charlatão, mas foi consagrado pelos cientistas como um dos maiores casos de mediunidade curadora do mundo. J. Herculano Pires, Mediunidade
  25. 25. CIRURGIAS NA PRESENÇA DE UM MÉDIUM EMCIRURGIAS NA PRESENÇA DE UM MÉDIUM EM TRANSE, QUE FORNECE O ECTOPLASMA:TRANSE, QUE FORNECE O ECTOPLASMA: Estas são feitas pelo Espírito de um médico materializado.Estas são feitas pelo Espírito de um médico materializado. A intervenção cirúrgica é feita com materiais e instrumentosA intervenção cirúrgica é feita com materiais e instrumentos materializados sob o controle do plano espiritual.materializados sob o controle do plano espiritual. Geziel Andrade, Cura e Saúde à Luz doGeziel Andrade, Cura e Saúde à Luz do EspiritismoEspiritismo..
  26. 26. CIRURGIAS NO CORPO ESPIRITUAL ECIRURGIAS NO CORPO ESPIRITUAL E APLICAÇÕES DE RECURSOS ENERGÉTICOSAPLICAÇÕES DE RECURSOS ENERGÉTICOS CURADORES, COM O ESPÍRITO DE UM MÉDICOCURADORES, COM O ESPÍRITO DE UM MÉDICO INCORPORADO EM UM MÉDIUM.INCORPORADO EM UM MÉDIUM. A cura dos órgãos doentes é imediata ou a médio prazo. O médicoA cura dos órgãos doentes é imediata ou a médio prazo. O médico espiritual faz o diagnóstico, a intervenção no perispírito, a aplicação deespiritual faz o diagnóstico, a intervenção no perispírito, a aplicação de passes magnéticos, e também dá orientações necessárias àpasses magnéticos, e também dá orientações necessárias à concretização da cura.concretização da cura. Geziel Andrade, Cura e Saúde à Luz doGeziel Andrade, Cura e Saúde à Luz do EspiritismoEspiritismo..
  27. 27. Depende, também, do poder das energias curadoras atuarem nos corpos espiritual e material sob o comando dos dirigentes e Espíritos socorristas. O RESTABELECIMENTO DA SAÚDE FÍSICA, NÃO DEPENDE SÓ DA TÉCNICA DE CURA MAIS APROPRIADA . Depende das mudanças para melhor que o paciente consegue realizar nos sentimentos, pensamentos e atitudes. Depende da reabilitação íntima, do reequilíbrio, da renovação interior por parte da pessoa enferma, da eliminação das tendências infelizes e da prática do amor. Depende de provas, expiações, experiências e resgates de débitos pelos quais o paciente tem de passar nesta vida e das concessões da misericórdia divina, decorrente dos méritos e das conquistas espirituais do enfermo.
  28. 28. Alexandre a André Luiz, Nos domínios da mediunidade.Alexandre a André Luiz, Nos domínios da mediunidade. Cap. DoutrinadorCap. Doutrinador
  29. 29. Foi muito bomFoi muito bom estar com vocês!estar com vocês! Obrigada e muita paz!Obrigada e muita paz!

×