SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 25
CurCausr easfe etfueatudaadsa ps opro rJ eJesususs
Curas efetuadas por Jesus 
Curas realizadas por toques e imposição de mãos. 
ou apenas pelo olhar e pela palavra
Jesus cura um leproso 
Marcos 1:40-43 
40-E aproximou-se dele um 
leproso que, rogando-lhe, e 
pondo-se de joelhos diante 
dele, lhe dizia: Se queres, 
bem podes limpar-me. 
41-E Jesus, movido de grande 
compaixão, estendeu a mão, 
e tocou-o, e disse-lhe: Quero, 
sê limpo. 
42-E, tendo ele dito isto, logo 
a lepra desapareceu, e ficou 
limpo.
O cego de Betsaida 
Marcos 8 22 a 26
O cego de Betsaida Marcos 8 22 a 26 
22- E chegou a Betsaida; e trouxeram-lhe um cego, e rogaram-lhe 
que o tocasse. 
23-E, tomando o cego pela mão, levou-o para fora da aldeia; e, 
cuspindo-lhe nos olhos, e impondo-lhe as mãos, perguntou-lhe se 
via alguma coisa. 
24 E, levantando ele os olhos, disse: Vejo os homens; pois os vejo 
como árvores que andam. 
25-Depois disto, tornou a pôr-lhe as mãos sobre os olhos, e fez 
olhar para cima: e ele ficou restaurado, e viu cada homem 
claramente. 
26 E mandou-o para sua casa, dizendo: Nem entres na aldeia, 
nem o digas a ninguém na aldeia
Porque Jesus não curavam a todos? 
1- Porque Jesus não curavam a todos?
A doença 
É terapêuticas da alma, 
dentro do mecanismo da 
evolução humana. 
É a filtragem, no corpo, 
dos efeitos prejudiciais 
dos desequilíbrios 
espirituais. 
Funciona, também, como 
processo que induz à 
reflexão e disciplina das 
atitudes. 
Enquanto não produziu 
seus efeitos benéficos, 
não deve ser suprimida.
Ação dos Espíritos sobre os fluidos 
e seu reflexo sobre o corpo físico 
Funcionamento Pelo pensamento e a vontade, os Espíritos agem 
sobre os fluidos, que ficam impregnados das qualidades (boas ou más) 
dos pensamentos sentimentos que os fazem vibrar (quer encarnado 
ou não o espírito que sobre eles atua). 
Obs: Algumas vezes, essas transformações resultam de uma 
intenção; doutras, são produto de um pensamento inconsciente. 
Basta que o espírito pense uma coisa, para que esta se produza.
Cura por ação fluídica 
Encarnados ou não, os espíritos têm no seu próprio perispírito um 
reservatório de fluidos (bons ou maus) e podem endereçá-los a 
outros seres. 
 Os fluidos bons podem servir como agente terapêutico, para 
reparação perispiritual ou de reflexos no corpo. 
O poder curativo dependerá: 
• da pureza da substância fluídica inoculada; 
• da energia da vontade (para emissão mais abundante e maior força 
de penetração dos fluidos).
A cura com Jesus 
"É muito comum a faculdade de curar pela influência fluídica e pode 
desenvolver-se por meio do exercício; mas, a de curar instantaneamente, 
pela imposição das mãos, essa é mais rara e o seu grau máximo se deve 
considerar excepcional“(item 34, cap. XIV, "A Gênese", de A-K-). 
Jesus a muitos curou por ação fluídica (Mt. 8:16/ 17) e 
recomendava aos discípulos que assim agissem: 
"Curai os enfermos" (Mt. 10:8).
Condições para a cura 
A recepção e assimilação dos fluidos dependerá das condições no paciente e no 
ambiente que favoreçam ou não a permuta e assimilação fluídica. 
"Com relação à corrente fluídica" o curador age como uma bomba 
insuflante e o enfermo "como uma' bomba aspirante", esclarece Kardec 
("A Gênese", XV,) 
"Algumas vezes, é necessária a simultaneidade das ações; doutras, basta uma só". 
A fé, portanto, não é uma virtude mística mas uma força atrativa. 
Quando o enfermo não tem essa fé, "opõe à corrente fluídica uma força repulsiva, 
ou pelo menos uma força de inércia, que paralisa a ação". 
Podemos entender, agora, porque Jesus, ao curar alguém, dizia: 
"Se tiveres fé" ou "A tua fé te salvou".
FÈ 
Ferramenta indispensável para a cura
PASSE 
Se apenas o 
benfeitor atuar, 
o resultado pode 
ser mínimo ou 
até nulo, pois a 
principal peça 
nesse trabalho é 
o próprio 
doente.
Fé 
Maior tesouro da 
alma 
Na esfera 
espiritual cada um 
vale pela fé que 
possui
O Ensino Moral 
Os homens podem discordar quanto às questões religiosas, às 
práticas e aos dogmas, mas nunca contra os ensinamentos 
morais do Cristo.
A verdadeira cura 
Jesus Não queria apenas curar corpos mas 
orientar os enfermos para o entendimento e 
cumprimento das leis de Deus, porque 
a verdadeira cura é a do Espírito
O paralítico de 
Cafarnaum 
A cura dos males 
físicos pode 
significar a queda 
nos abismos do 
despautério, da 
degradação moral e 
da consagração dos 
valores puramente 
terrenos em 
detrimento das 
metas evolutivas.
Se não formos curados 
“Se, porém, malgrado os 
nossos esforços não o 
conseguirmos" (ficar 
curados), devemos "suportar 
com resignação os nossos 
passageiros males". (O Evangelho 
Segundo o Espiritismo", cap. XXVIII, V 
pois "lesões e chagas, 
frustrações e defeitos em 
nossa forma externa são 
remédios da alma que nós 
mesmos pedimos à farmácia 
de Deus ". 
(Emmanuel, em "Seara dos Médiuns", 
cap. "Oração e Cura").
O Leproso e nós 
Confiança em Jesus 
Vivenciar os ensinamentos de Jesus 
As mãos de Jesus operam “ milagres” nos corações que a elas se entregam com 
segurança.
O Cego de Betsaida 
Jesus, tomando o cego pela mão, levou-o para fora da 
aldeia e, aplicando-lhe saliva aos olhos e impondo-lhe as 
mãos, perguntou-lhe: Vês alguma coisa?
Qual a nossa relação com o Cego de 
Betsaida? 
• Ele precisava enxergar além 
dos olhos físicos 
• Para fora da aldeia 
• abramos os nossos olhos 
para as questões sublimes 
do Espírito, 
• deixarmos para trás os 
interesses pequenos e 
mesquinhos, as querelas e 
as discórdias, o ciúme e a 
maledicência e todos os 
vícios aparentemente 
pequenos, que minam 
nossas energias e nos 
mantem acorrentados e 
cegos permanentemente.
Cego espiritual 
Aquele, cujo 
Espírito se acha 
dominado pela 
matéria , ou a ela 
escravizado , está 
moral e 
intelectualmente 
cego do ponto de 
vista espiritual
Buscai antes o amor e fazei todo o bem possível para vos 
conservardes em paz. 
O amor é a candeia acesa e o bem é o combustível que a 
mantém.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espíritaO PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espíritaJorge Luiz dos Santos
 
Cuidar do Corpo e do Espírito
Cuidar do Corpo e do EspíritoCuidar do Corpo e do Espírito
Cuidar do Corpo e do EspíritoCEENA_SS
 
Amigos espirituais slides
Amigos espirituais   slidesAmigos espirituais   slides
Amigos espirituais slidesbonattinho
 
A fé transporta montanhas cap 19 ese
A fé transporta montanhas cap 19 eseA fé transporta montanhas cap 19 ese
A fé transporta montanhas cap 19 esectollin
 
Pedi e obtereis - O poder transformador da prece
Pedi e obtereis  - O poder transformador da prece Pedi e obtereis  - O poder transformador da prece
Pedi e obtereis - O poder transformador da prece grupodepaisceb
 
PALESTRA - RENOVANDO ATITUDES
PALESTRA - RENOVANDO ATITUDESPALESTRA - RENOVANDO ATITUDES
PALESTRA - RENOVANDO ATITUDESMauro Santos
 
As curas de jesus
As curas de jesusAs curas de jesus
As curas de jesusLisete B.
 
Palestra Espírita - O espiritismo como educação
Palestra Espírita - O espiritismo como educaçãoPalestra Espírita - O espiritismo como educação
Palestra Espírita - O espiritismo como educaçãoDivulgador do Espiritismo
 
Conduta Espírita na Prática da Caridade
Conduta Espírita na Prática da CaridadeConduta Espírita na Prática da Caridade
Conduta Espírita na Prática da Caridadeigmateus
 
Palestra espirita escolha das provas
Palestra espirita escolha das provasPalestra espirita escolha das provas
Palestra espirita escolha das provasFelipe Guedes
 
Retribuir o mal com o bem
Retribuir o mal com o bemRetribuir o mal com o bem
Retribuir o mal com o bemLorena Dias
 

Mais procurados (20)

A lei de amor ppt
A lei de amor pptA lei de amor ppt
A lei de amor ppt
 
O Poder da Prece
O Poder da PreceO Poder da Prece
O Poder da Prece
 
O PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espíritaO PENSAMENTO Uma abordagem espírita
O PENSAMENTO Uma abordagem espírita
 
Cuidar do Corpo e do Espírito
Cuidar do Corpo e do EspíritoCuidar do Corpo e do Espírito
Cuidar do Corpo e do Espírito
 
Amigos espirituais slides
Amigos espirituais   slidesAmigos espirituais   slides
Amigos espirituais slides
 
Sede perfeitos
Sede perfeitosSede perfeitos
Sede perfeitos
 
Bem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coraçãoBem aventurados os puros de coração
Bem aventurados os puros de coração
 
A fé transporta montanhas cap 19 ese
A fé transporta montanhas cap 19 eseA fé transporta montanhas cap 19 ese
A fé transporta montanhas cap 19 ese
 
Pedi e obtereis - O poder transformador da prece
Pedi e obtereis  - O poder transformador da prece Pedi e obtereis  - O poder transformador da prece
Pedi e obtereis - O poder transformador da prece
 
PALESTRA - RENOVANDO ATITUDES
PALESTRA - RENOVANDO ATITUDESPALESTRA - RENOVANDO ATITUDES
PALESTRA - RENOVANDO ATITUDES
 
As curas de jesus
As curas de jesusAs curas de jesus
As curas de jesus
 
Palestra Espírita - O espiritismo como educação
Palestra Espírita - O espiritismo como educaçãoPalestra Espírita - O espiritismo como educação
Palestra Espírita - O espiritismo como educação
 
Conduta Espírita na Prática da Caridade
Conduta Espírita na Prática da CaridadeConduta Espírita na Prática da Caridade
Conduta Espírita na Prática da Caridade
 
Palestra Espírita - A paciência
Palestra Espírita - A paciênciaPalestra Espírita - A paciência
Palestra Espírita - A paciência
 
Dai gratuitamente...
Dai gratuitamente...Dai gratuitamente...
Dai gratuitamente...
 
A Vontade
A VontadeA Vontade
A Vontade
 
Palestra espirita escolha das provas
Palestra espirita escolha das provasPalestra espirita escolha das provas
Palestra espirita escolha das provas
 
A dor na nossa evolução
A dor na nossa evoluçãoA dor na nossa evolução
A dor na nossa evolução
 
Retribuir o mal com o bem
Retribuir o mal com o bemRetribuir o mal com o bem
Retribuir o mal com o bem
 
ReconciliaçãO Com Os AdversáRios
ReconciliaçãO Com Os AdversáRiosReconciliaçãO Com Os AdversáRios
ReconciliaçãO Com Os AdversáRios
 

Destaque

As curas efetuadas por Jesus - Tanque de Betesda
 As curas efetuadas por Jesus  - Tanque de Betesda As curas efetuadas por Jesus  - Tanque de Betesda
As curas efetuadas por Jesus - Tanque de Betesdanelmarvoc
 
Pae ppt lição 10 a cura do paralítico de betesda
Pae ppt lição 10  a cura do paralítico de betesdaPae ppt lição 10  a cura do paralítico de betesda
Pae ppt lição 10 a cura do paralítico de betesdagoiano
 
A cura de um paralitico em cafarnaum
A cura de um paralitico em cafarnaumA cura de um paralitico em cafarnaum
A cura de um paralitico em cafarnaumAlice Lirio
 
Mestre, mentor, guia ou anjo da guarda?
Mestre, mentor, guia ou anjo da guarda?Mestre, mentor, guia ou anjo da guarda?
Mestre, mentor, guia ou anjo da guarda?Novo Despertar
 
A cura verdadeira - Emmanuel/Chico Xavier
A cura verdadeira - Emmanuel/Chico XavierA cura verdadeira - Emmanuel/Chico Xavier
A cura verdadeira - Emmanuel/Chico XavierAlaide Chaded
 
A lâmpada do corpo - Saúde Física e Psíquica
A lâmpada do corpo - Saúde Física e PsíquicaA lâmpada do corpo - Saúde Física e Psíquica
A lâmpada do corpo - Saúde Física e PsíquicaAngela Moraes
 
Palavra e responsabilidade
Palavra e responsabilidadePalavra e responsabilidade
Palavra e responsabilidadearianerodrigues
 
Artista Peruano
Artista PeruanoArtista Peruano
Artista PeruanoGrace SB
 
Primeira reuniao GECD - 2014
Primeira reuniao GECD - 2014Primeira reuniao GECD - 2014
Primeira reuniao GECD - 2014Patricia Farias
 
A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...
A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...
A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...Fatima Carvalho
 
Influencias espirituais,obsessão e a eficácia da prece
Influencias espirituais,obsessão e a eficácia da preceInfluencias espirituais,obsessão e a eficácia da prece
Influencias espirituais,obsessão e a eficácia da preceCelene Muniz
 

Destaque (20)

As curas efetuadas por Jesus - Tanque de Betesda
 As curas efetuadas por Jesus  - Tanque de Betesda As curas efetuadas por Jesus  - Tanque de Betesda
As curas efetuadas por Jesus - Tanque de Betesda
 
O Tanque de Betesda
O Tanque de BetesdaO Tanque de Betesda
O Tanque de Betesda
 
Pae ppt lição 10 a cura do paralítico de betesda
Pae ppt lição 10  a cura do paralítico de betesdaPae ppt lição 10  a cura do paralítico de betesda
Pae ppt lição 10 a cura do paralítico de betesda
 
A cura de um paralitico em cafarnaum
A cura de um paralitico em cafarnaumA cura de um paralitico em cafarnaum
A cura de um paralitico em cafarnaum
 
A cura e auto cura 2
A cura e auto cura 2A cura e auto cura 2
A cura e auto cura 2
 
Saude espiritual
Saude espiritualSaude espiritual
Saude espiritual
 
Mestre, mentor, guia ou anjo da guarda?
Mestre, mentor, guia ou anjo da guarda?Mestre, mentor, guia ou anjo da guarda?
Mestre, mentor, guia ou anjo da guarda?
 
Aula 2 saúde e doença
Aula 2   saúde e doençaAula 2   saúde e doença
Aula 2 saúde e doença
 
A cura verdadeira - Emmanuel/Chico Xavier
A cura verdadeira - Emmanuel/Chico XavierA cura verdadeira - Emmanuel/Chico Xavier
A cura verdadeira - Emmanuel/Chico Xavier
 
A lâmpada do corpo - Saúde Física e Psíquica
A lâmpada do corpo - Saúde Física e PsíquicaA lâmpada do corpo - Saúde Física e Psíquica
A lâmpada do corpo - Saúde Física e Psíquica
 
Saúde emocional
Saúde emocionalSaúde emocional
Saúde emocional
 
Irradiação
IrradiaçãoIrradiação
Irradiação
 
Cura jun 2014
Cura jun 2014Cura jun 2014
Cura jun 2014
 
Palavra e responsabilidade
Palavra e responsabilidadePalavra e responsabilidade
Palavra e responsabilidade
 
Saude e Espiritualidade
Saude e EspiritualidadeSaude e Espiritualidade
Saude e Espiritualidade
 
Artista Peruano
Artista PeruanoArtista Peruano
Artista Peruano
 
O subconsciente
O subconscienteO subconsciente
O subconsciente
 
Primeira reuniao GECD - 2014
Primeira reuniao GECD - 2014Primeira reuniao GECD - 2014
Primeira reuniao GECD - 2014
 
A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...
A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...
A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...
 
Influencias espirituais,obsessão e a eficácia da prece
Influencias espirituais,obsessão e a eficácia da preceInfluencias espirituais,obsessão e a eficácia da prece
Influencias espirituais,obsessão e a eficácia da prece
 

Semelhante a Palestra Pública - A verdadeira cura

16 o passe, responsabilidade do médium e assistidos
16   o  passe, responsabilidade do médium e assistidos16   o  passe, responsabilidade do médium e assistidos
16 o passe, responsabilidade do médium e assistidosjcevadro
 
A cura de um cego em Betsaida
A cura de um cego em BetsaidaA cura de um cego em Betsaida
A cura de um cego em BetsaidaTatiana Mendes
 
Bem aventurados os pobres de espiritos- Missão do homem inteligente na terra
Bem aventurados os pobres de espiritos- Missão do homem inteligente na terraBem aventurados os pobres de espiritos- Missão do homem inteligente na terra
Bem aventurados os pobres de espiritos- Missão do homem inteligente na terramsdbiasi
 
A cura do cego de betsaida
A cura do cego de betsaidaA cura do cego de betsaida
A cura do cego de betsaidaSergio Menezes
 
25 abril 2014 O OBSIDIADO E A DESOBSESSÃO
25 abril 2014 O OBSIDIADO E A DESOBSESSÃO25 abril 2014 O OBSIDIADO E A DESOBSESSÃO
25 abril 2014 O OBSIDIADO E A DESOBSESSÃOLar Irmã Zarabatana
 
O Passe como cura magnética
O Passe como cura magnéticaO Passe como cura magnética
O Passe como cura magnéticaPatricia Farias
 
Livro dos Espiritos Q374 e 375 - ESE cap.28 item42
Livro dos Espiritos Q374 e 375 - ESE cap.28 item42Livro dos Espiritos Q374 e 375 - ESE cap.28 item42
Livro dos Espiritos Q374 e 375 - ESE cap.28 item42Patricia Farias
 
MEDIUNIDADE-DE-CURA.ppt
MEDIUNIDADE-DE-CURA.pptMEDIUNIDADE-DE-CURA.ppt
MEDIUNIDADE-DE-CURA.pptmsdbiasi
 
exposição no GFLE - Passe_Passista_Paciente ppt.pptx
exposição no GFLE - Passe_Passista_Paciente ppt.pptxexposição no GFLE - Passe_Passista_Paciente ppt.pptx
exposição no GFLE - Passe_Passista_Paciente ppt.pptxmsdbiasi
 
Seminário: As Terapias Desobsessivas
Seminário: As Terapias DesobsessivasSeminário: As Terapias Desobsessivas
Seminário: As Terapias Desobsessivascostaunicastelo
 
Passe suas técnicas e aplicações - Por Leonardo Pereira
Passe suas técnicas e aplicações  - Por Leonardo PereiraPasse suas técnicas e aplicações  - Por Leonardo Pereira
Passe suas técnicas e aplicações - Por Leonardo PereiraLeonardo Pereira
 
A ObsessãO E A DesobsessãO
A ObsessãO E A DesobsessãOA ObsessãO E A DesobsessãO
A ObsessãO E A DesobsessãORoque Souza
 

Semelhante a Palestra Pública - A verdadeira cura (20)

16 o passe, responsabilidade do médium e assistidos
16   o  passe, responsabilidade do médium e assistidos16   o  passe, responsabilidade do médium e assistidos
16 o passe, responsabilidade do médium e assistidos
 
A cura de um cego em Betsaida
A cura de um cego em BetsaidaA cura de um cego em Betsaida
A cura de um cego em Betsaida
 
Curas de jesus
Curas de jesusCuras de jesus
Curas de jesus
 
Mediunidade de cura
Mediunidade de curaMediunidade de cura
Mediunidade de cura
 
A cura do cego de Betsáida
A cura do cego de BetsáidaA cura do cego de Betsáida
A cura do cego de Betsáida
 
Bem aventurados os pobres de espiritos- Missão do homem inteligente na terra
Bem aventurados os pobres de espiritos- Missão do homem inteligente na terraBem aventurados os pobres de espiritos- Missão do homem inteligente na terra
Bem aventurados os pobres de espiritos- Missão do homem inteligente na terra
 
A cura do cego de betsaida
A cura do cego de betsaidaA cura do cego de betsaida
A cura do cego de betsaida
 
Desobsessao
DesobsessaoDesobsessao
Desobsessao
 
Edição n. 15 do CH Noticias - Setembro/2016
Edição n. 15 do CH Noticias - Setembro/2016Edição n. 15 do CH Noticias - Setembro/2016
Edição n. 15 do CH Noticias - Setembro/2016
 
Jesus: o maior médico-missionário
Jesus: o maior médico-missionárioJesus: o maior médico-missionário
Jesus: o maior médico-missionário
 
25 abril 2014 O OBSIDIADO E A DESOBSESSÃO
25 abril 2014 O OBSIDIADO E A DESOBSESSÃO25 abril 2014 O OBSIDIADO E A DESOBSESSÃO
25 abril 2014 O OBSIDIADO E A DESOBSESSÃO
 
O PASSE
O PASSEO PASSE
O PASSE
 
O Passe como cura magnética
O Passe como cura magnéticaO Passe como cura magnética
O Passe como cura magnética
 
Livro dos Espiritos Q374 e 375 - ESE cap.28 item42
Livro dos Espiritos Q374 e 375 - ESE cap.28 item42Livro dos Espiritos Q374 e 375 - ESE cap.28 item42
Livro dos Espiritos Q374 e 375 - ESE cap.28 item42
 
MEDIUNIDADE-DE-CURA.ppt
MEDIUNIDADE-DE-CURA.pptMEDIUNIDADE-DE-CURA.ppt
MEDIUNIDADE-DE-CURA.ppt
 
exposição no GFLE - Passe_Passista_Paciente ppt.pptx
exposição no GFLE - Passe_Passista_Paciente ppt.pptxexposição no GFLE - Passe_Passista_Paciente ppt.pptx
exposição no GFLE - Passe_Passista_Paciente ppt.pptx
 
Seminário: As Terapias Desobsessivas
Seminário: As Terapias DesobsessivasSeminário: As Terapias Desobsessivas
Seminário: As Terapias Desobsessivas
 
Passe suas técnicas e aplicações - Por Leonardo Pereira
Passe suas técnicas e aplicações  - Por Leonardo PereiraPasse suas técnicas e aplicações  - Por Leonardo Pereira
Passe suas técnicas e aplicações - Por Leonardo Pereira
 
O passe e a ciência
O passe e a ciênciaO passe e a ciência
O passe e a ciência
 
A ObsessãO E A DesobsessãO
A ObsessãO E A DesobsessãOA ObsessãO E A DesobsessãO
A ObsessãO E A DesobsessãO
 

Mais de nelmarvoc

Palestra Espírita- Sua casa Mental "Casa adornada"
 Palestra Espírita- Sua casa Mental "Casa adornada" Palestra Espírita- Sua casa Mental "Casa adornada"
Palestra Espírita- Sua casa Mental "Casa adornada"nelmarvoc
 
Palestra Pública - Estudo do Evangelho - Sobre as águas
 Palestra Pública - Estudo do Evangelho - Sobre as águas Palestra Pública - Estudo do Evangelho - Sobre as águas
Palestra Pública - Estudo do Evangelho - Sobre as águasnelmarvoc
 
A cura de um lunático
A cura de um lunáticoA cura de um lunático
A cura de um lunáticonelmarvoc
 
Salvos pela fé
Salvos pela féSalvos pela fé
Salvos pela fénelmarvoc
 
Os sãos não precisam de médico
Os sãos não precisam de médicoOs sãos não precisam de médico
Os sãos não precisam de médiconelmarvoc
 
O mordomo infiel
O mordomo infielO mordomo infiel
O mordomo infielnelmarvoc
 
Brilhe a vossa Luz.
Brilhe a vossa Luz.Brilhe a vossa Luz.
Brilhe a vossa Luz.nelmarvoc
 
Palestra Pública Doutrina Espírita Tema Casa adornada
 Palestra Pública Doutrina Espírita Tema Casa adornada Palestra Pública Doutrina Espírita Tema Casa adornada
Palestra Pública Doutrina Espírita Tema Casa adornadanelmarvoc
 
O centro espírita
O centro espíritaO centro espírita
O centro espíritanelmarvoc
 
Nem Ouro Nem Prata
Nem Ouro Nem PrataNem Ouro Nem Prata
Nem Ouro Nem Pratanelmarvoc
 
A Rediviva de Magdala
A Rediviva de MagdalaA Rediviva de Magdala
A Rediviva de Magdalanelmarvoc
 
Direito a vida
Direito a vidaDireito a vida
Direito a vidanelmarvoc
 
A FUGA PARA O EGITO
A FUGA PARA O EGITOA FUGA PARA O EGITO
A FUGA PARA O EGITOnelmarvoc
 
Afonso revista espiritas 1858_1859_1
Afonso revista espiritas 1858_1859_1Afonso revista espiritas 1858_1859_1
Afonso revista espiritas 1858_1859_1nelmarvoc
 

Mais de nelmarvoc (14)

Palestra Espírita- Sua casa Mental "Casa adornada"
 Palestra Espírita- Sua casa Mental "Casa adornada" Palestra Espírita- Sua casa Mental "Casa adornada"
Palestra Espírita- Sua casa Mental "Casa adornada"
 
Palestra Pública - Estudo do Evangelho - Sobre as águas
 Palestra Pública - Estudo do Evangelho - Sobre as águas Palestra Pública - Estudo do Evangelho - Sobre as águas
Palestra Pública - Estudo do Evangelho - Sobre as águas
 
A cura de um lunático
A cura de um lunáticoA cura de um lunático
A cura de um lunático
 
Salvos pela fé
Salvos pela féSalvos pela fé
Salvos pela fé
 
Os sãos não precisam de médico
Os sãos não precisam de médicoOs sãos não precisam de médico
Os sãos não precisam de médico
 
O mordomo infiel
O mordomo infielO mordomo infiel
O mordomo infiel
 
Brilhe a vossa Luz.
Brilhe a vossa Luz.Brilhe a vossa Luz.
Brilhe a vossa Luz.
 
Palestra Pública Doutrina Espírita Tema Casa adornada
 Palestra Pública Doutrina Espírita Tema Casa adornada Palestra Pública Doutrina Espírita Tema Casa adornada
Palestra Pública Doutrina Espírita Tema Casa adornada
 
O centro espírita
O centro espíritaO centro espírita
O centro espírita
 
Nem Ouro Nem Prata
Nem Ouro Nem PrataNem Ouro Nem Prata
Nem Ouro Nem Prata
 
A Rediviva de Magdala
A Rediviva de MagdalaA Rediviva de Magdala
A Rediviva de Magdala
 
Direito a vida
Direito a vidaDireito a vida
Direito a vida
 
A FUGA PARA O EGITO
A FUGA PARA O EGITOA FUGA PARA O EGITO
A FUGA PARA O EGITO
 
Afonso revista espiritas 1858_1859_1
Afonso revista espiritas 1858_1859_1Afonso revista espiritas 1858_1859_1
Afonso revista espiritas 1858_1859_1
 

Último

Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxSebastioFerreira34
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EMicheleRosa39
 
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresEvangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresAntonino Silva
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxCelso Napoleon
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...silvana30986
 
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JAhenrygabrielsilvarib
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaWillemarSousa1
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoRicardo Azevedo
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José OperárioNilson Almeida
 
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptxhenrygabrielsilvarib
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalAmaroJunior21
 

Último (12)

Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
 
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresEvangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
 
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
07 - SINAIS DA VOLTA DE JESUS.ppt.IASD>JA
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pãoSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 129 - Ao partir do pão
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário
 
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
2024 - PPT_Sermֶo 01 - Quartas de Poder - PT.pptx
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
 
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.pptFluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
 

Palestra Pública - A verdadeira cura

  • 1.
  • 2. CurCausr easfe etfueatudaadsa ps opro rJ eJesususs
  • 3.
  • 4. Curas efetuadas por Jesus Curas realizadas por toques e imposição de mãos. ou apenas pelo olhar e pela palavra
  • 5. Jesus cura um leproso Marcos 1:40-43 40-E aproximou-se dele um leproso que, rogando-lhe, e pondo-se de joelhos diante dele, lhe dizia: Se queres, bem podes limpar-me. 41-E Jesus, movido de grande compaixão, estendeu a mão, e tocou-o, e disse-lhe: Quero, sê limpo. 42-E, tendo ele dito isto, logo a lepra desapareceu, e ficou limpo.
  • 6. O cego de Betsaida Marcos 8 22 a 26
  • 7. O cego de Betsaida Marcos 8 22 a 26 22- E chegou a Betsaida; e trouxeram-lhe um cego, e rogaram-lhe que o tocasse. 23-E, tomando o cego pela mão, levou-o para fora da aldeia; e, cuspindo-lhe nos olhos, e impondo-lhe as mãos, perguntou-lhe se via alguma coisa. 24 E, levantando ele os olhos, disse: Vejo os homens; pois os vejo como árvores que andam. 25-Depois disto, tornou a pôr-lhe as mãos sobre os olhos, e fez olhar para cima: e ele ficou restaurado, e viu cada homem claramente. 26 E mandou-o para sua casa, dizendo: Nem entres na aldeia, nem o digas a ninguém na aldeia
  • 8. Porque Jesus não curavam a todos? 1- Porque Jesus não curavam a todos?
  • 9. A doença É terapêuticas da alma, dentro do mecanismo da evolução humana. É a filtragem, no corpo, dos efeitos prejudiciais dos desequilíbrios espirituais. Funciona, também, como processo que induz à reflexão e disciplina das atitudes. Enquanto não produziu seus efeitos benéficos, não deve ser suprimida.
  • 10. Ação dos Espíritos sobre os fluidos e seu reflexo sobre o corpo físico Funcionamento Pelo pensamento e a vontade, os Espíritos agem sobre os fluidos, que ficam impregnados das qualidades (boas ou más) dos pensamentos sentimentos que os fazem vibrar (quer encarnado ou não o espírito que sobre eles atua). Obs: Algumas vezes, essas transformações resultam de uma intenção; doutras, são produto de um pensamento inconsciente. Basta que o espírito pense uma coisa, para que esta se produza.
  • 11. Cura por ação fluídica Encarnados ou não, os espíritos têm no seu próprio perispírito um reservatório de fluidos (bons ou maus) e podem endereçá-los a outros seres.  Os fluidos bons podem servir como agente terapêutico, para reparação perispiritual ou de reflexos no corpo. O poder curativo dependerá: • da pureza da substância fluídica inoculada; • da energia da vontade (para emissão mais abundante e maior força de penetração dos fluidos).
  • 12. A cura com Jesus "É muito comum a faculdade de curar pela influência fluídica e pode desenvolver-se por meio do exercício; mas, a de curar instantaneamente, pela imposição das mãos, essa é mais rara e o seu grau máximo se deve considerar excepcional“(item 34, cap. XIV, "A Gênese", de A-K-). Jesus a muitos curou por ação fluídica (Mt. 8:16/ 17) e recomendava aos discípulos que assim agissem: "Curai os enfermos" (Mt. 10:8).
  • 13. Condições para a cura A recepção e assimilação dos fluidos dependerá das condições no paciente e no ambiente que favoreçam ou não a permuta e assimilação fluídica. "Com relação à corrente fluídica" o curador age como uma bomba insuflante e o enfermo "como uma' bomba aspirante", esclarece Kardec ("A Gênese", XV,) "Algumas vezes, é necessária a simultaneidade das ações; doutras, basta uma só". A fé, portanto, não é uma virtude mística mas uma força atrativa. Quando o enfermo não tem essa fé, "opõe à corrente fluídica uma força repulsiva, ou pelo menos uma força de inércia, que paralisa a ação". Podemos entender, agora, porque Jesus, ao curar alguém, dizia: "Se tiveres fé" ou "A tua fé te salvou".
  • 15. PASSE Se apenas o benfeitor atuar, o resultado pode ser mínimo ou até nulo, pois a principal peça nesse trabalho é o próprio doente.
  • 16. Fé Maior tesouro da alma Na esfera espiritual cada um vale pela fé que possui
  • 17. O Ensino Moral Os homens podem discordar quanto às questões religiosas, às práticas e aos dogmas, mas nunca contra os ensinamentos morais do Cristo.
  • 18. A verdadeira cura Jesus Não queria apenas curar corpos mas orientar os enfermos para o entendimento e cumprimento das leis de Deus, porque a verdadeira cura é a do Espírito
  • 19. O paralítico de Cafarnaum A cura dos males físicos pode significar a queda nos abismos do despautério, da degradação moral e da consagração dos valores puramente terrenos em detrimento das metas evolutivas.
  • 20. Se não formos curados “Se, porém, malgrado os nossos esforços não o conseguirmos" (ficar curados), devemos "suportar com resignação os nossos passageiros males". (O Evangelho Segundo o Espiritismo", cap. XXVIII, V pois "lesões e chagas, frustrações e defeitos em nossa forma externa são remédios da alma que nós mesmos pedimos à farmácia de Deus ". (Emmanuel, em "Seara dos Médiuns", cap. "Oração e Cura").
  • 21. O Leproso e nós Confiança em Jesus Vivenciar os ensinamentos de Jesus As mãos de Jesus operam “ milagres” nos corações que a elas se entregam com segurança.
  • 22. O Cego de Betsaida Jesus, tomando o cego pela mão, levou-o para fora da aldeia e, aplicando-lhe saliva aos olhos e impondo-lhe as mãos, perguntou-lhe: Vês alguma coisa?
  • 23. Qual a nossa relação com o Cego de Betsaida? • Ele precisava enxergar além dos olhos físicos • Para fora da aldeia • abramos os nossos olhos para as questões sublimes do Espírito, • deixarmos para trás os interesses pequenos e mesquinhos, as querelas e as discórdias, o ciúme e a maledicência e todos os vícios aparentemente pequenos, que minam nossas energias e nos mantem acorrentados e cegos permanentemente.
  • 24. Cego espiritual Aquele, cujo Espírito se acha dominado pela matéria , ou a ela escravizado , está moral e intelectualmente cego do ponto de vista espiritual
  • 25. Buscai antes o amor e fazei todo o bem possível para vos conservardes em paz. O amor é a candeia acesa e o bem é o combustível que a mantém.