Tipificação	  de	  Carcaças	  e	  Comercialização:	  	  A	  experiência	  da	  Associação	  Brasileira	  de	  Angus	       ...
Nossa	  História	                                                                                 Linha	  do	  Tempo	  *	 ...
Nossa	  História	                                                                                   ObjePvos	    Valoriza...
Nossa	  História	                                                                Onde	  atuamos	  hoje?	  Workshop	  Beef	...
Nossas	  Marcas	  Comerciais	    A	  imagem	  da	  Carne	  CerPficada	  que	  chega	  ao	  consumidor	  Marfrig Group      ...
Marcas	  	                                                   x   	                                    	  CerBficação	  MARC...
CaracterísBcas	  essenciais...	   •  Qualidade	  (Definição)	   •  Uniformidade	  (Tipificação	  de	  Carcaças)	   •  Constâ...
Principais fatores que influenciam a qualidade de carne                                                      Carne        ...
Não	  Basta	  apenas	  ser	  Angus...	  	     Angus	                                         Gado	  Comum	  É	  preciso	  ...
Carne	  Angus	  CerBficada	                                                           Quais	  nossos	  diferenciais?	  QUAL...
Como	  fazemos?	                                                  Fomento	  junto	  aos	  produtores	                     ...
Lições	  aprendidas	  nestes	     10	  anos	  de	  trabalho?	  Workshop	  Beef	  Point	  	  -­‐	  Tipificação	  de	  Carcaç...
O	  que	  aprendemos	  ?	  •  Processo	  deve	  ser	  transparente	        – Realização	  por	  pessoas	  isentas	  da	  r...
O	  que	  aprendemos	  ?	  •  Padrões	  de	  >pificação	  claramente	  estabelecidos	                   •  Car>lhas	       ...
O	  que	  aprendemos	  ?	  •  A	  importância	  do	  treinamento,	  qualificação	  e	     padronização	  permanente	  dos	 ...
O	  que	  aprendemos	  ?	  •  Comunicação	  com	  o	  Pecuarista	        – Forma	  de	  Apresentação	  dos	  Resultados	  ...
O	  que	  aprendemos	  ?	  •  A	  importância	  de	  que	  cada	  animal	  deve	  ser	     premiado	  individualmente	    ...
O	  que	  aprendemos?	  •  Que	  a	  QUALIDADE	  no	  processo	  é	  um	  trabalho	     coninuo	  que	  envolve:	        –...
O	  que	  aprendemos?	  •  Que	  produtores	  e	  industria	  podem	  SIM	  ser	     parceiros	  integrados	  em	  um	  pr...
Porque	  Produzir	  Produtos	                                                          Diferenciados?	  •  Avanço	  do	  m...
Oferta	  x	  Demanda	  “As	  classes	  A,	  B	  e	  C	  –	  crescem	  na	  demanda	  por	  qualidade,	    não	  crescem	  ...
Porque	  Produzir	  Produtos	                                                        Diferenciados?	      – Melhorar	  ren...
Tabelas	  de	  Premiações	  atuais	  •  Marfrig	  –	  SP,	  MS,	  GO	  e	  MT	      – Machos	  	  -­‐	  ESALQ	  +	  premia...
Porque	  Produzir	  Produtos	                                                          Diferenciados?	  •  Liquidez,	  Val...
Evolução	  da	  Comercialização	  de	                                       Sêmen	  Angus	  no	  Brasil	  Workshop	  Beef	...
Nossos	  Desafios:	  •  Demanda	  crescente	  por	  CARNE	  ANGUS	  •  Ampliação	  da	  oferta	  de	  Animais	  •  Desenvol...
MUITO	  OBRIGADO	                                                        Fábio	  Schuler	  Medeiros	                      ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

[Palestra] Fabio Medeiros: Tipificação de Carcaças e Comercialização: a experiência da Associação Brasileira de Angus

361 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
361
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

[Palestra] Fabio Medeiros: Tipificação de Carcaças e Comercialização: a experiência da Associação Brasileira de Angus

  1. 1. Tipificação  de  Carcaças  e  Comercialização:    A  experiência  da  Associação  Brasileira  de  Angus   Fábio  Schuler  Medeiros   Méd.  Veterinário,  D.Sc.   Programa  Carne  Angus  Cer>ficada  
  2. 2. Nossa  História   Linha  do  Tempo  *  2001          –  Projeto  Carne  Angus  –  Frigorífico  Mercosul  –  RS  *  2003          –  Início  oficial  das  a>vidades  do  Programa  Carne  Angus           Cer>ficada  *  2004          –  Lançamento  da  Primeira  Marca  de  Carne  Angus         Cer>ficada  no  mercado  nacional  –  rede  Zaffari  *  2005          -­‐  Inicio  do  Desenvolvimento  do  Sistema  da  Qualidade         AUSQUAL  *  2007          –  Novos  parceiros  –  Marfrig,  VPJAlimentos  –  Crescimento       para  o  Brasil  Central  *  2009          –  Novo  Parceiro  –  Frigorífico  Silva  *  2011          –  Parceria  com  McDonalds   Workshop  Beef  Point    -­‐  Tipificação  de  Carcaças    e  Comercialização  de  Gado  para  Abate  –  São  Paulo,  14  e  15  de  Fevereiro  2012  
  3. 3. Nossa  História   ObjePvos    Valorização da carne Angus;  Pagamento por qualidade;  Fomento Raça Angus  Integração da cadeia produtiva  Garantia aos Consumidores Workshop  Beef  Point    -­‐  Tipificação  de  Carcaças    e  Comercialização  de  Gado  para  Abate  –  São  Paulo,  14  e  15  de  Fevereiro  2012  
  4. 4. Nossa  História   Onde  atuamos  hoje?  Workshop  Beef  Point    -­‐  Tipificação  de  Carcaças    e  Comercialização  de  Gado  para  Abate  –  São  Paulo,  14  e  15  de  Fevereiro  2012  
  5. 5. Nossas  Marcas  Comerciais   A  imagem  da  Carne  CerPficada  que  chega  ao  consumidor  Marfrig Group Marfrig Group Frig. SilvaMarfrig Group Frig. Silva McDonald´s VPJ Alimentos
  6. 6. Marcas     x    CerBficação  MARCA  “Uma   marca   é   essencialmente   uma   promessa   da   empresa   de   fornecer   uma   série   específica   de   atributos,   beneWcios   e   serviços  uniformes  aos  compradores”  CERTIFICAÇÃO  Um   conjunto   de   aPvidades   desenvolvidas   por   um   organismo   independente  da  relação  comercial  com  o  objePvo  de  atestar   publicamente   que   determinado   produto   ou   processo   está   em   conformidade  com  os  requisitos  especificados  
  7. 7. CaracterísBcas  essenciais...   •  Qualidade  (Definição)   •  Uniformidade  (Tipificação  de  Carcaças)   •  Constância    •  Foco  no  Consumidor   “Os  produtores  devem  ser  pagos  para  produzir   conforme  a  demanda  dos  consumidores.    Assim,  os   sinais  devem  vir  dos  consumidores  ao  mercado  da   carne  e  daí  repassados  aos  consumidores”   Citado  por  Pedro  Eduardo  De  Felício  –  Workshop  Beef  Point  2012  
  8. 8. Principais fatores que influenciam a qualidade de carne Carne GorduraFatores pH CRA Cor Maciez Sabor Composição QuímicaRaça * * ** ** * ?Sexo 0 0 * 0 * *Idade * ** *** *** *** **Alimentação * * * * * **Jejum eTransporte *** ** ** ** ** 0Manejo Pré epos abate **** **** **** *** *** 0 Grau  Influencia:  ***:  muita;  **:  média;  *:  pouca;  0:  nenhuma   8   Fonte: Adaptadode  SSañudo, 1992 pud  Allende  2007  2007 Fonte:  Adaptado   de anudo,  1992  –  a – apud Allende
  9. 9. Não  Basta  apenas  ser  Angus...     Angus   Gado  Comum  É  preciso  encantar  os  consumidores  ...  
  10. 10. Carne  Angus  CerBficada   Quais  nossos  diferenciais?  QUALIDADE  E  PADRONIZAÇÃO        =  RAÇA  +  IDADE  +  ACABAMENTO  +  CONFORMAÇÃO  QUALIDADE  INDUSTRIAL  =  A  carne  no  seu  melhor  CERTIFICAÇÃO  =  Garan>a  ao  Consumidor  AUDITORIA  =  Avaliação  de  processos  e  melhoria           coninua    Workshop  Beef  Point    -­‐  Tipificação  de  Carcaças    e  Comercialização  de  Gado  para  Abate  –  São  Paulo,  14  e  15  de  Fevereiro  2012          
  11. 11. Como  fazemos?   Fomento  junto  aos  produtores   Classificação  de  Carcaças  –  Pagamento  por  Qualidade   Raça  +  Idade  +  Conformação    +  Acabamento     CerBficação  de  Desossa,  Embalagem  e  Processamento  Industrial   Controle  de  Qualidade  e  Iden>dade   IdenBficação  diferenciada  nos  produtos  -­‐  Diferenciação   Selo  de  Cer>ficação   Promoção  e  Valorização  da  Carne  Workshop  Beef  Point    -­‐  Tipificação  de  Carcaças    e  Comercialização  de  Gado  para  Abate  –  São  Paulo,  14  e  15  de  Fevereiro  2012  
  12. 12. Lições  aprendidas  nestes   10  anos  de  trabalho?  Workshop  Beef  Point    -­‐  Tipificação  de  Carcaças    e  Comercialização  de  Gado  para  Abate  –  São  Paulo,  14  e  15  de  Fevereiro  2012  
  13. 13. O  que  aprendemos  ?  •  Processo  deve  ser  transparente   – Realização  por  pessoas  isentas  da  relação  comercial     •  Funcionários  do  Programa  Carne  Angus  fazem  a   classificação  das  carcaças     – Ações  de  fomento  para  ampliar  o  entendimento   sobre  os  padrões   •  Visitas  guiadas  à  planta,  abates  técnicos  seguindo  a   roPna  industrial  normal   •  Acompanhamento  dos  produtores  e  interação  com   classificadores   Workshop  Beef  Point    -­‐  Tipificação  de  Carcaças    e  Comercialização  de  Gado  para  Abate  –  São  Paulo,  14  e  15  de  Fevereiro  2012  
  14. 14. O  que  aprendemos  ?  •  Padrões  de  >pificação  claramente  estabelecidos   •  Car>lhas   •  Folhetos   •  Site   •  Palestras   •  Atendimento   Workshop  Beef  Point    -­‐  Tipificação  de  Carcaças    e  Comercialização  de  Gado  para  Abate  –  São  Paulo,  14  e  15  de  Fevereiro  2012  
  15. 15. O  que  aprendemos  ?  •  A  importância  do  treinamento,  qualificação  e   padronização  permanente  dos  inspetores/ classificadores   -­‐ OBJETIVO     Necessidade  de  treinamento   Importância    da  confiança   Acabamento   Conformação   Raça   Idade   Sexo   Peso  de  Carcaça   +  OBJETIVO  Workshop  Beef  Point    -­‐  Tipificação  de  Carcaças    e  Comercialização  de  Gado  para  Abate  –  São  Paulo,  14  e  15  de  Fevereiro  2012  
  16. 16. O  que  aprendemos  ?  •  Comunicação  com  o  Pecuarista   – Forma  de  Apresentação  dos  Resultados  da   Tipificação  –  Relatórios   – Acesso  as  informações  completas   •  Não  basta  apenas  saber  quanto  valeu  a  @   •  Dados  devem  ser  apresentados  de  forma  individual,  por   animal  aba>do   •  Possibilidade  de  visualizar  o  resultado  –  qual  animal  valeu   mais  e  porque?!   Workshop  Beef  Point    -­‐  Tipificação  de  Carcaças    e  Comercialização  de  Gado  para  Abate  –  São  Paulo,  14  e  15  de  Fevereiro  2012  
  17. 17. O  que  aprendemos  ?  •  A  importância  de  que  cada  animal  deve  ser   premiado  individualmente   – Permite  avaliar  as  vantagens  do  inves>mento   realizado   – Permite  verificar  o  >po  animal/manejo  mais   rentável   Workshop  Beef  Point    -­‐  Tipificação  de  Carcaças    e  Comercialização  de  Gado  para  Abate  –  São  Paulo,  14  e  15  de  Fevereiro  2012  
  18. 18. O  que  aprendemos?  •  Que  a  QUALIDADE  no  processo  é  um  trabalho   coninuo  que  envolve:   – Treinamento  e  Capacitação  de  PESSOAS   – Procedimentos  padronizados   – Interação  permanente  com  Produtores  e  Parceiros     – Melhoria  Coninua  (auditoria)   Workshop  Beef  Point    -­‐  Tipificação  de  Carcaças    e  Comercialização  de  Gado  para  Abate  –  São  Paulo,  14  e  15  de  Fevereiro  2012  
  19. 19. O  que  aprendemos?  •  Que  produtores  e  industria  podem  SIM  ser   parceiros  integrados  em  um  processo  para   busca  de  obje>vos  convergentes       Workshop  Beef  Point    -­‐  Tipificação  de  Carcaças    e  Comercialização  de  Gado  para  Abate  –  São  Paulo,  14  e  15  de  Fevereiro  2012  
  20. 20. Porque  Produzir  Produtos   Diferenciados?  •  Avanço  do  mercado  para  Carne  de  Qualidade  -­‐  Novos  consumidores   *Crescimento  da  renda  da   população    -­‐  crescimento  da   classe  média   *Crescimento  do  dinheiro   em  circulação  na  economia   *  Tendência  do  consumidor   por  buscar  produtos   diferenciados     Fonte:  Carta  Pecuária  Longo  Prazo  –  fev/2012   Workshop  Beef  Point    -­‐  Tipificação  de  Carcaças    e  Comercialização  de  Gado  para  Abate  –  São  Paulo,  14  e  15  de  Fevereiro  2012  
  21. 21. Oferta  x  Demanda  “As  classes  A,  B  e  C  –  crescem  na  demanda  por  qualidade,   não  crescem  em  quan>dade”   Sérgio  de  Zen  –  Workshop  Angus  2011   Workshop  Beef  Point    -­‐  Tipificação  de  Carcaças    e  Comercialização  de  Gado  para  Abate  –  São  Paulo,  14  e  15  de  Fevereiro  2012  
  22. 22. Porque  Produzir  Produtos   Diferenciados?   – Melhorar  rentabilidade  –  agregação  de  valor   Fonte:  Anuário  DBO  –  fev/2012  Workshop  Beef  Point    -­‐  Tipificação  de  Carcaças    e  Comercialização  de  Gado  para  Abate  –  São  Paulo,  14  e  15  de  Fevereiro  2012  
  23. 23. Tabelas  de  Premiações  atuais  •  Marfrig  –  SP,  MS,  GO  e  MT   – Machos    -­‐  ESALQ  +  premiação  (até  6%)   – Fêmeas  –  ESALQ  Macho  +  Premiações  (até  5%)  •  Marfrig  e  Silva  –  RS   – Machos  –  Premiações  até  10%   – Fêmeas  –  Preço  Macho  +  Premiações  (até  10%)  
  24. 24. Porque  Produzir  Produtos   Diferenciados?  •  Liquidez,  Valorização  e  Produ>vidade   – Animais  de  qualidade  são  menos  afetados  quando  o   mercado  fica  super-­‐ofertado  –  Oferta  x  DEMANDA   – Demanda  crescente  em  todo  o  país  por  animais   cruza  Angus  para  recria  e  terminação   – Resultados  DENTRO  da  porteira   Workshop  Beef  Point    -­‐  Tipificação  de  Carcaças    e  Comercialização  de  Gado  para  Abate  –  São  Paulo,  14  e  15  de  Fevereiro  2012  
  25. 25. Evolução  da  Comercialização  de   Sêmen  Angus  no  Brasil  Workshop  Beef  Point    -­‐  Tipificação  de  Carcaças    e  Comercialização  de  Gado  para  Abate  –  São  Paulo,  14  e  15  de  Fevereiro  2012  
  26. 26. Nossos  Desafios:  •  Demanda  crescente  por  CARNE  ANGUS  •  Ampliação  da  oferta  de  Animais  •  Desenvolvimento  de  novos  cortes  e   aproveitamento  de  produtos  •  Maior  aproximação  com  produtores  
  27. 27. MUITO  OBRIGADO   Fábio  Schuler  Medeiros   Programa  Carne  Angus  CerBficada   Fones:  (51)  3328.9122                  (51)  8143.3246   •  carne@angus.org.br  Workshop  Beef  Point    -­‐  Tipificação  de  Carcaças    e  Comercialização  de  Gado  para  Abate  –  São  Paulo,  14  e  15  de  Fevereiro  2012  

×