73º Aniversário do Centro
Espírita Amor, Caridade e
Esperança - CEACE
"A Importância do
Centro Espírita na
Divulgação da D...
JOÃO
BATISTA
Forte
Humilde
Corajoso
Amoroso
Caridoso
Esperançoso
PADRE
GERMANO
FERNANDO
FIGUEIREDO
(Dona Benta
Rodrigues)
Antonio dos Santos
Rosa dos Santos
Carlos Manoel da Silva
Milton Rodrigues Serra
Antonio Alves Ramos
Agostinho José Rodrig...
A ÉPOCA
1943
• Publicado Nosso Lar – Francisco Cândico
Xavier e André Luiz
• Desencarna Inácio Bittencourt, Guillon
Ribeir...
Dedicação
Disciplina
Perseverança
Rua São
Manoel, 30
Rua
Voluntários
da Pátria, 20
1962 – Sede Própria
-Rua São Manoel, 12
PRESIDENTES DO CEACE
Templo
Lugar de abrigar, orar e
pensar em Deus.
O CENTRO ESPÍRITA
Lar
Lugar de acolher a
família. Congregar pelos
laços de amor.
O CENTRO ESPÍRITA
Oficina
Lugar de trabalho e,
consequentemente, de adquirir
competências técnicas, humanas e
espirituais.
O CENTRO ESPÍRITA
Hospital
Lugar de corrigir as doenças
morais. Encontrar o apoio
espiritual, o atendimento fraterno,
a fluidoterapia, a des...
Escola
Lugar de aprender. Entender as
realidades espirituais. Estudar e
praticar o Espiritismo.
O CENTRO ESPÍRITA
“É uma escola onde podemos
aprender e ensinar, semear o
bem e colher as graças,
burilarmo-nos e aperfeiçoar
os outros, na ...
(...) A Casa Espírita é a célula mater da
nova sociedade, (...). Uma Escola, ..., que
não apenas instrui, mas também educa...
Allan Kardec - O Livro dos Médiuns, Cap XXIX – 341.
• Perfeita comunhão de pontos de vista e de
sentimentos;
• Cordialidad...
“Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda a
criatura.” JESUS (Marcos, 16:15)
“Uma publicidade em larga escala, fei...
“Ide, pois, e levai a palavra divina: aos grandes que a
desprezarão, aos eruditos que exigirão provas, aos
pequenos e simp...
“...o Espiritismo nos solicita uma
espécie permanente de caridade – a
caridade da sua própria divulgação.”
EMMANUEL
(Estud...
Divulgar é a ação de tornar públicos e
comunicar conceitos, fatos e
conhecimentos, bem como
compartilhar ideias, sentiment...
Realizar o trabalho de divulgação
da Doutrina Espírita por meio de
todos os veículos de comunicação
social compatíveis com...
Na medida do possível, deve-se organizar uma equipe
para desenvolver o trabalho de divulgação da
Doutrina Espírita. Como s...
• Realização de eventos como palestras ou
conferências públicas, acompanhadas ou não de
apresentações artísticas, observan...
• Edição de jornal ou revista para circulação interna e
externa;
• Venda de livros, jornais e revistas espíritas;
• Organi...
(...) O mais belo lado do Espiritismo é o lado
moral. É por suas consequências morais que
triunfará, pois aí está a sua fo...
Aspecto científico – filosófico – religioso
(...) No aspecto religioso, todavia, repousa a sua
grandeza divina, por consti...
(Mensagem recebida pelo médium
Francisco Cândido Xavier, em
reunião da Comunhão Espírita
Cristã, em 20-4-1963, em Uberaba,...
É indispensável manter o Espiritismo, qual
foi entregue pelos Mensageiros Divinos a
Allan Kardec, sem compromissos polític...
(...)Amor de Jesus sobre todos, verdade de
Kardec para todos.
Em cada templo, o mais forte deve ser escudo
para o mais fra...
Mantenhamos o propósito de irmanar,
aproximar, confraternizar e compreender,
e, se possível, estabeleçamos em cada
lugar, ...
Seja Allan Kardec, não apenas crido ou
sentido, apregoado ou manifestado, a
nossa bandeira, mas suficientemente
vivido, so...
Parabéns…pelos 73 anos de Amor,
Caridade e Esperança, divulgados
pela Terra do Cruzeiro.
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

CEACE Aniversário 73 anos - Alexandre Pereira

642 visualizações

Publicada em

CEACE Aniversário 73 anos - Alexandre Pereira

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
642
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
318
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

CEACE Aniversário 73 anos - Alexandre Pereira

  1. 1. 73º Aniversário do Centro Espírita Amor, Caridade e Esperança - CEACE "A Importância do Centro Espírita na Divulgação da Doutrina dos Espíritos"
  2. 2. JOÃO BATISTA Forte Humilde Corajoso Amoroso Caridoso Esperançoso
  3. 3. PADRE GERMANO FERNANDO FIGUEIREDO (Dona Benta Rodrigues)
  4. 4. Antonio dos Santos Rosa dos Santos Carlos Manoel da Silva Milton Rodrigues Serra Antonio Alves Ramos Agostinho José Rodrigues Manoel Motta Teixeira Antônio Corrêa Villela Manoel Machado Soares Joaquim do Rosário Benta Rodrigues FUNDADORES 1º DE SETEMBRO DE 1942
  5. 5. A ÉPOCA 1943 • Publicado Nosso Lar – Francisco Cândico Xavier e André Luiz • Desencarna Inácio Bittencourt, Guillon Ribeiro e Ernesto Bozano; • ....
  6. 6. Dedicação Disciplina Perseverança Rua São Manoel, 30 Rua Voluntários da Pátria, 20 1962 – Sede Própria -Rua São Manoel, 12
  7. 7. PRESIDENTES DO CEACE
  8. 8. Templo Lugar de abrigar, orar e pensar em Deus. O CENTRO ESPÍRITA
  9. 9. Lar Lugar de acolher a família. Congregar pelos laços de amor. O CENTRO ESPÍRITA
  10. 10. Oficina Lugar de trabalho e, consequentemente, de adquirir competências técnicas, humanas e espirituais. O CENTRO ESPÍRITA
  11. 11. Hospital Lugar de corrigir as doenças morais. Encontrar o apoio espiritual, o atendimento fraterno, a fluidoterapia, a desobsessão… O CENTRO ESPÍRITA
  12. 12. Escola Lugar de aprender. Entender as realidades espirituais. Estudar e praticar o Espiritismo. O CENTRO ESPÍRITA
  13. 13. “É uma escola onde podemos aprender e ensinar, semear o bem e colher as graças, burilarmo-nos e aperfeiçoar os outros, na senda eterna”. Emmanuel - “O Centro Espírita”, Reformador.
  14. 14. (...) A Casa Espírita é a célula mater da nova sociedade, (...). Uma Escola, ..., que não apenas instrui, mas também educa. (...) será escola e santuário, hospital e lar, onde as almas encarnadas e desencarnadas encontrarão diretrizes para uma vida feliz e ao mesmo tempo, o alimento para sobreviver aos choques do mundo exterior. (Diálogo com Dirigentes e Trabalhadores Espíritas, Ed. USE)
  15. 15. Allan Kardec - O Livro dos Médiuns, Cap XXIX – 341. • Perfeita comunhão de pontos de vista e de sentimentos; • Cordialidade recíproca entre todos os membros; • Ausência de todo sentimento contrário à verdadeira caridade cristã; • Um único desejo: o de instruir-se e melhorar por meio dos ensinos dos Espíritos e do aproveitamento de seus conselhos. (...) O CENTRO ESPÍRITA EQUILIBRADO
  16. 16. “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda a criatura.” JESUS (Marcos, 16:15) “Uma publicidade em larga escala, feita nos jornais de maior circulação, levaria ao mundo inteiro, até as localidades mais distantes, o conhecimento das ideias espíritas, despertaria o desejo de aprofundá-las e, multiplicando-lhes os adeptos, imporia silêncio aos detratores, que logo teriam de ceder, diante do ascendente da opinião geral.” ALLAN KARDEC (Obras Póstumas, “Projeto 1868”). DIVULGAÇÃO - FUNDAMENTAÇÃO
  17. 17. “Ide, pois, e levai a palavra divina: aos grandes que a desprezarão, aos eruditos que exigirão provas, aos pequenos e simples que a aceitarão; porque, principalmente entre os mártires do trabalho, desta provação terrena, encontrareis fervor e fé. Arme-se a vossa falange de decisão e coragem! Mãos à obra! o arado está pronto; a terra espera; arai!” ERASTO (O Evangelho segundo o Espiritismo, cap. XX, item 4). DIVULGAÇÃO - FUNDAMENTAÇÃO
  18. 18. “...o Espiritismo nos solicita uma espécie permanente de caridade – a caridade da sua própria divulgação.” EMMANUEL (Estude e viva, cap. 40, FEB). DIVULGAÇÃO - FUNDAMENTAÇÃO
  19. 19. Divulgar é a ação de tornar públicos e comunicar conceitos, fatos e conhecimentos, bem como compartilhar ideias, sentimentos e atitudes. DIVULGAÇÃO - CONCEITO
  20. 20. Realizar o trabalho de divulgação da Doutrina Espírita por meio de todos os veículos de comunicação social compatíveis com os princípios ético-morais espíritas. DIVULGAÇÃO - FINALIDADE
  21. 21. Na medida do possível, deve-se organizar uma equipe para desenvolver o trabalho de divulgação da Doutrina Espírita. Como são múltiplos e diferenciados os meios de divulgação da Doutrina Espírita, é recomendável que o trabalho seja realizado por meio de equipe própria, que atuará sob a supervisão da diretoria do Centro Espírita. DIVULGAÇÃO - ORGANIZAÇÃO
  22. 22. • Realização de eventos como palestras ou conferências públicas, acompanhadas ou não de apresentações artísticas, observando-se sempre a fidelidade doutrinária; • Utilização de recursos de multimídia; • Publicação e distribuição gratuita de mensagens, folhetos, jornais, revistas e livros espíritas; • Elaboração e distribuição de boletim informativo das atividades realizadas pelo Centro Espírita; DIVULGAÇÃO - DESENVOLVIMENTO
  23. 23. • Edição de jornal ou revista para circulação interna e externa; • Venda de livros, jornais e revistas espíritas; • Organização de biblioteca; • Produção e difusão de programas de rádio e televisão; • Utilização de coluna espírita em periódicos não espíritas; • Implantação e manutenção de página na internet. DIVULGAÇÃO - DESENVOLVIMENTO
  24. 24. (...) O mais belo lado do Espiritismo é o lado moral. É por suas consequências morais que triunfará, pois aí está a sua força, pois aí é invulnerável (...). Allan Kardec: Revista Espírita, 1861, novembro, p. 359. DIVULGAÇÃO - O FOCO
  25. 25. Aspecto científico – filosófico – religioso (...) No aspecto religioso, todavia, repousa a sua grandeza divina, por constituir a restauração do Evangelho de Jesus-Cristo, estabelecendo a renovação definitiva do homem, para a grandeza do seu imenso futuro espiritual. Emmanuel: O Consolador. Definição, p. 19-20. DIVULGAÇÃO - O FOCO
  26. 26. (Mensagem recebida pelo médium Francisco Cândido Xavier, em reunião da Comunhão Espírita Cristã, em 20-4-1963, em Uberaba, MG.) (Reformador - dez/1975)
  27. 27. É indispensável manter o Espiritismo, qual foi entregue pelos Mensageiros Divinos a Allan Kardec, sem compromissos políticos, sem profissionalismo religioso, sem personalismos deprimentes, sem pruridos de conquista a poderes terrestres transitórios.(...)
  28. 28. (...)Amor de Jesus sobre todos, verdade de Kardec para todos. Em cada templo, o mais forte deve ser escudo para o mais fraco, o mais esclarecido a luz para o menos esclarecido, e sempre e sempre seja o sofredor o mais protegido e o mais auxiliado (...)
  29. 29. Mantenhamos o propósito de irmanar, aproximar, confraternizar e compreender, e, se possível, estabeleçamos em cada lugar, onde o nome do Espiritismo apareça por legenda de luz, um grupo de estudo, ainda que reduzido, da Obra Kardequiana, à luz do Cristo de Deus.(...)
  30. 30. Seja Allan Kardec, não apenas crido ou sentido, apregoado ou manifestado, a nossa bandeira, mas suficientemente vivido, sofrido, chorado e realizado em nossas próprias vidas. (...) Ensinar, mas fazer; crer, mas estudar; aconselhar, mas exemplificar; reunir, mas alimentar.(...)
  31. 31. Parabéns…pelos 73 anos de Amor, Caridade e Esperança, divulgados pela Terra do Cruzeiro.

×