SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 11
O desenvolvimento auditivo na
fase pré-natal
UNESP
Depto de Educação – IB
Profa. Dra. Silvia Marina Anaruma
Agosto/2016
• O sistema auditivo humano inicia seu
desenvolvimento na fase pré-natal e continua
por pelo menos mais uma década
• A parte estrutural da cóclea na orelha média
está formada na 15ª. Semana de gestação e é
anatomicamente funcional na 20ª.
• O sistema auditivo se torna funcional em
torno da 25ª. a 29ª. Semana de gestação
• Da 25ª a 26ª. Semana sons intensos irão
produzir mudanças na função autônoma
• “A espécie humana é capaz de escutar uma
variedade de sons três meses antes do
nascimento”
• O córtex auditivo continua a se desenvolver
nas semanas antes do nascimento e continua
nos primeiros anos de vida
• Por isso, o feto responde aos sons de alta
frequência
• Na 38ª. Semana de gestação o feto processa
os fluxos acústicos alterando seus batimentos
cardíacos para música e em resposta aos
estímulos da fala
• No período neo-natal o bebê prefere sons da
fala do que não fala e diferenciam a língua
nativa materna de outras línguas
• Preferem ouvir a língua materna
• “Na vida intra-uterina o feto é capaz de
conhecer a voz materna, músicas simples e
sons comuns ao ambiente “
• O feto diferencia o tom, padrões sonoros,
intensidade e ritmo
• “Apesar desse aprendizado a criança só será
exposta ao espectro sonoro completo após o
nascimento, e é evidente que as experiências
pré-natais irão auxiliá-la a reconhecer alguns
sons nas primeiras semanas de vida, porém
após o nascimento os sons ambientais se
tornam uma fonte primordial de novas
informações (WERNER, 2007).”
• Pesquisa feita com neonatos com até duas
horas de vida demonstrou que eles são
capazes de responder seletivamente a voz
materna, inclusive com aumento da atividade
motora. Este comportamento não foi
verificado com a voz de outros familiares
• Experimentos com bebês de até 3 dias
demonstrou que o bebês responde à sons que
ouviu durante a gestação (melodias familiares)
• Compreensão auditiva – aos 18 meses
• “O período gestacional e os primeiros anos de
vida são críticos para o desenvolvimento auditivo.
• Com o avanço científico e tecnológico atualmente
é possível diagnosticar precocemente deficiências
auditivas e iniciar o treinamento auditivo com o
intuito de minimizar o impacto dessa deficiência
no processo de aquisição de linguagem”.
Referência
• CARDOSO, A.C.V. Reflexões sobre o
desenvolvimento auditivo. V ERBA VOLANT.
V.4, n. 1, 2013.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Síndromes Abdominais
Síndromes AbdominaisSíndromes Abdominais
Síndromes Abdominais
dapab
 
Desenvolvimento embrionrio e fetal
Desenvolvimento embrionrio e fetalDesenvolvimento embrionrio e fetal
Desenvolvimento embrionrio e fetal
miguelpim
 
Sistema Límbico_EC2019 (1).pdf
Sistema Límbico_EC2019 (1).pdfSistema Límbico_EC2019 (1).pdf
Sistema Límbico_EC2019 (1).pdf
Martolino Prova
 
Mecanismos comportamentais e motivacionais - Sistema Límbico
Mecanismos comportamentais e motivacionais - Sistema LímbicoMecanismos comportamentais e motivacionais - Sistema Límbico
Mecanismos comportamentais e motivacionais - Sistema Límbico
Diogo Provete
 
Assist enf prenatal
Assist enf prenatalAssist enf prenatal
Assist enf prenatal
Danubia7410
 

Mais procurados (20)

Exames de Rotina do Pré-Natal
Exames de Rotina do Pré-NatalExames de Rotina do Pré-Natal
Exames de Rotina do Pré-Natal
 
Síndromes Abdominais
Síndromes AbdominaisSíndromes Abdominais
Síndromes Abdominais
 
Telencéfalo
Telencéfalo Telencéfalo
Telencéfalo
 
Desenvolvimento embrionrio e fetal
Desenvolvimento embrionrio e fetalDesenvolvimento embrionrio e fetal
Desenvolvimento embrionrio e fetal
 
Sistema límbico
Sistema límbicoSistema límbico
Sistema límbico
 
Complicações na gestação
Complicações na gestaçãoComplicações na gestação
Complicações na gestação
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 
Audiologia - Presbiacusia
Audiologia - Presbiacusia Audiologia - Presbiacusia
Audiologia - Presbiacusia
 
Plexo Lombossacral - Prof. Rogério Gozzi
Plexo Lombossacral - Prof. Rogério GozziPlexo Lombossacral - Prof. Rogério Gozzi
Plexo Lombossacral - Prof. Rogério Gozzi
 
Coma
ComaComa
Coma
 
Sistema Límbico_EC2019 (1).pdf
Sistema Límbico_EC2019 (1).pdfSistema Límbico_EC2019 (1).pdf
Sistema Límbico_EC2019 (1).pdf
 
Classificação de RN
Classificação de RNClassificação de RN
Classificação de RN
 
Epilepsia
EpilepsiaEpilepsia
Epilepsia
 
Mecanismos comportamentais e motivacionais - Sistema Límbico
Mecanismos comportamentais e motivacionais - Sistema LímbicoMecanismos comportamentais e motivacionais - Sistema Límbico
Mecanismos comportamentais e motivacionais - Sistema Límbico
 
Aula de Farmacologia sobre Fármacos Antidepressivos
Aula de Farmacologia sobre Fármacos AntidepressivosAula de Farmacologia sobre Fármacos Antidepressivos
Aula de Farmacologia sobre Fármacos Antidepressivos
 
Assist enf prenatal
Assist enf prenatalAssist enf prenatal
Assist enf prenatal
 
Sistema Digestório
Sistema DigestórioSistema Digestório
Sistema Digestório
 
Morte cerebral
Morte cerebralMorte cerebral
Morte cerebral
 
Atenção às Mulheres com HIV no Parto e Puerpério
Atenção às Mulheres com HIV no Parto e PuerpérioAtenção às Mulheres com HIV no Parto e Puerpério
Atenção às Mulheres com HIV no Parto e Puerpério
 
AssistêNcia Ao Parto
AssistêNcia Ao PartoAssistêNcia Ao Parto
AssistêNcia Ao Parto
 

Destaque

The Pre-conception and Pre-natal Diagnostic Techniques Act 2003 (Prohibition ...
The Pre-conception and Pre-natal Diagnostic Techniques Act 2003 (Prohibition ...The Pre-conception and Pre-natal Diagnostic Techniques Act 2003 (Prohibition ...
The Pre-conception and Pre-natal Diagnostic Techniques Act 2003 (Prohibition ...
Population First - Laadli
 
Apresentação+gestante
Apresentação+gestanteApresentação+gestante
Apresentação+gestante
tvf
 
Assistência pré natal
Assistência pré  natalAssistência pré  natal
Assistência pré natal
Lucas Ferreira
 
Desenvolvimento Embrionário!
Desenvolvimento Embrionário!Desenvolvimento Embrionário!
Desenvolvimento Embrionário!
Rosalia Azambuja
 
Gravidez E Desenvolvimento Fetal
Gravidez E Desenvolvimento FetalGravidez E Desenvolvimento Fetal
Gravidez E Desenvolvimento Fetal
luandrade
 

Destaque (18)

Placenta e membranas cap08
Placenta e membranas cap08Placenta e membranas cap08
Placenta e membranas cap08
 
Desenvolvimento humano prof Ivanise Meyer
Desenvolvimento humano prof Ivanise MeyerDesenvolvimento humano prof Ivanise Meyer
Desenvolvimento humano prof Ivanise Meyer
 
Seminário embriologia
Seminário embriologiaSeminário embriologia
Seminário embriologia
 
Aula 3 prénatal
Aula 3 prénatalAula 3 prénatal
Aula 3 prénatal
 
Medicação: aspectos éticos e legais no âmbito da enfermagem
Medicação: aspectos éticos e legais no âmbito da enfermagemMedicação: aspectos éticos e legais no âmbito da enfermagem
Medicação: aspectos éticos e legais no âmbito da enfermagem
 
Fecundação, gravidez e parto
Fecundação, gravidez e partoFecundação, gravidez e parto
Fecundação, gravidez e parto
 
The Pre-conception and Pre-natal Diagnostic Techniques Act 2003 (Prohibition ...
The Pre-conception and Pre-natal Diagnostic Techniques Act 2003 (Prohibition ...The Pre-conception and Pre-natal Diagnostic Techniques Act 2003 (Prohibition ...
The Pre-conception and Pre-natal Diagnostic Techniques Act 2003 (Prohibition ...
 
Apresentação+gestante
Apresentação+gestanteApresentação+gestante
Apresentação+gestante
 
Assistência pré natal
Assistência pré  natalAssistência pré  natal
Assistência pré natal
 
Resumo Reprodução Humana
Resumo Reprodução HumanaResumo Reprodução Humana
Resumo Reprodução Humana
 
Pré Natal
Pré  NatalPré  Natal
Pré Natal
 
Gestação
GestaçãoGestação
Gestação
 
A Importância do Pré-Natal
A Importância do Pré-NatalA Importância do Pré-Natal
A Importância do Pré-Natal
 
Desenvolvimento Embrionário!
Desenvolvimento Embrionário!Desenvolvimento Embrionário!
Desenvolvimento Embrionário!
 
Gravidez E Desenvolvimento Fetal
Gravidez E Desenvolvimento FetalGravidez E Desenvolvimento Fetal
Gravidez E Desenvolvimento Fetal
 
Fecundação, desenvolvimento embrionário e parto
Fecundação, desenvolvimento embrionário e partoFecundação, desenvolvimento embrionário e parto
Fecundação, desenvolvimento embrionário e parto
 
Grupo com gestantes
Grupo com gestantesGrupo com gestantes
Grupo com gestantes
 
Saude da mulher
Saude da mulherSaude da mulher
Saude da mulher
 

Semelhante a O desenvolvimento auditivo na fase pré natal

MúSicas E CançõEs Para Estimular Habilidades
MúSicas E CançõEs Para Estimular HabilidadesMúSicas E CançõEs Para Estimular Habilidades
MúSicas E CançõEs Para Estimular Habilidades
HOME
 
MúSica E Desenvolvimento
MúSica E DesenvolvimentoMúSica E Desenvolvimento
MúSica E Desenvolvimento
HOME
 
MúSicas E CançõEs Para Estimular Habilidades
MúSicas E CançõEs Para Estimular HabilidadesMúSicas E CançõEs Para Estimular Habilidades
MúSicas E CançõEs Para Estimular Habilidades
HOME
 
A IntervençãO Da Musicoterapia No MéTodo MãE Canguru
A IntervençãO Da Musicoterapia No MéTodo MãE CanguruA IntervençãO Da Musicoterapia No MéTodo MãE Canguru
A IntervençãO Da Musicoterapia No MéTodo MãE Canguru
HOME
 
Musicoterapia E O Bem Q A Musica Faz
Musicoterapia E O Bem Q A Musica FazMusicoterapia E O Bem Q A Musica Faz
Musicoterapia E O Bem Q A Musica Faz
HOME
 
As vantagens da música para o corpo
As vantagens da música para o corpoAs vantagens da música para o corpo
As vantagens da música para o corpo
Kamilla Alves
 
Apresentação reunião de pais março
Apresentação reunião de pais marçoApresentação reunião de pais março
Apresentação reunião de pais março
sae nurimar
 
Apresentação reunião de pais março
Apresentação reunião de pais marçoApresentação reunião de pais março
Apresentação reunião de pais março
sae nurimar
 
Apresentação reunião de pais março
Apresentação reunião de pais marçoApresentação reunião de pais março
Apresentação reunião de pais março
Rosangela Ferreira
 
Apresentação reunião de pais março
Apresentação reunião de pais marçoApresentação reunião de pais março
Apresentação reunião de pais março
Rosangela Ferreira
 
feb714422ac5ba86795744d4d376b4f0-1-EMBRIOLOGIA-FISSURADOS.pdf
feb714422ac5ba86795744d4d376b4f0-1-EMBRIOLOGIA-FISSURADOS.pdffeb714422ac5ba86795744d4d376b4f0-1-EMBRIOLOGIA-FISSURADOS.pdf
feb714422ac5ba86795744d4d376b4f0-1-EMBRIOLOGIA-FISSURADOS.pdf
AyrttonAnacleto2
 
Os Sons Do Mundo
Os Sons Do MundoOs Sons Do Mundo
Os Sons Do Mundo
HOME
 
Importancia da musica
Importancia da musicaImportancia da musica
Importancia da musica
PTAI
 

Semelhante a O desenvolvimento auditivo na fase pré natal (20)

Audição e TPAC.pptx
Audição e TPAC.pptxAudição e TPAC.pptx
Audição e TPAC.pptx
 
Audição no meio intra uterino
Audição no meio intra uterino Audição no meio intra uterino
Audição no meio intra uterino
 
Babies & Sounds
Babies & SoundsBabies & Sounds
Babies & Sounds
 
Cartemas
CartemasCartemas
Cartemas
 
MúSicas E CançõEs Para Estimular Habilidades
MúSicas E CançõEs Para Estimular HabilidadesMúSicas E CançõEs Para Estimular Habilidades
MúSicas E CançõEs Para Estimular Habilidades
 
Desenvolvimento da linguagem
Desenvolvimento da linguagemDesenvolvimento da linguagem
Desenvolvimento da linguagem
 
MúSica E Desenvolvimento
MúSica E DesenvolvimentoMúSica E Desenvolvimento
MúSica E Desenvolvimento
 
MúSicas E CançõEs Para Estimular Habilidades
MúSicas E CançõEs Para Estimular HabilidadesMúSicas E CançõEs Para Estimular Habilidades
MúSicas E CançõEs Para Estimular Habilidades
 
A importancia da musica
A importancia da musicaA importancia da musica
A importancia da musica
 
A IntervençãO Da Musicoterapia No MéTodo MãE Canguru
A IntervençãO Da Musicoterapia No MéTodo MãE CanguruA IntervençãO Da Musicoterapia No MéTodo MãE Canguru
A IntervençãO Da Musicoterapia No MéTodo MãE Canguru
 
Musicoterapia E O Bem Q A Musica Faz
Musicoterapia E O Bem Q A Musica FazMusicoterapia E O Bem Q A Musica Faz
Musicoterapia E O Bem Q A Musica Faz
 
As vantagens da música para o corpo
As vantagens da música para o corpoAs vantagens da música para o corpo
As vantagens da música para o corpo
 
Apresentação reunião de pais março
Apresentação reunião de pais marçoApresentação reunião de pais março
Apresentação reunião de pais março
 
Apresentação reunião de pais março
Apresentação reunião de pais marçoApresentação reunião de pais março
Apresentação reunião de pais março
 
Apresentação reunião de pais março
Apresentação reunião de pais marçoApresentação reunião de pais março
Apresentação reunião de pais março
 
Apresentação reunião de pais março
Apresentação reunião de pais marçoApresentação reunião de pais março
Apresentação reunião de pais março
 
Educação infantil a musica-na_educacao_infantil
Educação infantil   a musica-na_educacao_infantilEducação infantil   a musica-na_educacao_infantil
Educação infantil a musica-na_educacao_infantil
 
feb714422ac5ba86795744d4d376b4f0-1-EMBRIOLOGIA-FISSURADOS.pdf
feb714422ac5ba86795744d4d376b4f0-1-EMBRIOLOGIA-FISSURADOS.pdffeb714422ac5ba86795744d4d376b4f0-1-EMBRIOLOGIA-FISSURADOS.pdf
feb714422ac5ba86795744d4d376b4f0-1-EMBRIOLOGIA-FISSURADOS.pdf
 
Os Sons Do Mundo
Os Sons Do MundoOs Sons Do Mundo
Os Sons Do Mundo
 
Importancia da musica
Importancia da musicaImportancia da musica
Importancia da musica
 

Mais de Silvia Marina Anaruma

Mais de Silvia Marina Anaruma (20)

A 1a. experiencia alimentar
A 1a. experiencia alimentar A 1a. experiencia alimentar
A 1a. experiencia alimentar
 
Amamentação e sustentabilidade
Amamentação e sustentabilidadeAmamentação e sustentabilidade
Amamentação e sustentabilidade
 
Como a amamentacao pode contribuir para um Planeta mais saudável
Como a amamentacao pode contribuir para um Planeta mais saudávelComo a amamentacao pode contribuir para um Planeta mais saudável
Como a amamentacao pode contribuir para um Planeta mais saudável
 
Sergipe com musica
Sergipe com musicaSergipe com musica
Sergipe com musica
 
Semana do aleitamento materno de rio claro audio
Semana do aleitamento materno de rio claro audioSemana do aleitamento materno de rio claro audio
Semana do aleitamento materno de rio claro audio
 
Apontamentos sobre o conceito de aprendizagem
Apontamentos sobre o conceito de aprendizagemApontamentos sobre o conceito de aprendizagem
Apontamentos sobre o conceito de aprendizagem
 
Pesquisa nacional am 2008
Pesquisa nacional am 2008Pesquisa nacional am 2008
Pesquisa nacional am 2008
 
Mitos, crendices e verdades sobre o aleitamento materno
Mitos, crendices e verdades sobre o aleitamento maternoMitos, crendices e verdades sobre o aleitamento materno
Mitos, crendices e verdades sobre o aleitamento materno
 
Concepções de desenvolvimento e modelos pedagógicos de ensino
Concepções de desenvolvimento e modelos pedagógicos de ensino Concepções de desenvolvimento e modelos pedagógicos de ensino
Concepções de desenvolvimento e modelos pedagógicos de ensino
 
Pensar a aprendizagem
Pensar a aprendizagemPensar a aprendizagem
Pensar a aprendizagem
 
Apontamentos sobre o conceito de aprendizagem
Apontamentos sobre o conceito de aprendizagemApontamentos sobre o conceito de aprendizagem
Apontamentos sobre o conceito de aprendizagem
 
Contribuição do aleitamento materno para a Educação Infantil
Contribuição do aleitamento materno para a Educação Infantil Contribuição do aleitamento materno para a Educação Infantil
Contribuição do aleitamento materno para a Educação Infantil
 
Adolescência no Brasil
Adolescência no Brasil Adolescência no Brasil
Adolescência no Brasil
 
Método canguru ou
Método canguru ouMétodo canguru ou
Método canguru ou
 
Inovações no ensino das Dimensões Psicossociais da Escola na formação de Peda...
Inovações no ensino das Dimensões Psicossociais da Escola na formação de Peda...Inovações no ensino das Dimensões Psicossociais da Escola na formação de Peda...
Inovações no ensino das Dimensões Psicossociais da Escola na formação de Peda...
 
Psico. do desenvolvimento introdução- ciclo vital - bee
Psico. do desenvolvimento   introdução- ciclo vital - beePsico. do desenvolvimento   introdução- ciclo vital - bee
Psico. do desenvolvimento introdução- ciclo vital - bee
 
Mulher Trabalhadora que amamenta
Mulher Trabalhadora que amamenta Mulher Trabalhadora que amamenta
Mulher Trabalhadora que amamenta
 
Proama na defesa pelo Respeito ao Nascimento
Proama na defesa pelo Respeito ao NascimentoProama na defesa pelo Respeito ao Nascimento
Proama na defesa pelo Respeito ao Nascimento
 
Mecanismos de defesa do ego
Mecanismos de defesa do egoMecanismos de defesa do ego
Mecanismos de defesa do ego
 
Livro completo. poesia
Livro completo. poesiaLivro completo. poesia
Livro completo. poesia
 

Último (6)

Anatomia do Sistema Respiratorio função e movimentos musculares.
Anatomia do Sistema Respiratorio função e movimentos musculares.Anatomia do Sistema Respiratorio função e movimentos musculares.
Anatomia do Sistema Respiratorio função e movimentos musculares.
 
Saúde da Pessoa Negra e o papel da Psicologia.pptx
Saúde da Pessoa Negra e o papel da Psicologia.pptxSaúde da Pessoa Negra e o papel da Psicologia.pptx
Saúde da Pessoa Negra e o papel da Psicologia.pptx
 
Apresentação Saúde Mental para Adolescentes
Apresentação Saúde Mental para AdolescentesApresentação Saúde Mental para Adolescentes
Apresentação Saúde Mental para Adolescentes
 
Humanização na Enfermagem: o que é e qual a importância?
Humanização na Enfermagem: o que é e qual a importância?Humanização na Enfermagem: o que é e qual a importância?
Humanização na Enfermagem: o que é e qual a importância?
 
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdfATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
ATIVIDADE 1 - FSCE - FORMAÇÃO SOCIOCULTURAL E ÉTICA II - 52_2024.pdf
 
Puerpério normal e patológico em obstetrícia
Puerpério normal e patológico em obstetríciaPuerpério normal e patológico em obstetrícia
Puerpério normal e patológico em obstetrícia
 

O desenvolvimento auditivo na fase pré natal

  • 1. O desenvolvimento auditivo na fase pré-natal UNESP Depto de Educação – IB Profa. Dra. Silvia Marina Anaruma Agosto/2016
  • 2. • O sistema auditivo humano inicia seu desenvolvimento na fase pré-natal e continua por pelo menos mais uma década • A parte estrutural da cóclea na orelha média está formada na 15ª. Semana de gestação e é anatomicamente funcional na 20ª. • O sistema auditivo se torna funcional em torno da 25ª. a 29ª. Semana de gestação • Da 25ª a 26ª. Semana sons intensos irão produzir mudanças na função autônoma
  • 3.
  • 4. • “A espécie humana é capaz de escutar uma variedade de sons três meses antes do nascimento” • O córtex auditivo continua a se desenvolver nas semanas antes do nascimento e continua nos primeiros anos de vida • Por isso, o feto responde aos sons de alta frequência
  • 5. • Na 38ª. Semana de gestação o feto processa os fluxos acústicos alterando seus batimentos cardíacos para música e em resposta aos estímulos da fala • No período neo-natal o bebê prefere sons da fala do que não fala e diferenciam a língua nativa materna de outras línguas • Preferem ouvir a língua materna
  • 6. • “Na vida intra-uterina o feto é capaz de conhecer a voz materna, músicas simples e sons comuns ao ambiente “ • O feto diferencia o tom, padrões sonoros, intensidade e ritmo
  • 7. • “Apesar desse aprendizado a criança só será exposta ao espectro sonoro completo após o nascimento, e é evidente que as experiências pré-natais irão auxiliá-la a reconhecer alguns sons nas primeiras semanas de vida, porém após o nascimento os sons ambientais se tornam uma fonte primordial de novas informações (WERNER, 2007).”
  • 8. • Pesquisa feita com neonatos com até duas horas de vida demonstrou que eles são capazes de responder seletivamente a voz materna, inclusive com aumento da atividade motora. Este comportamento não foi verificado com a voz de outros familiares
  • 9. • Experimentos com bebês de até 3 dias demonstrou que o bebês responde à sons que ouviu durante a gestação (melodias familiares) • Compreensão auditiva – aos 18 meses
  • 10. • “O período gestacional e os primeiros anos de vida são críticos para o desenvolvimento auditivo. • Com o avanço científico e tecnológico atualmente é possível diagnosticar precocemente deficiências auditivas e iniciar o treinamento auditivo com o intuito de minimizar o impacto dessa deficiência no processo de aquisição de linguagem”.
  • 11. Referência • CARDOSO, A.C.V. Reflexões sobre o desenvolvimento auditivo. V ERBA VOLANT. V.4, n. 1, 2013.