Negligência médica

785 visualizações

Publicada em

Negligência Médica

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
785
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
333
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Negligência médica

  1. 1. NEGLIGÊNCIA  MÉDICA   Albino  Gomes  
  2. 2. Impacto  Social  do  Erro  Médico   •  No  mundo  ocidental  (úl;ma  década):   – 5  milhões  de  mortes   – 15  milhões  de  inválidos  ou  incapacitados   •       Nos  Estados  Unidos:   ü   7.000  mortes/ano  por  erros  de  medicação   ü   Custos  anuais:  17  a  29  biliões  de  dólares   •  Na  Austrália:   –  11%  das  mortes  causadas  por  erro  médico  em  hospitais  
  3. 3. Notas  Históricas  Sobre  o  Erro   •  Código  de  Hammurabi  (2394  a.C.):   O  médico  que  mata  alguém  livre,  no  tratamento  ou  que  cega   um  cidadão  livre  terá  as  suas  mãos  cortadas   •  Medicina  Grega:  Juramento  de  Hipócrates            “Aplicarei  os  regimes  para  o  bem  do  doente  segundo  o  meu   poder  e  entendimento,  nunca  para  causar  danos  a  alguem”   •  Medicina  Árabe:            Quando  um  médico  fracassava  ou  caía  em  desgraça  a   penalidade  prevista  era  a  punição  que  podia  ser  a  morte  
  4. 4. Definições   •  Erro:   Acto  de  errar,  engano,  equivoco,  resultado  falso,   incorrecção,  desvio  do  caminho,  mau   comportamento,  desregramento     •  Erro  Médico:   Mau  resultado  ou  resultado  adverso  provocado  pela   acção  ou  omissão  do  médico,  por  inobservância  das   leges  ar;s  ou  falta  de  cumprimento  da  consulta   técnico-­‐cien^fica  exigível  
  5. 5. Definições   •  Evento  adverso:   Lesão  causada  mais  pelo  procedimento  médico  do  que  pela   patologia  que  afecta  o  doente   •  Evento  Adverso  prevenível:   Evento  atribuível  a  erro   •  Evento  adverso  negligente:   Evento  atribuível  a  uma  inadequada  representação  das   consequências  do  procedimento  ou  a  uma  deficiente   execução  deste,  verificando  os  pressupostos  legais  da   negligencia  
  6. 6. Condutas  Geradoras  de  Erro   •  Imperícia:            Inobservância  das  regras  técnicas,  insuficiência  de   conhecimentos,  deficiente  preparação  ou  inexperiência   •  Imprudência:            Assunção,  por  acção  ou  omissão  de  riscos  desnecessários   para  o  doente,  sem  suporte  técnico-­‐cien^fico  bastante   •  Negligencia:            Inobservância  por  acção  ou  omissão  da  conduta  legalmente   exigível  na  situação  concreta    
  7. 7. Condutas  Geradoras  de  Erro   O  erro  médico  culposo     É  diferente  do:     •  Erro  resultante  de  acidente  imprevisível   •  Resultado  incontrolável   •  Resultado  adverso      
  8. 8. Tipos  de  Erro  Médico   •  Erro  de  diagnós;co:   – Evitáveis   – Inevitáveis   •     Erros  de  tratamento   •   Erros  de  carácter  preven;vo   •   Outros  ;pos  
  9. 9. Erros  de  Diagnós;co   •  Inevitáveis:   – Alheios  à  competência  do  médico   – Resultam  de  diversos  factores  (limitações  do   Conhecimento  médico,  carência  de  recursos)   •       Evitáveis  (responsabilidade  do  médico):   •     Erro  de  raciocínio   •   Falta  de  u;lização  ou  interpretação  dos  resultados  dos  EADs   •   Uso  de  exames  ou  técnicas  inadequadas  
  10. 10. Erros  de  Tratamento   •  Terapêu;ca  inadequada   •  Erro  na  realização  de  uma  intervenção  ou   procedimento  terapêu;co   •  Erro  na  posologia  ou  via  de  administração  de   farmacos  
  11. 11. Erros  na  Prevenção   •  Falta  da  adopção  de  medidas  profilác;cas   •  Falha  no  aconselhamento  preven;vo   •  Monitorização  ou  follow-­‐up  inadequados  
  12. 12. Outros  Erros   •  Erros  de  prognós;co   •  Falhas  de  comunicação   •  Falhas  do  equipamento  
  13. 13. Responsabilidade  do  Médico   •  Código  Penal:   –  Ar;gos  148º  e  149º    (ofensa  integridade  msica)   –  Ar;gos  150º  e  158º  (intervenções  cirúrgicas)   –  Ar;go  157º  (dever  esclarecimento)   •   Código  Civil:   •   Ar;go  487º  (culpa)   •   Ar;go  799º  (presunção  de  culpa)   •   Código  Deontologico:   –   Ar;go  26º  (qualidade  de  cuidados)  
  14. 14. Perfil  do  Enfº  que  erra   •  Possui  mais  de  10  anos  de  ac;vidade   •  Erra  por  excesso  de  confiança  na  sua   experiencia   •  Bastante  especializado   •  Desvaloriza  o  trabalho  em  equipa   •  Desenvolve  múl;plas  funções   •  Não  se  preocupa  com  a  formação  
  15. 15. Minimizar  o  Erro  Médico   •  Decisão  baseada  na  evidencia   •  Criação  de  um  sistema  centralizado  de   registos  de  erros  médicos   •  Criação  de  um  centro  ou  provedoria  do   doente    
  16. 16. Amplificação  do  erro  Médico   •  Crescente  media;zação  de  alegados  casos  de   negligencia  ou  erro  médico  baseados  em   meras  queixas  ou  i9nformações  de  carácter   sensacionalista   •  Interesse  das  companhias  de  seguros   rela;vamente  às  apólices  de  responsabilidade   profissional   •  Emergência  das  medicinas  paralelas  que   divulgam  resultados  “mágicos”  

×