A casa espírita

2.475 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.475
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
41
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
167
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A casa espírita

  1. 1. A Casa Espírita
  2. 2. <ul><li>O QUE É A CASA (CENTRO) ESPÍRITA? </li></ul><ul><ul><li>A Casa Espírita não é “Igreja”; </li></ul></ul><ul><ul><li>A Casa Espírita é Templo, Lar, Escola e Oficina. </li></ul></ul><ul><li>FUNÇÕES DA CASA ESPÍRITA </li></ul><ul><ul><li>TEMPLO: é também templo, no sentido de que nela se exerce o amor e a adoração a Deus, exercitando a oração conjunta, a meditação e o estudo de Deus e de sua obra. </li></ul></ul>
  3. 3. <ul><ul><li>LAR: é também lar, no sentido de que nela reunimos a família espírita, onde nos irmanamos verdadeiramente, onde a fraternidade verdadeira ocorre, onde sempre podemos ir e receber o afago fraterno de nossa grande família universal. É abrigo e porto seguro. </li></ul></ul><ul><ul><li>ESCOLA: é também escola, pois é local de aprendizado, de crescimento, de evolução, de troca de experiência, de construção conjunta no processo de aprendizado e desenvolvimento. </li></ul></ul>
  4. 4. <ul><li>OFICINA: é também oficina, pois dentro da casa espírita se exercita o trabalho como forma de evolução e crescimento, aprendendo as “artes e ofícios” da prática do bem, do amor e da caridade, em todas as atividades da casa. </li></ul><ul><li>O QUE ENCONTRAMOS NA CASA ESPÍRITA BEM ORIENTADA? </li></ul><ul><ul><li>A prática da caridade e do amor, em todas as suas atividades , pois o espiritismo tem, entre as suas máximas, “ que fora da caridade não há salvação ”, ou seja, na casa espírita, em especial, devemos aplicar e exercitar a Lei de Amor. Isso se manifesta especialmente nas atividades de promoção social , de atendimento fraterno , na recepção carinhosa e fraterna aos que chegam a casa. </li></ul></ul>
  5. 5. <ul><ul><li>O estudo constante , pois o espiritismo segue o ensino do Espírito de Verdade, que através de Kardec nos disse: “ Espíritas, Amai-vos e Instruí-vos ”. A casa espírita necessita de reuniões de estudo sério, disciplinado e de qualidade. </li></ul></ul><ul><ul><li>Reuniões de atendimento geral ao público , com palestra, passes/radiações e água fluidificada, pois isso faz parte da “terapêutica espírita”, permitindo aos freqüentadores receberem o reforço da transmissão de energias pelo passe, a água fluidicada, a força propiciada pela oração conjunta e o aprendizado e reflexão possibilitado pela palestra. </li></ul></ul>
  6. 6. <ul><ul><li>Reuniões específicas e privativas de aplicação da mediunidade , desde o estudo e educação desta, passando pelo seu desenvolvimento constante, podendo existir ainda trabalhos de atendimento a espíritos sofredores e de desobsessão. </li></ul></ul><ul><ul><li>Reuniões com Grupos de Infância e Juventude , organizados didática e pedagogicamente, com metodologia e sistemática adequada a realidade do seu público, de modo a propiciar a formação espírita desde a tenra idade, a propiciar a formação e desenvolvimento daqueles que irão dar continuidade a difusão do espiritismo e “tocar” o movimento e a casa espírita. </li></ul></ul>
  7. 7. <ul><li>RECURSOS AO NOSSO DISPOR NA CASA ESPÍRITA BEM ORIENTADA </li></ul><ul><ul><li>O passe: transmissão de energias vitais e fluidos espirituais, que possibilita uma reenergização e refazimento; </li></ul></ul><ul><ul><li>a água fluidificada: complementa o tratamento energético, possibilitando a ingestão de energias específicas; </li></ul></ul><ul><ul><li>a oração: como forma de união com Deus e a espiritualidade superior, e obtenção das energias e eflúvios do Plano Maior; </li></ul></ul>
  8. 8. <ul><ul><li>a reflexão: como forma de dirigir nossos pensamentos e intenções para as coisas elevadas da vida, para as virtudes, para o combate aos nossos erros e imperfeições; </li></ul></ul><ul><ul><li>o estudo: para aumentar nosso conhecimento, nosso discernimento e nossa compreensão do mundo, das Leis Divinas, da natureza e de suas relações; </li></ul></ul><ul><ul><li>o desenvolvimento mediúnico: para educar e disciplinar esse potencial, colocando-o a serviço do bem e da caridade e de nossa evolução. </li></ul></ul>
  9. 9. Roteiro de Palestra de Carlos A. Parchen www.carlosparchen.net Apresentado na Sociedade Espírita Fraternidade - Curitiba/Pr, em 15/01/01

×