SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 66
Organizado por:   FATIMA ARAUJO DE CARVALHO CEJEN – S.J.Campos – Maio 2009 O Culto Cristão no Lar
BIBLIOGRAFIA
Finalidade e Importância
alto significado
O  que  é  o  evangelho  no  lar ? É uma reunião familiar, constituída de preces, leituras evangélicas e comentários edificantes com base nos ensinamentos de Jesus.
 
Campanha  Permanente
Fazer o culto cristão no Lar é abrir as portas para o Cristo e seus Mensageiros
[object Object]
[object Object],[object Object]
[object Object],FINALIDADE:
[object Object],FINALIDADE: 4
[object Object],FINALIDADE:
[object Object],FINALIDADE:
[object Object],FINALIDADE:
MENSAGENS SUPERIORES
[object Object],[object Object],[object Object]
Emmanuel destaca a importância dessa prática quando afirma: O Culto do Evangelho no lar não é uma inovação;  É uma necessidade em toda parte, onde o  Cristianismo lance raízes de aperfeiçoamento e sublimação. Quando o ensinamento do Mestre vibre  entre as quatro paredes de um templo doméstico,  os pequeninos sacrifícios tecem a felicidade comum.
[object Object],[object Object]
[object Object],Bezerra de Menezes
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Bezerra de Menezes
[object Object],[object Object]
Pelo menos, uma vez por semana,  reúne a tua família e felicita-a com o Espiritismo, criando, assim, e mantendo o culto evangélico,  para que a diretriz do Mestre seja eficiente rota de amor  à sabedoria em tua casa. E se desejares felicidade na Terra,  incorpora-o ao teu lar, criando um clima de felicidade geral. Joanna de Ângelis Mensagem: Espiritismo no Lar
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Joanna de Ângelis
Acende o sol do Evangelho em casa ! Reúne-te com os teus para orar  e jamais triunfarão trevas  em teu lar,  em tua família, em teu coração. Joanna de Ângelis
COMO  FAZER O  EVANGELHO NO  LAR ?
[object Object]
[object Object]
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
VISITANTES ocasionais: Explique o motivo da reunião, convidando-os a participar
Incentivar a participação das crianças com livros apropriados para a idade
[object Object]
[object Object]
[object Object],Prece simples e espontânea
[object Object]
[object Object]
[object Object],[object Object]
[object Object]
Por que fazer  o Evangelho no Lar ?
Pela proteção espiritual recebida
Estudar o Evangelho de Jesus  possibilita compreender os ensinamentos cristãos, cuja prática  nos conduz ao aprimoramento moral
Ajuda a criar em todos os lares  o hábito de se reunir  em família, para despertar e acentuar nos familiares, o sentimento de fraternidade
Pelo momento de paz que o Evangelho  proporciona ao Lar, pela união das criaturas, propiciando a cada um uma vivência tranquila e equilibrada
Para higienizar o Lar com pensamentos  e sentimentos elevados e favorecer a influência dos Mensageiros do bem
Para facilitar no lar e fora dele, o amparo necessário diante das dificuldades materiais e espirituais, mantendo operantes os princípios  da vigilância e da oração
Para elevar o padrão vibratório dos componentes do Lar  e contribuir com o Plano Espiritual na obtenção de um mundo melhor
Para tornar o Evangelho conhecido,  compreendido, sentido  e exemplificado em todos os ambientes
"A fartura começa no grão" Pelo Espírito Néio Lúcio -  Psicografia de Francisco Cândido Xavier
"A fartura começa no grão" Pelo Espírito Néio Lúcio Psicografia de Francisco Cândido Xavier
[object Object]
-  Simão, que faz o pescador quando se dirige para o mercado com os frutos de cada dia?
O apóstolo pensou alguns momentos e respondeu, hesitante: - Mestre, naturalmente, escolhemos os peixes melhores. Ninguém compra os resíduos da pesca.
- E o oleiro? que faz para atender à tarefa a que se propõe? - Certamente, Senhor redargüiu o pescador, intrigado -  modela o barro, imprimindo-lhe a forma que deseja.
O Amigo Celeste, de olhar compassivo e fulgurante, insistiu: - E como procede o carpinteiro para alcançar o trabalho que pretende?
-  O interlocutor, muito simples, informou sem vacilar: - Lavará a madeira, usará a enxó e o serrote, o martelo e o formão. De outro modo, não afeiçoará a peça bruta. Calou-se Jesus, por alguns instantes e aduziu:
Assim, também, é o lar diante do mundo.  O berço doméstico é a primeira escola e o primeiro templo da alma.  A casa do homem é a legítima exportadora de caracteres para a vida comum.
[object Object]
A paz do mundo começa  sob as telhas a que nos acolhemos.  Se não aprendemos a viver em paz, entre quatro paredes, como aguardar a harmonia das nações?
Se nos não habituamos a amar o irmão mais próximo, associado à nossa luta de cada dia, como respeitar o Eterno Pai que nos parece distante?
Jesus relanceou o olhar sobre a sala modesta, fez pequeno intervalo e continuou:
Pedro, acendamos aqui, em torno de quantos nos procuram a assistência fraterna, uma claridade nova.  A mesa de tua casa é o lar de teu pão.  Nela, recebes do Senhor o alimento para cada dia.
O Pai, que nos dá o trigo para o celeiro, através do solo, envia-nos a luz através do Céu.  Se a claridade é a expansão dos raios que a constituem, a fartura começa no grão.  Em razão disto, o Evangelho não foi iniciado sobre a multidão, mas sim no   singelo domicílio dos pastores e dos animais.
Simão Pedro fitou no Mestre os olhos humildes e lúcidos e, como não encontrasse palavras adequadas para explicar-se, murmurou, tímido: - Mestre, seja feito como desejas.
Então Jesus, convidando os familiares do apóstolo à palestra edificante e à meditação elevada, desenrolou os escritos da sabedoria e abriu, na Terra, o primeiro culto cristão do lar .
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O compromisso com a tarefa
O compromisso com a tarefaO compromisso com a tarefa
O compromisso com a tarefaumecamaqua
 
Missionários da luz resumo de consolidação
Missionários da luz resumo de consolidaçãoMissionários da luz resumo de consolidação
Missionários da luz resumo de consolidaçãoSergio Rodriguez
 
Suicídio - Dor dos dois lados da vida
Suicídio - Dor dos dois lados da vidaSuicídio - Dor dos dois lados da vida
Suicídio - Dor dos dois lados da vidaRicardo Azevedo
 
Mediunidade com Jesus
Mediunidade com JesusMediunidade com Jesus
Mediunidade com Jesushome
 
A importância da palestra espirita
A importância da palestra espiritaA importância da palestra espirita
A importância da palestra espiritacarlos freire
 
Casamento e divórcio e os filho - visão espirita
Casamento e divórcio e os filho - visão espiritaCasamento e divórcio e os filho - visão espirita
Casamento e divórcio e os filho - visão espiritaKATIA MARIA FARAH V DA SILVA
 
Perdas de entes queridos 02112011
Perdas de entes queridos 02112011Perdas de entes queridos 02112011
Perdas de entes queridos 02112011Daniela Azevedo
 
Palestra Espírita _ Vontade
Palestra Espírita _ VontadePalestra Espírita _ Vontade
Palestra Espírita _ Vontademanumino
 
A páscoa e o espiritismo
A páscoa e o espiritismoA páscoa e o espiritismo
A páscoa e o espiritismoHelio Cruz
 
Cap. 11 itens 8 a 10 - a lei de amor
Cap. 11   itens 8 a 10 - a lei de amor Cap. 11   itens 8 a 10 - a lei de amor
Cap. 11 itens 8 a 10 - a lei de amor JulianoCarvalho29
 
Culto Do Evangelho No Lar
Culto  Do  Evangelho No   LarCulto  Do  Evangelho No   Lar
Culto Do Evangelho No LarHome
 

Mais procurados (20)

A MISSÃO DE ALLAN KARDEC
A MISSÃO DE ALLAN KARDECA MISSÃO DE ALLAN KARDEC
A MISSÃO DE ALLAN KARDEC
 
O compromisso com a tarefa
O compromisso com a tarefaO compromisso com a tarefa
O compromisso com a tarefa
 
Missionários da luz resumo de consolidação
Missionários da luz resumo de consolidaçãoMissionários da luz resumo de consolidação
Missionários da luz resumo de consolidação
 
Mulheres e o espiritismo
Mulheres e o espiritismoMulheres e o espiritismo
Mulheres e o espiritismo
 
Suicídio - Dor dos dois lados da vida
Suicídio - Dor dos dois lados da vidaSuicídio - Dor dos dois lados da vida
Suicídio - Dor dos dois lados da vida
 
Mediunidade com Jesus
Mediunidade com JesusMediunidade com Jesus
Mediunidade com Jesus
 
A importância da palestra espirita
A importância da palestra espiritaA importância da palestra espirita
A importância da palestra espirita
 
Casamento e divórcio e os filho - visão espirita
Casamento e divórcio e os filho - visão espiritaCasamento e divórcio e os filho - visão espirita
Casamento e divórcio e os filho - visão espirita
 
Médiuns e mediunidade!
Médiuns e mediunidade!Médiuns e mediunidade!
Médiuns e mediunidade!
 
Perdas de entes queridos 02112011
Perdas de entes queridos 02112011Perdas de entes queridos 02112011
Perdas de entes queridos 02112011
 
Palestra Espírita _ Vontade
Palestra Espírita _ VontadePalestra Espírita _ Vontade
Palestra Espírita _ Vontade
 
Bem aventurados os mansos e pacíficos
Bem aventurados os mansos e pacíficosBem aventurados os mansos e pacíficos
Bem aventurados os mansos e pacíficos
 
Cristo Consolador
Cristo ConsoladorCristo Consolador
Cristo Consolador
 
Submissão e Resignação frente a Mudanças
Submissão e Resignação frente a MudançasSubmissão e Resignação frente a Mudanças
Submissão e Resignação frente a Mudanças
 
Doenças: Uma Visão Espírita
Doenças: Uma Visão EspíritaDoenças: Uma Visão Espírita
Doenças: Uma Visão Espírita
 
O CONSOLADOR PROMETIDO
O CONSOLADOR PROMETIDOO CONSOLADOR PROMETIDO
O CONSOLADOR PROMETIDO
 
A páscoa e o espiritismo
A páscoa e o espiritismoA páscoa e o espiritismo
A páscoa e o espiritismo
 
Cap. 11 itens 8 a 10 - a lei de amor
Cap. 11   itens 8 a 10 - a lei de amor Cap. 11   itens 8 a 10 - a lei de amor
Cap. 11 itens 8 a 10 - a lei de amor
 
Reencarnação
ReencarnaçãoReencarnação
Reencarnação
 
Culto Do Evangelho No Lar
Culto  Do  Evangelho No   LarCulto  Do  Evangelho No   Lar
Culto Do Evangelho No Lar
 

Destaque

Culto do evangelho no lar
Culto do evangelho no larCulto do evangelho no lar
Culto do evangelho no largrupodepaisceb
 
Evangelho no lar
Evangelho no larEvangelho no lar
Evangelho no larbonattinho
 
Visão Espírita do Carnaval
Visão Espírita do CarnavalVisão Espírita do Carnaval
Visão Espírita do CarnavalPAN1911
 
Culto do Evangelho no lar
Culto do Evangelho no larCulto do Evangelho no lar
Culto do Evangelho no larDr. Walter Cury
 
Culto do Evangelho no Lar
Culto do Evangelho no LarCulto do Evangelho no Lar
Culto do Evangelho no LarGevluz de Luz
 
Evangelho no Lar - Educação, Compreensão, Proteção e Paz
Evangelho no Lar - Educação, Compreensão, Proteção e PazEvangelho no Lar - Educação, Compreensão, Proteção e Paz
Evangelho no Lar - Educação, Compreensão, Proteção e PazRicardo Azevedo
 
Evangelho no Lar
Evangelho no LarEvangelho no Lar
Evangelho no Larpaikachambi
 
Pedi e obtereis - O poder transformador da prece
Pedi e obtereis  - O poder transformador da prece Pedi e obtereis  - O poder transformador da prece
Pedi e obtereis - O poder transformador da prece grupodepaisceb
 
14 atividade espiritual no centro espírita
14   atividade espiritual no centro espírita14   atividade espiritual no centro espírita
14 atividade espiritual no centro espíritajcevadro
 
Oração ao centro espírita
Oração ao centro espíritaOração ao centro espírita
Oração ao centro espíritapaikachambi
 

Destaque (20)

Palestra 14 o evangelho no lar
Palestra 14 o evangelho no larPalestra 14 o evangelho no lar
Palestra 14 o evangelho no lar
 
Evangelho no lar ceak
Evangelho no lar ceakEvangelho no lar ceak
Evangelho no lar ceak
 
Agua
AguaAgua
Agua
 
Evangelho no lar
Evangelho no larEvangelho no lar
Evangelho no lar
 
Culto do evangelho no lar
Culto do evangelho no larCulto do evangelho no lar
Culto do evangelho no lar
 
Evangelho no lar
Evangelho no larEvangelho no lar
Evangelho no lar
 
Evangelho no lar
Evangelho no larEvangelho no lar
Evangelho no lar
 
Visão Espírita do Carnaval
Visão Espírita do CarnavalVisão Espírita do Carnaval
Visão Espírita do Carnaval
 
Evangelho no Lar
Evangelho no LarEvangelho no Lar
Evangelho no Lar
 
Culto do Evangelho no lar
Culto do Evangelho no larCulto do Evangelho no lar
Culto do Evangelho no lar
 
Culto do Evangelho no Lar
Culto do Evangelho no LarCulto do Evangelho no Lar
Culto do Evangelho no Lar
 
O evangelho no lar
O evangelho no larO evangelho no lar
O evangelho no lar
 
Evangelho no lar
Evangelho no larEvangelho no lar
Evangelho no lar
 
Evangelho no Lar - Educação, Compreensão, Proteção e Paz
Evangelho no Lar - Educação, Compreensão, Proteção e PazEvangelho no Lar - Educação, Compreensão, Proteção e Paz
Evangelho no Lar - Educação, Compreensão, Proteção e Paz
 
Evangelho no Lar
Evangelho no LarEvangelho no Lar
Evangelho no Lar
 
Pedi e obtereis - O poder transformador da prece
Pedi e obtereis  - O poder transformador da prece Pedi e obtereis  - O poder transformador da prece
Pedi e obtereis - O poder transformador da prece
 
14 atividade espiritual no centro espírita
14   atividade espiritual no centro espírita14   atividade espiritual no centro espírita
14 atividade espiritual no centro espírita
 
Oração ao centro espírita
Oração ao centro espíritaOração ao centro espírita
Oração ao centro espírita
 
Agua fluida e passes
Agua fluida e passesAgua fluida e passes
Agua fluida e passes
 
Evangelho no lar
Evangelho no lar Evangelho no lar
Evangelho no lar
 

Semelhante a Evangelho No Lar apoio FEB

Culto do evangelho no lar
Culto do evangelho no larCulto do evangelho no lar
Culto do evangelho no larPAULA MODESTO
 
Estudo de pais 33
Estudo de pais 33Estudo de pais 33
Estudo de pais 33Fatoze
 
Evangelização - Evangelho no Lar
Evangelização - Evangelho no LarEvangelização - Evangelho no Lar
Evangelização - Evangelho no LarAntonino Silva
 
O Evangelho no Lar2.ppt
O Evangelho no Lar2.pptO Evangelho no Lar2.ppt
O Evangelho no Lar2.pptSlvioBabu3
 
O Evangelho no Lar.ppt
O Evangelho no Lar.pptO Evangelho no Lar.ppt
O Evangelho no Lar.pptSlvioBabu3
 
Evangelho no lar.pptx
Evangelho no lar.pptxEvangelho no lar.pptx
Evangelho no lar.pptxM.R.L
 
João nunes maia ayrtes - tua casa
João nunes maia   ayrtes - tua casaJoão nunes maia   ayrtes - tua casa
João nunes maia ayrtes - tua casahavatar
 
Culto do evangelho
Culto do evangelhoCulto do evangelho
Culto do evangelhoassefrak
 
Boletim 84
Boletim 84Boletim 84
Boletim 84CEJG
 
Evangelhonolar[1]
Evangelhonolar[1]Evangelhonolar[1]
Evangelhonolar[1]Alice Lirio
 
46 fluidoterapia - evangelho no lar
46 fluidoterapia - evangelho no lar46 fluidoterapia - evangelho no lar
46 fluidoterapia - evangelho no larAntonio SSantos
 
Evang Lar
Evang LarEvang Lar
Evang Larcab3032
 
Evang Lar
Evang LarEvang Lar
Evang Larcab3032
 
Evang Lar
Evang LarEvang Lar
Evang Larcab3032
 

Semelhante a Evangelho No Lar apoio FEB (20)

Culto do evangelho no lar
Culto do evangelho no larCulto do evangelho no lar
Culto do evangelho no lar
 
O Evangelho no Lar.
O Evangelho no Lar.O Evangelho no Lar.
O Evangelho no Lar.
 
Estudo de pais 33
Estudo de pais 33Estudo de pais 33
Estudo de pais 33
 
Evangelização - Evangelho no Lar
Evangelização - Evangelho no LarEvangelização - Evangelho no Lar
Evangelização - Evangelho no Lar
 
Evangelizao
EvangelizaoEvangelizao
Evangelizao
 
O Evangelho no Lar
O Evangelho no LarO Evangelho no Lar
O Evangelho no Lar
 
Roteiro 3 evangelho no lar
Roteiro 3   evangelho no larRoteiro 3   evangelho no lar
Roteiro 3 evangelho no lar
 
O Evangelho no Lar2.ppt
O Evangelho no Lar2.pptO Evangelho no Lar2.ppt
O Evangelho no Lar2.ppt
 
O Evangelho no Lar.ppt
O Evangelho no Lar.pptO Evangelho no Lar.ppt
O Evangelho no Lar.ppt
 
Evangelho no lar.pptx
Evangelho no lar.pptxEvangelho no lar.pptx
Evangelho no lar.pptx
 
Evangelho no lar
Evangelho no larEvangelho no lar
Evangelho no lar
 
João nunes maia ayrtes - tua casa
João nunes maia   ayrtes - tua casaJoão nunes maia   ayrtes - tua casa
João nunes maia ayrtes - tua casa
 
Culto do evangelho
Culto do evangelhoCulto do evangelho
Culto do evangelho
 
Boletim 84
Boletim 84Boletim 84
Boletim 84
 
Evangelhonolar[1]
Evangelhonolar[1]Evangelhonolar[1]
Evangelhonolar[1]
 
46 fluidoterapia - evangelho no lar
46 fluidoterapia - evangelho no lar46 fluidoterapia - evangelho no lar
46 fluidoterapia - evangelho no lar
 
O evangelho no lar
O evangelho no larO evangelho no lar
O evangelho no lar
 
Evang Lar
Evang LarEvang Lar
Evang Lar
 
Evang Lar
Evang LarEvang Lar
Evang Lar
 
Evang Lar
Evang LarEvang Lar
Evang Lar
 

Mais de Fatima Carvalho

Depois da travessia - depoimentos esclarecedores
Depois da travessia -  depoimentos esclarecedores Depois da travessia -  depoimentos esclarecedores
Depois da travessia - depoimentos esclarecedores Fatima Carvalho
 
Valores do trabalho em equipe segundo a Doutrina Espírita
Valores  do trabalho em equipe segundo a Doutrina EspíritaValores  do trabalho em equipe segundo a Doutrina Espírita
Valores do trabalho em equipe segundo a Doutrina EspíritaFatima Carvalho
 
Mulheres novos rumos 2015
Mulheres novos rumos  2015Mulheres novos rumos  2015
Mulheres novos rumos 2015Fatima Carvalho
 
As mulheres no evangelho
As mulheres no evangelho As mulheres no evangelho
As mulheres no evangelho Fatima Carvalho
 
Eurípedes Barsanulfo e a Educação
Eurípedes Barsanulfo e a EducaçãoEurípedes Barsanulfo e a Educação
Eurípedes Barsanulfo e a EducaçãoFatima Carvalho
 
Libertação da sombra (Joanna de Ângelis)
Libertação da sombra (Joanna de Ângelis)Libertação da sombra (Joanna de Ângelis)
Libertação da sombra (Joanna de Ângelis)Fatima Carvalho
 
Transformacao interior e regeneracao 2013
Transformacao interior e regeneracao 2013Transformacao interior e regeneracao 2013
Transformacao interior e regeneracao 2013Fatima Carvalho
 
Superação das dificuldades final (out 2012)
Superação das dificuldades final (out 2012)Superação das dificuldades final (out 2012)
Superação das dificuldades final (out 2012)Fatima Carvalho
 
A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...
A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...
A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...Fatima Carvalho
 
Vazio existencial (Joanna Angelis) Conflitos Existenciais
Vazio existencial (Joanna Angelis) Conflitos ExistenciaisVazio existencial (Joanna Angelis) Conflitos Existenciais
Vazio existencial (Joanna Angelis) Conflitos ExistenciaisFatima Carvalho
 
Resiliência e Burnout (Teoria e Superação) parte 5
Resiliência e Burnout (Teoria e Superação) parte 5Resiliência e Burnout (Teoria e Superação) parte 5
Resiliência e Burnout (Teoria e Superação) parte 5Fatima Carvalho
 
Resiliência e Burnout (teoria e superação) parte 4
Resiliência e Burnout (teoria e superação) parte 4Resiliência e Burnout (teoria e superação) parte 4
Resiliência e Burnout (teoria e superação) parte 4Fatima Carvalho
 
Resiliência e burnout teoria e superação parte 3
Resiliência e burnout teoria e superação parte 3Resiliência e burnout teoria e superação parte 3
Resiliência e burnout teoria e superação parte 3Fatima Carvalho
 
Resiliência e burnout (teoria e superação) parte 2
Resiliência e burnout (teoria e superação) parte 2Resiliência e burnout (teoria e superação) parte 2
Resiliência e burnout (teoria e superação) parte 2Fatima Carvalho
 
Resiliência e Burnout (teoria e superacao) parte 1
Resiliência e Burnout (teoria e superacao) parte 1Resiliência e Burnout (teoria e superacao) parte 1
Resiliência e Burnout (teoria e superacao) parte 1Fatima Carvalho
 
Casimiro Cunha POESIA No Santuario Interior
Casimiro Cunha POESIA No Santuario InteriorCasimiro Cunha POESIA No Santuario Interior
Casimiro Cunha POESIA No Santuario InteriorFatima Carvalho
 
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITAO PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITAFatima Carvalho
 

Mais de Fatima Carvalho (20)

Depois da travessia - depoimentos esclarecedores
Depois da travessia -  depoimentos esclarecedores Depois da travessia -  depoimentos esclarecedores
Depois da travessia - depoimentos esclarecedores
 
Valores do trabalho em equipe segundo a Doutrina Espírita
Valores  do trabalho em equipe segundo a Doutrina EspíritaValores  do trabalho em equipe segundo a Doutrina Espírita
Valores do trabalho em equipe segundo a Doutrina Espírita
 
Mulheres novos rumos 2015
Mulheres novos rumos  2015Mulheres novos rumos  2015
Mulheres novos rumos 2015
 
As mulheres no evangelho
As mulheres no evangelho As mulheres no evangelho
As mulheres no evangelho
 
Eurípedes Barsanulfo e a Educação
Eurípedes Barsanulfo e a EducaçãoEurípedes Barsanulfo e a Educação
Eurípedes Barsanulfo e a Educação
 
A arte de ouvir 08 2015
A arte de ouvir 08 2015A arte de ouvir 08 2015
A arte de ouvir 08 2015
 
Libertação da sombra (Joanna de Ângelis)
Libertação da sombra (Joanna de Ângelis)Libertação da sombra (Joanna de Ângelis)
Libertação da sombra (Joanna de Ângelis)
 
Transformacao interior e regeneracao 2013
Transformacao interior e regeneracao 2013Transformacao interior e regeneracao 2013
Transformacao interior e regeneracao 2013
 
Superação das dificuldades final (out 2012)
Superação das dificuldades final (out 2012)Superação das dificuldades final (out 2012)
Superação das dificuldades final (out 2012)
 
A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...
A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...
A força da convicção do amparo dos benfeitores espirituais (animação só vista...
 
TODOS APRENDENDO
TODOS APRENDENDOTODOS APRENDENDO
TODOS APRENDENDO
 
Vazio existencial (Joanna Angelis) Conflitos Existenciais
Vazio existencial (Joanna Angelis) Conflitos ExistenciaisVazio existencial (Joanna Angelis) Conflitos Existenciais
Vazio existencial (Joanna Angelis) Conflitos Existenciais
 
Resiliência e Burnout (Teoria e Superação) parte 5
Resiliência e Burnout (Teoria e Superação) parte 5Resiliência e Burnout (Teoria e Superação) parte 5
Resiliência e Burnout (Teoria e Superação) parte 5
 
Resiliência e Burnout (teoria e superação) parte 4
Resiliência e Burnout (teoria e superação) parte 4Resiliência e Burnout (teoria e superação) parte 4
Resiliência e Burnout (teoria e superação) parte 4
 
Resiliência e burnout teoria e superação parte 3
Resiliência e burnout teoria e superação parte 3Resiliência e burnout teoria e superação parte 3
Resiliência e burnout teoria e superação parte 3
 
Resiliência e burnout (teoria e superação) parte 2
Resiliência e burnout (teoria e superação) parte 2Resiliência e burnout (teoria e superação) parte 2
Resiliência e burnout (teoria e superação) parte 2
 
Resiliência e Burnout (teoria e superacao) parte 1
Resiliência e Burnout (teoria e superacao) parte 1Resiliência e Burnout (teoria e superacao) parte 1
Resiliência e Burnout (teoria e superacao) parte 1
 
Casimiro Cunha POESIA No Santuario Interior
Casimiro Cunha POESIA No Santuario InteriorCasimiro Cunha POESIA No Santuario Interior
Casimiro Cunha POESIA No Santuario Interior
 
A IMPORTANCIA DA DOR
A  IMPORTANCIA DA DORA  IMPORTANCIA DA DOR
A IMPORTANCIA DA DOR
 
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITAO PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
O PAPEL SOCIAL DA CASA ESPÍRITA
 

Último

Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo DiaSérie: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo DiaDenisRocha28
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José OperárioNilson Almeida
 
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .natzarimdonorte
 
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfAS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfnatzarimdonorte
 
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).natzarimdonorte
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EMicheleRosa39
 
Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadofreivalentimpesente
 
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos  Fiéis Festa da Palavra CatequeseOração dos  Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequeseanamdp2004
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxCelso Napoleon
 
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptxA CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptxPIB Penha
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...silvana30986
 
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............Nelson Pereira
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxSebastioFerreira34
 
AULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de Deus
AULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de DeusAULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de Deus
AULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de DeusFilipeDuartedeBem
 

Último (15)

Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo DiaSérie: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário
 
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
 
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfAS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
 
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
 
Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significado
 
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos  Fiéis Festa da Palavra CatequeseOração dos  Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
 
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptxA CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
 
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.pptFluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
 
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
 
AULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de Deus
AULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de DeusAULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de Deus
AULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de Deus
 

Evangelho No Lar apoio FEB

  • 1. Organizado por: FATIMA ARAUJO DE CARVALHO CEJEN – S.J.Campos – Maio 2009 O Culto Cristão no Lar
  • 5. O que é o evangelho no lar ? É uma reunião familiar, constituída de preces, leituras evangélicas e comentários edificantes com base nos ensinamentos de Jesus.
  • 6.  
  • 8. Fazer o culto cristão no Lar é abrir as portas para o Cristo e seus Mensageiros
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13.
  • 14.
  • 15.
  • 17.
  • 18. Emmanuel destaca a importância dessa prática quando afirma: O Culto do Evangelho no lar não é uma inovação; É uma necessidade em toda parte, onde o Cristianismo lance raízes de aperfeiçoamento e sublimação. Quando o ensinamento do Mestre vibre entre as quatro paredes de um templo doméstico, os pequeninos sacrifícios tecem a felicidade comum.
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23. Pelo menos, uma vez por semana, reúne a tua família e felicita-a com o Espiritismo, criando, assim, e mantendo o culto evangélico, para que a diretriz do Mestre seja eficiente rota de amor à sabedoria em tua casa. E se desejares felicidade na Terra, incorpora-o ao teu lar, criando um clima de felicidade geral. Joanna de Ângelis Mensagem: Espiritismo no Lar
  • 24.
  • 25. Acende o sol do Evangelho em casa ! Reúne-te com os teus para orar e jamais triunfarão trevas em teu lar, em tua família, em teu coração. Joanna de Ângelis
  • 26. COMO FAZER O EVANGELHO NO LAR ?
  • 27.
  • 28.
  • 29.
  • 30.
  • 31. VISITANTES ocasionais: Explique o motivo da reunião, convidando-os a participar
  • 32. Incentivar a participação das crianças com livros apropriados para a idade
  • 33.
  • 34.
  • 35.
  • 36.
  • 37.
  • 38.
  • 39.
  • 40. Por que fazer o Evangelho no Lar ?
  • 42. Estudar o Evangelho de Jesus possibilita compreender os ensinamentos cristãos, cuja prática nos conduz ao aprimoramento moral
  • 43. Ajuda a criar em todos os lares o hábito de se reunir em família, para despertar e acentuar nos familiares, o sentimento de fraternidade
  • 44. Pelo momento de paz que o Evangelho proporciona ao Lar, pela união das criaturas, propiciando a cada um uma vivência tranquila e equilibrada
  • 45. Para higienizar o Lar com pensamentos e sentimentos elevados e favorecer a influência dos Mensageiros do bem
  • 46. Para facilitar no lar e fora dele, o amparo necessário diante das dificuldades materiais e espirituais, mantendo operantes os princípios da vigilância e da oração
  • 47. Para elevar o padrão vibratório dos componentes do Lar e contribuir com o Plano Espiritual na obtenção de um mundo melhor
  • 48. Para tornar o Evangelho conhecido, compreendido, sentido e exemplificado em todos os ambientes
  • 49. "A fartura começa no grão" Pelo Espírito Néio Lúcio - Psicografia de Francisco Cândido Xavier
  • 50. "A fartura começa no grão" Pelo Espírito Néio Lúcio Psicografia de Francisco Cândido Xavier
  • 51.
  • 52. - Simão, que faz o pescador quando se dirige para o mercado com os frutos de cada dia?
  • 53. O apóstolo pensou alguns momentos e respondeu, hesitante: - Mestre, naturalmente, escolhemos os peixes melhores. Ninguém compra os resíduos da pesca.
  • 54. - E o oleiro? que faz para atender à tarefa a que se propõe? - Certamente, Senhor redargüiu o pescador, intrigado - modela o barro, imprimindo-lhe a forma que deseja.
  • 55. O Amigo Celeste, de olhar compassivo e fulgurante, insistiu: - E como procede o carpinteiro para alcançar o trabalho que pretende?
  • 56. - O interlocutor, muito simples, informou sem vacilar: - Lavará a madeira, usará a enxó e o serrote, o martelo e o formão. De outro modo, não afeiçoará a peça bruta. Calou-se Jesus, por alguns instantes e aduziu:
  • 57. Assim, também, é o lar diante do mundo. O berço doméstico é a primeira escola e o primeiro templo da alma. A casa do homem é a legítima exportadora de caracteres para a vida comum.
  • 58.
  • 59. A paz do mundo começa sob as telhas a que nos acolhemos. Se não aprendemos a viver em paz, entre quatro paredes, como aguardar a harmonia das nações?
  • 60. Se nos não habituamos a amar o irmão mais próximo, associado à nossa luta de cada dia, como respeitar o Eterno Pai que nos parece distante?
  • 61. Jesus relanceou o olhar sobre a sala modesta, fez pequeno intervalo e continuou:
  • 62. Pedro, acendamos aqui, em torno de quantos nos procuram a assistência fraterna, uma claridade nova. A mesa de tua casa é o lar de teu pão. Nela, recebes do Senhor o alimento para cada dia.
  • 63. O Pai, que nos dá o trigo para o celeiro, através do solo, envia-nos a luz através do Céu. Se a claridade é a expansão dos raios que a constituem, a fartura começa no grão. Em razão disto, o Evangelho não foi iniciado sobre a multidão, mas sim no singelo domicílio dos pastores e dos animais.
  • 64. Simão Pedro fitou no Mestre os olhos humildes e lúcidos e, como não encontrasse palavras adequadas para explicar-se, murmurou, tímido: - Mestre, seja feito como desejas.
  • 65. Então Jesus, convidando os familiares do apóstolo à palestra edificante e à meditação elevada, desenrolou os escritos da sabedoria e abriu, na Terra, o primeiro culto cristão do lar .
  • 66.