Aul aharmonizacao

1.626 visualizações

Publicada em

Publicada em: Diversão e humor
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.626
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
592
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
111
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aul aharmonizacao

  1. 1. AULA DE HARMONIZAÇÃO ESPAÇO GOURMET GASTRONOMIA
  2. 2. A CERVEJA
  3. 3. INGREDIENTES A cerveja é, basicamente, formada pela junção de 4 ingredientes. • Água • Malte • Lúpulo • Levedura Durante o processo de fabricaç ão, esses 4 ingredientes passam por algumas etapas. 1- Brassagem 2- Recirculação 3- Fervura (adição do lúpulo) 4- Resfriamento (adição da levedura) 5- Fermentação 6- Maturação
  4. 4. FAMÍLIAS As cervejas são classificadas por estilos e famílias. As principais são: 1- Ales Cervejas de alta fermentação, ou seja, a levedura utilizada trabalha em temperaturas mais altas, em torno de 15 a 25 graus Celsius durante 3 a 7 dias. Trabalham na parte superior dos barris de fermentação. Produzem aromas mais frutados e, em alguns casos, condimentados 2- Lagers Cervejas de baixa fermentação, ou seja, a levedura trabalha em temperaturas mais baixas, variando entre 5 a 15 graus Celsius durante aproximadamente 15 dias. Diferente das Ales, esta levedura trabalha na parte de baixo dos barris de fermentação 3- Lambics Cervejas de fermentação espontânea, ou seja, a fermentação ocorre a partir de leveduras e bactérias presentes no ambiente. As leveduras se concentram na superfície. O processo dura de 1 a 2 anos a temperatura ambiente.
  5. 5. DEGUSTAÇÃO
  6. 6. DEGUSTAÇÃO <ul><li>Uma sessão de degustação deve seguir alguns procedimentos básicos. </li></ul><ul><li>• Copos adequados. </li></ul><ul><li>• Respeitar a temperatura de cada estilo de cerveja. </li></ul><ul><li>• O clima seja descontraído, sem exigências de formalidade . </li></ul>
  7. 7. DEGUSTAÇÃO <ul><li>Os copos </li></ul>Cervejas Ales : Possuem aromas frutados , às vezes floral. Por essa razão devem ser servidas em copos que possam capturar o buquê de aromas. Por isso é desejável copos coma boca larga. Pint Goblet ou Cálice Weiss
  8. 8. Cervejas Lagers : Para apreciar a espuma, clareza e a transparência desse estilo,os copos mais indicados são maiores e retos. Os copos Caldereta Caneco Lager DEGUSTAÇÃO
  9. 9. DEGUSTAÇÃO <ul><li>Durante a degustação devem ser observados os seguintes aspectos: </li></ul><ul><li>Aparência </li></ul><ul><li>• Deve-se conferir a cor, a transparência e a espuma. </li></ul><ul><li>• Deve-se colocar o copo contra a luz para verificar a cor e se o líquido </li></ul><ul><li>é transparente. </li></ul><ul><li>• Se não for transparente, é necessário saber se é uma cerveja não </li></ul><ul><li>filtrada; caso contrário, isso é indicação de problemas de estabilidade </li></ul><ul><li>físico-química (turbidez a frio) ou até mesmo contaminação </li></ul><ul><li>microbiológica. </li></ul><ul><li>• Verificar se existe resíduos no copo ou garrafa. Pode ser restos de </li></ul><ul><li>fermento, o que é aceitável na cerveja com refermentação na garrafa. </li></ul>
  10. 10. DEGUSTAÇÃO Aroma • Deve-se cheirar a bebida tão logo tenha sido colocada no copo. • É preciso prestar atenção no primeiro aroma percebido, pois é o mais rico. • Tentar identificar os principais aromas característicos como: malte, lúpulo, tostados, frutados e temperos.
  11. 11. DEGUSTAÇÃO Ao beber • Retenha o primeiro gole na boca, de forma que a cerveja entre em contato com toda a superfície da língua. • Tente perceber a essência da cerveja, formada pela união do malte com o lúpulo que levam 80% da característica da cerveja. • Deve-se sentir a carbonatação, a sensação descrita por muitos beersomelier como “crocante”. • A presença do álcool, percebida pelo leve calor na língua e no céu da boca.
  12. 12. DEGUSTAÇÃO Ao engolir • As últimas impressões da degustação são conhecidas com “FINAL”. • A sensação deve ser de agradável saciedade e prazer. • O amargor e os sabores remanescentes, chamados retrogosto, devem completar a experiência gustativa.
  13. 13. HARMONIZAÇÃO
  14. 14. HARMONIZAÇÃO Na experiência gastronômica todos os sentidos são envolvidos. Tudo ao redor conspira a favor ou contra: • O ambiente • A HarmonizaSOM • A companhia • Os pratos • E a qualidade dos ingredientes
  15. 15. HARMONIZAÇÃO Existem algumas sugestões básicas para se combinar cerveja e comida. • Por semelhança Pratos e cervejas com elementos comuns de doçura, acidez, torrados, frutados, herbais, cores, entre outros. • Por contraste Pratos e cervejas com elementos contratantes como doçura e amargor, acidez e doçura, refrescância e picância, claro e escuro,leveza e robustez, etc.
  16. 16. Agora é a sua vez. Escolha o seu estilo de cerveja preferido, boas receitas E, claro, as pessoas que você mais ama faça a sua sessão de Harmonização ou harmonizaSOM. Afinal, como disse Vinicius de Moraes: “Nunca vi boa amizade nascer em leiteria”. Saúde FIM

×