2a lei de mendel

20.814 visualizações

Publicada em

2ª lei de Mendel

0 comentários
7 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
20.814
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
237
Comentários
0
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2a lei de mendel

  1. 1. Segunda Lei de Mendel Em linhagens estatísticas, os novos estudos de Mendel tinham como objetivo conhecer as chances de ocorrência de dois eventos independentes. Para isso selecionava exemplares de ervilhas puras quanto a duas características: a cor e a superfície das sementes. Sabendo que, quanto a primeira característica, as sementes das ervilhas podem ser amarelas ou verdes, e quanto à segunda, podem ser lisas ou rugosas.
  2. 2. Assim, Mendel cruzou ervilhas cujas sementes eram amarelas e lisas com ervilhas que eram verdes e rugosas, que são características dominantes e recessivas, respectivamente. (P): Amarelas (VV) e lisas (RR) X Verdes (vv) e rugosas (rr) Gametas: VVRR e vvrr A geração F1 desse cruzamento produziu 100% de ervilhas com sementes amarelas e lisas. (F1): Amarelas e lisas VvRr
  3. 3. Como nos experimentos anteriores, Mendel deixou que as plantas de F1 se autofecundassem, dando origem a geração F2. Desta forma, foram obtidas plantas de sementes com as seguintes proporções fenotípicas: <ul><ul><li>9/ 16 amarelas lisas; </li></ul></ul><ul><ul><li>3/ 16 amarelas rugosas; </li></ul></ul><ul><ul><li>3/ 16 verdes lisas; </li></ul></ul><ul><ul><li>1/ 16 verdes rugosas. </li></ul></ul>
  4. 4. Mendel concluiu então que, na formação dos gametas, os fatores responsáveis por dois ou mais caracteres distribuíam-se independentemente, permitindo um maior número de combinações. Dessa forma, num determinado gameta, o gen dominante V poderia estar acompanhado tanto do gen dominante R quanto o gene recessivo r . Num cruzamento, os diferentes tipos de gametas masculinos e femininos poderiam unir-se aleatoriamente. Dessas uniões, resultariam indivíduos com características iguais e distintas dos pais. Analise o quadro:
  5. 5. VR Vr vR vr VR Vr vR vr VVRR VVRr VvRR VvRr VVRr VVrr VvRr Vvrr VvRR VvRr vvRR vvRr VvRr Vvrr vvRr vvrr Gametas: VvRr x VvRr (autofecundação)
  6. 6. Proporções genotípicas 1/ 16 VVRR 2/ 16 VVRr 1/ 16 VVrr 2/ 16 VvRR 4/ 16 VvRr 2/ 16 Vvrr 1/ 16 vvRR 2/ 16 vvRv 1/ 16 vvrr Características fenotípicas Amarela lisa Amarela lisa Amarela rugosa Amarela lisa Amarela lisa Amarela rugosa Verde lisa Verde lisa Verde rugosa
  7. 7. A partir desses dados foi enunciado a Segunda Lei de Mendel, também conhecida como Lei da Segregação Independente. “ Na herança de dois ou mais caracteres, a distribuição dos fatores, segregados na formação dos gametas, acontece de forma independente, de acordo com todas as combinações possíveis”.
  8. 8. Determinando o número e tipo de gametas na segregação independente Para saber os tipos de gametas formados por um indivíduo com pares homólogos é utilizado o método das ramificações: Quais os tipos de gametas formados por um indivíduo AaBb? A => B ===>AB => b ===> Ab a => B===> aB => b ===> ab
  9. 9. Quais os tipos de gametas formados por um indivíduo AabbCc? A==> b ==> C ======> AbC ==> c ======> Abc a ==> b ===> C =====> abC ===> c =====> abc
  10. 10. Número de gametas Quando se deseja saber apenas o número de tipos diferentes de gametas, pode-se utilizar a seguinte fórmula: 2 n , onde n é o número de pares em heterozigoze. Exemplos: 1) AaBb ==> n=2 ====> 2 2 = 4 2) AabbCc ===> n=2 ===> 2 2 = 4 3) AaBbCc ===> n=3 ===> 2 3 = 8 4) AAbbCCddEe ===> n=1 ==> 2 1 = 2 5) aaBBCCDDEE ===> n=0 ===> 2 0 = 1
  11. 11. Exercícios <ul><ul><ul><li>01) Determine as proporções genotípicas dos cruzamentos: </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>a) AABB x AABB </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>b) aabb x aabb </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>c) AABB x aabb </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>d) AaBb x AaBb </li></ul></ul></ul><ul><li>e) AaBb x aabb </li></ul>
  12. 12. 02) Quais os genótipos podem ser encontrados entre os filhos de um casal com genótipo AaBBCc e aabbcc? <ul><ul><ul><li>03) Um casal tem os seguintes genótipos: homem – AaBbCC, mulher – aaBbcc. Qual a probabilidade desse casal ter um filho portador dos genes bb? </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>04) De acordo com a Segunda Lei de Mendel, qual é a proporção esperada de homozigotos dominantes na descendência de dois duplos heterozigotos? </li></ul></ul></ul>
  13. 13. 05) Na espécie humana, a sensibilidade ao PTC (feniltiocarbamida) é devido a um gene dominante I e a insensibilidade pelo alelo recessivo i ; a habilidade para o uso da mão direita (destro) é condicionada por um gene dominante E ; a habilidade para o uso da mão esquerda (canhoto), pelo alelo recessivo e . Um homem destro, sensível ao PTC, cujo pai era canhoto e insensível ao PTC, casa-se com uma mulher canhota e sensível ao PTC, cujo pai era insensível ao PTC. Qual a probalidade de o casal ter uma menina destra e sensível?
  14. 14. 06) Do casamento entre uma mulher albina com cabelos crespos e um homem normal de cabelos crespos, cuja a mãe é albina, nasceram duas crianças, uma de cabelos crespos e a outra de cabelo liso. A probabilidade de que uma terceira criança seja albina com cabelos crespos será?
  15. 15. 07) Os genes A, B , e C são dominantes sobre alelos a, b e c . Do cruzamento entre indivíduos heterozigotos para os três pares de genes, qual a probabilidade de aparecimento de um indivíduo com caráter recessivo para os três pares de genes?
  16. 16. 08) De acordo com a segunda lei de Mendel, se dois indivíduos de genótipo TtRrSs forem cruzados, qual será a proporção de descendentes de genótipos ttRrSS.
  17. 17. 09) Em planta de tomates, folhas lisas (l) são recessivas em relação a folhas recortadas (L) e a forma anã (a) é recessiva em relação à normal (A). Qual a proporção dos fenótipos dos descendentes do cruzamento de plantas AALl?
  18. 18. 10) Do cruzamento de um diíbrido (AaBb) com um duplamente homozigoto (aabb), resultaram 160 descendentes. Qual a proporção esperada de descendentes com o genótipo igual ao do pai (diíbrido)?

×