SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Baixar para ler offline
Biologia 12
Carla Carrasco
1
Problemas de Genética
1. Um casal, cujo homem tem sangue tipo A Rh+
e a mulher O Rh-
, teve o primeiro filho com tipo sanguíneo O Rh-
. A
probabilidade de um segundo filho ter o mesmo genótipo do primeiro é de
a) 0%.
b) 25%.
c) 50%.
d) 75%.
e) 100%.
2. Um organismo diploide, com o genótipo AaBBCCDDEE, poderá produzir quantos tipos geneticamente distintos de
gametas?
a) 2
b) 4
c) 8
d) 16
e) 32
3. Em tomateiros, a cor do hipocótilo púrpura é condicionada por um alelo dominante e a cor verde, pelo alelo
recessivo; a folha recortada é determinada por um alelo dominante e a lisa, pelo alelo recessivo. Esses genes estão
localizados em cromossomos que se segregam independentemente. Através do intercruzamento de plantas duplo-
heterozigóticas, foram obtidos 480 descendentes. Dentre esses, o número esperado de indivíduos com hipocótilo
púrpura e folhas lisas é
a) 30.
c) 160.
e) 270.
b) 90.
d) 240.
4. Um homem albino com sangue tipo AB casou-se com uma mulher normal também com sangue tipo AB. O casal
pretende ter filhos. Qual a probabilidade de nascer uma criança albina do sexo masculino e com tipo sanguíneo AB,
sabendo-se que a mãe é normal heterozigótica para albinismo?
a)1/8
b) 1/4
c) 1/2
d)1/12
e)1/16
Biologia 12
Carla Carrasco
2
5. Em determinada raça animal, a cor preta é determinada pelo alelo dominante M e a marrom pelo alelo m, o alelo
B condiciona padrão uniforme e o b, presença de manchas brancas. Esses dois pares de alelos autossómicos segregam-
se independentemente. A partir do cruzamento Mmbb X mmBb, a probabilidade de nascer um filhote marrom com
manchas é
a) 1/16.
b) 3/16.
c) 1/4.
d) 1/2.
e) 3/4.
6. Plantas com flores púrpuras foram cruzadas com plantas com flores brancas e produziram, na geração F1, 100% de
plantas com flores de coloração rosa-médio. A F1 é heterozigótica, diferentemente dos progenitores, que são
homozigóticos. Do cruzamento das plantas F1 entre si, foi obtida uma F2 com a distribuição fenotípica mendeliana
ilustrada na figura. Os indivíduos F2 com flores rosa-médio têm genótipo:
a) AABB.
b) aaBb.
c) BbAA.
d) Aabb.
e) AaBb.
7. Dona Maria tem tipo sanguíneo B, Rh-
, MN; e, ao casar-se com o senhor João, gerou uma criança com sangue tipo
O, Rh+
, M. Determine a(s) alternativa(s) que indica(m) a(s) possibilidade(s) de tipo(s) sanguíneo(s) do senhor João.
a) AB, Rh+
, MN
b) AB, Rh-
, MN
c) O, Rh+
, N
d) B, Rh+
, M
e) O, Rh-
, MN
f) B, Rh-
, M
Biologia 12
Carla Carrasco
3
8. Sessenta células de um animal, com a constituição representada na figura, sofrem meiose.
São esperados, apresentando a constituição ABC,
a) 30 espermatozoides.
b) 60 espermatozoides.
c) 90 espermatozoides.
d) 120 espermatozoides.
e) 180 espermatozoides.
9. Suponha um organismo diploide, 2n = 4, e a existência de um gene A em um dos pares de cromossomos homólogos
e de um gene B no outro par de homólogos. Um indivíduo heterozigótico para os dois genes formará
a) 2 tipos de gametas na proporção 1 : 1.
b) 2 tipos de gametas na proporção 3 : 1.
c) 4 tipos de gametas nas proporções 9 : 3 : 3 : 1.
d) 4 tipos de gametas nas proporções 1 : 1 : 1 : 1.
e) 4 tipos de gametas na proporção 1 : 2 : 1.
10. Em ervilhas, os genes que determinam sementes lisas e amarelas são dominantes em relação aos genes que
determinam sementes rugosas e verdes. Considere uma planta de sementes lisas e amarelas, diíbrida. Qual das
alternativas apresenta a percentagem de gametas produzidos por essa planta com pelo menos um gene dominante?
a) zero
b) 75%
c) 50%
d) 12,5%
e) 25%
Biologia 12
Carla Carrasco
4
11. A análise de 4 genes autossômicos, cada um com um par de alelos, permitiu constatar que Janaína tem o genótipo
AAbbCCDD e Pedro tem o genótipo aaBBccDD. Para estes 4 genes, quantos tipos diferentes de gametas poderia
produzir o filho de Janaína e Pedro?
a) 4
b) 8
c) 16
d) 32
e) 64
12. Em cães, latir ou não latir durante a corrida são características definidas por um par de genes alélicos. O mesmo
ocorre para os caracteres orelhas eretas ou orelhas caídas. Latir enquanto corre e possuir orelhas eretas são
características dominantes, enquanto não latir durante a corrida e possuir orelhas caídas são recessivas
Considere o cruzamento entre um casal de cães heterozigotos para ambos os pares de alelos. Neste caso, a
probabilidade de que nasçam filhotes que latem enquanto correm e que possuem orelhas caídas é, aproximadamente,
de
a) 6,2%.
b) 18,7%.
c) 31,2%.
d) 43,7%.
13. Epistasia é o fenômeno em que um gene (chamado epistático) inibe a ação de outro que não é seu alelo (chamado
hipostático). Em ratos, o alelo dominante B determina cor de pelo acinzentada, enquanto o genótipo homozigoto bb
define cor preta. Em outro cromossomo, um segundo lócus afeta uma etapa inicial na formação dos pigmentos dos
pelos. O alelo dominante A nesse lócus possibilita o desenvolvimento normal da cor (como definido pelos genótipos
B_ ou bb), mas o genótipo aa bloqueia toda a produção de pigmentos e o rato torna-se albino. Considerando os
descendentes do cruzamento de dois ratos, ambos com genótipo AaBb, os filhotes de cor preta poderão apresentar
genótipos:
a) Aabb e AAbb.
b) Aabb e aabb.
c) AAbb e aabb.
d) AABB e Aabb.
e) aaBB, AaBB e aabb.
Biologia 12
Carla Carrasco
5
14. A altura de uma certa espécie de planta é determinada por dois pares de genes A e B e seus respetivos alelos a e
b. Os alelos A e B apresentam efeito aditivo e, quando presentes, cada alelo acrescenta à planta 0,15 m. Verificou-se
que plantas desta espécie variam de 1,00 m a 1,60 m de altura.
Cruzando-se plantas AaBB com aabb pode-se prever que, entre os descendentes,
a) 100% terão 1,30 m de altura.
b) 75% terão 1,30 m e 25% terão 1,45 m de altura.
c) 25% terão 1,00 m e 75% terão 1,60 m de altura.
d) 50% terão 1,15 m e 50% terão 1,30 m de altura.
e) 25% terão 1,15 m, 25% 1,30 m, 25% 1,45 m e 25% 1,60 m de altura.
15. Observe a figura.
A figura representa a
a) mitose e explica a separação dos cromossomos durante a divisão.
b) meiose e explica a segregação independente dos genes previstos pela segunda lei de Mendel.
c) mitose e explica a segregação dos genes demonstrando a dominância e a recessividade.
d) meiose, que é um processo de formação de gâmetas, mas que não tem nenhuma relação com as leis de Mendel.
e) mitose, que é um processo de divisão celular mas que não tem nenhuma relação com as leis de Mendel.
Biologia 12
Carla Carrasco
6
16. Considere quatro pares de genes que segregam de maneira independente. Nessas condições, um indivíduo que
apresente o genótipo AaBBCcDDproduzirá gametas ABCD com a frequência de
a) 75%.
b) 50%.
c) 25%.
d) 12%.
e) 6,25%.
17. Observe a tabela a seguir, que mostra parte dos resultados dos experimentos de Mendel, realizados com ervilhas.
De acordo com a tabela, responda:
a) Por que na geração F1 não foram encontradas sementes rugosas ou verdes?
b) O que são os fatores hereditários referidos por Mendel e onde estão situados?
c) Faça um diagrama de cruzamento para exemplificar as proporções fenotípicas encontradas na geração F2,
utilizando qualquer uma das características apresentadas na tabela.
Biologia 12
Carla Carrasco
7
18. Em cobaias, a cor preta é condicionada pelo alelo dominante D e a cor marrom, pelo alelo recessivo d. Em um
outro cromossomo, localiza-se o gene responsável pelo padrão da coloração: o alelo dominante M determina padrão
uniforme (uma única cor) e o alelo recessivo m, o padrão malhado (preto / branco ou marrom / branco). O cruzamento
de um macho de cor preta uniforme com uma fêmea de cor marrom uniforme produz uma ninhada de oito filhotes: 3
de cor preta uniforme, 3 de cor marrom uniforme, 1 preto e branco e 1 marrom e branco.
a) Quais os genótipos dos pais?
b) Se o filho preto e branco for cruzado com uma fêmea cujo genótipo é igual ao da mãe dele, qual a proporção
esperada de descendentes iguais a ele?
19. Considere duas linhagens homozigotas de plantas, uma com caule longo e frutos ovais e outra com caule curto e
frutos redondos. Os genes para comprimento do caule e forma do fruto segregam-se independentemente. O alelo que
determina caule longo é dominante, assim como o alelo para fruto redondo.
a) De que forma podem ser obtidas plantas com caule curto e frutos ovais a partir das linhagens originais? Explique
indicando o(s) cruzamento(s). Utilize as letras A, a para comprimento do caule e B, b para forma dos frutos.
b) Em que proporção essas plantas de caule curto e frutos ovais serão obtidas?
Biologia 12
Carla Carrasco
8
20. As três cores de pelagem de cães labradores (preta, marrom e dourada) são condicionadas pela interação de dois
genes autossómicos, cada um deles com dois alelos: Ee e Bb. Os cães homozigóticos recessivos ee não depositam
pigmentos nos pelos e apresentam, por isso, pelagem dourada. Já os cães com genótipos EE ou Ee apresentam
pigmento nos pelos, que pode ser preto ou marrom, dependendo do outro gene: os cães homozigóticos recessivos bb
apresentam pelagem marrom, enquanto os com genótipos BB ou Bb apresentam pelagem preta. Um labrador macho,
com pelagem dourada, foi cruzado com uma fêmea preta e com uma fêmea marrom. Em ambos os cruzamentos,
foram produzidos descendentes dourados, pretos e marrons.
a) Qual é o genótipo do macho dourado, quanto aos dois genes mencionados?
b) Que tipos de gameta e em que proporção esse macho os forma?
c) Qual é o genótipo da fêmea preta?
d) Qual é o genótipo da fêmea marrom?
21. Em uma espécie de bromélia, as flores podem apresentar as seguintes cores: vermelha, branca ou lilás. A cor
branca é condicionada por um gene (a) que, na condição homozigota, impede a produção de pigmentos pela planta.
O alelo dominante A, por sua vez, determina a produção de pigmento, que, dependendo da condição de outro par de
genes, pode ser vermelho ou lilás. Para a determinação da cor do pigmento, tem-se o gene B (dominante), que
determina a cor vermelha, e o gene b (recessivo), que determina a cor lilás.
Responda:
a) Qual é a proporção fenotípica esperada na descendência de duas plantas heterozigotas para os dois pares de genes?
b) Qual é o tipo de interação existente entre os dois pares de genes apresentados no problema?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Exercícios complementares genética 2012
Exercícios complementares genética 2012Exercícios complementares genética 2012
Exercícios complementares genética 2012colegioitatiba
 
Ficha estudo heredograma - exercícios
Ficha estudo   heredograma - exercíciosFicha estudo   heredograma - exercícios
Ficha estudo heredograma - exercíciosPaulo Coqueiro
 
Exercícios de genética
Exercícios de genéticaExercícios de genética
Exercícios de genéticaCarla Carrasco
 
Treinamento genética i
Treinamento genética iTreinamento genética i
Treinamento genética iemanuel
 
Lista 2 exercicios_genetica_ com resposta
Lista  2 exercicios_genetica_ com respostaLista  2 exercicios_genetica_ com resposta
Lista 2 exercicios_genetica_ com respostaIonara Urrutia Moura
 
Biologia herança quantitativa
Biologia herança quantitativa Biologia herança quantitativa
Biologia herança quantitativa Carlos Magno Braga
 
Exercicio de genetica
Exercicio de geneticaExercicio de genetica
Exercicio de geneticaEstude Mais
 
2. extensões das leis de mendel
2. extensões das leis de mendel2. extensões das leis de mendel
2. extensões das leis de mendelAna Paula Ribeiro
 
Lista exercicios genética maio_respondida
Lista  exercicios  genética maio_respondidaLista  exercicios  genética maio_respondida
Lista exercicios genética maio_respondidaIonara Urrutia Moura
 
Atividade 2ºano genética 2012
Atividade 2ºano   genética 2012Atividade 2ºano   genética 2012
Atividade 2ºano genética 2012colegioitatiba
 
Cromossomas e mutações
Cromossomas e mutaçõesCromossomas e mutações
Cromossomas e mutaçõesCarla Carrasco
 

Mais procurados (17)

Lista maio 2012 respondida
Lista maio 2012 respondidaLista maio 2012 respondida
Lista maio 2012 respondida
 
Lista heranca-sexual
Lista heranca-sexualLista heranca-sexual
Lista heranca-sexual
 
Exercícios complementares genética 2012
Exercícios complementares genética 2012Exercícios complementares genética 2012
Exercícios complementares genética 2012
 
Ficha estudo heredograma - exercícios
Ficha estudo   heredograma - exercíciosFicha estudo   heredograma - exercícios
Ficha estudo heredograma - exercícios
 
Exercícios de genética 3º
Exercícios de genética 3ºExercícios de genética 3º
Exercícios de genética 3º
 
Exercícios de genética
Exercícios de genéticaExercícios de genética
Exercícios de genética
 
Treinamento genética i
Treinamento genética iTreinamento genética i
Treinamento genética i
 
Genética
GenéticaGenética
Genética
 
Lista 2 exercicios_genetica_ com resposta
Lista  2 exercicios_genetica_ com respostaLista  2 exercicios_genetica_ com resposta
Lista 2 exercicios_genetica_ com resposta
 
Biologia herança quantitativa
Biologia herança quantitativa Biologia herança quantitativa
Biologia herança quantitativa
 
Exercicio de genetica
Exercicio de geneticaExercicio de genetica
Exercicio de genetica
 
2. extensões das leis de mendel
2. extensões das leis de mendel2. extensões das leis de mendel
2. extensões das leis de mendel
 
Lista exercicios genética maio_respondida
Lista  exercicios  genética maio_respondidaLista  exercicios  genética maio_respondida
Lista exercicios genética maio_respondida
 
Genética 1º ano Médio
Genética 1º ano MédioGenética 1º ano Médio
Genética 1º ano Médio
 
Atividade 2ºano genética 2012
Atividade 2ºano   genética 2012Atividade 2ºano   genética 2012
Atividade 2ºano genética 2012
 
Cromossomas e mutações
Cromossomas e mutaçõesCromossomas e mutações
Cromossomas e mutações
 
Lista de genética resolvida
Lista  de genética resolvidaLista  de genética resolvida
Lista de genética resolvida
 

Semelhante a Problemas de Genética e Herança Mendeliana

Lista maio 2012 respondida - vários assuntos de genética.
Lista maio 2012 respondida - vários assuntos de genética.Lista maio 2012 respondida - vários assuntos de genética.
Lista maio 2012 respondida - vários assuntos de genética.Ionara Urrutia Moura
 
8 ano exercicio fundamentos_de_genetica
8 ano exercicio fundamentos_de_genetica8 ano exercicio fundamentos_de_genetica
8 ano exercicio fundamentos_de_geneticaNathalia Pietrani
 
Exercícios genética 4
Exercícios genética 4Exercícios genética 4
Exercícios genética 4Carla Carrasco
 
Lista maio2012 sem respostas final
Lista maio2012 sem respostas finalLista maio2012 sem respostas final
Lista maio2012 sem respostas finalIonara Urrutia Moura
 
PARA 3S_ LISTA COMPLETA DE EXERCÍCIOS DE GENÉTICA _ COM RESPOSTA
PARA 3S_ LISTA COMPLETA DE  EXERCÍCIOS DE GENÉTICA _ COM RESPOSTAPARA 3S_ LISTA COMPLETA DE  EXERCÍCIOS DE GENÉTICA _ COM RESPOSTA
PARA 3S_ LISTA COMPLETA DE EXERCÍCIOS DE GENÉTICA _ COM RESPOSTAIonara Urrutia Moura
 
Lista2exerciciosgeneticacomresposta
Lista2exerciciosgeneticacomresposta Lista2exerciciosgeneticacomresposta
Lista2exerciciosgeneticacomresposta CotucaAmbiental
 
Lista 2 exercicios_genetica_ com resposta
Lista  2 exercicios_genetica_ com respostaLista  2 exercicios_genetica_ com resposta
Lista 2 exercicios_genetica_ com respostaCotucaAmbiental
 
3S_ exercicios genetica com resposta
3S_ exercicios genetica  com resposta3S_ exercicios genetica  com resposta
3S_ exercicios genetica com respostaIonara Urrutia Moura
 
Polialelia e dominância incompleta.
Polialelia e dominância incompleta.Polialelia e dominância incompleta.
Polialelia e dominância incompleta.Claudete Carvalho
 
Ficha de trabalho hereditariedade
Ficha de trabalho hereditariedadeFicha de trabalho hereditariedade
Ficha de trabalho hereditariedadejoseeira
 
Lista exercicios genética maio_respondida
Lista  exercicios  genética maio_respondidaLista  exercicios  genética maio_respondida
Lista exercicios genética maio_respondidaIonara Urrutia Moura
 
Exercícios de genética – 2ª lei de mendel
Exercícios de genética – 2ª lei de mendelExercícios de genética – 2ª lei de mendel
Exercícios de genética – 2ª lei de mendelCarla Carrasco
 
3s interações gênicas setembro 2014
3s interações gênicas  setembro 20143s interações gênicas  setembro 2014
3s interações gênicas setembro 2014Ionara Urrutia Moura
 

Semelhante a Problemas de Genética e Herança Mendeliana (20)

3S_ Lista maio 2014respondida
3S_ Lista maio 2014respondida 3S_ Lista maio 2014respondida
3S_ Lista maio 2014respondida
 
Lista maio 2012 respondida - vários assuntos de genética.
Lista maio 2012 respondida - vários assuntos de genética.Lista maio 2012 respondida - vários assuntos de genética.
Lista maio 2012 respondida - vários assuntos de genética.
 
3 eletro para imprimir_
3 eletro para imprimir_3 eletro para imprimir_
3 eletro para imprimir_
 
Genetica -1ª lei de mendel
Genetica -1ª lei de mendelGenetica -1ª lei de mendel
Genetica -1ª lei de mendel
 
8 ano exercicio fundamentos_de_genetica
8 ano exercicio fundamentos_de_genetica8 ano exercicio fundamentos_de_genetica
8 ano exercicio fundamentos_de_genetica
 
Exercícios genética 4
Exercícios genética 4Exercícios genética 4
Exercícios genética 4
 
Lista maio2012 sem respostas final
Lista maio2012 sem respostas finalLista maio2012 sem respostas final
Lista maio2012 sem respostas final
 
PARA 3S_ LISTA COMPLETA DE EXERCÍCIOS DE GENÉTICA _ COM RESPOSTA
PARA 3S_ LISTA COMPLETA DE  EXERCÍCIOS DE GENÉTICA _ COM RESPOSTAPARA 3S_ LISTA COMPLETA DE  EXERCÍCIOS DE GENÉTICA _ COM RESPOSTA
PARA 3S_ LISTA COMPLETA DE EXERCÍCIOS DE GENÉTICA _ COM RESPOSTA
 
Lista2exerciciosgeneticacomresposta
Lista2exerciciosgeneticacomresposta Lista2exerciciosgeneticacomresposta
Lista2exerciciosgeneticacomresposta
 
Lista 2 exercicios_genetica_ com resposta
Lista  2 exercicios_genetica_ com respostaLista  2 exercicios_genetica_ com resposta
Lista 2 exercicios_genetica_ com resposta
 
3S_ exercicios genetica com resposta
3S_ exercicios genetica  com resposta3S_ exercicios genetica  com resposta
3S_ exercicios genetica com resposta
 
Polialelia e dominância incompleta.
Polialelia e dominância incompleta.Polialelia e dominância incompleta.
Polialelia e dominância incompleta.
 
Ficha de trabalho hereditariedade
Ficha de trabalho hereditariedadeFicha de trabalho hereditariedade
Ficha de trabalho hereditariedade
 
Testes de genética prof. poty
Testes de genética   prof. potyTestes de genética   prof. poty
Testes de genética prof. poty
 
Genética - Aula 2
Genética - Aula 2Genética - Aula 2
Genética - Aula 2
 
Lista exercicios genética maio_respondida
Lista  exercicios  genética maio_respondidaLista  exercicios  genética maio_respondida
Lista exercicios genética maio_respondida
 
Lista de genética
Lista de genéticaLista de genética
Lista de genética
 
Exercícios de genética – 2ª lei de mendel
Exercícios de genética – 2ª lei de mendelExercícios de genética – 2ª lei de mendel
Exercícios de genética – 2ª lei de mendel
 
3s interações gênicas setembro 2014
3s interações gênicas  setembro 20143s interações gênicas  setembro 2014
3s interações gênicas setembro 2014
 
A segunda lei de mendel
A segunda lei de mendelA segunda lei de mendel
A segunda lei de mendel
 

Mais de Carla Carrasco

3) Obtenção de Matéria pelos Seres Heterotróficos e Autotróficos.pdf
3) Obtenção de Matéria pelos Seres Heterotróficos e Autotróficos.pdf3) Obtenção de Matéria pelos Seres Heterotróficos e Autotróficos.pdf
3) Obtenção de Matéria pelos Seres Heterotróficos e Autotróficos.pdfCarla Carrasco
 
2)A célula-Estrutura e Função.pdf
2)A célula-Estrutura e Função.pdf2)A célula-Estrutura e Função.pdf
2)A célula-Estrutura e Função.pdfCarla Carrasco
 
1)Diversidade na Biosfera.pdf
1)Diversidade na Biosfera.pdf1)Diversidade na Biosfera.pdf
1)Diversidade na Biosfera.pdfCarla Carrasco
 
Regulação e alteração do material genético. fundamentos de engenharia genética
Regulação e alteração do material genético. fundamentos de engenharia genéticaRegulação e alteração do material genético. fundamentos de engenharia genética
Regulação e alteração do material genético. fundamentos de engenharia genéticaCarla Carrasco
 
Exercícios de mutações e técnicas de engenharia genética
Exercícios de mutações e técnicas de engenharia genéticaExercícios de mutações e técnicas de engenharia genética
Exercícios de mutações e técnicas de engenharia genéticaCarla Carrasco
 
Exercícios de genética – mutações génicas
Exercícios de genética – mutações génicasExercícios de genética – mutações génicas
Exercícios de genética – mutações génicasCarla Carrasco
 
Exercícios de genética – 1ª lei de mendel
Exercícios de genética – 1ª lei de mendelExercícios de genética – 1ª lei de mendel
Exercícios de genética – 1ª lei de mendelCarla Carrasco
 

Mais de Carla Carrasco (8)

3) Obtenção de Matéria pelos Seres Heterotróficos e Autotróficos.pdf
3) Obtenção de Matéria pelos Seres Heterotróficos e Autotróficos.pdf3) Obtenção de Matéria pelos Seres Heterotróficos e Autotróficos.pdf
3) Obtenção de Matéria pelos Seres Heterotróficos e Autotróficos.pdf
 
2)A célula-Estrutura e Função.pdf
2)A célula-Estrutura e Função.pdf2)A célula-Estrutura e Função.pdf
2)A célula-Estrutura e Função.pdf
 
1)Diversidade na Biosfera.pdf
1)Diversidade na Biosfera.pdf1)Diversidade na Biosfera.pdf
1)Diversidade na Biosfera.pdf
 
Regulação e alteração do material genético. fundamentos de engenharia genética
Regulação e alteração do material genético. fundamentos de engenharia genéticaRegulação e alteração do material genético. fundamentos de engenharia genética
Regulação e alteração do material genético. fundamentos de engenharia genética
 
Exercícios de mutações e técnicas de engenharia genética
Exercícios de mutações e técnicas de engenharia genéticaExercícios de mutações e técnicas de engenharia genética
Exercícios de mutações e técnicas de engenharia genética
 
Exercícios de genética – mutações génicas
Exercícios de genética – mutações génicasExercícios de genética – mutações génicas
Exercícios de genética – mutações génicas
 
Exercícios de genética – 1ª lei de mendel
Exercícios de genética – 1ª lei de mendelExercícios de genética – 1ª lei de mendel
Exercícios de genética – 1ª lei de mendel
 
Biologia 12
Biologia 12Biologia 12
Biologia 12
 

Último

Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.keislayyovera123
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdfJorge Andrade
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresLilianPiola
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniCassio Meira Jr.
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxOsnilReis1
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 

Último (20)

Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
 
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolaresALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
ALMANANHE DE BRINCADEIRAS - 500 atividades escolares
 
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e TaniModelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
Modelos de Desenvolvimento Motor - Gallahue, Newell e Tani
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 

Problemas de Genética e Herança Mendeliana

  • 1. Biologia 12 Carla Carrasco 1 Problemas de Genética 1. Um casal, cujo homem tem sangue tipo A Rh+ e a mulher O Rh- , teve o primeiro filho com tipo sanguíneo O Rh- . A probabilidade de um segundo filho ter o mesmo genótipo do primeiro é de a) 0%. b) 25%. c) 50%. d) 75%. e) 100%. 2. Um organismo diploide, com o genótipo AaBBCCDDEE, poderá produzir quantos tipos geneticamente distintos de gametas? a) 2 b) 4 c) 8 d) 16 e) 32 3. Em tomateiros, a cor do hipocótilo púrpura é condicionada por um alelo dominante e a cor verde, pelo alelo recessivo; a folha recortada é determinada por um alelo dominante e a lisa, pelo alelo recessivo. Esses genes estão localizados em cromossomos que se segregam independentemente. Através do intercruzamento de plantas duplo- heterozigóticas, foram obtidos 480 descendentes. Dentre esses, o número esperado de indivíduos com hipocótilo púrpura e folhas lisas é a) 30. c) 160. e) 270. b) 90. d) 240. 4. Um homem albino com sangue tipo AB casou-se com uma mulher normal também com sangue tipo AB. O casal pretende ter filhos. Qual a probabilidade de nascer uma criança albina do sexo masculino e com tipo sanguíneo AB, sabendo-se que a mãe é normal heterozigótica para albinismo? a)1/8 b) 1/4 c) 1/2 d)1/12 e)1/16
  • 2. Biologia 12 Carla Carrasco 2 5. Em determinada raça animal, a cor preta é determinada pelo alelo dominante M e a marrom pelo alelo m, o alelo B condiciona padrão uniforme e o b, presença de manchas brancas. Esses dois pares de alelos autossómicos segregam- se independentemente. A partir do cruzamento Mmbb X mmBb, a probabilidade de nascer um filhote marrom com manchas é a) 1/16. b) 3/16. c) 1/4. d) 1/2. e) 3/4. 6. Plantas com flores púrpuras foram cruzadas com plantas com flores brancas e produziram, na geração F1, 100% de plantas com flores de coloração rosa-médio. A F1 é heterozigótica, diferentemente dos progenitores, que são homozigóticos. Do cruzamento das plantas F1 entre si, foi obtida uma F2 com a distribuição fenotípica mendeliana ilustrada na figura. Os indivíduos F2 com flores rosa-médio têm genótipo: a) AABB. b) aaBb. c) BbAA. d) Aabb. e) AaBb. 7. Dona Maria tem tipo sanguíneo B, Rh- , MN; e, ao casar-se com o senhor João, gerou uma criança com sangue tipo O, Rh+ , M. Determine a(s) alternativa(s) que indica(m) a(s) possibilidade(s) de tipo(s) sanguíneo(s) do senhor João. a) AB, Rh+ , MN b) AB, Rh- , MN c) O, Rh+ , N d) B, Rh+ , M e) O, Rh- , MN f) B, Rh- , M
  • 3. Biologia 12 Carla Carrasco 3 8. Sessenta células de um animal, com a constituição representada na figura, sofrem meiose. São esperados, apresentando a constituição ABC, a) 30 espermatozoides. b) 60 espermatozoides. c) 90 espermatozoides. d) 120 espermatozoides. e) 180 espermatozoides. 9. Suponha um organismo diploide, 2n = 4, e a existência de um gene A em um dos pares de cromossomos homólogos e de um gene B no outro par de homólogos. Um indivíduo heterozigótico para os dois genes formará a) 2 tipos de gametas na proporção 1 : 1. b) 2 tipos de gametas na proporção 3 : 1. c) 4 tipos de gametas nas proporções 9 : 3 : 3 : 1. d) 4 tipos de gametas nas proporções 1 : 1 : 1 : 1. e) 4 tipos de gametas na proporção 1 : 2 : 1. 10. Em ervilhas, os genes que determinam sementes lisas e amarelas são dominantes em relação aos genes que determinam sementes rugosas e verdes. Considere uma planta de sementes lisas e amarelas, diíbrida. Qual das alternativas apresenta a percentagem de gametas produzidos por essa planta com pelo menos um gene dominante? a) zero b) 75% c) 50% d) 12,5% e) 25%
  • 4. Biologia 12 Carla Carrasco 4 11. A análise de 4 genes autossômicos, cada um com um par de alelos, permitiu constatar que Janaína tem o genótipo AAbbCCDD e Pedro tem o genótipo aaBBccDD. Para estes 4 genes, quantos tipos diferentes de gametas poderia produzir o filho de Janaína e Pedro? a) 4 b) 8 c) 16 d) 32 e) 64 12. Em cães, latir ou não latir durante a corrida são características definidas por um par de genes alélicos. O mesmo ocorre para os caracteres orelhas eretas ou orelhas caídas. Latir enquanto corre e possuir orelhas eretas são características dominantes, enquanto não latir durante a corrida e possuir orelhas caídas são recessivas Considere o cruzamento entre um casal de cães heterozigotos para ambos os pares de alelos. Neste caso, a probabilidade de que nasçam filhotes que latem enquanto correm e que possuem orelhas caídas é, aproximadamente, de a) 6,2%. b) 18,7%. c) 31,2%. d) 43,7%. 13. Epistasia é o fenômeno em que um gene (chamado epistático) inibe a ação de outro que não é seu alelo (chamado hipostático). Em ratos, o alelo dominante B determina cor de pelo acinzentada, enquanto o genótipo homozigoto bb define cor preta. Em outro cromossomo, um segundo lócus afeta uma etapa inicial na formação dos pigmentos dos pelos. O alelo dominante A nesse lócus possibilita o desenvolvimento normal da cor (como definido pelos genótipos B_ ou bb), mas o genótipo aa bloqueia toda a produção de pigmentos e o rato torna-se albino. Considerando os descendentes do cruzamento de dois ratos, ambos com genótipo AaBb, os filhotes de cor preta poderão apresentar genótipos: a) Aabb e AAbb. b) Aabb e aabb. c) AAbb e aabb. d) AABB e Aabb. e) aaBB, AaBB e aabb.
  • 5. Biologia 12 Carla Carrasco 5 14. A altura de uma certa espécie de planta é determinada por dois pares de genes A e B e seus respetivos alelos a e b. Os alelos A e B apresentam efeito aditivo e, quando presentes, cada alelo acrescenta à planta 0,15 m. Verificou-se que plantas desta espécie variam de 1,00 m a 1,60 m de altura. Cruzando-se plantas AaBB com aabb pode-se prever que, entre os descendentes, a) 100% terão 1,30 m de altura. b) 75% terão 1,30 m e 25% terão 1,45 m de altura. c) 25% terão 1,00 m e 75% terão 1,60 m de altura. d) 50% terão 1,15 m e 50% terão 1,30 m de altura. e) 25% terão 1,15 m, 25% 1,30 m, 25% 1,45 m e 25% 1,60 m de altura. 15. Observe a figura. A figura representa a a) mitose e explica a separação dos cromossomos durante a divisão. b) meiose e explica a segregação independente dos genes previstos pela segunda lei de Mendel. c) mitose e explica a segregação dos genes demonstrando a dominância e a recessividade. d) meiose, que é um processo de formação de gâmetas, mas que não tem nenhuma relação com as leis de Mendel. e) mitose, que é um processo de divisão celular mas que não tem nenhuma relação com as leis de Mendel.
  • 6. Biologia 12 Carla Carrasco 6 16. Considere quatro pares de genes que segregam de maneira independente. Nessas condições, um indivíduo que apresente o genótipo AaBBCcDDproduzirá gametas ABCD com a frequência de a) 75%. b) 50%. c) 25%. d) 12%. e) 6,25%. 17. Observe a tabela a seguir, que mostra parte dos resultados dos experimentos de Mendel, realizados com ervilhas. De acordo com a tabela, responda: a) Por que na geração F1 não foram encontradas sementes rugosas ou verdes? b) O que são os fatores hereditários referidos por Mendel e onde estão situados? c) Faça um diagrama de cruzamento para exemplificar as proporções fenotípicas encontradas na geração F2, utilizando qualquer uma das características apresentadas na tabela.
  • 7. Biologia 12 Carla Carrasco 7 18. Em cobaias, a cor preta é condicionada pelo alelo dominante D e a cor marrom, pelo alelo recessivo d. Em um outro cromossomo, localiza-se o gene responsável pelo padrão da coloração: o alelo dominante M determina padrão uniforme (uma única cor) e o alelo recessivo m, o padrão malhado (preto / branco ou marrom / branco). O cruzamento de um macho de cor preta uniforme com uma fêmea de cor marrom uniforme produz uma ninhada de oito filhotes: 3 de cor preta uniforme, 3 de cor marrom uniforme, 1 preto e branco e 1 marrom e branco. a) Quais os genótipos dos pais? b) Se o filho preto e branco for cruzado com uma fêmea cujo genótipo é igual ao da mãe dele, qual a proporção esperada de descendentes iguais a ele? 19. Considere duas linhagens homozigotas de plantas, uma com caule longo e frutos ovais e outra com caule curto e frutos redondos. Os genes para comprimento do caule e forma do fruto segregam-se independentemente. O alelo que determina caule longo é dominante, assim como o alelo para fruto redondo. a) De que forma podem ser obtidas plantas com caule curto e frutos ovais a partir das linhagens originais? Explique indicando o(s) cruzamento(s). Utilize as letras A, a para comprimento do caule e B, b para forma dos frutos. b) Em que proporção essas plantas de caule curto e frutos ovais serão obtidas?
  • 8. Biologia 12 Carla Carrasco 8 20. As três cores de pelagem de cães labradores (preta, marrom e dourada) são condicionadas pela interação de dois genes autossómicos, cada um deles com dois alelos: Ee e Bb. Os cães homozigóticos recessivos ee não depositam pigmentos nos pelos e apresentam, por isso, pelagem dourada. Já os cães com genótipos EE ou Ee apresentam pigmento nos pelos, que pode ser preto ou marrom, dependendo do outro gene: os cães homozigóticos recessivos bb apresentam pelagem marrom, enquanto os com genótipos BB ou Bb apresentam pelagem preta. Um labrador macho, com pelagem dourada, foi cruzado com uma fêmea preta e com uma fêmea marrom. Em ambos os cruzamentos, foram produzidos descendentes dourados, pretos e marrons. a) Qual é o genótipo do macho dourado, quanto aos dois genes mencionados? b) Que tipos de gameta e em que proporção esse macho os forma? c) Qual é o genótipo da fêmea preta? d) Qual é o genótipo da fêmea marrom? 21. Em uma espécie de bromélia, as flores podem apresentar as seguintes cores: vermelha, branca ou lilás. A cor branca é condicionada por um gene (a) que, na condição homozigota, impede a produção de pigmentos pela planta. O alelo dominante A, por sua vez, determina a produção de pigmento, que, dependendo da condição de outro par de genes, pode ser vermelho ou lilás. Para a determinação da cor do pigmento, tem-se o gene B (dominante), que determina a cor vermelha, e o gene b (recessivo), que determina a cor lilás. Responda: a) Qual é a proporção fenotípica esperada na descendência de duas plantas heterozigotas para os dois pares de genes? b) Qual é o tipo de interação existente entre os dois pares de genes apresentados no problema?