Zoologia dos invertebrados

31.026 visualizações

Publicada em

Nomenclatura binomial, Características do reino animal,Invertebrados.

3 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
31.026
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
532
Comentários
3
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Zoologia dos invertebrados

  1. 1. REINO MONERA REINO PROTISTA REINO FUNGI ZOOLOGIA DOS INVERTEBRADOS PROF. Msc. PAULO CESAR DE SOUZA GRILLO
  2. 2. Classificação Biológica <ul><li>Aproximadamente 2 milhões de espécies catalogadas; </li></ul><ul><li>Organização dos seres vivos  5 Reinos: Monera, Protista, Fungi, Vegetal e Animal </li></ul><ul><li>Taxonomia de Lineu (1735) - Reino  Filo  Classe  Ordem  Família  Gênero  Espécie </li></ul><ul><li>Nomenclatura Binominal  Nome científico </li></ul>Diversidade Biológica
  3. 3. Classificação Biológica Reino: Animal Filo: Chordata Classe: Aves Ordem: Piciformes Família: Picidae Gênero: Dryocopus Espécie: Dryocopus galeatus Nome Popular: Pica-pau-de cara-amarela
  4. 4. Evolução das Espécies
  5. 5. Reino Monera <ul><li>Seres procariontes e unicelulares; </li></ul><ul><li>Incluem nesse grupo as bactérias e as cianobactérias; </li></ul><ul><li>Classificação (2 grupos): Autótrofas e Heterótrofas; </li></ul><ul><li>Reprodução através da divisão binária; </li></ul>
  6. 6. Reino Monera Diversidade de Bactérias
  7. 7. Reino Protista <ul><li>Fazem parte desse grupo: </li></ul><ul><ul><li>Protozoários - eucariontes, unicelular e heterotróficos; </li></ul></ul><ul><li>Algas - eucarióticas, autotróficas </li></ul><ul><li>(fotossintetizantes) e unicelulares </li></ul><ul><li>ou multicelulares; </li></ul>
  8. 8. Reino Protista <ul><li>As principais espécies de algas são: </li></ul>- Filo Phaeophyta  Algas paradas - Filo Rodophyta  Algas Vermelhas - Filo Bacillariophyta  Diatomaceas - Filo Euglenóides  Euglenóides - Filo Dinophyta  Dinoflagelados <ul><li>Reprodução: </li></ul><ul><ul><li>Assexuada - binária; </li></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>- fragmentação; </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><ul><ul><ul><li>- zoosporia. </li></ul></ul></ul></ul></ul><ul><ul><li>Sexuada. </li></ul></ul>
  9. 9. Reino Protista Protistas Heterotróficos
  10. 10. Reino Protista Ameba de vida livre
  11. 11. Reino Fungi <ul><li>Fazem parte desse grupo os fungos; </li></ul><ul><li>Seres eucarióticos, unicelulares ou multicelulares e heterotróficos; </li></ul>
  12. 12. Reino Animal <ul><li>Características Gerais </li></ul><ul><li>Cerca de 1 milhão de espécies catalogadas; </li></ul><ul><li>Multicelulares e eucarióticos; </li></ul><ul><li>Nutrição heterotrófica; </li></ul><ul><li>Reprodução assexuada e sexuada; </li></ul>
  13. 13. Reino Animal Desenvolvimento Embrionário Blástula - bola de célula oca, originada do zigoto; Gástrula - estágio embrionário que sucede a blástula; podem formar até 3 tecidos embrionários: ectoderma, mesoderma e endoderma.
  14. 14. Reino Animal Evolução do Celoma Acelomados  não há cavidades corporais, com exceção da cavidade digestiva Pseudocelomado  pequena cavidade entre o mesoderma e o ectderma Celoma  cavidade corporal revestida pelo mesoderma
  15. 15. Filo Porifera ESPONJAS <ul><li>Aproximadamente 9 mil espécies conhecidas; </li></ul><ul><li>Todas aquáticas, a maioria marinha; </li></ul><ul><li>Existem espécies que podem chegar até 2 metros; </li></ul><ul><li>Apresenta distribuição cosmopolita; </li></ul><ul><li>Crescem fixadas em objetos e praticamente não se movimentam; </li></ul><ul><li>Sustentação realizada por </li></ul><ul><li>espículas; </li></ul><ul><li>São animais filtradores; </li></ul>
  16. 16. Filo Porifera <ul><li>Não possuem tecidos verdadeiramente diferenciado; </li></ul><ul><li>Não apresentam órgãos ou sistemas corporais; </li></ul><ul><li>Não possuem cavidade digestiva, a digestão ocorre apenas dentro da célula; </li></ul>
  17. 17. Filo Porifera Reprodução <ul><li>Reprodução assexuada (brotamento); </li></ul><ul><li>Grande capacidade de regeneração (amebócito); </li></ul>
  18. 18. Filo Cnidaria Águas-vivas; Anêmoras-do-mar; Corais <ul><li>Também chamados de Coelenterata ; </li></ul><ul><li>Animais de corpo mole e gelatinosos; </li></ul><ul><li>10 mil espécies habitando o mar, poucas em água doce; </li></ul><ul><li>São animais diblásticos e simetria radial; </li></ul><ul><li>Aparelho digestivo incompleto, apresentam um compartimento digestivo interno, cavidade gastrovascular ; </li></ul><ul><li>Digestão intra e extracelular; </li></ul><ul><li>quanto a forma, apresentam-se como Medusas e Pólipos; </li></ul>
  19. 19. Filo Cnidaria <ul><li>O corpo apresenta duas camadas celulares; externa = epiderme; interna = gastroderme (reveste a cavidade gastrovascular); </li></ul><ul><li>A camada gelatinosa entre elas é a Mesogléia; </li></ul><ul><li>Possuem cnidoblastos na superfície do corpo; toxinas internas denominadas nematocisto; </li></ul>
  20. 20. Filo Cnidaria Classificação dos Cnidarios Classe Hydrozoa Passam a maior parte da vida como pólipos; reproduzem-se assexuadamente; vivem em colônias.
  21. 21. Classe Scyphozoa Passam a maior parte da vida como medusa; variam de 2cm a 4m de diâmetro; tentáculos até 40m; reprodução sexuada, geralmente dióicos; originam pequenos pólipos; Filo Cnidaria
  22. 22. Classe Anthozoa São representados pelas anêmonas do mar e os corais; são exclusivamente marinhos; os corais vivem geralmente em colônias, forma os recifes coralinos, são carnívoros. Filo Cnidaria
  23. 23. Filo Cnidaria Ciclo de Vida das Medusas
  24. 24. Filo Platyhelminthes Vermes de corpo achatados <ul><li>São representados pelas planárias, esquistossomose e tênias </li></ul><ul><li>Animais de corpo achatados dorso-ventralmente; </li></ul><ul><li>São conhecidos mais de 20 mil espécies; </li></ul>
  25. 25. Filo Platyhelminthes <ul><li>Apresentam três folhetos geminativos (Triblásticos); </li></ul><ul><li>Simetria bilateral; </li></ul><ul><li>Sistema digestivo incompleto, boca e cavidade digestiva; </li></ul><ul><li>Surge nesse grupo os protonefrídeos, que auxiliam na excreção, controla a entrada e saída de água; </li></ul><ul><li>Na região cefálica encontram-se os gânglios cerebrais, de onde seguem os nervos; </li></ul><ul><li>Reprodução assexuada por regeneração do corpo; sexuada (hermafroditas ou monóicas). </li></ul>
  26. 26. Filo Platyhelminthes
  27. 27. Platelmintos parasitas Schistossoma mansoni : doença conhecida como esquistossomose, provoca a chamada “Barriga d’água” (afeta mais de 10 mil brasileiros); o homem é o hospedeiro definitivo. Filo Platyhelminthes
  28. 28. Filo Platyhelminthes Ciclo das Tênias <ul><li>Vivem no intestino de animais vertebrados, podem atingir cerca de 4,5m, um caso com 21m; </li></ul><ul><li>Apresentam cutículas resistentes que as protegem das enzimas digestivas; </li></ul><ul><li>O escólex é responsável pela fixação do animal; </li></ul><ul><li>Proglótides são as partes corporais; </li></ul><ul><li>São hermafroditas; ocorre a </li></ul><ul><li>autofecundação entre os </li></ul><ul><li>proglótedes; </li></ul><ul><li>Taenia solium  porco </li></ul><ul><li>Taenia saginata  boi </li></ul>
  29. 29. Filo Platyhelminthes Ciclo da Taenia solium
  30. 30. Filo Platyhelminthes Ciclo do Schistomosoma mansoni
  31. 31. Platyhelminthes Cercária Ovo contendo míracidio
  32. 32. Hospedeiro intermediário do verme Schistosoma mansoni na América Latina, o caramujo do gênero Biomphalaria é encontrado em lagoas Ovo de Schistosoma mansoni Reação inicial à penetração de várias larvas na pele. Platyhelminthes
  33. 33. Platyhelminthes
  34. 34. Filo Nematoda Vermes cilíndricos <ul><li>Animais de corpo cilíndrico e afilado nas pontas; </li></ul><ul><li>Tamanho variando de 1mm a 1m; </li></ul><ul><li>São endoparasitas de plantas e animais; </li></ul><ul><li>São encontrados em diversos ambientes, ricos em matéria orgânica; </li></ul><ul><li>São conhecidas 90 mil espécies de nematodas; </li></ul>
  35. 35. Filo Nematoda <ul><li>Apresentam três folhetos germinativos (triblásticos); </li></ul><ul><li>São pseudocelomados com simetria bilateral; </li></ul><ul><li>Sistema digestivo completo; </li></ul><ul><li>As trocas gasosas ocorrem através da superfície do corpo, respiração cutânea; </li></ul>
  36. 36. Filo Nematoda <ul><li>A excreção é realizada através do canal excretor; </li></ul><ul><li>Apresentam dois feixes nervosos; 1 no dorso e outro no ventre; esses se encontram na região a faringe. </li></ul><ul><li>Reprodução sexuada, a maioria é dióica; </li></ul><ul><li>Apar. Reprodutor feminino: dois úteros unidos a uma vagina, situado na região ventral (poro genital); </li></ul><ul><li>Apar. Reprodutor masculino: um testículo conectado a um tubo (canal deferente), que desemboca em uma bolsa, vesícula seminal. </li></ul>
  37. 37. Filo Nematoda Vermes parasitas
  38. 38. Filo Nematoda Membro inferior infectado pelo Wuchereria bancrofti Superfície do pé, infectado com Ancylostoma brasiliensis - bicho geográfico
  39. 39. Filo Mollusca Lesmas , Caracóis, Lulas e Polvos <ul><li>Habitat: vivem em praticamente todos os ambientes; </li></ul><ul><li>Os moluscos podem variar de 1mm a 20m (lulas gigantes); </li></ul><ul><li>São conhecidas mais de 150 mil espécies; </li></ul><ul><li>Apresentam 3 folhetos germinativos (triblásticos); </li></ul><ul><li>Apresentam simetria bilateral e são animais celomados; </li></ul>
  40. 40. Filo Mollusca <ul><li>Corpo dividido em três partes básicas: </li></ul><ul><ul><ul><li>cabeça - onde encontra-se os órgãos sensitivos; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>pé - com função variada; </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>saco visceral - onde estão alojados os órgãos internos; </li></ul></ul></ul><ul><li>Algumas espécies apresentam conchas, que se formam sobre uma dobra carnosa chamada manto </li></ul>
  41. 41. Filo Mollusca Classificação dos Moluscos Classe Polyplacophora (&quot;muitas placas&quot;): a superfície dorsal desses moluscos apresenta uma armadura calcária composta por placas parcialmente sobrepostas. Classe Scaphopoda (&quot;pé em forma de canoa&quot;): pequenos animais dotados de uma concha cônica e alongada. Classe Gastropoda (&quot;estômago nos pés&quot;): são os conhecidos caramujos, os caracóis e as lesmas.
  42. 42. Filo Mollusca Classe Bivalvia (duas metades de concha): os exemplos mais familiares são as ostras, os mexilhões e os mariscos. Classe Cephalopoda (&quot;pés na cabeça&quot;): moluscos sem concha externa, são o polvo, a lula e asepia.
  43. 43. Filo Mollusca <ul><li>Sistema digestivo completo com boca, faringe, esôfago, estômago, intestino e ânus; </li></ul><ul><li>Sistema circulatório aberto - a hemolinfa é bombeada pelo coração; os Cefalopodes apresentam sistema circulatório fechado; </li></ul><ul><li>Apresentam dois tipos de sistema respiratório: </li></ul><ul><ul><ul><li>- brânquias: espécies aquáticas - mexilões, lulas </li></ul></ul></ul><ul><ul><ul><li>- pulmões: espécies terrestres - caracóis e lesmas </li></ul></ul></ul><ul><li>O sistema excretor é composta por um par de metanefrídeos; </li></ul><ul><li>O sistema nervoso é constituído por diversos Gânglios Nervosos </li></ul>
  44. 44. Filo Mollusca Reprodução dos Moluscos Os poliplacóforos, bivalves e gastrópodes primitivos são dióicos, liberam gametas na água, portanto, fecundação externa; 2 estágios larvais - trocófora e véiger; A maioria dos gastrópodes é monóica, apresentam uma gônada hermafrodita (ovoteste), ocorre fecundação interna; Os cefalópodes são dióicos e utilizam de seus tentáculos para colocar um pacote de espermatózoides no manto da fêmea.
  45. 45. Filo Mollusca Anatomia Interna dos Moluscos
  46. 46. Filo Annelida Minhocas, Sanguessugas e Poliquetos <ul><li>Animais de corpo cilíndrico e segmentado; </li></ul><ul><li>Vivem em locais úmidos e alagados; </li></ul><ul><li>São conhecidos cerca de 15 mil espécies, que variam de 1mm a 6m; </li></ul><ul><li>São animais triblásticos e celomados com simetria bilateral; </li></ul><ul><li>Os segmentos corporais dos anelídeos são chamados de metâmeros , estes possuem movimentação independente; </li></ul>
  47. 47. Filo Annelida Nutrição e Digestão - O sistema digestivo é completo e apresenta forma tubular; são carnívoros, as minhocas nutrem-se de vegetais em decomposição no solo, as sanguessuga possuem ventosas por onde sugam o sangue de vertebrados. Sistema Circulatório - consiste de uma série de tubos ou vasos sanguíneos (sistema fechado). O sangue é bombeado através de vasos sanguíneos para outros órgãos do corpo por cinco pares de arcos aórticos ou corações. Sistema Respiratório - A respiração pode ser por meio de brânquias ou pela epiderme onde o oxigênio penetra e é transportado pelo sangue para outras partes do corpo.
  48. 48. Filo Annelida Sistema Excretor - constituído por unidades denominadas nefrídeos, que removem excretas do celoma, cada segmento ou metâmero possui um par de nefrídeos. Sistema Nervoso - em cada metâmero aparece um par de gânglio ligados entre si; os dois gânglios do primeiro metâmero são mais desenvolvidos e constituem o cérebro; os demais gânglios aparecem dispostos centralmente, formando a cadeia nervosa central. Reprodução- Os anelídeos apresentam reprodução sexuada; algumas espécies são hermafroditas (como a minhoca) outras são dióicas (por exemplo, muitos dos poliquetos marinhos).
  49. 49. Filo Annelida Anatomia Interna dos Anelídeos
  50. 50. Filo Annelida CLASSE POLYCHAETA São verme marinhos distintamente segmentados, apresentando na porção anterior do corpo uma cabeça nítida com apêndice sensitivo (tentáculos), e ao longo dos metâmeros numerosas cerdas implantadas em um par de parapódios laterais. Neanthes (Nereis) virens é o principal representante, chegando á atingir até 45 cm de comprimento. Vivem embaixo de pedras, próximo a linha da maré baixa.
  51. 51. Filo Annelida CLASSE HIRUDINEA São vermes de água doce, mais conhecidos como sanguessugas. Vivem principalmente em brejos, sendo ectoparasitas hematófagos ocasionalmente do homem e dos animais domésticos. As sanguessugas possuem uma enzima salivar denominada hirudínea que impede a coagulação do sangue, podendo este, ser conservado no papo do animal por mais de três meses, sendo lentamente absorvido de acordo com as necessidades alimentares
  52. 52. Filo Annelida CLASSE OLIGOCHAETA A minhoca ( Pheretima hawayana ) é o exemplo mais conhecido, e apresenta as seguintes características externa, o adulto pode apresentar de 88 a 97 segmentos, no ultimo seguimento encontramos o ânus, em forma de fenda vertical; no XIV e XV segmento desenvolve o clitelo, região para reprodução.
  53. 53. Filo Arthropoda Aracnídeos Crustáceos Insetos Aracnídeos
  54. 54. Filo Arthropoda <ul><li>Filo mais diversificado, com maior número de espécies catalogadas = 1 milhão; </li></ul><ul><li>Apresentam exoesqueleto que funciona como uma armadura e foi fundamental para a sobrevivência no ambiente terrestre </li></ul><ul><li>Vivem em todos os ambientes terrestres; </li></ul><ul><li>São animais triblásticos, celomados, simetria bilateral e corpo segmentado </li></ul>
  55. 55. Filo Arthropoda <ul><li>O corpo é formado por cabeça, tórax e abdome; suas partes são articuladas; </li></ul><ul><li>O exoesqueleto é formada de quitina, não permitindo o crescimento, por essa razão ocorrem as mudas; </li></ul><ul><li>Sistema digestivo completo; em alguns casos a digestão pode ser extracelular; </li></ul><ul><li>Respiração ocorre através de brânquias situadas na parte superior do tórax; alguns aracnídeos possuem respiração traqueal; alguns possuem estruturas internas denominadas pulmões foliáceos; </li></ul><ul><li>Sistema circulatório aberto, há um coração tubular que impulsiona a hemolinfa para as artérias; </li></ul><ul><li>O sistema excretor possui estrutura denominado Tubo de Malpighi, que removem as excretas da hemolinfa e os eliminam na cavidade intestinal; </li></ul>
  56. 56. Filo Arthropoda Anatomia externa dos Insetos (Aracnídeo)
  57. 57. Filo Arthropoda Sistema Digestório dos Insetos
  58. 58. Filo Arthropoda <ul><li>Sistema nervoso possui um par de gânglios cerebrais conectado a um anel nervoso e um cordão nervoso ventral; em algumas espécies há vários pontos de sistema sensorial; </li></ul><ul><li>Reprodução sexuada e a maioria dióica; a fecundação é externa em crustáceos e interna em quelicerados e unirânios; nos insetos ocorre a cópula, onde libera-se os espermatozóides. </li></ul><ul><li>Desenvolvimento direto  ametábolos = nascem semelhantes aos pais </li></ul><ul><li>Desenvolvimento indireto  hemimetábolo = sofrem metamorfose no desenvolvimento </li></ul>
  59. 59. Filo Arthropoda Morfologia externa dos Insetos
  60. 60. Filo Arthropoda Subfilo Crustacea <ul><li>Reúne nesse grupo camarões, lagostas, caranguejos, entre outros; </li></ul><ul><li>Aproximadamente 30 mil espécies; </li></ul><ul><li>Corpo dividido em cefalotórax e abdome; </li></ul><ul><li>Possui dois pares de antenas; </li></ul><ul><li>A maioria é decápoda; </li></ul>
  61. 61. Filo Arthropoda Subfilo Chelicerata <ul><li>Pertencem a esse grupo as aranhas, escorpiões, carrapatos e ácaros; </li></ul><ul><li>Corpo dividido em cefalotórax e abdome; </li></ul><ul><li>Quatro pares de pernas; </li></ul><ul><li>Ausência de antenas; </li></ul><ul><li>Possuem quelíceras; </li></ul>Ordem Araneae Ordem Scorpionida Ordem Acari
  62. 62. Filo Arthropoda Subfilo Uniramia <ul><li>Reúne os insetos, quilópodes e os diplópodes; </li></ul><ul><li>Corpo dividido em cabeça, tórax e abdome; </li></ul><ul><li>Três pares de pernas; </li></ul><ul><li>Um par de antena; </li></ul><ul><li>Os diplópodes e quilópodes tem o corpo alongado vermiforme e muitas patas; </li></ul>Lacraia - Quilópode Olho-de-cobra - Diplópode
  63. 63. Filo Arthropoda Ordem Orthoptera Ordem Isoptera
  64. 64. Filo Arthropoda Ordem Anoplura Ordem Odonata Ordem Hemiptera
  65. 65. Filo Arthropoda Ordem Homoptera Ordem Diptero
  66. 66. Filo Arthropoda Ordem Lepdoptera Ordem Coleoptero
  67. 67. Filo Arthropoda Ordem Siphonaptera Ordem Heminoptera
  68. 68. Filo Echinodermata Ouriço-do-mar, Estrela-do-mar e Pepino-do-mar <ul><li>São conhecidos aproximadamente 6 mil espécies; </li></ul><ul><li>São animais triblásticos, celomados e com simetria bilateral, alguns com simetria radial; </li></ul><ul><li>Característica exclusiva é a presença de um sistema ambulacral (hidrovascular); </li></ul><ul><li>diferente dos Artropodes, apresentam um endoesqueleto; </li></ul>
  69. 69. Filo Echinodermata <ul><li>Sistema Circulatório: Ausente ou é rudimentar, e a distribuição de materiais faz-se através da cavidade celomática. </li></ul><ul><li>Sistema Digestivo Completo </li></ul><ul><li>Sistema Excretor: A excreção é feita diretamente através da água que ocupa o sistema ambulacrário, não havendo nenhuma outra estrutura excretora especializada. </li></ul><ul><li>O sistema Nervoso: Formado por nervo anelar ao redor da faringe e nervos radiais; há células táteis e olfativas em toda a superfície do corpo. As estrelas-do-mar possuem células fotorreceptoras nas extremidades dos braços. </li></ul>
  70. 70. Filo Echinodermata <ul><li>Sistema Respiratório: ocorre por difusão, entre a água do mar e a que ocupa o sistema ambulacrário, ocorre a presença de brânquias dérmicas em alguns ouriços; </li></ul><ul><li>Sistema Esquelético: O endoesqueleto é constituído por placas calcárias, distribuídas em cinco zonas ambulacrais alternadas com cinco zonas interambulacrais; </li></ul><ul><li>Reprodução: sexuada e a maioria dióica, machos e fêmeas eliminam gametas na água e a fecundação ocorre externamente; os ouriços apresentam a capacidade de regeneração; </li></ul>
  71. 71. Filo Echinodermata Anatomia interna de um Ouriço-do-mar
  72. 72. Filo Echinodermata Classe Holothuroidea Encontrados tanto em praias rasas como em profundidades de até 10.200m; são conhecidos popularmente como &quot;pepinos-do-mar&quot;; ao contrário dos outros equinodermatas, eles apresentam o corpo cilíndrico e alongado, com tegumento mole, a boca é situada numa das extremidades do corpo, e é rodeada por tentáculos ramificados que são modificações dos pés ambulacrários. O ânus situa na extremidade oposta.
  73. 73. Classe Echinoidea Se distribuem desde a região entremarés até cerca de 4.800m de profundidade, reúne espécies apresentando forma hemisférica globosa, representado pelos ouriços-do-mar, e pelas formas discóides achatadas como a bolacha-do-mar. Filo Echinodermata
  74. 74. Filo Echinodermata Classe Ophiuroidea Ocorrem desde as regiões rasas, no médio e infralitoral, até as regiões abissais, vivem abrigados em fendas de rochas, ou sob elas, sobre algas, ou no interior de estruturas animais, a maioria das espécies, entretanto, é encontrada em areia, lodo e algas, podendo ocorrer, também, em corais.
  75. 75. Filo Echinodermata Classe Crinoidea Ocorrem do Ártico à Antártica, e em todas as profundidades, nessa classe encontramos animais conhecidos vulgarmente como &quot;lírios-do-mar”, possuem o corpo caliciforme, munidos ou não de pedúnculo.
  76. 76. Filo Echinodermata Classe Asteroidea Ocorrem em quase todas as latitudes e profundidades, podendo ser encontrados até a 9.100m, ocupam uma grande variedade de substratos, como rochas, algas, cascalho, sedimento arenoso ou recifes de coral. Ocorrem, também, em ambientes caracterizados por um alto estresse ambiental, como poças de maré.

×