Guia Ecommerce para Empresas de Moda

924 visualizações

Publicada em

Guia de Ecommerce para Moda. Parceria entre o portal Paraiso Feminino e a ComSchool. Curso de E-commerce para Moda.

Publicada em: Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
924
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
269
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Guia Ecommerce para Empresas de Moda

  1. 1. ESTUDO: Melhores Práticas para Aumento da Conversão no E-commerce de Moda Apoio:Realização:
  2. 2. • Lançado em 2010, o Paraíso Feminino é um buscador e comparador de preços segmentado ao público feminino. • Centenas de lojas virtuais cadastradas, entre elas os maiores e- commerces do Brasil. • O Paraíso Feminino oferece um dos maiores resultados para pesquisa de produtos femininos. Não realizamos a venda, mas levamos o consumidor até a sua loja de forma rápida e prática. • Milhares de marcas nacionais e internacionais reunidas em um só lugar! • Acesse: www.paraisofeminino.com.br Sobre o Paraíso Feminino
  3. 3. O site ParaisoFeminino.com.br
  4. 4. Sobre a Ecommerce School • Mais de 70 professores de altíssimo nível: autores de livros, donos de empresas e altos executivos de mercado. • Escola de 1ª linha, com certificado reconhecido pela ABComm – Associação Brasileira de Comércio Eletrônico • Mais de 12 mil alunos formados • Única no Brasil com foco em Marketing Digital de Performance • Três livros publicados na área • Metodologia de alta qualidade para transmissão de aulas online • Sede própria na Avenida Paulista. • Cursos presenciais em São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Florianópolis, Porto Alegre, Blumenau e Salvador.
  5. 5. Alguns cursos de interesse
  6. 6. O Paraíso Feminino vem atuando há alguns anos no mercado de e-commerce de moda. Alguns fatores suscitaram muitos questionamentos tais como: • Por que duas lojas apresentam resultados tão diferentes vendendo o mesmo produto? • Por que as mulheres clicam mais em um produto do que em outro? • Quais são os fatores que atraem as mulheres? Estas indagações levaram a um profundo estudo comparativo em diversas lojas virtuais tendo como pilares: layout, design, usabilidade e apresentação de produtos. As indagações
  7. 7. As lojas virtuais cadastradas no Paraíso Feminino foram divididas em três grupos de acordo com seu nível de desempenho: alto, médio e baixo. Sendo identificados, respectivamente, como Grupos 1, 2 e 3. Desempenho = acessos por produto Na primeira análise, procuramos fatores em comum dentro de um mesmo grupo. Em uma segunda análise, comparamos um com o outro para identificar o que diferenciava o grupo de maior desempenho com o grupo de menor desempenho. Assim conseguimos criar um documento com os pontos mais relevantes entre as lojas virtuais de sucesso no e-commerce de moda. Metodologia
  8. 8. Realizados os estudos, iniciamos alguns testes para validar as hipóteses no que se refere a imagem dos produtos que julgamos de maior relevância para o aumento do desempenho. O Paraíso Feminino não vende produtos e o sistema não é integrado ao carrinho de compras dos anunciantes. Dessa forma, os testes ilustram a performance de acordo com o número de cliques recebidos nos produtos exibidos. Metodologia
  9. 9. O Layout deve transmitir segurança, confiança, e além disso uma sensação agradável e convidativa a passar o maior tempo possível navegando. Layout: a porta de entrada da loja
  10. 10. Uma pesquisa aplicada em um grupo de cem usuárias do sexo feminino, com idade entre 18 a 55 anos, que declararam ser consumidoras frequentes de lojas virtuais, revelou os seguintes resultados: • Foram apresentados layouts do Grupo 1, 2 e 3 a estas usuárias que deveriam dar nota de 1 a 10. • Os layouts do Grupo 1, que representam os e-commerces de alta performance, receberam notas superiores no quesito design em relação aos outros grupos de médio e baixo desempenho. Conclusão: o layout bem construído é um fator em comum entre os e- commerces de alta performance e também foi apontado pelas entrevistadas como fator relevante para a decisão de compra. Layout: a porta de entrada da loja
  11. 11. Importante: Não basta ter um bom produto! Um bom produto em um layout que não gera identificação com o usuário não gera vendas. Layout: a porta de entrada da loja
  12. 12. A navegação deve ser sempre intuitiva, por isso é imprescindível respeitar o posicionamento de alguns elementos tais como: dados de contato, login, carrinho de compras e campo de busca. Algumas desses elementos tiveram variações em sua nomenclatura, mas o importante é respeitar o posicionamento das mesmas, independente do nome. Exemplo: carrinho de compras ou sacola de compras. Arquitetura da informação
  13. 13. Todos os elementos citados acima possuem seu lugar consagrado em um espaço bem delineado na parte superior do cabeçalho, onde o usuário irá buscar as informações mais relevantes. Exemplo: Arquitetura da informação
  14. 14. ÚLTIMAS TENDÊNCIAS DE LAYOUT ENTRE LOJAS VIRTUAIS DE MODA Seguir as melhores práticas para a construção do layout é o primeiro passo para impressionar positivamente seu cliente e gerar confiança para a venda pela Internet. Veja a seguir algumas das últimas tendências do mercado em design, organização e construção de sites de comércio eletrônico de moda*. * Estudo realizado no último trimestre de 2013 Tendências de layout
  15. 15. A última e mais elegante tendência é o design clean, onde menos é mais. Tendências de layout
  16. 16. Atualmente o efeito clean e sofisticado é resultado da utilização do design em preto e branco. Além da organização e exibição do mínimo necessário de informações entre o cabeçalho e o banner principal. Exemplo: Tendências de layout
  17. 17. Outra tendência é a utilização do banner principal preenchendo toda a área visível antes da rolagem da página. Banner principal
  18. 18. O menu é o principal guia de navegação para o usuário, deve se apresentar preferencialmente em uma barra simples e intuitiva. A forma mais intuitiva é a barra horizontal . Evite utilizar barra dupla e assimétrica, ela dificulta a busca rápida de informações. Os produtos devem estar catalogados em suas respectivas categorias e subcategorias em botões que se prolongam na vertical. Quanto mais organizadas estiverem as informações, mais prática será a navegação do usuário. Exemplo: Categoria: Calçados / Subcategoria: Anabela Menu
  19. 19. Evite colocar informações nas duas laterais do banner principal. Evite a repetição de informações, pois o layout fica poluído e confuso, fazendo que o usuário perca o foco da mensagem principal. Menus laterais
  20. 20. #BOADICA: É de conhecimento do mercado que produtos sugeridos na home são responsáveis por grande parte das vendas. Inspire-se em alguns temas usados por grandes lojas virtuais: • Escolhas da Editora; • Lançamentos; • Mais Clicados; • Novidades; • etc. Importante: a frequência da troca de produtos na home deve ser no mínimo semanal. Veja dois exemplos na página a seguir Sugestão de produtos na home
  21. 21. Sugestão de produtos na home
  22. 22. Sugestão de produtos na home
  23. 23. As lojas virtuais de alta performance apresentam as informações adicionais inseridas no rodapé de forma clara e organizada. Exemplo: Institucional, Dúvidas Frequentes, Cadastro de e-mail, formas de pagamento, selos de segurança e atalhos para as redes sociais devem ser inseridas no rodapé. Rodapé
  24. 24. #FIQUELIGADO: O excesso de informações nas páginas de busca tiram a atenção do usuário dificultando sua pesquisa. O resultado será o abandono da página e diminuição na taxa de conversão. Arquitetura da informação
  25. 25. Na internet o seu cliente não pega no produto, não sente cheiro, não experimenta, então o único apelo para venda é a imagem e a descrição. Sem uma boa foto fica quase impossível despertar o desejo de compra em sua cliente e um dos fatores mais importantes neste caso é o tamanho e nitidez da foto. Não confie somente na qualidade ou marca de seu produto. Se todos estes atributos não estiverem visíveis na imagem, um bom produto pode passar despercebido. Fotos no e-commerce
  26. 26. UMA BOA IMAGEM VALE MAIS DO QUE MIL PALAVRAS Fotos no e-commerce X
  27. 27. Fotos no e-commerce UMA BOA IMAGEM VALE MAIS DO QUE MIL PALAVRAS
  28. 28. QUANTO MAIOR A IMAGEM, MAIS DESPERTA O DESEJO DE COMPRA. Fotos no e-commerce
  29. 29. Cuidado com o excesso de borda nas imagens, para não ficarem diminuídas ao serem indexadas pelos buscadores. Compare: Fotos no e-commerce
  30. 30. Veja outros exemplos de excesso de borda: Fotos no e-commerce
  31. 31. FUNDO DA FOTO As lojas com melhor desempenho usam fundo branco. Qualquer outro tipo de fundo (cinza, preto, paisagem ou ambientes) tiram o foco do produto fazendo com que sejam menos competitivos ao lado de outro produto com fundo branco. As lojas com maior desempenho apresentam fundo branco. Fotos no e-commerce
  32. 32. Fotos em tamanho grande e fundo branco geram maior foco no produto e consequentemente maior número de acessos. Fotos no e-commerce X
  33. 33. Compare produtos em fundo cinza frente a outros produtos : Fotos no e-commerce
  34. 34. Em caso de roupas brancas há uma perda de contraste, mas ainda assim os melhores resultados apresentados foram com fundo branco. Fotos no e-commerce
  35. 35. Foi observado que as lojas com melhores desempenho não utilizam imagens com suporte: Fotos no e-commerce
  36. 36. Veja alguns comparativos de produtos com suporte e sem suporte: Fotos no e-commerce
  37. 37. Veja outro exemplo de produtos com e sem suporte: Fotos no e-commerce
  38. 38. POSIÇÃO DA FOTO #BOADICA: Procure a angulação que mais valorize o produto. Lembre-se que em um mercado altamente competitivo e com grandes players o detalhe faz toda diferença. Veja os detalhes de duas imagens do mesmo produto: Fotos no e-commerce
  39. 39. Procure a angulação que melhor represente o produto e seus detalhes. Fotos no e-commerce
  40. 40. Rasteirinhas e sapatilhas são mais favorecidos com uma angulação de 45º. Compare: Fotos no e-commerce
  41. 41. Este fator é ainda mais importante quando o produto apresenta algum detalhe. Fotos no e-commerce
  42. 42. #BOADICA: Cuidado com a angulação das fotos de calçados tirados em par, para que não se sobreponham, perdendo o foco do produto. Compare as duas angulações abaixo, e veja qual favorece mais o produto: Fotos no e-commerce
  43. 43. COR DA FOTO A cor é um fator de grande relevância para público feminino, uma mulher que procura um produto roxo não ficará satisfeita se receber um produto lilás. Essa diferença causa prejuízos à loja virtual pois os índices de devolução serão maiores. Por esses motivos a cor da foto deve ser o mais fiel possível à cor do produto. Fotos no e-commerce
  44. 44. Cuidado com a falta ou excesso de iluminação, isso pode fazer com que a cor de um produto se diferencie de sua cor real. Veja o exemplo abaixo usando o calçado de mesma cor para comparação: Fotos no e-commerce
  45. 45. Na pesquisa, alguns produtos foram exibidos em still e em modelo. Fotos no e-commerce
  46. 46. As fotos em still receberam 76% de acessos monitorados em relação às fotos com modelo. Fotos no e-commerce
  47. 47. Fotos no e-commerce Qual chama mais atenção?
  48. 48. A pesquisa também revelou que aproximadamente 60% das mulheres entrevistadas já fizeram uma compra por impulso, atraídas pela imagem do produto. Fotos no e-commerce
  49. 49. A imagem tem como objetivo destacar o produto e despertar o desejo de compra, nos testes realizados o still cumpriu melhor esta função por ser mais nítida e mostrar mais detalhes do produto. Fotos no e-commerce
  50. 50. O still em questão é a foto com preenchimento em que o volume e as proporções da peça ficam preservadas. Compare os produtos a seguir: X Fotos no e-commerce
  51. 51. Nosso estudo revelou que embora a foto em still desperte mais atenção à primeira vista, em um segundo momento as mulheres buscam a informação da roupa na modelo. A solução encontrada neste caso seria exibir a imagem principal em still e nas imagens secundárias, situadas na página detalhada do produto, exibir as fotos com modelo. Em alguns sites a imagem principal é exibida em still, mas basta passar o cursor sobre a imagem para que a foto seja exibida com modelo, sem que necessariamente o usuário precise clicar na imagem. Fotos no e-commerce
  52. 52. Exemplo de página de detalhe de produto com foto principal em still e fotos secundárias com modelo. Fotos no e-commerce
  53. 53. Exemplo usando outro tipo de diagramação para página de compra. Fotos no e-commerce
  54. 54. Outra conclusão do estudo foi que imagens com rosto receberam mais cliques do que imagens em que foi feito o corte. Isso se deve ao fato de que muitas mulheres compram produtos inspiradas na modelo. Fotos no e-commerce
  55. 55. O uso de selos ou marca d’água na imagem tiram o foco produto fazendo com que sejam menos clicados. Fotos no e-commerce
  56. 56. O título é de extrema relevância para um produto ser encontrado em uma busca e nele deve conter as palavras-chave que definam as suas principais características Como está: “Anel Primavera” Ideal: Anel dourado, com zircônia rosa Título do produto
  57. 57. Os usuários procuram os acessórios por características tais como: dourado, prateado, tipos de pedras, cor, tipo de material, etc. Quanto mais preciso for o título, maiores as chances do produto ser encontrado e maiores as chances de conversão. Compare: título simples X título que favorece a leitura nos motores de busca: Título do produto
  58. 58. Alguns modelos de calçados precisam de atenção extra na descrição e título. As sandálias modelo Anabela ou rasteirinha, descritas pelo anunciante apenas como “sandália”, não serão encontradas pelo usuário que buscar por suas características principais. Como está: “Sandália Bottero Nude” Sugestão: Sandália Anabela Bottero Nude Como está: “Sandália PRETA” Sugestão: Sandália Rasteirinha Preto Título do produto
  59. 59. A elaboração de uma descrição detalhada além de ser de grande relevância para a classificação dos buscadores, também auxilia o consumidor na decisão de compra. Quanto mais informações, menor a chance do consumidor se enganar em relação ao que está comprando. Exemplo: Descrições de produtos
  60. 60. Outros fatores que influenciam na compra • Bom atendimento • Frete grátis • Primeira troca grátis • Selos de segurança • Opções de diversas formas de pagamento. • Parcelamento • Boa reputação em sites e redes sociais. • Disponibilidade de múltiplos canais de Atendimento ao Consumidor (telefone, e-mail chat e redes sociais). • Informações sobre a loja. Conversão
  61. 61. Num mercado cada vez mais competitivo de nada adiantará aumentar seus investimentos em trazer mais visitantes para o site ou comprar mais cliques em redes sociais e buscadores, se a lição de casa não for feita: investir em conteúdos. Fotos e descrições de produtos aumentam as vendas. Pequenos erros podem causar grandes prejuízos que começam em taxas baixas de vendas e passam por volumes elevados de devoluções. Esperamos que esse estudo possa contribuir para melhorar ainda mais os resultados de suas vendas online e ajudar a formar mais lojas virtuais de sucesso! Conclusões
  62. 62. Para o estudo foram utilizadas imagens das lojas virtuais: Acquarela Shop Amo Sapatilhas Anita Online Calçado Online Caos Capitollium Carmim Corello Dafiti Dream Work Megastore Dzarm Efoot Farfetch Gallerist Blog e Shop Hering Store Joalheria Ouro Prata Juliana Camerieri Ligada Na Moda Messo Modelitto MSebrian Netmall Olook OQVestir Paraíso Feminino Passarela Renner Sapanet Schutz Shop2gether SP Bolsas Studio De Moda Taquilla The Boutique Vizzent Wishoes Referências Nota: Algumas imagens utilizadas neste material foram escolhidas por representarem didaticamente os conceitos transmitidos neste guia
  63. 63. OBRIGADO! www.paraisofeminino.com.br www.comschool.com.br

×