Formação projovem

167 visualizações

Publicada em

Debate sobre o currículo da EJA

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
167
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Formação projovem

  1. 1. Observe as imagens. O que transmitem a você?
  2. 2. E agora?
  3. 3. A palavra currículo é de origem latina e significa o caminho da vida, a rota de uma pessoa ou grupo de pessoas. Currículo indica processo, movimento, percurso, como a etimologia da palavra recomenda. O currículo deve ser entendido como componente central do procedimento da educação institucionalizada.
  4. 4. Currículo Escolar Base Nacional Comum Conhecimentos mínimos necessários ao exercício da cidadania. É portanto, uma dimensão obrigatória dos currículos nacionais e é definida pela união. Parte Diversificada Também obrigatória, se compõe de conteúdos complementares, identificados na realidade regional e local, que devem ser escolhidos em cada sistema ou rede de ensino e em cada escola. Assim, a escola tem autonomia para incluir temas de seu interesse.
  5. 5. Como incluir a parte diversificada no currículo? Plano de aula Plano anual Currículo
  6. 6. PPP •Título; • Apresentação; •Histórico; • Justificativa; • Finalidades; • Objetivos; • Eixos norteadores; • Organização curricular; • Profissionais envolvidos; • Recursos materiais e físicos; • Recursos financeiros; • Avaliação; • Cronograma; • Referências. Plano de Ensino • Ano, eixo e disciplina • Objetivos específicos; • Conteúdos; • Procedimentos; • Avaliação do processo de ensino e aprendizagem: critérios; • Atividades articuladas; • Cronograma; • Referências.
  7. 7. É a previsão dos conteúdos e atividades a serem realizadas em determinado ano, durante certo período de tempo. O planejamento não se restringe ao programa de conteúdo a ser ministrado em cada disciplina. Ele vai muito além. Está inserido dentro do plano global da escola, que inclui o papel social, as metas e seus objetivos. Plano anual
  8. 8. Plano de ensino anual Objetivos da disciplina Expectativas de aprendizagem • Seleção dos conteúdos; • Organização dos conteúdos; • Atividades de ensino.
  9. 9. Quanto ao aluno da EJA, não podemos deixar de ressaltar que na maioria dos casos, a passagem do jovem ou adulto pela escola regular constituiu-se um processo sem êxito e que culminou na exclusão do mesmo do Sistema Regular de Ensino. As exigências do mercado de trabalho acabam trazendo esses jovens novamente à escola. E segundo Cunha (1999), o desafio torna-se maior quando se pensa que o acesso à cultura letrada não significa em hipótese alguma ignorar a cultura e os saberes que os jovens e os adultos trazem como bagagem.
  10. 10. Na formação do jovem há aspectos que são centrais na constituição do tempo juvenil: a relação com o bairro, a cidade, os amigos, a família, a música, a dança, etc. O Projovem Urbano tem como finalidade elevar o grau de escolaridade visando ao desenvolvimento humano e ao exercício da cidadania, por meio da conclusão do ensino fundamental, de qualificação profissional e do desenvolvimento de experiências de participação cidadã (BRASIL, 2008).
  11. 11. As diversas situações excludentes vivenciadas pelo jovem causam e criam instabilidade e falta de estímulo o que traz inúmeros desafios para o Projovem Urbano. É de fundamental importância realizar ações que busquem problematizar as situações de exclusão, na perspectiva desses jovens refletirem se vale a pena ou não buscar alternativas de inserção social. Segundo Brasil (2008), tudo isso aponta para um currículo integrado que considere as dimensões humanas do conhecimento, da ação e do compromisso consigo mesmo e com os outros.
  12. 12. Nesse contexto, há a busca por caminhos metodológicos que interagem a realidade com o fazer pedagógico, possibilitando uma estreita vinculação entre a estrutura lógico-formal das disciplinas e sua utilização para compreender e descrever o mundo. Discutir determinada temática sob o ponto de vista das diferentes àreas do conhecimento, fazer convergir conhecimentos de diversas disciplinas para a resolução de um problema da vida prática ou de uma questão relevante para o grupo de alunos, reunir informações com vistas a compreender determinados conceitos e etc., pode ser algumas das maneiras de organizar um currículo integrado.
  13. 13. Magda Marques

×