Apresentação para décimo primeiro ano de 2012 3, aula 27-28

1.132 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.132
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
815
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação para décimo primeiro ano de 2012 3, aula 27-28

  1. 1. Pacheco Pereira ficou indignado por se terpermitido a colocação de um cartaz commensagens a criticar a imigração.Pacheco Pereira acha que é legítimo aspessoas manifestarem-se contra a imigração.O «intendente Pina Manique» a que se reportaPacheco Pereira é o vereador Sá Fernandes.Lobo Xavier concorda genericamente comPacheco Pereira.
  2. 2. Pacheco Pereira simpatiza mais com o PNR doque com o Bloco de Esquerda.Lobo Xavier não vê que se deva intervirpolicialmente por causa da divulgação dequaisquer ideias, incluindo incitamentos aocrime ou à rebelião.António Costa reconhece que Sá Fernandesnão tinha legitimidade para mandar retirar ocartaz.
  3. 3. António Costa considera que o cartazcontendia com o que a constituição autoriza,dado que havia uma clara mensagem depromoção da xenofobia.Na discussão entre os três políticos, o foco foia diferença de posição quanto à xenofobia.Para Pacheco Pereira, a SOS Racismo é umaorganização que tem grandes méritos.
  4. 4. Para Lobo Xavier, a profanação decemitérios é tão negativa como apromoção da xenofobia.Os Gato Fedorento afixaram um cartaztrocista, em resposta ao cartaz agoraretirado.O ano que corre é o ano Europeu doDiálogo Multicultural.
  5. 5. No Largo de S. Domingos foi inauguradoum monumento evocativo da perseguiçãoaos judeus durante a Segunda GuerraMundial.Pacheco Pereira criticou os subsídiosrecebidos por organizações xenófobas.Segundo António Costa, cabe a SáFernandes, enquanto responsável pelopelouro das obras públicas, intervir, sehouver mensagens xenófobas emcartazes afixados em Lisboa.
  6. 6. Em louvor do Magalhães, António Costachamou a atenção para o que dissera BillGates.Pacheco Pereira cita um almoço com BillGates, em que este lhe dissera ser contra adistribuição de computadores às crianças.Lobo Xavier acha ridículo que AntónioCosta invoque o testemunho de SteveBallmer (que elogiou Portugal, apenasporque gostou do bacalhau).
  7. 7. Pacheco Pereira considera que adistribuição do Magalhães foi, semdúvida, benéfica para a educação.
  8. 8. a. As técnicas publicitárias visam despertar instintos humanos.b. Toda a publicidade é enganosa.c. A publicidade pode adquirir uma função cívica, concorrendo para a construção de uma sociedade harmoniosa.d. Não há boa publicidade.
  9. 9. e. A publicidade pode assumir um papelmanipulatório.f. Frequentemente a publicidade centra-se no essencial, sem dar destaque aoacessório.g. O humor contribui para a publicidadefraudulenta.h. A publicidade responde a necessida-des humanas.
  10. 10. Palavra aguda terminada em a, e ou o(com ou sem -s) leva acento.•má•porquê•só•é•deixá-los•poderá
  11. 11. Palavra aguda terminada em ditongo nasal [ãw] leva til.• verão• começarão
  12. 12. Palavra aguda terminada em i ou u (comou sem s) precedidos de vogal com quenão formem ditongo leva acento.•Luís
  13. 13. Palavra aguda terminada em -em ou ens,se tem mais de uma sílaba, leva acento.•parabéns•também•ninguém•alguém
  14. 14. Palavra aguda terminada em ditongoaberto leva acento.•céu
  15. 15. 3.ª pessoa do plural de «ter» ou «vir»leva acento circunflexo (para sedistinguir da forma do singular).•vêm•mantêm
  16. 16. Palavras agudas fora das condiçõesacima descritas não levam acento.•peru•ali•pais•dar-me•principal
  17. 17. Palavras graves, não havendo outra condiçãoespecial, não levam acento.•vemos•tentam•acreditara•estava•fora•iria•pensam•tivemos•acabara•ironicamente•chegarmos
  18. 18. Palavras graves terminadas em -l, -n, -r,-s, -x e -ps levam acento.•nível•provável•difícil•possível•imprevisível•incrível
  19. 19. • Palavra grave terminada em ditongo oral (seguido ou não de -s) leva acento.• fúteis• fáceis
  20. 20. Palavra grave terminada em -ã ou -ão(seguidos ou não de s) leva acento.•órfã•sótão
  21. 21. Palavra cuja sílaba tónica i ou u nãoforma ditongo com a vogal anterior (anão ser se seguir um -nh ou -m, -n e -r)leva acento.•constituído,•sair•saíra
  22. 22. 1.ª pessoa do plural do pretérito perfeitoda 1.ª conjugação leva acento (para sedistinguir do presente). [facultativo,agora, pelo menos para os nortenhos]•andámos•jurámos
  23. 23. 3.ª pessoa do singular do pretéritoperfeito do verbo «poder» leva acento(para se distinguir do presente).•pôde
  24. 24. Não se emprega acento antes deditongos iu ou ui precedidos de vogal.•caiu•saiu
  25. 25. Todas as palavras esdrúxulas(verdadeiras ou aparentes) têm acento.•esdrúxula•flávio•íntima•brincávamos•cardíaco•próximo•única
  26. 26. • relógio• neurónios• passeávamos• último• África• hipótese• sonâmbula• pássaros• fazíamos• música
  27. 27. • notícias• estádio• família• contrário• íamos
  28. 28. Relativamente aos anúncios da p. 66:Na p. 62, salientara-se a importância decinco elementos do processopublicitário, tradutíveis no acrónimoAIDMA.
  29. 29. AtençãoCapta-se a atenção através danotoriedade das personalidades(identificadas apenas pelo primeiro nomee profissão) e pelo insólito da suapresença numa imagem reportada à suainfância.
  30. 30. InteresseA escolha de pessoas com sucesso paraprotagonistas da campanha — pelaprocura de identificação de cada um comos seus heróis — favorece quequeiramos ler o que o anúncio proponha.
  31. 31. DesejoAposta-se, neste caso, no instinto deproteção dos pais, sublinhando-se agarantia de saúde no futuro.
  32. 32. MemorizaçãoVinca-se, pela repetição, a necessidadede os pais serem preventivos (apostandonuma responsabilização subliminar): «asgrandes decisões tomam-se muitocedo»; «os primeiros momentos [...] sãoimportantes»», «pense nele logo noprimeiro instante»; «Não perca maistempo».
  33. 33. AçãoRemetidos para o final, em cor diferente,os contactos da firma que presta oserviço de criopreservação.
  34. 34. Relativamente ao anúncio televisivo queveremos (cfr. ponto 2 da p. 68):Marca ou InstituiçãoMédicos do MundoTítulo da campanhaFaz o teste do VIH/SIDA
  35. 35. SloganLutamos contra todas as doenças, atémesmo a indiferença.Argumentos«Anónimo», «Confidencial», «Gratuito».
  36. 36. Expressividade da banda sonoraSoturna e grave, mas ritmada eprogressivamente enfática.Valor do texto icónicoSequência essencialmente a preto ebranco, investindo-se no mistério, naobscuridade, para sublinhar a revelaçãofinal, o conselho-solução.
  37. 37. Relativamente aos anúncios (A e B) na p.69, preenche:ONGAPAVAjuda de Mãe
  38. 38. Público alvoTodosAs jovens
  39. 39. Problemáticas sociais em causaAbandono das pessoas idosasGravidez na adolescência
  40. 40. Resolve 1.4:a.falsa ato ilocutório diretivo
  41. 41. b. verdadeira
  42. 42. c. falsa «engravidares» = futuro do conjuntivo «muda» = presente do indicativo
  43. 43. Idealiza um anúncio (cartaz) para umacerveja, incluindo título assertivo [descrição breve da] imagem slogan diretivo

×