O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

Apresentação para décimo primeiro ano de 2012 3, aula 29-30

1.319 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Apresentação para décimo primeiro ano de 2012 3, aula 29-30

  1. 1. editorial supõe reflexão a partir daatualidadenão pode ser mero texto expositivo-argumentativo sobre um tema;costuma ter alguma ideia quase polémica.
  2. 2. nunca, mas nunca mesmo, recorrer ànet nestes trabalhos de escrita.
  3. 3. Atualmente, os críticos sãoespecializados numa dada disciplina e,em geral, analisam uma obraespecífica, com propósitos formativose avaliativos. Nas últimas décadas,tornaram-se objeto da crítica tambémáreas [que se vulgarizaram com aexpansão do lazer], como agastronomia, a enologia, o turismo, omercado automobilístico, a informáticaou a moda.
  4. 4. O crítico tem de emitir um juízo, quedeve procurar enquadrar, evitando queseja ofensivo em termos pessoais, semdeixar de assumir um papel de guia, deconselheiro, do seu leitor. Daí a importância de o críticosalvaguardar a sua independência, rela-tivamente aos autores das obras queaprecia e ao sistema que os envolve. (106)
  5. 5. Neste passo do ensaio ABC daCrítica, Nuno Júdice defende a neces-sidade de a crítica (literária, suben-tende-se) ajudar os leitores a com-preenderem as obras, para o que teráde assentar numa abordagem maisanalítica, fundamentada, menos pura-mente valorativa. (38)
  6. 6. O cartoon caricatura o desfasamentoentre o papel formativo que a televisão(ou, em geral, órgãos de comunicação)pretendem assumir, veiculando, emalguns programas, mensagens de defesado meio ambiente, e o que, na prática,através da publicidade, inculcam indire-tamente: um estilo de vida dependente datecnologia e muito prejudicial à natureza.É esse o curto-circuito em questão. (58)

×