Rotina 2013

2.308 visualizações

Publicada em

2 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.308
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
538
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
42
Comentários
2
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Rotina 2013

  1. 1. 4º Encontro de Coordenadores de Educação Infantil 04/03/2013
  2. 2. ROTINAA rotina é um instrumento para concretizaras intenções educativas, que se revela naforma como são organizados os espaços, osmateriais, as propostas e intervenções doprofessor.Sendo uma sequência de ações que dácondições para que a criança se organize noespaço e no tempo.
  3. 3. Na Educação Infantil trabalhamos com conceitose informações que necessitam ser traduzidos emações educacionais, mas não podemos deixar deconsiderar a formação pessoal e social dascrianças que estão construindo sua identidade eautonomia.
  4. 4. Critérios para organização de uma rotina:• Ter intencionalidade educativa;• Clareza na sequência estabelecida;• Marcos que assegurem sua regularidade;• Manter o ponto de equilíbrio, entre necessidade e constância;• Estimular a autonomia;• Cuidar e educar são ações indissociáveis;• Atender a criança em sua individualidade bem como no coletivo.
  5. 5. AcolhidaA acolhida é um momento muito importantepara as crianças, funcionários e principalmentepara as famílias, devendo-se constituir umespaço de troca de informações entre osresponsáveis e a instituição, promovendo oaumento da confiança e o estreitamento entreas relações dos envolvidos no processoeducativo. A maneira de acolher podedeterminar o desenrolar do dia da criança.
  6. 6. Atividades / EstimulaçãoÉ o momento para se trabalhar as atividadesque foram planejadas para o desenvolvimentodas habilidades em contextos lúdicos, podendoutilizar os diversos espaçosexistentes, favorecendo a interação entre oseducadores e as crianças.Os ambientes propícios para as atividades são: opátio, a sala e área externa.
  7. 7. HigieneOs momentos da higiene pessoal são tãoimportantes quanto as demais atividades darotina, pois contribuem para o bem estar e asaúde das crianças.
  8. 8. AlimentaçãoNeste momento a presença dos adultos é muitoimportante para orientar as crianças em suasações e auxiliá-las no que forpreciso, incentivando-as quanto aos bonshábitos alimentares.
  9. 9. Sono / RepousoOs bebês não possuem uma rotina de horário desono e acabam tirando vários cochilos emdiferentes momentos do dia. Por isso é precisoestar atento para conhecer e satisfazer as suasnecessidades.O período de sono das crianças pequenas ocorrepor volta de uma hora e trinta minutos duranteo dia. A organização deste horário deve estarbaseada nas necessidades das crianças.
  10. 10. Após o RepousoEnquanto as crianças acordam, é necessárioplanejar atividades que possam realizar comautonomia, pois as educadoras estão nestemomento organizando o espaço e trocandooutras crianças.
  11. 11. SaídaO horário da saída deve ser bemplanejado, favorecendo um clima detranquilidade, com atividades que as criançaspossam realizar com autonomia, afim de evitartempo de espera ocioso.
  12. 12. DIRETRIZES CURRICULARES NACIONAIS PARA A EDUCAÇÃO INFANTIL
  13. 13. 7. Organização de Espaço, Tempo e MateriaisPara efetivação de seus objetivos, as propostaspedagógicas das instituições de Educação Infantildeverão prever condições para o trabalho coletivo epara a organização de materiais, espaços e temposque assegurem: A educação em sua integralidade, entendendo o cuidado como algo indissociável ao processo educativo;
  14. 14.  A indivisibilidade das dimensões expressivo- motora, afetiva, cognitiva, linguística, ética, estéti ca e sociocultural da criança; A participação, o diálogo e a escuta cotidiana das famílias, o respeito e a valorização de suas formas de organização; O estabelecimento de uma relação efetiva com a comunidade local e de mecanismos que garantam a gestão democrática e a consideração dos saberes da comunidade;O reconhecimento das especificidades etárias, das singularidades individuais e coletivas das crianças, promovendo interações entre crianças de mesma idade e crianças de diferentes idades;
  15. 15.  Os deslocamentos e os movimentos amplos das crianças nos espaços internos e externos às salas de referência das turmas e à instituição; A acessibilidade de espaços, materiais, objetos, brinquedos e instruções para as crianças com deficiência, transtornos globais de desenvolvimento e altas habilidades/ superdotação; A apropriação pelas crianças das contribuições histórico-culturais dos povos indígenas, afrodescendentes, asiáticos, europeus e de outros países da América.
  16. 16. Atividade em grupoGrupos de 4 pessoas:Tendo em vista os aspectos abordados, elaboraruma rotina geral da escola visando: – Socialização das experiências; – Particularidades de cada um; – As atividades essenciais a todas as escolas.
  17. 17. Período integral RotinaEntrada/Acolhimento Café da manhãAtividades/Estimulação Higiene/Almoço Higiene/Repouso LancheAtividades/Estimulação Saída
  18. 18. ORIENTAÇÕES GERAISPara os pequenos, quase tudo na vida ébrincadeira. Por isso, na Educação Infantil, nãofaz sentido separar momentos de brincar dos deaprender. Essa simultaneidade pede queespaços e rotina da escola sejam planejados demodo a proporcionar multiplicidade deexperiências e contato com todas aslinguagens, o tempo todo. Sem abrir mão, éclaro, dos cuidados com segurança e saúde.
  19. 19. A rotina pode ser rica, alegre e prazerosa,proporcionando espaço para a construção diáriado desenvolvimento e da aprendizagem.A espinha dorsal da rotina são alguns marcostemporais que quase nunca se alteram como: achegada, a roda, o lanche, a brincadeira, a saída,e é importante manter constantes osparâmetros principais da rotina, para que ascrianças se sintam seguras e não sedesorganizem.
  20. 20. O número de horas que a criança permanece nainstituição, os cuidados destinados a ela; osritmos e diferenças; as especificidades dotrabalho pedagógico demandam umplanejamento constante da rotina.Não podemos esquecer que as atividadesorganizadas contribuem, direta ouindiretamente, para a construção da autonomia:competências que perpassam todas as vivênciasdas crianças.
  21. 21. Quadro Curricular 2013 Educação Infantil ÂMBITOS DE CONHECIMENTO ORGANIZAÇÃO DO TEMPO/ESPAÇO LINGUAGEM ORAL E 6Fundamento Legal: LDBEN nº 9.394/96 ESCRITA RES CEB Nº 05/ 2009 FORMAÇÃO PESSOAL E NATUREZA E SOCIEDADE 4 SOCIAL MOVIMENTO 5 CONHECIMENTO DO ARTE (PLÁSTICA, 5 MÚSICA,DANÇA, CÊNICA) MUNDO MATEMÁTICA 5 25 AULAS SEMANAIS TOTAL GERAL
  22. 22. Sugestão de Quadro CurricularSegunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira Atividades Permanentes LOE LOE LOE LOE LOE LOE MAT MAT ARTES N/S MAT MAT ARTES ARTES N/S MAT N/S ARTES N/S ARTES MOV MOV MOV MOV MOV *exemplo de distribuição dos eixos na matriz curricular

×