Investigação-ação educacional

519 visualizações

Publicada em

Fundamentos da Investigação-ação

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
519
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Investigação-ação educacional

  1. 1. INVESTIGAÇÃO-AÇÃO EDUCACIONAL
  2. 2. Quando se tem apenas o tema, é como peças sem encaixe
  3. 3. Metodologia é o azeite da engrenagem, o que dá liga ao problema, aos objetivos e as hipóteses Vai se construindo da amálgama até o design
  4. 4. Pesquisa Quantitativa OU PESQUISA QUALITATIVA?
  5. 5. DELINEAMENTO OU DESIGN
  6. 6. Tipos de Pesquisa qualitativa em relação aos seus objetivos • Pesquisas Exploratórias: tem o objetivo de maior familiarização com o tema, construção de hipóteses e aproximação com o objeto de estudo. • Pesquisas Descritivas: tem o objetivo de descrição das características de determinada população ou fênomeno • Pesquisas Explicativas: tem o objetivo de interpretar fatores que determinam ou contribuiem na ocorrência de fatores
  7. 7. Tipos de Pesquisa qualitativas quanto aos procedimentos • Pesquisa bibliográfica • Etnografia • Estudo de Caso • Pesquisa-ação • Pesquisa Participante
  8. 8. O que entendemos por pesquisa? O que entendemos por investigação? Qual a diferença entre pesquisa-ação e investigação- ação?
  9. 9. Primeiros passos: Kurt Lewin Carr e Kemmis década de 40 década de 70 Elliott, Stenhouse
  10. 10. Docência como profissão – capacidade para tomar decisões. A investigação emerge da prática e por meio de processos deliberativos. Carr e Kemmis (1988):
  11. 11. O que tem de particular, de próprio, na investigação-ação educacional?
  12. 12. O que se investiga? Quem investiga? Como investiga? Para que investiga?
  13. 13. O objeto da IA é a prática educativa tal como ocorre. Situações em que os docentes estejam implicados, que são para eles problemáticas e que podem ser melhoradas.
  14. 14. Os investigadores universitários podem participar como assessores ou colaboradores. Fala-se em grupo de investigação como tarefa coletiva. Porém, quando isto não é possível, a IA pode acontecer individualmente transformando-se em um processo particular de auto-reflexão.
  15. 15. Como se investiga? A IA tem uma predileção por enfoque qualitativo e adota técnicas de coleta de informações variadas, procedentes de perspectivas diversas.
  16. 16. Notas de campo, observadores externos, registros em áudio, vídeo e fotografia; descrições ecológicas de comportamento, entrevistas, questionários, provas de rendimento dos alunos, documentos, diários, relatos autobiográficos, estudos de caso, etc.
  17. 17. O objeto da IA é a prática educativa tal como ocorre. Situações em que os docentes estejam implicados, que são para eles problemáticas e que podem ser melhoradas.
  18. 18. Os investigadores universitários podem participar como assessores ou colaboradores. Fala-se em grupo de investigação como tarefa coletiva.
  19. 19. A finalidade última é melhorar a prática ao mesmo tempo em que se melhora a compreensão que se tem sobre ela e os contextos em que se realiza (Carr e Kemmis, 1988).
  20. 20. OBSERVAÇÃO PLANEJAMENTO AÇÃO REFLEXÃO CICLO DA INVESTIGAÇÃO-AÇÃO EDUCACIONAL:
  21. 21. momentos Caráter retrospectivo Caráter prospectivo planejamento Em relação à reflexão sobre a “situação” em que foi concebido/reconstruído. Em relação ação compartilhada pelo grupo. ação Em relação à reflexão acerca do planejamento. Em relação à observação e as reflexões futuras sobre os “erros” e “acertos” da ação. observação Em relação à ação realizada. Em relação à reflexão sobre o realizado. reflexão Em relação às ações desenvolvidas até o momento – autorreflexões. Em relação ao futuro re- planejamento. (TAUCHEN et al, 2001, p. 102)
  22. 22. CICLO DA INVESTIGAÇÃO-AÇÃO EDUCACIONAL:
  23. 23. O que não é IA? Kemmis e McTaggart (1988)
  24. 24. (a)Não é o que habitualmente faz um professor quando reflete sobre o que acontece em seu trabalho; Como investigação se trata de tarefas sistemáticas, baseadas em evidências;
  25. 25. (b) não é uma simples resolução de problemas, implica, também, a ampliação das compreensões;
  26. 26. (c) não se trata de uma investigação sobre outras pessoas, senão sobre si mesmo em colaboração com outros implicados e colaboradores;
  27. 27. (d) não é aplicação de um método científico ao ensino. É uma modalidade diferente que se interessa pelo ponto de vista dos implicados, transformando tanto o investigador quanto a situação investigada.
  28. 28. Entende-se a investigação como um problema ético e como um processo político mediante o qual as pessoas analisam criticamente as situações, conflitos e resistências de transformação.
  29. 29. Segundo John Elliott (1990), o objetivo principal da IA não é a produção de conhecimentos, como na investigação tradicional, senão a melhora da prática educativa, e toda a criação de conhecimentos deve estar a ela subordinada.
  30. 30. • Localizar uma tese ou dissertação, desenvolvida por meio da investigação-ação. www.dominiopublico.gov.br • Realizar a leitura do documento, identificando o processo de definição do problema, objetivos, metodologia e conclusão. • Apontar limites e possibilidades da abordagem metodológica do estudo. Atividades:

×