Aula 3 3º cga

837 visualizações

Publicada em

Século XIX: sionismo, Palestina, migração judaica, revoltas palestinas, 1ª Guerra

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
837
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
473
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 3 3º cga

  1. 1. O conflito atual entre Israel e Palestina remonta a uma história de opressão tanto de judeus, quanto de árabes palestinos. Para compreendê-la, vamos retomar ao final do século XIX.
  2. 2. Final do século XIX: ascensão do sionismo
  3. 3. Final do século XIX: ascensão do sionismo ● Grave crise no Império Russo: política (movimentos emancipatórios) e social (miséria) ● Os judeus somavam cerca de 20 milhões de habitantes (~16% da população total)
  4. 4. Final do século XIX: ascensão do sionismo ● Grave crise no Império Russo: política (movimentos emancipatórios) e social (miséria) ● Os judeus somavam cerca de 20 milhões de habitantes (~16% da população total) ● O governo atribui a crise do Império aos judeus ● 1880-1900: milhares de judeus são massacrados
  5. 5. Final do século XIX: ascensão do sionismo ● Grave crise no Império Russo: política (movimentos emancipatórios) e social (miséria) ● Os judeus somavam cerca de 20 milhões de habitantes (~16% da população total) ● O governo atribui a crise do Império aos judeus ● 1880-1900: milhares de judeus são massacrados – centenas de milhares fogem para a América – outros, ficam na Rússia e apoiam os movimentos revolucionários em curso – uma minoria cria o movimento sionista
  6. 6. Sionismo
  7. 7. Sionismo ● Movimento nacionalista judeu ● Defesa da criação de um Estado nacional judeu na “Terra Prometida”: a Palestina
  8. 8. Sionismo ● Movimento nacionalista judeu ● Defesa da criação de um Estado nacional judeu na “Terra Prometida”: a Palestina ● 1897: 1º Congresso Sionista Mundial – Estabelecem um prazo de 50 anos para a criação do Estado nacional judeu
  9. 9. Sionismo ● Movimento nacionalista judeu ● Defesa da criação de um Estado nacional judeu na “Terra Prometida”: a Palestina ● 1897: 1º Congresso Sionista Mundial – Estabelecem um prazo de 50 anos para a criação do Estado nacional judeu ● Plano sionista: adquirir o máximo de terras na Palestina para a formação de colônias judaicas ● Difunde-se que a Palestina era uma terra sem povo, que seria o lar dos judeus, um povo sem terra
  10. 10. Sociedade multireligiosa, com maioria formada por muçulmanos, mas que também tinha judeus e diversas correntes cristãs A Palestina no final do século XIX
  11. 11. Sociedade multireligiosa, com maioria formada por muçulmanos, mas que também tinha judeus e diversas correntes cristãs A Palestina no final do século XIX População na Palestina no final do século XIX Palestina como um todo 500 mil habitantes Menos de 5% era formada por judeus Somente cidade de Jerusalém 30 mil habitantes Cerca de 50% era formada por judeus
  12. 12. A Palestina no final do século XIX ● Província do Império Otomano
  13. 13. A Palestina no final do século XIX ● Província do Império Otomano Inexistência de fronteiras no Império, mas somente divisões administrativas. Uma dessas divisões era a Palestina.
  14. 14. A Palestina no final do século XIX ● Província do Império Otomano Inexistência de fronteiras no Império, mas somente divisões administrativas. Uma dessas divisões era a Palestina. Situação política do Império Otomano no final do século XIX
  15. 15. A Palestina no final do século XIX ● Província do Império Otomano Inexistência de fronteiras no Império, mas somente divisões administrativas. Uma dessas divisões era a Palestina. Situação política do Império Otomano no final do século XIX ● Crise política e social: tentativas fracassadas de modernização do Império → aumento dos movimentos nacionalistas emancipatórios nas províncias (províncias X Império)
  16. 16. A Palestina no final do século XIX ● Província do Império Otomano Inexistência de fronteiras no Império, mas somente divisões administrativas. Uma dessas divisões era a Palestina. Situação política do Império Otomano no final do século XIX ● Crise política e social: tentativas fracassadas de modernização do Império → aumento dos movimentos nacionalistas emancipatórios nas províncias (províncias X Império) ● Crise econômica: grandes dívidas com bancos europeus
  17. 17. A Palestina no final do século XIX ● Província do Império Otomano Inexistência de fronteiras no Império, mas somente divisões administrativas. Uma dessas divisões era a Palestina. Situação política do Império Otomano no final do século XIX ● Crise política e social: tentativas fracassadas de modernização do Império → aumento dos movimentos nacionalistas emancipatórios nas províncias (províncias X Império) ● Crise econômica: grandes dívidas com bancos europeus A crise do Império Otomano vai culminar na sua decadência após a 1ª Guerra
  18. 18. 1ª Guerra Mundial – antecedentes Império Otomano ● Rivalidade com Império Russo, que estimulava movimentos nacionalistas nos Balcãs
  19. 19. 1ª Guerra Mundial – antecedentes Império Otomano ● Rivalidade com Império Russo, que estimulava movimentos nacionalistas nos Balcãs ● Alia-se à Alemanha como forma de opor- se à Rússia.
  20. 20. 1ª Guerra Mundial – antecedentes Império Otomano ● Rivalidade com Império Russo, que estimulava movimentos nacionalistas nos Balcãs ● Alia-se à Alemanha como forma de opor- se à Rússia. Inglaterra e França ● Têm o objetivo de acabar com o Império Otomano
  21. 21. 1ª Guerra Mundial – antecedentes Império Otomano ● Rivalidade com Império Russo, que estimulava movimentos nacionalistas nos Balcãs ● Alia-se à Alemanha como forma de opor- se à Rússia. Inglaterra e França ● Têm o objetivo de acabar com o Império Otomano ● Estabelecem alianças com líderes árabes locais → prometem auxílio para criar um reino árabe no Oriente Médio caso ocorram ataques ao Império Otomano.
  22. 22. Ações da Inglaterra no Oriente Médio durante a 1ª Guerra ● Declaração de Balfour (1917): ingleses apontam que aprovam que haja um Estado judeu na Palestina ● 1917: invasão da Palestina, com o discurso de que estariam libertando os árabes do controle otomano
  23. 23. Ações da Inglaterra no Oriente Médio durante a 1ª Guerra ● Declaração de Balfour (1917): ingleses apontam que aprovam que haja um Estado judeu na Palestina ● 1917: invasão da Palestina, com o discurso de que estariam libertando os árabes do controle otomano Consequências imediatas ● 1919: 1º Congresso Nacional Palestino, como uma reação à proposta de formar um Estado judeu na Palestina ● O sonho de um único Estado árabe laico é frustrado com a criação de diversos países controlados pela França ou pela Inglaterra
  24. 24. Compreendendo a Inglaterra Inglaterra
  25. 25. Compreendendo a Inglaterra Inglaterra Queria desmembrar o Império Otomano
  26. 26. Compreendendo a Inglaterra Inglaterra Queria desmembrar o Império Otomano Insufla líderes árabes contra os otomanos
  27. 27. Compreendendo a Inglaterra Queria impedir o avanço bolchevique na Rússia Inglaterra Queria desmembrar o Império Otomano Insufla líderes árabes contra os otomanos
  28. 28. Compreendendo a Inglaterra Queria impedir o avanço bolchevique na Rússia Inglaterra Queria desmembrar o Império Otomano Insufla líderes árabes contra os otomanos Para ter o apoio dos judeus russos, emite a Declaração Balfour (1917)
  29. 29. Compreendendo a Inglaterra Queria impedir o avanço bolchevique na Rússia Inglaterra Queria desmembrar o Império Otomano Insufla líderes árabes contra os otomanos Apoia a migração de judeus para a Palestina Para ter o apoio dos judeus russos, emite a Declaração Balfour (1917)
  30. 30. Compreendendo a Inglaterra Queria impedir o avanço bolchevique na Rússia Inglaterra Queria desmembrar o Império Otomano Insufla líderes árabes contra os otomanos Apoia a migração de judeus para a Palestina Para ter o apoio dos judeus russos, emite a Declaração Balfour (1917) Revolta árabe
  31. 31. Compreendendo a Inglaterra Queria impedir o avanço bolchevique na Rússia Inglaterra Queria desmembrar o Império Otomano Insufla líderes árabes contra os otomanos Apoia a migração de judeus para a Palestina Para ter o apoio dos judeus russos, emite a Declaração Balfour (1917) Com o fim da 1ª Guerra, partilha o Oriente Médio com a França Revolta árabe
  32. 32. Dominação inglesa na Palestina
  33. 33. Dominação inglesa na Palestina ● Primeiro comissário nomeado pela Inglaterra para a Palestina é judeu
  34. 34. Dominação inglesa na Palestina ● Primeiro comissário nomeado pela Inglaterra para a Palestina é judeu ● Expansão da colônia judaica através de migrantes,que atingem 17% da população palestina
  35. 35. Dominação inglesa na Palestina ● Primeiro comissário nomeado pela Inglaterra para a Palestina é judeu ● Expansão da colônia judaica através de migrantes,que atingem 17% da população palestina ● Fortalecimento da ideia de que a Palestina é uma terra deserta e que deve ser construída pelos judeus
  36. 36. Dominação inglesa na Palestina ● Primeiro comissário nomeado pela Inglaterra para a Palestina é judeu ● Expansão da colônia judaica através de migrantes,que atingem 17% da população palestina ● Fortalecimento da ideia de que a Palestina é uma terra deserta e que deve ser construída pelos judeus ● Exclusão simbólica dos palestinos → acumulação de rancor
  37. 37. Dominação inglesa na Palestina ● Primeiro comissário nomeado pela Inglaterra para a Palestina é judeu ● Expansão da colônia judaica através de migrantes,que atingem 17% da população palestina ● Fortalecimento da ideia de que a Palestina é uma terra deserta e que deve ser construída pelos judeus ● Exclusão simbólica dos palestinos → acumulação de rancor ● 1929 – 12 anos da Declaração de Balfour – mobilizações árabes e conflitos na Palestina: mortes de árabes e judeus.
  38. 38. Enquanto isso, na Europa...
  39. 39. Enquanto isso, na Europa... ● 1933: Hitler sobe ao poder na Alemanha → nova onda migratória de judeus para a Palestina
  40. 40. Enquanto isso, na Europa... ● 1933: Hitler sobe ao poder na Alemanha → nova onda migratória de judeus para a Palestina Número de judeus que migram da Europa para a Palestina 1933 37 mil 1934 45 mil 1935 65 mil
  41. 41. Enquanto isso, na Europa... ● 1933: Hitler sobe ao poder na Alemanha → nova onda migratória de judeus para a Palestina Número de judeus que migram da Europa para a Palestina 1933 37 mil 1934 45 mil 1935 65 mil ● Aumento da tensão entre árabes, judeus e britânicos
  42. 42. Enquanto isso, na Europa... ● 1933: Hitler sobe ao poder na Alemanha → nova onda migratória de judeus para a Palestina Número de judeus que migram da Europa para a Palestina 1933 37 mil 1934 45 mil 1935 65 mil ● Aumento da tensão entre árabes, judeus e britânicos ● 1936: explosão do ódio árabe → rebelião geral contra a ocupação britânica e os assentamentos judeus
  43. 43. Enquanto isso, na Europa... ● 1933: Hitler sobe ao poder na Alemanha → nova onda migratória de judeus para a Palestina Número de judeus que migram da Europa para a Palestina 1933 37 mil 1934 45 mil 1935 65 mil ● Aumento da tensão entre árabes, judeus e britânicos ● 1936: explosão do ódio árabe → rebelião geral contra a ocupação britânica e os assentamentos judeus ● 1938: forças britânicas põem fim à rebelião árabe
  44. 44. Enquanto isso, na Europa... ● 1933: Hitler sobe ao poder na Alemanha → nova onda migratória de judeus para a Palestina Número de judeus que migram da Europa para a Palestina 1933 37 mil 1934 45 mil 1935 65 mil ● Aumento da tensão entre árabes, judeus e britânicos ● 1936: explosão do ódio árabe → rebelião geral contra a ocupação britânica e os assentamentos judeus ● 1938: forças britânicas põem fim à rebelião árabe Para os palestinos, essa é a 1ª Intifada (insurreição)
  45. 45. Vésperas da 2ª Guerra Mundial
  46. 46. Vésperas da 2ª Guerra Mundial Maio de 1939: implementação do “Livro Branco” ● Abandono da Declaração de Balfour ● Proposta de que, em 10 anos, houvesse um governo independente na Palestina, governado proporcionalmente por judeus e por palestinos
  47. 47. Vésperas da 2ª Guerra Mundial Maio de 1939: implementação do “Livro Branco” ● Abandono da Declaração de Balfour ● Proposta de que, em 10 anos, houvesse um governo independente na Palestina, governado proporcionalmente por judeus e por palestinos
  48. 48. Vésperas da 2ª Guerra Mundial Maio de 1939: implementação do “Livro Branco” ● Abandono da Declaração de Balfour ● Proposta de que, em 10 anos, houvesse um governo independente na Palestina, governado proporcionalmente por judeus e por palestinos ● A imigração judia para a Palestina deve ser aprovada pelos árabes ● Restrição à compra de terra por judeus na Palestina
  49. 49. Vésperas da 2ª Guerra Mundial Maio de 1939: implementação do “Livro Branco” ● Abandono da Declaração de Balfour ● Proposta de que, em 10 anos, houvesse um governo independente na Palestina, governado proporcionalmente por judeus e por palestinos ● A imigração judia para a Palestina deve ser aprovada pelos árabes ● Restrição à compra de terra por judeus na Palestina ● Forte reação sionista dentro e fora da Palestina
  50. 50. Desenrolar e fim da 2ª Guerra
  51. 51. Desenrolar e fim da 2ª Guerra ● Judeus da Palestina alistam-se na Guerra junto com as forças britânicas
  52. 52. Desenrolar e fim da 2ª Guerra ● Judeus da Palestina alistam-se na Guerra junto com as forças britânicas ● Palestinos aproximam-se da Alemanha hitlerista → tentativa de derrotar os ingleses e retomar o controle sobre a Palestina
  53. 53. Desenrolar e fim da 2ª Guerra ● Judeus da Palestina alistam-se na Guerra junto com as forças britânicas ● Palestinos aproximam-se da Alemanha hitlerista → tentativa de derrotar os ingleses e retomar o controle sobre a Palestina ● Fim do conflito → o mundo percebe a extensão do Holocausto. Contudo, as fronteiras europeias continuam fechadas aos judeus
  54. 54. Desenrolar e fim da 2ª Guerra ● Judeus da Palestina alistam-se na Guerra junto com as forças britânicas ● Palestinos aproximam-se da Alemanha hitlerista → tentativa de derrotar os ingleses e retomar o controle sobre a Palestina ● Fim do conflito → o mundo percebe a extensão do Holocausto. Contudo, as fronteiras europeias continuam fechadas aos judeus ● A questão do Estado judaico sobe ao primeiro plano. Os sionistas pregam a perspectiva de uma nova vida na Palestina, junto aoas irmãos judeus.

×