Historia de israel aula 28 e 29 os judeus na idade moderna [modo de compatibilidade]

1.868 visualizações

Publicada em

Produzido por Ricardo Cardoso www.projetoaliyah.com.br contato@projetoaliyah.com.br

Publicada em: Espiritual
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.868
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
279
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Historia de israel aula 28 e 29 os judeus na idade moderna [modo de compatibilidade]

  1. 1. Módulo IIHistória de Israel Aula 28
  2. 2. Sumário: Emancipação e Reforma Religiosa Novas Perseguições e Pogroms Anti- Anti-semitismo na Europa Ocidental O Caso Dreyfus
  3. 3. lkhdEmancipação e Reforma Religiosa A Revolução Francesa Ocorreu em 1789, com a queda da Bastilha e a deposição e morte do rei Luís XIV; Ideais de “Liberdade, Igualdade e Fraternidade”; Esperança para os judeus de todo o mundo; Judeus com mais direitos e menos restrições Guetos desativados; Redução das perseguições; Boa recepção aos judeus nas novas colônias
  4. 4. lkhdNapoleão e os Judeus Planos de assimilação dos judeus; Assembléia dos Notáveis Discussão de nova política para os judeus; Organização do Sinédrio, com um Nazi e 71 membros; Sinédrio, Afirmação de que os judeus eram “franceses de religião judaica”; Submissão às leis do Estado; Derrota de Napoleão Reação dos governos absolutistas; Tentativa de retorno ao status-quo status- anterior; Vitória dos ideais revolucionários;
  5. 5. lkhdO Movimento de Reforma Religiosa Herança das idéias de Mendelssohn; Mendelssohn; Israel Jacobson Iniciou o movimento na Vestfália, no início Vestfália, do século XIX; Introduziu diversas modificações no ritual da sinagoga; Preces e sermões executados em alemão; Introdução de coro e música instrumental; Abraham Geiger Lançou a base intelectual do Judaísmo da Reforma Forte oposição dos ortodoxos; Expansão para Inglaterra, França e EUA;
  6. 6. lkhdNovas Perseguições e Pogroms Obscurantismo na Europa Oriental Polônia Ódio aos judeus por causa de suas diferenças; Rússia Criação da Área Restrita de Estabelecimento; Tentativa do Czar Nicolau I de “russificar”os judeus; russificar”os Uso de roupas de acordo com o padrão ocidental; Serviço militar para os judeus, inclusive crianças; Obrigados a largar os “maus hábitos”;
  7. 7. lkhdAnti-Anti-semitismo na Europa Ocidental A expressão foi cunhada pelo alemão Wilhelm Marr, em 1879 Marr, Tentativa de dar um caráter científico a um ódio milenar; Eugene During O filósofo do anti-semitismo escreveu, em 1880: anti-“A origem do desprezo generalizado pelos judeus reside em suaabsoluta inferioridade em todas as áreas intelectuais… Trata-se de uma raça inferior e degenerada. É tarefa dos nórdicos arianos exterminar raças parasitárias desse tipo, assim como costumamos exterminar cobras e outros predadores”
  8. 8. lkhdOs Pogroms Palavra russa que tem o significado de “destruir”; Alívio para os judeus após a morte do czar Nicolau I e a ascensão de Alexandre II; Assassinato de Alexandre II, em 1881, por um grupo de revolucionários; Os judeus receberam a culpa; Uma onda de distúrbios se espalhou pelo país Centenas de milhares de judeus mortos; Dezenas de milhares desprovidos de todos os seus bens;
  9. 9. lkhdO Caso Dreyfus Alfred Dreyfus Capitão judeu do exército francês; Em 1894, foi acusado de vender planos militares para o exército alemão; Em 1895, foi destituído de sua patente e enviado a prisão; Plano de altas autoridades do exército francês Visava acobertar o verdadeiro culpado; Dreyfus era judeu e, portanto, “não confiável”;
  10. 10. lkhdJ`Accuse Panfleto publicado pelo famoso escritor francês Emile Zola; Carta aberta ao presidente da França; Acusou o exército francês de falsificar provas; O panfleto gerou um debate nacional;
  11. 11. lkhdO desfecho do caso O caso foi reaberto devido à repercussão do panfleto J`Accuse ; Foi descoberto que o verdadeiro espião era um certo Major Esterhazy, que fugiu para a Inglaterra; Esterhazy, Dreyfus foi posto em liberdade em 1901; Foi declarado inocente e reintegrado ao seu antigo posto; O caso Dreyfus influenciou decisivamente na criação do Movimento Sionista;
  12. 12. lkhdIntervalo
  13. 13. Módulo IIHistória de Israel Aula 29
  14. 14. Sumário: O Movimento Sionista Emigração para Israel: 1ª Fase A Declaração Balfour Emigração para Israel: 2ª Fase O Mandato Britânico da Palestina Emigração para Israel: 3ª Fase
  15. 15. lkhdO Movimento Sionista Theodor Herzl Jornalista judeu nascido em Budapeste, em 1860; Viveu em Viena, onde estudou Direito; Posteriormente, se dedicou a literatura e ao jornalismo; Nunca deu maior importância ao judaísmo, pois sentia-se integrado à sentia- sociedade austríaca; Estava em Paris para cobrir a degradação pública de Dreyfus;
  16. 16. lkhdTheodor Herzl Ficou chocado ao ver a multidão gritar “morte aos judeus” nas ruas de Paris A França era o centro do liberalismo e o francês era considerado o povo mais civilizado do mundo; Percebeu que se os judeus não estavam a salvo na França, não estariam em nenhum outro lugar do mundo; Concluiu que a única solução era o estabelecimento de uma pátria judaica; Escreveu um panfleto chamado Der Judenstaat (O Estado Judeu), em 1896 O panfleto marcou a fundação do movimento sionista;
  17. 17. lkhd Theodor Herzl Trabalhou arduamente pela criação do Estado judaico; Morreu aos 44 anos, devido a problemas cardíacos; Foi considerado por muitos como um novo Moisés; Em 03/09/1897, escreveu em seu diário: “Se eu tiver que resumir num conceito – e me reservo de não pronunciá-lo publicamente – seria o seguinte: na Basiléia eufundei o Estado judeu. Se eu disser isto em voz alta, hoje, terei como resposta o riso universal. Mas, talvez em cinco anos, e certamente em cinquenta anos, todo o mundo o admitirá” Sua profecia se concretizou em 1947, com a votação da Partilha, na Assembléia da ONU;
  18. 18. lkhdI Congresso Sionista Ocorreu na cidade suíça da Basiléia, em 1897; Defendeu o restabelecimento de um Estado judeu na Palestina (Sion); (Sion); Lançou as bases do sionismo internacional; Criou a Organização Sionista Mundial Herzl foi eleito seu primeiro presidente; Foi o 1º passo para a concretização do sonho da nação judaica;
  19. 19. lkhdA Emigração para Israel: 1ª Fase Origem Teve início a partir da perseguição czarista aos judeus na Rússia, no final do século XIX; Ocorreram cinco grandes ondas de emigração (Aliyah); Aliyah); A palavra aliyah tem o significado de “subir” ou “elevar- “elevar-se”; Passou a designar o ato de todo judeu emigrar para Israel;
  20. 20. lkhdPrimeira Aliyah Ocorreu entre 1882 e 1903; Teve início após os pogroms de 1881; Teve cerca de 35.000 judeus que pertenciam, em sua maioria, a grupos socialistas russos; Os olim (imigrantes) acreditavam que do cultivo da terra viria a redenção do povo judeu; Recebeu ajuda financeira de ricos comerciantes e banqueiros judeus Barão de Rothchild Compraram terras e fundaram as primeiras comunidades judaicas na Palestina; Receberam oposição dos judeus religiosos;
  21. 21. lkhdSegunda Aliyah Ocorreu entre 1904 e 1914; Constituída por cerca de 40.000 judeus provenientes da Rússia e da Polônia; Eram idealistas, inspirados pelo Socialismo; Fundaram assentamentos comunitários, chamados kibbutz Todos trabalhavam e eram donos da terra e da produção O 1º kibbutz, Degânia, foi fundado em 1909; kibbutz, Degânia, Tornou- Tornou-se a principal forma de assentamento judaico da Palestina; Fundação, em 1909, de Tel Aviv, 1ª cidade Aviv, totalmente judaica;
  22. 22. lkhd
  23. 23. lkhdA Declaração Balfour A I Guerra Mundial Deflagrada em 1914, trouxe mudanças radicais no Oriente Médio; O Império Otomano, aliado da Alemanha, foi derrotado e perdeu a posse da Palestina; Em 1917, forças inglesas, comandadas pelo General Allemby, Allemby, conquistaram Jerusalém Fim do domínio otomano, que durou 4 séculos;
  24. 24. lkhd Lord Arthur James Balfour Ministro das Relações Exteriores da Grã-Bretanha; Grã- Emitiu a seguinte declaração, em 02/11/1917: “O Governo de Sua Majestade vê com simpatia o estabelecimento de um lar nacional para o povo judeu naPalestina e empenhar-se-á ao máximo para facilitar a realizaçãodesse objetivo, ficando entendido que nada será feito que possa prejudicar os direitos civis e religiosos de comunidades nãojudaicas existentes na Palestina, ou os direitos e posição política de que gozam os judeus em qualquer outro país” A Declaração foi um grande marco para os judeus Representava o reconhecimento, pela maior potência da época, da causa sionista;
  25. 25. lkhdA Emigração para Israel: 2ª Fase Terceira Aliyah Ocorreu entre 1919 e 1923; Constituída por cerca de 40.000 judeus provenientes da URSS e Polônia Fugitivos da guerra civil ocorrida após a Revolução Bolchevique; Cerca de 100.000 judeus mortos; Ocorreu como consequência da conquista inglesa da Palestina e da Declaração Balfour; Os pioneiros (halutzim) eram especializados em (halutzim) técnicas agrícolas Drenagem dos pântanos da Galiléia
  26. 26. lkhdTerceira Aliyah Criação de duas das principais organizações judaicas Histadrut: Federação Geral dos Trabalhadores; Histadrut: Haganah: Organização paramilitar clandestina que deu Haganah: origem às Forças de Defesa de Israel (FDI); Ao final desse período, a comunidade judaica atingiu o número de 90.000 habitantes;
  27. 27. lkhdO Mandato Britânico da Palestina O Início do Mandato Foi formalizado em 1922, pela Liga das Nações; Já ocorria, de fato, desde 1917; A Inglaterra buscou alcançar um equilíbrio impossível entre árabes e judeus; Distúrbios entre árabes e judeus Tiveram início em 1920, com ataques de turbas árabes contra as comunidades judaicas; Os judeus reagiram e houve mortos de ambos os lados
  28. 28. lkhdOs Sabras Judeus nascidos em território palestino; Nome derivado de um cacto que cresce no deserto Duro e espinhoso; Caracteriza um novo tipo de judeu, rude e valente; O símbolo desse novo judeu foi Joseph Trumpeldor Morreu em combate defendendo a aldeia judaica de Tel Chai; Chai;
  29. 29. lkhdConsequências do Mandato Criação, em 1922, da Agência Judaica Representante do povo judeu junto aos britânicos, governos estrangeiros e organizações internacionais; Falência da administração britânica Falha em impedir o conflito entre árabes e judeus; Os dois lados viam os ingleses como inimigos Enormes gastos com o aparato militar; Baixas entre as tropas britânicas; Restrições a imigração judaica; Esquecimento das promessas feitas aos judeus na Declaração Balfour;
  30. 30. lkhdA Emigração para Israel: 3ª Fase Quarta Aliyah Ocorreu entre 1924 e 1932, a despeito das restrições inglesas à imigração; Constituída por cerca de 80.000 judeus Fugiam da onda de anti-semitismo da Europa Oriental; anti- Principalmente da Polônia (50%), URSS e Romênia; Também havia imigrantes do Iêmen e do Iraque; Eram, em sua maioria, de classe média Estabeleceram- Estabeleceram-se nas cidades e povoados; Abriram casa comerciais e pequenas indústrias; Período de crise econômica na Palestina Muitos judeus desistiram e retornaram para a Europa;
  31. 31. lkhdQuinta Aliyah Ocorreu entre 1933 e 1939, devido ao crescimento do nazismo na Alemanha; Foi a maior aliyah, com cerca de 250.000 judeus; aliyah, Eram, majoritariamente, profissionais de excelente nível educacional Exerciam atividades como professores, advogados, médicos, entre outros; Período de grande desenvolvimento na Palestina Construção do Porto de Haifa; Haifa; Novas indústrias e refinarias de petróleo; Ao final desse período, a população judaica alcançou o número de 450.000 habitantes;
  32. 32. lkhd Quinta Aliyah Novos distúrbios entre árabes e judeus, em 1939Os judeus foram considerados “culpados pela desordem, porque seu número crescente e a rápida aquisição de terras fizeram com que os temores árabes aumentassem e muitos deles ficassem sem terras” Publicação, no mesmo ano, do Livro Branco, pelo Ministro das Colônias britânico Restringia, drasticamente, a imigração judaica; Máximo de 75.000 judeus em 5 anos; Impedia novas aquisições de terras pela Agência Judaica;
  33. 33. lkhd
  34. 34. lkhdAté a Próxima Terça-feira!!!!!

×