Aula revisão 1º cga

811 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
811
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
431
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula revisão 1º cga

  1. 1. Recursos minerais metálicos (revisão) São explorados para a obtenção de elementos metálicos
  2. 2. Recursos minerais metálicos (revisão) São explorados para a obtenção de elementos metálicos Importância: matéria-prima industrial Indústrias de base (siderurgia e metalurgia)
  3. 3. Recursos minerais metálicos (revisão) São explorados para a obtenção de elementos metálicos Importância: matéria-prima industrial Indústrias de base (siderurgia e metalurgia) Indústrias de bens de produção (equipamentos agrícolas, industriais e de transporte)
  4. 4. Recursos minerais metálicos (revisão) São explorados para a obtenção de elementos metálicos Importância: matéria-prima industrial Indústrias de base (siderurgia e metalurgia) Indústrias de bens de produção (equipamentos agrícolas, industriais e de transporte) Indústrias de bens de consumo
  5. 5. Recursos minerais metálicos (revisão) São explorados para a obtenção de elementos metálicos Importância: matéria-prima industrial Brasil ● Ferro → 5ª maior reserva e 2º maior explorador do mundo ● Alumínio → 3ª maior reserva e 6º maior produtor mundial Indústrias de base (siderurgia e metalurgia) Indústrias de bens de produção (equipamentos agrícolas, industriais e de transporte) Indústrias de bens de consumo
  6. 6. Ferro Usado na produção de aço e de ferro fundido; Importância na construção civil e em diversos produtos industriais (automóveis, navios, ferramentas, maquinários, trilhos ferroviários, etc.);
  7. 7. Ferro Usado na produção de aço e de ferro fundido; Importância na construção civil e em diversos produtos industriais (automóveis, navios, ferramentas, maquinários, trilhos ferroviários, etc.); O principal explorador do ferro brasileiro é a VALE, criada como uma empresa estatal em 1942 (no governo Vargas, em um ambiente nacionalista) e privatizada em 1997; Cerca de 45% de nossas exportações são para a China;
  8. 8. Ferro Usado na produção de aço e de ferro fundido; Importância na construção civil e em diversos produtos industriais (automóveis, navios, ferramentas, maquinários, trilhos ferroviários, etc.); O principal explorador do ferro brasileiro é a VALE, criada como uma empresa estatal em 1942 (no governo Vargas, em um ambiente nacionalista) e privatizada em 1997; Cerca de 45% de nossas exportações são para a China; Produção de ferro no Brasil: ● 72% no Quadrilátero Ferrífero (MG) ● 26% na Serra dos Carajás (PA)
  9. 9. Ferro no Quadrilátero Ferrífero (MG) Entre os municípios de Belo Horizonte, Santa Bárbara, Mariana e Congonhas do Campo
  10. 10. O mercado interno absorve 30% da produção (Região Sudeste): ● Zona metalúrgica de MG (Açominas, em Ouro Branco; Belgo-Mineira, em Sabará e João Monlevade; e Usiminas, em Ipatinga); ● Cia. Siderúrgica Nacional (CSN), em Volta Redonda (RJ); ● Cia. Siderúrgica Paulista (COSIPA), em Cubatão (SP); ● Cia. Siderúrgica de Tubarão (CST), em Vitória (ES). Ferro no Quadrilátero Ferrífero (MG) Entre os municípios de Belo Horizonte, Santa Bárbara, Mariana e Congonhas do Campo
  11. 11. 70% da produção destinada ao mercado externo: ● Os principais destinos são China, Japão, UE (Alemanha, Reino Unido, Itália, França, Holanda, Espanha) e EUA; ● O minério de ferro é escoado pela Estrada de Ferro Vitória-Minas até o porto de Tubarão, em Vitória (ES). Ferro no Quadrilátero Ferrífero (MG) Entre os municípios de Belo Horizonte, Santa Bárbara, Mariana e Congonhas do Campo Fontes dos mapas: http://ppegeo.igc.usp.br/scielo.php?pid=S1980- 44072012000100003&script=sci_arttext http://vfco.brazilia.jor.br/Carros/efvm/trem- Vitoria-Belo-Horizonte-mapa-trilhos.shtml
  12. 12. Ferro na Serra dos Carajás (PA) Destinado especialmente para exportação. Principais países: China, Japão, Alemanha, Coreia do Sul, França e Itália.
  13. 13. Ferro na Serra dos Carajás (PA) Destinado especialmente para exportação. Principais países: China, Japão, Alemanha, Coreia do Sul, França e Itália. O minério de ferro é transportado pela E.F. Carajás até o porto Ponta da Madeira, em São Luís (MA).
  14. 14. Ferro na Serra dos Carajás (PA) Destinado especialmente para exportação. Principais países: China, Japão, Alemanha, Coreia do Sul, França e Itália. O minério de ferro é transportado pela E.F. Carajás até o porto Ponta da Madeira, em São Luís (MA). A exploração de minérios metálicos na Amazônia teve origem na década de 1970, quando o então governo militar desenvolveu grandes projetos com o objetivo de ocupar a região. Um dos projetos mais importantes foi o Grande Carajás. Fonte do mapa: http://www.ihu.unisinos.br/noticias/530505-o-que-significou-para-a-regiao-e-a- quem-beneficiou-o-programa-grande-carajas-30-depois-de-sua-implantacao-na-regiao- amazonica
  15. 15. Alumínio Calcula-se que cerca de 20% das reservas de bauxita do mundo estejam no Brasil, concentradas no Sudeste e no Norte.
  16. 16. Alumínio Calcula-se que cerca de 20% das reservas de bauxita do mundo estejam no Brasil, concentradas no Sudeste e no Norte. Sudeste: MG concentra 16% das reservas nacionais de bauxita, em especial no Quadrilátero Ferrífero e no sul do Estado. ● Produção voltada às fábricas de alumínio metálico do Sudeste, como a Cia. Brasileira de Alumínio, do Grupo Votorantim.
  17. 17. Alumínio Calcula-se que cerca de 20% das reservas de bauxita do mundo estejam no Brasil, concentradas no Sudeste e no Norte. Sudeste: MG concentra 16% das reservas nacionais de bauxita, em especial no Quadrilátero Ferrífero e no sul do Estado. ● Produção voltada às fábricas de alumínio metálico do Sudeste, como a Cia. Brasileira de Alumínio, do Grupo Votorantim. Norte: PA concentra quase 75% das reservas brasileiras. A maior quantidade de reservas conhecidas está em Oriximiná (PA), no vale do rio Trombetas. ● Produção destinada ao mercado externo (EUA, UE e Japão) e interno. ● Possibilitada graças à Usina Hidrelétrica de Tucuruí, no rio Tocantins. Fonte do mapa: http://amazonia.org.br/2012/07/votorantim-lan%C3%A7a-projeto-de-us-33-bilh %C3%B5es-no-par%C3%A1/
  18. 18. Impactos sociais e ambientais da mineração Formas de exploração de minerais metálicos: ● Minas subterrâneas: baixa quantidade de oxigênio, gases tóxicos, risco de desabamento. É pouco desenvolvida no Brasil.
  19. 19. Impactos sociais e ambientais da mineração Formas de exploração de minerais metálicos: ● Minas subterrâneas: baixa quantidade de oxigênio, gases tóxicos, risco de desabamento. É pouco desenvolvida no Brasil. ● Minas a céu aberto: remoção de rochas do subsolo, desmatamento, assoreamento de rios e alagamentos.
  20. 20. Impactos sociais e ambientais da mineração Formas de exploração de minerais metálicos: ● Minas subterrâneas: baixa quantidade de oxigênio, gases tóxicos, risco de desabamento. É pouco desenvolvida no Brasil. ● Minas a céu aberto: remoção de rochas do subsolo, desmatamento, assoreamento de rios e alagamentos.

×