“Vidas secas” Graciliano Ramos
Inglês 4ºP 2014
Grupo:
Fernanda Moreira
Iágo Canuto
Maiara Martins
Quelmo Lins
- Na prosa, foi evidente o interesse por temas nacionais, uma linguagem
mais brasileira, com um enfoque mais direto dos fa...
Graciliano Ramos (1892-1953) pode ser
considerado um dos mestres do Regionalismo.
Suas obras passam-se no NE do Brasil e f...
"Vidas Secas", romance publicado em 1938, retrata a vida
miserável de uma família de retirantes sertanejos obrigada a se
d...
A história em Vidas Secas começa com a fuga
de uma família nordestina fugindo da seca do
sertão. Fabiano, o pai da família...
"Vidas Secas" é um dos maiores
expoentes da segunda fase
modernista, a do regionalismo.
Graciliano Ramos,ao explorar a
tem...
No romance “Vidas Secas”, de Graciliano Ramos, encontramos a narração
em terceira pessoa, com narrador onisciente. Podemos...
O espaço é físico, refere-se ao sertão
nordestino, descrito com precisão pelo autor.
“… na lagoa seca, torrada, coberta de...
Além da falta de linearidade do tempo, em "Vidas Secas" há nítida
valorização do tempo psicológico, em detrimento do crono...
Personagem Protagonista
Fabiano
Nordestino pobre, marido de Sinhá Vitória, pai de dois
filhos. Procura trabalho desesperad...
Personagens Adjuvantes
Sinhá Vitória. Mulher de Fabiano, sofrida, mãe de dois filhos, lutadora,
sonhadora e inconformada c...
Outras personagens
O dono da fazenda - Contrata Fabiano para trabalhar em sua
fazenda, desonesto, explorava seus empregado...
A obra pertence a um gênero intermediário entre romance e livro de contos. Possui
13 capítulos até certo ponto autônomos, ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Vidas secas

824 visualizações

Publicada em

Análise da obra Vidas Secas de Graciliano Ramos

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
824
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Vidas secas

  1. 1. “Vidas secas” Graciliano Ramos Inglês 4ºP 2014 Grupo: Fernanda Moreira Iágo Canuto Maiara Martins Quelmo Lins
  2. 2. - Na prosa, foi evidente o interesse por temas nacionais, uma linguagem mais brasileira, com um enfoque mais direto dos fatos marcados pelo Realismo – Naturalismo do século XIX. O romance focou o regionalismo, principalmente o nordestino, onde problemas como a seca, a migração, os problemas do trabalhador rural, a miséria, a ignorância foram ressaltados. Além do regionalismo, destacaram-se também outras temáticas, surgiu o romance urbano e psicológico, o romance poético-metafísico e a narrativa surrealista. - A poesia da 2ª fase modernista percorreu um caminho de amadurecimento. No aspecto formal, o verso livre foi o melhor recurso para exprimir sensibilidade do novo tempo, se caracteriza como uma poesia de questionamento: da existência humana, do sentimento de “estar-no-mundo”, inquietação social, religiosa, filosófica e amorosa.
  3. 3. Graciliano Ramos (1892-1953) pode ser considerado um dos mestres do Regionalismo. Suas obras passam-se no NE do Brasil e falam do povo nordestino, da seca, da realidade enfim, com uma linguagem direta e típica da região. Apesar de também Ter sido contista e cronista, é como romancista que se destaca. Graciliano Ramos estava escrevendo havia anos seu primeiro romance, Caetés, com o qual estrearia em sua carreira literária aos 41 anos (relativamente tarde). Na mesma época de publicação do livro ele completou São Bernardo, primeira obra da trilogia que é sua obra-prima e inclui Angústiae Vidas Secas. Em 1936 foi acusado de comunista e mandado para a prisão, onde foi humilhado e maltratado (o fruto disso seria o livro de memórias chamado Memórias do Cárcere. Várias das obras de Graciliano Ramos já foram filmadas por consagrados diretores brasileiros
  4. 4. "Vidas Secas", romance publicado em 1938, retrata a vida miserável de uma família de retirantes sertanejos obrigada a se deslocar de tempos em tempos para áreas menos castigadas pela seca. A obra pertence à segunda fase modernista, conhecida como regionalista, e é qualificada como uma das mais bem-sucedidas criações da época. O estilo seco de Graciliano Ramos, que se expressa principalmente por meio do uso econômico dos adjetivos, parece transmitir a aridez do ambiente e seus efeitos sobre as pessoas que ali estão.
  5. 5. A história em Vidas Secas começa com a fuga de uma família nordestina fugindo da seca do sertão. Fabiano, o pai da família, é um vaqueiro com dificuldade de se expressar. Sinhá Vitória é a mãe, é mais "madura" do que seu marido Fabiano, também não se conforma com sua situação miserável, e sonha com uma cama de couro como a de Tomás de Bolandeira. . Os dois filhos e a cadela Baleia acabam por concluir essa família. Depois de muito caminhar a família chega a uma fazenda abandonada, onde acabam ficando. Após de um curto período de chuva o dono da fazenda retorna e contrata Fabiano como seu vaqueiro. .A seca atinge a fazenda e faz com que toda a família fuja novamente, só que desta vez, todos vão para o Sul, em busca da cidade grande, sem destino e sem esperança de vida
  6. 6. "Vidas Secas" é um dos maiores expoentes da segunda fase modernista, a do regionalismo. Graciliano Ramos,ao explorar a temática regionalista, utiliza vários expedientes formais – discurso indireto livre, narrativa não-linear, nomes dos personagens – que confirmam literariamente a denúncia das mazelas sociais. O livro consegue desde o título mostrar a desumanização que a seca promove nos personagens, cuja expressão verbal é tão estéril quanto o solo castigado da região
  7. 7. No romance “Vidas Secas”, de Graciliano Ramos, encontramos a narração em terceira pessoa, com narrador onisciente. Podemos encontrar muitas vezes os discursos indiretos livres. É o próprio narrador que revela o interior dos personagens através de monólogos interiores(um diálogo com ele mesmo). O foco narrativo ganha destaque a converter em palavras os anseios e pensamentos das personagens. “… Aí, a coleira diminuiu e Fabiano teve pena”. (Cap. 01 – Mudança)
  8. 8. O espaço é físico, refere-se ao sertão nordestino, descrito com precisão pelo autor. “… na lagoa seca, torrada, coberta de caatingas e capões de mato”. (Cap. 11 – O soldado Amarelo) A narrativa é ambientada no sertão, região marcada pelas chuvas escassas e irregulares. Essa falta de chuva – somada a uma política de descaso do governo com os investimentos sociais – transforma a paisagem em ambiente inóspito(local onde você é mal acolhido) e hostil
  9. 9. Além da falta de linearidade do tempo, em "Vidas Secas" há nítida valorização do tempo psicológico, em detrimento do cronológico. Essa opção do narrador de ocultar os marcadores temporais tem como principal consequência o distanciamento dos personagens da ordenação civilizada do tempo.
  10. 10. Personagem Protagonista Fabiano Nordestino pobre, marido de Sinhá Vitória, pai de dois filhos. Procura trabalho desesperadamente, bebe muito e perde dinheiro no jogo. Possui grandes dificuldades lingüísticas, mas é consciente delas. Homem bruto com dificuldade de se expressar, possui atitudes selvagens. Por não saber se expressar entra num processo de isolamento, aproximando-se dos animais, com os quais se identifica melhor. Personagem Antagonista Soldado Amarelo Corrupto, oportunista e medroso, o Soldado Amarelo é símbolo de repressão e do autoritarismo pelo qual é comandado (ditadura Vargas), porém não é forte sozinho; sem as ordens da ditadura, é fraco e acovarda- se diante de Fabiano.
  11. 11. Personagens Adjuvantes Sinhá Vitória. Mulher de Fabiano, sofrida, mãe de dois filhos, lutadora, sonhadora e inconformada com a miséria em que vive, trabalha muito. É a mais inteligente de todos controlando assim as contas e os sonhos de todos. Filho mais novo e Filho mais velho São crianças pobres e sofridas que não tem noção da miséria em que vivem. O mais novo vê no pai um ídolo, sonha sobressair-se realizando algo, enquanto o mais velho é curioso, querendo saber o significado da palavra inferno, desvendar a vida e ter amigos. Baleia - Cadela da família, tratada como gente, humanizada em vários momentos e muito querida das crianças
  12. 12. Outras personagens O dono da fazenda - Contrata Fabiano para trabalhar em sua fazenda, desonesto, explorava seus empregados. O fiscal da prefeitura – Intolerante e explorador. Tomás de Bolandeira - Aparece somente por meio de evocações, é tido como referência por Fabiano e Sinhá Vitória. Seu Inácio - Dono do bar.
  13. 13. A obra pertence a um gênero intermediário entre romance e livro de contos. Possui 13 capítulos até certo ponto autônomos, mas que se ligam pela repetição de alguns motivos e temas, como a paisagem árida, a zoomorfização e antropomorfização das criaturas, os pensamentos fragmentados das personagens e seu conseqüente problema de linguagem. ROMANCE CIRCULAR Vidas Secas começa por uma fuga e acaba com outra. ROMANCE MODULAR Vidas secas possui uma estrutura desmontável. ROMANCE ÁRIDO Vidas secas é uma obra SECA sobre a SECA

×