A Prece

10.100 visualizações

Publicada em

A Prece

Publicada em: Espiritual, Tecnologia
1 comentário
7 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.100
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.436
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
448
Comentários
1
Gostaram
7
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A Prece

  1. 1. A Prece<br />
  2. 2. O que é a prece?<br />Porquê orar?<br />Como fazer uma prece?<br />
  3. 3. “Há homens que desdenham a prece que a consideram banal e ridícula. Esses jamais oraram ou talvez nunca tenham sabido orar.” (Léon Dénis – Depois da Morte)<br />
  4. 4. “Orar é a respiração da alma” <br />Mahatma Gandhi<br />
  5. 5. “A prece é uma elevação acima de todas as coisas terrestres, um ardente apelo às potências superiores” Léon Denis<br />
  6. 6. Na prece, baixar os olhos para as paixões e necessidades terrenas é perdermo-nos no abismo.<br />
  7. 7. A prece pode elevar-nos a alturas luminosas, ao infinito, onde não existe a dúvida, o medo…<br />
  8. 8. “A prece é sempre agradável a Deus, quando ditada pelo coração, pois, para Ele, a intenção é tudo.”<br />Livro dos Espíritos, Q.658<br />
  9. 9. “...qualquer um que possui uma fé ardente e pura, poderá dispor dessa gigantesca força, governar sobre os elementos da natureza, apaziguar tempestades, acabar com as epidemias, reunir e colher finos e delicados elementos para a cura de doenças…”<br />espírito J.W.Rochester<br />
  10. 10. “_ Mestre, como deveremos interpretar a oração?<br />_ Em tudo – elucidou Jesus – deve a oração constituir o nosso recurso permanente de comunhão ininterrupta com Deus. Nesse intercâmbio incessante, as criaturas devem apresentar ao Pai, no segredo das íntimas aspirações, os seus medos e esperanças, dúvidas e amarguras. Essas confidências lhes atenuarão os cansaços do mundo, restaurando-lhe as energias, porque Deus lhes concederá de sua Luz. É necessário portanto, cultivar a prece, para que ela se torne um elemento natural da vida, como a respiração.” Boa Nova F.C.Xavier<br />
  11. 11. “Não obstante a confiança expressa na oração e a fé tributada à providência superior, é preciso colocar acima deles a certeza de que os desejos celestiais são mais sábios e misericordiosos do que o capricho próprio; é necessário que cada um se una ao Pai, comungando com a sua vontade generosa e justa, ainda que seja contrariado...” (idem)<br />
  12. 12. “Quando orardes, não vos assemelheis aos hipócritas, que, afetadamente, oram de pé nas sinagogas e nos cantos das ruas para serem vistos pelos homens. - Digo-vos,em verdade, que eles já receberam sua recompensa. - Quando quiserdes orar, entrai para o vosso quarto e, fechada a porta, orai a vosso Pai em secreto; e vosso Pai, que vê o que se passa em secreto, vos dará a recompensa.” S. MATEUS, cap. VI, vv., 5 a 8<br />
  13. 13. “Pode-se, portanto, orar em toda parte e a qualquer hora, a sós ou em comum. A influência do lugar ou do tempo só se faz sentir nas circunstâncias que favoreçam o recolhimento.”<br />Allan Kardec, Evangelho Segundo o Espiritismo<br />
  14. 14. “Não cuideis de pedir muito nas vossas preces, como fazem os pagãos, os quais imaginam que pela multiplicidade das palavras é que serão atendidos. Não vos torneis semelhantes a eles, porque vosso Pai sabe do que é que tendes necessidade, antes que lho peçais.”<br />S. MATEUS, cap. VI, vv., 5 a 8.)<br />
  15. 15. “Seria um erro julgar que tudo podemos obter pela prece, que sua eficácia implique em desviar as provações inerentes à vida. A lei de imutável justiça não se curva aos nossos caprichos.” Léon Dénis<br />
  16. 16. “As vossas provas estão nas mãos de Deus e algumas há que têm de ser suportadas<br />até ao fim; mas, Deus sempre leva em conta a resignação. A prece traz para junto de vós os bons Espíritos e, dando-vos estes a força de suportá-las corajosamente, menos rudes elas vos parecem.” <br /> Livro dos Espíritos, Q.663<br />
  17. 17. A prece exige 3 requisitos:<br />Concentração<br />Renúncia a tudo o que é material<br />Força de vontade que despreende uma chama pura e que eleva à percepção das irradiações divinas<br />
  18. 18. “O Pai Nosso é, sem dúvida, o mais perfeito modelo de prece que poderia ser concebido.” O sermão da Montanha, Rodolfo Calligaris<br />“...ela resume todos os deveres do homem com Deus, para consigo mesmo e para com o próximo.” Allan Kardec<br />
  19. 19. Pai nosso que estais nos céus,<br />santificado seja o vosso nome. <br />Venha a nós o vosso reino. <br />Seja feita a vossa vontade, assim na terra como nos céus. <br />O pão nosso de cada dia dai-nos hoje.<br />Perdoai as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores. <br />E não nos deixeis cair em tentação; mas livrai-nos de todo o mal. <br />

×