A DIVINA AVENTURA <br />DO ESPÍRITO <br />NA MATÉRIA<br />Estudo de setembro 2011 – www.forumespirita.net<br />
Jesus, porém, lhe respondeu:<br />“Está escrito: Nem só de pão viverá o homem” (Mateus, 4:4). <br />
ESPÍRITO E MATÉRIA<br />Valores  Espirituais <br />X <br />Valores Materiais<br />Necessidades  Espirituais<br /> X <br />...
ESPÍRITO E MATÉRIA<br />“Nós, como Espíritos<br />encarnados, vivemos <br />duas naturezas, <br /> uma física e uma espiri...
ESPÍRITO E MATÉRIA<br />Natureza espiritual ligada à consciência.<br />Natureza física ligada à matéria e <br />às forças ...
ESPÍRITO E MATÉRIA<br />Quem sou espiritualmente?<br />Como tem sido meu estágio na matéria?<br />Sou mais instinto ou sou...
OBJETIVO DA ENCARNAÇÃOQuestão 132- Livro dos Espíritos – Allan Kardec<br />	A Lei de Deus lhes impõe a encarnação com o ob...
OBJETIVO DA ENCARNAÇÃOQuestão 132- Livro dos Espíritos – Allan Kardec<br />A encarnação tem também um outro objetivo: <br ...
OBJETIVO DA ENCARNAÇÃOQuestão 132- Livro dos Espíritos – Allan Kardec<br />	“A ação dos seres corpóreos é necessária à mar...
Reunamos em torno de nossa própria existência e façamos uma avaliação do Ser espiritual que somos e como temos convivido c...
 E como estamos neste encadeamento do        progresso            universal?<br />
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A divina aventura do espírito na matéria

1.468 visualizações

Publicada em

Para aceder a este estudo clique aqui http://www.forumespirita.net/fe/estudos-mensais/a-divina-aventura-do-espirito-na-materia/msg228791/?topicseen#msg228791

Publicada em: Espiritual, Diversão e humor
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.468
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
40
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A divina aventura do espírito na matéria

  1. 1. A DIVINA AVENTURA <br />DO ESPÍRITO <br />NA MATÉRIA<br />Estudo de setembro 2011 – www.forumespirita.net<br />
  2. 2. Jesus, porém, lhe respondeu:<br />“Está escrito: Nem só de pão viverá o homem” (Mateus, 4:4). <br />
  3. 3. ESPÍRITO E MATÉRIA<br />Valores Espirituais <br />X <br />Valores Materiais<br />Necessidades Espirituais<br /> X <br />Necessidades Materiais<br />
  4. 4. ESPÍRITO E MATÉRIA<br />“Nós, como Espíritos<br />encarnados, vivemos <br />duas naturezas, <br /> uma física e uma espiritual.” <br />Livro dos Espíritos – Alan Kardec<br />
  5. 5. ESPÍRITO E MATÉRIA<br />Natureza espiritual ligada à consciência.<br />Natureza física ligada à matéria e <br />às forças instintivas animalizadas.<br />
  6. 6. ESPÍRITO E MATÉRIA<br />Quem sou espiritualmente?<br />Como tem sido meu estágio na matéria?<br />Sou mais instinto ou sou mais consciência?<br />
  7. 7. OBJETIVO DA ENCARNAÇÃOQuestão 132- Livro dos Espíritos – Allan Kardec<br /> A Lei de Deus lhes impõe a encarnação com o objetivo de fazê-los chegar à perfeição. Para uns é uma expiação; para outros é uma missão. Mas, para chegar a essa perfeição, devem sofrer todas as tribulações da existência corporal: é a expiação. <br />
  8. 8. OBJETIVO DA ENCARNAÇÃOQuestão 132- Livro dos Espíritos – Allan Kardec<br />A encarnação tem também um outro objetivo: <br /> dar ao Espírito condições de cumprir sua parte na obra da criação. Para realizá-la é que, em cada mundo, toma um corpo em harmonia com a matéria essencial desse mundo para executar aí, sob esse ponto de vista, as determinações de Deus. <br />
  9. 9. OBJETIVO DA ENCARNAÇÃOQuestão 132- Livro dos Espíritos – Allan Kardec<br /> “A ação dos seres corpóreos é necessária à marcha do universo. Deus, em sua sabedoria, quis que, numa mesma ação, encontrassem um meio de progredir e de se aproximar Dele. É assim que, por uma lei admirável da Providência, tudo se encadeia, tudo é solidário na natureza.”<br />
  10. 10. Reunamos em torno de nossa própria existência e façamos uma avaliação do Ser espiritual que somos e como temos convivido com a natureza física que nos rodeia. <br />
  11. 11.  E como estamos neste encadeamento do progresso universal?<br />

×