Estudo música espírita - www.forumespirita.net - web

3.965 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.965
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.210
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
27
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estudo música espírita - www.forumespirita.net - web

  1. 1. Louve Ele com as cordas... Salmo 150 : 4
  2. 2. Estudo Mensal de Novembro de 2010 www.forumespirita.net
  3. 3. Alguns tópicos do estudo • História – Musicoterapia • Mozart – Artistas Espíritas • ABRARTE – Sensibilidade • Vaidade - Psicografias • Influências - Divulgação • Harmonização – Evangelizar • E outros...
  4. 4. Leopoldo Machado • “Que será que, belo e puro, educativo e espiritualizador, não pode caber no Espiritismo? Penso, de minha parte, que já é tempo de arejar os ambientes espíritas com música mais leve, mais pura, mais agradável e menos compatível com o ambiente de ‘câmara ardente’ que em muitas sessões espíritas conservam (...) Não compreendo, tampouco, como pode e deve o Espiritismo se preocupar com assuntos que até parecem exorbitar de sua finalidade, sem se preocupar com a arte. E principalmente com a mais expressiva das artes.”
  5. 5. Todo artista pode ser também um missionário de Deus? • Os artistas, como os chamados sábios do mundo, podem enveredar, igualmente, pelas cristalizações do convencionalismo terrestre, quando nos seus corações não palpite a chama dos ideais divinos, mas, na maioria das vezes, têm sido grandes missionários das idéias, sob a égide do Senhor, em todos os departamentos da atividade que lhes é próprios, como a literatura, a música, a pintura, a plástica.
  6. 6. Todo artista pode ser também um missionário de Deus? • Sempre que a sua arte se desvencilha dos interesses do mundo, transitórios e perecíveis, para considerar tão- somente a luz espiritual que vem do coração uníssono como cérebro, nas realizações da vida, então o artista é um dos mais devotados missionários de Deus, porquanto saberá penetrar os corações na paz da meditação e do silêncio, alcançando o mais alto sentido da evolução de si mesmo e de seus irmãos em humanidade. O Consolador – Emmanuel ( Capitulo sobre a arte)
  7. 7. Paulo (I TIMÓTEO, 4:14. )
  8. 8. MÚSICA, VIBRAÇÃO E SINTONIA • A música é vibração e pode estimular o Espírito, provando sensações de nível superior, permitindo vibrarmos em sintonia com esse algo superior, despertando a essência Divina que dorme em cada um de nós. Ao vibrar, sintonizamos com vibrações sutis que pululam no Universo. Podemos sentir vibrações que, por outros meios não sentiríamos, emoções novas brotam na alma, levando o Espírito a querer evoluir. A música representa, pois, elevada interação vertical com as esferas superiores da vida universal. Introdução ao Estudo da Pedagogia Espírita – módulo IX – item 44
  9. 9. MÚSICA E EDUCAÇÃO • O ritmo está presente na criança a partir de seu próprio organismo: o compasso das batidas do coração, o ritmo compassado do andar, o balançar dos braços, a seqüência interminável do dia e da noite, os horários das refeições, do descanso, tudo à sua volta fala que o universo está envolvido em ritmo harmonioso. Educação do Espírito – cap. 8, item 5
  10. 10. OFICINA DE MÚSICA • A música pode ser utilizada em conjunto com outras atividades, como nas artes plásticas, no teatro, na dança e em muitas outras atividades. • A criação de uma oficina de música, em horário próprio, contudo, favorecerá o desenvolvimento gradual da harmonia interior, melhorando cada vez mais o tônus vibratório de cada um.
  11. 11. MENSAGEM DE ROSSINI • “A influência da música sobre a alma, sobre o seu progresso moral, é reconhecida por todo o mundo; mas a razão dessa influência é geralmente ignorada. Sua razão está inteiramente neste fato: que a harmonia coloca a alma sob a força de um sentimento que a desmaterializa. Este sentimento existe em um certo grau, mas onde esquece, por um instante, os grosseiros prazeres que prefere à divina harmonia.”
  12. 12. O Livro dos Espíritos – questão 251 • “- Queres falar de vossa música? O que é ela diante da música celeste? Desta harmonia que nada sobre a Terra pode vos dar uma idéia? Uma é para a outra o que o canto do selvagem é para a suave melodia. Entretanto, os Espíritos vulgares podem experimentar um certo prazer em ouvir a vossa música, porque não são ainda capazes de compreender outra mais sublime. A música tem para os Espíritos encantos infinitos, em razão de suas qualidades sensitivas muito desenvolvidas. Refiro-me à música celeste, que é tudo o que a imaginação espiritual pode conceber de mais belo e de mais suave.”
  13. 13. "Quando dizemos que a Arte Espírita será um dia uma arte nova, queremos dizer que as idéias e as crenças espíritas darão às produções do gênio um cunho particular, como ocorreu com as idéias e crenças cristãs (Revista Espírita1860 – Allan Kardec)"
  14. 14. Obras Póstumas • "Toda gente reconhece a influência da música sobre a alma e sobre seu progresso. Mas, a razão dessa influência é em geral ignorada. Sua explicação está toda neste fato: que a harmonia coloca a alma sob o poder de um sentimento que a desmaterializa. Aquele que esteja desprovido de tal sentimento é conduzido gradativamente a adquiri-lo: acaba deixando-se penetrar por ele e arrastar ao mundo ideal, onde esquece, por instantes, os prazeres inferiores que prefere à divina harmonia." Rossini (Espírito) "Obras Póstumas", Allan Kardec, FEB, 1.ª Parte, Música Espírita.
  15. 15. O Evangelho Segundo o Espiritismo • “Os Espíritos do Senhor, que são as virtudes dos Céus, qual imenso exército que se movimenta ao receber as ordens do seu comando, espalham-se por toda a superfície da Terra e, semelhantes a estrelas cadentes, vêm iluminar os caminhos e abrir os olhos aos cegos. Eu vos digo, em verdade, que são chegados os tempos em que todas as coisas hão de ser restabelecidas no seu verdadeiro sentido, para dissipar as trevas, confundir os orgulhosos e glorificar os justos.
  16. 16. O Evangelho Segundo o Espiritismo • As grandes vozes do Céu ressoam como sons de trombetas, e os cânticos dos anjos se lhes associam. Nós vos convidamos, a vós homens, para o divino concerto. Tomai da lira, fazei uníssonas vossas vozes, e que, num hino sagrado, elas se estendam e repercutam de um extremo a outro do Universo. • Homens, irmãos a quem amamos, aqui estamos junto de vós. Amai-vos, também, uns aos outros e dizei do fundo do coração, fazendo as vontades do Pai, que está no Céu: Senhor! Senhor!... e podereis entrar no reino dos Céus.” O ESPÍRITO DE VERDADE - Prefácio de O Evangelho Segundo o Espiritismo
  17. 17. Participe conosco, deixe sua nota nesta composição que é a vida em aprendizado...

×